Postagens

Mostrando postagens de Abril 17, 2016
Publicidade />

Confira votos dos deputados pernambucanos no processo de impeachment de Dilma Rousseff

Imagem
Zeca Cavalcanti (na foto com Dilma Rousseff e Armando Monteiro) votou contra o impeachment
Dos 25 deputados federais pernambucanos, apenas seis manifestaram-se contra a admissibilidade do processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff, na noite deste domingo (17).

Bruno Araújo, do PSB-PE, foi autor do 342º voto a favor, determinante da continuidade do afastamento da presidente.

Luciana Santos (PCdoB), Ricardo Teobaldo (PTN), Sílvio Costa (PTdoB) e Wolney Queiroz (PDT) posicionaram-se contra o processo.

Já o PTB, legenda do ministro Armando Monteiro, teve dois votos contra - Adalberto Cavalcanti e Zeca Cavalcanti - e um a favor, de Jorge Côrte Real.

Sebastião Oliveira (PR) optou pela abstenção.

Confira abaixo a relação de deputados e seus votos:

Pernambuco dá voto que confirma impeachment na Câmara

Imagem
Sessão da Câmara que votou pela continuidade do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff (Foto: Evaristo Sá/AFP)

Com o voto do deputado Bruno Araújo (PSDB-PE), a Câmara alcançou às 23h08, na sessão deste domingo (17), os 342 votos necessários para que tenha prosseguimento no Senado oprocesso de impeachment da presidente Dilma Rousseff. O voto que decidiu foi dado mais de nove horas depois de iniciada a sessão deste domingo e cinco horas e meia após o início da votação.

Os senadores podem agora manter a decisão dos deputados e instaurar o processo ou arquivar as investigações, sem analisar o mérito das denúncias.

G1

Câmara aprova abertura de impeachment de Dilma; processo segue para o Senado

Imagem
O plenário da Câmara dos Deputados aprovou hoje (17) a abertura do processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff. A votação ainda não terminou, mas já atingiu os 342 votos favoráveis necessários para dar continuidade ao processo de afastamento da presidenta.

O deputado Bruno Araújo (PSDB-PE) deu o 342º voto pelo andamento doimpeachment, que agora será analisado pelo Senado Federal. Trinta e seis deputados ainda não votaram. O quórum no painel eletrônico do plenário da Câmara registra 511 parlamentares presentes na sessão. Até o placar que definiu a abertura do impeachment, 127 deputados votaram "não" e seis se abstiveram. Dois parlamentares não compareceram.

A votação

Sessão de votação do impeachment na Câmara começa com tumulto e ameaças

Imagem
Confusão entre deputados no plenário da Câmara após a reabertura da sessão especial para votar o processo de impedimento da presidente Dilma Rousseff (Foto: Evaristo Sá/AFP)
Reabertura da sessão especial para votar o processo de impedimento tem confusão entre deputados no plenário da Câmara, em Brasília (Foto: André Dusek/Estadão Conteúdo)
Reabertura da sessão especial para votar o processo de impedimento tem confusão quando parlamentares contrários ao impeachment estendem uma faixa com a frase 'Fora, Cunha' atrás da mesa diretora comandada pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) (Foto: Evaristo Sá/AFP)

A sessão para votação na Câmara do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff começou com um tumulto, resultado de uma discussão entre o presidente da Câmara,Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e deputados governistas que pressionavam para que oposicionistas saíssem detrás da mesa que dirige os trabalhos.

Como Cunha não atendeu ao pedido, os deputados Paulo Teix…

Decisão de Cunha atrapalha plano do governo de ampliar ausências

Imagem
O Palácio do Planalto foi surpreendido na sessão do impeachment com decisão do presidente da Câmara, Eduardo Cunha, de fazer as três chamadas dos deputados durante a votação de cada bancada.
O governo trabalhava para ampliar a ausência de deputados durante a primeira chamada para que desse tempo de tentar reverter votos e ter um quadro mais claro do plenário.

Madrugada de agressões e ameaças entre deputados ''vou lhe dar um pau'' '' bandidos''

Imagem
As horas que antecederam a votação do impeachment da presidente Dilma Rousseff ficarão marcadas pelo acirramento dos discurso na tribuna e por discussões e troca de agressões entre deputados no plenário.

