sábado, 13 de julho de 2019

Vereador mata prefeito a tiros após discussão em cidade de Minas gerais

Hélio Pinto (foto maior) e o vereador Marcos Alves de Lima (foto: Diário do Aço Divulgação)

O prefeito da cidade mineira de Naque –  Hélio Pinto de Carvalho (PSDB), de 55 anos, conhecido como “Hélio da Fazendinha”, foi morto a tiros neste sábado (13/07/2019). O suspeito do assassinato é o vereador e comerciante no município Marcos Alves de Lima (PSDC), o "Marquinho do Depósito".
Marquinho deixou o local do crime, mas foi preso ainda nesta manhã pela Policia Militar após montagem de cerco na região.

Hélio da Fazendinha chegou a ser socorrido, mas não resistiu e morreu ao dar entrada no Hospital Márcio Cunha, em Ipatinga, também no Vale do Aço, a 50 quilômetros de Naque.

Chicote e revólver
De acordo com as primeiras informações, o prefeito e o vereador já teriam desavenças antigas. Na manhã deste sábado, se encontraram junto a um local onde Marquinho do Depósito comprou terreno para implantar loteamento ao lado de área da prefeitura.

Segundo testemunhas, o vereador estava instalando uma porteira na entrada do terreno do loteamento, local em que funcionários da prefeitura teriam jogado entulho.

Por causa disso, começou a discussão entre Hélio da Fazendinha e Marquinhos. O prefeito teria atingido o vereador com um chicote. Foi aí que Marquinho do Depósito informou que estava armado.

A confusão continuou e, ainda de acordo com o relato dos moradores, o vereador sacou um revólver e atingiu o chefe do executivo local com quatro disparos. Logo em seguida, Marquinhos deixou o local em uma caminhonete Ford Ranger.

A Policia Militar de Ipatinga iniciou as buscas na região. Às 11h30, a assessoria do comando do 14º Batalhão da Policia Militar (BPM) de Ipatinga anunciou que Marcos Alves de Lima foi preso quando tentava fugir em uma estrada vicinal em direção a Governador Valadares. A arma do crime foi apreendida.

Por Luiz Ribeiro
Jornal Estado de Minas

Serra Talhada: Empresários comemoram sucesso de venda no 2º dia da Esposerra





 

O segundo dia da Exposerra reuniu milhares de pessoas e um público empolgado com as novidades que a feira está apresentando em sua 20ª edição. Estandes lotados e expositores satisfeitos com o volume de negócios e vendas realizadas. Além, é claro, do grande sucesso que são as arenas Moda & Beleza e Gastronômica.

Enquanto um grande público apreciava os desfiles e apresentações na passarela da Amb, filas se formavam na Arena Gastronômica, com pessoas ansiosas para degustar os deliciosos pratos desenvolvidos especialmente para a Feira.

Já nos espaços Super Mix e Hackathon, os participantes confirmaram o sucesso que as atividades inovadoras trouxeram à Feira, com desenvolvimento de soluções, palestras e apresentações de case de sucesso.

Novos expositores como a Serra Solar Energy e a Nissan falaram da importância que a Feira tem e do quanto estão satisfeitos já com os resultados alcançados nestes primeiros dias de evento.

No segmento de Energia Solar, a Serra Solar Energy expôs pela primeira vez. A empresa, que é serra-talhadense, atua hoje em 4 estados e 120 cidades do Brasil.
“A gente tem prestigiado algumas cidades com feira, mas Serra Talhada a gente fez questão de participar, até porque a gente é nativo daqui. A Serra Solar Energy, é uma empresa criada e nascida em Serra Talhada, então a gente tem que dar prioridade. E em relação a Exposerra, foi verdadeiramente uma redenção, porque a gente teve muitos clientes que não conheciam a nossa empresa e de repente passou a conhecer e outros clientes em potencial que estavam passando despercebidos, que vieram e efetuaram compra. A gente conseguiu vender bem aqui na Exposerra”, comemorou o empresário Irlando Lima.

Já a Nissan, que também expõe pela primeira vez na Exposerra, através da concessionária Auto Oriente, de Caruaru, mostrou-se empolgada com os negócios fechados na Feira, anunciando que no próximo ano pode instalar uma concessionária da marca em Serra Talhada.

“A gente já tem uma clientela muito forte aqui em Serra, já vem fazendo um bom trabalho aqui e nas cidades vizinhas. E a gente tem um pensamento de vir para essa exposição há uns dois anos. Começamos a visitar mais a cidade de janeiro pra cá, e conseguimos estar aqui nesse grande evento. Estamos muito satisfeitos com a cidade, satisfeitos com o evento. Estamos fechando mais vindas à cidade, e o pensamento da diretoria é abrir uma concessionária aqui, ano que vem”, afirmou o gerente de vendas Audrey Jorge.

Por Assessoria de Comunicação Esposerra

Conta de água em Pernambuco vai aumentar 6,72% em agosto


A população pernambucana deverá ficar atenta, a partir de agosto, à conta de água e esgoto. Isso porque o processo de revisão tarifária da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) terá um reajuste de 6,72% sobre as tarifas dos serviços de abastecimento de água e de coleta e tratamento de esgotos sanitários, prestados pela Companhia. O valor definido pela Agência Reguladora de Pernambuco (Arpe) foi confirmado à reportagem da Folha de Pernambuco pelo diretor de regulação da Arpe, Frederico Maranhão.

