terça-feira, 13 de agosto de 2019

Petrolândia/Tacaratu: Dr. Amiltom Viana participa do XXVIII Curso de Atualização e Reciclagem, em SP


Dr. Amiltom Viana e Dr. Roberto Kalil Filho, vice-presidente da Socesp e palestrante do evento


Entre os dias 2 e 4 de agosto, a Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo (Socesp) promoveu o XXVIII Curso de Atualização e Reciclagem, realizado no Centro de Convenções Rebouças. O evento, com mais de 50 palestras, além de jovens médicos, reuniu cardiologistas experientes, como Dr. Amiltom Viana, Cardiologista, Clínico Geral e Médico do Trabalho da Policlínica de Petrolândia e Policlínica de Caraibeiras, em Tacaratu. 

No curso, foram abordados temas como Fisiologia e Semiologia Cardiovascular; Métodos diagnósticos em cardiologia; Dislipidemias e diabetes; Estratificação de risco no consultório e prevenção CV; Uso de antiplaquetários e anticoagulantes; Síndrome coronária aguda; Emergências cardiovasculares; e Cardiopatia congênita no adulto, arritmias e implante de marca-passos. 

IF Sertão-PE lança curso Noções Básicas de Libras, no campus Floresta


Entre os dias 15 e 20 de agosto estarão abertas as inscrições gratuitas para o Curso de Formação Continuada Noções Básicas de Libras - Libras I, no campus Floresta do IF Sertão-PE.

A capacitação terá carga horária de 40h, com aulas às quartas-feiras, das 18h às 22h. Para se inscrever os interessados devem acessar o formulário de inscrição disponível em: https://forms.gle/fyPWWoQdjCL2fm1H8 . Também será possível realizar a inscrição em computador disponibilizado na recepção do campus Floresta.

“Sdec nos Municípios” quer estreitar diálogo pelo desenvolvimento de Pernambuco


Simpósio foi lançado em Serra Talhada, vai percorrer as 12 Regiões de Desenvolvimento de Pernambuco e reunir gestores das cidades para debater em conjunto formas de alavancar o crescimento econômico (Fotos: Rhudá Jardim/Divulgação)

Governo estadual e municípios vão poder pensar, em conjunto, soluções para os desafios e discutir possibilidades para o crescimento sustentável da economia de Pernambuco. A Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado realizou, na tarde desta terça-feira (13), a primeira edição do simpósio “Sdec nos Municípios”, iniciado pelas cidades do Sertão do Estado.

Trata-se de uma reunião técnica para estreitar a comunicação com os gestores das cidades, para que atuem em unidade de forma a alavancar resultados positivos em suas regiões. A primeira fase aconteceu em Serra Talhada, com foco nas pautas de 31 cidades do Sertão de Itaparica, do Pajeú e do Moxotó. A abertura foi conduzida pelo secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado, Bruno Schwambach, que apresentou a estrutura da secretaria, os canais de comunicação e o espaço para alinhar o trabalho em conjunto com as cidades.

Inscrições para o Programa Jovem Senador terminam em 16 de agosto



Termina dia 16 de agosto, sexta-feira, o prazo para que estudantes de escolas públicas estaduais de ensino médio participem do concurso de redação do programa Jovem Senador. Criado em 2008, o programa seleciona, por meio de concurso anual, 27 alunos para vivenciarem em Brasília uma semana de atividades similares às dos senadores. Neste ano, o tema da redação é "Cidadão que acompanha o orçamento público dá valor ao Brasil".

As inscrições são feitas pelas escolas. Dia 16 é o prazo final para os estudantes entregarem as redações às escolas. Cada escola pode inscrever apenas uma redação. A seleção da redação que representará o estado no programa é feita por uma comissão Secretaria Estadual de Educação.

Três municípios pernambucanos são classificados em prêmio da CNM


Santa Cruz da Baixa Verde dispensou a empresa prestadora de coleta de lixo e começou a contratar os garis através de MEI’s, além de locar os veículos para captação dos resíduos sólidos (Foto: Divulgação)

A Confederação Nacional dos Municípios (CNM) divulgou na última sexta-feira, 09/08, a lista com as 30 iniciativas vencedoras da 1ª fase do prêmio MuniCiência. A iniciativa visa identificar, reconhecer e compartilhar iniciativas municipais inovadoras e transformadoras, com impactos positivos na administração pública e para a sociedade. Dentre elas estão três municípios pernambucanos: a capital Recife, São Lourenço da Mata, na Região Metropolitana, e Santa Cruz da Baixa Verde, no Sertão do Pajeú.

Recife concorre com o projeto “Mais Vida nos Morros”, um programa que requalifica comunidades em morros com a implantação de paisagismo, áreas de lazer e de convivência. É uma parceria da prefeitura do Recife com a iniciativa privada e com os próprios moradores dos morros. As comunidades ganham cores, áreas de convivência e hortas colaborativas, que faz com que a população se engaje e se sinta parte de todo o processo. O programa já beneficia 8 comunidades e atinge diretamente 1.400 famílias.

Projeto de Augusto Coutinho obriga empresas a informarem quando pontos de milhagem vão expirar



Empresas aéreas estão mais próximas de serem obrigadas por lei a informarem quando os pontos de milhagem de seus clientes irão expirar. A Comissão de Constituição e Justiça da Câmara Federal aprovou nesta terça-feira, 13, relatório favorável ao projeto (PL. 6.516/16) do deputado Augusto Coutinho (Solidariedade/PE) que abrange tanto empresas aéreas, quanto demais grupos que se utilizem programas de relacionamento.

“Programas em que o cliente acumula pontos estão cada vez mais comuns no Brasil, mas permanecem à margem de qualquer regulação setorial. Precisamos ter transparência e o cliente tem o direito de saber quando os seus pontos vão vencer”, disse o deputado Augusto Coutinho. De acordo com o projeto, “ficam os fornecedores de produtos e serviços que mantenham programas de relacionamento, fidelidade ou sistemas congêneres com seus clientes obrigados a informar o consumidor sobre o vencimento de pontos acumulados com antecedência mínima de 60 dias da data de expiração”. Essa comunicação deverá ser efetuada por meio físico ou eletrônico.

