domingo, 19 de abril de 2020

Prefeitura de Petrolândia parabeniza todos os Índios pelo seu dia


Parabéns a todos os índios pelo dia de hoje - 19 de abril - em especial os Índios Pankararus que fazem parte do nosso município e merecem todo o nosso reconhecimento pelo cuidado com a natureza e todo o nosso respeito, não só hoje, mas todos os dias.

Assessoria de Comunicação
Prefeitura de Petrolândia

Petrolândia: Petroclínica realiza Endoscopia Digestiva Alta nesta segunda-feira (20); faça seu agendamento


Endoscopia Digestiva Alta é na Petroclínica! Nesta segunda-feira (20 de abril de 2020) não perca a oportunidade de realizar seu exame e cuidar da sua saúde, com médicos supercompetentes! !

Horário marcado, seguindo as normas de biossegurança, para garantia da sua saúde! Atendimento pelo Alfa Saúde!

Agende já a sua!
Fones : 87 3851-2333/ 87 998050774

A Petroclínica fica situada na Rua José Benedito da Silva (Por trás da Eletroléo), no centro de Petrolândia.


A Petroclínica também informa atendimento de segunda a sábado com os cirurgiões dentistas Bruna Lopes e Igaro Cordeiro.

A Petroclínica respeita você e sua saúde!! Consultas com horário marcado para sua segurança e conforto ! Agende já a sua!

Fones : 87 3851-2333 / 87 998050774

Preventivo com câmara também é na Petroclínica com a Enfa: Joane Barbosa

A Petroclinica conta com uma equipe totalmente qualificada para cuidar da sua saúde:

Veja abaixo a relação dos demais profissionais que atendem na Petroclínica.

*Dr Rommel Alencar- fisioterapia em geral
*Dra Nubia Lopes - ginecologia e ultrassonografia
*Joane Barboza - preventivo com câmera, depilação a Luz intensa pulsada e drenagem linfática
*Dr Alexandre Salomao - Endoscopia Digestiva alta/ gastroenterologia
*Dr Igaro cordeiro - cirurgião dentista (canal em sessão única )
*Dra Cicero Elisane- fisioterapia em geral e a domicílio
*Dra Socorro Carvalho- ginecologia e ultrassonografia em geral
*Dr Italo Porto -psicologia
*Dra Lariça Bulhoes - pediatria e dermatologia clinica
* Dr Marcos Bispo -Endoscopia digestiva/ gastroenterologia
*Dr Emílio Araújo- psiquiatria
*Dr Magnun Aurélio - clínico geral
*Dra Andreza carvalho -psicologia
*Dra Gizele Rodrigues- nutricionista
*Vicente Monteiro- otorrinolaringologia
*Dra Bruna Lopes - cirurgiã dentista

A Petroclínica também realiza Mamografia Digital


Da Redação do Blog de Assis Ramalho

Boletim de domingo [Covid-19-PE] :Sobe para 216 o número de mortos pelo coronavírus em Pernambuco


A Secretaria Saúde de Pernambuco (SES-PE) informou, neste domingo (19), que mais 11 pessoas morreram no Estado vítimas do novo coronavírus. Com isso, o número total de óbitos pela doença subiu para 216. Agora, Pernambuco totaliza 2.459 casos confirmados da covid-19.

As novas mortes confirmadas laboratorialmente ocorreram entre os dias 13 e 18 de abril, sendo as vítimas seis homens e cinco mulheres com idades entre 19 e 97 anos.

Curados

De acordo com a SES-PE, a quantidade de pessoas curadas da doença subiu para 96 neste domingo (19).

Vagas de UTIs

Nesse sábado (18), o governador de Pernambuco Paulo Câmara destacou a importância da oferta de novas vagas de UTIs, entregues esta semana. Com a entrada em operação do antigo Hospital Alfa em Boa Viagem e a abertura de novas vagas na Maternidade Brites de Albuquerque, em Olinda, essas unidades se juntam ao Hospital Universitário Oswaldo Cruz como principais centros de referência no Estado para tratar os pacientes da Covid-19. No total, o estado já disponibilizou 564 leitos, sendo 270 de UTI.

