sexta-feira, 23 de agosto de 2019

Panelaço ocorre em várias cidades durante pronunciamento de Bolsonaro


Durante o pronunciamento de quatro minutos e 40 segundos em rede nacional de rádio e TV na noite desta sexta-feira (23/8), o presidente Jair Bolsonaro teve que lidar pela primeira vez com o bater de panelas de manifestantes. Os chamados panelaços se tornaram comuns durante o fim do governo Dilma Rousseff e também em pronunciamentos do ex-presidente Michel Temer.

O panelaço ocorreu em várias cidades do país, sendo que em alguns casos era seguido de vaias. No Distrito Federal, foram registrados protestos ao menos na Asa Norte e em Águas Claras. As publicações marcadas com as hashtages #panelaço chegaram a mais de 40 mil postagens no Twitter — às 20h53, era o tema mais comentado na rede social em todo o país. Confira algumas das postagens

Desde cedo as redes sociais já se manifestavam convocando o movimento. Artistas e políticos fizeram postagens chamando as pessoas para participar do panelaço. O cantor Marcelo D2 e os deputados federais Jandira Feghali (PCdoB-RJ) e Marcelo Freixo (PSol-RJ) estavam entre os que se pronunciaram.

Em oito meses de governo, este é o quarto pronunciamento em rede nacional de Bolsonaro. Porém, o primeiro com manifestações de descontentamento com as medidas do governante.
Manifestações a favor da Amazônia
A indignação em relação às queimadas na Amazônia não foi demonstrada somente nas redes sociais. Durante a tarde, diversos locais do Brasil e do mundo registraram protestos em favor da preservação do meio ambiente.

Em Brasília, o movimento reuniu centenas de pessoas na Rodoviária do Plano Piloto que seguiram até o Ministério do Meio Ambiente gritando palavras de ordem contra o presidente e titular da pasta, Ricardo Salles. A manifestação foi convocada por cerca de 20 organizações, coletivos e movimentos, entre eles o Conselho Indígena do DF e Comitê Estudantil pelo Meio Ambiente da Universidade de Brasília (Cema/UnB).
Pelo menos em 11 cidades brasileiras foram convocados atos. Foram registradas ainda manifestações em Londres, Barcelona, Amsterdã, Genebra, Dublin, Buenos Aires. Em São Paulo, os manifestantes se reuniram em frente ao Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand (Masp) e seguiram para a superintendência do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) na cidade. No Rio de Janeiro a concentração foi na Cinelândia, no centro da cidade.

Medidas foram anunciadas

Nesta sexta-feira (23/8), o governo já havia assinado um decreto de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) que autoriza o reforço das Forças Armadas em terras indígenas e em unidades de conservação ambiental na região de Roraima. Os militares poderão agir na região a partir deste sábado (24/8) até 24 de setembro.

De acordo com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), foram quase 2.500 novos incêndios em 48 horas no Brasil. A principal causa apontada é o desmatamento.

Apesar de anunciar as medidas para tentar conter o fogo, Bolsonaro insiste na tese de que os incêndios na região são normais para esta época do ano.

Por Correio Braziliense

Bolsonaro promete 'tolerância zero' com crime ambiental em fala na TV sobre Amazônia; Confira a íntegra do pronunciamento


O presidente Jair Bolsonaro prometeu nesta sexta-feira (23), em pronunciamento em rede nacional de rádio e TV, "tolerância zero" com crimes ambientais.

O pronunciamento foi motivado pelas queimadas na Amazônia, que ganharam repercussão internacional, com protestos e manifestações de líderes mundiais.

Bolsonaro também ofereceu ajuda aos governos estaduais da Amazônia Legal que solicitarem o emprego das Forças Armadas para conter as queimadas e disse que o govenro "vai atuar fortemente" para controlar incêndios na Amazônia.

"Somos um governo de tolerância zero com a criminalidade, e na área ambiental não será diferente. Por essa razão, oferecemos ajuda a todos os estados da Amazônia Legal. Com relação àqueles que a aceitarem, autorizarei operação de Garantia da Lei e da Ordem, uma verdadeira GLO ambiental", declarou.

Segundo o presidente, "o emprego de pessoal e equipamentos das Forças Armadas, auxiliares e outras agências permitirão não apenas combater as atividades ilegais como também conter o avanço de queimadas na região".

Bolsonaro disse que a proteção da Amazônia não depende somente de ações de fiscalização, mas que é necessário "dinamismo econômico" para proporcionar oportunidades de desenvolvimento à população da região.

O presidente atribuiu às condições climáticas a ocorrência de queimadas.

"Estamos numa estação tradicionalmente quente, seca e de ventos fortes em que todos os anos, infelizmente, ocorrem queimadas na região amazônica. Nos anos mais chuvosos, as queimadas são menos intensas. Em anos mais quentes, como neste, 2019, elas ocorrem com maior frequência", afirmou.

Ele também disse que incêndios na Amazônia não justificam eventuais sanções de outros países.

"Incêndios florestais existem em todo o mundo e isso não pode servir de pretexto para possíveis sanções internacionais. O Brasil continuará sendo, como foi até hoje, um país amigo de todos e responsável pela proteção de sua floresta amazônica", afirmou.

Íntegra

Leia a íntegra do pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro na TV:

Boa noite.

Dirijo-me a todos para tratar da nossa Amazônia, que nas últimas semanas tem atraído crescente atenção do Brasil e do Mundo. Floresta Amazônia é parte essencial da nossa história, do nosso território e de tudo que nos faz sentir ser brasileiros.

Nossas riquezas são incalculáveis, tanto em matéria de biodiversidade quanto de recursos naturais.

Devido à minha formação militar e a minha trajetória como homem público, tenho profundo amor e respeito pela Amazônia. A proteção da floresta é nosso dever. Estamos cientes disso e atuando para combater o desmatamento ilegal e quaisquer outras atividades criminosas que coloquem nossa Amazônia em risco.

É preciso lembrar que naquela região vivem mais de 20 milhões de brasileiros que há anos aguardam dinamismo econômico proporcional às riquezas ali existentes.

Para proteger a Amazônia não bastam operações de fiscalização, comando e controle. É preciso dar oportunidade a toda essa população para que se desenvolva junto com o restante do país. É nesse sentido que trabalham todos os órgãos do governo.

Somos um governo de tolerância zero com a criminalidade e na área ambiental não será diferente.

Por essa razão, oferecemos ajuda a todos os estados da Amazônia Legal. Com relação àqueles que a aceitarem, autorizarei operação de Garantia da Lei e da Ordem, uma verdadeira GLO ambiental.

O emprego de pessoal e equipamentos das Forças Armadas, auxiliares e outras agências permitirão não apenas combater as atividades ilegais como também conter o avanço de queimadas na região.