Caravana do 13º do Bolsa Família no Sertão pernambucano

Bodocó, Exu, Floresta, Moreilândia, Serrita, Ipubi, Serra Talhada e Santa Cruz são alguns dos municípios que receberão as informações sobre o Programa (Foto: SDSCJ/Arquivo)

Depois de passar por mais de 40 municípios, agora a Caravana do 13º do Bolsa Família - giro de informações sobre o programa - chega ao Sertão. O Governo do Estado, através da Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude, segue até o final do ano em processo de interiorização das informações sobre o programa estadual. Durante as visitas, equipes da SDSCJ apresentam os detalhes da iniciativa para os beneficiários e técnicos que lidam diretamente com o público do Bolsa Família, a fim de esclarecer as dúvidas e alertar sobre possíveis golpes.

Os encontros começaram em Santa Cruz, nesta terça-feira (13/08), às 9h, na Quadra Poliesportiva da Vila Nova. De lá, as equipes da SDSCJ aportam em Santa Filomena, às 14h, na Escola José Horácio de Melo. Até o próximo dia 23, passam ainda por Bodocó, Exu, Floresta, Moreilândia, Serrita, Ipubi, Serra Talhada, Granito, Terra Nova, Trindade, Petrolina, Araripina e Salgueiro.

Mychel Ferraz participa no Senado de debate sobre projeto que estende desconto de energia para pequenos agricultores




Nesta terça-feira (13), no Senado Federal, o Coordenador Geral de Irrigação e Drenagem do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Mychel Ferraz, participou da Audiência Pública Interativa, promovida pela Comissão de Agricultura e Reforma Agrária. Na audiência foi debatido o projeto de lei que estende o desconto nas tarifas de energia elétrica para pequenos agricultores. O PL 661/2019 já tem relatório favorável e poderá ser votado pela comissão.

O projeto estende para 24 horas por dia o desconto nas tarifas de energia elétrica sobre o bombeamento de água para irrigação. O benefício se aplica a unidades consumidoras classificadas como de agricultura familiar. Atualmente, a redução nas tarifas só é concedida entre 21h30 e 6h do dia seguinte. A proposta é do senador Weverton (PDT-MA).

"As tarifas de energia elétrica e dos combustíveis vêm despertando preocupação aos irrigantes, passando a influenciar, de modo expressivo, o custo de produção, alcançando cifras de até 70% dos custos variáveis da lavoura. Assim, especialmente para a agricultura irrigada, é imprescindível a manutenção do estímulo tarifário, com redução das tarifas de consumo e demanda, pois, a energia, hoje, é um insumo imprescindível à modernização, produtividade e geração de empregos e renda da atividade", declarou Mychel Ferraz. 

Participaram da audiência representantes dos agricultores, dos Ministérios da Economia, de Minas e Energia e da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). A audiência foi um pedido do senador Wellington Fagundes (PL-MT), que também convidou a Energisa, empresa de distribuição de energia em seu estado, Mato Grosso.

Blog de Assis Ramalho
Com informações de assessoria de Mychel Ferraz e Agência Senado
Fotos: Mychel Ferraz/Assessoria

Taquaritinga do Norte cumpre TAC firmado com o MPPE e desativa lixão


A atuação do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) para cobrar a implementação das Políticas Nacional e Estadual de Resíduos Sólidos soma mais um resultado positivo, nesta quarta-feira (14), quando o município de Taquaritinga do Norte fará a desativação de um lixão que vinha sendo usado de forma contínua pelos últimos 50 anos.

“O município realizou uma licitação e contratou o Centro de Tratamento de Resíduos de Caruaru para dar a destinação adequada ao lixo produzido na cidade. É um avanço importante que, aliado a outros no campo da educação ambiental e coleta regular de lixo, contribui para termos uma cidade mais sustentável”, ressaltou o promotor de Justiça Hugo Gouveia. O trabalho de coleta seletiva dos materiais recicláveis será feito na própria unidade de Caruaru.

Petrolândia, Tacaratu e Floresta estão na agenda do governador Paulo Câmara nesta quarta-feira (14)

Início das obras para distribuição de água no Sítio Serrota, em janeiro deste ano (Foto: Prefeitura/Divulgação)

O governador de Pernambuco percorrerá três cidades do Sertão de Itaparica nesta quarta-feira (14). À tarde, Paulo Câmara vai visitar obras realizadas pela Compesa em Tacaratu e Petrolândia. Às 15h, visitará a obra de implantação do Sistema de Esgotamento Sanitário Caraibeiras, na Estação de Tratamento de Esgoto de Caraibeiras, distrito de Tacaratu. Em seguida, a partir das 16h, o governador participará da inauguração da implantação da Rede de Distribuição de Água do Sítio Serrota, em Petrolândia. 

No período da manhã, o governador comandará a abertura da 4ª edição do Seminário Todos por Pernambuco, em Floresta. A ação, que acontece por meio da Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), vai passar por todas as regiões de desenvolvimento (RDs) do Estado. O Seminário é uma ferramenta de participação social, no formato de um fórum participativo, e acontece sempre no primeiro ano da gestão estadual.

Petrolândia: Pesquisadores da UPE e de Universidades do exterior fazem abordagem sobre inundação artificial provocada pelo Projeto Itaparica e os impactos climáticos nas vidas de comunidades tradicionais


De quarta a sábado da semana passada esteve em Petrolândia uma equipe de pesquisa liderada pela Professora. Dra. Clarissa Marques (UPE) e que contou com a participação de um investigador da Universidade UAGRO (México), Vladmir Morales, de uma investigadora da Universidade Queen Mary (Londres), Giovanna Gini, e Thiago Clark (Fundaj).

Foram duas as temáticas investigadas na região: uma abordagem sobre a inundação artificial provocada pelo Projeto Itaparica na década de oitenta e também os impactos climáticos nas vidas de comunidades tradicionais.

A equipe teve a oportunidade de conversar com representantes do povo Pankararu e das colônias de pescadores de Petrolândia e Floresta, bem como conhecer as atividades do Projeto Café com Arte.

Imagina-se que o material coletado servirá como base para estudos e publicações, inclusive em nível internacional.