Por Diário de Pernambuco
JC

Bolsonaro discursa em Brasília a manifestantes que pedem intervenção militar 'Acredito em vocês'

Bolsonaro discursa para manifestantes que fizeram ato em Brasília pela intervenção militar

O presidente Jair Bolsonaro discursou neste domingo (19) durante um ato em Brasília que defendia medidas ilegais, como a intervenção militar.

O discurso ocorreu em frente ao Quartel General do Exército e na data em que é celebrado o "Dia do Exército".

Dezenas de simpatizantes se aglomeraram para ouvir o presidente, contrariando as orientações dadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para evitar a propagação do coronavírus.

Essa foi a maior aglomeração provocada pelo presidente desde o início da adoção de medidas contra a pandemia no Brasil.

Pouco depois, Bolsonaro postou em uma rede social um trecho do discurso em que diz aos manifestantes:

"Eu estou aqui porque acredito em vocês. Vocês estão aqui porque acreditam no Brasil."

Entre os apoiadores do presidente, alguns carregavam faixas pedindo "intervenção militar já com Bolsonaro". As faixas tinham o mesmo padrão e pareciam ter sido feitas em série.

Até as 15h50, o Congresso e o Supremo Tribunal Federal (STF) não haviam se manifestado sobre o discurso do presidente.

Bolsonaro discursou de cima de uma caminhonete. Ele voltou a criticar o que chamou de "velha política" e disse que "todos" precisam entender que estão "submissos à vontade do povo brasileiro."

"Todos no Brasil têm que entender que estão submissos à vontade do povo brasileiro. Tenho certeza, todos nós juramos um dia dar a vida pela pátria. E vamos fazer o que for possível para mudar o destino do Brasil. Chega da velha política", afirmou.

O presidente também disse que "acabou a época da patifaria" e que ele e os apoiadores não querem "negociar nada".

"Nós não queremos negociar nada. Nós queremos é ação pelo Brasil. O que tinha de velho ficou para trás. Nós temos um novo Brasil pela frente. Todos, sem exceção, têm que ser patriotas e acreditar e fazer a sua parte para que nós possamos colocar o Brasil no lugar de destaque que ele merece. Acabou a época da patifaria. É agora o povo no poder."

Bolsonaro afirmou aos manifestantes que podem contar com ele "para fazer tudo aquilo que for necessário para que nós possamos manter a nossa democracia e garantir aquilo que há de mais sagrado entre nós, que é a nossa liberdade".

Mais cedo, os apoiadores de Bolsonaro fizeram uma carretada por Brasília e passaram na Esplanada dos Ministérios, onde também fica o prédio do Congresso.

Demissão de ministro e embate com governadores

Na semana passada, Bolsonaro demitiu o então ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, depois de embate público envolvendo medidas de restrição social para combate à pandemia do novo coronavírus.

Contrariado pela defesa de Mandetta das medidas de isolamento pregadas pela OMS, nas últimas semanas Bolsonaro fez passeios por Brasília, que geraram aglomeração de pessoas.

O presidente também tem criticado governadores que adotaram medidas de restrição de movimentação de pessoas, entre eles o de São Paulo, João Doria, e o do Rio de Janeiro, Wilson Witzel.

Bolsonaro chegou a editar uma Medida Provisória para concentrar o poder de aplicar medidas de restrição durante a pandemia. Entretanto, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu que os estados também têm poder para aplicar regras de isolamento.

Também na semana passada, Bolsonaro criticou o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, a quem acusou de estar conduzindo "o Brasil para o caos".

A crítica de Bolsonaro a Maia ocorre em meio à votação pelo Congresso de medidas econômicas para enfrentamento da crise gerada pela pandemia do novo coronavírus.

Uma dessas medidas, já aprovada pela Câmara mas que ainda aguarda análise do Senado, obriga o governo federal a compensar os estados e municípios por perdas de arrecadação nos próximos meses. Bolsonaro e sua equipe são contra essa medida, que é defendida por Maia.