Estamos numa estação tradicionalmente quente, seca e de ventos fortes em que todos os anos, infelizmente, ocorrem queimadas na região Amazônica.

Nos anos mais chuvosos, as queimadas são menos intensas, em anos mais quentes, como neste, 2019, elas ocorrem com maior frequência.

De todo modo, mesmo que as queimadas deste ano não estejam fora da média dos últimos 15 anos, não estamos satisfeitos com o que estamos assistindo.

Vamos atuar fortemente para controlar os incêndios na Amazônia. É preciso, por outro, lado ter serenidade ao tratar dessa matéria. Espalhar dados e mensagens infundadas dentro ou fora do Brasil não contribui para resolver o problema. E se prestam apenas ao uso político e à desinformação.

O Brasil é exemplo de sustentabilidade, conserva mais de 60% de sua vegetação nativa, possui uma lei ambiental moderna e um código florestal que deveria servir de modelo para o mundo.

Temos uma matriz energética limpa, renovável e com ela estamos dando importante contribuição ao planeta. Diversos países desenvolvidos, por outro lado, ainda não conseguiram avançar com seus compromissos no âmbito do acordo de Paris.

Seguimos como sempre abertos ao diálogo, com base no respeito, na verdade e cientes da nossa soberania.

Outros países se solidarizaram com o Brasil, ofereceram meios para combater as queimadas, bem como se prontificaram levar a posição brasileira junto ao G7.

Incêndios florestais existem em todo o mundo e isso não pode servir de pretexto para possíveis sanções internacionais. O Brasil continuará sendo, como foi até hoje, um país amigo de todos e responsável pela proteção de sua floresta amazônica.

Boa noite

Petrolândia: Lions Clube e Secretaria de Saúde promovem grande ação de saúde com participação acima do esperado '' foi muito bom'' diz presidente do Lions, Júnior Biu

  
Com o objetivo de prevenir e alertar as pessoas quanto a cuidados com a saúde, o Lions Clube de Petrolândia, em parceria com a Secretaria de Saúde do município, promoveram nesta sexta-feira (23), em frente ao Centro Comercial Abel Henrique de Souza (Mercado Público), o 'Ponto da Saúde', juntos na luta contra o diabetes.

A diabetes e a acuidade visual são programas permanentes do Lions Clube Internacional e tem uma atenção especial, pois os portadores de diabetes do tipo 1 e 2, correm o risco de perder a visão, além de muitas pessoas terem dificuldades de aprendizagem ocasionadas por problemas relacionados a visão.

A programação, aberta ao público em geral, mas direcionada principalmente para os feirantes e frequentadores da feira-livre da cidade de Petrolândia, ofereceu aferição de pressão arterial, avaliação médicas teste rápido de sífilis e HIV. Também promoveu vacinas contra: sarampo, tétano, hepatite e HPV.

De acordo com Júnior Biu, presidente do Lions Clube de Petrolândia, a participação do publico superou todas as expectativas .''Tivemos que providenciar mais material por que o volume que trouxemos não foi o suficiente, a demanda foi maior e isso foi muito bom. Todos nós estamos muitos felizes por essa ação em prol da saúde do povo de Petrolândia, e também da região'' frisou.

Ver abaixo mais fotos do evento

Chuva de honestidade: Cantor Flávio Leandro vai à Justiça contra ataques virtuais


Reprodução Facebook Flávio Leandro

Após ataques virtuais, o cantor, compositor e poeta Flávio Leandro decidiu buscar justiça. No início da noite desta sexta-feira (23), o forrozeiro postou em rede social imagem feita em Delegacia da Polícia de Pernambuco, onde esteve para denunciar um youtuber que, segundo ele, "de modo leviano e covarde, questiona, em seu canal do YouTube, a autoria da minha música CHUVA DE HONESTIDADE, como se minha não fosse". O cantor antecipa que possíveis indenizações serão repassadas ao Instituto de Apoio à Criança com Câncer (IACC), situado em Barbalha, no interior do Ceará. 

O compositor reafirma sua autoria e diz que pedirá reparação os ataques recentes dirigidos contra sua  honra e reputação. "Preferiram a calúnia, a difamação e a injúria ao debate sadio e civilizado em meus canais de comunicação", justifica o Flávio Leandro. Veja a declaração de Flávio Leandro abaixo, na íntegra.

Às pessoas que preferiram a calúnia, a difamação e a injúria ao debate sadio e civilizado em meus canais de comunicação, informo que recorri às autoridades competentes para que sejam reparados os ataques recentes dirigidos contra a minha honra e reputação. Registro, também, que denunciei o sujeito que de modo leviano e covarde questiona, em seu canal do YouTube, a autoria da minha música CHUVA DE HONESTIDADE, como se minha não fosse. Essa música foi composta por mim no ano de 2013, e está devidamente registrada na UBC e no ECAD - através de Contrato de Edição com a empresa Forró Iluminado Produções LTDA - cujos dados de registro são de consulta pública. A minha honra foi construída com muito suor e seriedade. Confio no trabalho da Polícia e da Justiça para que se contenha a delinquência virtual. Eventuais indenizações oriundas destes casos serão doadas ao Instituto de Apoio à Criança com Câncer (IACC), localizada na cidade de Barbalha (CE).
#somosforró



Redação do Blog de Assis Ramalho

Petrolândia: Dr Alexandre Torres ( Endocrinologista) Dr. Alyson Quirino (Cirurgião Dentista) e Dra. Tallita Novaes [Clínica Geral) atendem na Mais Saúde neste sábado (24/08); agende sua consulta!




A Clínica Mais Saúde, localizada na Av Auspício Valgueiro de Barros, em frente a Escola Delmiro Gouveia, informa que: Dr. Alexandre Torres (Endocrinologista, Clínico Geral e Ultrassom)
Dra. Talita Novaes (Clínica Geral) e Dr. Alyson Quirino (Cirurgião Dentista)
vão atender neste sábado (24/08/2019).

Agende sua consulta pelo cel: 87 9.9659-3298 - tel. 87 - .3851-0533

Veja abaixo empresas e demais profissionais que também formaram parceria com o convênio System Saúde

Confira abaixo as vantagens do convênio System Saúde; adquira já o seu!

Internautas planejam panelaço durante o pronunciamento de Bolsonaro na noite desta sexta (23)


Usuários do Twitter estão planejando realizar um panelaço durante o pronunciamento previsto do presidente Jair Bolsonaro, nesta sexta-feira (23/8), para falar sobre os incêndios que consomem a Amazônia nos últimos dias. A hashtag #panelaço já figura entre os assuntos mais comentados na rede social. O Palácio do Planalto, no entanto, ainda não confirmou oficialmente o pronunciamento.