Esse percentual representará um acréscimo de R$ 2,77 na tarifa residencial. Para esses clientes, que apresentam um consumo mensal de até 10 mil litros de água (10m3), a tarifa passará de R$ 41,30 para R$ 44,08. Já para os consumidores de baixa renda, que pagam a tarifa social, o aumento significará R$ 0,59 a mais nas contas, com a fatura passando de R$ 8,63 por mês para R$ 9,22. As tarifas comerciais e públicas, vão custar agora R$ 64,84 e R$ 62,67, respectivamente.

Antes de entrar em vigor, o valor foi publicado no Diário Oficial deste sábado, e só entra em vigor a partir do dia 12 de agosto. “A resolução será publicada no Diário Oficial, e ocasiona em uma conta ajustada para o consumidor, que terá um percentual de ajustamento no valor pago”, contou Frederico Maranhão.

O diretor da Arpe destaca ainda que a Compesa só vai passar a ter um faturamento integral da revisão tarifária a partir de 12 de setembro, onde até essa data parte do faturamento será proporcional entre o novo valor da tarifa, com o valor antigo cobrado. “A tarifa de 6,72% ela só vai ter efeito pleno para a compesa em 12 de setembro, porque em 12 de agosto ela começa a faturar com a nova tarifa, ela vai colocar um dia com a tarifa nova, e 29 dias com a tarifa antiga, e assim sucessivamente com o passar dos dias. Quando chegar 30 dias depois de 12 de agosto, o faturamento será pleno com o valor ajustado”, contou o diretor.

Com o a revisão a tarifa de água e saneamento paga pelo consumidor terá um valor de 6,72% mais cara, e Frederico Maranhão aponta que esse será um ganho para ambas as partes. “Isso é um processo que precisa de equilíbrio, a empresa precisa de resultado para prestar bons serviços, ela existe para ser remunerada adequadamente e o consumidor receber um bom serviço, esse é processo de ganho a ganho”, disse o diretor da Arpe.

Ainda de acordo com Frederico, essa revisão tarifária corresponde ao ano de 2018, onde no ano passado a Arpe concedeu um reajuste de 2,78%. Desde então, o processo de revisão da tarifa não aconteceu devido a demora da Compesa no fornecimento de algumas informações por mudanças no processo de envio das mesmas. “Houve uma mudança de metodologia que teve uma certa complexidade e são levantamentos de informações, onde estão localizados, qual o índice de aproveitamento que tem, a qual subsistema está ligado, se é fornecimento ou saneamento, e para cumprir essas informações a Compesa teve um trabalho adicional. Algumas dessas informações tiveram incoerências nas informações, e este estendimento do prazo foi muito em função disso”, afirmou Maranhão.

Por Folha de Pernambuco

Zazá, que fez dupla com Zezé di Camargo, morre em Goiás

Capa de um dos três discos gravados por Zazá e Zezé na década de 1980 — Foto: Arquivo pessoal

O cantor Zazá, que fez dupla com Zezé di Camargo na década de 1980, morreu aos 67 anos, em um hospital de Ipameri, região sudeste de Goiás, onde morava atualmente. Segundo a família, o artista, cujo verdadeiro nome era Areovaldo Batista da Silva, fazia tratamento por conta de um câncer no pâncreas.

Zazá morreu na sexta-feira (12). Ele está sendo velado na cidade. O enterro está previsto para acontecer às 16h, no Cemitério Municipal.

"Ele descobriu o câncer há uns dois anos e fazia tratamento. Operou no ano passado e deu uma melhorada, mas agora piorou e não resistiu", disse ao G1 um dos oito irmãos vivos de Zazá, o também músico Lázaro Batista da Silva.

A assessoria de Zezé di Camargo informou que o cantor enviou os "sentimentos sinceros à família" de Zazá e está em oração para que ele seja recebido na "santa paz".

Zazá era divorciado e deixa dois filhos.

A história dos dois ficou conhecida após ser mostrada no filme "Dois Filhos de Francisco", que contou a história sobre a carreira de Zezé di Camargo e Luciano.


Parceira com Zezé

Zazá foi o terceiro parceiro de Zezé, com o qual gravou três discos. Depois, a parceria acabou se dissolvendo. Ele chegou a gravar alguns discos solo, mas não seguiu com a carreira, embora nunca tenha abandonado a música.

Antes de cantar com Zazá, Zezé começou fez dupla com o irmão Emival (eram chamados de Camargo e Camarguinho), que morreu em um acidente de carro. Em seguida, tocou com Neilton, que morreu vítima de uma parada cardíaca, em 2017.

Após encerrar a parceria com Zazá, Zezé adotou o sobrenome artístico e formou a dupla com o irmão, Luciano, que estourou como hit "É o Amor" e se tornou uma das principais do sertanejo do Brasil.

Por Sílvio Túlio, G1 GO

Petrolândia: Jhenifer Mello aquece a noite deste sábado (13) no Maria Fumaça, cada vez melhor


A jovem cantora Jhenifer Mello é atração deste sábado (13) no Bar e Restaurante Maria Fumaça, quiosque localizado na Orla Fluvial de Petrolândia. A apresentação tem início marcado para as 21h00.

