sexta-feira, 12 de junho de 2020

Jatobá: Há mais de uma semana sem casos positivos de covid-19, secretaria de saúde anuncia 02 curas clínicas


A informação foi divulgada pela Secretaria Municipal de Saúde, por meio de boletim. O município não registra casos positivos há mais de 07 dias, isso se deve ao esforço da gestão que juntamente com a Secretaria Municipal de Saúde e Vigilância Sanitária não tem medido esforços a fim de conter o avanço do novo coronavírus.

O Governo Municipal tem investido em capacitações, novos leitos foram instalados e equipados no Hospital Municipal, Barreiras Sanitárias funcionando diariamente, aquisição de Epi´s, Distribuição de Cestas Básicas e Kits de Higiene, Contratação de Pessoal, Aquisição de Testes Rápidos, Guarda Municipal dando apoio na Casa Lotérica, Feira Livre e nas Barreiras Sanitárias, Instalação de Tendas e Disciplinadores na Casa Lotérica, Instalação de Pias na Casa Lotérica e Mercado Público, Distribuição de Máscaras na Feira Livre e Sanitização de pr´dios públicos e locais com concentração de pessoas.

A Vigilância Sanitária por sua vez vem acompanhando e monitorando cada caso suspeito, sendo assim, todos os esforços que a gestão tem feito com o apoio da população jatobaense tem rendido frutos positivos, visto que 80% da população tem tido consciência e tem se mantido em quarentena.

Com informações da Secretaria Municipal de Saúde/Vigilância Sanitária

Veja o que pode e o que não pode funcionar em Pernambuco a partir de segunda-feira (15)

 Centro comercial de Petrolândia - Fotos: Assis Ramalho/BlogAR


Na próxima segunda-feira (15), 100 dos 185 municípios de Pernambuco entrarão na quarta fase do Plano de Convivência das Atividades Econômicas, que estavam paralisadas por conta da pandemia do novo coronavírus. Nesta etapa, poderão funcionar lojas de varejo com até 200 m²; serviços de venda, locação e vistoria de veículos com 50% dos funcionários; salões de beleza e serviços de estética e treinos de futebol profissional. O plano da reabertura gradual da economia foi anunciado pelo governo no dia 1° de junho de 2020, 82 dias após a confirmação dos dois primeiros casos da covid-19.

Segundo o governo estadual, ficarão de fora da nova etapa 85 municípios do Agreste e das zonas da Mata Sul e Norte. Isso porque as cidades das regiões de Palmares, Goiana, Caruaru e Garanhuns não mostraram tendência de queda no número de novos casos e apresentaram aumento na demanda por leitos de terapia intensiva.

O que ainda não pode?

Serviços de venda, locação e vistoria de veículos com 50% dos funcionários;

Salões de beleza e serviços de estética. Para esses estabelecimentos, o governo determina o atendimento de apenas um cliente por vez, por agendamento, sem fila de espera e com higienização de um cliente e outro, além de obedecer ao distanciamento de, pelo menos, 1,5 metro entre clientes;

Treinos de futebol profissional.

O que pode?

Desde o início da pandemia, o governo classificou várias atividades como essenciais, como por exemplo, supermercados, padarias e postos de gasolina. Estes serviços não deixaram de funcionar, mas adotaram uma série de medidas, como o uso obrigatório de máscaras para cliente e funcionários e restrição de 50% da capacidade.

Já no dia 1° de junho, data considerada a primeira etapa do plano gradual, puderam reabrir as portas as lojas de materiais de construção e delivery de comércio não essencial, seguindo novos protocolos de atendimento. Além disso, puderam retomar as atividades, exclusivamente por delivery, as unidades de varejo de bairro e do Centro, assim como shoppings centers e o comércio atacadista.

Na última segunda-feira (8) houve a segunda etapa do cronograma. Além da reabertura do comércio atacadista, a construção civil pôde retornar às atividades com 50% do seu efetivo e em horário livre. Inicialmente, havia sido determinado o horário de funcionamento das 9h às 18h para este setor. Os shoppings centers também voltaram a receber clientes, mas através de drive thru nos estacionamentos. O cronograma para os shoppings foi adiantado em uma semana.

Dois dias depois, na quarta-feira (10), clínicas e consultórios médicos, odontológicos e veterinários, óticas, clínicas de fisioterapia e de psicologia foram autorizados a abrirem as portas, mas seguindo protocolos gerais e específicos.

Veja a lista com os 85 municípios

Região de Palmares - Água Preta, Amaraji, Barreiros, Belém de Maria, Catende, Cortês, Escada, Gameleira, Jaqueira, Joaquim Nabuco, Lagoa dos Gatos, Maraial, Palmares, Primavera, Quipapá, Ribeirão, Rio Formoso, São Benedito do Sul, São José da Coroa Grande, Sirinhaém, Tamandaré, Xexéu.

Região de Caruaru - Agrestina, Alagoinha, Altinho, Barra de Guabiraba, Belo Jardim , Bezerros, Bonito, Brejo da Madre de Deus, Cachoeirinha, Camocim de São Félix, Caruaru, Cupira, Frei Miguelinho, Gravatá, Ibirajuba, Jataúba, Jurema, Panelas, Pesqueira, Poção, Riacho das Almas, Sairé, Sanharó, Santa Cruz do Capibaribe, Santa Maria do Cambucá, São Bento do Una, São Caetano, São Joaquim do Monte, Tacaimbó, Taquaritinga do Norte, Toritama, Vertentes.

Região de Garanhuns - Águas Belas, Angelim, Bom Conselho, Brejão, Caetés, Calçados, Canhotinho, Capoeiras, Correntes, Garanhuns, Iati, Itaíba, Jucati, Jupi, Lagoa do Ouro, Lajedo, Palmerina, Paranatama, Saloá, São João, Terezinha.

Região de Goiana - Goiana, Aliança, Camutanga, Condado, Ferreiros, Itambé, Itaquitinga, Macaparana, São Vicente Ferrer, Timbaúba.
Próximas fases

As próximas fases de reabertura do comércio ainda não possuem data definida pelo governo. Seguem sem previsão de retorno:

Construção civil com 100% dos funcionários;

Feira e Polo de Confecção;

Shopping Center;

Eventos esportivos;

Comércio de veículos, serviços de aluguel e vistoria de veículos com 100% dos funcionários;

Serviço público;

Serviço de escritório;

Academias de ginástica e similares;

Serviços de alimentação;

Museus, cinemas e teatro.

Além do plano de reabertura econômica, haverá um plano de retomada específico para o setor educacional de Pernambuco. De acordo com o secretário estadual de Educação, Fred Amâncio, o plano deverá seguir os três eixos gerais do plano de atividades econômicas: distanciamento social, higiene, e monitoramento e comunicação. Entre as medidas que deverão ser tomadas nas faculdades e escolas está a demarcação de espaços no chão, uso de máscaras e distância mínima dos alunos. Por conta da pandemia, as escolas, faculdades e universidades estão fechadas desde o dia 18 de março.

Por Jornal do Commercio

Grupo invade hospital no Rio de Janeiro, chuta portas e derruba computadores


Um grupo formado por pelo menos seis pessoas provocou tumulto e confusão em um hospital do Rio de Janeiro na tarde desta sexta-feira (12). Contrariando as normas de boa convivência e respeito para com doentes em tratamento, eles invadiram alas restritas a médicos e pacientes, gritando, desferindo chutes nas portas e durrubando computadores.

Segundo testemunhas relataram ao jornal Extra, as pessoas seriam parentes de uma paciente que morreu por Covid-19 no Hospital Ronaldo Gazolla, referência no tratamento da doença no Rio de Janeiro. Aos gritos, eles alegavam que tinham o direito de verificar os leitos para ver se estavam mesmo ocupados. Ainda de acordo com os relatos, o grupo gritava "Mentira! mentira!".

Nesta quinta-feira (11), o presidente Jair Bolsonaro pediu aos seus seguidores nas redes sociais que filmem o interior de hospitais públicos e de campanha para averiguar se os leitos de emergência estão livres ou ocupados. Em live nas redes sociais, ele defendeu que, caso as imagens demonstrem alguma anormalidade, elas sejam enviadas ao governo federal, que o repassará para a Polícia Federal ou para a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) para que sejam investigadas.

As testemunhas contam também que uma enfermeira chegou ao ponto de forçar uma cadeira contra a porta para impedir que uma das pessoas entresse o quarto. A confusão só terminou depois que Guardas Municipais interviram e retiraram o grupo do local.

