terça-feira, 19 de janeiro de 2021

Petrolândia: Técnica de enfermagem Ivete é a primeira pessoa a receber a vacina contra a Covid-19 no município; Indígena Pankararu foi o segundo




A técnica em enfermagem Maria Ivete Gomes da Silva, de 65 anos, foi a primeira pessoa a ser vacinada contra a Covid-19, em Petrolândia, na noite desta terça-feira (19). Ela trabalha há 35 anos na rede municipal de saúde e desde o início da pandemia atende exclusivamente pacientes da Covid-19.

Sob aplausos, a profissional de saúde recebeu a dose da CoronaVac na área externa do Hospital Municipal Dr Francisco Simões de Lima. ''Muito emocionada'' disse Ivete.

A segunda pessoa imunizada no município foi o Indígena Entre Serras Pankararu José João da Silva, de 70 anos.

As vacinas foram aplicadas pela Técnica de enfermagem Priscila.

O primeiro lote da vacina CoronaVac, que vai imunizar 400 pessoas (que serão aplicados nos grupos de Profissionais da Saúde (linha de frente) e Indígenas) chegou em Petrolândia na tarde de hoje. As primeiras vacinações acontecem no Bloco B do Hospital Municipal Dr Francisco Simões de Lima.

O Blog postará matéria completa sobre o evento; aguarde!

Da Redação do Blog de Assis Ramalho
Fotos: Assis Ramalho

Petrolândia: COVID-19 - Boletim informativo desta terça-feira, 19 de janeiro de 2021; confira

De 36 testes rápidos realizados dia 18/01, sendo eles 7 testes de antígeno e 29 testes rápidos, onde 13 testaram positivo. Com os novos pacientes testados positivos, os números de casos confirmados da Covid-19 chegou a 829 nesta terça-feira (19/01), sendo 5 internados e 7 em isolamento domiciliar.

Para maiores informações e esclarecimentos, entre em contato com a vigilância epidemiológica pelo número abaixo.

 (87) 9646-5830

Confira abaixo locais dos casos ativos


Blog de Assis Ramalho

Informação: Prefeitura de Petrolândia

Petrolândia: Confira marcação de consultas da semana na MedClinic


Agende sua consulta pelos telefones: 87 9.9946-1544 - 87 38511879

A MedClinic está localizada na Av. Deputado Milvernes Cruz Lima, 292, na Orla de Petrolândia.
Blog de Assis Ramalho
Com informações da MedClinic



PRF abre concurso público para 1,5 mil vagas; inscrições devem ser feitas de 25 de janeiro a 12 de fevereiro


A Polícia Rodoviária Federal (PRF) abriu concurso público para 1,5 mil vagas de policial rodoviário federal. O salário é de R$ 9.899,88.

O concurso é de abrangência nacional, sendo ofertadas aos novos policiais as oportunidades de lotação de acordo com a necessidade do serviço e o interesse público. As vagas disponíveis para lotação serão oferecidas primeiramente aos servidores já em exercício, mediante processo seletivo interno, e o saldo de vagas remanescentes será oferecido aos novos policiais.

O candidato deve ter graduação em qualquer área de formação e ter Carteira Nacional de Habilitação ou permissão para dirigir veículo automotor na categoria "B" ou superior.

As inscrições devem ser feitas de 25 de janeiro a 12 de fevereiro pelo site https://www.cebraspe.org.br/concursos/PRF_21. A taxa é de R$ 180.

Do total de vagas, 1.125 são para ampla concorrência, 300 para candidatos negros e 75 para candidatos com deficiência.

O concurso terá as seguintes fases:

Prova objetiva e prova discursiva, de caráter eliminatório e classificatório;
Exame de aptidão física, de caráter eliminatório;
Avaliação psicológica, de caráter eliminatório;
Apresentação de documentos, de caráter eliminatório;
Avaliação de saúde, de caráter eliminatório;
Avaliação de títulos, de caráter classificatório.
Investigação social, de caráter eliminatório, que se estenderá durante todo o concurso.
Curso de Formação Policial (CFP), de caráter eliminatório e classificatório, a ser realizado na Universidade Corporativa da Polícia Rodoviária Federal (UniPRF), na cidade de Florianópolis ou em outros locais indicados pela PRF, e contemplará a realização de provas teóricas e práticas.

Todas as fases, com exceção do curso de formação, serão realizadas nas capitais de todos os estados e do Distrito Federal.

As provas objetiva e discursiva serão em 28 de março. O curso de formação, após todas as etapas da seleção, começa em 10 de agosto.