Por G1 — Brasília

Inajá-PE: Leonardo Martins celebra a importância da cultura indígena


19 de Abril — Dia do Índio

É impossível planejar o futuro de Inajá, sem pensar nas pessoas que fizeram e fazem a nossa história. Parabéns aos povos indígenas da nossa terra. #LeonardoMartins #Inajá #DiaDoÍndio.

Por que celebrar o Dia do Índio?

A celebração do Dia do Índio tem como propósito também a preservação da memória e a reflexão crítica nas universidades, escolas e demais instituições semelhantes sobre o passado da relação de dominação e conquista das civilizações europeias no continente americano

Leonardo Martins

Após troca de tiros, polícia recupera carga roubada na BR 232, entre Sertânia e Flores, no Sertão de Pernambuco





Dois caminhões carregados com caixas de remédios roubados foram recuperados neste sábado (18), em uma ação conjunta da Polícia Rodoviária Federal(PRF) e Polícia Militar (PM), na BR 232, em Sertânia e Flores, no Sertão de Pernambuco. Os veículos haviam sido roubados por homens armados em dois carros adulterados.

Agentes da PRF receberam informações sobre os crimes e solicitaram apoio da Polícia Militar para localizar os caminhões. O primeiro veículo foi encontrado no quilômetro 312 da rodovia, em Sertânia, e o outro foi encontrado em uma estrada de terra, próximo ao quilômetro 356, em Flores.

Quando os policiais militares localizaram o segundo veículo, os assaltantes estavam transferindo a carga para um terceiro caminhão com registro de roubo. Os criminosos atiraram na viatura e correram para a vegetação, mas toda a carga foi recuperada.

Os motoristas dos veículos estavam sendo mantidos reféns dentro do baú do segundo veículo. No local, foram encontrados os dois carros utilizados no roubo, ferramentas, dois rádios comunicadores e um jammer, dispositivo utilizado para bloquear o sinal do rastreador do caminhão.

Os veículos foram encaminhados à delegacia de Polícia Civil de Custódia e os proprietários foram ao local, para reaver os caminhões e a mercadoria.

Por Farol de Notícias
Com fotos e informações da PRF

Petrolândia: Veja as 20 notícias mais acessadas da semana do Blog de Assis Ramalho


Neste domingo - 19 de abril de 2020, o Blog de Assis Ramalho agradece aos milhares de acessos da semana, e publica a relação das 20 notícias mais lidas no período de 12 a 18/04/2020 [de domingo a sábado]. veja abaixo

Petrolândia: Serviço de formatação em domicílio por preço acessível e rápido é com Cássio Jhonny


Seu computador está lento? Travando ou com vírus e não pode sair de casa? Agora você pode contar com os serviços de Cássio Jhonny, facilitando sua vida com um trabalho de qualidade sem que você precise sair de casa, serviço de formatação, limpeza, instalações de programas e melhoramento de desempenho, tudo isso por um preço acessível e rápido.

Entre em contato pelo telefone (87) 99612-9879 e garanta o melhor da cidade com qualidade e segurança.

Da Redação do Blog de Assis Ramalho

Bacia dos Sertões de Crateús (CE) tem maior recuperação hídrica em 2020 - Após quase uma década de seca severa, três dos 10 reservatórios que compõem a Bacia estão sangrando

O Açude Colina, em Quiterianópolis, é um dos 33 reservatórios que estão sangrando no Estado

Com uma recarga de aproximadamente 300 milhões de metros cúbicos de água, a Bacia dos Sertões de Crateús registrou até agora, em termos percentuais, a maior recuperação hídrica do Ceará neste ano. Após quase uma década de seca severa, três dos 10 reservatórios que compõem a Bacia estão sangrando e a maioria recebeu aporte importante para garantia hídrica das cidades abastecidas. Com essa melhoria, possibilitada pelos bons volumes pluviométricos dos meses iniciais de 2020, mais de 250 mil cearenses, que vivem em nove municípios atendidos pela Bacia, foram beneficiados.

A Bacia iniciou o ano com acúmulo de apenas 5,4%, volume que saltou para 44,46% até ontem (18), conforme dados da Cogerh. O último ano com boas chuvas na região havia sido 2009.

