quarta-feira, 13 de janeiro de 2021

Irmã de empresário morto em prédio de luxo em Salvador faz homenagem na web: 'Meu coração está despedaçado!", escreveu Priscilla

 
A irmã do empresário Elton Gonçalves Campelo, de 35 anos, que foi morto a tiros em um prédio de luxo de Salvador, prestou homenagem a ele nas redes sociais, na terça-feira (12). A principal suspeita da polícia é de que Elton foi baleado pela companheira, Isabela de Araújo Valença, 33 anos, que depois cometeu suicídio.

Na publicação, Priscilla Campelo, que é dermatologista, destacou as qualidades do irmão, disse que a família vai sentir falta da presença dele e agradeceu pelas mensagens de apoio. O corpo de Elton foi enterrado no Cemitério Jardim da Saudade, no bairro de Brotas, em Salvador, na terça.

"Meu irmãozinho caçula, meu padrinho de casamento e padrinho dos meus filhos! Eltinho para os amigos, Ton para a família, Titiquinho para as irmãs e Dindão para os sobrinhos. Menino de sorriso largo e contagiante, forte, corajoso, amigo e amado por todos, apaixonado pela vida e pela família, agregador, cheio de projetos em andamento! Meu coração está despedaçado!", escreveu Priscilla.

Ela falou também sobre o fato de que Elton supostamente teria sido morto enquanto estava dormindo. A polícia também trabalha com essa hipótese, mas os resultados do laudo do Departamento de Polícia Técnica (DPT) ainda não saíram.

"De maneira cruel, covarde, egoísta, dormindo e sem chance de se defender, te tiraram de nós! Ton, me perdoa por não ter conseguido perceber algum sinal do que estava por vir! Mas eu acredito em justiça Divina".

"Titiquinho, o Senhor está te recebendo de braços aberto! Descanse em paz! Um dia nos reencontraremos!", escreveu a irmã de Elton Campelo.

Entre as mensagens na publicação, Priscilla recebeu apoio das atrizes Elizabeth Savala, Giovanna Antonelli, Sophia Abrahão, Danielle Winits e da primeira-dama, Michelle Bolsonaro.

O caso aconteceu na manhã de domingo (10). Elton Gonçalves Campelo, 35, foi baleado na cabeça pela namorada, Isabela de Araújo Valença, 33. Depois do crime, Isabela cometeu suicídio.

A arma usada para disparar os tiros foi encontrada ao lado do corpo de Isabela e, por isso, a polícia acredita na versão de que ela o matou e depois cometeu suicídio.


O casal estava em Salvador a passeio, hospedado no apartamento que é da família de Elton. Os pais dele estavam em casa no momento do crime e, segundo a Polícia Civil, o pai chegou a ouvir os disparos.

Segundo a amiga do casal, apesar de serem baianos, os dois moravam na cidade de Petrolina (PE), que faz limite com Juazeiro, no norte da Bahia. Eles não moravam na mesma casa, mas trabalhavam juntos, na administração de uma empresa da área de fruticultura.

Elton e Isabela eram namorados desde 2018. A última foto publicada por Isabela, por volta das 20h de sábado (9), mostra o casal junto em um barco. Nas redes sociais, amigos dos dois publicaram mensagens de luto e pediram orações.

Por G1 BA

Paulo Afonso (BA): Devido ao aumento de casos de Covid-19, cirurgias eletivas são suspensas em hospitais do município

Em virtude do crescimento acentuado dos casos de Covid-19 no município, a Secretaria Municipal de Saúde suspendeu a realização de cirurgias eletivas nos Hospital Municipal Aroldo Ferreira, localizado no BTN, e no Nair Alves de Souza. As cirurgias eletivas são procedimentos que não são emergenciais.

“Essa medida acompanha, inclusive, a determinação do governo do Estado, que também suspendeu os procedimentos que não são emergenciais. O que estamos fazendo é priorizar pelo atendimento para covid, bem como proteger o paciente de possível contaminação, uma vez que nas unidades hospitalares poderão ficar suscetíveis”, explica o secretário interino de Saúde, Adonel Júnior.

De acordo com Adonel, a medida considera o aumento nos casos de Covid-19 e a taxa de ocupação elevada nos leitos. Ele ressalta que no último domingo (10), o município apresentou o maior pico de casos, inclusive chegando a ocupação de 100% da Upa Covid e 70% da UTI do HMPA.

“Todas as medidas que tomamos agora têm como objetivo destinar leitos, insumos e equipes para o atendimento de pessoas infectadas com o novo coronavírus. A suspensão das cirurgias eletivas não terá tempo determinado, tendo em vista que estamos atravessando a segunda onda e o número de infectados aumenta. O que pedimos é cautela a nossa população, que não se aglomerem e tomem os cuidados necessários para que possamos evitar um colapso no sistema de saúde”, explica o secretário. As cirurgias emergenciais continuam sendo realizadas nas duas unidades hospitalares.