Ver fotos abaixo





Por Cleber Diniz

Sobradinho vence seca após 20 meses e recupera economia no São Francisco


Foram quatro dias: entre 15 e 18 de novembro de 2017, o reservatório de Sobradinho, maior do rio São Francisco, atingiu o seu nível mais baixo da história, chegando a apenas 1,8% de seu volume útil. Pouco menos de 20 meses depois dessa baixa recorde, o lago começa a voltar a respirar. O volume útil da represa chegou a 42,7% na quinta-feira (8), voltando ao nível de 2013, ano em que a seca começou a fustigar o semiárido do Nordeste.

Além de dar estabilidade à produção de energia pelas usinas hidroelétricas instaladas ao longo do São Francisco, a recuperação da barragem também abre perspectivas para a retomada econômica da região, que tem na fruticultura irrigada e piscicultura como carros-chefes. Nos últimos anos, o cenário foi de estagnação. Desde junho de 2017, a ANA (Agência Nacional de Águas) reduziu a vazão da paragem de Sobradinho para 550 m³/s e proibiu a captação de água do rio todas as quartas-feiras, deixando as plantações um dia da semana sem irrigação.

Os seis anos consecutivos de seca, entre 2012 e 2018, resultaram num aumento de custos para os produtores com energia, já que a água para a irrigação passou a ser bombeada de regiões mais distantes. Além disso, parte dos agricultores deixou de lado os cultivos de ciclo curto, no qual eram produzidos melancia, melão, feijão e cebola, e concentrou-se na produção principal de manga e uva.

O cenário mudou com as chuvas que atingiram a região nas duas últimas quadras chuvosas. A restrição para a irrigação nas quartas —que resultava em queda de até 15% na produtividade— caiu no fim do ano passado, e a vazão de Sobradinho já chega a 800 m³/s.

Ao todo, a região tem 120 mil hectares de fruticultura irrigada, que resultaram numa colheita de 750 mil toneladas de frutas em 2018.Um dos principais polos de produção, a cidade de Casa Nova retomou a curva de crescimento na produção. Segundo dados do Censo Frutícola, a colheita de manga em 2018 chegou a 100 mil toneladas —aumento de 84,8% em comparação a 2016. Também foram colhidas na cidade 28 mil toneladas de goiaba e 27 mil toneladas de uva.

O avanço da produção fez as vinícolas da região retomarem seus planos de investimento. Em dezembro, o Grupo Miolo anunciou a ampliação de sua fábrica de vinhos em Casa Nova e a instalação de uma nova fábrica de suco de uva na cidade de Barra.

Além da oferta de água, o cenário tornou-se mais promissor com o acordo entre Mercosul e União Europeia, que vai derrubar taxas para exportação de frutas e derivados. Os empresários defendem que a janela de oportunidade seja aproveitada com uma política de crédito para irrigação no longo prazo e incremento da pesquisa, além de uma primazia para a produção agrícola diante da produção energética.

“A fruticultura no Vale do São Francisco tem um potencial de crescimento muito maior do que se estima. Basta que ele seja encarado como uma política de Estado”, diz José Gualberto de Freitas, presidente da Valexport, entidade que congrega produtores e exportadores de fruta da região. O setor pesqueiro também ganhou novo impulso. Criando tilápias em tanques há sete anos no reservatório de Sobradinho, Estefani dos Santos, 28, voltou a produzir 20 toneladas de peixes por ano e já mira chegar a 30 toneladas em nos próximos anos.

“O problema é que quando a barragem seca, temos que movimentar os tanques para áreas menos rasas, e isso gera mortalidade. Já cheguei a perder três toneladas de peixes nesse processo”, diz o pescador. Rafael Ferreira, que também possui tanques em Sobradinho, chegou a pensar em desistir no auge da seca. Mas, em dois anos, conseguiu ampliar a produção de 8 para 18 toneladas de tilápias a cada ciclo de seis meses. Além de Sobradinho, a retomada do volume de água também avança nos demais reservatórios do Sistema Hídrico do Rio São Francisco. Em Três Marias (MG), o volume de água chegou a 72,7%.

Em Itaparica, a barragem chegou a 37,8% do volume útil. Há cinco anos, com 15%, o nível baixo da água fez reaparecer quase toda a estrutura antiga igreja do Sagrado Coração de Jesus, em Petrolândia (PE), inundada quando a barragem foi criada, em 1988. Apesar do avanço, o volume ainda está longe de atingir o nível pré-seca. Em fevereiro de 2012, Sobradinho chegou a ter 88% de sua capacidade, que é de 34 milhões de metros cúbicos de água.

Presidente do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco, Anivaldo de Miranda diz que a retomada do volume é resultado de ações preventivas, mas que a situação do rio ainda inspira cuidados. Além da quantidade de água, sua qualidade também é essencial para o futuro do São Francisco. Não podemos perder o foco”, afirma Anivaldo, defendendo uma retomada nos investimentos contra o assoreamento e em sistemas de esgoto nas cidades ribeirinhas.

Por Bahia Notícias

Formação do Busca Ativa Escolar é realizada em Petrolândia


Foi realizado na última sexta-feira (09),no Centro Cultural Hildebrando de Menezes, no auditório Cecídio Rubens, em Petrolândia, a Formação do Programa Busca Ativa, que ajuda os municípios na identificação, registro, controle e acompanhamento de crianças e adolescentes que estão fora da escola ou em risco de evasão escolar.

A Busca Ativa Escolar é uma estratégia de mobilização social em prol do bem comum que visa garantir o acesso a bens e serviços públicos àqueles que, por diversas razões e fatores, não têm seus direitos assegurados pelo Estado, tornando-se “invisíveis” e vulneráveis.

O programa reúne as secretarias de Saúde, Educação e Desenvolvimento Social com objetivo de, por meio dos dados concretos, planejar, desenvolver e implementar políticas públicas que contribuam para a inclusão escolar.

Ver fotos abaixo

Bolsonaro e Moro escalam Força Nacional para protestos de mulheres em Brasília


Com receio de marchas organizadas por mulheres, o governo Jair Bolsonaro voltou a autorizar que a Força Nacional seja acionada para realizar a segurança da Esplanada dos Ministérios e da Praça dos Três Poderes. A portaria foi publicada no Diário Oficial da União, assinada pelo ministro da Justiça, Sergio Moro, e é válida para terça (13) e quarta-feira (14).