Amanhã, o domingo vai ser animado a partir das 13h00, com Edy Ferreira. Às 17h00, Pagode Pra Recordar encerra a programação, cada vez melhor, do final de semana no Maria Fumaça. 

Divulgação/Maria Fumaça

Petrolândia: Aniversariante dona Maria Alzira Vital Lisboa recebe felicitações da família



Hoje, dia 13 de julho, os parabéns vão para Maria Alzira Vital Lisboa, uma pessoa maravilhosa, guerreira e verdadeiro exemplo de vida, que mesmo não nos reconhecendo mais fisicamente, temos certeza que sente o tamanho do grande amor e carinho que sentimos. Não só somos nós que lhe presenteamos, mas sim Deus, que nos concede mais tempo conosco, nos permitindo desfrutar de sua presença, beijar, abraçar e amar a cada dia mais.

Peçamos a Deus que derrame sobre a senhora todas as graças existentes no dia de hoje e sempre. Temos muito orgulho de tê-la como nossa RAINHA.

Parabéns pelo seu aniversário! Te amamos muito.

Mensagem de todos os filhos e demais familiares

Paulo Câmara entrega certificados aos mestres artesãos da Fenearte







O governador Paulo Câmara e a primeira dama Ana Luiza Câmara estiveram, na tarde desta sexta-feira (12.07), na 20ª Feira Nacional de Negócios do Artesanato (Fenearte), no Centro de Convenções, em Olinda, onde cumprimentaram visitantes e entregaram os certificados de participação aos 64 artesãos da Alameda dos Mestres. O chefe do Executivo estadual comemorou o sucesso da feira, que vai até este domingo, e ressaltou o evento como uma forma de valorizar e preservar o artesanato e a cultura pernambucana.

“A Fenearte está sendo um sucesso. Estou muito satisfeito de ver que os artesãos estão felizes e vendendo tudo aquilo que produziram. E tudo isso em um clima de muita alegria e esperança. Essa é mais uma etapa cumprida dentro da valorização do nosso artesanato e da nossa cultura. As pessoas que organizaram estão de parabéns. Esta é a 20ª edição, mas não temos dúvida de que a 21ª também será um grande sucesso, e já vamos nos preparar para a de 2020”, afirmou o governador.

Ceramista, poeta e músico autodidata, Aguinaldo da Silva, mais conhecido como Mestre Nado, participa da Fenearte desde a primeira edição, na Alameda dos Mestres. Para ele, o evento é gratificante. “Não é pelas vendas, mas pelo reconhecimento do que eu faço”, disse. Este ano, a feira está sendo ainda mais especial para Nado. O artesão foi eleito Patrimônio Vivo de Pernambuco. “Fiquei incrédulo. Ser eleito diante de tanta gente com alto conhecimento cultural é muito bom. Me sinto honrado, pelo título e por participar da Fenearte”, reforçou.

“A Fenearte é o céu de todo artesão pernambucano”, afirmou Ermírio José da Silva, ou melhor, Miro, artesão que faz da madeira a sua arte e que também recebeu o certificado de participação das mãos do governador Paulo Câmara. Para ele, a feira é um modo de divulgação do trabalho para todo o mundo. “Recebemos encomendas de todo canto”, pontuou. Além do reconhecimento profissional, o evento também vem sendo uma forma de sustento para Miro e sua família. “Foi quando comecei a participar da Fenearte que comecei a fazer minha casinha e pude dar alguma estabilidade para minha família. Agradeço muito ao governador e a todos que estão envolvidos na realização da feira”, completou.

Assessoria de Comunicação
Governo de Pernambuco

Municípios de Sergipe têm chuvas acima do previsto para o mês de julho; mais de 800 pessoas estão desabrigadas


As chuvas que caíram em alguns municípios do estado de Sergipe, durante os primeiros dias de julho, estão acima do previsto para o todo o mês, de acordo com o governo.

Os municípios que apresentaram maior volume de chuvas foram: Aracaju, Laranjeiras, São Cristóvão, Santo Amaro, Estância, Japaratuba, Indiaroba e Brejo Grande. A chuva nessas e em outras regiões deixaram 809 pessoas desabrigadas, segundo um levantamento parcial da Defesa Civil Estadual, até as 18h desta sexta-feira (12).

Na capital, 220 famílias deixaram suas casas em razão de inundações, e estão sendo atendidas pelas equipes de Assistência Social da prefeitura.

No interior do estado, foram registrados desabrigados nos seguintes municípios: São Cristóvão, Estância, Nossa Senhora do Socorro, Lagarto, Indiaroba, Japaratuba, Larajeiras, Umbaúba, Maruim e Carmópolis. Duas pessoas permanecem desaparecidas em Porto da Folha e Itaporanga D’Ajuda.

Ainda de acordo com a Defesa Civil, 672 estão desalojados [pessoas que deixaram suas residências e estão nas casas de familiares ou amigos] em cinco municípios. São eles: Aracaju, Japaratuba, Lagarto, Carmópolis e Santa Rosa de Lima. No total, 28 casas foram destruídas e 71 foram danificadas, além de outras interditadas em áreas de risco.

Riachuelo

O município foi o único a decretar estado de calamidade por 30 dias. O nível do rio Cotinguiba subiu e alagou diversas ruas impedido o trânsito nos principais acessos da cidade, que também está sem água e energia elétrica. Segundo a Defesa Civil estadual, 311 pessoas estão desabrigadas.