Por REDAÇÃO - PA4.COM.BR COM ASCOM/PMPA



 



Mortos em confronto com a polícia estavam ligados ao sequestro de mulher em Ibimirim (PE), diz Secretaria de Segurança Pública de Alagoas

Delegados deram detalhes do resgate da mulher mantida em cárcere privado em Arapiraca, AL — Foto: João Vitor Ferreira/G1
Delegados deram detalhes do resgate da mulher mantida em cárcere privado em Arapiraca, AL — Foto: João Vitor Ferreira/G1

As três pessoas que morreram em um confronto com a polícia na segunda-feira (11), no bairro do Trapiche da Barra, em Maceió, estavam ligadas ao sequestro de uma mulher por causa de uma dívida de droga do namorado no domingo (10), em Ibimirim, no Sertão de Pernambuco. A informação foi divulgada nesta quarta (13) pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-AL).

Os suspeitos foram identificados como Maria Daniela da Conceição de Oliveira, 23; Grisiane de Moraes Santos, 31; e Sebastião de Abreu Farias, 46. Durante o confronto, eles ficaram feridos e foram socorridos para o Hospital Geral do Estado (HGE), mas não resistiram aos ferimentos e morreram. Um policial civil ficou ferido.

“Para nossa surpresa, os agentes de segurança foram recebidos a balas, e aí ocorreu obviamente o confronto resultando na morte dos três infratores. Infelizmente, para não ter sido cem por cento a operação, um dos nossos polícias foi alvejado com dois disparos de arma de fogo, um na perna e um de raspão na cabeça. Graças a Deus nosso guerreiro está bem e fora de risco”, disse o delegado Gustavo Henrique, da Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic).

Investigações para o resgate da vítima

Os delegados da Polícia Civil e Militar de Alagoas e o titular da delegacia de Ibimirim (PE) explicaram os detalhes da operação deflagrada para resgatar a mulher. A vítima, que não teve a identidade divulgada, foi encontrada dopada e lesionada em um cativeiro na cidade de Arapiraca (AL).

A ação teve início em Pernambuco, no município de Ibimirim, onde a vítima mora e foi sequestrada por uma dívida do namorado no valor de R$ 15 mil.

“Recebemos vídeos e fotos dessa vítima sendo torturada e iniciamos as investigações. Nossa equipe de Inteligência constatou que o cativeiro foi montado em Alagoas, na cidade de Arapiraca, e então realizamos contato com a Polícia Civil do estado para conseguir chegar os autores e libertar a vítima com vida”, relatou o delegado Alexandre Barros.

Material apreendido durante a operação — Foto: João Vitor Ferreira/G1

Três pessoas foram presas

Na última segunda-feira (11), as equipes conseguiram localizar o cativeiro, libertar a vítima e prender uma mulher e dois homens.

O delegado Gustavo Henrique avaliou como positiva a operação. Ao todo, foram apreendidas munições, quatro armas, dinheiro em espécie, cerca de meio quilo de maconha, cartões de crédito, documentos de identidade, além de dois veículos.

Os presos vão responder por extorsão mediante sequestro, tortura, porte ilegal de arma de fogo, resistência, tráfico de drogas e associação criminosa. As três pessoas presas foram autuadas na Delegacia Regional de Arapiraca e seguem à disposição da Justiça.

Por G1 AL


Pazuello diz que vacinação começa em janeiro; avião irá buscar 2 milhões de doses na Índia

 
BRASÍLIA — O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou nesta quarta-feira que o governo irá enviar um avião à Índia para buscar 2 milhões de doses prontas da vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela farmacêutica britânica AstraZeneca, em parceria com a Universidade de Oxford (Reino Unido), que serão entregues pelo Instituto Serum, uma das fabricantes do imunizante.

Pazuello garantiu que a vacinação no país começa em janeiro. No país, o imunizante será produzido pela Fiocruz.

— Vamos vacinar em janeiro — afirmou Pazuello. — Hoje decola o avião para ir buscar 2 milhões de doses na Índia. É o tempo de viajar, apanhar e trazer. Já está com o documento de exportação pronto.

Pazuello voltou a reafirmar que Brasil está preparado para iniciar a vacinação contra a Covid-19 assim que houver o aval da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O ministro da Saúde disse inicialmente que Manaus será a primeira cidade a receber a vacina, no entanto, logo depois afirmou que todos os estados receberão as doses ao mesmo tempo, inclusive o Amazonas.

— Nós temos duas vacinas para janeiro muito promissoras, todos acompanham, a vacina da Fiocruz/AstraZeneca e a do Butantan com Sinovac. São 8 milhões de doses. Quando a Anvisa concluir suas análises de segurança e eficácia, três, quatro dias depois nós estamos distribuindo a vacina no Brasil — disse o ministro.

A Anvisa informou ontem que decidirá no domingo, em reunião da diretoria colegiada, sobre a autorização de uso emergencial das duas vacinas submetidas à agência. A data é o penúltimo dia do prazo estabelecido pelo órgão para avaliação dos pedidos.