Ela foi feita por recomendação do GSI (Gabinete de Segurança Institucional), que editou um protocolo de segurança que permite o emprego das forças policiais para proteger o patrimônio público.

A iniciativa foi tomada em virtude de duas manifestações. Nesta terça (13), será realizada a Marcha das Mulheres Indígenas. As participantes devem iniciar a caminhada da Funarte (Fundação Nacional de Artes) até a Esplanada dos Ministérios.

Na quarta (14), ocorrerá na capital federal a Marcha das Margaridas, realizada desde 2000 por trabalhadoras rurais. Os dois movimentos reivindicam igualdade de direitos e melhores condições de vida. O Palácio do Planalto afirma que a autorização é "preventiva" e tem como objetivo desencorajar eventuais episódios de violência. A partir desta terça (13), o efetivo de segurança pode ser escalado a qualquer momento caso seja identificado risco de depredação.

Em abril, o presidente também escalou a Força Nacional para movimento organizado por indígenas. Em comemoração ao Dia do Índio, foi organizado o ATL (Acampamento Terra Livre). Antes da manifestação, Bolsonaro definiu o evento como um "encontrão de índio" e disse que quem pagaria os custos seria o contribuinte. A afirmação, no entanto, não era verdadeira.

As delegações de indígenas pagaram tanto a alimentação como o transporte dos participantes do movimento. Eles também não protagonizaram nenhum episódio de depredação. Em 2017, o então presidente Michel Temer autorizou o uso de tropas das Forças Armadas na Esplanada dos Ministérios após protesto contra a reforma previdenciária.

A iniciativa foi criticada pelo Poder Legislativo. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que houve excesso na iniciativa e que havia sugerido ao emedebista o emprego da Força Nacional.

Por: Folhapress

Expulso do PSL, Frota é convidado para o DEM


O deputado Alexandre Frota (SP), expulso do PSL na manhã desta terça-feira, foi convidado para integrar o DEM. O convite foi confirmado pelo presidente do partido, ACM Neto, ao GLOBO. Segundo Neto, o convite foi feito na semana passada e se mantém agora com a expulsão de Frota do PSL. O deputado ainda não respondeu. Mas segundo a colunista Bela Megale, o PSDB trata como certa filiação de Frota .

O pedido de expulsão partiu do próprio presidente do PSL, o deputado Luciano Bivar (PE). A Executiva, presidida por Bivar, se reuniu na sede do partido na manhã desta terça-feira para deliberar sobre o caso.

Estavam presentes na reunião Major Olímpio, o deputado Felipe Francischini (PR), o deputado Julian Lemos (PB), o líder da sigla na Câmara Delegado Waldir (GO) e outros membros do partido. A votação foi unânime, com nove se posicionando a favor da expulsão.

A deputada Carla Zambelli (SP) e o senador Major Olímpio (SP) também haviam apresentado denúncias contra Frota. Na de Zambelli, constam tweets em que Frota chama o diretório estadual de São Paulo de "milícia de ex-PMs" e uma entrevista à revista ÉPOCA em que o deputado diz que Bolsonaro é sua "maior decepção".

Zambelli também apontou o fato de Frota se abster no segundo turno de votação da reforma da Previdência como indício de infidelidade partidária. Segundo Bivar, porém, isso não foi levado em conta na expulsão de Frota.

O estatuto do PSL diferencia infidelidade partidária de "desalinhamento" do filiado com o partido. Por isso, o PSL não irá pedir a cassação do mandato de Frota por infidelidade partidária, já que essa infração não foi constatada, de acordo com Bivar. O presidente da sigla disse, ainda, que Frota foi advertido diversas vezes por suas declarações contra o presidente Bolsonaro.

— Foi um sentimento da Executiva Nacional do partido de que não foi a primeira vez que ele se comportou dessa forma, apesar de já termos conversado com ele.

A deputada Carla Zambelli mudou de ideia sobre uma eventual expulsão nos últimos dias, depois de conversar diretamente com Frota. Segundo ela, o deputado pediu desculpas e estava disposto a repensar suas atitudes.
Fundo partidário

No caso de expulsão do partido, o parlamentar fica livre para se filiar a uma nova sigla. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) entende que é diferente de infidelidade partidária, em que o parlamentar escolhe desobedecer ou abandonar o partido e, segundo a lei brasileira, pode perder o mandato.

A saída de deputados de um partido não afeta o fundo partidário, distribuído todo mês, mas impacta na distribuição do fundo eleitoral do ano que vem, em que 48% é distribuído de acordo com o tamanho da bancada na Câmara dos Deputados.

Se o fundo se mantiver em R$ 3,7 bilhões, como prevê o projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2020, cada deputado trará R$ 3,47 milhões de fundo eleitoral para seu partido nas eleições municipais.

Críticas públicas

Filiado à sigla desde março do ano passado, Frota viveu uma “lua de mel” com os colegas antes de começar a criticar publicamente as ações do governo e a postura da bancada do PSL no Congresso. Sua chegada ao partido, por exemplo, foi precedida por um convite público de Bolsonaro, em tom de brincadeira, para que ele ocupasse um ministério. As trocas públicas de afeto, no entanto, minguaram recentemente.

Por O Globo

Em busca de um modelo ideal, secretários de Petrolândia visitam açougue em Bonito-PE




Na última terça-feira (06), com vistas ao aperfeiçoamento do Açougue Municipal, o secretário de Infraestrutura, Arthur Aurélio, acompanhado do Assessor de Gabinete Paulo Lucena e do Secretário de Serviços Urbanos, Rogério Viana, estiveram visitando o Açougue Público de Bonito-PE que é referência em Pernambuco.

A visita feita pelos representantes de Petrolândia visa trazer ideias que ajudem o Açougue Público Municipal de Petrolândia a se adequar às normas de funcionamento da melhor forma possível.

"Sempre temos o que melhorar. Atendendo a demanda dos permissionários que precisam se adequar à venda de carne e pescados para a forma refrigerada, encaminhamos a nossa equipe para ver e projetar o melhor modelo de açougue público do Estado", afirma a Prefeita Jane.

