sábado, 14 de novembro de 2020

Petrolândia registra apenas 2 renúncias de candidatos nas eleições 2020; ambas são mulheres (Opinião)

 

Faltam poucas horas para as seções eleitorais de Petrolândia serem abertas à votação dos postulantes à Prefeitura Municipal e à Câmara de Vereadores. Neste intervalo, vale a pena refletir sobre a participação feminina nas eleições de 2020 em Petrolândia, uma cidade machista-raiz em um estado machista-raiz. Como um todo, o Brasil não é exemplo de inclusão feminina na política. Em 2018, o país ocupava a 161ª posição de um ranking de 186 países sobre a representatividade feminina no poder executivo, atrás de todos os outros países do continente americano, conforme publicação da Confederação Nacional dos Municípios (CNM).  

No âmbito estadual, Pernambuco também não é exemplo de inclusão feminina na política: nunca elegeu governadora e nem todas as cidades já elegeram prefeitas. Em 1646, Pernambuco foi palco da batalha do Tejucupapo, onde mulheres repeliram uma investida dos invasores holandeses, porém, as pernambucanas são invisíveis diante da representatividade feminina para o Rio Grande do Norte, estado natal da "Filipa Camarão" (mulher de Felipe Camarão, nome de rua em Petrolândia). O RN já elegeu 3 governadoras nas urnas. Se Pernambuco FOI o "Leão do Norte", o Rio Grande do Norte SEMPRE FOI a "Leoa do Brasil", estado onde as mulheres, por iniciativa própria, conquistaram direito ao voto, elegeram a primeira prefeita e a primeira governadora do país. Atualmente, o RN tem a única governadora em mandato no Brasil, eleita em 2018.  

Em Petrolândia, a representatividade feminina é simplória. A maioria dos partidos cumpriu apenas o protocolo, fechando os 30% de candidaturas femininas (3 mulheres e 7 homens). Mas 2 mulheres desistiram de concorrer ao cargo de vereador e, embora sem prejudicar o partido, minimizaram a importância dessa legenda para o empoderamento feminino. 

Esta semana, no encerramento do prazo para entrevistas dos candidatos, o Blog de Assis Ramalho entrevistou a prefeita Jane. E foram levantadas polêmicas, nas redes sociais, sobre a suposta pressão que a prefeita recebeu nas perguntas, que supostamente foram mais leves para os demais candidatos entrevistados na quinta-feira (12). Nós, da redação do Blog de Assis Ramalho, interpretamos isso como machismo, apenas. A prefeita, como mulher e como gestora eleita, respondeu todas as perguntas com a segurança esperada de um gestor municipal, homem ou mulher. Em nossas redes sociais, muitos foram os elogios para a gestora e candidata pela postura firme e forte nas suas respostas.

Dentre as 161 candidaturas apresentadas à Câmara Municipal na eleição 2020 em Petrolândia, apenas duas candidaturas foram descartadas. Ambas por renúncia e ambas de mulheres. Uma iria substituir a outra na vaga de determinado partido que concorreu com os 30% fechados de participação feminina, cota que ainda não aproxima as mulheres candidatas à eleição para uma das 11 vagas na Câmara Municipal.  

Boa sorte a todas as candidatas/es em 2020!

Redação do Blog de Assis Ramalho

2020, o ano da violência na política; Desde janeiro, a cada 3 dias um candidato ou militante é morto no Brasil

“Dados preliminares apontam que esta é uma das eleições mais violentas do último período”

Não é impressão sua que a violência tomou conta do cenário político. O site Metrópoles, do Distrito Federal, compilou dados a respeito da violência política nas eleições de 2020. Apenas nesta última semana antes do primeiro turno, que será realizado no domingo (15/11), houve ao menos 10 atentados a tiros contra candidatos a prefeito ou vereador no país.

Pernambuco ocupa a primeira colocação, com 13 mortes atribuídas a motivos políticos; Minas Gerais registrou 8 casos e o Rio de Janeiro 7. Pará, Paraíba e São Paulo completam as primeiras colocações no ranking de estados mais violentos.

