Web Radio Petrolândia

domingo, 4 de agosto de 2019

Santos segue firme na liderança do Brasileiro; veja jogos e classificação


O Santos goleou o Goiás por 6 a 1 neste domingo (4), na Vila Belmiro, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. Carlos Sánchez, Lucas Veríssimo e Gustavo Henrique balançaram as redes ainda no primeiro tempo. Na etapa complementar, Eduardo Sasha e Soteldo, duas vezes, marcaram pelo Santos. Caíque, que já defendeu o Bahia, anotou o de honra da equipe goiana.

Com o resultado, o Santos mantém a liderança isolada do Brasileirão. O Peixe chegou aos 32 pontos, quatro a mais do que vice-líder Palmeiras, que empatou com o Corinthians em 1 x 1. O próximo desafio do time santista será contra o São Paulo, outro clássico estadual, no sábado (10), às 17h, pela 14ª jornada do campeonato nacional.

Veja jogos e classificação do Campeonato Brasileiro da Série A



Por Globoesporte.com

Policial discute com namorada, atira em festa de formatura e fere quatro pessoas no Ceará

Polícia Militar foi acionada e prendeu policial após tiros dentro de casa no interior do Ceará. — Foto: Reprodução/SVM

Pelo menos quatro pessoas foram baleadas durante uma festa de formatura em Ipu, no interior do Ceará, na madrugada deste domingo (4). Segundo familiares das vítimas, um policial militar discutiu com a namorada, uma das convidadas da festa, e tentou matá-la no local, efetuando cerca de 15 disparos, que atingiram convidados. A festa acontecia na casa de uma formanda e reunia familiares e amigos dela.

O policial foi imobilizado pelos populares e depois levado pela polícia para a Delegacia de Tianguá, município da região, onde foi autuado por tentativa de homicídio, confirmou a Secretaria de Segurança Pública do Ceará (SSPDS).

Três vítimas dos tiros foram da família da formanda, que era dona da casa onde acontecia a festa. São eles a irmã dela, uma adolescente de 17 anos, e os pais dela, Antônia Ildete Pereira Pontes, 42 anos, e Antônio Sergio Vasconcelos Pontes, 48 anos. Um outro convidado foi atingido de raspão.

O policial militar que efetuou os disparos foi identificado como Jorgeandro Vieria, de acordo com o major Euci de Castro, secretário da Segurança do município de Ipu. O suspeito havia ingerido bebida alcoólica, segundo a SSPDS.

"A Polícia Militar do Ceará (PMCE) vai instaurar Inquérito Policial Militar (IPM) para apurar a conduta do agente e frisa que todas as providências no âmbito disciplinar estão sendo tomadas", completa a nota da secretaria. A Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos de Segurança Pública e Sistemas Penitenciário (CGD) informou que tomou ciência da ocorrência e "está adotando providências no sentido de apurar os fatos na esfera administrativa".

“Ainda tô em choque. Estávamos lá dançando, se divertindo, numa mesa, quando eu escuto dois tiros. Todo mundo corre, se esconde. Corri pra dentro de casa, vi que os tiros saíram de dentro de casa."

"Quando vou entrando na sala de TV, meu cunhado e o Marquim, amigo da gente, estavam derrubando o cara no chão pra ele soltar a arma”, relembra a guarda municipal e tia da formanda, Valdemira Pontes, que estava na festa.

A festa ocorria na casa das vítimas, na área externa, segundo Osiris Pereira Pontes, tio da adolescente e irmão de uma das vítimas.

"A namorada dele [do policial] entrou na casa e pediu pra entrar dentro do quarto dizendo que o namorado queria matar ela. Ele entrou depois e disparou. E quem aparecia ele atirava. Foram 15 tiros", acrescenta o familiar.

“Era marca de tiro por todo canto, minha sobrinha lavada de sangue. Arrasto ela pelo chão, tirando ela lá do meio, a arma cai nos meus pés. Peguei muito rápido e fui esconder pra evitar outra tragédia”, descreve a guarda municipal.

A sobrinha dela foi baleada na região da virilha, a irmã, no seio, e o cunhado, na barriga. A família foi atendida no Hospital Municipal de Ipu e depois transferida para Sobral, ainda durante a madrugada.

Pai e filha passaram por cirurgia neste domingo e a mãe, Antonia Ildete, vai passar por exames, afirmou Pontes. O cunhado dela já passou por procedimento cirúrgico e passa bem, segundo a guarda municipal.