— A Anvisa vai se pronunciar no dia 17. Botem aí os números para frente. Se a Anvisa alongar para o dia 20, 22, botem os números para frente, mas é janeiro ( a vacinação)- disse Pazuello.

No pronunciamento feito durante a visita, o ministro da Saúde destacou que o Brasil tem o maior Programa Nacional de Imunização do "mundo". Citando a pressão politica , disse que não saiu "do rumo" para garantir a vacinação contra o novo coronavírus.

— Nós vacinamos trezentos milhões de doses por ano e vamos fazer igual com a vacina contra Covid-19. O resto é apenas pressão política, pressão partidária, pressão de bandeira, pressão de interesses particulares. Nós não saímos do nosso rumo nenhum minuto —disse.

Na comparação com outros países, o ministro disse que o Japão, que é referência de primero mundo, só começa a vacinação no mês de março.
Crise do oxigênio

Manaus vive uma nova onda de Covid-19 e está com os hospitais lotados. O presidente Jair Bolsonaro responsabilizou ontem o governo estadual do Amazonas e a prefeitura de Manaus por, segundo ele, "deixar acabar" o oxigênio que seria destinado aos pacientes de Covid-19.

Pazuello disse nesta quarta-feira que o governo federal operacionalizou uma ponte aérea, uma ponte fluvial e uma terrestre para atender a demanda de oxigênio na unidades hospitalares da capital. Segundo ele, a empresa White Martins atendia o estado do Amazonas com 50% de sua produção local de 28 mil metros cúbicos. No entanto, são necessários 70 mil.

— Toda fabricação da White Martins no Brasil está impactada, então é uma luta nós conseguirmos o oxigênio, o líquido ou gasoso em qualquer lugar — disse Pazuello informando que a ponte aérea está sendo realizada com a aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) e também aviões da iniciativa privada contratados.

Até o momento, as Forças Armadas já transportaram 350 cilindros de oxigênio para Manaus para auxiliar no tratamento de enfermos. A expectativa é que mais 36 cilindros sejam entregues à capital do Amazonas até o domingo.

O transporte dos equipamentos foi feito por meio de aviões da FAB. Segundo o Ministério da Defesa, foi necessária " logística de guerra" para realizar o trabalho:"Em 10 dias, serão percorridos 37.600 km e alocadas 94 horas de voo. O equivalente a quase uma volta completa na Terra sobre a linha do equador."

O Globo

Pernambuco atinge maior número de leitos de UTI ocupados na rede estadual de saúde desde início da pandemia da Covid-19


Com 804 internações de pacientes com sintomas da Covid-19, Pernambuco atingiu, na terça-feira (12), o maior número de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) ocupados na rede pública estadual de saúde desde abril de 2020, no início da pandemia do novo coronavírus, quando o governo começou a divulgar esses dados, que não abrangem os leitos da rede municipal de saúde.

Isso representa uma ocupação de 84% dos 957 leitos de UTI disponíveis. Esses leitos são aqueles separados pelo governo do estado exclusivamente para pacientes com Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag), que incluem as pessoas que já tiveram o diagnóstico confirmado da Covid-19 e as que aguardam o resultado dos testes para detectar a doença.

O histórico de ocupação de leitos de UTI disponibilizados pela Central Estadual de Regulação Hospitalar mostra que, até então, o pico de internações havia ocorrido nos dias 11 e 13 de junho de 2020, com 678 pessoas internadas nesses leitos da rede estadual de saúde.

Em seguida, esse número foi caindo e chegou a 484 pessoas ocupando esses leitos de UTI em 19 de outubro e nos dias seguintes, atingindo o pico na terça-feira (12).

Ultrafreezers e câmaras frias

Apesar de o Brasil ainda não ter nenhuma vacina contra a Covid-19 aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) nem uma data exata para começar a imunização, o governo do estado e as prefeituras estão se organizando. Na terça (12), foi iniciada a distribuição de 1,5 milhão de seringas para os municípios pernambucanos, trabalho que tem previsão de ser concluído na sexta (15).
Seringas para vacinação são distribuídas para municípios pernambucanaos

Além disso, ajudas na logística para a chegada da vacina contra a Covid-19 começaram a ser oferecidas. A Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) disponibilizou, aos governos federal e estadual, oito ultrafreezers, certificados pela Anvisa e que podem chegar a uma temperatura de -81 °C, e mais dez câmaras frias. Juntas, essa estrutura totaliza uma capacidade para armazenar até um milhão de doses da vacina.

A UFPE também ofereceu espaços para serem usados como postos de vacinação. “Nós precisamos de consciência com tecnologia, com conhecimento especializado, vencer essa etapa tão difícil que vive a sociedade brasileira e a universidade tem muito a contribuir, tem contribuído pra essa questão”, afirmou Alfredo Gomes, reitor da UFPE.