Por G1

Em Jupi, MPPE investiga denúncia de vacinação em pessoa fora do grupo prioritário


Após uma denúncia ocorrida no município de Jupi, no Agreste pernambucano, de que um cidadão fora do grupo prioritário teria recebido uma dose da vacina contra a Covid-19, o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) vai fiscalizar e monitorar a realização da vacinação contra a doença no Estado. Atualmente, está estabelecido pelo Plano Nacional de Imunização (PNI) e por diretrizes estaduais, que apenas pessoas do grupo prioritário receberão o imunizante neste fase inicial, o que inclui idosos com mais de 75 anos, indígenas aldeados, idosos com mais de 60 anos que moram em asilos e profissionais de saúde.

"Estamos vivenciando um caso de emergência em saúde pública em todo solo nacional e é inadmissível que, considerando o quantitativo de vacinas recebidas pelo Estado de Pernambuco, haja qualquer descumprimento das normas estabelecidas pelo Plano Nacional de Imunização, bem como pactuações locais. Estamos formatando uma recomendação que irá orientar os membros de todo o Estado nesse processo de fiscalização", explicou o procurador-geral de Justiça, Paulo Augusto Freitas.

De acordo com o MPPE, será instaurado um procedimento para apurar a conduta, no âmbito civil e criminal, “uma vez que houve o desrespeito às normas contidas no Plano Nacional de Imunização e as pactuações locais acerca do cronograma de vacinação”.

Entenda o caso

O MPPE, por meio da Promotoria de Justiça de Jupi, recebeu a denúncia de que um cidadão, fora do grupo prioritário estabelecido pelo Plano Nacional de Imunização e diretrizes estaduais de vacinação contra a Covid-19, recebeu dose da vacina.

"Recebemos essa denúncia por meio de um vídeo apontando que um cidadão fora do grupo recebeu a vacina. Vamos oficiar a Secretaria Municipal de Saúde para prestar esclarecimentos, bem como os profissionais de saúde que realizaram o procedimento, além da delegacia local para apurar conduta penal acerca do caso", disse a promotora de Justiça da cidade, Adna Vasconcelos.

Investigação

De acordo com Ministério Público, o procurador-geral de Justiça entrou em contato com promotora de Justiça de Jupi, e disponibilizou a equipe do Centro Operacional de Apoio às Promotorias de Defesa da Saúde (CAOP Saúde), e seus assessores para o apoio necessário.

Ainda segundo o MPPE, haverá acompanhamento da apuração do fato, a fim de adotar as medidas que se fizerem necessárias na esfera criminal, na hipótese de haver envolvimento de agente com prerrogativa de foro.

Por Diário de Pernambuco

Prefeitura de Petrolândia anuncia chegada da vacina contra a covid-19

 


A Prefeitura de Petrolândia já está pronta para iniciar a Fase 01 da Vacinação contra a COVID-19.

Nesta primeira fase, recebemos 800 doses, que serão aplicados nos grupos de Profissionais da Saúde (linha de frente) e Indígenas que vivem em aldeias, conforme determina a norma do Plano Nacional de Vacinação (Ministério da Saúde).

O ato simbólico dando início a vacinação, será realizado hoje (terça-feira), às 19h, no Hospital Dr. Francisco Simões de Lima.

Blog de Assis Ramalho
Informação/arte e texto: Prefeitura de Petrolândia

Veja abaixo polo inicial da vacinação




VEJA TAMBÉM
Petrolândia: Secretaria Municipal de Saúde divulga detalhes sobre vacinação contra Covid-19, em entrevista à reportagem do Blog de Assis Ramalho e Web Rádio Petrolândia (Assista ao vídeo)


Um ato simbólico acontecerá na noite desta terça-feira, às 19 horas, no Hospital Dr Francisco Simões de Lima, quando as duas primeiras pessoas serão vacinadas. 





A Secretaria Municipal da Saúde já definiu como será a vacinação contra a Covid-19 em Petrolândia, no sertão de Pernambuco. Na primeira etapa, serão vacinados 200 profissionais da linha de frente no enfrentamento ao Covid-19 e 200 indígenas, conforme determina a norma do Plano Nacional de Vacinação (Ministério da Saúde)..

''Estamos preparados para executar esse plano, toda equipe técnica e logística já está montada e a população pode ficar tranquila, que estamos preparados para fazer essa vacinação'', disse a secretária de saúde, Patrícia Marques, em entrevista à reportagem do Blog de Assis Ramalho e da Web Rádio Petrolândia.