"Escutei gritos, achei que era algum paciente que estava com algum tipo de surto psiquiátrico. Foi quando uma mulher passou correndo no corredor e começou a chutar e gritar, chutando as portas dos pacientes que estavam na enfermaria" contou uma testemunha ao Extra, que, por questões de segurança, preferiu não se identificar.

"Eu não sei como conseguiram entrar. Nós temos seguranças no prédio. Não sei se algum deles estava armado e conseguiu intimidá-los... por vezes um homem chegava e falava: 'Não encosta em mim!', como se intimidasse as pessoas", relatou um profissional. "Foi desesperador. Todos gritavam para que eles não entrassem nos leitos. Estávamos numa situação em que só pensávamos que não tínhamos como escapar".

A entrada em unidades de saúde sem autorização não é permitida. O gesto, além de constranger os pacientes, coloca o visitante em risco de contaminação, sobretudo em meio à pandemia de coronavírus. As autoridades de saúde têm recomendado que as pessoas evitem unidades hospitalares para evitar o contágio.

Extra RJ

Violência e o idoso: Dia Mundial de Conscientização

Especialista discute sobre a conscientização de lutar contra esse tipo de violência

Há projeções que no ano de 2025 o Brasil será o sexto país do planeta com o maior número de idosos, segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS). Esses dados só reforçam a necessidade de darmos atenção especial cada vez maior a essa faixa etária. E um dos graves problemas que os idosos enfrentam são a violência e suas diversas faces.

A enfermeira e docente do curso de Enfermagem da Faculdade UNINASSAU Caruaru, Laryssa Grazielle, destaca que existem formas para a população tentar combater essa violência: “Temos o Disque 100, por exemplo, que deve ser repassado como meio importante de não perpetuar esse problema de saúde pública”.
E a enfermagem também atua diretamente nesse combate. “Desde a atenção primária de saúde até a alta complexidade. “Dispõe-se de um instrumento denominado “Ficha de Notificação Individual”. É notificação compulsória, que é registrada no sistema VIVA-SINAN do Ministério da Saúde”, explica.

E no próximo dia 15 de junho, é vivenciado em todo o mundo o Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa, instituída em 2006, pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pela Rede Internacional de Prevenção à Violência à Pessoa Idosa (INPES).

“O objetivo é sensibilizar a sociedade para o combate das diversas formas de violência cometidas contra a pessoa com idade igual ou superior a 60 anos. Todos podem fazer nossa parte!”, conclui Laryssa. 

Ascom Uninassau

Faculdade de Integração do Sertão abre inscrições para vestibular digital


Provas online serão de 8 de junho a 6 de julho; primeira matrícula para novos alunos é gratuita

A Faculdade de Integração do Sertão (FIS) abriu as inscrições para o vestibular 2020.2, que vem com uma novidade neste semestre: será totalmente digital, por conta da pandemia do novo coronavírus. As provas online serão de 8 de junho a 6 de julho, com o resultado saindo em até 24 horas. A matrícula já pode ser realizada logo em seguida ou até o dia 20 de julho.




Os interessados podem usar a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e ainda os benefícios do FIES e do Prouni. São mais de dez cursos de graduação, com professores qualificados e estrutura moderna. A primeira matrícula para novos alunos é gratuita.
“No cenário em que estamos, temos que facilitar ao máximo para quem quer se preparar para o futuro. Vamos disponibilizar o nosso vestibular 100% digital, mas com a mesma qualidade e os mesmos critérios de avaliação. Temos certeza de que tudo isso vai passar e que iremos receber muitos alunos motivados e com o objetivo de serem grandes profissionais. Estamos preparados para ajudar a construir esse novo futuro”, pontua Luis Melo, presidente da FIS

A Faculdade de Integração do Sertão possui nota máxima do MEC e aprendizado em tempo real para aperfeiçoar o rendimento dos alunos. Para conhecer os cursos, se inscrever no vestibular 2020.2 ou obter mais informações, basta acessar www.fis.edu.br.

Faculdade de Integração do Sertão – FIS, com limite territorial circunscrito ao município de Serra Talhada, no Estado de Pernambuco.

Da Redação do Blog de Assis Ramalho
Informação: Faculdade de Integração do Sertão (FIS)

Médicos repudiam fala de Bolsonaro que incentiva invasão de hospitais



A Associação Paulista de Medicina repudiou, em nota, a fala do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na live dessa quarta-feira (11/06), na qual ele voltou a levantar suspeitas sobre os números de mortes que têm sido divulgados pelos estados em decorrência da pandemia do coronavírus e encorajou a população a entrar nos hospitais e filmar os leitos.

“Hospitais são áreas de circulação restrita, com fluxo de pessoas orientado para garantir rapidez, eficiência, segurança e a privacidade dos pacientes assistidos. Todas as informações necessárias ao acompanhamento dos casos internados é sempre imediatamente disponível às autoridades de saúde”, assinala a nota da associação.

IR 2020: apenas 58% das declarações foram entregues em Petrolândia. Quem entrega antes, recebe restituição primeiro!


As declarações de Imposto de Renda já começaram a ser enviadas no dia 2 de março e, até o momento, 58% dos contribuintes de Petrolândia já informaram seus rendimentos e despesas ao Leão.

Isso indica que, de um total de 1,6 mil contribuintes, ainda existem 715 contribuintes que não declararam e devem fazê-lo até dia 30 de junho, quando encerra o prazo estipulado pela Receita Federal.

É importante lembrar que quem envia primeiro recebe a restituição logo nos primeiros lotes e, na cidade, são R$ 883 mil a serem restituídos, ao longo do ano.

Se olharmos para o estado de Pernambuco, o valor a ser restituído é ainda maior, batendo os R$ 682 milhões, o que representa, aproximadamente, R$ 2.916,88 por contribuinte.

General Ramos, sobre risco de golpe militar: ''Não estica a corda''

General disse que foi disfarçado à manifestação contra Bolsonaro realizada no domingo (7/6) em Brasília e anunciou a decisão de se aposentar e ir para a reserva. O motivo seriam as críticas que recebeu por ter aparecido ao lado de Bolsonaro em um ato pró-governo.

O general Luiz Eduardo Ramos, chefe da Secretaria de Governo, abordou, em entrevista à revista Veja, a possibilidade de as Forças Armadas brasileiras darem um novo golpe, como fizeram em 1964. O ministro disse que os comandantes do Exército acham "ultrajante" tal acusação, porém deixou um alerta: "Agora o outro lado tem de entender também o seguinte: não estica a corda".

"Fui instrutor da academia por vários anos e vi várias turmas se formar lá, que me conhecem e eu os conheço até hoje. Esses ex-cadetes atualmente estão comandando unidades no Exército. Ou seja, eles têm tropas nas mãos. Para eles, é ultrajante e ofensivo dizer que as Forças Armadas, em particular o Exército, vão dar golpe, que as Forças Armadas vão quebrar o regime democrático. O próprio presidente nunca pregou o golpe. Agora o outro lado tem de entender também o seguinte: não estica a corda", afirmou Ramos na entrevista, publicada nesta sexta-feira (12/6).

Ramos disse ainda à revista que foi disfarçado à manifestação contra Bolsonaro realizada no domingo (7/6) em Brasília e anunciou a decisão de se aposentar e ir para a reserva. O motivo seriam as críticas que recebeu por ter aparecido ao lado de Bolsonaro em um ato pró-governo.

"Não tenho direito de estar aqui como ministro e haver qualquer leitura equivocada de que estou aqui como Exército ou como general. Por isso, já conversei com o ministro da Defesa e com o comandante do Exército. Devo pedir para ir para a reserva. Estou tomando essa decisão porque acredito que o governo deu certo e vai dar certo. O meu coração e o sentimento querem que eu esteja aqui com o presidente."

Por Correio Braziliense

Ministério da Justiça manda Ypê suspender lote de sabão em pó que anunciava combater vírus


O Ministério da Justiça determinou na quinta-feira (11) que a proprietária da marca de limpeza Ypê suspenda a venda de uma linha de sabão em pó cuja publicidade pode ser julgada como abusiva ao dar a entender que o produto é eficaz contra qualquer tipo de vírus.

Na decisão proferida pelo Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor, o órgão diz que está em apuração eventual prática de propaganda enganosa do fornecedor. Tanto os rótulos como a publicidade em TV são questionados no contexto da pandemia do novo coronavírus.