Por G1

Boletim desta quarta (13/01/2021): Pernambuco ultrapassa 235 mil casos da Covid-19 e 9,9 mil mortes após confirmar mais 1.492 infectados e 30 óbitos



Com mais 1.492 casos da Covid-19 e 30 óbitos registrados nesta quarta-feira (13), Pernambuco totalizou 235.730 infectados pelo novo coronavírus e 9.919 mortes devido à pandemia. A contagem teve início em março de 2020.

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES), Pernambuco contabilizou 93 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag) e 1.399 quadros leves da Covid-19. Com isso, o estado chegou a 30.017 pacientes graves e 205.713 leves.

Com relação às 30 mortes, elas aconteceram entre o dia 1º de dezembro de 2020 e a terça-feira (12). "Os detalhes epidemiológicos serão repassados ao longo do dia pela Secretaria Estadual de Saúde", declarou o governo de Pernambuco, em nota.

Blog de Assis Ramalho

Petrolândia: Dr. Esaú Cardoso, pediatra, atende na Petroclínica nesta quarta (13/01/2021); Agende sua consulta

A Petroclínica, situada na na Rua José Benedito da Silva (Por trás da Eletroléo), no centro de Petrolândia, informa que que o pediatra Dr. Esaú Cardoso atenderá nesta quarta-feira, 13 de janeiro de 2021.

Atenção cliente amigo: informamos o uso obrigatório de máscaras no nosso estabelecimento e o agendamento prévio de exames e consultas, para que não hajam aglomerações trazer acompanhante somente em casos de extrema necessidade. Contamos com a colaboração de todos.

A Petroclínica respeita você e sua saúde!! Consultas com horário marcado para sua segurança e conforto ! Agende já a sua!

Fones : 87 3851-2333 / 87 998050774

SAIBA MAIS SOBRE A PETROCLÍNICA


A Petroclinica conta com uma equipe totalmente qualificada para cuidar da sua saúde:
Veja abaixo a relação dos demais profissionais que atendem na Petroclínica.

* Dr Rommel Alencar ( fisioterapia em geral)
* Dra Cicera Elisane ( fisioterapia em geral)
* Dra Nubia Lopes ( ginecologia e ultrassonografia)
* Dra Socorro Carvalho ( ginecologia e ultrassonografia)
* Enf Joane Barboza ( preventivo com câmera, Depilação a luz intensa pulsada, pré natal e drenagem linfática)
* Dr Marcos Bispo ( Gastroendoscopia)
* Dr Italo Porto ( psicólogo)
* Dra Andreza carvalho ( Psicóloga)
* Dr Valmir Mizio ( Psicólogo)
* Dr Emílio Araújo ( Psiquiatra)
* Dra Bruna Lopes ( dentista- ortodontia)
* Dr Igaro Cordeiro ( cirurgião dentista- Canal em sessão Única)
* Dra Rubinara Dória ( cirurgiã dentista)
* Dra Edilene Oliveira ( Nutricionista)
* Dra Tamires Greicelli ( Nutricionista )
* Dra Bárbara Lopes ( dermatologia Clínica e estética)
* Dr Cleovan Almeida ( oftalmologista)
* Dra Raylla França ( clínica Médica)
* Dr Ebenone ( Ortopedista)

* Realizamos mamografia Digital
* A Petroclínica também realiza Mamografia Digital

Da Redação do Blog de Assis Ramalho






Para manter volume de espera da Usina de Itaparica, e por Xingó está com vazão de 1.000 m³/s, Sobradinho reduzirá para 900 m³/s


Em razão da necessidade de manter o volume de espera da Usina de Luiza Gonzaga, e diante do fato de que a Usina de Xingó está com vazão de 1.000 m³/s, a Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf) começará a praticar vazão de 900 m³/s na Usina Hidrelétrica de Sobradinho a partir de quinta-feira, dia 14. Desta forma, a defluência será reduzida, de 1.100 m3/s para 900 m³/s.

O Reservatório de Sobradinho encontra-se, atualmente, com armazenamento de 49% de seu volume útil, uma afluência de 1.800 m³/s e uma defluência de 1.103 m³/s.

A redução de defluência no Reservatório de Sobradinho corresponde a uma diminuição de 40 MW na sua geração de energia, valor compensado pela geração nas demais usinas da Cascata do São Francisco, não impactando no valor global de geração da Chesf, que atualmente se encontra no patamar de 3.200 MW.

A Chesf e o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) avaliam periodicamente a situação hidrológica e energética dos reservatórios da cascata do São Francisco e a decisão de reduzir a vazão de Sobradinho ocorreu nesta segunda-feira, 11, quando foi definida a nova operação a ser praticada.