Estância

A Defesa Civil interditou a ponte do Rio Piauitinga e os comerciantes, que trabalham na região, foram orientados a deixar o local. No ano de 2009, a ponte ruiu, em razão da alta vazão, e foi reconstruída.

Na tarde desta sexta-feira, duas casas desabaram. Em uma delas, o Corpo de Bombeiros fez o resgate de um idoso de 86 anos, que foi encaminhado para o Hospital Jessé Fontes com fratura na perna e escoriações.

Na outra residência, a mãe e a filha, que estavam dentro, ouviram o barulho do telhado caindo e conseguiram correr. Ambas as casas foram interditadas pela Defesa Civil do município.

Nossa Senhora do Socorro

A Defesa Civil Municipal interditou uma estrada nos loteamentos Guajará e Beira Rio, no Conjunto Parque dos Faróis, em Nossa Senhora do Socorro. As águas do Rio Poxim subiram e entraram em mais de 20 casas. A altura chegou a 30 cm. As famílias estão temporariamente no Centro Social do conjunto

Lagarto

Uma casa desabou e, em outras duas desabaram parcialmente. Até a noite de quarta-feira (11), uma família estava desalojada.

Indiaroba

No município, 10 famílias foram retiradas de casas, algumas de taipa, que estavam em área com o risco de desabamento de um barranco. A Defesa Civil Estadual esteve no local na tarde desta quarta-feira (9), para realizar a avaliação de risco das moradias.

A cabeceira de uma ponte que liga os municípios de Divina Pastora a Santa Rosa de Lima, na rodovia SE-240, desabou na tarde desta quinta-feira (11), durante as fortes chuvas que caíram na região.

Segundo o prefeito de Divina Pastora, Luiz Roberto Júnior, no momento que a estrutura desabou ninguém passava pela ponte

Solidariedade
Uma campanha solidária está sendo realizada para arrecadar roupas e agasalhos para doação a famílias que estão em situação de acolhimento em decorrência das fortes chuvas que atingiram a capital sergipana nesta semana.

Segundo a Prefeitura de Aracaju, o local para entrega das peças de roupas é a Estação Cidadania, que fica localizada na Rua Pacatuba, 64, no Centro. Uma equipe da Assistência Social está no local para receber os itens, de segunda à sexta-feira, no período das 7h30 às 17h.

S.O.S.

Equipes da Defesa Civil Estadual e as coordenadorias municipais seguem em alerta. Emergências podem ser informadas pelo número 199 (Aracaju) e 193 (interior).

Por G1 SE

Tacaratu: Vice-prefeito Washington afirma ser pré-candidato à prefeitura em 2020 e dá nota 10 à gestão de Gerson


Na manhã de quarta-feira (10/07/2019), o vice-prefeito de Tacaratu , Washington Ângelo de Araújo (PSB), foi entrevistado ao vivo pelo radialista e blogueiro Assis Ramalho, no 'Acordando com as Notícias', programa transmitido pela Web Rádio Petrolândia. Com a participação de ouvintes, através de mensagens de Whatsapp, Washington antecipou que é pré-candidato à prefeito de Tacaratu nas eleições do próximo ano e vive a expectativa de ser indicado pelo atual gestor, José Gerson (PSB), como seu sucessor na disputada pela administração do município.

Com experiência de dois mandatos como vereador, além de ser o atual vice-prefeito, Washington se considera preparado para disputar o cargo de gestor do município, mas não descarta a possibilidade de novamente concorrer como vice-prefeito. Diz que o seu nome está à disposição e é leal ao grupo, do qual espera a mesma lealdade por parte dos demais companheiros.

Na entrevista, Washington ainda declara não existir chance de sair do partido para disputar a prefeitura por outra legenda. ''Jamais. Eu sempre sou uma pessoa que me preocupo com o grupo, o prefeito sabe muito bem disso, meus companheiros sabem, e eu sempre estou mostrando que nós temos que estar unidos, para ganhar a eleição fácil. Agora, nós teremos que ter um diálogo, conversar, e sair um candidato que o povo queira. É tanto que hoje estão falando em pesquisa, e que essa pesquisa aponte quem seja o melhor que o povo queira'',ressaltou.

O vice-prefeito disse conhecer os problemas das agrovilas e assentamentos localizados em Tacaratu, no limite com o município de Petrolândia, e prometeu empenho para solucionar os problemas, caso chegue ao Executivo.

Segundo Washington, caso não seja ele o escolhido para representar cabeça de chapa na disputa pela continuidade do atual governo, vai apoia quem for indicado. Hoje, além do vice-prefeito, são especulados no grupo os nomes do vereador e presidente da Câmara Givaldo Crente, do secretário de Finanças Dedé de Carrinho, além da jovem militante Sandra.

O entrevistado ainda avaliou a gestão do atual prefeito, que está no segundo mandato, com nota 10. ''A avaliação é ótima. É um rapaz que se preocupa com a comunidade do município, que paga em dia, é um rapaz que realmente é nota dez'', declarou.

Na entrevista, Washington ainda respondeu perguntas de ouvintes sobre concurso público da prefeitura. Ele disse ter tido contato recente com o prefeito Gerson, que o teria informado que o caso está na Justiça. Porém, teria ouvido de terceiro que o citado concurso teria sido anulado e prometeu buscar maiores esclarecimentos perante o Jurídico da prefeitura, e passar à reportagem. Cerca de duas hora depois da entrevista, ele entrou em contato com nossa redação para informar que o secretário administrativo da prefeitura teria informado que o Tribunal de Contas do Estado (TCE) teria entrado com uma medida cautelar, mas o concurso não estaria anulado.