A determinação provém de uma representação da concorrente Unilever, dona da marca Omo, que entrou na Justiça contra a Amparo (dona da Ypê), como informou a coluna Painel S.A., do jornal Folha de S.Paulo na segunda-feira (8). A Justiça pode multar a marca em R$ 100 por produto colocado à venda no varejo físico após prazo de cinco dias.

A Unilever alega que o produto traz no rótulo estampa de propriedades antimicrobianas "de eliminação de vírus, caracterizada pela utilização de imagem de um coronavírus". Além disso, a acusadora diz que tomou conhecimento de publicidade veiculada em programa de TV "onde a apresentadora teria anunciado aos consumidores "com redobrada ênfase" que, além de deixar a roupa limpa, "Tixan Ypê combate e mata vírus, promovendo a higiene a sanitização das suas roupas".

"O produto Tixan-Ypê é um mero lava-roupas para limpeza em geral", diz a Uniliever, acrescentando que não há "qualquer outro comprovado benefício específico" e que a marca, assim, não poderia vender o produto sob o rótulo de "sanitização", como se combatesse e matasse "qualquer vírus".

O órgão entendeu que há risco ao consumidor ante os indícios de que a rotulagem -contendo informações e imagens relacionadas ao vírus Sars-Cov-2 (causador da pandemia)- cria a percepção de que os produtos seriam eficazes contra o vírus.

O ministério solicitou à Anvisa manifestação técnica sobre as alegações levantadas pela Unilever e sobre as condições necessárias para que um produto seja classificado com de ação antimicrobiana e de combate a vírus. O caso também foi parar no Conar (Conselho de Autorregulamentação Publicitária). A fabricante teria firmado acordo com o conselho comprometendo-se a não veicular mais o anúncio denunciado até eventual reconhecimento do produto em outra categoria da Anvisa, segundo o documento do Ministério da Justiça.

O Conar não irá se manifestar sobre o assunto. Em situações de ações judiciais, o conselho costuma encerrar o processo. A dona da Ypê ainda não respondeu à reportagem. Na peça, a fabricante diz que um laudo laboratorial comprova que os produtos em questão possuem agentes que destroem microrganismos e que, diante disso, houve decisão de deferimento da Anvisa para enquadramento na categoria secundário de sanitização.

Afirma, também, que os rótulos dos produtos informam que eles promovem a sanitização e "eliminam o vírus", "mas não que matam o vírus", sem dar mais detalhes sobre a diferença entre os dois termos.

Em nota, a empresa declarou que recorrerá da decisão da Justiça e realizará a troca das embalagens dos produtos. "A Química Amparo informa que fará a troca de algumas embalagens específicas do Lava Roupas Tixan em pó à venda nos supermercados, referentes a poucos lotes produzidos nos últimos dias e que vai recorrer da decisão e tem prestado todos os esclarecimentos necessários e solicitados no processo."

Confira a nota na íntegra:
"A Química Amparo informa que fará a troca de algumas embalagens específicas do Lava Roupas Tixan em pó à venda nos supermercados, referentes a poucos lotes produzidos nos últimos dias.

A empresa esclarece que realiza a troca dessas embalagens em respeito a decisões da Justiça e da Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) e não tem qualquer relação com a qualidade e finalidade do produto, sendo apenas motivada pelo ajuste na mensagem que consta nas mesmas.

O mérito da ação ainda será julgado, mas em respeito a seus clientes, a empresa resolveu atender de imediato a decisão liminar, que conta com o prazo legal de cinco dias.

A Química Amparo vai recorrer da decisão e tem prestado todos os esclarecimentos necessários e solicitados no processo. Reitera que toda e qualquer comunicação nas embalagens do Tixan tem reconhecimento científico desde seu lançamento, pela Anvisa – órgão regulador dessa categoria do produto."

Por Folhapress

Pernambuco: Procurador-Geral de Justiça irá interpor Ação Direta de Inconstitucionalidade contra decretos municipais que diminuem as restrições do decreto estadual


O Procurador Geral de Justiça ingressou com ação direta de inconstitucionalidade no Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), na quarta-feira (10), para restringir a aplicação do Decreto nº 037/2020 do Município de Petrolina, que autorizou a reabertura das atividades econômicas de forma mais ampliada do que a determinada pelo Governo do Estado. Previu, por exemplo, a partir de 1º de junho, a reabertura de templos religiosos, comércio e serviços, salões de beleza, barbearias e similares, ainda que com carga reduzida, além do transporte por aplicativo, atividades ainda vedadas pelo Decreto Estadual nº 49.055, cuja retomada será gradual, conforme plano de convivência com a Covid-19 estabelecido à nível estadual.

A ação decorre da necessidade de compatibilizar as regras previstas na legislação municipal à determinação estadual, já que cabe ao município, no exercício de sua competência legislativa (art. 78, inc. II, da Constituição Estadual), suplementar as lacunas da legislação estadual, apenas para intensificar o nível de proteção à população já conferido, sendo indevida qualquer redução do patamar de cuidado estabelecido em atos normativos nacionais ou estaduais, sem, contudo, contrariá-la. Portanto, não se trata de restringir a retomada da atividade econômica, mas sim preservar a atribuição legislativa dos entes federativos, já que lhes cabem, de igual modo, assumir as responsabilidades estabelecidas no sistema único de saúde.

Aludida atuação decorre da Recomendação PGJ nº 28/2020, publicada pelo Procurador-Geral de Justiça, em 03 de junho, que está em conformidade com a recente decisão do Supremo Tribunal Federal, na ADPF nº 672/DF, orienta os gestores municipais a cumprirem o Decreto Estadual e solicita aos Promotores de Justiça informar a recusa do cumprimento. Identificados os casos pelos Promotores de Justiça, Ações Direta de Inconstitucionalidade serão interpostas pelo Procurador-Geral de Justiça contra os decretos municipais que diminuam as restrições do decreto estadual.

Segundo o Procurador Geral de Justiça, Francisco Dirceu Barros, mostra-se necessário a conjugação de esforços nos níveis estadual e municipal, já que a informação dos órgãos técnicos do Estado de Pernambuco demonstram que os números epidemiológicos (casos confirmados e mortes), aliados à pressão ainda existente no sistema de saúde, em razão do número de leitos insuficientes. Ainda que se saiba das dificuldades econômicas pela restrição das atividades, nossa intenção é preservar as vidas das pessoas, “somos os defensores constitucionais da ordem jurídica, portanto, urge a imperiosa necessidade de unificarmos a ordem jurídica dentro do Estado de Pernambuco, dentro de uma crise, não é possível haver vários comandos normativos divergentes”, ressaltou Francisco Dirceu Barros.

A petição inicial, que é de acesso ao público, foi protocolada sob o nº 0007724-75.2020.8.17.9000 (consulta pelo site do TJPE). O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) agora aguarda a decisão liminar a ser proferida pelo Tribunal de Justiça, a fim de adequar a norma local ao plano de retomada das atividades estabelecido pelo Governo do Estado.

Por Ministério Público de Pernambuco (MPPE)

Petrolândia: Hoje [DIA DOS NAMORADOS] tem 'Sexta Maluca' na Pizzaria Delivery C&J; R$ 10,00 a unidade [três por apenas R$ 24,99] - agende o seu pedido


Querendo saborear uma pizza para um lanche/jantar nesta sexta-feira, dia dos namorados? Procurando uma opção rápida e prática para hoje?  Experimente uma das deliciosas pizzas da Pizzaria Delivery C&J.

Os preços desta ''Sexta Maluca'' está de dá água na boca - Unidade ao preço de R$ 10,00 e promoção de três por apenas 24,99.

Agende o seu pedido - entrega a partir das 16h:00 - taxa de entrega 3 reais

Ligue: 9 - 9802-3309 [WhatsApp]
A Pizzaria Delivery C&J avisa que aceita cartão de credito, debito e refeição

A Pizzaria Delivery C&J está situada em Frente a Escola Jatobá.

Blog de Assis Ramalho
Informação: Pizzaria Delivery C&J

Petrolândia: Bodas de prata! Fabiano Marques celebra 25 anos de casamento com a esposa Aninha


Muito amor, cumplicidade e companheirismo, é assim que defino esses quase 25 anos juntos. Em seu nome @aninhacarvalhomarques, minha Esposa, Namorada, Amante e Mãe de meus 02 filhos queridos, desejo um feliz dia a todos os namorados(as).   #petrolandia #pernambuco #solidariedade #cuidado #fabianomarques #compromisso #sociedade #força.

Fabiano Jaques Marques


Significado de Bodas de prata (25 anos de casamento)

Bodas de prata é o nome dado para a comemoração de 25 anos de casamento.