“Violência difusa”

A ONG Justiça Global tem acompanhado a onda de violência política desde antes da campanha, e espera fechar os números após a eleição. Um estudo elaborado pelas instituições Terra de Direitos e Justiça Global já havia observado que a cada 13 dias era registrado pelo menos um caso de ataque à vida contra representantes de cargos eletivos, candidatos ou pré-candidatos no Brasil.

Em 63% das investigações em curso, não foram identificados os suspeitos pelos crimes. Esses dados são do relatório Violência Política e Eleitoral no Brasil – Panorama das violações de direitos humanos de 2016 a 2020.

Os números desta eleição ainda não estão consolidados, mas, para a coordenadora da Justiça Global, Sandra Carvalho, houve um acirramento da violência neste ano.

“Dados preliminares apontam que esta é uma das eleições mais violentas do último período”, disse ao Metrópoles.

“Existem vários motivos para esse acirramento, mas este cenário de intolerância, de ódio, de retrocesso em direitos presentes no governo Bolsonaro contribui e dá uma certa licença para a violência mais difusa”, destacou.

Cultura da impunidade

Para Pablo Lira, professor do mestrado em segurança pública da Universidade de Vila Velha (UVV), no Espírito Santo, e membro do Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), a alta nos ataques políticos está ligada à impunidade e ao avanço do crime organizado. “A gente tem leis penais muito brandas, que estimulam a prática de crimes, porque os criminosos têm a certeza da impunidade, vide o exemplo do traficante que foi solto pela decisão monocrática do ministro Marco Aurélio Mello”, analisa Lira.


As informações são do Metrópoles. 

Eleição de 2020 coloca em xeque antipolítica de 2018

Nas 26 capitais, apenas 4 são de nomes que podem ser chamados de estreantes – e ainda assim parte deles é bancada por nomes da “velha política”.

A eleição de 2020 derrubará teses que emergiram da disputa de 2018, como a prevalência do “novo” na política e o questionamento a ferramentas tradicionais da disputa, como dinheiro, arco de alianças e tempo de exposição no horário eleitoral no rádio e na TV. Das 82 candidaturas mais bem posicionadas nas pesquisas de intenção de voto nas 26 capitais, apenas 4 são de nomes que podem ser chamados de estreantes – e ainda assim parte deles é bancada por nomes da “velha política”.

Nas principais capitais do país, partidos tradicionais lideram a corrida, e estão fortalecidos os candidatos à reeleição de legendas para quem o eleitor torceu o nariz em 2018. Os candidatos do chamado “establishment” são aqueles que têm mostrado a maior força.

O DEM, por exemplo, pode levar a disputa já no primeiro turno em Florianópolis, Curitiba e Salvador. Está na liderança no Rio de Janeiro e faz parte do arco de alianças que está na frente em São Paulo. O PSD deve se sair vitorioso em Belo Horizonte já na primeira rodada da disputa, mesmo destino que pode ter o PSDB na capital potiguar.

Pitú vence, mais uma vez, a categoria Aguardente

Aguardente preferida, a Pitú adotou novidades como a realização de lives para se manter próxima dos clientes - Foto: divulgação

Desfrutar de um momento de celebração em casa com bebidas e comidas se mostrou interessante para muitas pessoas durante a pandemia. O Google for Startups Brasil avaliou, através de pesquisa, as mudanças de hábitos de consumidores brasileiros com a adoção das medidas para conter o contágio da Covid-19. O estudo apontou que as buscas relacionadas a alimentos e bebidas cresceram de 30% a 45%. Os dados, segundo a plataforma, mostram como as pessoas têm procurado levar o lazer e a diversão para o conforto e o aconchego do lar. E os números traduzem-se também no desempenho das marcas.   

