segunda-feira, 7 de dezembro de 2020

Petrolândia: Futura Secretária de Saúde do município, Ana Patrícia Jaques testa positivo para Covid-19 ''estou bem melhor e se Deus quiser vai dar tudo certo''


Futura Secretária de Saúde de Petrolândia, Dra Ana Patrícia Jaques Marques anunciou em suas redes sociais, na tarde desta segunda-feira (7), que testou positivo para Covid-19.

Gostaria de informar à meus amigos que, semana passada fui ao Recife e lá apresentei um quadro gripal com tosse, que evoluiu com dores no corpo e na garganta.

Desconfiei que podia ser COVID, e resolvi realizar o teste PCR-RT que chegaria em 3 dias. Retornando de Recife fui direto em Paulo Afonso fazer o teste rápido do antígeno, pois tinha medo de chegar em casa sem ter a certeza do que tinha, e, infelizmente deu POSITIVO.

No primeiro instante fiquei assustada, mais depois com os pés no chão, continuei o isolamento, de onde ainda estou, e hoje veio a confirmação pelo PCR-RT.

No mais, estou bem melhor e se Deus quiser vai dar tudo certo

Ana Patrícia 

Petrolândia: Confira escala e nomes de médicos que atenderão nesta semana (de 07 a 11) na Clínica Mais Saúde; ligue e marque sua consulta

 


A Clínica Mais Saúde, localizada na Av Auspício Valgueiro de Barros, em frente a Escola Delmiro Gouveia, informa atendimento de 07 a 11 de dezembro de /2020; confira!

Confira acima profissionais médicos que atenderão na Mais Saúde de Petrolândia nesta semana de segunda a sexta;

A Clínica Mais Saúde realiza Exames Laboratoriais de segunda a sexta-feira (veja abaixo).









Adquira já o seu cartão de desconto SYSTEM SAÚDE e ganhe excelentes descontos!SAIBA SOBRE O SYSTEM SAÚDE

Adquira já o seu!





Redação do Blog de Assis Ramalho
Informação: Clinica Mais Saúde

Suspeito de matar companheira e tentar forjar acidente é preso no velório da vítima

Juliana Ferraz foi morta em Jundiaí — Foto: Reprodução/Facebook

O homem suspeito de matar a companheira e tentar forjar uma morte decorrente de queda acidental foi preso em flagrante enquanto assinava os documentos de óbito da vítima em um velório de Jundiaí (SP), no domingo (6).

Segundo informações do boletim de ocorrência, Rogério Botelho, de 23 anos, disse à polícia que a vítima teria sido encontrada no banheiro da casa deles já morta. Ele contou que acordou por volta das 4h30 e viu que saía água por baixo da porta e pela escada.

Ao tentar abrir, percebeu que a porta estava trancada e que Juliana Ferraz do Nascimento, também de 23 anos, não respondia. Então, o homem disse que ligou para o irmão da jovem, que foi até a casa e o ajudou a arrombar a porta.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e constatou a morte ainda no local. O corpo de Juliana foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) e, durante a autópsia, foram identificadas diversas lesões e também sinais de estrangulamento.

Como o resultado do exame não era compatível com a versão apresentada pelo homem, a polícia determinou a prisão em flagrante. Ele foi encontrado no velório e abordado enquanto assinava os documentos de óbito de Juliana.

À polícia, Rogério disse que, no dia anterior, estava com a companheira em uma chácara comemorando o aniversário da bisavó. Os dois teriam consumido bebidas alcoólicas e drogas no local. Em seguida, foram embora.

O homem afirmou ainda que, ao chegar em casa, comeu alguma coisa e foi dormir, enquanto Juliana tomava banho. Ele ressalta que só percebeu que a vítima continuava no banheiro quando acordou de madrugada.

Rogério foi encaminhado para a penitenciária e autuado por feminicídio e fraude processual. A polícia irá ouvir parentes e amigos do casal para investigar relatos de que a jovem já sofria violência doméstica.

O corpo de Juliana foi enterrado na manhã desta segunda-feira (7).

Por G1 Sorocaba e Jundiaí

Petrolândia: Carro Forte é interceptado e explodido por criminosos na BR-110

 








Na tarde desta segunda-feira (07) bandidos fortemente armados explodiram um carro-forte na BR-110, entre as cidades de Petrolândia e Jatobá no Sertão de Pernambuco.

O carro forte ficou totalmente destruído, e segundo relatos de motoristas que trafegavam na BR-110 o ataque dos bandidos foi por volta das 15h30, os criminosos usaram dinamite, a explosão pode-se escutar de longe. Não se sabe a quantia de dinheiro que foi levada e possivelmente os criminosos levaram o cofre, visto que no local da explosão não se notou cédulas espalhadas.

Ainda de acordo com informações os seguranças não ficaram feridos. A polícia militar esteve no local, fez incursões pela caatinga ao redor do assalto, mas até o momento do fechamento desta matéria nenhum bandido havia sido localizado.


Por Portal Jatobá

Indústria automobilística recupera níveis de produção e exportação


A indústria automobilística recuperou, no mês passado, os níveis de produção e exportação de novembro de 2019. A quantidade de unidades licenciadas, porém, ficou abaixo da registrada anteriormente, de acordo com balanço divulgado hoje (7) pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).

O relatório mostra que a demanda do mercado interno diminuiu 7,1%, em comparação com 2019. Foram 225.010 unidades, contra 242 mil.  No ano, 1.814.470 automóveis foram emplacados.

Ao contrário das vendas, a produção apresentou leve aumento, de 0,7%, com um total de 238,2 mil autoveículos. Conforme a Anfavea, o volume foi insuficiente para atender ao mercado.

No acumulado do ano, a produção chegou à marca de 1.804.759 unidades, 35% a menos que a do ano passado. Em novembro, também saíram das esteiras de montadoras 11,5 mil caminhões, 1,7 mil ônibus e 5 mil máquinas agrícolas e rodoviárias.

Em entrevista coletiva, representantes da Anfavea também destacaram números relativos à exportação. Em novembro, 44.007 unidades foram enviadas ao exterior, o que se traduziu no melhor resultado desde agosto de 2018. A alta no índice, explicaram, se deu em virtude do represamento que vem ocorrendo nos últimos meses por causa da pandemia de covid-19. Ao longo de todo o ano, 285.925 unidades foram exportadas, número 28,4% inferior ao de 2019. 

O presidente da entidade, Luiz Carlos Moraes, disse que a produção de dezembro é algo que não se prevê facilmente e destacou alguns desafios que o setor enfrenta. Segundo ele, a falta de matéria-prima é o mais preocupante, porque pode significar a paralisação das montadoras. 

"O risco de paralisação é muito alto", afirmou. "Esse é um desafio muito difícil de se administrar."

Em novembro, as oportunidades de trabalho oferecidas pelo setor também pioraram. Na virada de outubro para o mês passado, o total de vagas passou de 121,4 mil para 120,8 mil. Moraes afirmou que, no período, 1.284 funcionários deixaram as funções por aderir a programas de demissão voluntária (PDVs) ou foram demitidos após contratos temporários serem encerrados. 

Por Agência Brasil