As Bodas de Prata e as Bodas de Ouro (50 anos de casamento) são consideradas as bodas mais comemoradas pelos casais, pois simbolizam a passagem de décadas de união e a renovação dos votos de casamento.

Da Redação do Blog de Assis Ramalho

Campanha do Ministério Público de Pernambuco sobre não acender fogueiras e comercializar fogos neste período junino conta com apoio do TJPE e TCE-PE


Neste ano, a tradicional festa de São João não poderá ser realizada tendo em vista a situação de emergência em saúde pública devido à pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Por recomendação do Ministério Público do Estado de Pernambuco (MPPE), os prefeitos das diversas cidades estão emitindo decretos para que seja proibido o acendimento de fogueiras e a queima de fogos de artifício, uma vez que tais artefatos podem vir a aumentar, ainda mais, a incidência de doenças respiratórias e consequentemente a procura das unidades de saúde devido, ainda, a queimaduras e aglomerações. O Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) e o Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE-PE) são parceiros nesta campanha.

A fim de apoiar a conscientização da sociedade quanto à premente necessidade, o MPPE lança, nesta sexta-feira, 12, a campanha de conscientização do pernambucano no período junino. Com peças para circulação em redes sociais (notadamente o Whatsapp, Instagram e Facebook), envio de e-mail marketing e VT, a campanha procura alertar sobre a aglomeração de pessoas, que compromete o isolamento social; a fumaça, que aumenta o risco de doenças respiratórias (como asma, rinite, alergia, entre outras); o risco de queimaduras com fogos de artifício e fogueiras.


“A tradição junina é muito forte em nosso Estado. E nós sabemos que acender fogueiras e queimar fogos de artifício, naturalmente, provocam problemas relacionados à doenças respiratórias, o que pode resultar: no agravamento dos sintomas dos portadores da Covid-19; aumento na procura de leitos hospitalares já escassos; bem como incentivar o processo de contágio devido à aglomeração de pessoas. Essa é uma ação impopular, mas essencial para que seja possível preservar vidas. Com a campanha, poderemos viralizar essa informação para que possamos conscientizar a população da extrema necessidade dessas medidas”, disse o procurador-geral de Justiça de Pernambuco, Francisco Dirceu Barros. As informações acerca da impossibilidade de acender fogueiras, queimar e comercializar fogos está contida na Recomendação PGJ n.º 29/2020.

O Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) e o Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE) são parceiros nesta campanha. “Nós que fazemos o Tribunal de Justiça de Pernambuco, apoiamos e endossamos integralmente essa campanha do Ministério Público de Pernambuco”, disse o presidente do TJPE, o desembargador Fernando Cerqueira. O presidente do TCE-PE, também reforça a necessidade de conscientização. “Não acendam fogueiras. Respirar já é um grande desafio para quem desenvolveu a forma mais agressiva da Covid-19. Fogueiras tornam tudo bem mais difícil, principalmente porque as pessoas não têm a opção de viver e morar em outro lugar. O jeito será tentar sobreviver inalando muita fumaça e impurezas”, disse o presidente do TCE-PE, Dirceu Rodolfo.

A campanha é assinada pela equipe de publicidade do MPPE, com produção da assessora ministerial de Comunicação Social, Evângela Andrade; planejamento, conceito e redação de Andréa Corradini; design e arte Leonardo Dourado; imagens da fotógrafa, Priscilla Buhr; edição e locução de Lais Rilda; e música do promotor de Justiça Diego Reis. “Realizei a composição em 2015, quando passava uma temporada na Alemanha. A música, que faz parte do disco ‘Forró Instrumental’, lançado em 2017, é feita em parceria com maestro Bozó e fala sobre a saudade da nossa terra e das nossas tradições”, disse o promotor de Justiça Diego Reis. Ele realizou a cessão dos direitos autorais ao MPPE para utilização da composição nesta campanha.

Leia os versos da campanha:

Este será um São João diferente,
pois no ano do Corona,
o mais importante mesmo
é a saúde da gente.

Com fumaça da fogueira,
é difícil respirar.
Asma, rinite, alergia,
problema de falta de ar.

Fogos causam queimadura,
o hospital precisa de lugar,
pra quem tá com o corona
poder se recuperar.

Cada um faz sua parte,
pra tudo isso passar.
Cuidando do coletivo,
vamos também nos cuidar.


Por Ministério Público do Estado de Pernambuco (MPPE)

Polícia investiga se menino Miguel foi jogado do alto de prédio no Recife

O pai de Miguel, Paulo Inocêncio, segura uma foto do filho em manifestação que pede justiça por sua morte. Foto: Guga Matos / JC Imagem / Folhapress

A história diz tanto sobre o Brasil, sua elite e suas mazelas que se tornou impossível ficar indiferente. Enquanto sua patroa, Sarí Corte Real, fazia as unhas com uma manicure no quinto andar de um arranha-céu de luxo no Recife, a empregada doméstica pernambucana Mirtes Renata Santana de Souza, de 33 anos, saiu para levar para passear a cadela da família da empregadora, Mel, uma buldogue de seis meses. Ao voltar, encontrou seu filho único, Miguel, de 5 anos, que havia levado consigo ao trabalho por não ter com quem deixá-lo, caído já quase sem vida na área da piscina. O garoto foi levado às pressas, no carro da patroa, para o Hospital da Restauração, mas morreu na pediatria meia hora depois de ter despencado de uma altura de 35 metros.

A principal hipótese para a morte é uma queda acidental, consequência direta do descaso da patroa, que deixou o garoto que devia estar sob seus cuidados vagar sozinho pelo prédio, e do acaso, sempre tão frequente nessas tragédias. O menino, buscando pela mãe, teria subido ao nono andar, entrado em uma área restrita e caído para a morte ao se desequilibrar. No entanto, duas semanas depois da tragédia, a Polícia Civil de Pernambuco começou a investigar uma outra possibilidade, a de que Miguel tenha sido jogado lá do alto.

Por enquanto, a principal evidência a sustentar essa linha de investigação é que Miguel não teria conseguido chegar sozinho ao local de onde caiu. Nesta semana, o delegado Ramon Teixeira determinou que os peritos do Instituto de Criminalística voltassem ao prédio. Os investigadores cogitam que seria difícil que Miguel, de 1,15 metro de altura, tivesse ultrapassado a mureta de 1,20 metro do corredor que levava à área onde ficam armazenados os condensadores de ar-condicionado do nono andar, de onde ele despencou. Essa área é de acesso restrito aos funcionários dos edifícios conhecidos como “Torre Gêmeas”, dois espigões de 41 andares e 134 metros de altura cada, intitulados Píer Mercúrio de Nassau e Píer Duarte Coelho. Os arranha-céus foram erguidos nas proximidades do cais de Santa Rita, uma área tombada pelo Patrimônio Histórico, e por isso são alvo de ação do Ministério Público. A construtora foi condenada em instâncias inferiores, e o caso está no Superior Tribunal de Justiça.

Para cair do nono andar, além de subir pela mureta e passar pela janela, o garoto teria ainda de caminhar sobre os equipamentos de ar refrigerado e escalar mais uma grade de 1,30 metro feita de hastes de alumínio. Para seguir nessa linha de investigação, e então decidir se vale aprofundá-la ou se tratou-se mesmo de um acidente, como tudo indica, a polícia vai ouvir moradores do nono andar e os funcionários do prédio responsáveis pelas chaves da área de acesso restrito. Por enquanto, falta tudo, além da suposição inicial: quem seria o suspeito, o que estaria fazendo ali e por que teria decidido jogar o garoto.

“A princípio, ele tentou escalar e caiu lá de cima de forma acidental. Mas as investigações não estão conclusas. Falta comprovar se é possível ele ter caído sozinho”, disse o perito criminal André Amaral.

A mãe de Miguel, que ajudou a chamar a atenção para o caso com seu depoimento sobre o descuido mortal da patroa para com seu filho, não descarta a hipótese de que ele tenha sido jogado. “Agora, mais calma, olhei atentamente as imagens feitas pela câmera do elevador. O meu filho desce no nono andar, abre aquela porta de incêndio e passa por ela como se tivesse encontrado alguém do outro lado. Quem poderia estar ali? Só a polícia poderá descobrir”, disse Mirtes.


