sexta-feira, 5 de agosto de 2016

Sem recursos, Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica faz “vaquinha” na internet

Organizada pela Sociedade Astronômica Brasileira (SAB), em parceria com Agência Espacial Brasileira (AEB), a Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA) pede colaboração para custear medalhas da edição deste ano 

A Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA) está enfrentando sérias dificuldades e precisa de ajuda. Com o corte em 50% da verba que recebe do CNPq, órgão do governo federal de fomento da ciência, tecnologia e inovação, não tem recursos para pagar as medalhas que serão entregues aos premiados da 19ª OBA e da 10ª Mostra Brasileira de Foguetes (10ª MOBFOG). Por conta disso, seus organizadores criaram uma campanha de crowdfunding para pagar as medalhas que serão entregues aos alunos.

A 19ª OBA de 2016 teve a participação de cerca de 800.000 alunos e a 10ª MOBFOG cerca de 90.000 alunos. O custo total anual é de cerca de R$ 1,2 milhões. A crise que assola o país fez com que fosse cortado metade do orçamento fornecido pelo CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico), órgão do governo federal de fomento da ciência, tecnologia e inovação.

A competição é organizada pela Sociedade Astronômica Brasileira (SAB), em parceria com a Agência Espacial Brasileira (AEB), e estimula o conhecimento de alunos do ensino fundamental e médio, mobilizando 60.000 professores de 10.000 escolas de todo o Brasil.

- Motivação é fundamental na educação e medalhas são extremamente motivadoras. A OBA tem como regra entregar cerca de 45.000 medalhas aos seus participantes, ou seja, premia cerca de 5% deles e a MOBFOG entrega outras 5.000 medalhas. A redução do orçamento afetou diretamente a premiação dos alunos. As medalhas já foram encomendadas e para isso precisamos de R$ 150 mil - revela o professor João Batista Garcia Canalle, coordenador nacional da OBA.

Para conseguir este valor o comitê organizador criou uma vaquinha online, buscando arrecadar a quantia necessária. Para participar, basta acessar o site http://www.kickante.com.br/campanhas/oba-despertando-o-prazer-pela-ciencia, doar qualquer valor a partir de R$10 e escolher uma recompensa a cada contribuição.

Outra barreira a ser ultrapassada pelo comitê é a dificuldade para preparar as delegações brasileiras que representarão o Brasil na Olimpíada Internacional de Astronomia e Astrofísica (IOAA, sigla em inglês) e na Olimpíada Latino Americana de Astronomia e Astronáutica (OLAA). A primeira será realizada na Índia e a segunda na Argentina no final deste ano. Os custos das viagens serão rateados pelos alunos.

A Comissão Organizadora da OBA e da MOBFOG agradece a todos que puderem ajudar e divulgar.

Mercado da Comunicação


0 comentários:

Postar um comentário