Essa forma de protesto com panelas foi muito utilizada em 2015 e 2016, durante os pronunciamentos da ex-presidente Dilma Rousseff, e também durante transmissões de programas do Partido do Trabalhadores (PT) em rede nacional.

Pressão
As queimadas na região amazônica provocaram o aumento da pressão internacional sob o Brasil. Bolsonaro chegou a declarar, sem apresentar provas, que ONGs seriam as responsáveis pelos incêndios.

Na quinta-feira (22/8), Bolsonaro atacou a sugestão do presidente da França, Emmanuel Macron, de discutir os incêndios na Amazônia em reunião com o G7, dizendo que Macron teria uma “mentalidade colonialista descabida no século XXI”. Irlanda e França estudam votar contra o tratado de livre-comércio entre a União Europeia e o Mercosul alegando que Bolsonaro não toma medidas e compromissos em defesa do meio ambiente.

Por Correio Brasiliense

Comitê elabora relatório que mostra a situação da obra da Transposição do Rio São Francisco


Foto: MDR/divulgação

O Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF) elaborou relatório sobre o Projeto de Integração do Rio São Francisco com Bacias Hidrográficas do Nordeste Setentrional (PISF), que aponta falhas tanto no projeto como nas obras de transposição. O documento apresenta possíveis dificuldades na distribuição da água e erros na execução das obras que, mesmo após 12 anos de seu início, ainda não foram concluídas.
Alguns trechos da transposição já apresentaram problemas como, por exemplo, no Eixo Norte, na Zona Rural de Salgueiro, sertão de Pernambuco. Por lá, o canal não foi construído e a água ainda passa por um caminho de terra. Também em Salgueiro, o paredão do reservatório de Negreiros se rompeu em 2018 por causa de um vazamento, e tirou 35 famílias de casa, às pressas. Estes contratempos são apresentados no relatório do CBHSF. O estudo destaca também os trechos que ainda não foram concluídos, apesar de já terem ultrapassado o prazo previsto para entrega das obras.

Para elaborar o relatório, o CBHSF contratou o engenheiro hídrico Pedro Antônio Molinas, que trabalhou com acompanhamento de integrantes do Comitê, analisando a evolução histórica e as operações propostas pela transposição da Bacia do Rio São Francisco. O especialista esclarece que, de forma sucinta, pode-se dizer que o relatório chega a três principais conclusões.

“A primeira conclusão a que chegamos refere-se às dimensões do projeto. O PISF foi concebido para poder aduzir vazões muito superiores às que escoarão normalmente por seus canais. A segunda diz respeito à capacidade dos estados receptores de usufruírem do projeto, pois o PISF foi idealizado para ser operado e gerido seguindo uma rígida lógica de gestão dos recursos hídricos, onde a prática de tarifas pelo uso dos mesmos deve refletir os custos reais da disponibilidade hídrica”, afirma Pedro Molinas.

O relatório diz que o projeto foi superdimensionado, feito para receber volumes de água muito superiores dos que devem escoar nos canais. O documento afirma que seria necessária a conjunção de cheia excepcional na bacia do São Francisco e de fortes chuvas nas bacias receptoras para que a estrutura recebesse grandes montantes de água, sem ocorrerem prejuízos. Dos quatro estados que devem ser beneficiados pela transposição, apenas o Ceará estaria preparado para receber e gerenciar a distribuição de água.

“A terceira conclusão é que o projeto é hoje uma obra inacabada tanto da perspectiva física como da perspectiva institucional”, finaliza Pedro Molinas.

A recomendação do Comitê é de que o projeto seja revisto e que apresente propostas viáveis não somente para a efetividade da distribuição de água, através dos canais da transposição, mas, principalmente, para que a revitalização de toda a bacia hidrográfica e seus afluentes seja eficiente.

O que é o PISF

O Projeto de Integração do Rio São Francisco com Bacias Hidrográficas do Nordeste Setentrional (PISF) é um projeto de infraestrutura hídrica que capta água no Rio São Francisco aduzindo-a para bacias hidrográficas do nordeste setentrional nos estados do Ceará, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte. Seu principal objetivo é garantir segurança hídrica, através da integração de bacias hidrográficas a uma região que sofre com a escassez e a irregularidade das chuvas: a região semiárida do Nordeste. O empreendimento está organizado em dois eixos principais de transferência de água: Eixo Norte (Trechos I e II) e Eixo Leste (Trecho V) e ramais associados. A expectativa é levar água para mais de 12 milhões de pessoas.

Fonte: CBHSF

Morre o ator Kito Junqueira; ele sofreu um infarto, segundo amigo


Kito Junqueira morreu aos 71 anos em Curitiba, no Paraná, na quinta-fera (22). A informação foi divulgada pelo produtor Ricardo Peixoto, amigo do ator. QUEM confirmou que a morte aconteceu em decorrência de um infarto fulminante.

"Que falta que este sorriso moleque vai fazer. Descanse em paz grande Kito Junqueira. Meu carinho e sentimento para o grande amor de sua vida, sua esposa e parceira para todos os momentos", afirma a nota. Kito era casado com Maria Santos Pizano.

Atualmente, Kito pode ser visto na reprise da novela Por Amor (1997), atualmente exibida no Vale a pena ver de novo, da TV Globo. Na trama de Manoel Carlos, ele interpretou o mau caráter Olavo, cúmplice da vilã Branca (Susana Vieira).

Ao longo de sua trajetória profissional ele também passou por emissoras como Band, Record e a extinta TV Manchete. Entre os trabalhos mais recentes, estão a série A Lei e o Crime (Record, 2009) e Chamas da Vida(Record, 2008).

Kito preparava-se para vir a São Paulo na próxima semana, quando iniciaria o ensaio da peça À Flor da Pele, de Consuelo de Castro. Ele atuaria ao lado de Nattalia Rodrigues no espetáculo.

Por G1

Paulo Afonso (BA): Confira a programação completa da Copa Vela com 28 atrações na Prainha e Avenida Apolônio Sales


De 6 a 8 de setembro a Avenida Apolônio Sales recebe a Copa Vela 2019, que completa 30 anos. O evento, que reúne bandas nacionais, traz também os artistas locais, que estarão embalando a multidão durante os três dias de festa.

Com as apresentações, a Prefeitura destaca o celeiro musical do município dando visibilidade à prata da casa. “Os artistas locais representam as nossas raízes e mostram para o público a qualidade musical que temos no município”, ressalta o secretário de Cultura e Esportes, Jânio Soares. Os artistas se apresentam no trio e no palco 2.