Também participaram da entrevista, que aconteceu na manhã desta terça-feira (19) na Secretaria de Saúde, Dr Danilo (Diretor Clínico do Hospital Dr. Francisco Simões de Lima) e Silvânia (Coordenadora do Programa Nacional de Imunização - PNI). (Assista no vídeo abaixo à íntegra da entrevista, com informações detalhadas).

Um ato simbólico para marcar o início da vacinação contra Covid-19 em Petrolândia, acontecerá na noite desta terça-feira, às 19 horas, no Hospital Dr Francisco Simões de Lima. Na ocasião, duas pessoas receberão a primeira dose da vacina. Os nomes não foram antecipados. ''É segredo, não vamos adiantar quem serão essas pessoas. Apenas podemos adiantar que será um [profissional] da Saúde e outro da classe indígena'', disse Patrícia Marques, que garantiu que a vacina chega ainda hoje ao município..

Dr. Danilo falou da importância da vacina e disse ser um momento histórico para Petrolândia. Também lembrou que já passou pelo drama de ter contraído o vírus da covid-19.

Emocionada, Silvânia falou dos nove meses de combate à pandemia. Também lembrou de perdas de pessoas próximas, por causa da covid-19.

Confira abaixo.

Redação do Blog de Assis Ramalho

Petrolândia: Lei Aldir Blanc - Secretária de Cultura, Esporte e Lazer convida contemplados


SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA, ESPORTE E LAZER 

A Secretária de Cultura, Esporte e Lazer Maria Helena, convida todos os contemplados pelo Edital Criação, Fluição, Difusão, Formação e Pesquisa - LAB (Lei Aldir Blanc) Petrolândia-PE, para participarem da reunião de orientação sobre a Execução de ações (relatório, aplicação da logomarca, 
divulgação).

Local: Centro Cultural Hildebrando de Menezes /Auditório Cecídio Rubens Data: 20 de janeiro 2021 Horário: 19: 00hs Orientadores: Sandro Alberto e Gabriel Lisboa Maria Helena Gomes de Souza Secretária Municipal de Cultura, Esporte e Lazer Portaria nº 009/2021 – SMCEL Contato: (87) 9 9626-692

Informação: Maria Helena - Secretária de Cultura, Esporte e Lazer

Petrolândia em destaque: Programa de Ana Maria Braga (TV Globo) exibido na manhã desta terça (19/01/2021) reprisa mergulho nas ruínas da Igreja Sagrado Coração de Jesus realizado pelo repórter Francisco José, que foi entrevistado por Assis Ramalho


O renomado jornalista Francisco José, da TV Globo, esteve na cidade de Petrolândia, no dia 19/10/2011, para realizar gravações para o programa "NORDESTE VIVER E PRESERVAR" 

.Amante do mergulho, ele aproveitou para realizar filmagens na submersa Igreja do Sagrado Coração de Jesus, onde, segundo ele, conseguiu produzir imagens impressionantes. 

Nove anos depois, na manhã desta terça-feira 19 de janeiro de 2021, o programa ''Mais Você'' da global Ana Maria Braga reprisou o fato histórico.

Além do mergulho, a matéria também destaca a riqueza da Piscicultura no município - os criatórios de peixe tilápia (por meio de tanques),  e belíssimas imagens de Petrolândia.

Veja abaixo a matéria exibida na manhão desta terça-feira (19) na TVGlobo. Também reveja a matéria completa feita pelo jornalista Francisco José, quando fez mergulho nas ruínas da Igreja Sagrado Coração de Jesus.


.</

 

Na oportunidade, o jornalista Francisco José foi entrevistado por Assis Ramalho, em matéria para o Programa Acordando com as Notícias e Blog de Assis Ramalho - VEJA  ABAIXO


Jornalista Francisco José, da TV Globo, visita Petrolândia para realizar matéria para o programa "NORDESTE VIVER E PRESERVAR" e é entrevistado por Assis Ramalho.

O renomado jornalista Francisco José, da TV Globo, esteve na cidade de Petrolândia, para realizar gravações para o programa "NORDESTE VIVER E PRESERVAR". O programa, apresentado por ele e por sua mulher, Beatriz Castro, vai ao ar aos sábados pela TV Globo Nordeste. Amante do mergulho, ele aproveitou para realizar filmagens na submersa Igreja do Sagrado Coração de Jesus, onde, segundo ele, conseguiu produzir imagens impressionantes.