A arma do PM foi entregue à polícia pela tia da vítima.

Por G1 CE

Petrolândia: Marcação de exames e consultas na Secretaria de Saúde de 05 a 09 de agosto de 2019



Redação do Blog de Assis Ramalho
Informação: Fabrício Almeida

Petrolândia: Veja agenda de atendimento da semana da Clínica Mais Saúde; Confira e marque sua consulta


A Clínica Mais Saúde, localizada na Av Auspício Valgueiro de Barros, em frente a Escola Delmiro Gouveia, informa atendimentos para esta semana; confira acima!

Agende sua consulta pelo cel: 87 9.9659-3298 - tel. 87 - .3851-0533

Confira abaixo as vantagens do convênio System Saúde; adquira já o seu!

Veja empresas e demais profissionais que também formaram parceria com o convênio System Saúde

Pesquisa indica que não há dose segura de agrotóxico


Uma análise de dez agrotóxicos de largo uso no País revela que os pesticidas são extremamente tóxicos ao meio ambiente e à vida em qualquer concentração - mesmo quando utilizados em dosagens equivalentes a até um trigésimo do recomendado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Encomendado pelo Ministério da Saúde e realizado pelo Instituto Butantã, o estudo comprova que não existe dose mínima totalmente não letal para os defensivos usados na agricultura brasileira.

"Não existem quantidades seguras", diz a imunologista Mônica Lopes-Ferreira, diretora do Laboratório Especial de Toxinologia Aplicada, responsável pela pesquisa. "Se (os agrotóxicos) não matam, causam anomalias. Nenhum peixe testado se manteve saudável." A pesquisa foi originalmente encomendada pelo Ministério da Saúde à Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Em gesto considerado corriqueiro entre institutos de pesquisa, a Fiocruz pediu ao Instituto Butantã que realizasse o estudo, uma vez que tinha mais expertise nesse tipo de trabalho.

No Butantã fica a Plataforma Zebrafish - que usa a metodologia considerada de referência mundial para testar toxinas presentes na água, com os peixes-zebra (Danio rerio). Eles são 70% similares geneticamente aos seres humanos, têm um ciclo de vida curto (fácil de acompanhar todos os estágios) e são transparentes (é possível ver o que acontece em todo o organismo do animal em tempo real). O laboratório pertence ao Centro de Toxinas, Resposta-Imune e Sinalização Celular (CeTICS), apoiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp).

De acordo com o pedido do Ministério da Saúde, os cientistas testaram a toxicidade de dez pesticidas largamente utilizados no País. São eles: abamectina, acefato, alfacipermetrina, bendiocarb, carbofurano, diazinon, etofenprox, glifosato, malathion e piripoxifem. As substâncias são genéricas, usadas em diversas formulações comerciais.
Continua depois da publicidade

Os pesquisadores testaram diferentes concentrações dos pesticidas, desde as doses mínimas indicadas até concentrações equivalentes a 1/30 dessas dosagens. As concentrações dos pesticidas foram diluídas na água de aquários contendo ovas fertilizadas de peixes-zebra. Em seguida, em intervalos de 24, 48, 72 e 96 horas, os embriões foram analisados no microscópio para avaliar se a exposição havia causado deformidades e também se tinha inviabilizado o desenvolvimento.

Testes

Cada substância, em cada uma das dosagens determinadas, foi testada em três aquários diferentes, cada um com 20 embriões - uma forma de triplicar resultados, garantindo acurácia. "Acompanhamos o desenvolvimento dos embriões, verificando se apresentavam alterações morfológicas, se estavam desenvolvendo a coluna vertebral, os olhos, a boca, se o coração continuava batendo", explicou. "E, após o nascimento, também o nado dos peixinhos."

Três dos dez pesticidas analisados (glifosato, melathion e piriproxifem) causaram a morte de todos os embriões de peixes em apenas 24 horas de exposição, independentemente da concentração do produto utilizada. Esse espectro foi da dosagem mínima indicada, 0,66mg/ml, até 0,022mg/ml, que teoricamente deveria ter se mostrado inofensiva.

O glifosato é, de longe, o defensivo mais usado na agricultura brasileira: representa um terço dos produtos utilizados.