Seja para se confraternizar dentro ou fora de casa, a Pitú está pronta para participar. A empresa foi vencedora mais uma vez da categoria Aguardente no prêmio Marcas que eu gosto. A tradição da empresa é sempre celebrada pelos consumidores e a comunicação com eles não pode parar. “A gente continua investindo na imagem do produto, nas redes sociais. Não paramos o trabalho. Uma das novidades do mercado este ano foi a realização de shows por meio de lives e a Pitú também participou”, disse o diretor presidente da Pitú, Alexandre Ferrer.

A premiação é considerada um reconhecimento ao trabalho realizado. “O prêmio é o alcance dos objetivos pretendidos. Teve consumo de Pitú dentro dos lares com as pessoas reunidas em casa. É uma satisfação para a empresa”, completou Alexandre.
Há 84 anos no mercado, a produção da aguardente Pitú é feita na cidade de Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata de Pernambuco. Com atuação no mercado nacional e internacional, a Pitú produz uma média de 90 milhões de litros da aguardente por ano, sendo a mais exportada do Brasil. São vários formatos de vendas da bebida: três tipos de embalagens em lata, o litro em garrafa de vidro e 600 ml em garrafa de vidro.

Solar Coca-Cola
Mais uma vez, a Coca-Cola foi consagrada como a vencedora da categoria Refrigerante
Nos quatro cantos do mundo, há uma marca que está presente: a Coca-Cola. E não apenas com seus produtos, mas também com diversas ações sociais e ambientais. Nos estados do Nordeste e no Mato Grosso, a bebida é produzida, comercializada e distribuída pela Solar Coca-Cola, segunda maior fabricante do Sistema no Brasil. Mais uma vez, foi consagrada pelos consumidores, sendo vencedora da categoria Refrigerante com a Coca-Cola e terceiro lugar com a Fanta. Além disso, foi a segunda na categoria Suco com a marca Del Valle e terceira na categoria especial Marcas que fazem a diferença.
A Solar se faz presente em diversos momentos da vida das pessoas. Para aqueles que foram impactados com a pandemia, a empresa realizou ações como o apoio ao pequeno varejo, com linha de crédito para reabastecer o estoque, além de atividades para ajudar a atrair clientes. E em parceria com o Sebrae, a Solar também promoveu orientações aos empresários sobre estratégias de manutenção dos negócios.
“Estamos sempre ajudando o pequeno varejo no desenvolvimento do seu negócio. Também colocamos nos rótulos das embalagens os passos de prevenção da Covid-19. Além disso, tivemos uma demanda que se modificou. Houve muita demanda por embalagens familiares da bebida, que são aquelas com mais de um litro. Isso porque as pessoas estavam mais em casa e compartilharam momentos juntos”, disse o diretor regional da Solar Coca-Cola, Flávio Scalco.

Pernambuco é o maior mercado da Solar no Nordeste. “É um mercado muito estratégico, onde temos o maior volume de negócios do Norte e Nordeste. E, como marca, muito nos orgulha estarmos presentes na mesa e na mente dos consumidores. Isso reforça nossa consistência como uma das marcas mais vendidas do mundo”, comentou Flávio.
A maior fábrica da Solar Coca-Cola é a que está em Pernambuco, no Complexo de Suape. Ao todo, são nove fábricas da empresa, presentes no Nordeste e no Mato Grosso, que produzem e distribuem mais de 150 produtos da Coca-Cola. Dentro desse território, são mais de 330 mil pontos de venda atendidos pela Solar. “Todo dia a gente entrega produtos da Coca-Cola em 25 mil pontos de venda”, informou Flávio. A empresa chega a 20 milhões de lares no Nordeste e no Mato Grosso e tem faturamento anual de cerca de R$ 6 bilhões.Mais uma vez, a Coca-Cola foi consagrada como a vencedora da categoria Refrigerante

Em família

A Quinta do Morgado tem muito a comemorar: além de ser a marca preferida na categoria Vinho, completa 50 anos


Bebida que ganhou protagonismo em muitas casas durante a pandemia, o vinho reuniu famílias em um momento bastante desafiador para todos. O vencedor desta categoria foi o Quinta do Morgado, que tem muito a comemorar, pois este ano a empresa faz redondos 50 anos. Apesar das dificuldades, como custos maiores da matéria-prima, a empresa conseguiu crescer.