Informação - Companhia Hidro Elétrica do São Francisco



Petrolândia: É HOJE! Ortopedista Dr. Érico Herbert atende na Policlínica nesta quarta (13/01) a partir das 14:00

 

A Policlínica de Petrolândia, situada na Av. Auspício Valgueiro Barros, 62 - Centro, em frente ao CAT dos Bombeiros (antigo escritório da Celpe), informa que Dr. Érico Herbert, ortopedista, atende nesta quarta-feira (13/01/2021) a partir das 14h00.

Agende sua consulta pelos números (87) 3851-2497 ou 99618-8877.

DR. Érico Herbert também atende na Policlínica às sextas-feiras a partir das 8 horas da manhã.


Blog de Assis Ramalho
Informação: Policlínica

COVID-19: Vacina da AstraZeneca será a primeira a chegar em Alagoas


 O anúncio da apresentação de um esboço do Plano Estadual de Imunização (PEI), feito pelo secretário estadual de Saúde, Alexandre Ayres, na tarde de ontem, não tem prazo definido para vacinar a população em geral. De acordo com o gestor, a única referência, a partir das incertezas do Ministério da Saúde (MS), é de que no final do mês os primeiros a serem vacinados são profissionais da linha de frente do combate à doença e que atuam em hospitais públicos voltados para o atendimento de pacientes da Covid-19. Segundo Ayres, a data precisa só será possível ser apresentada quando o MS definir sobre a chegada do primeiro lote. Entretanto, garantiu, que um dia após a entrega das doses, ou seja 24h depois, será possível iniciar a imunização. “Não é possível definir uma data de quando ela será aplicada para a população porque nem o MS ainda definiu, ao certo, quando fará a remessa [das vacinas]. O primeiro lote deve ser da AstraZeneca, algo em torno de 30 a 40 mil doses. E por conta da pouca quantidade, a prioridade inicial é para os profissionais da linha de frente dos hospitais de tratamento da Covid-19. Mas também estão incluídos na sequência cuidadores de idosos, doulas e funcionários de funerárias”, explicou Ayres. Durante coletiva, pouco antes de se reunir com os integrantes da Sala de Situação da Covid-19, ele confirmou que “certamente os professores” também estão entre os grupos prioritários. Mas, pela ordem, o início será mesmo com os profissionais da área de saúde, que no momento já sofrem, inclusive, com casos de reinfecção. Quanto ao ordenamento, ele espera tê-lo com mais precisão já na próxima semana, período em que o próprio Ministério da Saúde já possa ter uma posição mais clara por parte da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), quanto aos prazos. “Mas o que posso garantir é que toda a logística para a vacinação já está pronta, com frigoríficos para o armazenamento e até mesmo seringas para a aplicação das primeiras doses”. “A meta que estimamos é que se começarmos a vacinar no final de janeiro, é possível que até o final do ano tenhamos realizado a imunização de toda a população. Estamos trabalhando para isso”, completou Ayres. Uma outra informação sobre a logística para a vacina é a de que as primeiras doses, que serão repassadas pelo ministério, serão da AstraZeneca. Por outro lado, como o próprio Ministério da Saúde já garantiu a compra da CoronaVac, do Instituto Buntantan, ela também chegará a Alagoas para complementar o processo de distribuição. “Nós não tivemos como realizar nenhuma compra no Buntantan porque o próprio Ministério já garantiu isso. O que sabemos é que a partir de março e abril aumentarão o processo de produção, justamente para atender a demanda dos estados, uma vez que seja a da AstraZeneca como a CoronaVac, o fato é que serão aplicadas em duas doses”, acrescentou o secretário. Todas essas informações foram discutidas com os integrantes da Sala de Situação, formada por médicos infectologistas, da Sesau, da Secretaria Municipal de Saúde e dos Conselhos Municipal e Estadual de Saúde. A imprensa não pode acompanhar os detalhes que foram discutidos, até porque a sala onde ocorreu o encontro não havia espaço suficiente. Mas ainda assim, de acordo com o gestor da saúde, todo o processo de construção do PEI tem sido realizado de forma transparente para que não restem dúvidas. Indagado ao final da coletiva se o fato da vacina CoronaVac, produzida pelo laboratório Sinovac em parceria com o Butantan ter eficácia geral de 50,38%, ele explicou que isso não diminui sua capacidade de imunização. “Não vejo isso como um problema porque esse é o percentual aceito para 

que possa ser aplicada na população”. Nesta quarta-feira, ao lado do governador Renan Filho (MDB), Ayres irá visitar pessoalmente locais com os estoques de seringas e a estrutura destinada para o armazenamento das doses de vacina. Conforme informações da Sesau, está tudo encaminhado, inclusive, com o pessoal que será escalado para fazer a aplicação das doses.

Por Gazeta de Alagoas

INSS: aposentados que recebem mais de um salário mínimo terão reajuste


Os aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que ganham mais do que um salário mínimo terão reajuste de 5,45% neste ano. No ano passado, o reajuste tinha sido de 4,48%. Assim, o teto do INSS deve subir de R$ 6.101,06 para R$ 6.433,57. Segundo a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho, o reajuste para os segurados do INSS com benefícios acima do piso previdenciário obedece a lei 8.213, de 1991.