Moradores reforçaram nas redes sociais a tese do assassinato, a partir da mesma questão sobre a dificuldade de escalar a mureta. Postaram de forma anônima imagens em que fazem medições com trenas e colocam crianças de 5 anos ao lado do local por onde Miguel passou para mostrar quão difícil é uma criança escalar uma mureta de 1,20 metro. “A história de que ele subiu na mureta, caminhou pelo duto de ar-condicionado e subiu pela grade não nos convenceu”, escreveu um morador que fez questão de postar sua foto no Instagram ao lado da mureta. “Reparem que tenho 1,75 metro de altura e até para mim essa janela é alta”, escreveu.

“A POLÍCIA INVESTIGA A HIPÓTESE DE QUE MIGUEL TENHA SIDO JOGADO. O PRINCIPAL INDÍCIO A SUSTENTAR ESSA TESE É QUE O GAROTO, DE 5 ANOS E 1,15 METRO, NÃO CONSEGUIRIA SUBIR SOZINHO NA MURETA DE 1,20 QUE LEVAVA À ÁREA DE ONDE ELE DESPENCOU”

Como Miguel estava sob seus cuidados, Sarí foi presa e autuada por homicídio culposo, quando o ato não é considerado intencional. Foi solta em menos de 24 horas após pagar uma fiança de R$ 20 mil. A prisão ocorreu depois de a polícia ter acesso às imagens do circuito de câmeras. Essas imagens mostram Miguel insistindo para entrar no elevador. O garoto entra lá seis vezes e em quatro delas Sarí o convence a sair. Na quinta vez ele entra correndo, e a patroa o puxa lá de dentro pelo braço. Na sexta vez, Miguel adentra o elevador correndo e aperta quatro botões, incluindo o sétimo e o nono. Sarí surge em seguida e trava a porta com o braço. Ela argumenta e, em seguida, aperta no botão da cobertura. É um mistério o motivo pelo qual a patroa mandou o menino para o último andar. As portas se fecham, e Miguel segue sozinho. O elevador para no sétimo, mas ele não desce. A próxima parada é o nono. Lá, o menino sai, abre a porta de incêndio e adentra para a morte. “Por que a senhora apertou o botão da cobertura? Por quê?”, questionou Mirtes pelo celular. Sarí não respondeu. Pediu desculpas aos prantos e desligou.

Segundo a polícia de Pernambuco, Sarí foi presa porque agiu com negligência ao deixar o garoto sozinho no elevador. Ela vai responder ao processo em liberdade, acusada de abandono de incapaz, o que prevê uma pena de quatro a 12 anos de reclusão. Sarí chegou a ir ao velório de Miguel com o marido, Sérgio Hacker, prefeito da cidade litorânea de Tamandaré, a 100 quilômetros do Recife. O casal queria dar um abraço em Mirtes, mas foi hostilizado por populares e teve de deixar o local. Na sexta-feira 5, Sarí escreveu uma carta aberta à ex-funcionária. Ela disse: “Como mãe, sou absolutamente solidária ao seu sofrimento. Miguel é e sempre será um anjo na sua vida e na vida da sua família (...) Te peço perdão. Não tenho o direito de falar em dor. Mas, esse pesar, ainda que de forma incomparável, vai me acompanhar também pelo resto da vida”.

A nova linha de investigação pode ter impacto direto nas acusações contra Sarí. Se Miguel tiver sido jogado, ela seria inocentada por ter deixado o garoto sozinho? Dois criminalistas ouvidos por ÉPOCA divergem na resposta. O advogado Pierpaolo Bottini assegura que a patroa se livraria da responsabilidade. “Em tese, ela seria inocentada, caso seja provado que houve uma intervenção de um outro agente que não seja ela (Sarí). Nesse caso, a patroa deixaria de responder por um crime”, afirmou Bottini. Já Augusto de Arruda Botelho tem outra avaliação. “Uma resposta mais precisa depende da análise das provas. Em tese, se um crime de homicídio ocorre em decorrência do abandono de um incapaz, quem tinha o dever de cuidado desse incapaz não deixa de responder pelo crime de abandono. A pena pode, inclusive, ser agravada, caso dolosamente esse abandono cause lesões ou morte”, disse.

Sarí Corte Real e Sérgio Hacker (PSB) são conhecidos na sociedade pernambucana. Ela é maratonista e ele pertence a uma oligarquia regional que comanda administrações municipais de cidades do litoral. Sérgio é prefeito de Tamandaré; sua mãe, Isabel Hacker (PSB) administra a cidade de Rio Formosa; e seu tio, France Hacker (PSB) está à frente da prefeitura de Sirinhaém, todas próximas umas das outras. Por causa da denúncia de que Sérgio Hacker mantém funcionários-fantasmas na folha de pagamentos de Tamandaré, auditores do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco bateram à porta de seu gabinete na terça-feira 9 em busca de provas. O órgão apreendeu documentos que comprovam que Mirtes e sua mãe recebiam sem trabalhar em órgão público. Mirtes estava lotada no Setor de Atividades e Manutenção da prefeitura, enquanto a mãe dela, Marta Maria, recebia como gerente de divisão. Ambas tinham salário de R$ 1.300. A Câmara de Vereadores de Tamandaré já fala em impeachment de Sérgio Hacker.

Sarí e o marido mantêm uma casa à beira-mar em Tamandaré. Era ali que a família estava confinada por causa da pandemia. Até que Sarí pediu que profissionais de beleza fossem lá fazer unha, cabelo e limpeza de pele. Uma delas teria levado o coronavírus para a casa de praia e contaminado parte da família, incluindo Sarí e a filha de 3 anos. Mirtes e Miguel também acabaram infectados, mas ninguém desenvolveu os sintomas.

Sarí então levou a filha para o isolamento no apartamento do Recife; Mirtes e Miguel também voltaram para a capital. “Queria muito que o tempo voltasse atrás para o meu filho poder estar aqui ao meu lado. Quando eu estava descendo para passear com a Mel, ele e a filha da dona Sarí pediram para ir comigo, mas eles estavam correndo pela sala, bagunçando tudo e não os levei como castigo. Se arrependimento matasse, eu estaria enterrada ao lado do meu filho”, contou Mirtes.

A vida de Mirtes e a de Sarí se cruzaram em 2016. Marta Maria, mãe de Mirtes, passava roupa e fazia faxina no apartamento de 247 metros quadrados da família Corte Real. Marta reclamava para os patrões de que não dava conta do serviço e conseguiu convencê-los a contratar a filha para fazer uma diária semanal, a R$ 120. Mirtes se mostrou tão eficiente que foi contratada. Dois meses depois, foi comunicada por Sarí que tanto ela quanto a mãe seriam incluídas na folha de pagamentos da prefeitura. Para isso, tinham de abrir conta no Banco do Brasil. “Eu aceitei porque passaríamos a ter vantagens, como salário-família”, justificou Mirtes.

Na casa dos Corte Real, as tarefas ficaram divididas assim: Marta cuidava da roupa e da faxina de metade do apartamento. Mirtes ficava incumbida da outra metade e da cozinha. “Nunca fui vítima de preconceito naquela casa. Eu amava aquela família. Sinto saudades das duas crianças — filhas dos meus patrões — e até da cadela que eu levava para passear”, disse Mirtes. “Mas não dá para falar em perdão agora, porque a dor que eu sinto é muito grande (...) Independentemente de como meu filho caiu daquele prédio, se a dona Sarí tivesse tido um pouquinho de paciência com meu único filho, eu não estaria mergulhada nesta dor sem fim”, desabafou.

Manifestantes fizeram um protesto em frente ao prédio de luxo de onde o menino caiu para a morte de uma altura de 35 andares. Foto: Reprodução


Por Ullisses Campbell
EPOCA

Sargento da PM, que pertencia ao Gati, é assassinado a tiros em frente a supermercado na Zona Norte do Recife


Um sargento da Polícia Militar foi executado com, pelo menos, seis tiro, no bairro de Água Fria, na Zona Norte do Recife, nessa quinta-feira (11). O crime aconteceu na frente de um supermercado, na Ladeira de Pedra, no Alto do Pascoal.

Segundo testemunhas, o sargento, que pertencia ao Gati, Gilson Dias da Cruz, de 53 anos, estava próximo à entrada de um supermercado, quando os criminosos se aproximaram e efetuaram diversos disparos contra ele.

Os suspeitos fugiram e a vítima morreu no local. Vídeos enviados ao WhatsApp da TV Jornal mostram a intensa movimentação de viaturas da PM no local, logo após o crime.

Curiosos se aglomeraram na área, desrespeitando as regras de isolamento, como prevenção ao novo coronavírus (covid-19).
Polícia

A perícia realizada pelo Instituto de Criminalística (IC) encontrou, na cabeça do policial, pelo menos seis perfurações provocadas por disparos de arma ponto 40.