Durante o festival, que conta com competições náuticas no Balneário Prainha durante o dia, mais de 20 artistas da cidade se apresentam. Com uma pegada nostálgica, alguns deles vão relembrar os grandes sucessos da música que embalaram as Copas Velas de anos atrás. “É uma enorme satisfação fazer parte desta festa que comemora 30 anos e que leva nosso nome para o mundo. Estou preparando um repertório especial, para que juntos possamos comemorar e celebrar”, elenca o cantor Duda Rodrigues. A programação na Avenida Apolônio Sales tem início às 19h.

Confira a programação da Copa Vela 2019:


Sexta – 06/09


Prainha

Moisés Nato
Balandauê
Leva City

Avenida Apolônio Sales
Verão Viola
Zé Ivan
Buiú
Léo Santana
Paulinha Levada
Xand Avião

Sábado – 07/09

Prainha
Pagodão das Antigas
Jimmy Man
Ruan Lennon

Avenida Apolônio Sales

Jailson Baiano
Thecentis
Natyblue
Capital Inicial
Jorjão Lima
Sine Calmon
Márcio Duka

Domingo – 08/09

Prainha
Brown de Castro
Helber Wogan
Péricles Santana

Avenida Apolônio Sales
Duda Rodrigues
Eternos Amigos
Marreta é Massa
Saulo Fernandes
Marreta You Planeta
Jonas Esticado

Por PA4.COM.BR

País gera 43,8 mil empregos formais em julho - é o quarto mês consecutivo com saldo positivo


Pelo quarto mês consecutivo, houve geração de emprego formal no país, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados hoje (23), pelo Ministério da Economia. Em julho, foi registrada a abertura de 43.820 vagas de trabalho com carteira assinada, crescimento de 0,11% em relação ao estoque de junho.

O indicador mede a diferença entre contratações e demissões. O saldo positivo em julho deste ano foi resultado de 1.331.189 admissões contra 1.287.369 desligamentos. Em julho de 2018, o resultado foi melhor: com saldo positivo de 47.319.

Nos sete meses do ano, foram criados 461.411 postos de trabalho (9.600.447 admissões e 9.139.036 desligamentos). Na comparação com o mesmo período de 2018, houve crescimento de 2,93%. O resultado de janeiro a julho deste ano é o melhor para o período desde 2014 (632.224).

Dos oito setores econômicos, sete contrataram mais do que demitiram em julho. O saldo ficou positivo na construção civil (18.721), serviços ( 8.948), indústria de transformação (5.391), comércio (4.887), agropecuária (4.645), extrativa mineral (1.049) e serviços industriais de utilidade pública (494). Apenas administração pública descreveu saldo negativo (315).
Resultados regionais

Segundo o ministério, todas as regiões do Brasil tiveram crescimento no mercado formal de trabalho em julho. O maior saldo foi na Região Sudeste, com 23.851 vagas de emprego com carteira assinada, crescimento de 0,12%. Em seguida, vêm Centro-Oeste (9.940 postos, 0,30%); Norte (7.091 postos, 0,39%); Nordeste (2.582 postos, 0,04%) e Sul (356 postos, 0,00%).

Das 27 unidades da federação, 20 terminaram julho com saldo positivo no emprego. A maior parte das vagas foi aberta em São Paulo, onde foram criados 20.204 postos de trabalho; Minas Gerais, com 10.609 novas vagas, e Mato Grosso, que teve saldo positivo de 4.169 postos.
Reforma Trabalhista

Do saldo total de julho, 6.286 vagas foram resultado da reforma trabalhista, número equivalente a 14,34% do total. A maior parte destes empregos veio na modalidade intermitente (quando o empregado recebe por horas de trabalho), que teve saldo de 5.546 postos, principalmente em ocupações como alimentador de linha de produção, servente de obras e faxineiro. Na categoria de trabalho em regime de tempo parcial, foram 740 vagas, em ocupações como faxineiro, auxiliar de escritório e operador de caixa.

Em julho de 2019, houve 18.984 desligamentos mediante acordo entre empregador e empregado, envolvendo 13.918 estabelecimentos, em um universo de 12.592 empresas. Um total de 45 empregados realizou mais de um desligamento mediante acordo com o empregador.

Por Agência Brasil

IF Sertão-PE anuncia mudanças para o Processo Seletivo 2020


Campus Petrolina do IF Sertão-PE — Foto: Acervo IF Sertão-PE

O Instituto Federal do Sertão Pernambucano (IF Sertão-PE) anunciou nesta sexta-feira (23) mudanças no sistema de seleção de estudantes para os cursos técnicos da instituição. A partir de 2020, o Processo Seletivo (PS) não será mais realizado através de provas, mas sim por meio de análise do histórico escolar. Além disso, o certame será totalmente gratuito. Segundo a instituição, o PS unificará também a seleção para cursos da modalidade Educação de Jovens e Adultos (Proeja).

Com as mudanças, os candidatos interessados em concorrer a uma vaga deverão cadastrar o histórico escolar no sistema online, no momento da inscrição. No caso de quem se inscrever para os cursos do Ensino Médio Integrado ao Técnico, deverá anexar o histórico escolar do 6º ao 8º ano do Ensino Fundamental, inserindo notas das disciplinas de Português, Matemática, História e Geografia.

Quem concorrer a uma vaga nos cursos Técnicos Subsequentes, deverá apresentar as notas das disciplinas de Português e Matemática, relativas ao 1º e 2º anos no Ensino Médio, ou ainda a nota no Exame Nacional de Ensino Médio. Para o Proeja, as notas necessárias serão as de Português e Matemática do Ensino Fundamental.

Na nota sobre a mudança, o IF Sertão-PE lembrou que o método de seleção por meio da análise do histórico escolar já é utilizado por outras instituições, como o Instituto Federal da Paraíba. A previsão é que o edital do Processo Seletivo 2020, com as informações detalhadas do novo método de seleção, seja divulgado no mês de setembro.

Por G1 Petrolina

Petrolândia: CMDM e Coordenadoria da Mulher realizam III Conferência Municipal de Políticas para Mulheres





A III Conferência Municipal de Políticas para Mulheres aconteceu na última terça-feira (20), na Escola Estadual Delmiro Gouveia. Entre os principais temas tratados durante o evento: enfrentamento à violência contra a mulher, representatividade, participação política, empreendedorismo feminino, empoderamento e resistência para enfrentar os retrocessos estiveram permeando as palestras e as salas de discussões.

Para a coordenadora municipal da mulher, Anna Tereza, que também é presidente do Conselho, a III Conferência Municipal de Políticas Públicas para a Mulher foi um momento importante de discussão e fortalecimento do público feminino frente às adversidades que as políticas para as mulheres vêm sofrendo no cenário atual. Segundo ela, a intolerância e a falta de empatia no país acabam afetando diretamente a forma como essas mulheres vão se comportar em meio à sociedade.