Para definição do reajuste dos beneficiários, nesta terça-feira (12), foi divulgado que o índice usado para reajustar os benefícios acima do piso nacional é o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) acumulado em 2020 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os valores deverão ser confirmados em uma publicação no Diário Oficial da União.

Quem começou a receber a aposentadoria ou pensão a partir de fevereiro de 2020 terá aumento proporcional. Os índices variam conforme o mês de concessão do benefício, e ainda serão divulgados pelo governo.

O economista autônomo, Hugo Passos, comenta que diante da crise de Covid-19, aposentados e pensionistas têm como benefícios o PIS/Pasep, abono salarial extra, antecipação do 13º salário, 14º salário e acesso a créditos consignados mais baratos. “Vale ressaltar que alguns benefícios estão para aprovação”.

Para Hugo, o reajuste deveria se manter pelo INPC comparado ao IPCA, “pois o mesmo considera as famílias que são mais sensíveis às variações de preços dos produtos básico. No entanto, infelizmente, observamos alguns grupos com aumento muito significativo comparado com a médias de preços, por exemplo, o grupo de alimentos e bebidas que subiu 14,09% em 2020. Isso mostra que os aposentados e pensionistas desembolsaram a mais aproximadamente 8,64% em alimentos e bebidas”, afirma.

Poder de compra

Ricardo da Costa, advogado especialista em Direito Previdenciário, explica que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) foi criado pelo IBGE com o objetivo de orientar os reajustes de salários, corrigindo, assim, o poder de compra. “Os benefícios de até um salário mínimo, anualmente, sofrem reajuste maior que os benefícios de demais valores. Isso porque é utilizada variação, além do índice INPC. Ao final de 2020 havia proposta de R$ 1.087,84 através da Lei de Diretrizes Orçamentárias, o qual foi elevado para R$ 1.100,00 através da Medida Provisória nº 1.021. Fato é que hoje, após fechamento do INPC acumulado de 2020 em 5,45%, o reajuste do salário mínimo ficou aquém, podendo sofrer novo reajuste nos próximos dias”, explica.

O advogado ressalta que o reajuste anual busca manter o poder de compra dos beneficiários, em relação à inflação anual do último exercício. “Para o cálculo, são considerados nove grupos de produtos e serviços, dentre eles alguns essenciais, tais como: alimentação, educação, habitação, saúde, transporte, vestuário etc. Ao todo, são consideradas as variações de preço de 465 subitens”, ressalta.

Por: Correio Braziliense

Petrolândia: Prainha reúne petrolandenses e turistas (Confira entrevista com Gilberto, proprietário do Trailer Rio Lindo, que anuncia novidades do empreendimento)


O ano de 2021 começou como terminou 2020, ou seja, com muito calor. O tempo abafado fez com que o rio São Francisco fosse uma das grandes opções de curtição no segundo domingão do ano 2021. Para conferir isso, nossa reportagem visitou neste domingo (10/01/2021) o principal ponto de banhos na Orla Fluvial de Petrolândia, a Prainha, onde estava o Trailer Rio Lindo, do amigo Gilberto,  que concedeu entrevista ao radialista e Blogueiro Assis Ramalho. De acordo com o proprietário do empreendimento, vem novidades por aí. (Confira a íntegra da entrevista, onde vários assuntos são abordados - vídeo abaixo). 

 

Trailer Rio Lindo,
A barraca atrai muitos turistas que visitam a cidade e aproveitam para se refrescar às margens do São Francisco. Por lá encontramos pessoas de outras cidades. Os visitantes, junto com os petrolandenses, se divertiam em clima de muita satisfação.

Trailer Rio Lindo

Além de peixe com baião-de-dois, o Trailer Rio Lindo serve carne de bode, assada na hora, tira-gostos e salgadinhos, e, claro, a tradicional cerveja gelada. O Trailer Rio Lindo do amigo Gilberto, funciona somente aos domingos e feriados.

Conheça Petrolândia, conheça o Trailer do Gilberto, localizado na Orla Fluvial da cidade.

Veja abaixo fotos registradas pela nossa reportagem no segundo domingo de 2021



Redação do Blog de Assis Ramalho

Fotos: Assis Ramalho/BlogAR


Petrolândia: Comunicado da Secretaria de Cultura aos contemplados no Edital de premiação da lei ALDIR BLANC


Blog de Assis Ramalho

Informação: Maria Helena - Secretária de Cultura, Esporte e Lazer  

Secretários estaduais de Saúde pedem ao ministro da Educação que a prova do Enem seja adiada


O Conass (Conselho Nacional de Secretários de Saúde) aprovou uma posição conjunta para defender que o Enem, marcado para começar neste domingo, seja adiado em razão das condições da pandemia no Brasil. O pedido é dirigido ao ministro da Educação, Milton Ribeiro.

