sexta-feira, 6 de setembro de 2019

Petrolândia: Banda com instrumentos feitos de material reciclável vai realizar sonho no Desfile Cívico deste sábado, 7 de setembro


Após a grande repercussão da matéria do Blog de Assis Ramalho, a Secretaria de Educação de Petrolândia sensibilizou-se com o sonho das crianças da rua 7 de Setembro, na Quadra 01, que compõem a R7, banda que utiliza instrumentos feitos com materiais recicláveis. Nesta sexta-feira (6), a participação das crianças no Desfile Cívico de 2019 foi confirmada ao Blog de Assis Ramalho e à Web Rádio Petrolândia pela secretária de Educação, Alexandrina Neta.

Entusiasmados e esperançosos em participar do desfile que percorrerá as avenidas Auspício Valgueiro Barros e dos Três Poderes, os componentes da R7 ensaiaram a apresentação da banda, que é incentivada e orientada pelas criadoras do projeto Kell Capistrano, Paula e Dilma. Parabéns aos jovens e às responsáveis pelo projeto R7.

A programação oficial do 7 de Setembro em Petrolândia é a seguinte:

8h00 - Abertura com hasteamento das bandeiras na Praça dos Três Poderes, em frente à Prefeitura.

15h00 - Concentração dos participantes do desfile na Av. Auspício Valgueiro Barros, em frente ao Atacado Sanfrancisco.

15h30 - Início do Desfile Cívico (Palanque oficial na Praça dos Três Poderes)


Saiba mais

>Petrolândia: Crianças da Quadra 01 criam banda com instrumentos de material reciclável e sonham desfilar no 7 de Setembro

Redação do Blog de Assis Ramalho

Governo federal cancela 300 licenças de pescadores por irregularidades

Foram cancelados registros em sete estados

O Ministério da Agricultura, Pecuária e do Abastecimento (Mapa) cancelou 300 licenças de pescadores profissionais que apresentavam irregulares junto ao Registro Geral da Atividade Pesqueira (RGP). A portaria com o cancelamento foi publicada hoje (6) no Diário Oficial da União (DOU). Foram canceladas licenças nos estados do Pará, Amapá, Amazonas, Rio Grande do Norte, Mato Grosso do Sul, Sergipe e Santa Catarina.

De acordo com a pasta, o motivo do cancelamento da maior parte das licenças está ligado a irregularidades no pagamento do seguro defeso. Segundo o secretário Jorge Seif Junior, desde 2014, a Controladoria-Geral da União (CGU) identificou quase 70% de irregularidades nos pagamentos.

Petrolândia: Sanfrancisco Supermercado passa a abrir aos domingos até o meio dia; confira novo horário de atendimento


Redação do Blog de Assis Ramalho
Informação: Assessoria do Supermercado Atacado Sanfrancisco

Belém do São Francisco: Alunos da Escola Estadual Monsenhor João Pires, do bairro Novo Horizonte, realizam caminhada em alusão ao ‘Setembro Amarelo’


Estudantes da Escola Estadual Monsenhor João Pires do bairro Novo Horizonte de Belém do São Francisco, realizam nas ruas e avenida da cidade uma caminhada em adesão a campanha “Setembro Amarelo”.

No município foi registrado em uma semana no último mês de agosto, três casos de suicídios cometido por jovens. Diante de toda essa situação e preocupação por parte da sociedade e das entidades, a Facesf, através da Clínica Escola de Psicologia Dr. Olegário Lustosa Cantarelli, localizada na rua Coronel Trapiá, no centro da cidade está fazendo atendimentos preventivos e emergencial nas terças feiras das 8h às 12h e nas quintas e sexta das 8h às 12h e das 14h às 18h de forma gratuita.

Ver abaixo fotos da caminhada

Obras da Transnordestina serão retomadas em Pernambuco

O reinício das obras acontece depois que o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes, declarou, em julho, que tinha chegado a um acordo com a TLSA para a empresa fazer um aporte de mais de R$ 250 milhões para a retomada

As obras da Ferrovia Transnordestina têm previsão de serem retomadas no final de outubro em Pernambuco. Este trecho ainda não tinha perspectiva de ser reiniciado porque o trecho que compreendia o Ceará estava na lista de prioridade. Porém, a confirmação de que as obras serão tocadas de forma concomitante nos dois estados, além do Piauí, foi dada ontem por Jorge Mello, presidente da Transnordestina Logística S.A. (TLSA), empresa que toca a construção da ferrovia desde o seu início. A retomada da obra será possível por conta do aporte de R$ 257 milhões da TLSA, porém o valor é bem abaixo do necessário, na ordem de R$ 6,3 bilhões, e ainda não há prazo para conclusão das obras.