Por último, o vice-prefeito deixou mensagem de otimismo ao povo tacaratuense. ''Aos amigos de Tacaratu quero deixar um abraço bem forte, e quero dizer a vocês que estou com vocês e não abro. Quero dizer ao povo de Tacaratu que, de braços abertos, irei, futuramente, ser o prefeito de nossa terra. Com o apoio de vocês, se Deus quiser a gente, chega lá", finalizou.

Veja abaixo íntegra da entrevista, em dois vídeos.




Redação do Blog de Assis Ramalho

Nova barragem em Pedro Alexandre (BA) racha e prefeitura emite alerta

 

Uma segunda barragem em Pedro Alexandre, no Nordeste da Bahia, está apresentando rachaduras nesta sexta-feira (12) e, por conta disso, houve um alerta e a população do distrito de Boa Sorte foi removida pelo medo de uma enxurrada. Segundo o prefeito de Coronel João Sá, cidade vizinha que foi a principal atingida pelo rompimento ontem da barragem do Quati, a barragem de Sem Terra está "sangrando por baixo".

A prefeitura mandou uma máquina ao local no final da tarde de hoje para tentar resolver o problema, mas por segurança os moradores foram retirados. Não há um número exato de quantas pessoas deixaram suas casas no povoado.

Por enquanto, em Coronel João Sá, há cerca de 500 desabrigados, que estão ficando em escolas e ginásios. Vinte e sete casas foram condenadas e 328 famílias afetadas pelo alagamento após o rompimento da barragem, o que eleva o número de atingidos diretamente a mil.

“Fomos comunicados que a barragem dos Sem Terra da Boa Sorte está com uma rachadura grande no paredão. Nós pedimos ao Corpo de Bombeiros que se dirigisse ao local, o coronel chegou agora dizendo que tem um grande risco também dela romper. E justamente a lascadura é no meio da barragem. Ela também vai desembocar no Rio do Peixe. Com um agravante: ela está só a 17 km. Então as águas vão chegar muito mais rápido. Por isso, eu peço para as pessoas que retornaram para essas áreas de risco que voltem para onde vocês dormiram ontem à noite. Às mesmas escolas onde vocês estavam, o ginásio de esportes e para a casa dos parentes que vamos dar toda a assistência. Pelo amor de Deus, não fiquem nas casas”, diz mensagem do prefeito tem uma rede social.

Sobral disse ao CORREIO que não é possível falar em rompimento de mais de uma barragem, além do Quati. "Na verdade, nem aqui nós chamamos de barragem, porque não há um projeto de engenharia. Para nós, aqui, sempre foram açudes e barreiro. A que chamamos de barragem é a de Barra do Gaspareno, que seria, sim, uma grande tragédia", diz.

O governador Rui Costa, que visitou o local hoje à tarde, disse que não são realmente barragens, pois são feitas de maneira privada pelas pessoas da região, sem muito refinamento, e atribuiu o ocorrido a um "efeito cascata". "O volume de água era muito pequeno e na verdade o que fez o rompimento não foi a água ali reservada, foi o colapso de diversos pequenos que virou uma onda por cima daquele reservatório", diz. "Foram várias (barreiras que romperam). Conversei por telefone com o prefeito de Pedro Alexandre e ele me relatou os nomes de todos proprietários das fazendas e terras, e ele me falou de dezenas de pequenas barragens, barramentos. A gente chama de águadas (...) Rompeu isso, o segundo, o terceiro vai em sequência porque vira uma onda de água. Infelizmente como essa situação nunca viu tanta água, nos últimos 70 anos, isso tá acontecendo".

Rompimento

Ainda era início da manhã quando veio o alerta: a Barragem de Quati, localizada no povoado do Quati, município de Pedro Alexandre, no Nordeste da Bahia, havia transbordado após pelo menos cinco dias de chuvas intensas. Às 11h20, veio a confirmação: a estrutura, inaugurada em 2000 pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR) para abastecimento de água de cidades da região, havia rompido.

Em pouco tempo, as ruas do Quati pareciam uma extensão do Rio do Peixe, onde fica a estrutura. A água que inundou o povoado, a 14 quilômetros da sede do município, afetou ainda mais a cidade vizinha de Coronel João Sá. Lá, além das 150 casas atingidas, outras dez desabaram. As cidades ficam na divisa com Sergipe.

Em um vídeo que circulou nas redes sociais, um morador relatou a situação na cidade. “Aqui é o centro da cidade da Rua Velha. Olha onde se encontra a água, no joelho das crianças. Mas, graças a Deus, aqui não ficou ninguém. Já tiramos todo mundo. Todas as crianças, idosos”, comenta o cinegrafista amador. Animais também foram retirados.

O prefeito de Coronel João Sá, Carlos Sobral, disse que a situação é atípica. “A barragem quebrou no meio, rompeu no meio. Temos vídeos que mostram o momento do rompimento. A própria Defesa Civil do estado diz que houve o rompimento”, afirmou.

“Graças a Deus, não morreu ninguém. Só uma senhora de 70 anos que ficou ilhada e quase morre afogada, mas conseguimos resgatá-la”, disse o prefeito.