Já a prefeita Jane Souza, que também esteve contribuindo com o espaço de discussão, destacou que a participação das mulheres petrolandenses na Conferência foi de extrema importância para o reconhecimento da grandiosidade do evento. “Tivemos apresentações culturais, rodas de conversas e palestras envolvendo temas pertinentes que também serviram para orientar as presentes sobre os seus direitos. Além disso, ressalto a grande participação das mulheres petrolandenses que entenderam a importância do evento, ao passo que parabenizo o Conselho Municipal dos Direitos da Mulher (CMDM) e a Coordenadoria Municipal da Mulher pelo belíssimo trabalho realizado”, afirmou a prefeita.

Assessoria de Comunicação
Prefeitura de Petrolândia

Pesquisa exclusiva: O que o brasileiro pensa sobre o governo Bolsonaro - Dados apontam que boa parte ainda confia no presidente, mas desaprova sua conduta polêmica


Com quase oito meses de governo, que parecem muito mais pela intensidade e quantidade de polêmicas, o presidente inspira sentimentos ambíguos na população. Há um Jair Bolsonaro apoiado pela maioria, que ostenta índices positivos de avaliação, a ponto de se colocar em condições de sonhar com a reeleição, e que consegue alimentar no eleitor uma expectativa de desfecho positivo para sua administração, a despeito de problemas graves que persistem no país, como o desemprego. Mas uma parte de Bolsonaro é reprovada com força pelos brasileiros — até entre os que o apoiam. Curiosamente, é a porção polêmica da personalidade do capitão, a mesma que o ajudou a chegar ao poder como o único capaz de “peitar” o PT e o establishment político.

Funcionou na campanha, mas não repete o sucesso agora. As pessoas não estão satisfeitas com o estilo Bolsonaro de governar, com sua insistência em impor algumas pautas controversas como a flexibilização da posse e do porte de armas e, principalmente, com as declarações bizarras em série que se habituou a disparar no Palácio do Planalto.

Essas facetas de Bolsonaro aparecem com clareza em um levantamento encomendado por VEJA ao Instituto FSB Pesquisa sobre a avaliação da gestão, dos principais pontos de sua agenda e do desempenho do presidente. Feito por telefone com 2 mil pessoas em todo o país entre os dias 16 e 18 deste mês, o levantamento mostra que Bolsonaro continua bem na foto junto ao eleitorado.

Na pesquisa, 37% o apontaram como a liderança que serve de referência no avanço do Brasil ao responder à pergunta “quem está fazendo mais pelo país hoje?”. A avaliação do governo é positiva para 30%, e 45% acreditam que Bolsonaro encerrará bem o mandato. “Temos apenas oito meses de governo. As pessoas ainda não estão julgando resultados, mas as expectativas”, diz o analista político Alon Feuerwerker, coordenador da pesquisa.

Por outro lado, o levantamento revela que, mesmo neste começo, 48% dos brasileiros desaprovam a forma como Bolsonaro governa — contra 44% que lhe conferem respaldo. E outros 68% acreditam que as falas do presidente prejudicam em algum grau o andamento do governo — para 49%, elas atrapalham muito.

Nenhum eleitor de Bolsonaro pode dizer que se surpreendeu com a saraivada de declarações desastradas que o presidente vem distribuindo nas últimas semanas sobre temas variados. Afinal, o ex-deputado do baixo clero ficou famoso justamente por, entre outras frases polêmicas, chamar o torturador da ditadura Brilhante Ustra de “herói nacional”. Havia, porém, a esperança de que, uma vez no cargo, ele reduzisse o tom. Não é o que vem acontecendo.

Ainda sem mostrar consciência do tamanho da cadeira presidencial, Bolsonaro dispara os impropérios que lhe vêm à cabeça, da defesa extremada do filho Eduardo para embaixador nos Estados Unidos à afirmação, sem provas, de que ONGs e governadores promovem queimadas na Amazônia para prejudicá-lo. Nesta semana, ele divulgou um vídeo de caça às baleias para desdenhar da preocupação ambiental da Noruega, que suspendeu o repasse de dinheiro para um fundo de preservação da Floresta Amazônica — as filmagens, porém, ocorreram na Dinamarca.

Paradoxo

Como se vê na pesquisa, o comportamento irrefreável do mandatário, repleto de ofensas, fake news e temas já superados na cena política brasileira, vem chamuscando sua imagem. Ao mesmo tempo, o levantamento revela que a maioria ainda confia em sua liderança e capacidade de fazer uma boa gestão. O que explica esse paradoxo? Por ora, o pouco tempo de duração do governo e o rescaldo dos antagonismos da campanha de 2018.

Por Revista Veja

Morre David Koch, bilionário com uma fortuna estimada em US$ 42,2 bilhões de dólares


O bilionário americano David Koch , que, junto com seu irmão Charles, ajudou a financiar o movimento conservador americano que fortaleceu a ala de ultradireita do Partido Republicano , morreu nesta sexta-feira, aos 79 anos.

"É com tristeza que eu anunciou o falecimento de meu irmão David",Charles Koch escreveu em um comunicado. "Há 27 anos, David foi diagnosticado com câncer avançado na próstata e recebeu um prognóstico ruim. Ele gostava de dizer que um combinado de excelentes médicos, medicações de primeira linha e sua próprio insistência preveniram o avanço do câncer."

O empresário era uma das pessoas mais ricas do mundo, com uma fortuna estimada em US$ 42,2 bilhões de dólares, além de ser dono de 42% das Indústrias Koch. Em uma disputa familiar, David e Charles compraram a participação de seus outros dois irmãos na empresa fundada por seu pai, transformando a companhia de refino e exploração de petróleo e de atividade pecuária em uma das maiores empresas do mundo.

Charles ainda comanda a empresa, mas David dedicava boa parte do tempo à agenda política, chegando a concorrer como vice-presidente dos EUA pelo Partido Libertário, em 1980, com uma plataforma fortemente oposta à intervenção do Estado na economia.

Seu dinheiro foi um grande fomentador do movimento libertário que ajudou na ascensão do Tea Party — algo que os irmãos rejeitam —, no fortalecimento da ala de extrema direita no Partido Republicano e na eleição de Donald Trump em 2016. Os grupos financiados pelo bilionário americano influenciaram até mesmo o pensamento de organizações conservadoras brasileiras, como o Movimento Brasil Livre (MBL) e o Instituto Mises. Membros do MBL chegaram a participar de seminários e atividades realizadas pelo Students For Liberty, instituição que recebe doações da família Koch.