Também é considerado muito perigoso. A substância é relacionada, em outros estudos, à mortandade de abelhas em todo o mundo. É apontada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como potencialmente cancerígena para mamíferos e seres humanos. O uso do glifosato é proibido na Áustria e será banido na França até 2022.

Os outros sete pesticidas analisados (abamectina, acefato, alfacipermetrina, bendiocarb, carbofurano, diazinon, etofenprox) causaram mortes de peixes em maior ou menor porcentagem, em todas as concentrações testadas. E mesmo entre os que sobreviveram "muitos apresentavam padrão de nado alterado que decorre da malformação das nadadeiras ou que podem sinalizar problemas neuromotores decorrentes da exposição ao veneno".

Indícios

Os resultados obtidos nos peixes, segundo os cientistas, são um forte indício da toxicidade dos produtos ao meio ambiente. Eles também apontam que pode haver danos aos seres humanos. "Nunca poderemos dizer que será igual (ao que foi observado nos peixes)", afirmou a pesquisadora. "Mas, como geneticamente somos 70% iguais a esses animais, é muito alta a probabilidade de que a exposição aos agrotóxicos nos cause problemas."

De qualquer forma, sustenta a pesquisadora, o estudo é um importante alerta. "Essas substâncias podem causar sérios problemas aos trabalhadores que as manipulam e ao ecossistema como um todo", disse. "Conforme o agrotóxico é borrifado nas verduras e nas frutas, ele cai no solo, na água, contamina todos os animais que estão ali e também o homem que se alimenta desses animais e desses vegetais. É uma cadeia."

Responsável pelo Atlas Geografia dos Agrotóxicos no Brasil, Larissa Mies Bombardi, do Departamento de Geografia da Universidade de São Paulo (USP), concorda com a colega. Para ela, os peixes funcionam como sentinelas, apontando um problema maior. "É o mesmo caso das abelhas, dos polinizadores", afirmou. "Os sentinelas revelam que algo maior está acontecendo, algo que vai além daquela espécie."

Pesquisador de Saúde Pública da Fiocruz, Luis Claudio Meirelles ocupou, por mais de uma década, a gerência geral de toxicologia da Anvisa. Segundo ele, a situação atual do País no que afirma respeito ao uso dos defensivos agrícolas é preocupante. "Somos campeões no uso de agrotóxicos no mundo e dispomos de uma estrutura de controle e vigilância muito aquém dos volumes utilizados e dos impactos provocados", afirma.

"Além disso, os investimentos em pesquisa são muito baixos e, nos últimos tempos, tivemos uma liberação absurda de produtos, além de uma nova normatização para classificação e rotulagem de agrotóxicos. Socialmente, o País está perdendo. Estamos no caminho contrário do resto do mundo", diz Meirelles.

3 perguntas para Leonardo Fernandes Fraceto, professor da Unesp de Sorocaba

Continua depois da publicidade

1. O que aconteceria se o uso dessas dez substâncias testadas pelo Instituto Butantã fosse proibido?

Não é possível banir esses dez produtos. A minha visão é que não há como produzir alimentos para suprir o que o mundo precisa sem usar moléculas e formas de controle de pragas. A questão é a toxicidade relacionada à concentração usada e o tempo de exposição.

2. A concentração e o tempo de exposição não são levados em conta?

Teoricamente, se as indicações de uso forem seguidas, não deveria haver problemas. Mas a questão é que está trazendo problemas. Temos resíduos, contaminação da água, uso maior do que o devido, enfim...

3. E qual seria a solução?
Acho que o grande erro da agricultura hoje é querer solução única, uma bala de prata. Não vejo como resolver esse problema com uma única solução. Tem de haver uma combinação de estratégias. Porque existem muitas estratégias: controle biológico de pragas, moléculas sintéticas, pesticidas de origem natural, óleos essenciais, formas de manejo de culturas, formas de monitoramento de plantações para checar os níveis de infestação. É preciso fazer associações, ter opções mais inteligentes do que pulverizar uma única substância em concentrações maiores que as recomendadas. Ou vamos continuar a ter problemas.
Ministério e Anvisa afirmam não ter visto dados

O Ministério da Saúde confirmou que "encomendou a pesquisa à Fiocruz no fim de 2017", mas destacou que não recebeu o estudo. "No que cabe ao tema dos agrotóxicos, o levantamento teve início em 2019 e, por isso, a pasta ainda não tem como compartilhar nem comentar os resultados."