O peito da vítima também foi atingido. Ainda segundo a perícia, o sargento estaria armado, quando foi assassinado e teve a arma roubada.

Policiais militares do 13º Batalhão fizeram diligências para levantar informações sobre os criminosos. A Polícia Civil de Pernambuco deu início às investigações.

O corpo do sargento foi recolhido ao Instituto de Medicina Legal (IML), na área central do Recife.


Por Jornal do TV Jornal

Veja cotação do preço de Cebola no Ceasa de Cabrobó (PE)


Sexta-feira, 12 de junho, com pouca movimentação no Ceasa de Cabrobó. Também foi registrado queda nos preços do produto em relação aos praticados na semana passada, onde a Cebola amarela foi vendida a R$ 80 e esta semana está sendo vendida a R$ 60. Já a Cebola vermelha que chegou a ser vendida a R$ 90, está sendo vendida a R$ 80.

Por Didi Galvão

Boletim desta sexta [12/06]: Com mais 878 pacientes e 61 óbitos por Covid-19, Pernambuco passa a ter 3.694 mortes


Mais 878 novos casos da Covid-19 e 61 óbitos foram confirmados em Pernambuco nesta sexta-feira (12). Com isso, o estado passou a ter 43.872 confirmações e 3.694 mortes pela doença causada pelo novo coronavírus, números que começaram a ser registrados em março, com o início da pandemia.

Dos pacientes confirmados pela Secretaria Estadual de Saúde (SES) nesta sexta-feira (12), 727 apresentam quadro leve da doença e 151 se enquadram como Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag). No total até essa data, Pernambuco totalizou 16.708 casos graves e 27.164 leves da Covid-19.


Com relação às 61 novas mortes confirmadas pela SES, elas ocorreram desde o dia 5 de maio. Ao todo, 39 óbitos aconteceram entre essa data e domingo (7) e 22 ocorreram desde a segunda-feira (8).

Em Pernambuco, o número de pessoas recuperadas da Covid-19 aumentou para 27.141. Os detalhes epidemiológicos dos casos e mortes serão divulgados à noite pelo governo estadual.

Por G1 PE
Imagem: JC

Petrolândia/Agrovila 01 do Bloco 01: Vendedora de frutas e verduras agradece ao vereador Sílvio Rogério por aquisição de ponto comercial



Derlane, comerciante no ramo de frutas e verduras na Agrovila 01 do Bloco 01, município de Petrolândia, entrou em contato com a nossa reportagem para fazer agradecimento ao vereador Sílvio Rogério. O motivo: Aquisição de uma barraca para comercializar seus produtos na agrovila citada. veja abaixo


Gratidão: 
Essa é a palavra onde eu, Derlande, moradora na Agrovila 01 do Bloco 01, município de Petrolândia, quero agradecer ao Vereador, Silvio Rogério,  pelo apoio e articulação junto da Prefeita Jane Souza, se não fosse você, eu não estaria organizada com minha barraca surtida de alimentos, onde parte deles eu  compro da agricultura familiar, e com isso me sinto feliz, pois  gera renda para o sustento da minha família.

Muito obrigada, Vereador Silvio Rogério

Derlane
Agrovila 01 do Bloco 01 - Petrolândia

Governo deve liberar R$ 1.045 do FGTS no app Caixa Tem, na segunda-feira


O governo deve liberar, na próxima segunda-feira (dia 15), até R$ 1.045 (valor do salário mínimo nacional) do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para trabalhadores com saldo em contas ativas ou inativas, totalizando R$ 36 bilhões. De acordo com a informação divulgada pelo Valor Investe, nos primeiros 30 dias, a quantia só poderá ser acessada pelo aplicativo Caixa Tem — o mesmo usado para movimentações do auxílio emergencial. Somente após o prazo, o dinheiro poderá ser sacado ou transferido, seguindo um calendário com base no mês de aniversário. Todos esses detalhes devem ser anunciados na semana que vem.

Segundo o Valor Investe, o dinheiro do "novo saque emergencial" do FGTS não estará disponível em espécie porque não há papel moeda suficiente para todos os saques previstos. A recente liberação de três parcelas de R$ 600 para desempregados, informais, microempreendedores individuais e autônomos levou a Casa da Moeda a produzir novas notas em grande escala, ampliando a circulação de dinheiro no país de R$ 256 bilhões, em março, para R$ 326 bilhões, conforme dados do Banco Central (BC).

Mesmo assim, para evitar que faltasse dinheiro em espécie, a Caixa decidiu liberar os recursos por meio do aplicativo Caixa Tem, no qual é possível pagar contas, boletos e fazer compras em lojas. Dessa forma, quando os saques são liberados, a quantidade de dinheiro que os beneficiários têm disponível é menor e, consequentemente, a necessidade de papel moeda também é reduzida.

A nova opção de retirada do FGTS foi anunciada pelo governo com a Medida Provisória 946, em virtude da pandemia do novo coronavírus. Terá direito a sacar até R$ 1.045 do FGTS todo trabalhador que tem saldo na conta ativa – do emprego atual – ou inativa – de empregos anteriores. Porém, cada um terá direito a um saque, independentemente do número de contas.

Ao todo, são mais de 60 milhões de brasileiros com contas do FGTS, dos quais 20 milhões não têm contas em banco. A medida deverá injetar até R$ 36,2 bilhões na economia. Para 30,7 milhões de cotistas, a liberação fará com que a conta do FGTS fique zerada.

Retirada de R$ 1.045 não tem nada a ver com saque-aniversário

Essa liberação adicional de R$ 1.045 para todos os trabalhadores com FGTS — por conta da pandemia — nada tem a ver com a modalidade de saque-aniversário, que já está em vigor e permite a retirada anual de parte dos recursos das contas ativas e inativas do Fundo de Garantia. São modalidades distintas. O saque-aniversário não é para todos. É permitido somente para quem aderir. A adesão é feita junto à Caixa Econômica Federal, gestora dos recursos.

Pelo saque-aniversário, o trabalhador vai retirar, todos os anos, um percentual de seu saldo total, mais uma parcela adicional, que varia conforme o valor que cada um tem depositado. Mas, se for demitida sem justa causa, essa pessoa não terá direito ao saque total do resíduo do FGTS. Terá direito apenas à multa rescisória de 40% paga pelo empregador.

Quem não aderir ao saque-aniversário continuará tendo direito ao saque total em caso de demissão sem justa causa. Ou seja, continuará fazendo jus ao chamado saque-rescisão.

Outras possibilidades de retirada do FGTS são compra da casa própria ou abatimento do financiamento imobiliário, aposentadoria e doença grave.

Por Extra-RJ

Detran de Pernambuco reabre de forma gradual a partir de segunda-feira

Detran/54ªCiretran - Petrolândia (foto: Assis Ramalho/BlogAR)

Uma portaria publicado no Diário Oficial do Estado, desta quinta-feira (11), determina a reabertura gradual do atendimento ao público na sede do Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco (Detran-PE), na Unidade de Táxis e Coletivos e nas Ciretrans Especiais, a partir do da próxima segunda-feira (15).

O atendimento será realizado mediante agendamento. A direção do órgão realizará uma reunião, nesta sexta-feira (12), para definir o protocolo de reabertura que deve seguir o plano de convivência apresentado pelo Governo do Estado para o enfrentamento da Covid-19 e reabertura das atividades econômicas.

Ainda de acordo com a portaria, assinada por Roberto Fontelles, diretor-presidente do Detran-PE, as lojas de atendimento dos shoppings e as Ciretrans subordinadas permanecem com expediente suspenso.

Por conta da pandemia, o Detran-PE já havia prorrogado os prazos para que os condutores de veículos possam portar o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLV) 2019.

O novo calendário de porte do CRLV 2019 segue o algarismo final da placa de identificação do veículo.

Confira:
Placas com final 1 e 2 até julho
Placas com final 3, 4 e 5 até agosto
Placas com final 6, 7 e 8 até setembro
Placas com final 9 e 0 até outubro

Reabertura em Pernambuco

Pernambuco está no que o governo do Estado chama de 4º nível no que diz respeito à retomada das atividades econômicas. Do atual estágio até o nível número 1, quando chegaríamos a um “novo normal”, com 100% da cadeia produtiva operando sob a vigência de novos protocolos de higienização e distanciamento social, há um hiato de tempo que nem mesmo o poder público é capaz de precisar.