Assessoria de Comunicação
Prefeitura de Petrolândia

Governo de Pernambuco renova acordo de cooperação técnica com o Oi Futuro





O governador Paulo Câmara assinou, nesta terça-feira (13/08), a renovação por mais cinco anos do acordo de cooperação técnica com o Oi Futuro. A parceria é responsável pelo Núcleo Avançado em Educação (NAVE) na Escola Técnica Estadual (ETE) Cícero Dias, localizada no bairro de Boa Viagem. Iniciada em 2006, a parceria já formou mais de 1,5 mil jovens na unidade de ensino. Atualmente, o NAVE Recife conta com 502 alunos distribuídos nos cursos de Multimídia e Programação de Jogos Digitais.

“Pernambuco tem mostrado constantemente que a educação pública segue avançando. Uma parceria como essa é muito importante para que a gente possa motivar cada vez mais os nossos alunos a terem o curso técnico. Já são 13 anos de parceria com o Oi Futuro e agora renovamos por mais cinco. Dessa forma, vamos ter condições de continuar fazendo a diferença para os nossos alunos”, afirmou o governador.

Através do programa os alunos da ETE Cícero Dias são incentivados ao diálogo com as tecnologias da informação e da comunicação, além de desenvolverem o senso empreendedor. A formação dos jovens é voltada para a economia digital e criativa, com foco na produção de games, aplicativos e produtos audiovisuais.

“Para além de uma escola extraordinária, com resultados maravilhosos, alguns dos melhores de Pernambuco, a ETE Cícero Dias também serve para a gente implantar novos projetos e levar as experiências dela para outras escolas. A oportunidade de renovar o convênio por mais cinco anos é muito importante não apenas para a continuidade desse belíssimo projeto, mas também porque ele contribui para a melhoria da educação no Estado”, destacou o secretário de Educação e Esportes, Fred Amâncio.

O presidente da Oi, Eurico Teles, reforçou a importância de investir na educação. “A parceria é muito grande na formação educacional. A gente já tem, hoje, na própria Oi, mais de 20 profissionais contratados que nasceram dentro da escola NAVE. Temos também alunos saídos de lá fazendo intercâmbio pelo mundo inteiro, juntamente com a Secretaria de Educação de Pernambuco. Acreditamos que só a educação pode elevar o Brasil. E a escola NAVE é um grande produtor de educação”, disse.

“Meu curso tem duração de três anos, e durante esse tempo, em tudo que eu estava fazendo lá dentro a NAVE e a escola estiveram ao meu lado, em todos os editais que eu participei, sempre me apoiaram. Então é bem importante essa parceria”, declarou a estudante Marina Xavier, do último ano no curso de Multimídia.

Estiveram presentes os secretários estaduais Aluísio Lessa (Ciência, Tecnologia e Inovação) e José Neto (Administração); a presidente do Oi Futuro, Suzana Santos; A diretora da Escola Técnica Estadual Cícero Dias, Aldineide Queiroz; e representantes da Empresa Oi.

Por Assessoria do Governo de Pernambuco

Fórum TCEndo Cidadania lota auditório em Serra Talhada



Na última quinta-feira (8), o Programa TCEndo Cidadania realizou o Fórum “Controle Social: as novas tecnologias e o poder do cidadão" na Faculdade de Integração do Sertão (FIS), em Serra Talhada. Mesmo com uma queda de energia no começo do evento, o auditório de 750 lugares ficou lotado com alunos, servidores públicos, e sociedade em geral para as discussões sobre o uso de dados abertos e ferramentas de comunicação na gestão pública.

Christianne Alcântara, jornalista e mestra em Ciência Política pela Universidade Federal de Pernambuco, prendeu a atenção de todos com a palestra "Informação, redes sociais e democracia: o que eu tenho a ver com isso?" falando sobre como o grande fluxo de dados e informações nas redes sociais está se tornando uma ferramenta importante para o cenário político e para os regimes democráticos, no Brasil e no mundo.

Abelardo Lopes, da Controladoria Geral da União (CGU), analisou o histórico das legislações para governos abertos (mais transparentes) no Brasil, focando na Lei de Acesso à Informação (LAI). Ana Alaíde Pinheiro, coordenadora do Programa TCEndo Cidadania, mostrou aos participantes como o Portal Tome Conta pode ser utilizado para acompanhar os gastos da gestão municipal, como o custo de apresentações artísticas.

Juciele Leandro, representando a organização Juventude Ativa de Taquaritinga do Norte, emocionou os participantes com a experiência do controle social como cidadã, acompanhando pequenos processos do município, como uma audiência da Câmara de Vereadores ou a construção de um projeto de lei.

O professor do curso de direito e coordenador do Núcleo de Direitos Humanos da FIS, Arnóbio de Souza, falou sobre a importância do evento, “É uma ótima oportunidade de unir a teoria e a prática juntamente com aqueles que fiscalizam os nossos gestores, o TCE e a CGU, com um tema atual sobre os mecanismos disponíveis na tecnologia para que o cidadão possa exercer seu poder na fiscalização da aplicação dos recursos públicos”.

O próximo Fórum vai acontecer no dia 21 agosto, às 14h, no Auditório Evaldo Coutinho do Centro de Artes e Comunicação da Universidade Federal de Pernambuco, em parceria com o Departamento de Comunicação Social.

CARAVANA TCENDO - Nos dias 6, 7 e 8 de agosto, o Programa TCEndo também promoveu outras ações por Serra Talhada e região do Sertão do Pajeú. A Oficina para Conselhos Municipais foi realizada em Serra e em Mirandiba. Três turmas do IFPE de Serra receberam a ação Escola de Cidadania. Ana Alaíde e Eduardo Maia, servidor do TCE-PE, ministraram as ações.

A equipe do TCEndo ainda participou do programa Frequência Democrática na Rádio Vilabela FM de Serra Talhada.

Confira as fotos das atividades clicando aqui.

Por TCE-PE

Petrolândia: Casa das Juventudes promove atividades alusivas ao Dia Internacional da Juventude


Nesta segunda-feira, dia 12 de agosto, celebramos o Dia Internacional da Juventude. E para comemorar essa data tão especial de uma forma descontraída e divertida, a Casa das Juventudes de Petrolândia promoveu o Teatro de Roda, com a ajuda dos jovens petrolandenses.

O Dia Internacional da Juventude é celebrado anualmente em 12 de agosto.