Segundo Leonardo Cerquinho, presidente de Suape, que esteve reunido ontem com o presidente da TLSA e o diretor José Roberto Serra, as obras no Piauí e no Ceará serão reiniciadas nos próximos dias, mas que em Pernambuco vão demorar um pouco mais para seguir os trâmites. "As obras no estado não vão recomeçar imediatamente como no Piauí e no Ceará porque as construtoras lá já estão contratadas e aqui elas ainda serão consultadas. Então a previsão é que elas sejam retomadas no final de outubro e que sigam de forma concomitante nos três estados", explica. Cerquinho ainda afirmou que será montado um grupo de trabalho para acompanhar o cronograma e apoiar a concessionária nos projetos que ainda faltam. "Vamos ajudar a destravar os processos e esse grupo de trabalho vai acompanhar cada etapa", acrescentou.

A confirmação de que as obras no trecho que corresponde a Pernambuco será tocada juntamente com os demais trechos foi comemorada pelo presidente de Suape, principalmente porque Pernambuco, inicialmente, não estava na prioridade da retomada das obras. "No ano passado, havia sido dito que a primeira etapa seria feita com a ligação para o porto de Pecém, não tinha mais a perspectiva de vir até Suape. Mas a concessionária tem a obrigação de fazer o trecho inteiro, trabalhamos política e tecnicamente para isso. Por isso essa confirmação agora é positiva", comemorou. "Até porque nada justificava deixar Suape para depois. A obra, para ir até o Pecém, custa R$ 870 milhões a mais e a mina de ferro que viabiliza a concessão está 80 Km mais perto de Suape. Nós não fazemos que vá para o Pecém, mas precisa chegar em Suape ao mesmo tempo. Baseado nisso, nos posicionamos de forma favorável e vamos ajudar a dar suporte", acrescentou.

O reinício das obras acontece depois que o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes, declarou, em julho, que tinha chegado a um acordo com a TLSA para a empresa fazer um aporte de mais de R$ 250 milhões para a retomada. "Porém esse esse valor é pequeno diante do necessário, mas depois vão analisar como viabilizar o restante da obra com parceiros privados. Esse aporte foi uma exigência para mostrar que a concessionária tem boa fé na intenção de concluir as obras", ressaltou.

As obras da Ferrovia Transnordestina tiveram início em 2006 e foram paralisadas 10 anos depois e ela vai ligar a cidade de Eliseu Martins, no Piauí, aos portos de Pecém, no Ceará, e Suape, em Pernambuco. A previsão inicial de conclusão era para 2010 com R$ 6,3 bilhões em recursos, porém elas foram paralisadas por conta de entraves financeiros da TLSA, como administrar a verba e também em garantir novos recursos depois de revisar o orçamento.

Por Diário de Pernambuco

BA: Escola de Juazeiro recebe doação para criação de horta comunitária

 


Cerca de 390 alunos da escola municipal Prefeito Aprígio Duarte, no bairro Residencial Juazeiro 1,2 e 3, em Juazeiro -BA, tiveram uma grata surpresa na manhã desta sexta-feira (6).

Em meio ao anúncio do início dos trabalhos para implantação de uma horta comunitária, a criançada vibrou com a chegada dos equipamentos que vão permitir o cultivo de hortaliças, legumes e ervas medicinais nas dependências do educandário.

A ação, que mobilizou os estudantes da Educação Infantil e Fundamental I, com idades entre 3 e 9 anos, faz parte do projeto 'Horta na Escola', desenvolvido pela Agrovale que pretende implantar mais três unidades em Juazeiro e Petrolina - PE até o final deste ano.

Para a diretora da escola, Mariana de Castro, a doação dos equipamentos e composto orgânico chega na hora certa e será um benefício social para alunos e seus familiares.

"Além do cultivo de hortaliças a exemplo de alface, coentro e tomate, ervas terapêuticas como cidreira, boldo e hortelã, a nossa horta será um espaço de socialização e educação alimentar", ressaltou.

A diretora acrescentou ainda que a parceria vem fortalecer a educação das crianças, trazendo para a prática os benefícios de uma vida saudável.

Caminhada

Durante a entrega dos equipamentos ficou combinado também a realização da 'Caminhada Verde', uma grande mobilização que vai movimentar o bairro no próximo dia 30 de novembro. A partir das 8h deste dia os alunos sairão da escola e percorrendo as principais ruas vão distribuir mudas de plantas da Caatinga entre os moradores do bairro.

De acordo com o diretor vice-presidente da Agrovale, Denisson Flores, as ações 'Horta na Escola' e 'Caminhada Verde' fazem parte do projeto socioambiental da empresa. "A alimentação saudável das crianças e a arborização das cidades são pontos importantes para o despertar do sentimento de pertencimento entre nós. A partir de ações como estas acreditamos dar uma contribuição significativa visando melhorar a qualidade de vida em nossa região", concluiu.


Assessoria de Comunicação

Bolsonaro assina MP que cria carteirinha estudantil digital, emitida pelo governo

Cerimônia de assinatura da carteirinha de identificação estudantil — Foto: TV Globo

O presidente da República, Jair Bolsonaro, assinou nesta sexta-feira (6) uma medida provisória que cria uma carteirinha estudantil digital. Chamado “ID Estudantil”, o documento valerá para alunos de qualquer modalidade de ensino básico ou superior e será emitida sem custos para os estudantes.