Vale lembrar que Francisco José foi o único repórter, até hoje, a ter uma participação no noticiário Jornal Nacional, da TV Globo, falando ao vivo diretamente do fundo do mar. Entre muitas reportagens produzidas nos seus mais de trinta anos de TV Globo, o pernambucano Chico José, como é carinhosamente chamado por todos, também fez coberturas de guerras, cobriu várias Copas do Mundo, Olimpíadas etc. Leia a entrevista que eu fiz com o repórter Francisco José, para o programa "Acordando com as Notícias", apresentado por mim na Web Rádio Petrolândia.

Assis Ramalho: Bom dia, Francisco José! É uma honra ter você no meu programa. A princípio, eu gostaria que você explicasse esse programa "NORDESTE VIVER E PRESERVAR".

Francisco José:
Um abraço a todos os seus ouvintes, Assis. Nós temos esse programa, periodicamente, na Rede Globo Nordeste. É um programa só sobre preservação do meio ambiente, lugares onde a natureza é exuberante. A gente aproveitou pra vir até o Lago de Itaparica, via Petrolândia, pra mergulhar, fazer imagens externas, mostrar a beleza desta região, e também os aspectos de até que ponto o lago interferiu na natureza, nas espécies. Existiam aqui a criação de tilápia. Nós viemos acompanhados de uma companheira nossa de trabalho na Rede Globo, hoje, a Jailma (Barbosa), que trabalhou inclusive com vocês na emissora de rádio, que nasceu na antiga cidade e a família dela está vivendo até hoje, aqui em Petrolândia. Então ela é nossa produtora. Foi ela que sugeriu fazer essa reportagem. É muito pé-frio porque quando chegamos aqui estava chovendo muito. Onde ela chega, chove.

Assis Ramalho
: Mas ela trouxe a chuva para o nosso Sertão...

Francisco José: Por um lado foi bom, porque vai ser bom para a agricultura, mas pra reportagem era melhor que tivesse bastante sol, pra iluminar mais o fundo do lago. Nós acabamos de fazer um mergulho na Igreja do Sagrado Coração de Jesus (Igreja da Barreira) e é muito interessante mostrar que aquela igreja está resistindo há vinte e três anos. E agora estamos mapeando o centro da Petrolândia antiga, e nós vamos continuar fazendo imagens aqui pra captar o que for possível.

Assis Ramalho: A água lhe fascina?

Francisco José: Olha, é atraente porque eu mergulho há muito anos. Antes de entrar na Globo, eu já mergulhava, fazia caça submarina, mas depois cheguei à conclusão que mergulhar pra matar os peixes era covardia. Os peixes, muitos deles, vem na frente da pessoa, no arpão, vem olhar. E aí passei a fazer um trabalho preservacionista, mostrar imagens, a necessidade de preservar as espécies, e isso já me levou aos sete mares, já me levou às cavernas. Eu fiz esse ano, há dois meses, um Globo Repórter nas cavernas do México, nas cavernas de Belize, no Oceano Pacífico, no Caribe. Nós já fomos a muitos lugares pra mergulhar, então a água realmente me atrai.

Assis Ramalho: Inclusive, você já chegou a fazer uma reportagem se comunicando ao vivo, do fundo do mar (para o Jornal Nacional)?

Francisco José: Foi algo inédito. Foi uma entrada ao vivo no Jornal Nacional, durante a "Rio 92". Eu pude falar, me parece que três ou quatro perguntas dos apresentadores do Jornal Nacional, diretamente do fundo do mar, ao vivo. Isso foi inédito e foi a única vez que a televisão mostrou alguém falando do fundo do mar.

Assis Ramalho: Você, que já fez tantas brilhantes reportagens, inclusive já fez coberturas de guerras, ficou alguma (ou algumas) reportagem que lhe marcou?

Francisco José: Olha, no início, eu era repórter esportivo. Quando eu entrei na Globo, eu já tinha ido a duas Copas do Mundo, e fui a mais quatro Copas e duas Olimpíadas pela Globo. Fui à Olimpíada de Seul e à Olimpíada de Los Angeles. Então, pelo fato de ser competição Copa do Mundo, em algumas delas o Brasil ter saído vitorioso, em provas de Olimpíadas ter tido representantes com marcas sensacionais, (essas reportagens) me marcaram muito. A emoção de estar cobrindo uma Copa do Mundo é uma coisa fora do normal.

Assis Ramalho: Você se emocionou muito com coberturas esportivas, mas até cobertura de guerra você já fez.