"Nós chegamos a ter, na Bacia, só 1,7% ao fim de uma quadra chuvosa, em 2017. Neste ano, nós estamos com 44,4%, o que representa quase metade da capacidade e isso é muito animador", avalia Bruno Rebouças, diretor de Operações da Cogerh.

Apesar disso, o representante adverte que a situação precisa ser analisada com cautela e a longo prazo. "Temos que observar que vivemos em uma região semiárida, e que um dos aspectos mais relevantes nesse contexto é justamente a má distribuição da chuva no tempo e no espaço", aponta. Exemplo disso é o Açude Barra Velha, em Independência, que segue com volume morto, com menos de 1% da capacidade. Hoje, o Município depende da transferência de água dos reservatórios Cupim e Jaburu II, também na Bacia dos Sertões de Crateús.

Aporte

Os reservatórios Barragem do Batalhão e Carnaubal, ambos localizados no município de Crateús, e o reservatório Sucesso, em Tamboril, excederam sua capacidade e permanecem sangrando desde março. Além deles, o Colina, em Quiterianópolis, também está sangrando, conforme dados da Cogerh. No início do ano, os quatro reservatórios estavam com volume em 30,20%, 4,39%, 54,24% e 44,23%, respectivamente. O bom aporte destes quatro açudes beneficia diretamente mais 118 mil habitantes das cidades acima mencionadas.

Cenário semelhante

A Bacia do Banabuiú, também localizada na Mesorregião do Sertão Central, que historicamente recebe as menores precipitações do Estado, igualmente acumulou recarga importante neste ano. "Iniciamos 2020 com 155 milhões de metros cúbicos e tivemos um aporte de pouco mais de 96 milhões, o que é muito significativo", ressalta Paulo Ferreira, gerente regional da Cogerh em Quixeramobim. "Isso se deu em várias regiões da bacia, o que possibilitou que açudes que estavam com volume morto ou completamente secos desde 2015 voltassem a ter recargas".

Neste cenário, o gerente destaca quatro reservatórios. "O Vieirão, que abastece Boa Viagem, estava seco no início do ano e teve aporte de 2,870 milhões de metros cúbicos. Outro que estava completamente seco era o Serafim Dias, que abastece Mombaça, hoje, próximo a 1 milhão/m³. Também o Pedras Brancas, que abastece Quixadá e Quixeramobim, que estava com 35 mi e agora conta com 45 mi", detalha.

Mesmo diante das boas recargas, Bruno Rebouças diz que ainda não é momento para deliberar o uso da água para agricultura. Ele cita, novamente, o histórico de baixos volumes na região e explica que é preciso chegar ao fim da quadra chuvosa para decidir sobre a utilização do líquido.

"Passado este período, os comitês de bacia deliberam sobre o uso da água e como ela vai ser distribuída para atender os usos múltiplos, sempre priorizando o abastecimento humano", destaca Rebouças.

O objetivo destes encontros semanais é preservar e otimizar a água nos açudes do Ceará.

Por Diário do Nordeste

Remédio contra a Covid-19 pode estar pronto no meio de maio, diz Ministro de Ciência


Em entrevista à rede de televisão CNN, o Ministro de Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTIC), Marcos Pontes, estipulou que o medicamento que obteve 94% de sucesso contra o coronavírus em ensaios de laboratório feitos por cientistas brasileiros pode estar disponível para a população na metade de maio, caso tenha êxito na fase final de testes.

Ao todo, sete hospitais participam do protocolo de pesquisa do medicamento.

Os médicos administrarão a droga aos pacientes durante cinco dias, mas as pessoas estudadas permanecerão internadas por duas semanas, quando ficarão em observação e passarão por exames para comprovar a eficácia do medicamento, que já é utilizado para o tratamento de outras doenças.

Apresentando eficácia, o medicamento é então submetido à ANVISA, que será a responsável por permitir que ele seja prescrito para pacientes com a Covid-19.