A carteirinha, gratuita, poderá ser baixada nas lojas do Google Play e da Apple Store e usada na tela do celular, sem necessidade de impressão. A emissão, no entanto, só começa 90 dias após a assinatura da MP. Há previsão de que, quando necessária, a emissão do documento físico seja emitido em parceria com a Caixa Econômica Federal.

O projeto é conhecido desde a equipe de transição do governo Bolsonaro, que propôs a centralização dos documentos como forma de desidratar o orçamento do movimento estudantil.


Sem citar nome de entidades, o presidente fez críticas aos representantes dos estudantes e disse que o atual modelo de emissão das carteirinhas colabora com a defesa do socialismo.

"Essa lei de hoje, apesar de ser uma bomba, é muito bem vinda, vem do coração. E vai evitar que certas pessoas, em nossas universidades, promovam o socialismo. Socialismo esse que não deu certo em lugar nenhum do mundo, e devemos nos afastar deles" - Jair Bolsonaro, presidente

Sem entidades

Atualmente, uma lei de 2013 prevê que a carteirinha seja emitida por entidades como a União Nacional dos Estudantes (UNE) e a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes). Ambas cobram R$ 35 pela carteira, além do frete.

Esse serviço é uma das principais fontes de recursos das entidades. A UNE fica com 20% do valor (R$ 7), e a Ubes, com 25% (R$ 10,50). A TV Globo aguarda retorno das duas organizações sobre o número de carteirinhas emitidas nos últimos anos.

Além de UNE e Ubes, a Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG), as entidades estudantis municipais e os diretórios estudantis e acadêmicos das faculdades também podem emitir o documento.

'Não estuda nem trabalha'

Bolsonaro afirmou que no Brasil há "muitos estudantes pobres" para os quais o custo atual de R$ 30 para emissão das carteirinhas "faz diferença". Na sequência, fez contas para mostrar o valor que seria arrecadado pelas entidades.

"Eu não sei quantos têm carteira no Brasil, vou chutar aqui uns 20 milhões. Se botaram aí R$ 20, vai dar quanto? R$ 400 milhões. Talvez seja um pouco menos, que seja R$ 100 milhões. São R$ 100 milhões que deixam de sair do bolso de quem trabalha, para ir para o bolso de quem não estuda, nem trabalha" - Jair Bolsonaro

O presidente ainda associou a medida à conquista da "liberdade estudantil".

"Estou feliz também por poupar o trabalho de uma minoria que representa os estudantes. Eles nem vão trabalhar mais, afinal de contas, agora o seu tempo laboral será zero. Não teremos mais uma minoria para impor certas coisas em troca de uma carteirinha", afirmou Bolsonaro.

O secretário de Ensino Superior, Arnaldo Barbosa de Lima, diz que não vão faltar recursos para os jovens.

“Foi um erro histórico se manter distante dos nossos estudantes, dos nossos clientes. Não faltarão recursos para os nossos estudantes, não contingenciamos recursos da assistência estudantil”, disse Lima, sem citar os bloqueios de recursos para universidades e livros didáticos.

Ministro diz que espera desbloqueio de 1/3 da verba da Educação nos próximos 2 meses
Capes corta 5.613 bolsas a partir deste mês e prevê economia de R$ 544 milhões em 4 anos

Demissão

Em maio, uma polêmica sobre as carteirinhas levou à demissão do então presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Elmer Vicenzi.

O instituto é responsável pelas principais avaliações de grande porte do país, como o Enem e o Revalida. O MEC queria usar o banco de dados dessas inscrições para a emissão dos documentos estudantis.
O pedido de mudança nas regras de sigilo, para que esse acesso fosse liberado, chegou a ser feito por Vicenzi. Representantes de uma diretoria do Inep e da área jurídica emitiram pareceres contrários, e foram exonerados à época.

Por Mateus Rodrigues, G1

Após um ano, médico, policial e comerciante detalham facada em Jair Bolsonaro em Juiz de Fora

Registro do atendimento a Jair Bolsonaro na Santa Casa após o ataque durante campanha em Juiz de Fora — Foto: Reprodução GloboNews

Um dia que começou normal e passou por uma reviravolta para se tornar histórico. É assim que o gerente de uma lanchonete em Juiz de Fora, Ednei Ferreira, o cirurgião da Santa Casa de Misericórdia, Luiz Henrique Borsato, e o comandante do 2º Batalhão da Polícia Militar (BPM), tenente-coronel Marco Antônio Rodrigues Oliveira, se lembram de 6 de setembro de 2018.

Neste dia, o então candidato à Presidência da República, Jair Bolsonaro (PSL), foi esfaqueado por Adélio Bispo de Oliveira durante ato de campanha entre o Calçadão da Rua Halfeld e a Rua Batista de Oliveira, no Centro da cidade.

O tenente-coronel participou da prisão em flagrante de Adélio Bispo e da ação para removê-lo em segurança para a Delegacia da Polícia Federal da cidade. Ferreira trabalha na lanchonete onde Bolsonaro recebeu os primeiros socorros após ser esfaqueado. Borsato era o chefe da equipe de cirurgia do dia e participou da operação emergencial no político.