Francisco José: Verdade. Na Guerra das Malvinas (Argentina e Grã-Bretanha, abril a junho/1982), eu fui sempre o repórter mais avançado da Rede Globo. Primeiro, na região de Comodoro Rivadávia, que era a região mais próxima da guerra, de onde saíam os militares argentinos. Quando eu fui expulso de lá pelo Exército Argentino, que não queria jornalista nenhum naquela região, porque nós passamos a ser considerados "espiões", a Globo me mandou pelo Chile. E aí a gente até tentou o sobrevoo, que foi a matéria mais marcante da cobertura, pra chegar nas Ilhas Malvinas. Só que a imprensa mundial perdeu aquela guerra. Ninguém conseguiu cobrir direito, como sempre acontece nas guerras. Os repórteres chegam depois, quando já há um rendimento, quando a guerra já está resolvida, e o ideal era que nós tivéssemos chegado em plena guerra, em condições de mostrar o que estava acontecendo.

Assis Ramalho: Marcou (sua carreira) essa cobertura nas Malvinas?

Francisco José: Marcou muito, porque eu fiquei muito tempo envolvido nessa cobertura e foi em 1982. E quando eu saí de lá, saí direto pra Copa do Mundo da Espanha. Então, foram dois extremos: um com aquela apreensão, aquela expectativa, adrenalina a mil, podendo acontecer alguma coisa a qualquer momento, e depois indo ver a beleza da Copa do Mundo, que foi a Copa da Espanha.

Assis Ramalho: O repórter teme pela vida também, não é, Francisco José?

Francisco José: Claro! Todos nós tememos pela vida. Tem a vida, não só do repórter, mas de toda a equipe. Você só vê o repórter na televisão porque tem um cinegrafista gravando, porque tem um operador de áudio fazendo gravação, fazendo iluminação, fazendo a produção, então televisão é um trabalho de equipe, e muitas vezes, o cinegrafista se arrisca muito mais do que o repórter. Mas só quem leva a fama é o repórter, porque ele aparece. Mas quando você vir as imagens, lembre-se sempre que tem um profissional gravando aquelas imagens.

Assis Ramalho: Eu me lembro de um outro episódio marcante na sua carreira, que foi o caso daquele sequestro no Recife, onde você, pra salvar a vida de uma mulher grávida, se entregou aos bandidos. Como foi aquilo?

Francisco José: Aquilo foi em 1988 e foi um péssimo exemplo que eu dei de jornalismo.

Assis Ramalho: Você se arrepende?

Francisco José: Não, eu não me arrependo do que eu fiz, mas jornalisticamente, jornalista não é pra se envolver com a notícia. Era pra eu ter mostrado o sequestro, não pra participar do sequestro. É que, naquele momento, a parte emotiva falou mais forte, porque tinha uma mulher grávida entre os reféns. E já que eu estava sendo o intermediário entre os bandidos e a policia, até aí, eu estava fazendo a minha reportagem. Mas a partir do momento em que eles ameaçaram matar a mulher grávida, se o delegado não fosse substituí-la, eu propus ficar no lugar dela. Ela foi solta, eu fiz um passeio com um revólver na cabeça, dez pessoas dentro de um carro de Recife até Salvador...

Assis Ramalho: Foi uma mancha na sua brilhante carreira?

Francisco José: Não, não foi mancha, eu não me arrependo do que fiz. Se fosse necessário, eu faria de novo porque sempre é gratificante você poder ajudar alguém que está em dificuldades, e eu sempre procurei fazer isso.

Assis Ramalho: Francisco José, muito obrigado pela entrevista.

Francisco José: Um abraço!

Redação do Blog de Assis Ramalho

Petrolândia: Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente avisa aos agricultores inscritos no Garantia Safra 2020/2021 que já se encontram disponíveis na Secretaria de Agricultura os boletos de pagamento para adesão ao programa.



A Prefeitura Municipal de Petrolândia, através da Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente, avisa a todos os agricultores inscritos no Garantia Safra 2020/2021 que já se encontram disponíveis na Secretaria de Agricultura os boletos de pagamento para adesão ao programa.

Vale ressaltar, que o pagamento do boleto deve ser feito até o dia 30 de janeiro de 2021 (sábado).


Blog de Assis Ramalho
Divulgação: Prefeitura de Petrolândia

Petrobras aumenta em quase 8% o preço da gasolina nas refinarias a partir desta terça-feira (19)


A Petrobras informou que elevará o preço médio da gasolina nas refinarias em R$ 0,15, para R$ 1,98 por litro, a partir desta terça-feira (19). Já o preço do diesel não será alterado.