Durante a madrugada deste domingo, em duas ocasiões a bancada do deixa disso evitou que parlamentares da base aliada e da oposição abandonassem a batalha verbal rumo às vias de fato.

Vitor Valim (PSDB-CE) e Sibá Machado (PT-AC) protagonizaram o momento mais tenso, por volta de 1h. Em seu pronunciamento, o tucano chamou os petistas de "bandidos".

Sibá o esperou descer da tribuna para tomar satisfações. Valim não gostou da abordagem e empurrou o colega, dando início à confusão. Outros parlamentares intervieram e seguraram o tucano para impedir o agravamento do embate.

"O Sibá bateu no meu peito e disse que, se eu continuasse no plenário, iria me pegar. Vai fazer o que comigo? Um bandido desse, de um partido desse ainda vem ameaçar os outros? Eu o empurrei, respondi à alt…

Velha Petrolândia, uma saudade presente nos nossos corações

Imagem
Fórum Grupo Escolar Delmiro Gouvêia Procissão do Padroeiro São Francisco de Assis Desfile de Sete de Setembro
Para aliviar um pouco a tensão deste domingo (17), onde centenas de milhares de pessoas tomam as ruas de diversas cidades em manifestações no Brasil para reivindicar a saída, ou permanência, da presidenta Dilma, o Blog de Assis Ramalho vai ao fundo do baú e mostra quatro fotos da velha cidade de Petrolândia que jamais será esquecida enquanto seus filhos viverem para resgatar antigas recordações.

Blog de Assis Ramalho Fotos; Petrolândia ontem, hoje e sempre

Confira as manchetes dos principais jornais do país neste domingo, 17 de abril de 2016

Imagem
Folha de Pernambuco Governo faz Diário Oficial extra para nomear cargos em 18 ministérios Gazete de Alagoas: Câmara decide neste domingo futuro de Dilma
Diário do Nordeste-CE; Futuro do Brasil está em jogo na votação do impeachment marcada para este domingo
Correio da Bahia;Integrantes do MST acampam na Barra em véspera de protesto Tribuna da Bahia; Dilma diz que 'golpistas' querem revogar Bolsa Família
Gazeta do Povo-PR: Curitiba terá quatro manifestações na região central neste domingo
Diário Catarinense; Entre os 16 deputados federais de SC, 14 irão apoiar o impeachment O Globo; Dilma e Temer negociam pessoalmente cada voto
O Dia-RJ; PMDB do Rio abandona Dilma hoje na votação do impeachmen
Extra-RJ; Manifestações contra e a favor do impeachment tomam ruas do país Correio Braziliense; Protestos contra e pró governo tomam conta das ruas
Estado de Minas; Governo e oposição travam 'batalha de planilhas' de votos sobre impeachment Correio do Povo-RS; Deputados protagonizam empurra…

Charges do dia: rir pra não chorar

Imagem
Humor Político

Mega-Sena acumula e vai a R$ 90 milhões na quarta; Em Petrolândia as apostas são realizadas nas Lotéricas Styllus e Nogueira

Imagem
Neste sábado (16/04), a Mega-Sena sorteou os seis números de seu concurso 1809, no Caminhão da Sorte, no Terminal Rodoviário do Tietê, em São Paulo (SP).

Os números sorteados foram: 9 -12 - 23 - 24 - 46 - 54. Ninguém acertou as seis dezenas e o prêmio acumulou para R$ 90 milhões.

A quina teve 188 apostas ganhadoras. Cada uma receberá R$ 26.361,78. A quadra teve 13.704 apostas vencedoras. Cada uma receberá R$ 516,63.
Clique>Veja loterias da Caixa sorteadas neste sábado (16), e os últimos resultados
Em Petrolândia as apostas são realizadas nas Lotérica Styllus e Lotérica Nogueira.
Lotérica Styllus, Av. Manoel Borba, no centro de Petrolândia, esquina com Av. dos Três Poderes.

Lotérica Nogueira, situada na Av. Auspício Valgueiro Barros, 591, na
Quadra 12 de Petrolândia.

Publicidade