Eles contaram ao G1 e ao MG1 sobre as recordações e, nos casos do comandante e do cirurgião, como reagiram ao atentado que mudou o rumo do que seria apenas mais um dia de campanha na corrida eleitoral pela Presidência do país.

Participei de sete eleições e nunca houve nada parecido'

A frase é do comandante do 2º Batalhão da Polícia Militar (BPM), responsável pela segurança da região central de Juiz de Fora - o comandante, tenente-coronel Marco Antônio Rodrigues Oliveira. Em entrevista ao G1, ele comentou que no planejamento do trabalho relativo à ida do então candidato do PSL à cidade, o policiamento foi preparado para todos os locais previstos na agenda:
primeiro, em evento na Associação Feminina de Prevenção e Combate ao Câncer de Juiz de Fora (Ascomcer) e, depois, encontro com empresários e industriais no Hotel Trade e que eles agiram conforme a definição do que o político faria à tarde.

"Estava planejado, inicialmente, que ele iria se pronunciar apenas em frente à Câmara de Vereadores. Até então não tinha notícia de que ele iria descer o Calçadão. De qualquer forma, quando começou o deslocamento do Bolsonaro e apoiadores a gente colocou equipes à frente, atrás e dos lados. Já a segurança pessoal do candidato estava por conta da equipe de policiais federais", relatou tenente-coronel Marco Antônio Rodrigues Oliveira.

A facada e Adélio Bispo


O comandante contou que seguia com a parte do efetivo que vinha atrás da multidão que acompanhava o candidato, quando chegou a informação que mudou a tarde.

"Chegou a notícia: 'Bolsonaro sofreu um atentado'. As informações iniciais eram confusas, não dizia se ele tinha sido atingido por tiro ou facada. Primeiro, disseram que era tiro. Eu e toda a equipe nos deslocamos para o local. Os outros policiais que estavam ao lado e à frente da multidão e dois policiais federais conseguiram prender o Adélio Bispo e o levaram para uma sobreloja porque os apoiadores e simpatizantes do então candidato queriam matá-lo, gritavam palavras de ordem: 'uh, vai morrer, uh, vai morrer'", lembrou.

Ele destacou que a PM organizou um cordão de isolamento para controlar a multidão que "estava enfurecida". Com o efetivo presente e apoio dos militares do 2º Batalhão e da 4ª Companhia de Policiamento Especializado, que estavam de prontidão, foi organizado como o autor do atentado seria retirado do local.

"Foi feito um cordão de isolamento também em parte do calçadão para entrar com a viatura para colocar no xadrez e levá-lo em segurança para a Polícia Federal. Por causa disso não houve confronto nem contato dos simpatizantes do candidato com Adélio Bispo e conseguimos tirá-lo de lá sem que houvesse esse problema", acrescentou.

Ainda na sobreloja, o comandante conversou com o preso. "Perguntei por que ele fez isso. Ele falou que não concordava com as ideias do candidato Jair Bolsonaro. Vi que ele era natural de Montes Claros, estava em Juiz de Fora há poucos dias. Ele me falou que estava na pensão e, depois, nós estivemos lá com a Polícia Federal (PF) para buscar informações", disse.

No dia, o tenente-coronel não só atendeu à imprensa ainda no local como foi registrado descendo as escadas da sobreloja conduzindo Bispo até a viatura. Por isso, amigos e parentes queriam ouvir o relato dele e foi reconhecido, algum tempo depois, até por pessoas que ele não conhecia.

"Eu tive que contar esta história muitas vezes desde o fim de 2018. Como fiz academia de Polícia Militar em BH, tenho amigos em diversos estados. No dia, o telefone tocou direto, não consegui atender. Todo mundo querendo ouvir a história contada por mim. Até fui reconhecido em Caxambu por uma pessoa que viu a cobertura do caso e se lembrou de que eu conduzi o Adélio até a viatura", lembrou.

na PM há 29 anos. Foi uma experiência única, já passei ao longo da carreira por situações tensas como confronto em jogos do Cruzeiro e Atlético no Mineirão, rebeliões em presídios em Juiz de Fora na década de 1990. Participei de sete eleições presidenciais ao longo da carreira e nunca houve nada parecido. Esta foi a diferenciada", comentou.

"Foi inesperado porque historicamente nunca havia acontecido isso, um atentado a um candidato ao cargo máximo do Brasil, seja em Juiz de Fora e no país. Às vezes, digo aos meus filhos, que, quando eles tiverem filhos para contarem direito essa história. Que o vovô estava lá neste dia", destacou o comandante.

'Igual a esse dia, eu nunca vi'


"Era muita gente, uma multidão, assim incontrolável", esta foi a primeira lembrança do gerente de lanchonete Ednei Ferreira, ao ser questionado pela reportagem sobre do que se recorda dos acontecimentos de 6 de setembro de 2018. Ele trabalha no local que fica em uma das esquinas do Calçadão da Rua Halfeld com a Rua Batista de Oliveira.