"Apesar dos jovens terem menor risco de desenvolver formas graves e tampouco estar prevista a vacinação da população com menos de 18 anos, o aumento da circulação do vírus nesta população pode ocasionar um aumento da transmissão nos grupos mais vulneráveis", diz a carta assinada pelo presidente do Conass, Carlos Lula (secretário do Maranhão).

Nesta terça (12), a Justiça Federal em São Paulo negou o pedido de adiamento das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020. Com isso, estão mantidas as datas de realização da prova, marcadas para 17 e 24 de janeiro (versão impressa).

De acordo com a decisão, caso uma cidade tenha elevado risco de contágio que justifique medidas severas de restrição de circulação, caberá às autoridades locais impedirem a realização da prova. Se isso acontecer, o Inep, responsável pela prova, terá que reaplicar o exame.

"Não é adequado realizar um exame nacional destas proporções num contexto de alta transmissão da doença [Covid-19] e em realidades tão assimétricas no país. Todos os estados possuem regiões de alta transmissão", disse Nésio Fernandes de Medeiros Junior, secretário estadual de Saúde do Espírito Santo, no Twitter.

"Cada estado possui protocolos específicos para realização de atividades escolares, o Inep [organizador da prova] deveria ter condições de adaptar-se a essas normas. Não sendo possível, o único caminho é adiar o exame. Estamos na véspera de iniciar a vacinação no país", complementou.

Nesta terça (12), a média móvel de casos de Covid voltou a bater recorde no Brasil. Nenhum estado apresenta queda nas mortes há 5 dias.

A realização do Enem 2020 colocará 5,78 milhões de candidatos em circulação. O exame terá 14 mil locais de prova e 205 mil salas em todo o país. O balanço com número de cidades que terão Enem só será divulgado após a aplicação, segundo o Inep.

Em relação aos estados, SP é o que tem o maior número de inscritos (910.482), seguido por MG (577.227) e BA (446.978). Os estados com menor número de inscritos são RR (16.897), AC (41.841) e AP (47.279).

Originalmente, o exame seria feito em novembro, mas foi adiado devido à pandemia. Com o aumento no número de casos de transmissão no país, entidades estudantis e a Defensoria Pública da União pediram um novo adiamento da prova.

Pedido de adiamento

Na última sexta (7), a Defensoria Pública da União pediu à Justiça o adiamento do Enem, frente ao aumento no número de casos no Brasil. A ação é com conjunto com a União Nacional dos Estudantes (UNE), a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes) e as entidades Campanha Nacional pelo Direito à Educação e Educafro.

Na mesma sexta, mais de 45 entidades científicas publicaram uma carta endereçada ao ministro da Educação, Milton Ribeiro, em que expressam preocupação pela realização do exame.

Segundo a carta, as medidas do Inep e do governo federal "não são suficientes para garantir a segurança da população brasileira, num momento de visível agravamento da pandemia no país".

Avaliação de infectologistas

O G1 procurou no último domingo (10) a avaliação de especialistas sobre a data marcada para o Enem nesse momento da pandemia nas condições descritas pelo Inep.

Márcio Sommer Bittencourt, da Clínica Epidemiológica do Hospital Universitário da USP, diz que, "de forma bem subjetiva", o risco com "pessoas em silêncio, usando máscara, com distanciamento e janelas abertas poderia ser considerado moderado" nas condições anunciadas pelo Inep.

Em sua avaliação, a decisão de manter ou adiar o Enem é "muito complicada, mas acho que estamos fazendo o exame no pior momento da pandemia no Brasil. Está pior do que na data em que foi adiado [maio do ano passado]".

Para o infectologista Jamal Suleiman, do Instituto Emílio Ribas, de São Paulo, "o risco de transmissão nesse cenário é mínimo, porque a possibilidade de disseminação de gotículas é praticamente zero. Não há comunicação oral nem contato físico durante a permanência nas salas".

Ressalta Suleiman afirma que "atenção especial deve ser dada aos momentos entrada e saída da prova para que não ocorra aglomeração". "O ponto central é que, se o processo seguir rigorosamente protocolo de segurança, estaremos executando a flexibilização de maneira correta."

Miriam Dal Ben, infectologista do hospital Sírio-Libanês, de São Paulo, diz que as medidas adotadas pelo Inep "são as indicadas para mitigar o risco, mas o risco não é zero".

Por G1

Prefeito de Goiânia e ex-governador de Goiás morre por complicações da Covid

Carreira política - Maguito já foi eleito deputado estadual e federal e vice-governador. Também foi governador de Goiás entre 1995 a 1998, quando disputou e ganhou a eleição para senador. Em 2007, foi nomeado por Guido Mantega, então ministro da Fazenda, como vice-presidente do Banco do Brasil. Antes de disputar a eleição desde ano, foi eleito prefeito de Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana da capital, por duas vezes, em 2008 e 2012.