Para ele, só foi possível evitar uma tragédia de maior proporção porque, assim que soube que havia risco de rompimento da barragem, por volta das 9h, ele convocou a equipe da prefeitura para ir às áreas de risco e tirar os moradores de suas casas.

“Botei todos os secretários na rua avisando a população, diponibilizamos caminhões para recolher as coisas e escolas para o povo ficar abrigado. Se não tivéssemos evacuado as zonas de risco a tempo, muita gente teria morrido. Foram afetadas entre 100 e 150 famílias”, diz.

As famílias que tiveram que deixar os imóveis estão sendo levadas para o Colégio Municipal e para as escolas Maria Dalva, Ruy Barbosa, Juracy Magalhães e Paraíso Infantil.

Desabrigados
Os desabrigados em Coronel João Sá somam ao menos 500 pessoas. No povoado do Quati, em Pedro Alexandre, vivem cerca de 50 famílias, segundo o prefeito, Pedro Gomes Filho.

Inicialmente, algumas famílias resistiam em deixar suas casas. Segundo o prefeito de Coronel João Sá, foi necessário pedir o apoio policial.

“Estamos dando alimentação, colchões e suprimentos. Pretendemos fazer uma campanha para arrecadar donativos para as vítimas, mas foi tudo tão corrido que ainda não tivemos tempo de organizar isso. O mais importante disso tudo e que sirva de exemplo é que, se evacuar a tempo, é possível poupar as vidas das pessoas”, disse Carlos Sobral.

“As Defesas Civis de Pedro Alexandre e Coronel João Sá agiram em conjunto para retirar as famílias das casas. A água invadiu algumas residências, mas não houve destruição nem vítimas. Estão todos em local seguro”, informou, na quinta à tarde, a Superintendência de Proteção e Defesa Civil do Estado (Sudec).

O presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia da Bahia (Crea-BA), Luís Edmundo Campos, está acompanhando a situação em contato com a Sudec. “As imagens divulgadas não mostram o rompimento. Elas mostram um volume de água muito grande passando pela estrutura do sangradouro. Agora, uma barragem de terra transbordando tem um grande potencial de romper”, disse.

Um trecho da rodovia BR-235 foi tomado pela água e lama e está intransitável. O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) emitiu um alerta e informou que irá aguardar a “redução do nível da água para verificar possíveis danos à rodovia, recuperar em caráter emergencial e restabelecer a trafegabilidade o mais rápido possível”. A PRF não informou sobre desvios.

De acordo com o secretário de Comunicação de Coronel João Sá, Waldomiro Júnior, as áreas mais atingidas foram as ruas do Galo, Santo Antonio, Beira Rio, Senhor do Bonfim, José Antonio dos Santos e o bairro da Barroquinha. Foi disponibilizado um telefone de emergência: (75) 99987-3419.

“A área próxima ao rio é muito povoada, temos casas que ficam a 20 metros, 30 metros de distância do Rio do Peixe”, comenta o secretário. Ainda segundo ele, “a água já atingiu metade da altura de muitas casas” e há famílias que já perderam tudo.

Pedro Alexandre decreta situação de emergência
Após o rompimento da barragem, o prefeito de Pedro Alexandre, Pedro Gomes Filho, decretou situação de emergência na cidade. O decreto, publicado na própria quinta no Diário Oficial, explica que as fortes chuvas que têm caído no município desde o domingo causaram inundações, enxurradas e alagamentos. O decreto também alerta que, por conta do mau tempo, tem sido impossível transitar por diversas estradas.

O documento determina a suspensão das aulas da rede pública municipal, em razão dos danos causados nas estradas que impossibilitam o transporte dos alunos, por tempo indeterminado, e autoriza a mobilização de todos os órgãos municipais para atuarem sob a direção da coordenadoria municipal de proteção e defesa civil.

Além disso, prevê mobilização para reabilitação do cenário e reconstrução/desobstrução de vias, além da convocação de voluntários para realização de campanhas de arrecadação.“Não temos como fazer nada com relação à barragem, porque nem trator chega lá. Hoje está uma chuva fina, mas desde a semana passada que estamos tendo chuvas pesadas, que ocasionaram essa situação”, disse o prefeito.

População carente é a mais atingida nas cidades
De acordo com o secretário municipal de Comunicação de Coronel João Sá, Waldomiro Júnior, as áreas mais afetadas são justamente aquelas que abrigam pessoas mais carentes. “A população mais afetada é a mais carente. São pessoas que construíram suas casas muito próximas do rio. Mas os moradores daqui são muito solidários e todo mundo tem ajudado”, afirmou.

Como a situação nunca aconteceu, a gestão ainda estava na expectativa de que a água tomasse toda a cidade. “Estávamos em alerta, mas não sabemos o que vai acontecer a partir de agora”, analisou.
Segundo Pedro Gomes Filho, prefeito de Pedro Alexandre, a barragem era de água salobra e muitos moradores costumavam pescar no local.

Em nota, a ANA informou ter tomado conhecimento do “rompimento gradual da barragem Quati, em Pedro Alexandre, de usos múltiplos de água”, mas informou que a responsabilidade por fiscalizar a estrutura é do estado da Bahia.