Há anos, os irmãos enfrentam acusações de terem utilizado a causa conservadora para promoção de seus próprios interesses, mas insistem e, que aderiram a uma crença tradicional na liberdade do indivíduo e no livre comércio, nos mercados livres e em liberdade em relação ao que chamavam de “intrusões” do governo, como impostos, regulamentações comerciais, programas de assistência social e leis que criminalizam a homossexualidade e o uso de drogas.

Desde os anos 1970, os irmãos Koch já gastaram ao menos US$ 100 milhões — valor que, segundo algumas estimativas, pode ser bem maior — para catapultar o então pequeno movimento conservador radical americano. Eles foram pioneiros nas táticas de uso de "dark money", mascarando a fonte de doações políticas e interesses por trás de movimentos aparentemente espontâneos. Suas contribuições ajudaram a mover os EUA para a direita, influenciando o resultado de eleições, acabando com limites para doações de campanha e promovendo candidatos, regras e centros de estudo conservadores.

Apesar de rejeitarem terem feito parte do impulsionamento do Tea Party, os irmãos reconheceram seu papel na fundação e no financiamento do Americans for Prosperity, que especialistas afirmam ter fornecido apoio logístico para o movimento de extrema direita e para outras organizações que promovem apoio a causas conservadoras. Causas como corte tributários, combate à imigração irregular, regras ambientais e trabalhistas mais frouxas, o apoio à indústria bélica e o questionamento das mudanças climáticas estão entre as causas defendidas por empresas financiadas pelos irmãos.

Morador de Nova York, Koch tornou-se um benfeitor das artes, apoiando companhias de balé e de ópera. Ele havia se afastado das Indústrias Koch por motivos de saúde no ano passado.

Por O Globo

CNBB NE 2 promoverá debates sobre implantação de usina nuclear em Itacuruba e Floresta, no Sertão de PE


A Comissão Regional Pastoral para a Ação Sociotransformadora da CNBB NE 2 promoverá, entre os dias 5 e 7 de novembro, uma série de debates, na cidade de Floresta (PE), para discutir sobre o plano de implantação de uma usina de energia nuclear, em Itacuruba (PE). A data e a proposta da programação foram definidas nesta quarta-feira (21), durante reunião dos membros do Conselho Episcopal de Pastoral (CEP) e do grupo de Coordenadores Diocesanos de Pastoral (CDP) da CNBB NE 2, no Recife.

O evento deve reunir representantes de movimentos e pastorais sociais, da academia e autoridades civis, além de membros da CNBB NE 3, que abrange Bahia e Sergipe, e do Estado de Minas Gerais. As localidades fazem parte da região da Bacia do Rio São Francisco e, portanto, poderão ser diretamente afetadas caso a instalação da usina de energia nuclear se concretize.

“Esse encontro será fruto de uma audiência que o arcebispo de Olinda e Recife, dom Fernando Saburido, promoveu em junho e reuniu professores, pastoralistas e deputados estaduais e federais. Vamos, em Floresta, dar a nossa contribuição para fazer crescer a unidade em defesa da vida e do desenvolvimento humanos com critérios cristãos e humanitários”, afirmou, dom Limacêdo Antônio da Silva, bispo auxiliar de Olinda e Recife e referencial para Comissão Regional Pastoral para a Ação Sociotransformadora.

A criação da fonte atômica de energia foi sinalizada no Plano Nacional de Energia 2050, elaborado pelo Ministério de Minas e Energia (MME). Além de Itacuruba, outras oito localidades no Nordeste e Sudeste do país estão sendo estudadas para abrigar usinas.

De acordo com informações da Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Energético do Ministério de Minas e Energia e divulgadas pela imprensa, a Eletronuclear já concluiu estudos que indicam Itacuruba como a área ideal para a construção do empreendimento com seis reatores e que custaria R$ 30 bilhões.

Apesar da intenção do Governo Federal, a legislação estadual proíbe a instalação de uma usina atômica em Pernambuco. De acordo com o Artigo 216 da Constituição Estadual, está proibida a instalação de usinas nucleares no Estado enquanto não se esgotarem toda a capacidade de produzir energia hidrelétrica e de outras fontes.

Fonte: CNBB NE 2

Esposa e irmão de ex-prefeito Anilton Bastos entregam cargos de secretários da Prefeitura de Paulo Afonso


Na manhã desta sexta-feira (23), dois secretários da Prefeitura de Paulo Afonso, deixaram os cargos comissionados à disposição do prefeito Luiz de Deus (PSD). A informação foi divulgada pela emissora de rádio RBN.

Ana Clara (Desenvolvimento Social) e Wilson Pereira (Infraestrutura), respectivamente esposa e o irmão do ex-prefeito Anilton Bastos (Podemos).

Sobre a entrega dos cargos, a Assessoria de Comunicação ainda não enviou comunicado oficial e nem se o prefeito deverá se pronunciar sobre o caso.

Durante essa semana, familiares e pessoas indicadas pelos vereadores Bero do Jardim Bahia e Marconi Daniel foram demitidas por Luiz de Deus que justificou que teriam que provar do amargo do desemprego.

Os dois parlamentares são os mais próximos de Anilton e na última segunda-feira eles votaram contra o projeto do executivo autorizando o empréstimo de R$ 80 milhões junto à Caixa Econômica Federal.

A qualquer momento, novas informações.

Por PA4.COM.BR

Cebola é comercializada com leve alta de preço no Ceasa de Cabrobó, PE

Via Blog do Didi Galvão

Petrolândia: Maria Fumaça divulga agenda musical do FDS; confira programação!


O Bar e Restaurante Maria Fumaça, fazendo cada vez melhor na avenida da Orla Fluvial de Petrolândia, divulgou a agenda de apresentações musicais deste final de semana.

Confira

Sexta-feira (23/08):Rahmon Lima (21h00)

Sábado (24/08): Jhenifer Mello (21h00)

Domingo (25/08): Edy Ferreira (13h00) e Keven Vip (17h00)

Maria Fumaça, o point da culinária regional e programação musical na Orla Fluvial de Petrolândia. Contato: 87 3851-0376 Acompanhe no Instagram @mariafumaca.oficial

Blog de Assis Ramalho
Com informações do Maria Fumaça

Petrolândia: Dr João convida para a 5ª Missa do Vaqueiro no Projeto Icó-Mandantes que vai acontecer neste domingo (25/08); veja programação

Divulgação/Assessoria

Alepe e TRE levam o Curso Eleições Municipais 2020 para o Sertão do Araripe

Na sequência, a capacitação acontece em Garanhuns 

A terceira edição do Curso Eleições Municipais 2020 | Novas Regras chega ao município de Ouricuri, na próxima quinta-feira feira (29). A ação que já ocorreu nas Regiões do São Francisco e do Agreste Central é resultado da parceria entre a Assembleia Legislativa (Alepe), Tribunal Regional Eleitora (TRE/PE) e a União dos Vereadores de Pernambuco (UVP).