O principal objetivo desta data é focar na educação e conscientização dos jovens sobre a responsabilidade que assumem como representantes do futuro do planeta.

O Dia Internacional da Juventude foi criado por iniciativa da Organização das Nações Unidas (ONU), em 1999, como consequência da Conferência Mundial dos Ministros Responsáveis pelos Jovens, em Lisboa, Portugal.

Atualmente, por meio do Programa Mundial de Ação para a Juventude, a ONU incentiva ações políticas e diretrizes que ajudam a apoiar a melhoria na qualidade de vida dos jovens de todo o mundo.

Ver fotos abaixo

Petrolândia Classificados: Vende-se um Onix 2015 1.0 com 30.000 km; Interessados devem procurar Euclides Modas



Vende-se um Onix 2015 1.0 com 30.000 km rodado. Interessados devem procurar Euclides Modas pelos telefones: (87) 3851-1212 ou Celular: (87) 9992-6350.

Euclides compra e vende motos, novas ou usadas, e automóveis, com garantia de procedência.

Ao ser efetuada a compra, Euclides entrega os documentos do veículo, já em nome do cliente, sem nenhuma despesa por parte do comprador.

A loja Euclides Modas, que também negocia com calçados e confecções, está localizada no centro de Petrolândia, na Rua 15 de Novembro, por trás do Supermercado Rodolfo, do empresário Chiquinho.

Ver fotos abaixo






Euclides Modas/Divulgação

16 estados e o DF têm atos em defesa da educação e contra a reforma da Previdência

FORTALEZA: protesto em defesa da educação pública — Foto: Xandy Rodrigues/Futura Press/Estadão Conteúdo

MACEIÓ, 9h53: Manifestantes ocupam as faixas da Avenida Fernandes Lima — Foto: Waldson Costa/G1
SALVADOR, 10h20: passeata toma toda a extensão da pista — Foto: Phael Fernandes/G1 Bahia
Campo Grande, 9h: manifestantes em caminhada por ruas de Campo Grande — Foto: Cláudia Gaigher/TV Morena
BRASÍLIA, 11h13: manifestantes ocupam gramado em frente ao Congresso Nacional em protesto contra cortes na educação — Foto: Afonso Ferreira/G1

Cidades brasileiras registraram, desde a manhã desta terça-feira (13), atos em defesa da educação e contra a reforma da Previdência. Até por volta de 15h30, 38 cidades de 17 estados e do Distrito Federal haviam tido protestos pacíficos.

Desde maio, após governo do presidente Jair Bolsonaro anunciar cortes na educação, esta é a terceira mobilização nacional em defesa do setor. A primeira foi em 15 de maio e ocorreu em ao menos 222 cidades de todos os estados e do DF. A segunda aconteceu em 30 de maio, em pelo menos 136 cidades de 25 estados e do DF.

Cidades brasileiras registraram, desde a manhã desta terça-feira (13), atos em defesa da educação e contra a reforma da Previdência. Até por volta de 15h30, 38 cidades de 17 estados e do Distrito Federal haviam tido protestos pacíficos.

Desde maio, após governo do presidente Jair Bolsonaro anunciar cortes na educação, esta é a terceira mobilização nacional em defesa do setor. A primeira foi em 15 de maio e ocorreu em ao menos 222 cidades de todos os estados e do DF. A segunda aconteceu em 30 de maio, em pelo menos 136 cidades de 25 estados e do DF.

No DF, professores, estudantes e lideranças indígenas de todo o país se reuniram na Esplanada dos Ministérios, área central de Brasília, para protestar contra os cortes da educação e contra a reforma da Previdência. Mais cedo, manifestantes fecharam três faixas da Estrada Parque Núcleo Bandeirante (EPNB) com pneus em chamas, o que causou engarrafamento antes das 7h.

São Paulo

Em Piracicaba, no interior do estado de São Paulo, um grupo de estudantes da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq/USP) realizou uma passeata pelas ruas da cidade. Em São Carlos, estudantes da Universidade de São Paulo (USP) e da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) saíram em passeata com faixas e cartazes. Também houve atos em Campinas, Sorocaba e Salto.

Bahia

No Centro de Salvador, professores, estudantes, centrais sindicais e sociedade civil organizada realizaram ato nesta manhã. A concentração começou por volta das 9h no Largo do Campo Grande e seguiu em direção à praça Castro Alves. Também houve protesto em Feira de Santana, a cerca de 100 quilômetros da capital.

Ceará

No Ceará, já de manhã havia protestos em Fortaleza e em cidades do interior. Na capital, manifestantes se concentraram desde as 8h em frente à Praça da Gentilândia, no Bairro Benfica, com faixas e carro de som para dizer palavras de ordem contra o governo federal e contra a reforma da Previdência. Também houve atos nas cidades de Cascavel, na Região Metropolitana, e em Sobral, Jaguaribara, Itapipoca e Iguatu, no interior do estado.

Pernambuco

Em Caruaru, no Agreste de Pernambuco, o ato começou por volta das 9h. Professores, alunos e representantes de partidos e associações participaram do movimento. Também foram registrados atos em Petrolina e Terra Nova, no Sertão pernambucano.

Piauí

No Centro de Teresina, nesta manhã havia três protestos contra a proposta de reforma da Previdência e contra os cortes do governo federal na educação.

Alagoas

Em Maceió, estudantes, professores e servidores públicos participam do ato nacional pela educação e contra a reforma da Previdência. A manifestação começou em frente ao principal complexo educacional de Alagoas, o Cepa. Também houve ato no Centro do município de Arapiraca.

Rio Grande do Sul

Em Santa Maria, no Rio Grande do Sul, estudantes e servidores da universidade federal do município (UFSM) participaram de ato em frente ao arco que dá acesso ao campus. Também houve mobilização de estudantes e professores da rede estadual de ensino. No município de Passo Fundo, um protesto reuniu professores, estudantes e sindicalistas durante cerca de 2 horas. Em Caxias do Sul, estudantes se concentraram em uma praça.

Paraíba

Na Paraíba, diferentes categorias se reuniram em pontos da Campina Grande, no interior, para sair em caminhada e se encontrarem na Praça da Bandeira, no Centro da cidade.