“Por se tratar de uma barragem em rio estadual, a fiscalização desse açude não compete à ANA, e sim à autoridade competente no estado da Bahia”, delimita o órgão federal, embora afirme que, guardadas as devidas proporções, acompanha a situação. Nesse caso, a atribuição é do Inema, que enviou técnicos ao local, mas não respondeu como a fiscalização vem sendo feita.

Por Correio da Bahia

Câmara conclui votação em primeiro turno da reforma; confira como ficou


A proposta de reforma da Previdência foi aprovada, em primeiro turno, na Câmara dos Deputados. A votação foi concluída nesta sexta-feira (12) por volta das 20h, após a maioria do plenário confirmar mais mudanças no texto defendido pelo governo.

A conclusão da análise do tema, contudo, ficará para agosto. Nesse período, deputados de partidos de centro esperam que o governo libere as emendas parlamentares prometidas para quem votou a favor da restruturação das regras de aposentadoria. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), principal articulador da proposta, informou que a votação em segundo turno deve começar em 6 de agosto. Depois, a PEC segue para o Senado.

Para abrir caminho para a análise do texto no plenário, a equipe econômica teve que ceder em algumas medidas apresentadas pelo ministro Paulo Guedes (Economia). O objetivo foi consolidar amplo apoio à restruturação das regras de aposentadoria e pensões.

A Câmara aprovou, nesta sexta, regras mais brandas de aposentadoria para professores que já estão na ativa e decidiu que homens, mesmo após a reforma da Previdência, podem se aposentar ao cumprir o tempo mínimo de contribuição de 15 anos - critério atual.

O governo ainda não divulgou qual deve ser o efeito da atual versão da reforma - aprovada em primeiro turno - nas contas públicas, mas, segundo cálculos de técnicos legislativos, a economia deve ser ficar próxima de R$ 900 bilhões em dez anos.

A PEC (Proposta de Emenda à Constituição) de mudanças nas aposentadorias ainda precisa voltar para a comissão especial da Câmara e, depois, passar por um segundo turno no plenário.

O texto-base da reforma da Previdência foi aprovado na noite de quarta-feira (10) por 379 votos a 131 - uma ampla margem de votos. Para aprovar uma PEC, é necessário o apoio de 308 dos 513 deputados.

Mas o primeiro turno foi concluído apenas na noite de sexta, pois os deputados ainda analisavam os chamados destaques - recursos para votar trechos específicos do projeto.

Confira as novas regras:

- Abono salarial

Restrito a quem tem renda de até R$ 1.364,43

- Acumulação dos benefícios

Beneficiário passa a receber 100% do benefício de maior valor, mais a soma de um percentual dos demais, obedecendo a seguinte regra: 80% para benefícios de até um salário mínimo; 60% em casos entre um e dois salários; 40% entre dois e três; 20% entre três e quatro; e 10% para benefícios acima de 4 salários mínimos. Médicos, professores, aposentadorias do regime próprio e das Forças Armadas com regime geral podem seguir acumulando.

- Aposentadoria por incapacidade permanente

Será de 60% da média dos salários de contribuição mais 2% para cada ano de contribuição além dos 20 anos. Atualmente é de 100% da média. A mudança não afeta os casos de invalidez por acidente de trabalho, doenças profissionais ou do trabalho. No caso de professores, apenas os que atuam no ensino infantil, fundamental e médio são atingidos.

- Aposentadoria rural

Idade mínima mantida de 55 anos para mulheres e 60 para homens. O tempo de contribuição mínimo é de 15 anos para todos.

- Benefício de Prestação Continuada (BPC)

Pessoas com deficiência e idosos em situação de pobreza continuam a receber um salário mínimo a partir dos 65 anos.

Homens

O tempo mínimo de contribuição de homens do setor privado foi reduzido para 15 anos. O governo queria elevar o período para 20 anos.

- Mudança na alíquota

A alíquota de contribuição sobre o salário vai variar entre 7,5% e 11,68%, crescendo de acordo com o salário no INSS. No caso dos servidores públicos, a variação é de 7,5% a 16,79%, dependendo do patamar salarial.

Mulheres

Mulheres do setor privado podem receber 100% do benefício após 35 anos de contribuição. Na proposta original, elas teriam que cumprir 15 anos do período mínimo e receberiam valor total da aposentadoria após 40 anos.

- Pensão por morte

Passa a ser de 50% do valor mais 10% para cada dependente, até o limite de 100%. Para o beneficiário sem renda formal, é garantido um salário mínimo.

- Policiais e agentes penitenciários

Os que já estão na ativa podem se aposentar aos 53, homens, e 52 anos, mulheres, com cumprimento de pedágio. Aos novatos, idade mínima de 55 anos e pelo menos 30 anos de contribuição e 25 no desempenho da função. A regra vale para ambos os sexos.

- Professores

Professoras podem se aposentar com 57 anos e 25 de contribuição. Professores, com 60 de idade e 25 de contribuição. Para os que atuam na rede pública, são exigidos 10 anos de serviço público e 5 anos no cargo. Para a transição, a categoria tem um bônus de 5 pontos.

-Salário-família e auxílio-reclusão

Restrito a quem tem renda inferior a R$ 1.364,43.

Regras de transição

Ao todo, são seis regras de transição. Quatro delas voltadas para trabalhadores da iniciativa privada na ativa, uma para iniciativa privada e servidores e uma específica para servidores.