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou que também não recebeu a pesquisa e, por isso, não seria possível "avaliar suas conclusões ou o peso das evidências".

A agência esclareceu, no entanto, que acompanha todos os dados novos sobre produtos agrotóxicos e as novas evidências científicas são avaliadas. "Os produtos agrotóxicos são submetidos a um processo de reavaliação que consiste na revisão dos parâmetros de segurança à luz de novos dados e conhecimentos", informou.

O órgão federal lembrou que esse procedimento é necessário porque, diferentemente do que acontece com outros produtos, o registro dos defensivos agrícolas não tem tempo de validade. A Anvisa informou ainda que, dos dez produtos citados, o carbofurano foi reavaliado em 2017 e está proibido. Disse ainda que o glifosato está em processo de reavaliação.

Para lembrar

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) liberou este ano 290 agrotóxicos. Pelo ritmo das liberações, a tendência é de que seja batido o recorde de 2018, quando o governo de Michel Temer autorizou a comercialização de 450 substâncias. A maioria não é propriamente de novos produtos, mas sim de novas formulações para substâncias anteriormente liberadas, diz a Anvisa.

Embora aprovadas pelas regras brasileiras e consideradas seguras quando manuseadas corretamente e nas doses indicadas, muitas são proibidas nos EUA e na Europa. Mês passado, a Anvisa também fez reclassificação e mudou a rotulagem. Segundo a agência, essa decisão visa a seguir um padrão internacional. Porém, como alertaram cientistas, a nova classificação reduz significativamente o número de defensivos categorizados como "extremamente tóxicos". 

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Bolsonaro vai inaugurar Usina Solar Flutuante da Chesf em Sobradinho, nesta segunda (5)


O Palácio do Planalto confirmou a nova vinda do presidente Jair Bolsonaro à Bahia nesta segunda-feira (05), desta vez para inaugurar a primeira etapa da Usina Solar Fotovoltaica Flutuante da Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf), no reservatório de Sobradinho.

A iniciativa é apontada pela Chesf como o maior projeto no País de pesquisa e desenvolvimento de tecnologia flutuante em reservatório de hidrelétrica. A plataforma flutuante tem 7,3 mil módulos de placas solares, área total de 10 mil metros quadrados e capacidade de gerar 1 megawatt-pico (MWp). A usina terá capacidade de abastecer 20 mil casas populares. Outros 4 MWp deverão ser instalados em 2019. O investimento total da Chesf é R$ 56 milhões.

News Bahia

Cronograma de liberação do FGTS será divulgado nesta segunda-feira


A Caixa Econômica Federal anuncia amanhã (5) o cronograma de liberação do saque imediato de parcela de até R$ 500 por conta ativa ou conta inativa do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). Conforme a Medida Provisória nº 889, as liberações ocorrerão de setembro deste ano a março de 2020.

A projeção do Ministério da Economia é alcançar 96 milhões de trabalhadores e injetar R$ 30 bilhões na economia – R$ 28 bilhões em 2019 e R$ 12 bilhões em 2020.

A indústria e o comércio têm expectativa de aquecimento econômico com a liberação desses recursos. Segundo o economista Marcelo Azevedo, da Confederação Nacional da Indústria (CNI), “é uma medida de curto prazo que é fundamental para a retomada da economia. Se as medidas de longo prazo [como as reformas da Previdência Social e tributária] vão ajudar a sustentar [o crescimento], medidas como liberação de recursos têm potencial de, no curto prazo, uma injeção necessária para o primeiro arranque na economia”, defende.

Consumo

A liberação do FGTS pode estimular o consumo e reduzir o estoque de artigos já produzidos pela indústria, movimento importante para preparar a retomada do ciclo econômico mais positivo. A CNI, no entanto, ainda não tem uma estimativa desse eventual efeito.

Com dinheiro extra na mão, o trabalhador poderá ir às compras ou acertar o pagamento de dívidas. Segundo o Ministério da Economia, 23 milhões de pessoas poderão quitar suas dívidas com o saque imediato do FGTS.

“Mesmo que as famílias priorizem os pagamentos de dívidas. Isso também acaba ajudando o consumo”, assinala Marianne Hanson, economista da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). Segundo ela, o pagamento de dívidas diminui o comprometimento da renda das famílias e retiram da inadimplência quem tem contas em atraso.