Este é o primeiro reajuste aplicado sobre a gasolina este ano e corresponde a 7,6% sobre o valor médio de R$ 1,84, vigente desde 29 de dezembro, quando o combustível havia sido reajustado em 5% - foi o segundo reajuste no último mês de 2020.

O reajuste será aplicado após avanço das cotações internacionais do petróleo nas últimas semanas. Segundo levantamento da Reuters, o preço do petróleo Brent, referência internacional, aumentou em cerca de 7,5% desde a última vez em que a Petrobras elevou os valores de gasolina e diesel, em 29 de dezembro. Nesse período, o real desvalorizou cerca de 1,5% ante o dólar.

A Petrobras reiterou que seus preços têm como referência a chamada paridade de importação, impactada por fatores como os valores do petróleo e o câmbio.

O repasse dos reajustes nas refinarias aos consumidores finais nos postos não é garantido, e depende de uma série de questões, como margem da distribuição e revenda, impostos e adição obrigatória de etanol anidro e biodiesel.

Preços nos postos

O preço médio do diesel subiu pela sétima semana consecutiva nos postos de combustíveis do Brasil, atingindo a marca de R$ 3,685 por litro, mostrou um levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) divulgado na sexta-feira (15).

Com o movimento, o preço final para o consumidor do diesel, combustível mais utilizado do Brasil, apurou alta de 0,27% em relação à semana anterior.

O valor médio da gasolina, por sua vez, subiu 0,15% na semana, para R$ 4,572 o litro, no quarto movimento de alta semanal consecutivo, de acordo com a ANP.


Profissionais de transportes entram no grupo prioritário da vacinação


Os profissionais do setor de transportes foram incluídos no grupo prioritário para receber a vacina contra a Covid-19. Segundo nota do Ministério da Infraestrutura, entram nesta categoria trabalhadores em transportes terrestres, aéreo, ferroviário e aquaviário.

Também estão no grupo caminhoneiros, trabalhadores em portos, empregados de companhias aéreas, funcionários de empresas de trens e ferrovias e motoristas e cobradores de ônibus tanto metropolitanos quanto intermunicipais e interestaduais.

Para ter direito à vacinação, os profissionais deverão comprovar, por meio de documentação, que são funcionários de empresas de alguns destes segmentos.

A nota do Ministério da Infraestrutura não detalha em que fase da vacinação esses trabalhadores serão incluídos. A data para o início da imunização dos profissionais do setor de transportes ainda deverá ser divulgada pelo Ministério da Saúde.

Por Agência Brasil

Caixa paga abono salarial para nascidos em janeiro e fevereiro


Cerca de 3,4 milhões de trabalhadores nascidos em janeiro e fevereiro começam a receber, nesta terça-feira (19), R$ 2,75 bilhões referentes ao abono salarial do calendário 2020/2021 – ano-base 2019. A Caixa Econômica Federal depositará o dinheiro na conta corrente informada ou na conta poupança digital, usada para pagar o auxílio emergencial, para quem não é cliente do banco.

As poupanças digitais podem ser movimentadas pelo aplicativo Caixa Tem. Disponível para telefones celulares, o aplicativo permite o pagamento de contas domésticas (água, luz, telefone e gás), boletos bancários, compras com cartão de débito virtual pela internet e compras com código QR (versão avançada do código de barras) em estabelecimentos parceiros.

Para os funcionários públicos ou trabalhadores de empresas estatais, vale o dígito final do número de inscrição do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep). A partir de amanhã, fica disponível o crédito para inscritos com final 5. O Pasep é pago pelo Banco do Brasil.

Os trabalhadores que nasceram entre julho e dezembro receberam o abono salarial do PIS em 2020. Os nascidos entre janeiro e junho terão o recurso disponível para saque em 2021.

Os servidores públicos com final de inscrição do Pasep entre 0 e 4 também receberam em 2020. Já as inscrições com final entre 5 e 9 ficaram para 2021. O fechamento do calendário de pagamento do exercício 2020/2021 ocorre em 30 de junho.
Quem tem direito

Tem direito ao abono salarial 2020/2021 o trabalhador inscrito no Programa de Integração Social (PIS) há pelo menos cinco anos e que tenha trabalhado formalmente por pelo menos 30 dias em 2019, com remuneração mensal média de até dois salários mínimos. Também é necessário que os dados tenham sido informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) ou e-Social, conforme categoria da empresa.

Recebem o benefício na Caixa os trabalhadores vinculados a entidades e empresas privadas. Em todo o calendário 2020/2021, a Caixa deve disponibilizar R$ 15,8 bilhões para 20,5 milhões trabalhadores.