Amapá

No Amapá, uma aula pública marcou o início da manifestação de professores, estudantes e técnicos da Universidade Federal do Amapá (Unifap) contra cortes na educação. O grupo se reuniu na entrada da instituição e bloqueou a passagem de veículos.

Mato Grosso

Em Mato Grosso, manifestantes fizeram protestos em Rondonópolis, a 218 quilômetros de Cuiabá. Os participantes levaram faixas e utilizam um carro de som para dizer palavras de ordem contra o governo federal.

Mato Grosso do Sul

Em Mato Grosso do Sul, houve atos em ao menos quatro cidades. Em Campo Grande, Três Lagoas e Dourados, a concentração dos manifestantes começou por volta das 8h (horário local de MS). Depois, os grupos fizeram caminhadas pela área central das respectivas cidades. Também houve protesto em Nova Andradina.

Minas Gerais
Sindicalistas de Divinópolis se reuniram nesta manhã para fazer panfletagem contra a reforma da Previdência e cortes de verba na educação.

Sergipe

Em Sergipe, professores e estudantes paralisaram as atividades. Desde a madrugada, os portões da Universidade Federal de Sergipe (UFS), em São Cristóvão, foram fechados e as atividades, suspensas. Professores e servidores de todos os campi do Instituto Federal de Sergipe (IFS) também decidiram paralisar nesta terça-feira, de acordo com o Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica (Sinasefe).

Pará

No Pará, manifestantes se concentraram desde as 8h na Praça da República, em Belém, com faixas e cartazes. A UFPA e a UFRA paralisaram as atividades. Na cidade de Marabá, no sudeste do estado, professores e estudantes se concentraram por volta de 8h no Polo I da instituição e saíram por volta de 9h em caminhada pelas principais ruas no centro.

Santa Catarina

Estudantes de universidades públicas e privadas, além de trabalhadores, protestaram em Joinville, no norte do estado de Santa Catarina.

Paraná

No Paraná, estudantes, professores e funcionários da área da educação em Cascavel, no oeste do estado, se reuniram nesta manhã em frente à Catedral Nossa Senhora Aparecida para protestar contra os cortes de verbas federais e estaduais da educação e a reforma da Previdência.

Rio Grande do Norte

Em Natal, professores, estudantes, centrais sindicais e sociedade civil organizaram uma manifestação à tarde, no bairro Tirol Zona Leste da capital do estado, contra bloqueios de recursos na educação e contra a reforma da Previdência.

Pela manhã, um grupo de manifestantes já havia feito um ato em Mossoró, na região Oeste potiguar.

Por G1

Petrolândia: Polícia Militar ministra palestra na Escola Professora Maria de Lourdes sobre trânsito, estacionamento e faixas de pedestres


De acordo com informações da Seção de Comunicação da 4ªCIPM - Companhia Ten PM Cirilo de Souza Araújo (Vanguarda do Itaparica), foi realizado na manhã desta terça-feira (13) uma palestra na Escola Professora Maria de Lourdes, em Petrolândia- PE, para um público de crianças de 4 e 5 anos bem como também para seus respectivos responsáveis, a temática foi normas e regras relativas ao trânsito em volta das escolas, estacionamento e faixas de pedestres

A palestra foi Ministrada pelo Soldado Vital que compõe o efetivo da 4a CIPM e está devidamente Capacitado a falar do tema .

Por 4ª CIPM - Companhia Ten PM Cirilo de Souza Araujo

Em rede social, Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Petrolândia destaca a presença de mulheres do município na Marcha das Margaridas, em Brasília

 
 

Bom dia com nossas margaridas que chegaram ao seu Destino, nesse momento se encontram em Brasília. Mulheres trabalhadoras Rurais que saíram de suas casas e seus confortos, com intenção de reivindicar nossos direitos, lutar por um Brasil com soberania e Democracia.
Mais de 100 Mil mulheres,

E a nossa cidade Petrolândia está lá sendo representada,
O sindicato dos Trabalhadores Rurais de Petrolândia nesse momento agradece a força daqueles que nos ajudaram,

A cada comerciante e Empresário o nosso Muito Obrigado.

Saiba mais

Nesta quarta-feira, dia 14 de agosto, às 7h, um grupo de mulheres, entre elas as de Petrolândia, no Sertão de Pernambuco, sairá do Pavilhão do Parque da Cidade, em Brasília, para marchar em direção à Esplanada dos Ministérios, um centro de decisões chave para o País. Segundo estimativas, elas serão mais de 100 mil. O horário não assusta: para mulheres rurais, da floresta e das águas, o nascer do sol é rotina em seus trabalhos, que se concentram em setores da agricultura familiar e da agroecologia.

A Marcha das Margaridas é a maior ação de mulheres da América Latina e entrará em sua sexta edição a partir desta terça-feira 13, em que será feita uma sessão solene na Câmara dos Deputados para trazer a temática das camponesas. Outras atividades estratégicas devem tomar corpo ao longo do dia, mas é apenas no dia 14 que elas colocarão nas ruas as vozes, os corpos e os chapéus de palha pelas demandas. Por acontecer a cada quatro anos, a Marcha pode escapar do calendário tradicional de atos – como o 8 de março, outra data importante para o movimento das mulheres -, mas contará com o suporte e a presença de indígenas, quilombolas e mulheres urbanas.

A coordenadora nacional da Marcha, Maria José Morais, explica que o movimento foi criado em homenagem a Maria Margarida Alves, sindicalista assassinada em 1983 por enfrentar barões do açúcar em Alagoas. Entre as principais pautas que unem as trabalhadoras rurais, a coordenadora destaca uma “luta de classes” pela manutenção de direitos, como a aposentadoria.

“Por mais que nós não fomos atingidos diretamente [pela reforma aprovada na Câmara, que teve a alteração da aposentadoria rural vetada], têm outras categorizas com as quais a gente se solidariza”, explica Morais, que também é Secretária de Mulheres da Contag (Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura). Nascida em Batalha, município piauiense localizado a 165 km de Teresina, Maria José é ligada desde os 16 anos à causa sindical. “Trabalhava com a juventude em programas que garantissem a permanência no campo, que ficassem não por obrigação, mas por se sentirem à vontade porque teriam educação, saúde, esporte, cultura e lazer”, explica.