A multidão era formada por apoiadores e simpatizantes do então candidato Jair Bolsonaro, que foi esfaqueado perto do estabelecimento. E isso transformou o que aparentava ser um dia normal de trabalho.

"Eu estava no caixa, o pessoal estava descendo na campanha do Bolsonaro. Aí quando começou tudo, não sei de onde apareceu tanta gente, de repente aquele tumulto. Eles vieram e deitaram ele para dar os primeiros socorros. Aí a multidão queria ver, então vieram empurrando tudo, subiam em cima do balcão", recordou.

Segundo ele, foi necessária a intervenção policial para retirar as pessoas do local e permitir o socorro ao candidato, que foi encaminhado para atendimento médico.

"A gente não sabia o que tinha acontecido. Soubemos depois. Foi tudo muito rápido. Aí a gente teve que fechar as portas por segurança. Era muita gente, não dava para controlar", comentou.

Um ano depois, segundo ele, não houve grandes mudanças no local. No entanto, alguns clientes ainda perguntam sobre o ataque a Bolsonaro.

"Segue normal. Só ficou a lembrança do fato que aconteceu. Vira e mexe vem pessoas de cidadezinhas de fora que param aqui para tomar um café e aí perguntam. Às vezes tira foto do lugar. Ficou marcado. Vivenciei isso tudo, eu e os meus colegas", resumiu.

'A gente tem noção do que representou aquela cirurgia'


No dia 6 de setembro de 2018, o cirurgião do aparelho digestivo, Luis Henrique Borsato, chefiava a equipe de plantão da cirurgia geral da Santa Casa de Misericórdia. Após duas operações na parte da manhã e a pausa para o almoço, ele recebeu uma ligação chamando para um atendimento de urgência.

"O paciente, senhor Bolsonaro, tinha dado entrada no setor de emergência do hospital vítima de um traumatismo abdominal por arma branca. Ele tinha sido atendido pela equipe de plantão da emergência, estabilizado e estava sendo levado para fazer uma tomografia em caráter de urgência. Desci, na companhia de outros dois colegas cirurgiões. Nós o encontramos realizando o exame", contou.

"A tomografia identificou a presença de grande quantidade de líquido dentro do abdômen. Dali do setor de radiologia, ele foi então conduzido para o centro cirúrgico para passar por uma cirurgia em caráter de urgência", lembrou.

Um ano depois, o cirurgião ressaltou que volta e meia responde a "uma pergunta frequente": por que o candidato não apresentou sangramento externo?

"Para um objeto longo e cortante atingir a veia intra-abdominal, que causou a hemorragia, tem que atravessar pele, gordura, uma camada espessa de musculatura, só aí penetra no interior do abdômen. Quando a ponta desse objeto lesa a veia e ele é retirado, o orifício na parede é pequeno e retilíneo, a musculatura contrai. Ele sangra para dentro do abdômen. Essa hemorragia é interna. Isso foi demonstrado na tomografia", explicou.

Em cerca de 20 anos de carreira, ele destacou que o caso clínico não era diferente de nada do que era feito no dia a dia na Santa Casa. O diferencial foi a identidade do paciente. Borsato conversou e relatou a um dos filhos e aos assessores o resultado do exame e a necessidade de uma intervenção imediata.

"Não houve por parte dessas pessoas, de assessores, de ninguém, pressão em cima nosso trabalho. Há quase 20 anos que eu trabalho com essa equipe. Nós abrimos uma ampla incisão abdominal, mais ou menos uns 30 centímetros longitudinal, para ter acesso ao abdômen, fazer os diagnósticos na hora ali das lesões e corrigi-las", comentou.

Ele ainda acrescentou que a atuação na sala de cirurgia não diferiu em nada dos outros atendimentos realizados no hospital. "O que diferiu foi o pós, a repercussão toda que esse caso gerou. Tinha meia Juiz de Fora no entorno do hospital, veículos de imprensa. Eu passei mais tempo dando entrevistas que realizando a cirurgia. Eu tive que dar depoimento de imediato para a Polícia Federal", acrescentou.

A atuação da equipe que realizou o atendimento na Santa Casa foi elogiada pelos médicos que deram sequência ao tratamento de Bolsonaro, no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, e recebeu agradecimento do próprio paciente, em um vídeo gravado ainda internado.

"Com os anos de experiência e seguindo protocolos preestabelecidos feitos no mundo inteiro, você tem uma linha de raciocínio e de atuação. Os elogios são bem vindos, mas não são só meus, a gente divide com a equipe toda. Poderia ter sido um outro cirurgião que estivesse chefiando a naquele dia e eu teria ajudado. Acho que o mérito é de todos", resumiu.

De acordo com o cirurgião, a equipe está ciente do impacto do atendimento ao então candidato Bolsonaro, mas destacou que isso não trouxe alterações ao cotidiano do hospital.