Por Diário de Pernambuco

Sem conseguir UTI, técnica em enfermagem de 30 anos morre em Hospital em Vitória de Santo Antão-PE

Williane Maily Lins dos Santos tinha 30 anos, era saudável, nunca fumou, e começou a sentir sintomas de uma laringite há duas semanas - FOTO: Arquivo Pessoal

A abertura de novas vagas de UTIs em Pernambuco para atender casos graves de covid-19 não está sendo suficiente para suprir a demanda de pessoas que precisam de terapias intensivas. Pelo menos é o que denuncia amigos e familiares da técnica em enfermagem Williane Maily Lins dos Santos, de 30 anos, que morreu na noite da sexta-feira (17/4), no Hospital João Murilo, em Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata pernambucana, suspeita de ser mais uma vítima do coronavírus. Williane, que deixou uma filha de seis anos, lutava pela transferência para uma unidade de terapia intensiva desde a manhã da quinta-feira (16), quando o quadro do que parecia ser uma grave laringite se agravou, após duas semanas de sintomas. Foram mais de 24 horas tentando uma transferência. Quando surgiu uma UTI - disponibilizada num hospital privado do Recife - era tarde demais. Às 23h45 a técnica em enfermagem teve uma parada cardíaca e faleceu.

Ela era uma mulher jovem, sem qualquer problema de saúde, nunca foi tabagista, era saudável, trabalhadora. Não sou Deus para dizer que ela iria sobreviver, mas possuía grandes chances. Trinta anos sem patologias. Uma UTI a salvariaSuzana Melo, médicam chefe e amiga da vítima

A médica nefrologista Suzana Melo, chefe e amiga de Williane Maily Lins dos Santos, é quem está à frente das denúncias em nome da família da técnica. A mãe, a fisioterapeuta Maria Soares Lins Pereira, está inconsolável e revoltada. Não conseguiu conversar com a reportagem. Segundo denuncia a médica, a Central de Regulação de Leitos de Pernambuco complicou todo o procedimento de transferência da paciente do Hospital João Murilo para o Recife. A informação oficial era de que não havia vagas de UTIs disponíves na capital e que pelo menos 60 pacientes aguardavam uma transferência na frente de Williane. “E eu, como médica, tinha a informação de que havia UTIs disponíveis tanto no antigo Hospital Alfa, recém transformado em unidade referência do tratamento da covid-19, como em unidades privadas. Falei com diversos médicos coordenadores dessas UTIs e eles me garantiram que havia vagas sim, mas que só poderiam receber a paciente se fosse pela central. Quando vieram identificar uma vaga, no Hospital São Marcos, ela já estava morta. É tudo muito, muito triste e revoltante”, lamenta Suzana Melo.

A angústia da médica se justifica no fato de que foi a ela que Williane Maily implorou por socorro. Não queria morrer. Como profissional de saúde, começou a perceber que a laringite era algo maior quando a falta de ar e o cansaço se agravaram. Já tinha buscado atendimento em postos de saúde, mas recebia a prescrição de antibióticos (versões de amoxicilina) e era encaminhada para casa. Estava assim há duas semanas. Na quinta-feira, já com muita dificuldade para respirar, procurou novamente o posto de saúde. Foi quando a encaminharam para o Hospital João Murilo, onde ficou internada, mas sem conseguir ser entubada para facilitar a respiração. “A família já estava assustada, ela também. Percebiam, por serem da área, que era a covid-19 e que ela deveria ser entubada mediatamente. Ela me mandou um vídeo às 8h30 da sexta-feira, num estado muito grave, quase sem conseguir respirar. Ela era uma mulher jovem, sem qualquer problema de saúde, nunca foi tabagista, era saudável, trabalhadora. Não sou Deus para dizer que ela iria sobreviver, mas possuía grandes chances. Trinta anos sem patologias. Uma UTI a salvaria”, afirma a médica.