“O vinho teve aceitação na casa das pessoas. A maior lição é que verdadeiramente é um produto da família. E isso nos surpreendeu. Este ano, a vinícola está conseguindo um crescimento em 15%, comparado a 2019, na quantidade de vinho. É um número bastante expressivo diante de todas as dificuldades”, ressaltou o comercial do Quinta do Morgado, Fabrício Navarro.

O vinho, com produção concentrada na cidade de Flores da Cunha, no Rio Grande do Sul, é distribuído para as regiões do Brasil e também exportado para diversos países, como Paraguai, Peru e China. “O vinho mais exportado do Brasil é o Quinta do Morgado: 87% de todos os vinhos exportados do Brasil são do Quinta”, informou Fabrício.

Na planta de cerca de 30 mil metros quadrados, localizada na região mais emblemática para a produção de vinho nacional, a empresa fabrica mais de 40 modelos de vinhos, entre brancos, espumante, moscatel e outros.

E a empresa quer se expandir. A previsão é que até o final deste ano seja inaugurada uma planta em Vitória de Santo Antão, Zona da Mata de Pernambuco, para produção de destilados. “Somos líderes na região Nordeste há muitos anos. A vinícola tem um carinho muito grande pela região e queremos vir com tudo nesta frente no Nordeste”, contou Fabrício.


Café, inovação e resultados

Niwton Henrique revela que o café Santa Clara prepara uma plataforma, a casa do coffee lover, para os apreciadores da bebida
Niwton Henrique revela que o café Santa Clara prepara uma plataforma, a casa do coffee lover, para os apreciadores da bebida

Ele combina com todas as horas do dia. Tomar café faz parte da rotina de muitas pessoas. E na pandemia, virou um momento de lazer e relaxamento para as famílias. Nesta categoria, os consumidores escolheram, mais uma vez, o café Santa Clara como o preferido. Marca do Grupo 3corações, a Santa Clara está apostando nos canais digitais nos últimos anos e em produtos novos.

Com a mudança de comportamento dos consumidores e a migração para o e-commerce foi perceptível a necessidade de novos investimentos. A empresa está estruturando um serviço on-line ainda melhor e que será lançado este ano. “Internalizamos toda nossa logística de e-commerce e estamos lançando uma nova plataforma que engloba toda a experiência em torno do café. Será a casa do ‘coffee lover’, um hub de inovação sobre a bebida, um portal para quem é movido a café”, contou Niwton Henrique, gerente regional de vendas Nordeste. Será uma plataforma de e-commerce focada em cafés raros, especiais e microlotes.

Marca de café clássico que combina tradição e inovação, a Santa Clara demonstrou essa característica em seus últimos lançamentos de cápsulas e cafés especiais que movimentaram o varejo. “Trouxe a nova linha Santa Clara Reserva da Família, que conta com cafés especiais 100% arábica, com certificações de origem das principais regiões produtoras de café do país. Ela conta com cafés em pó, em grãos, solúveis liofilizados e em cápsulas, tudo isso com aromas e sabores únicos, capazes de envolver os momentos mais especiais”, frisou Niwton.
Com a pandemia, a empresa realizou ações com a entrega de benefícios sociais concretos. Foram elencados dois pilares fundamentais para ajudar quem mais precisa: o apoio à saúde pública (como a aquisição de respiradores e leitos de UTI) e o combate à fome (como doações de toneladas de alimentos).

Fundado há 61 anos, o Grupo 3corações é atualmente a maior empresa de cafés do Brasil com mais de 34 marcas. Com 7.000 funcionários, 27 centros de vendas e distribuição (CDs), 12 unidades industriais, duas unidades de compra e beneficiamento de café verde (armazéns), duas unidades regionais de assistência técnica, a Unidade Corporativa - Integradora (CE, SP e MG) - e a Escola de Serviços e Sabores, a empresa está presente em mais de 400 mil pontos de venda no país, com estrutura logística e comercial própria. O grupo também exporta café de algumas de suas marcas para os mercados da América Latina e dos Estados Unidos.