Agricultoras familiares, camponesas, sem-terra, acampadas, assentadas, assalariadas, trabalhadoras rurais, artesãs, extrativistas, quebradeiras de coco, seringueiras, pescadoras, ribeirinhas, quilombolas, indígenas e quem mais estiver no cenário rural. As 100 mil que chegam à Brasília são diversas, mas encaram realidades palpáveis no cenário atual, como o avanço histórico do desmatamento na Amazônia, a liberação de agrotóxicos em um ritmo jamais visto e demais ameaças à integridade das trabalhadoras.

A questão da violência contra a mulher nos interiores brasileiros é, para Maria José, a questão que mais lhe tira o sono. “Não dão a importância necessária, fica invisibilizado. A gente não tem, infelizmente, um instrumento para ter esse diagnóstico, para saber como que é essa violência. Mas acontece feminicídio também no campo, e ele precisa ser visto.”, completa.

A defesa pelo modo de vida das margaridas é um ponto permanente, que passa, também, pelo direito à terra e à denominação na titulação conjunta da propriedade – uma demanda conquistada pelas mulheres na Marcha de 2003, no governo do ex-presidente Lula. Maria José explica que a articulação com todas as camadas vêm de, pelo menos, 2 anos de trabalho antes do ano da próxima edição, um trabalho de base minucioso.

6ª edição tem como temas a agroecologia e o enfrentamento da violência contra a mulher no campo.

Da Redação do Blog de Assis Ramalho
Informação: Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Petrolândia e Carta Capital

Cidades do Sertão de Pernambuco têm protestos contra bloqueios de recursos da Educação

"TERRA NOVA-PE, 10H45: Manifestantes saem às ruas em protesto contra reforma da Educação" — Foto: Vaneilson Gomes dos Santos/ Arquivo pessoal
PETROLINA-PE, 10h: Manifestantes se reúnem na Tenda Cultural no Centro — Foto: Juliane Peixinho/ G1

Centrais sindicais, professores e estudantes realizaram protestos na manhã desta terça-feira (13) no Sertão de Pernambuco. Manifestações foram registradas em Petrolina e Terra Nova e fazem parte de um ato nacional contra os bloqueios de recursos da Educação e a reforma da previdência.

Em Petrolina, a concentração começou, às 8h30, na Tenda Cultural da Avenida Souza Filho, no Centro. No local, os manifestantes exibiram cartazes e faixas, e representantes dos sindicatos se revezaram dando palavras de ordem. Por volta das 11h15, a mobilização seguiu em caminhada pelas ruas do Centro fazendo uma panfletagem, encerrando às 11h45 no Mercado Turístico de Petrolina.

Em Terra Nova, também no Sertão pernambucano, o protesto iniciou às 10h e foi liderado por alunos da rede de ensino estadual. Eles andaram pelas principais ruas da cidade, pelo centro e encerraram a manifestação em frente a Câmara de vereadores, às 10h45.

Por G1 Petrolina

Em Brasília, indígenas e estudantes se unem em protesto contra medidas do governo


Manifestantes se concentraram em frente à Biblioteca Nacional de Brasília, no início da manhã desta terça-feira (13/8), antes de fazer uma passeata em direção ao Congresso Nacional e o Palácio do Planalto. O grupo aguarda a chegada das mulheres indígenas para começar a caminhada e o trânsito na Esplanada dos Ministérios segue liberado.

O grupo que se concentra no complexo cultural da República é composto, em sua maioria, de estudantes e professores de escolas e universidades públicas, mas, também, por grupos contrários à reforma da Previdência. Além de balões da Central Única dos Trabalhadores (CUT), do Sindicato dos Professores do Distrito Federal (Sinpro) e da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação(CNTE), faixas com dizeres contra Bolsonaro, pela liberdade do ex-presidente Lula e com manifestações contra a reforma da Previdência se espalham pela região.

Vindas de ônibus do Ceará, as amigas Sarah Evelyn Alves Pinheiro, 21 anos, Pâmela Layla Barbosa, 16, Clara Andrade, 17, e Livian Mendes Silva, 25, acompanharão tanto as manifestações pela educação quanto a Marcha das Margaridas, que acontece nesta quarta-feira (14/8).

"A gente veio para reivindicar nossos direitos como mulheres e a favor da educação pública de qualidade. Como professora em formação, só vejo direitos sendo retirados", afirmou Sarah, que é estudante de licenciatura em teatro no Instituto Federal do Ceará. "Não é a primeira viagem longa que faço para participar de manifestações e, rodas que fiz até agora valeram à pena. Estamos nas ruas, ocupando espaços, como mulheres, estudantes, nordestinas. Boa parte do país não nos enxerga como deveria. Somos o povo mais forte e inteligente do país", destacou Livian, colega de Sarah no IFCE.

A marcha das mulheres indígenas chegou à altura do complexo cultural da República aos gritos de "a Amazônia é nossa, acorda Brasil" e "não à mineração".

Conselheira da Associação Indígena da Aldeia Maracanã, Luakan Anambé, da etnia Anambé, do Pará, falou sobre a importância da marcha das mulheres indígenas. Segundo a liderança, a intenção é dar voz aos grupos de mulheres indígenas e chamar atenção para o genocídio dos povos. "Fizemos uma viagem maravilhosa. A primeira marcha ocorre para termos visibilidade, voz e fala. A mulher indígena é muito discriminada e temos que chamar a atenção dad mulheres do contexto urbano para a nossa situação", disse.

Luakan explica que o preconceito e violência contra mulheres indígenas é antigo. "Desde a invasão do homem branco que viemos perdendo a visibilidade. Tem um genocídio acontecendo no nosso meio. Com o novo governo, nossos caciques estão morrendo. E eles são uma força grande. Quando morrem, você desarticula o resto da comunidade. Perdemos parte da cultura, do dialeto, da nossa língua", lamenta.

"Os caciques são nossos educadores. Ensinam nossa cultura aos nossos curumins. Nós não estamos defendendo a natureza. Nós somos a natureza", completa.

As manifestantes indígenas, de diversas etnias, levam faixas contra o presidente da República, Jair Bolsonaro e pela Amazônia. A Polícia Militar faz um cordão de isolamento e o grupo ocupa as duas faixas da direita da via.

Por Correio Braziliense