Projeção da CNC indica que com a liberação do FGTS pelo menos R$ 7,4 bilhões poderão migrar para o comércio varejista com a compra de bens duráveis e não duráveis. O efeito poderá ser potencializado, pois durante o período de liberação ocorrerá o pagamento do 13º salário. Hanson tem expectativa de que o crescimento do consumo abra mais vagas temporárias no comércio e aumente a renda das famílias onde há desempregados.

O consumo das famílias é responsável por R$ 6 de cada R$ 10 da demanda agregada que estimula o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), indicador que mede o fluxo de novos bens e serviços finais produzidos. No último ano, o PIB do comércio apresentou crescimento de 2,3%; e a indústria aumento de 0,6%. O PIB 2018 de toda a economia cresceu 1,1%.

Saque aniversário e construção civil

Além do saque imediato, a MP 889 traz a modalidade do saque aniversário que prevê, a partir de 2020, a possibilidade de o trabalhador retirar, anualmente, um percentual de seu saldo no FGTS. A expectativa do Ministério da Economia é de que o saque aniversário dê aos trabalhadores acesso a R$ 12 bilhões.

A liberação dos saques depende, no entanto, da adesão individual do trabalhador. As duas modalidades de saque criadas pela MP somam R$ 42 bilhões para serem liberados em 16 meses (quatro de 2019 e doze de 2020).

Para o presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), José Carlos Martins, a liberação dos saques deve ser efetiva para o aquecimento da economia, por meio do consumo.

Ele, no entanto, demonstra preocupação com a manutenção da capacidade de financiamento do FGTS para o setor de construção civil. “Aquecendo a economia e não havendo perda já é muito bom. O que a gente precisa ver é como isso vai ser acontecer para que, ao longo do tempo, não tenha buraco de falta de recurso ou alguma coisa desse tipo”, escreveu em nota à Agência Brasil.

Martins sublinha que o anúncio da manutenção do financiamento de obras de habitação e infraestrutura por meio do FGTS deixou o setor otimista. “A veemência com que o presidente, ministros, secretários e presidentes de bancos estatais garantem que não haverá efeitos na construção nos tranquiliza em relação aos contratos que nós temos assinados e que têm desembolsos futuros”.

De acordo com o Ministério da Economia, as contas dos trabalhadores no FGTS somam R$ 419 bilhões.

Por Agência Brasil

Ataques a tiros nos EUA deixam 29 mortos e 42 feridos, parte deles em estado grave

Ataque a tiros em Dayton, Ohio, é o segundo com mortos e feridos no final de semana — Foto: AP/John Minchillo

Um segundo ataque na madrugada deste domingo (4) elevou para 29 o número de mortos em assassinatos em massa neste fim de semana nos Estados Unidos. O criminoso, que foi morto pela polícia, matou 9 pessoas na cidade de Dayton, Ohio. Na tarde de sábado (3), outro atirador fez 20 vítimas em El Paso, no Texas. Ele foi preso pela polícia.

Os ataques deixaram, ainda, 42 feridos, parte deles em estado grave.

As motivações ainda são investigadas. No primeiro caso, em El Paso, o assassino é um homem de 21 anos e teria postado um manifesto racista horas antes do ataque. Não há detalhes sobre o atirador de Dayton, que teria agido sozinho.

Ainda não se sabe também quem são as vítimas. No caso do Texas, elas têm entre 2 e 82 anos e há 3 mexicanos entre os mortos. Não há informações sobre brasileiros em nenhum dos ataques.

Na manhã deste domingo, o presidente Donald Trump lamentou as mortes e elogiou a atuação da polícia nos dois casos. "Deus abençoe o povo de El Paso, Texas. Deus abençoe o povo de Dayton, Ohio", escreveu em uma rede social.

Em pronunciamento no Vaticano, o papa Francisco condenou os ataques a "pessoas indefesas" e manifestou apoio às vítimas e familiares dos ataques no Texas, em Ohio e na Califórnia, onde, na semana passada, três pessoas foram mortas num festival gastronômico.

Tiros em Dayton

O ataque no estado de Ohio ocorreu pouco depois da 1h da manhã (2h em Brasília) perto de um bar na East Fifht Street, na região central da cidade. O criminoso utilizava uma arma de calibre .223, utilizado pelo exército americano, além de recarregadores e equipamentos de proteção.