As pessoas que trabalham no setor público têm inscrição no Pasep e recebem o benefício no Banco do Brasil (BB). Nesse caso, o beneficiário pode optar por realizar transferência (TED) para conta de mesma titularidade em outras instituições financeiras, nos terminais de autoatendimento do BB ou no portal www.bb.com.br/pasep, ou ainda efetuar o saque nos caixas das agências.

Para o exercício atual, o BB identificou abono salarial para 2,7 milhões trabalhadores vinculados ao Pasep, totalizando R$ 2,57 bilhões. Desse montante, aproximadamente 1,2 milhão são correntistas ou poupadores do BB, e aqueles com final de inscrição de 0 a 4 receberam seus créditos em conta antecipadamente no dia 30 de junho, no total de R$ 580 milhões, segundo a instituição financeira.
Abono salarial anterior

Os trabalhadores que não sacaram o abono salarial do calendário anterior (2019/2020), finalizado em 29 de maio deste ano, ainda podem retirar os valores. O prazo vai até 30 de junho de 2021. O saque pode ser feito nos canais de atendimento com cartão e senha Cidadão, ou nas agências da Caixa.

A consulta sobre o direito ao benefício, bem como ao valor à disposição, pode ser feita por meio do aplicativo Caixa Trabalhador, pelo atendimento Caixa ao Cidadão (0800-726-0207) e no site http://www.caixa.gov.br/abonosalarial/.

No caso do Pasep, os recursos ficam disponíveis para saque por cinco anos, contados do encerramento do exercício, de acordo com resolução do Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat). Os abonos não sacados são transferidos automaticamente para o próximo exercício, sem necessidade de solicitação do trabalhador.

Por Agência Brasil

Boletim desta terça (19/01/2021): Com mais 1.635 casos e 28 óbitos por Covid-19, Pernambuco soma 243.044 infectados e 10.059 mortes



Foram contabilizados, nesta terça-feira (19), 1.635 casos e 28 óbitos de pessoas infectadas pelo novo coronavírus em Pernambuco. Os novos pacientes elevaram o total de casos confirmados da Covid-19 no estado para 243.044. Já o número de mortes foi para 10.059. A contagem teve início em março de 2020.

Do total de confirmações feitas nesta terça-feira (19), 41 casos foram de Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag). Outros 1.594 pacientes foram diagnosticados com quadro leve da Covid-19. Com isso, o estado passou a ter 30.384 casos graves e 212.660 casos leves da doença.

Em relação às confirmações de 28 mortes, os óbitos aconteceram entre o dia 15 de agosto de 2020 e o domingo (17). Outros detalhes epidemiológicos devem ser disponibilizados até a noite pelo governo do estado.

Por G1 PE

Petrolândia: Secretaria Municipal de Saúde divulga detalhes sobre vacinação contra Covid-19, em entrevista à reportagem do Blog de Assis Ramalho e Web Rádio Petrolândia (Assista ao vídeo)

Um ato simbólico acontecerá na noite desta terça-feira, às 19 horas, no Hospital Dr Francisco Simões de Lima, quando as duas primeiras pessoas serão vacinadas. 





A Secretaria Municipal da Saúde já definiu como será a vacinação contra a Covid-19 em Petrolândia, no sertão de Pernambuco. Na primeira etapa, serão vacinados 200 profissionais da linha de frente no enfrentamento ao Covid-19 e 200 indígenas.

''Estamos preparados para executar esse plano, toda equipe técnica e logística já está montada e a população pode ficar tranquila, que estamos preparados para fazer essa vacinação'', disse a secretária de saúde, Patrícia Marques, em entrevista à reportagem do Blog de Assis Ramalho e da Web Rádio Petrolândia.

Também participaram da entrevista, que aconteceu na manhã desta terça-feira (19) na Secretaria de Saúde, Dr Danilo (Diretor Clínico do Hospital Dr. Francisco Simões de Lima) e Silvânia (Coordenadora do Programa Nacional de Imunização - PNI). (Assista no vídeo abaixo à íntegra da entrevista, com informações detalhadas).

Um ato simbólico para marcar o início da vacinação contra Covid-19 em Petrolândia, acontecerá na noite desta terça-feira, às 19 horas, no Hospital Dr Francisco Simões de Lima. Na ocasião, duas pessoas receberão a primeira dose da vacina. Os nomes não foram antecipados. ''É segredo, não vamos adiantar quem serão essas pessoas. Apenas podemos adiantar que será um [profissional] da Saúde e outro da classe indígena'', disse Patrícia Marques, que garantiu que a vacina chega ainda hoje ao município..