Na apresentação do plano de convivência para retomada da atividade econômica, o Estado só tem previsão concreta de datas até o dia 15 de junho, e mesmo assim pode revê-las mediante o avanço de casos ou não da Covid-19.

Por Jornal do Commercio

Petrolândia: Mãe [Dona Santa] e filho [Dr Danilo] recuperados da Covid-19 recebem alta hospitalar em Petrolina e são destaques em reportagem de TV (assista)



O médico Danilo Santos Souza e a sua mãe  Maria do Socorro Santos de Souza (Dona Santa), receberam alta hospitalar nesta quinta-feira, dia 11 de junho. Ambos superaram a doença causada pelo novo coronavírus. Mãe e filho estavam internados há mais de um mês na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Neurocárdio de Petrolina, Pernambuco.

No momento da saída, homenagens e muita emoção! Com a presença de um músico e o seu instrumento de sopro, acompanhado de um coral formado pela equipe de saúde que comandou o tratamento da mãe e do filho, Danilo e D. Santa não seguraram a emoção. No momento em que interpretaram a música “Noites Traiçoeiras”, Dr. Danilo foi às lágrimas: A agradável notícia foi destaque em programa de TV [assista ao vídeo abaixo).


Dr Danilo e Dona Santa, por meio de uma placa escrita, fezeram questão de agradecer a direção do Hospital Neurocardio de Petrolina com a seguinte frase: '' Eu venci o covid-19!!! Obrigado equipe Neurocardio''

A família de Dr. Danilo e Dona Santa também agradece a toda a equiepe médica do Hospital Neurocardio de Petrolina, especialmente na pessoa de Dra Ana Clara. Os agradecimentos também vão para todos os funcionários do hospital, desde o zelador, ao diretor da instituição de saúde.

'' O NOSSO MUITO OBRIGADO!!!




Nós que fazemos o Blog de Assis Ramalho e a Web Rádio Petrolândia, ficamos felizes em poder compartilhar essa agradável notícia aos petrolandenses e, ao mesmo tempo, estamos na torcida pela recuperação dos demais pacientes de Petrolândia que estão em isolamento domiciliar, e em internamento hospitalar.

NOTÍCIA RELACIONADA
>> Petrolândia: Recuperados da Covid-19, Dr. Danilo e Dona Santa recebem alta do Hospital Neurocardio de Petrolina

Da Redação do Blog de Assis Ramalho

Bolsonaro diz que vetará extensão do auxílio emergencial se Congresso fixar valor em R$ 600


O presidente Jair Bolsonaro afirmou, nesta quinta-feira (11), que pretende vetar a prorrogação do auxílio emergencial motivado pela pandemia do coronavírus se o Congresso decidir pela manutenção do valor atual, de R$ 600.

A declaração foi dada durante transmissão em rede social. Na última semana, o Ministério da Economia informou que pretende pagar duas parcelas adicionais, no valor de R$ 300 cada. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), defende a manutenção dos R$ 600 mensais.

"Na Câmara por exemplo, vamos supor que chegue uma proposta de duas [parcelas] de R$ 300. Se a Câmara quiser passar para R$ 400, R$ 500, ou voltar para R$ 600, qual vai ser a decisão minha? Para que o Brasil não quebre? Se pagar mais duas de R$ 600, vamos ter uma dívida cada vez mais impagável. É o veto", declarou Jair Bolsonaro.

Segundo o presidente, o pagamento de duas parcelas adicionais de R$ 600 ao público que já recebe o auxílio emergencial geraria um impacto adicional de R$ 100 bilhões nas contas públicas. O que, diz Bolsonaro, atrapalharia na gestão da dívida pública e da taxa básica de juros da economia (taxa Selic).

"Se nós não tivermos cuidado, a Selic pode subir, volta a ser o paraíso dos rentistas, o Brasil, o que a gente chama de agiotagem legalizada. A juros sobe, e cada vez mais o que nós produzirmos de riqueza vai pra pagar juros da dívida. Ou seja, e a desgraça vem aí. Se o Brasil quebrar, pessoal, não tem pra ninguém. Não tem pra ninguém", declarou.

"E a gente tem que ter responsabilidade. Quem é a gente? É o Poder Executivo, o Poder Legislativo, o Judiciário que interfere também em muitas ações que, no meu entendimento, não tinha que interferir."

Em entrevista nesta semana, Rodrigo Maia afirmou que, para prorrogar o auxílio com valor menor, o governo federal terá de enviar um novo projeto de lei ao Congresso. Até esta quinta, esse texto não havia sido protocolado na Câmara dos Deputados.

Até o momento, duas das três parcelas previstas de R$ 600 já foram depositadas nas contas dos beneficiários. Há, ainda, cadastros pendentes de análise na Caixa Econômica e na estatal Dataprev, que faz a checagem dos dados.

O auxílio emergencial de R$ 600 pago a informais, desempregados e famílias mais afetadas economicamente pelo coronavírus. O cronograma da terceira parcela, segundo Bolsonaro, pode ser divulgado na próxima semana.

Valor em disputa

Antes mesmo que a proposta em si comece a tramitar, o valor da possível extensão do auxílio emergencial já causou disputa entre Bolsonaro e Maia.

Ao comentar o anúncio da equipe econômica, de duas parcelas adicionais de R$ 300, Maia disse que seria necessário encontrar "soluções dentro do orçamento" para restaurar o valor original.

"Se é um impacto grande, vamos tentar construir soluções dentro também do orçamento fiscal normal para ver se a gente tem espaço onde a gente consiga construir uma solução junto com o governo para que a gente possa fazer a manutenção do valor de R$ 600 por pelo menos mais 60 dias”, afirmou há uma semana.

Dias depois, em declaração na porta do Palácio da Alvorada, Bolsonaro disse que aceitaria o valor de R$ 600 desde que deputados e senadores cortassem nos próprios salários.

“Eu sei que tem parlamentar que quer mais duas de R$ 600. Tudo bem, se tivermos um programa para diminuir o salário do parlamentar, a metade, grande parte do salário desses parlamentares ser usado para pagar isso aí, tudo bem”, disse Bolsonaro.

No mesmo dia, Maia foi questionado sobre a declaração. E disse que concordaria, desde que o "sacrifício" nos rendimentos fosse estendido a todo o funcionalismo federal, incluindo Executivo e Judiciário.

“Se todos os poderes topassem cortar um valor, que seja por 6 meses, 10%, ou um percentual maior por menos tempo para garantir os R$ 600, eu tenho certeza que o parlamento vai participar e vai defender. Não tem nenhum problema”, declarou Maia.

Por Mateus Rodrigues e Roniara de Castilhos, G1 e TV Globo — Brasília

Mais um recém-nascido vítima da Covid-19 em Pernambuco


Nesta quinta-feira (11), Pernambuco registrou mais um óbito de recém-nascido pela Covid-19, uma menina de apenas de um mês de vida que faleceu na terça-feira (9), no Recife. Com isso, já são 22 mortes pela doença no Estado na faixa etária de 0 a nove anos de idade (incluindo dois natimortos), que responde por 248 dos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag). Esse óbito é um dos 102 notificados no boletim desta quinta, que destacou ainda 1.059 novos casos positivos, sendo 788 leves e 271 enquadrados como Srag. Dessa forma, o Estado totaliza 42.994 pessoas já expostas ao novo coronavírus oficialmente contabilizadas - 16.557 graves e 26.437 leves -, além de 3.633 mortes. Há ainda 119 óbitos considerados suspeitos em processo de investigação.

Curas
Nesta quinta, foram notificadas 225 novas curas clínicas, subindo para 25.794 o total de recuperados em Pernambuco após contraírem a Covid-19. Desse total, 6.996 desenvolveram a forma mais grave da doença, enquanto 18.798 manifestaram sintomas leves.

Graves
Entre os casos graves ativos, 1.015 evoluíram de forma positiva, receberam alta hospitalar e concluem tratamento em isolamento domiciliar. Outros 4.913 pacientes estão internados, sendo 4.650 em leitos de enfermaria e 263 em terapia intensiva - a ocupação dos leitos de UTI, porém, é maior, visto que há pessoas com quadro de Srag ainda sem diagnóstico fechado. Os casos graves confirmados da doença estão distribuídos por 166 municípios pernambucanos, além do Arquipélago de Fernando de Noronha e da ocorrência em pacientes de outros estados e países.