A polícia confirmou no Twitter que estava nas proximidades do ataque e conseguiu agir rapidamente para conter e matar o suspeito. De acordo com a prefeita de Dayton, Nan Whaley, a polícia levou cerca de 1 minuto para conter o criminoso.

Segundo o "The New York Times", 16 pessoas foram levadas para o hospital Miami Valley, mas não foi dada nenhuma informação sobre o estado de saúde e a situação das vítimas.

O ataque ocorreu do lado de fora de um bar chamado Ned Peppers. Em seu perfil no Instagram, o estabelecimento postou uma mensagem em que afirmava que os funcionários do bar estavam seguros.

Uma testemunha disse à BBC que estava próximo ao local, em um show de rap que foi evacuado. "Saímos todos com rapidez e segurança", disse Jae Williams. "Ficamos todos chocados".

Tiros no Texas

No sábado (3), um ataque em um supermercado dentro de um centro comercial na cidade de El Paso, Texas, deixou 20 pessoas mortas e 26 feridas. Um homem foi detido.

As vítimas feridas têm, de acordo com a "ABC News", entre 2 e 82 anos de idade. Não há, até o momento, informações sobre as identidades dos que morreram.

O presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, afirmou que entre os mortos há 3 mexicanos. O ministro de Relações Exteriores do país informou que outros 6 mexicanos ficaram feridos no ataque.

As autoridades consulares do Brasil nos EUA estão em contato com a polícia texana, mas não há, até o momento, nenhuma informação de brasileiros entre as vítimas em El Paso. Do mesmo modo, não foi recebida nenhuma consulta de familiares no Brasil sobre o caso.

Por G1
Atirador mata nove pessoas em Dayton, Ohio
Jornal GloboNews
00:00/01:36



Blog de Assis Ramalho parabeniza os aniversariantes amigos do Facebook deste domingo, 04 de agosto; veja lista


Mudam de idade hoje (Domingo 04 de agosto de 2019) e queremos aqui dedicar este dia especial a   Inaiara Sá,  Tereza Cristina Carvalho, Nikaelly Sampaio Santana, Nathan Willians , Socorro Fernandes, Veinho Conceicao , Sherle Belém, Tauane Camily, Ellyelson Torres, Gustavo Marques e Wiliane Agripino

Veja abaixo fotos de aniversariantes de hoje que compõe o Grupo dos 5 mil amigos de Facebook do Blog de Assis Ramalho

Petrolândia: Edy Ferreira e Pagode Pra Recordar são atrações deste domingo no Maria Fumaça, que faz seu FDS cada vez melhor


Os cantores Edy Ferreira (13h00) e Pagode Pra Recordar (17h00) são as atração deste domingo (04/08) no Bar e Restaurante Maria Fumaça, localizado na Orla Fluvial de Petrolândia.

Excelente cardápio e boa música na Orla de Petrolândia, você desfruta no cada vez melhor Maria Fumaça, organização de Pedrinho e família.

Contato: 87 3851-0376
Acompanhe no Instagram @mariafumaca.oficial

Blog de Assis Ramalho
Com informações do Maria Fumaça

Velha Petrolândia em fatos & fotos - momentos de recordações neste domingo 04 de agosto de 2019

Neste domingo, 04 de agosto de 2019, o Blog de Assis Ramalho vai no fundo do baú e mostra fatos e fotos registrados na velha Petrolândia/velha Barreiras, hoje submersas nas águas do rio São Francisco.

Veja abaixo fotos que ficaram marcadas para sempre na memória e nos corações dos petrolandenses.

Confira manchetes dos principais jornais do país neste domingo 04 de agosto de 2019

Neste domingo 04 de agosto de julho de 2019, o Blog de Assis Ramalho publica as manchetes dos principais jornais do país; confira abaixo

Capitão da seleção brasileira, Daniel Alves será homenageado com título de Cidadão Petrolinense


Maior conquistador de títulos na história do futebol, o capitão da seleção brasileira Daniel Alves está prestes a ganhar mais um: o Título de Cidadão Petrolinense. O projeto de Decreto Legislativo partiu do vereador Zenildo do Alto do Cocar.

De acordo com informações repassadas a este Blog, o atleta – que é natural de Juazeiro (BA) – deverá doar camisas autografadas de todos os clubes que ele já jogou (incluindo a própria seleção) para o Hospital Dom Tomás de Petrolina.

Via Blog do Carlos Brito