"É uma pergunta que eu tenho respondido com uma certa frequência. O que que mudou na minha vida depois disso. A gente tem noção do que representou aquela cirurgia, aquele atendimento, quem é essa pessoa que, depois, foi eleito Presidente da República. Mas a vida cotidiana do hospital, a minha, a dos colegas continua a mesma. A gente continua trabalhando, atendendo as pessoas da mesma forma", avaliou.

Doações para a Santa Casa
Por causa do atendimento, após ser eleito, Bolsonaro incluiu o hospital como destinatário de R$ 2 milhões em emenda parlamentar prevista para 2019. O valor é parte da verba de emenda individual a que ele tem direito no mandato atual de deputado federal. A informação sobre a destinação foi publicada no site da Câmara dos Deputados.

Em dezembro do ano passado, a Santa Casa divulgou que recebeu R$ 1,3 milhão em doações feitas até novembro por eleitores e simpatizantes de Jair Bolsonaro. Sobre emenda parlamentar prometida, a instituição explicou que o prazo para receber o recurso não acabou.

"A Santa Casa de Misericórdia de Juiz de Fora ainda não recebeu nenhuma das emendas impositivas destinadas a nós feitas por parlamentares em 2018. Acreditamos que até o fim de 2019 elas cheguem. Baseados em nossas experiências anteriores, os prazos estão dentro do esperado", esclareceu em nota.

Bolsonaro um ano depois

Após se recuperar do ataque, Bolsonaro foi eleito presidente no segundo turno das eleições de 2018.

Ele vai passar pela quarta cirurgia no abdome no próximo domingo (8), para corrigir hérnia que surgiu no local das intervenções anteriores.

Adélio: um ano depois

Preso logo após o ataque, Adélio Bispo de Oliveira confessou o ato. Dois dias depois, foi transferido para o presídio de segurança máxima de Campo Grande (MS), onde permanece, após ser considerado inimputável e ter determinada internação por tempo indeterminado.

Em 21 de setembro, a TV Integração mostrou imagens exclusivas do cinegrafista Rodrigo Soares que mostra Adélio Bispo de Oliveira tentando esfaquear Bolsonaro (PSL) minutos antes do atentado ocorrer em Juiz de Fora no dia 6 de setembro.

Ele foi indiciado pela PF por prática de atentado pessoal por inconformismo político, crime previsto na Lei de Segurança Nacional. O primeiro inquérito concluiu que o agressor agiu sozinho no momento do ataque e que a motivação “foi indubitavelmente política”.

Em maio deste ano, Adélio foi considerado inimputável pela Justiça por ter uma doença mental.

Em junho, a sentença do juiz Bruno Savino, da 3ª Vara Federal de Juiz de Fora, determinou a internação por tempo indeterminado no presídio federal onde está.

O Ministério Público Federal (MPF) e a defesa do presidente não recorreram e o processo foi encerrado em 12 de julho.

O caso ainda está em andamento. Nesta semana, a Polícia Federal (PF) solicitou a prorrogação, por mais 90 dias, do segundo inquérito que investiga “participação de terceiros ou grupos criminosos” no atentado ao político fora do local do crime. De acordo com o delegado Rodrigo Morais, o pedido é para que a instituição consiga apurar informações sobre o advogado Zanone Júnior, que defende Adélio Bispo dos Santos. Em interrogatórios, Adélio Bispo reafirmou que agiu sozinho.

Por G1 Zona da Mata e MG1

Petrolândia: Bar do Cabeludo realiza 1°Show de Calouros neste sábado (7), na Quadra 13


Neste sábado, 7 de setembro, acontecerá o 1° Show de Calouros no Bar do Cabeludo, localizado em frente à Praça da Quadra 13, em Petrolândia, a partir das 16h00.

Premiação: 1° Lugar 200,00 e 2° Lugar 100,00. As inscrições custam R$ 15,00.

Após o concurso de calouros, a partir das 21h00, ainda haverá apresentações de Detinho do Acordeon, Jamison Sandes e Kinho dos Teclados.

A entrada é gratuita.

Blog de Assis Ramalho
Com informações dos organizadores

Ronaldinho Gaúcho e Amado Batista são nomeados embaixadores do Turismo


O ex-jogador de futebol Ronaldinho Gaúcho, de 39 anos, foi nomeado nesta quinta-feira como novo embaixador do turismo do governo de Jair Bolsonaro (PSL). A intenção do Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur), que integra o ministério, é de promover a imagem do Brasil no exterior. Para isso, foram escolhidas pessoas com histórico fora do país.

Segundo o governo, a ajuda dos embaixadores será voluntária. Nesta quinta-feira, além de Ronaldinho, o cantor Amado Batista também foi nomeado como representante, na sede do Embratur, em Brasília. O ex-jogador demonstrou orgulho da escolha.

“Espero continuar por aí, em todo lugar do mundo onde eu passo, falando bem do nosso país, convidando o mundo todo a vir para o nosso país. Então, é motivo de motivo orgulho”, disse, à TV Brasil.