Tecnologia a seu favor

A Camponesa, linha de laticínios da Embaré, é a marca ganhadora da categoria Leite na edição de 2020
A Camponesa, linha de laticínios da Embaré, é a marca ganhadora da categoria Leite na edição de 2020
Ao longo dos últimos anos, a Camponesa, linha de laticínios da Embaré, tem investido em tecnologia, em produtos de qualidade e no relacionamento com o consumidor. Grande vencedora da categoria Leite do prêmio Marcas que eu gosto 2020, a Camponesa realizou ações ainda mais conectadas com o público este ano.

A Embaré criou o aplicativo Sou Camponesa, que busca conectar a empresa ao consumidor final para que ele possa adquirir os produtos da empresa sem precisar sair de casa. Lançou também o app Embaré Fomento, gratuito e exclusivo para parceiros da empresa. O aplicativo oferece ao produtor rural a comodidade de ter os dados sobre as suas produções na palma da mão, além de trazer conteúdos exclusivos e informações de qualidade para o manejo leiteiro.

Por meio do investimento no aplicativo Sou Embaré, a empresa também se conecta diretamente aos seus colaboradores. Além de funcionar como um canal de notícias e novidades da empresa, o aplicativo é uma ferramenta que proporciona comunicação personalizada e em tempo real, além de outras ações.

“Como somos produtores de itens básicos, não podemos deixar de oferecer esses produtos para toda a população. A Camponesa é fonte de nutrição fundamental nos lares de milhares de brasileiros, e assim continuou sendo, mesmo durante esse momento de crise, sem risco de desabastecimento”, ressaltou Adriana Antunes, gerente de marketing da Embaré. Há 85 anos no mercado, a Embaré possui fábricas em Minas Gerais, que juntas somam cerca de 40 mil metros quadrados de área construída e têm capacidade de processar 2,8 milhões de litros de leite por dia.

Por Folha de Pernambuco


Boletim deste sábado (14/11): Com 843 casos nas últimas 24h, Pernambuco registra mais 10 óbito e totaliza 8.815 mortes devido ao novo coronavírus


Pernambuco registrou, na manhã deste sábado (15), 843 novos casos da Covid-19 e mais 10 óbitos nas últimas 24 horas.

Agora o Estado totaliza 170.553 casos e 8.815 mortes devido ao novo coronavírus.

As informações são da Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco (SES-PE).

Entre os confirmados nas últimas 24h, 20 (2%) são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 823 (98%) são leves. Dos 170.553 casos confirmados da doença, 27.511 graves e 143.042 leves.

Os óbitos confirmados ocorreram do dia 21 de agosto até essa sexta-feira (13).

Os detalhes epidemiológicos serão repassados ao longo do dia pela SES-PE.

Por Folha de Pernambuco

Petrolândia: Confira escala e nomes de médicos que atenderão na próxima semana na Clínica Mais Saúde; ligue e marque sua consulta


 A Clínica Mais Saúde, localizada na Av Auspício Valgueiro de Barros, em frente a Escola Delmiro Gouveia, informa atendimento para a esta próxima semana, de 16 a 20 de novembro/2020; confira!


Confira acima profissionais médicos que atenderão na Mais Saúde de Petrolândia nesta próxima semana de segunda a sexta;


A Clínica Mais Saúde realiza Exames Laboratoriais de segunda a sexta-feira (veja abaixo).








Adquira já o seu cartão de desconto SYSTEM SAÚDE e ganhe excelentes descontos!SAIBA SOBRE O SYSTEM SAÚDE

Adquira já o seu!





Redação do Blog de Assis Ramalho
Informação: Clinica Mais Saúde

Petrolândia: Aniversariante do dia, Luiz Carlos recebe mensagem de parabéns da família e amigos



Neste sábado, 14 de novembro de 2020, Luiz Carlos comemora mais um ano de vida.