Ela amava demais o que fazia. Já trabalhou em vários hospitais. Era uma profissional prudente. Não desconfiava em momento algum que era covid-19. Achava que era gripe, infecção de garganta. Fez tratamento, mas não melhorava. Demoraram demais para entubá-la no hospital e ainda mais tempo para arrumar uma UTIAbimael Francisco Pereira, padrasto da vítima

A demora da equipe do Hospital João Murilo em decidir pela entubação da paciente também foi duramente criticada pelos familiares e pela médica. Quem acompanhou o processo conta que, já na noite de sexta-feira, poucas horas antes de a vítima falecer, o médico não conseguiu a entubação rápida. “A família alertou que ela precisava ser entubada imediatamente desde a quinta-feira, mas não foi atendida. Só a entubaram na noite da sexta-feira, quando ficou tarde demais”, lamentou a médica Suzana Melo.

Williane Maily era técnica de enfermagem na Clínica do Rim de Vitória de Santo Antão, onde nove profissionais de saúde estão afastados com suspeita de contaminação pelo coronavírus. Apesar das idas a um posto de saúde na cidade, a técnica em enfermagem só foi tratada como possível vítima da covid-19 quando chegou ao hospital. Mas nenhum teste foi feito. Somente depois do óbito realizaram a testagem, cujo resultado ainda não saiu. A reportagem do JC não conseguiu contato com o Hospital João Murilo. Já a Secretaria Estadual de Saúde (SES) explicou que a paciente deu entrada na unidade de VSA com um quadro moderado de Srag (Síndrome Respiratória Aguda Grave), mas que se agravou. Garante que, diante desse agravamento, foi solicitada uma vaga de UTI à Central de Regulação de Leitos, disponibilizado ainda na noite do mesmo dia em um hospital privado. “Infelizmente a paciente teve uma piora súbita antes que fosse possível realizar a transferência”, diz a nota oficial.

Lembrou, ainda, que o governo de Pernambuco tem se esforçado em ampliar a rede de assistência para o atendimento de pacientes suspeitos e confirmados da covid-19. Que diariamente novos leitos estão sendo abertos. “Em pouco mais de 30 dias, o Estado já conta com mais de 600 vagas dedicadas exclusivamente para a doença, sendo 307 de UTI”. A ocupação dessas UTIs, entretanto, já está em 95% da capacidade.


ENTREVISTA/ABIMAEL PEREIRA

O padrastro de Williane Maily Lins dos Santos, o também técnico em enfermagem Abimael Francisco Pereira, ainda não acredita no que aconteceu. Que perdeu a enteada tão rapidamente por não ter conseguido uma UTI. Bastante abalado, ele conversou com o JC pelo Whatsapp.

JC - Qual o sentimento da família?
ABIMAEL - De revolta. A mãe dela está sem condições de falar. Desde a manhã do dia 17 que estavam atrás de leito e pedindo que a entubassem. Mas só vieram entubá-la quando surgiu a vaga, já na noite em que faleceu. Quando a entubaram ela teve uma parada cardíaca.

JC - Williane desconfiava que poderia estar com a covid-19?
ABIMAEL - Em nenhum momento ela desconfiou. Achava que era uma gripe, uma infecção de garganta. Fez tratamento por duas semanas, mas não melhorava. Quando começou a sentir falta de ar pediu ajuda. Mas a ajuda demorou muito. Era para terem levado ela logo pela manhã para a UTI, assim que chegou ao hospital. Porque se tivessem entubado mais cedo talvez ela não tivesse morrido.

JC - Ela tinha medo, fazia queixas?
ABIMAEL - Ela amava demais o que fazia. Já trabalhou em vários hospitais. Era uma profissional prudente.

Assim como as vítimas das fotos, a técnica em enfermagem teve um enterro rápido, sem direito a velório ou despedida da família - Foto: AFP

Por Roberta Soares
Jornal do Commercio

Barragem de Sobradinho, no rio São Francisco, beira 90% do volume útil


O Aproveitamento Hidrelétrico de Sobradinho, localizada na Bahia e instalada no rio São Francisco, a cerca de 40 km de Petrolina, no Sertão de Pernambuco, começou o final desta semana (18 de abril) beirando 90% da sua capacidade, de acordo com a Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf).