Ronaldinho atuou profissionalmente entre 1998 e 2015. Ele iniciou a carreira no Grêmio e passou por Paris Saint-Germain-FRA, Barcelona-ESP, Milan-ITA, Flamengo, Atlético, Querétaro-MEX e Fluminense. “R10” esteve na Seleção Brasileira entre 1999 e 2013.

O ex-meia-atacante conquistou títulos como Copa do Mundo, Liga dos Campeões, Copa Libertadores, Campeonato Espanhol, Campeonato Italiano e uma medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de Pequim. Ronaldinho foi eleito, pela Federação Internacional de Futebol (Fifa), o melhor jogador do mundo em 2004 e 2005.

Problemas com passaporte
O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJ-RS) determinou, em 2 de novembro de 2018, a apreensão dos passaportes de Ronaldinho e de seu irmão e empresário, Roberto Assis Moreira, em função da ausência de pagamento de dívida por dano ambiental, em Porto Alegre.

Os irmãos foram condenados em 2015 pela construção ilegal de um trapiche, com plataforma de pesca na orla do Guaíba, em Área de Preservação Permanente (APP), onde eles têm uma casa. O valor das multas e indenizações chega a R$ 8,5 milhões. Eles foram intimados por edital em junho de 2017. Desde então, não fizeram o pagamento.

Na última segunda-feira, Ronaldinho e Assis pediram a liberação de passaportes, que foi negada pelo Supremo Tribunal Federal - STF.

Embaixador do Barcelona

Em fevereiro de 2017, Ronaldinho foi apresentado como embaixador do Barcelona. Entretanto, após declarar apoio ao então candidato Bolsonaro, o “Bruxo” deixou de participar de alguns eventos representando o clube catalão. Ele reapareceu na China, em 26 de outubro, um dia antes da eleição presidencial, e voltou a participar de ações relacionadas ao Barça.

Na época, o porta-voz do clube, Josep Vives, comentou o caso: “No Barça, defendemos valores democráticos que não coincidem com algumas ideias que temos escutado sobre esse candidato. Nós, como democratas, respeitamos a todos. Neste caso, respeitamos a opinião de Ronaldinho. Não compartilhamos de muitas destas ideias, mas respeitamos a liberdade de pensamento”.

Por: Estado de Minas

Petrolândia: Árvores de grande porte causam transtornos e riscos; Prefeitura "nem tchum"


É cansativo debater, novamente, este assunto no Blog de Assis Ramalho. Mas, como providências só são tomadas após uma polêmica ou um acidente, trazemos o assunto de novo à tona. As árvores de grande porte espalhadas pela Prefeitura de Petrolândia nos canteiros das avenidas continuam a causar transtornos e riscos.

A poda do neem não é feita com a regularidade ou a técnica necessária para manter durante muito tempo as árvores longe dos fios de energia elétrica e cabos de telefone e Internet, e as copas das árvores crescem para todos os lados, inclusive para baixo. Menos espalhafatosas, as algarobeiras apenas tocam os fios próximos.

Enquanto árvores nativas são sumariamente abatidas com podas drásticas, supostamente por representarem risco de danificar um muro ou, em caso extremo, atingir um limitado grupo de pessoas, outras árvores, que ostensivamente colocam em risco telecomunicações e energia elétrica de uma grande área, têm apenas "as pontas aparadas" e crescem sem nenhum controle por parte dos órgãos responsáveis.

As fotos acima foram tiradas na Avenida Prefeito José Gomes de Avelar.

Redação do Blog de Assis Ramalho

Tacaratu-PE: Banco do Nordeste apresenta benefícios da Lei de Regularização de Dívidas no município

 


O Banco do Nordeste participou nesta quinta-feira, 05/09/2019, no município de Tacaratu – PE, no espaço do Romeirão, reunião do CMDRS – Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural Sustentável. O objetivo da reunião foi apresentar os benefícios da Lei do Governo Federal nº 13.340/2016, que concede descontos especiais nas dívidas rurais que podem chegar a até 95%, nos casos de contratos realizados até o ano 2006, no valor original até 15.000, (quinze mil reais). Para os contratos realizados no período de 2007 a 2011, as condições de liquidação incluem desconto de até 50%.

O Agente de Desenvolvimento do BNB, Adelmo Azevedo, informou que foi um privilégio de participar da reunião do CMDRS, conhecer as demandas dos agricultores familiares e apresentar os benefícios e as condições especiais para liquidação ou renegociação de dívidas com base na Lei nº 13.340/2016. Acrescentou que representa uma oportunidade única para os agricultores recuperar a sua capacidade produtiva. O agente do Banco usou a frase do presidente do BNB “Essa lei representa, um resgate de dignidade, pois, com a operação renegociada, o produtor volta ao mercado de crédito e pode novamente investir no aumento de sua produção”.

No município de Tacaratu -PE, temos 790 operações com enquadramento na Lei, representa um volume de R$ 2.680.000,(dois milhões e seiscentos e oitenta mil reais). Os investimentos no município pelo BNB são expressivos, somente pelo programa AGROAMIGO, em 2017, foram 950 famílias atendidas, com recursos na ordem de R$ 4.270.052,14, no ano de 2018, foram 411 famílias atendidas, recursos na ordem de R$ 2.044.847,43.