Na oportunidade, os irmãos Valderio. Valdemir. Zildo e seus sobrinhos e cunhada - em nome de toda família e amigos - Desejam muita saúde, paz e felicidade.

Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver a vida,pesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise. Ser feliz não é uma fatalidade do destino, mas uma conquista de quem sabe viajar para dentro do seu próprio ser.

Parabéns!!!

Redação do Blog de Assis Ramalho
Informação e foto: Família

Eleições 2020: saiba o que pode e o que não pode no dia da votação


Neste domingo (15), 147,9 milhões de eleitores de todo o país, com exceção do Distrito Federal, vão às urnas no primeiro turno da eleição em que serão escolhidos os novos prefeitos, vice-prefeitos e vereadores de seus municípios. O segundo turno ocorre em municípios com mais de 200 mil eleitores quando nenhum dos candidatos a prefeito obtém, no primeiro turno, mais da metade dos votos válidos.

Mas você sabe o que pode e o que não pode no dia das eleições?

A Resolução no 23.610/2019 do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e a Lei nº 9.504/1997 esclarecem as regras.

Algumas condutas são, inclusive, consideradas crime eleitoral. São vedadas, por exemplo, todas as formas de propaganda no dia da votação.

O que pode


No dia da votação, é permitido o uso de bandeiras, broches, adesivos e camisetas com foto e número de candidato, desde que como manifestação individual e silenciosa da preferência.

O eleitor pode levar para a cabine de votação uma “cola” (lembrete) com os números dos candidatos escolhidos. A legislação também permite a manutenção da propaganda que tenha sido divulgada na internet antes do dia da eleição.

Ainda no dia da votação é permitido que, nos crachás dos fiscais partidários, constem o nome e a sigla do partido político ou da coligação a que sirvam, mas é proibida a padronização do vestuário.

O que não pode

Pela legislação eleitoral, no dia da votação, é proibido divulgar qualquer espécie de propaganda de partidos políticos ou de candidatos.

Também não são permitidas, até o término do horário de votação, aglomerações de pessoas portando vestuário padronizado ou instrumentos de propaganda; caracterização de manifestação coletiva e/ou ruidosa; além de abordagem, aliciamento, utilização de métodos de persuasão ou convencimento; e distribuição de camisetas. Tais manifestações são proibidas com ou sem uso de veículos:

Constam ainda da lista de proibições no dia da votação o uso de alto-falantes, amplificadores de som; a realização de comícios, carreatas e o uso de qualquer veículo com jingles; a arregimentação de eleitores ou a propaganda de boca de urna; o derrame de santinhos e outros impressos nas seções eleitorais ou nas vias próximas, ainda que realizado na véspera da eleição; e a publicação de novos conteúdos ou o impulsionamento de conteúdo na internet, podendo ser mantidos em funcionamento as aplicações e os conteúdos publicados anteriormente.
Mesários

Aos servidores da Justiça Eleitoral, aos mesários e aos escrutinadores, é vedado o uso de vestuário ou objeto que contenha qualquer propaganda de partido político, de coligação ou de candidato, no recinto das seções eleitorais e juntas apuradoras.

Denúncias

Denúncias de irregularidades e crimes eleitorais podem ser feitas pelo aplicativo Pardal, criado pela Justiça Eleitoral, ou encaminhadas diretamente ao Ministério Público.

Segundo a Justiça Eleitoral, no dia do pleito, os juízes eleitorais e os presidentes de seção exercem poder de polícia, podendo tomar as providências necessárias para cessar qualquer irregularidade e inibir práticas ilegais dos candidatos e dos eleitores.


Petrolândia Eleições 2020: Confira localização das seções eleitorais do município neste domingo (15/11)

Registro de local de votação na eleição de 2016 (Foto: Assis Ramalho/Arquivo BlogAR)

O Blog de Assis Ramalho divulga a relação de seções eleitorais de Petrolândia (70ª Zona Eleitoral) em funcionamento neste domingo, 15/11/2020, nas eleições municipais 2020. 