Regra 1: Sistema de pontos (INSS)

Para pedir a aposentadoria integral, o trabalhador deve somar sua idade mais o tempo de contribuição e atingir 86 pontos, para mulheres, e 96 pontos, para homens. No caso delas, são necessários ao menos 30 anos de contribuição, para eles são 35. A cada ano, no entanto, a transição prevê aumento de um ponto, até chegar a 100 para mulheres e 105 para homens.

Regra 2: Tempo de contribuição + idade mínima (INSS)

O tempo mínimo de contribuição é de 30 anos para mulheres e 35 para homens. A idade mínima começa em 56 anos para elas e 61 para eles, subindo meio ponto por ano. Nessa regra, a transição acaba em 12 anos para as mulheres e 8 para os homens.

Regra 3: Pedágio de 50% - Tempo de contribuição para quem está próximo de se aposentar (INSS)

Ainda é possível se aposentar sem a idade mínima, se você está a dois anos de cumprir o tempo de contribuição de 35 anos para homens e 30 para mulheres. Para isso, é preciso pagar um pedágio de 50%. Quem está a um ano de se aposentar, pro exemplo, precisa trabalhar mais seis meses, ou seja, totalizar um ano e meio. Quem escolher essa regra terá o benefício reduzido pelo fator previdenciário.

Regra 4: Por idade (INSS)

Homens devem ter 65 anos de idade e 15 de contribuição. Mulheres devem ter 60 anos de idade e também 15 de contribuição. Porém, a cada ano, a idade mínima da mulher será aumentada em seis meses, até atingir 62 anos, em 2023. No caso dos homens, o acréscimo é no tempo de contribuição, que chegará a 20 anos em 2029.

Regra 5: Pedágio de 100% (INSS e servidores*)

Mulheres devem ter no mínimo 57 anos e os homens 60 anos. Além disso, é preciso pagar um "pedágio" igual ao tempo que falta para atingir o tempo de contribuição mínimo (30 para elas e 35 para eles). Por exemplo: uma mulher que tiver 28 anos de contribuição, precisará trabalhar os dois anos que faltam para chegar aos 30, além de outros dois de "pedágio".

Regra 6: Apenas para os servidores

Também pode fazer uma transição por meio de pontuação que soma idade e tempo de contribuição (mínimo de 35 para homens e 30 para mulheres). Para elas são 86 pontos e 96 pontos para eles. A cada ano, há aumento de um ponto, com duração de 14 anos para mulheres e 9 para homens, alcançando 100 pontos para elas, em 2033 e 105 pontos para eles, em 2028.

Por: Folhapress

Petrolândia: J&R Carnes & Cia tem melhor preço, satisfação no atendimento e se destaca na variedade de produtos


A Casa de Carne J&R Carne & Cia é voltada para o atendimento diferenciado aos seus clientes e se destaca na variedade de produtos. Com todos os cortes de carnes, buchada de Bode, linguiça caseira de bode e de charque -além de gelo, água mineral, carvão, gás, frutas, verduras, condimentos e outros produtos de excelente qualidade. Nos finais de semana, oferece também carne assada e frango assado na máquina


A J&R Carnes & Cia, organização de Joatan e Ronaldo, é localizada na rua engenheiro Brandão Cavalcante, n° 204-A, na Quadra 01, próximo à Nutrimix, panificadora de Tadeu.

Para maior comodidade dos clientes, a J&R Carnes & Cia ainda entrega suas compras em domicílio. Contato pelo celular (87) 99993-8885.

Redação do Blog de Assis Ramalho

Durante a 20ª Exposerra, Shopping Serra Talhada anuncia data de inauguração

Visita técnica da comitiva do Sistema Fecomércio as instalações do Shopping Serra Talhada/Thiago Edições

No período em que acontece a 20ª Exposerra, várias empresas aproveitaram para anunciar novidades e divulgar lançamentos de produtos e serviços. Um dos parceiros da Feira, o Shopping Serra Talhada, utilizou o evento para estreitar o relacionamento com os empreendedores que já garantiram suas lojas no centro comercial do complexo, bem como atrair novos investidores.

Com 80% das lojas vendidas, o diretor do Grupo JDS, Murilo Duque, anunciou a data de inauguração de uma das obras mais esperadas da região. De acordo com o empresário, o Shopping Serra Talhada abrirá suas portas no dia 29 de outubro deste ano.

Para Murilo Duque, Serra Talhada está preparada para receber novos empreendimentos. “A chegada de novos investimentos ao município só vem a somar, uma vez que o mercado tem capacidade de absorver todos esses empreendimentos. Na medida em que a concorrência cresce, a tendência é o consumo também aumentar.”

Ainda de acordo com o diretor do Grupo responsável pelo Shopping, “O momento que estamos vivendo em Serra Talhada é compatível com o estudo de mercado que fizemos lá atrás, quando decidimos lançar o empreendimento. E o que vemos hoje é um polo comercial consolidado.”

Sobre a Exposerra, Murilo, que também presidiu a CDL, afirma que o formato atual da Feira confirma o momento econômico do município. “A Exposerra está se reinventando. Atenta às transformações que acontecem na economia. E hoje podemos dizer que na sua 20ª edição está consolidada como uma das grandes feiras de negócios de Pernambuco. Um excelente ambiente para trocas de experiências e perspectivas de novos investimentos.”

Assessoria em Comunicação e Gestão