O ex-governador de Goiás e prefeito licenciado de Goiânia, Maguito Vilela (MDB), faleceu aos 71 anos, nesta quarta-feira (13). A informação foi confirmada pelo secretário de Comunicação da capital, Bruno Rocha Lima. O político estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Albert Einstein, em São Paulo, lutando contra uma infecção pulmonar, em decorrência da Covid-19, da qual já havia se recuperado.

Maguito Vilela em foto divulgada em 12 de novembro de 2020 — Foto: Reprodução

A nota divulgada pela Secretaria de Comunicação da capital informou que "a família está providenciando o traslado do corpo de São Paulo para Goiás e ele deve ser sepultado em Jataí, sua terra natal".

Internações e tratamento

Luiz Alberto Maguito Vilela testou positivo para o coronavírus em 20 de outubro de 2020. Dois dias depois, ele foi internado em um hospital de Goiânia.

No dia 27 de outubro, o político recebeu diagnóstico de até 75% de inflamação nos pulmões e um alerta para o do nível crítico de saturação de oxigênio no sangue. No mesmo dia, ele foi transferido para São Paulo.

Maguito foi entubado três dias depois, após piora no quadro respiratório. No dia 8 de novembro, ele foi extubado, mas o político ainda precisava de suporte de oxigênio.

Porém, no dia 15, data do primeiro turno da eleição, o emedebista foi entubado pela segunda vez para fazer uma broncoscopia para verificar as causas da piora na inflamação dos pulmões.

Já no dia 17, Maguito começou um tratamento respiratório com uma máquina chamada ECMO, que funciona como os pulmões e o coração de forma artificial. Além do procedimento, o político passou por uma hemodiálise para ajudar as funções dos rins.

No dia 24, ele passou por uma cirurgia de traqueostomia, que consiste em abrir um pequeno buraco na garganta, diretamente na traqueia, para auxiliar na respiração.

Em 3 de dezembro, após testar negativo para Covid-19, Maguito foi transferido para um leito de UTI comum do hospital. Depois de dois dias, a ECMO foi retirada.

No dia 9 de dezembro, os médicos começaram a redução intensa dos sedativos. O filho, Daniel Vilela, chegou a dizer que o pai demonstrou plena consciência sobre ser o prefeito eleito de Goiânia.

Em 11 de janeiro, o político apresentou um sangramento nos pulmões e passou por uma cirurgia para controlar o quadro. Após o procedimento, ele não teve mais hemorragias nos órgãos e voltou a ter um quadro estável, com redução dos sedativos.

Após 80 dias internado, Maguito teve uma piora no quadro de saúde com uma infecção nos pulmões provocada por bactérias e fungos. A equipe médica iniciou tratamento com antibióticos e remédios vasoativos para controlar a pressão arterial de forma artificial.

Nelma e Nelita Vilela, irmãs de Maguito, também morreram vítimas da Covid-19 

Em agosto deste ano, duas irmãs de Maguito morreram em decorrência da Covid-19 em um intervalo de menos de 10 dias. Elas tinham 82 e 76 anos e moravam em Jataí.

O advogado e político goiano Luiz Alberto Maguito Vilela, de 71 anos, nasceu em Jataí, no sudoeste do estado, em 24 de janeiro de 1949. Ele foi casado com Sandra Regina Carvalho Vilela. Após a separação, casou-se com Carmen Silva, com quem viveu até 2013. Atualmente era casado com Flávia Teles.

Ele deixa quatro filhos: Vanessa, Daniel, Maria Beatriz e Miguel; e uma enteada: Anna Liz.

Carreira política

Maguito já foi eleito vereador, deputado estadual e federal e vice-governador. Também foi governador de Goiás entre 1995 a 1998, quando disputou e ganhou a eleição para senador. Em 2007, foi nomeado por Guido Mantega, então ministro da Fazenda, como vice-presidente do Banco do Brasil.

Antes de disputar a eleição desde ano, foi eleito prefeito de Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana da capital, por duas vezes, em 2008 e 2012.

Por G1 GO

Volta dos torcedores às arquibancadas - Prefeitura do Rio libera público em estádios


A Prefeitura do Rio liberou a presença do público nos estádios. A novidade consta das novas regras contra a Covid-19 publicadas nesta quarta-feira (13) em uma resolução conjunta das secretarias de Saúde do estado e do município.

A volta dos torcedores às arquibancadas será com restrição da capacidade. A redução dependerá da classificação de risco para Covid-19 da região, divulgada toda sexta-feira pelo município.

Se a região do estádio estiver em risco moderado, as arquibancadas poderão receber 20% da capacidade. Se o risco estiver alto, somente 10%; se for risco muito alto, o público não poderá entrar.

O último boletim, divulgado no dia 8, trazia 18 bairros com risco alto — incluindo o Maracanã. Nessas condições, o estádio, em que normalmente cabem 78 mil pessoas, poderia receber cerca de 8 mil torcedores.

Por Bom Dia Rio, via O Globo



Blog de Assis Ramalho