A previsão da Chesf é de que o volume útil do reservatório atinja 87,64% neste sábado (18) e 88,11% neste domingo (19). Quanto a defluência, que é a quantidade de água liberada, está com vazão de 1.600m³/s (metros cúbicos por segundo). Regularmente, a vazão é de 2.060 m³/s.

De acordo com o diretor de operações da Chesf, João Henrique Franklin, a causa do aumento de volume foram as chuvas deste último período úmido. "Desse último ciclo, que começou em novembro de 2019 e está encerrando em maio de 2020, nós não podemos reclamar, foi um período de muita chuva, o que possibilitou acumulação", destacou. A última vez que o reservatório ultrapassou 80% foi em 2012.

No dia 1º, a usina hidrelétrica de Sobradinho começou a operar pela primeira vez sem limite máximo para vazão de água liberada em um mês de abril desde 2013. No último mês, também foi a primeira vez que o maior reservatório da bacia do rio São Francisco entrou na faixa de operação Normal — quando o volume útil está entre 60% e 100% — desde 1º de maio de 2019, quando as atuais regras operativas das barragens das principais hidrelétricas da bacia entraram em vigor. Em 31 de março, a barragem acumulava 73,98% de seu volume útil.

A resolução nº 2.081/2017 da Agência Nacional de Águas (ANA) diz que Sobradinho tem três faixas de operação: Normal (quando o volume útil está acima de 60% até 100%); Atenção (acima de 20% até 60%); e Restrição (até 20%). Na faixa de operação Normal, a defluência mínima média diária é de 1.100 m³/s na hidrelétrica de Xingó (AL/SE) e de 800 m³/s em Sobradinho. Ambos os reservatórios ficam liberados de um teto para liberação de água.

No início da semana, em alguns locais como a Ilha do Rodeadouro e a Ilha do Fogo, entre as cidades de Petrolina (PE) e Juazeiro (BA), moradores relataram ao NE10 interior que os balneários já estavam cobertos pelas águas do Velho Chico.

O ambientalista Victor Flores comemora as boas notícias: "Isso tudo traz uma satisfação enorme para o nordestino, para o povo do semiárido, para ver o rio cheio novamente". Para ele, porém, é preciso ficar alerta com relação à qualidade da água que está chegando em Três Marias, já que o rio de lá é um dos principais afluentes do São Francisco.
Barragem de Sobradinho

O Aproveitamento Hidrelétrico de Sobradinho está instalada no São Francisco, principal rio da região nordestina, com área de drenagem de 498.968 km2 , bacia hidrográfica da ordem de 630.000 km2, com extensão de 3.200 km, desde sua nascente na Serra da Canastra em Minas Gerais, até sua foz em Piaçabuçu/AL e Brejo Grande/SE.

A Usina está posicionada no rio São Francisco a 748 km de sua foz, possuindo, além da função de geração de energia elétrica, a de principal fonte de regularização dos recursos hídricos da região, segundo a Chesf.

O reservatório de Sobradinho tem cerca de 320 km de extensão, com uma superfície de espelho d'água de 4.214 km2 e uma capacidade de armazenamento de 34,1 bilhões de metros cúbicos em sua cota nominal de 392,50 m, constituindo-se no maior lago artificial do mundo, garantindo assim, através de uma depleção de até 12 m, juntamente com o reservatório de Três Marias/CEMIG, uma vazão regularizada de 2.060 m3/s nos períodos de estiagem, permitindo a operação de todas as usinas da Chesf situadas ao longo do Rio São Francisco.

Rio São Francisco

O Velho Chico nasce na Serra da Canastra, em Minas Gerais, e chega à sua foz, no Oceano Atlântico, entre Alagoas e Sergipe, percorrendo cerca de 2.800km. O curso d'água passa por Minas Gerais, Bahia, Pernambuco, Alagoas e Sergipe.

O São Francisco é o rio 100% nacional com maior extensão. A bacia possui 503 municípios e engloba parte do Semiárido, que corresponde a aproximadamente 58% desta região hidrográfica, que está dividida em quatro unidades: Alto, Médio, Submédio e Baixo São Francisco.

Por Katarina Moraes
Jornal do Commercio