Confirme o seu local de votação e lembre-se de levar documento de identificação com foto e, se possível, sua própria caneta esferográfica.
É obrigatório o uso de máscara de proteção contra Covid-19 nos estabelecimentos com seções de votação. 

LOCAIS/Seções Eleitorais
Escola Delmiro Gouveia (Seções 01, 02, 03, 04, 05, 06, 07, 49)
EREM de Jatobá (Seções 08, 09, 10, 11, 12, 13, 14, 109)
PETI (Seções 15, 16, 17, 50, 106)
EREM Maria Cavalcanti Nunes (Seções 18, 19, 20, 21, 22, 23, 24, 52, 63, 64, 121)
Escola 1º de Julho (Seções 24, 25, 26, 27, 28/123, 29) 01 seção agregada
Escola Sete de Setembro (Seções 30/31, 62/71, 84/92) 03 seções agregadas
EREM Icó-Mandantes (Seções 34, 35, 56, 85, 97, 104, 124)
Escola José Araújo (Seções 53, 74, 76, 78, 81, 83, 103, 120)
Escola Maria de Lourdes (Seções 55, 57, 60, 67, 70)
Escola Santa Filomena (Seções 75, 80, 82, 86, 88, 111) 
Escola Quatro de Outubro (Seções 91, 95, 96, 98, 100, 101, 105)
Escola Itamar Leite (Seções 107, 110, 115/119) (01 seção agregada)
Escola Eudes Gustavo (Seções 108/122, 112/116) (02 seções agredadas)
Escola Macambira (Seções 117/118) (01 seção agregada)
Seção agregada: Duas seções na mesma urna


Redação do Blog de Assis Ramalho
Com informações do TRE-PE 70ª ZE

Em Pernambuco, seis cidades podem ter segundo turno nas Eleições 2020


Nas Eleições 2020, seis cidades de Pernambuco poderão decidir seus prefeitos no segundo turno, segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Em 2016, eram quatro: Recife, Olinda, Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana, e Caruaru, no Agreste. As novatas são Paulista, no Grande Recife, e Petrolina, no Sertão.

No Brasil, 95 cidades possuem mais de 200 mil eleitores aptos a votar, que é o critério para ter segundo turno. A única capital do país que não atingiu a marca de 200 mil eleitores e que, por isso, não poderá ter segundo turno é Palmas (TO).

Nas cidades que possuem menos de 200 mil eleitores aptos a votar, o critério para escolher os prefeitos é a maioria numérica. Quem tiver mais votos válidos, ganha, independente da soma ser próxima ou distante dos números alcançados pelos concorrentes.

Segunda chance

De acordo com o cientista político Vítor Diniz, o segundo turno simboliza uma nova eleição. "É uma ferramenta muito importante no sistema eleitoral brasileiro porque dá oportunidade do eleitor ter mais tempo de analisar cada candidato e a disputa fica mais clara. Há uma concentração em apenas dois candidatos e o eleitor tem a chance de entender melhor o programa e as propostas de cada um", afirmou.

Para Diniz, o segundo turno garante mais legitimidade, principalmente em cidades com maior número de eleitores. "Imagine se, em uma cidade grande como Recife, um candidato fosse eleito com 25% ou 30% dos votos? Seria muito complicado", disse. "Com o segundo turno, isso não acontece. O vencedor vai ganhar com mais de 50% dos votos", completou.

Veja a lista de cidades que podem ter segundo turno nas Eleições 2020:

Caruaru
Jaboatão dos Guararapes
Olinda
Paulista
Petrolina
Recife

Segundo turno na história

No site do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE), é possível consultar a evolução do número de eleitores em Pernambuco desde 1994. Neste registro, Recife, Jaboatão e Olinda já tinham a possibilidade de realizar segundo turno segundo turno.