Leia também

• Natimorto testa positivo para o novo coronavírus em PE
• Bebê de cinco meses é a 10ª vítima da Covid-19 abaixo de um ano em Pernambuco
• Governo de Pernambuco freia avanço da retomada gradual em 85 cidades; veja a lista

Óbitos
Dos 102 óbitos (43 do sexo feminino e 59 do sexo masculino) notificados nesta quinta, 14 ocorreram ainda no mês de abril e 35 estão distribuídos pelos dias de maio. Outros 53 estão concentrados nos 10 primeiros dias de junho. Essas vítimas eram residentes nos municípios de Afrânio (1), Água Preta (1), Aliança (1), Arcoverde (1), Barreiros (3), Cabo de Santo Agostinho (4), Camaragibe (2), Carpina (1), Caruaru (3), Gameleira (1), Garanhuns (2), Glória do Goitá (1), Ipojuca (5), Jaboatão dos Guararapes (7), João Alfredo (1), Lagoa do Itaenga (1), Lajedo (1), Moreno (1), Olinda (1), Palmares (1), Paulista (2), Primavera (2), Recife (41), Ribeirão (1), Rio Formoso (2), São Bento do Una (1), Timbaúba (1), Vitória de Santo Antão (13).

Além da recém-nascida, os demais pacientes tinham idades entre 21 e 99 anos - 0 a 9 (1), 20 a 29 (2), 30 a 39 (7), 40 a 49 (5), 50 a 59 (13), 60 a 69 (22), 70 a 79 (23), 80 ou mais (29). Dos 102, 24 apresentavam comorbidades confirmadas: doença respiratória crônica (5), doenças cardíacas ou vasculares (16), diabetes (14), obesidade (5), doença renal crônica (2) e portador de doenças cromossômicas (1) - um paciente pode ter mais de uma comorbidade. Os outros pacientes estão em investigação pelos municípios.

Profissionais
Quase 28 mil profissionais que atuam no campo da Saúde, nas redes pública e privada, já foram notificados para testes após manifestarem sintomas de síndromes gripais. Até o momento, são 13.297 casos positivos e 14.328 negativos. Há ainda 120 amostras aguardando processamento laboratorial.

Leitos
A rede de Saúde Pública de Pernambuco reúne, nesta quinta, 1.584 leitos destinados ao atendimento de pacientes com quadros suspeitos ou confirmados da Covid-19, dos quais 711 são de terapia intensiva e 873 são enfermarias. A ocupação média atual é de 75%, sendo 94% nas UTIs e 63% nas enfermarias.

Por Folha de Pernambuco

Bolsonaro estimula população a entrar em hospitais para filmar oferta de leitos


O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) pediu nesta quinta-feira (11) aos seus seguidores nas redes sociais que filmem o interior de hospitais públicos e de campanha para averiguar se os leitos de emergência estão livres ou ocupados.

Em live nas redes sociais, o presidente defendeu que, caso as imagens demonstrem alguma anormalidade, elas sejam enviadas ao governo federal, que o repassará para a Polícia Federal ou para a Abin (Agência Brasileira de Inteligência) para que sejam investigadas.

A entrada em unidades de saúde sem autorização não é permitida. O gesto, além de constranger os pacientes, coloca o visitante em risco de contaminação, sobretudo em meio à pandemia de coronavírus. As autoridades de saúde têm recomendado que as pessoas evitem unidades hospitalares para evitar o contágio.

"[Se] Tem hospital de campanha perto de você, hospital público, arranja uma maneira de entrar e filmar. Muita gente está fazendo isso e mais gente tem que fazer para mostrar se os leitos estão ocupados ou não. Se os gastos são compatíveis ou não. Isso nos ajuda", disse o presidente.

Na semana passada, cinco deputados estaduais de São Paulo invadiram as instalações do hospital de campanha no Anhembi, causando tumulto no local. Os funcionários da unidade de saúde pediram para que eles se retirassem, mas eles se negaram a deixar o local.

O presidente fez o pedido após colocar em dúvida o número total de mortes por coronavírus no Brasil. Nesta quinta-feira (11), o Brasil registrou 1.261 mortes, elevando para 41.058 vidas perdidas. Sem mostrar provas, Bolsonaro disse que chegam ao governo federal informações de que o número total de mortes está inflado e de que muitas pessoas morrem por outros motivos, mas que seus atestados de óbito incluem o coronavírus como causa.

"Tem um ganho político dos caras. Só pode ser isso. Aproveitando as pessoas que falecem para ter um ganho político. E para culpar o governo federal", disse. "Pode ser que eu esteja equivocado, mas, na totalidade ou em grande parte, ninguém perdeu a vida por falta respirador ou de UTI", acrescentou.

Até agora, o novo coronavírus vitimou mais brasileiros do que os acidentes de trânsito em todo o ano de 2019. Os mais de 40 mil óbitos pelo novo coronavírus superaram as 40.721 mortes no trânsito de 2019. Além disso, as mortes pela Covid-19 no Brasil já ultrapassaram o total registrado em 2019 com homicídios dolosos. Foram 39.776 em todo o ano passado, de acordo com dados do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Por Folhapress

Terceiro saque do Auxílio do Bolsa Família tem início na quarta-feira; veja tabela


No próximo pagamento do Bolsa que começa semana vem, cada beneficiário receberá em média R$ 1.116,19, segundo dados do Ministério da Cidadania com base no último pagamento.

>Qual será o valor do Bolsa Família pelo novo programa Renda Brasil?

Datas da 3ª, 4ª e 5ª parcela do Bolsa Família com Auxílio Emergencial já foi definida. Veja abaixo:

3ª Parcela: valor de R$ 600 a R$ 1.800 | Calendário de junho
NIS com final 1 – recebe em 17/06
NIS com final 2 – recebe em 18/06
NIS com final 3 – recebe em 19/06
NIS com final 4 – recebe em 22/06
NIS com final 5 – recebe em 23/06
NIS com final 6 – recebe em 24/06
NIS com final 7 – recebe em 25/06
NIS com final 8 – recebe em 26/06
NIS com final 9 – recebe em 29/06
NIS com final 0 – recebe em 30/06
5ª Parcela: valor previsto entre R$ 300 a R$ 600 | Calendário de julho
NIS com final 1 – recebe em 20/07
NIS com final 2 – recebe em 21/07
NIS com final 3 – recebe em 22/07
NIS com final 4 – recebe em 23/07
NIS com final 5 – recebe em 24/07
NIS com final 6 – recebe em 27/07
NIS com final 7 – recebe em 28/07
NIS com final 8 – recebe em 29/07
NIS com final 9 – recebe em 30/07
NIS com final 0 – recebe em 31/07

>Golpistas roubam Auxílio Emergencial através do Caixa Tem
6ª Parcela: valor previsto entre R$ 300 a R$ 600 | Calendário de agosto
NIS com final 1 – recebe em 18/08
NIS com final 2 – recebe em 19/08
NIS com final 3 – recebe em 20/08
NIS com final 4 – recebe em 21/08
NIS com final 5 – recebe em 24/08
NIS com final 6 – recebe em 25/08
NIS com final 7 – recebe em 26/08
NIS com final 8 – recebe em 27/08
NIS com final 9 – recebe em 28/08
NIS com final 0 – recebe em 31/08

>Proposta uni Bolsa Família e cria novo auxílio permanente de até R$ 1.200
Bolsa Família será extinto

O ministro da Economia já definiu o nome do novo Programa Social que vai substituir o Bolsa Família e será lançado nos próximos meses pelo Ministério da Cidadania. O novo programa vai se chamar “Renda Brasil” e deve unificar outros programas sociais. O governo ainda está finalizando as diretrizes da nova política assistencial, mas já detalhou como deve ser o novo Bolsa Família.

Por N1

Petrolândia registra mais três casos de Covid-19; cidade agora soma 18 infectados; 08 recuperados e 01 óbito - veja boletim completo


A prefeitura de Petrolândia, por meio da Secretaria de Saúde, divulgou o Boletim Epidemiológico da quinta-feira, 11 de junho de 2020. Mais três casos de coronavírus foram confirmados no município.

Confira abaixo os detalhes dos números atuais;

Boletim Informativo desta quinta-feira, 11 de junho de 2020.

Dos 15 casos suspeitos que tínhamos, 03 foram confirmados, totalizando 18 casos positivos para COVID-19.

Os casos foram identificados através de teste rápido e mais 01 caso que estava suspeito foi descartado. Portanto, sobe para 23 o número de casos descartados.


Petrolândia soma 18 infectados; 08 recuperados, 11 suspeitos e 01 óbito (veja acima, boletim completo).

Da Redação do Blog de Assis Ramalho
Informação: Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Petrolândia