Revisar as principais alterações das regras eleitorais aplicáveis às eleições de 2020 é o principal objetivo. Prestação de Contas, Extinção de Coligações e Propaganda Eleitoral, estão entre os temas que mais provocam dúvidas nos pré-candidatos. Quem quiser participar pode se inscrever pelo telefone (81) 3183.2469 ou pelo e-mail escola_legislativo@alepe.pe.gov.br.

De acordo com o superintendente da Escola do Legislativo José Humberto Cavalcanti, o curso irá percorrer por todas as Regiões de Desenvolvimento do Estado. “Queremos orientar da melhor forma os cidadãos sobre a reforma eleitoral de 2017 que trouxe várias mudanças que afetarão diretamente os candidatos aos cargos de prefeito e vereador, em 2020. Em grande medida, o exercício da cidadania está diretamente relacionado ao grau de conhecimento que os políticos e eleitores venham a ter com a legislação eleitoral do seu país”, ressaltou José Humberto.

Este encontro beneficiará os dez municípios do Sertão do Araripe: Araripina, Bodocó, Exu, Granito, Ibubi, Moreilândia, Ouricuri, Santa Cruz, Santa Filomena e Trindade. As palestras ficarão a cargo do chefe de Seção de Auditoria de Contas Eleitorais Partidárias do TRE/PE - Marcos Andrade e do chefe do Cartório Eleitoral do TRE/PE em Ouricuri - James Lopes.

Por Assessoria de Comunicação

Petrolândia: Blog de Assis Ramalho parabeniza os aniversariantes amigos do Facebook desta sexta-feira, 23 agosto; veja lista


Mudam de idade hoje (Sexta-feira 23 de agosto de 2019) e queremos aqui dedicar este dia especial a  Jéssica Fernanda, Juliana da Silva Vitorino, Magno Martins , Tania Gomes, Lilia Maria, Duda Santtos, Rita de Cassia , Wildemberg Oliveira, Mayara Lins , Jessica Alves e Ana Ramalho 

Veja abaixo fotos de aniversariantes de hoje que compõe o Grupo dos 5 mil amigos de Facebook do Blog de Assis Ramalho

Petrolândia: Congresso Diocesano Jovem acontece neste sábado e domingo na Escola 06 de Março; inscrições estão abertas - confira programação

 

A cidade de Petrolândia vai ser sede, neste sábado e domingo, 24 e 25/08/2019,  do Congresso Diocesano Jovem, realizado pelo Congresso Diocesano de Jovens RCC Diocese de Floresta.

“Jovem, coragem, levanta-te! Ele Te Ama ” é o tema do Congresso, que contará com momentos de louvor, pregação e oração. O encerramento é no domingo (25) com a Santa Missa.

Jovens de Petrolândia não pagarão inscrição, caso não queiram sair para se alimentar em casa, haverá venda de ficha para alimentação no local do congresso. 

Congresso Diocesano de Jovens - RCC Diocese de Floresta

Confira programação

Sábado (24)

07:00h – Acolhida das caravanas/café/inscrições

08:30h – Terço/momento Mariano

09:00h – Animação/louvor/oração

09:30h – 1ª) Pregação: Jovem, és amado

10:30h – Intervalo

10:50h – Animação/oração

11:10h – 2ª) Pregação: Jovem, vem buscar tuas vestes novas

12:20h – Almoço

13:50h – Workshop: Vocação

14:50h – Intervalo

15:10h – Workshop: Afetividade e Sexualidade

16:20h – Workshop: Atualidade

17:20h – Avisos

17:30h – Banho

18:30h – Janta

19:30h – Lazer no Espírito/Show

21:00h – Adoração

22:00h – Recolhimento

Domingo (25)

07:00h – Café

07:30h – Terço/momento Mariano

08:00h – Animação/louvor/oração

08:20h – 3ª) Pregação: Jovem, és templo do Espírito Santo

09:30h – Intervalo

09:50h – 4ª) Pregação: Apóstolos e Guardiões da Identidade

10:50h – Intervalo

11:00h – Santa Missa

12:30h - Encerramento



Redação do Blog de Assis Ramalho

Confira manchetes dos principais jornais do país nesta sexta-feira 23 de agosto de 2019














Nesta sexta-feira 23 de agosto de julho de 2019, o Blog de Assis Ramalho publica as manchetes dos principais jornais do país; confira abaixo

'' O Globo'' Pressionado, Sergio Moro não tomará iniciativa de sair do governo ''deve aguentar calado''


O ministro da Justiça, Sergio Moro , deve aguentar calado derrotas e desautorizações públicas a que vem sendo submetido pelo presidente Jair Bolsonaro . O chefe do Executivo terá que assumir o desgaste de demitir o ministro mais popular da Esplanada se quiser ver Moro fora do governo e, claro, explicar os motivos da demissão. Quem diz isso são pessoas que convivem com o ministro.

Na quinta-feira, mesmo depois das declarações de Bolsonaro sobre a possibilidade de trocar o diretor-geral da Polícia Federal (PF), Maurício Valeixo, Moro manteve a agenda sem qualquer alteração. Participou de duas solenidades e várias reuniões com auxiliares e com parlamentares. Reservado, o ministro não explicitou críticas ou queixas.

Por Jornal O Globo

Petrolândia: Clínica Geral Dra. Tallita Novaes atende na Mais Saúde nesta sexta (23/08); agende sua consulta!


A Clínica Mais Saúde, localizada na Av Auspício Valgueiro de Barros, em frente a Escola Delmiro Gouveia, informa que, Dra. Tallita Novaes [Clínica Geral, inclusive crianças] vai atender nesta sexta-feira (23/08/2019).

Agende sua consulta pelo cel: 87 9.9659-3298 - tel. 87 - .3851-0533

Confira outros especialistas médicos que também atenderão na sexta (23/08)

Drª Pryscilla Quirino (Fonoaudióloga) e Dr Alyson Quirino (Cirurgião Dentista).

Atendem no sábado (24/08/2019)

Dr. Alexandre Torres (Endocrinologista, Clínico Geral e Ultrassom)
Dra. Talita Novaes (Clínica Geral)
Dr. Alyson Quirino (Cirurgião Dentista)

Veja abaixo empresas e demais profissionais que também formaram parceria com o convênio System Saúde

Bolsonaro ataca a imprensa e diz que jornal 'vai fechar'


O presidente Jair Bolsonaro voltou a criticar a imprensa nesta quinta-feira, 22, e afirmou que o jornal Valor Econômico "vai fechar". O motivo, segundo o presidente, é o fim da obrigatoriedade de empresas de capital aberto publicarem seus balanços em jornais, previsto em medida provisória editada pelo seu governo no início do mês.