A meta do Banco é aumentar ainda mais esses números, o município de Tacaratu tem muito potencial em todos os setores produtivos, no artesanato, no turismo e agropecuária. Estamos buscando parcerias, nos aproximando das entidades representativas, CMDRS, STR, IPA e nos colocamos à disposição da Prefeitura Municipal para realizar parcerias, uma seria criar a Lei Municipal, de incentivo aos agricultores familiares do Pronaf de baixa renda, Pronaf-B, para liquidação de suas dívidas e renegociação, reforçou Adelmo.

Na oportunidade, também foi apresentado às ações do Programa PRODETER-BNB e ROTA DO CORDEIRO, do Comitê Gestor Territorial da Ovinocaprinocultura do Polo Itaparica, foi destacado a implantação do abatedouro frigorífico certificado no município de Floresta, que serão com recursos do governo federal, através do MAPA - Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e MDR - Ministério do Desenvolvimento Regional, em parceria com a CODEVASF, que vai executar as obras do empreendimento, ação considerada estratégica, que foi escolhida como de maior impacto pela importância estruturadora da Cadeia Produtiva da Ovinocaprinocultura em toda região do polo do Sertão de Itaparica.

Concluindo, solicitou para Secretaria de Agricultura e IPA, realizar um levantamento e seleção de 30 produtores, criadores de caprinos e ovinos para fazer parte da integração da Rota do Cordeiro, com outros criadores do Programa PRODETER - BNB e SEBRAE-PE.

A reunião contou com a representante da Previdência Social, Marle Karine de Carvalho Lima, que fez uma apresentação dos serviços prestados ao cidadão pelo INSS. A mesma fez um debate tirando as dúvidas do público presente à reunião, se colocando a disposição das comunidades e associações para fazer atendimentos itinerantes, concluiu distribuindo uma cartilha de Serviços ao Cidadão ofertados pela Previdência Social.

Público: 25 pessoas, Sindicato dos Trabalhadores Rurais, IPA, Previdência Social, membros do CMDRS e Secretária de Agricultura e diversas lideranças de assentamentos e associações de agricultores familiares.






Por Assessoria de Comunicação
Banco do Nordeste

Petrolândia: Rogger Olímpio agita a sexta-feira no Maria Fumaça, que divulga a programação do final de semana - confira


O Bar e Restaurante Maria Fumaça, fazendo cada vez melhor na avenida da Orla Fluvial de Petrolândia, divulgou a agenda de apresentações musicais deste final de semana.

Confira

Sexta-feira, véspera do feriado de 7 de setembro/2019. :Rogger Olímpio (21h00)

Sábado (07/09): Keven Vip (21h00)

Domingo (08/09): Edy Ferreira (13h00) e Kinho dos Teclados (17h00)

Maria Fumaça, o point da culinária regional e programação musical na Orla Fluvial de Petrolândia. Contato: 87 3851-0376 Acompanhe no Instagram @mariafumaca.oficial

Blog de Assis Ramalho
Com informações do Maria Fumaça

Petrolândia: Atacado Sanfrancisco - Supermercado avisa que irá funcionar neste sábado, 7 de setembro



O Atacado Sanfrancisco - Supermercado, localizado na Avenida Auspício Valgueiro de Barros, na Quadra 12 de Petrolândia, avisa que irá funcionar neste sábado (07/09/2019).


Redação do Blog de Assis Ramalho
Informação:Assessoria do Supermercado Atacado Sanfrancisco
Fotos: Assis Ramalho/BlogAR

Petrolândia: Farmácia Dehon comemora aniversário de 2 anos e vai sortear com seus clientes uma moto 0km

 

No último dia do ano a Farmácia Dehon de Petrolândia irá realizar sorteio de uma moto Honda Pop 0km, em alusão ao seu 2º ano de aniversário na cidade. Nas compras no valor a partir de R$ 20,00, os clientes ganham um cupom para concorrer ao sorteio que se realizará no dia 31 de dezembro/2019.

A Farmácia DEHON foi inaugurada em Petrolândia em 25 de agosto de 2017. Com a nova loja, as Farmácias Dehon passaram a ter sete pontos de atendimento à população pernambucana, sendo três lojas em Águas Belas, duas em Garanhuns e uma em Bom Conselho, no Agreste Pernambucano. Petrolândia marca a expansão das Farmácias Dehon ao Sertão de Pernambuco.

As Farmácias Dehon são um empreendimento familiar, dirigido por Jailton, Danúbia e Sandreane. A gerente de Petrolândia é Gleise.

A Farmácia DEHON agradece a preferência dos clientes!

O horário de funcionamento da Farmácia Dehon em Petrolândia é das 7 às 22h00, de segunda a sábado, e das 9 às 21h00, aos domingos e feriados.

Farmácia DEHON - o caminho da saúde!

Qualidade do atendimento na farmácia DEHON é norma da empresa




  

  

Gleise - gerente da Farmácia DEHON em Petrolândia