A primeira vez que houve uma disputa de segundo turno em Pernambuco, no entanto, só aconteceu em 1996, em Jaboatão. Os candidatos Newton Carneiro (PPB) e Ulisses Tenório (PSDB) disputaram a prefeitura no segundo turno, terminando com a vitória de Newton Carneiro.

Em 2000, foi a primeira vez que Recife teve segundo turno, disputado por Roberto Magalhães (PFL) e João Paulo (PT). A eleição terminou com uma reviravolta e a eleição de João Paulo, que tinha ficado em segundo lugar no primeiro turno.

Olinda também teve o seu primeiro segundo turno em 2000. Jacilda Urquiza (PMDB) e Luciana Santos (PCdoB) foram para o segundo turno, que terminou com a vitória de Luciana, segunda colocada na primeira etapa.

O primeiro turno só foi permitido em Caruaru no ano de 2016, quando a cidade atingiu 225.164 mil eleitores. Naquele ano, Tony Gel (PMDB) e Raquel Lyra (PSDB) foram para o segundo turno, que terminou com a vitória dela.

Eleitorado

Em Pernambuco, 6.735.391 eleitores estão aptos a votar. Em 2016, eram 6.508.849. O eleitorado das cidades que tem segundo turno subiu entre 2016 e 2020.

No Recife, passou de 1.119.271 para 1.157.324. Em Jaboatão, saiu de 443.559 para 454.915. Em Olinda, foi de 259.876 para 282.952. Em Caruaru, subiu de 210.105 para 225.164.

Entre as novatas, Paulista tinha 193.919 eleitores em 2016 e Petrolina somava 184.774 aptos a votar na eleição passada. Este ano, são 216.859 em Paulista e 210.359 em Petrolina.

Como checar a sua situação eleitoral

Por conta da pandemia, ao longo deste ano, os serviços eleitorais tiveram seus funcionamentos alterados. O TSE lançou uma plataforma para orientar os eleitores, com links para verificar a sua situação eleitoral e conferir o seu número de título de eleitor, por exemplo. Além disso, ao acessar a página, o usuário pode clicar na unidade da federação onde reside e conferir telefones para contato.

Datas

Este ano, o calendário das eleições foi adiado por causa da pandemia provocada pelo novo coronavírus: o primeiro turno acontece neste domingo (15); e o segundo, em 29 de novembro, de acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Por G1 PE

Petrolândia Eleições 2020: Chefe do Cartório Eleitoral informa a população que neste ano não será instalado telão na frente do Fórum

Dr. Daladiê Duarte Souza (Juiz da 70ª Zona Eleitoral), Dr. Filipe Coutinho Lima Britto (Promotor de Justiça da Comarca de Petrolândia) e Orlando Parahym ( Chefe do Cartório Eleitoral de Petrolândia) - Fotos: Assis Ramalho/BlogAR

O Chefe do Cartório Eleitoral de Petrolândia, Orlando Parahym, informa a população que neste ano não será instalado telão na frente do Fórum Eleitoral para acompanhamento da apuração. Também avisa que está disponível, porém, para celular, o aplicativo da Justiça Eleitoral chamado RESULTADOS, pelo qual será possível acompanhar em tempo real a apuração de qualquer município.

Redação do Blog de Assis Ramalho
Informação:  Orlando Parahym - Chefe do Cartório Eleitoral de Petrolândia

Petrolândia: Moradora manda recado aos futuros vereadores do município


Caro Assis Ramalho,

Peço por gentileza que os senhores candidatos a vereadores inclua no seu plano de governo oferta alimentação para todos os pacientes que ficam em observação no hospital, pois muitos que não são da cidade passam 24h (são da zona rural), outros não tem dinheiro vem em busca de atendimento e por estarem em observação não tem alimentação Básica, apena um pequeno lanche. Visto que lanche não é o suficiente para restauração da saúde

Peço a vocês que inclua isso no plano de governo, algo simples que pode ser cumprido.
gradeço pelo tempo dedicado ao meu apelo.


L. Lima Nascimento
Quadra 10 de Petrolândia