O comentário do presidente foi feito durante café da manhã com representantes da Associação Catarinense de Emissoras de Rádio e Televisão (ACAERT), no Palácio do Planalto. "Sabe o que eu posso fazer? Chamo o presidente da Petrobrás aqui e digo: 'Vem cá, (Roberto) Castello Branco. Você vai mostrar seu balancete este ano no jornal O Globo'", disse o presidente, acrescentando que, mesmo que custasse R$ 10 milhões, poderia determinar.

"Posso fazer ou não? Vinte páginas de jornais para isso (publicação de balanços). E o jornal Valor Econômico, que é da Globo, vai fechar. Não devia falar? Não devia falar, mas qual é o problema? Será que eu vou ser um presidente politicamente correto? Uai. É isso daí aqui no Brasil", afirmou Bolsonaro durante o encontro.

A MP permite a empresas com ações em bolsa a publicação de seus balanços no site da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) ou no Diário Oficial gratuitamente. Ao anunciar a medida, no dia 6 de agosto, Bolsonaro afirmou que era uma "retribuição" ao tratamento que recebeu da imprensa. Uma lei sancionada pelo próprio presidente em abril previa que os balanços fossem publicados de forma resumida nos jornais a partir de 2022.

"Há uma briga com a mídia tradicional, com a grande mídia, na questão de deturpar (informações)", disse o presidente no encontro.

Mais cedo, Bolsonaro falou sobra a MP durante conversa com jornalistas. "Tirei de vocês (jornalistas) R$ 1,2 bilhão com publicação de balancetes. Não é maldade. É bondade e Justiça com os empresários, que não aguentam pagar isso para publicar páginas e páginas que ninguém lê. Então, publica no site oficial, CVM, a custo zero", disse.

O presidente afirmou ainda que "a imprensa" está acabando como acabou a profissão de datilógrafo. "Já estamos ajudando assim a não ter desmatamento, porque papel vem de árvore. Estamos em uma nova era. Assim como acabou no passado o datilógrafo, a imprensa está acabando também. Não é só por questão de poder aquisitivo do povo que não está bom. É porque não se acha a verdade ali."

Por: AE

Petrolândia: III Conferência Municipal de Políticas para as Mulheres é realizada na Escola Delmiro Gouveia

 



Aconteceu na terça-feira (20) a III Conferência Municipal de Políticas para Mulheres na Escola Estadual Delmiro Gouveia. Representatividade, enfrentamento à violência contra a mulher, participação política, empoderamento, empreendedorismo feminino, resistência para enfrentar os retrocessos foram alguns dos muitos temas que permearam as palestras e salas divididas por eixos.
Ana Tereza, presidenta do conselho e coordenadoria da mulher falou sobre a importância do evento:

“A 3 CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE POLÍTICAS PÚBLICAS PARA A MULHER, serviu não apenas para apontar o caminho a ser trilhado nos próximos anos no nosso município, mas também serve de base para indicação dos delegados para a Conferência Estadual e por conseguinte a Nacional, se houver. Um momento delicado o nosso país passa, vai além da crise econômica e política. Um período onde está em xeque a tolerância das mais diversas formas, sejam elas, religiosas, de gênero, raça, como também do papel da mulher na nossa sociedade! O machismo tem dado sinais claros quanto a isso! Precisamos combatê-lo, porém sem perdemos o prumo e nem muito menos a nossa voz. Discutimos isso, o nosso fortalecimento perante o governo municipal, Estadual e Nacional! Precisamos cada vez mais de momentos como este, em pensar o país e o mundo para todos! A nossa sensibilidade é um dos diferenciais para a construção de um Brasil melhor para todos!”

Questionada sobre os pontos positivos e negativos do evento:

“Pontos Positivos: Nem todos os municípios conseguiram realizar suas conferências, estamos na nossa 3ª; Sabemos que haverá a Estadual, o Governador garantiu isso, porém não há ainda sinalização por parte do Governo Federal em realizar a Nacional, o que seria mais um retrocesso nas políticas públicas. Participação efetiva de algumas mulheres da área rural, dos mais diversos segmentos. A escolha das Palestrantes, que conhecem as realidades da nossa região, uma professora e a outra índia; O local da reunião foi excelente, fácil acesso, amplo; Participação de vários jovens;
Pontos negativos: Poderia haver uma maior participação das mulheres do município, principalmente da zona urbana, muitas e muitas vezes há o questionamento do que poderia ser feito e em momentos como esses, específicos, simplesmente não se fazem presentes para opinar na construção de projetos, programas, sugestões para o Município, Estado ou País; A participação de algumas pessoas apenas no início. Na hora de apresentar as propostas na plenária, acho que só tinha a metade das(os) participantes.”

Destacou.

Fabiane Kelly, sindicalista, conselheira e delegada na conferência declarou:
“Em tempos de fascismo onde o governo ditador extingue conselhos, não quer a realização de conferência, persegue as mulheres, Petrolândia-PE reativa Conselho Municipal de Direito da Mulher, realiza a III Conferência Municipal de Políticas para Mulheres, com a participação de 180 mulheres, entre elas representantes do espaço rural, urbano, assentamento. Destaque para a participação da juventude que debateram nos eixos e foram para plenária apresentar as propostas como: Patrulhamento Maria da Penha, com apoio da Guarda Municipal; Reuniões do Conselho descentralizadas, para que estudantes e pra quem mora no espaço rural possam participar.
Tudo isso só é possível com investimento/ orçamento.
As Mulheres solicitaram na conferência Municipal de Assistência Social e hoje a abertura do CREAS Municipal porque no que se refere às violações de direitos estamos descobertas.
Diferente de outras conferências as pessoas estão percebendo a importância de ocupar lugares de fala e decisões, tivemos uma renovação, não apenas em participação, como em falas riquíssimas que prometem um futuro promissor.”


Maria Helena, delegada na conferência, funcionária pública e sindicalista, destacou:

“A III Conferência Municipal de Políticas para as mulheres de Petrolândia foi diferenciada das anteriores pelo quantitativo de mulheres representantes de vários segmentos, como também a participação em massa das jovens, que é nosso o futuro, pelo interesse em contribuir e lutar por uma democracia de igualdade de direitos entre homens e mulheres.”

Para a etapa estadual foram eleitas, representando sociedade civil, delegadas as professoras Raiane Sales e Adriana Gomes de Araújo.

Por Daniel Filho
Blog Gota D’Água