Dr. Danilo falou da importância da vacina e disse ser um momento histórico para Petrolândia. Também lembrou que já passou pelo drama de ter contraído o vírus da covid-19.

Emocionada, Silvânia falou dos nove meses de combate à pandemia. Também lembrou de perdas de pessoas próximas, por causa da covid-19.

Confira abaixo. 


Redação do Blog de Assis Ramalho

Petrolândia: Secretária de Saúde, Dra. Patrícia Marques, mostra as dificuldades encontradas em relação ao transporte de pacientes no município (vídeo)


No episódio de hoje, a Secretária de Saúde, Dra. Patrícia Marques, mostra as dificuldades encontradas em relação ao transporte de pacientes no município.

Mesmo diante dos veículos encontrados em precariedade, estamos realizando os transportes necessários de pacientes, fazendo cumprir o nosso compromisso de gestão.

Gestão com transparência na Saúde Pública.

Blog de Assis Ramalho
Divulgação/texto e vídeo: Prefeitura de Petrolândia

Enfermeira indígena de Carnaubeira da Penha, no Sertão de Pernambuco, é a 2ª pessoa a receber a vacina contra a Covid-19

Penha Atikum, do povo Atikum, é de Carnaubeira da Penha e tem 35 anos

A enfermeira de saúde indígena Penha Atikum,  do povo Atikum, de Carnaubeira da Penha, no Sertão de Pernambuco, foi a segunda pessoa a ser vacinada contra a covid-19 no estado.
Tímida, ela não concedeu entrevista, mais compartilhava o mesmo sentimento de todos os profissionais presente no auditório Jaime Scherb, da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade de Pernambuco, onde ouve a solenidade que marcou o começo da vacinação contra a covid-19 em Pernambuco.   


O governo de Pernambuco informou, na noite desta segunda (18), que as doses da vacina serão distribuídas aos 184 municípios de acordo com a quantidade de moradores. Os responsáveis pelas administrações devem retirar o imunizante nas 12 Gerências Regionais de Saúde (Geres), a partir de terça (19).

O primeiro lote da vacina da Coronavac chegou ao Recife, na noite desta segunda. O avião aterrissou no Aeroporto Internacional dos Guararapes/Gilberto Freyre às 19h29.

As medidas foram definidas durante reunião entre gestores do estado e dos municípios. Ao todo, 135 pessoas participaram da reunião.

Eram secretários municipais, representantes da sociedade civil, de órgãos de controle, do Ministério da Saúde, conselhos de saúde e técnicos das mais diversas áreas da Secretaria Estadual de Saúde.

Além das vacinas, os municípios também vão receber um cartão vacinal produzido pelo governo, para registro das doses.

Nesse cartão, serão registrados os dados gerais do paciente, o tipo de vacina que foi aplicada e o lembrete para que seja feita a segunda dose.

Prioridades

Com a chegada das 270 mil unidades do imunizante o estado definiu com os municípios que serão beneficiados, inicialmente, trabalhadores de saúde atuantes em UTIs e enfermarias de atendimento à Covid-19, além dos vacinadores.

Também serão contemplados idosos em instituições de longa permanência, pessoas com deficiência institucionalizadas e indígenas aldeados.

Ainda de acordo com comunicado feito pelo estado, serão vacinados 34% dos trabalhadores de saúde pernambucanos (mais de 99 mil) e 100% dos demais públicos: 26,5 mil indígenas, 2,5 mil idosos institucionalizados e 130 pessoas com deficiência institucionalizados.

Conforme orientação do Ministério da Saúde, a segunda dose deve ser aplicada em um período entre duas e quatro semanas após a primeira.

“O estado ainda tem orientado que, neste momento, a vacinação ocorra nos serviços de saúde, nas instituições e aldeias, ou seja, indo até o público prioritário”, disse a nota publicada no boletim da Covid-19.

No boletim da Covid-19 divulgado nesta segunda, o secretário de Saúde, André Longo, disse que a prioridade será imunizar os trabalhadores de saúde que estão atendendo pacientes da Covid-19 nas enfermarias e UTIs.

Caso existam mais doses, afirmou Longo, devem ser atendidos os serviços de urgência, atenção primária e agentes comunitários de saúde, respeitando a gradação de acordo com o perfil que cada município tem de sua rede de atenção à Covid-19.

A superintendente de Imunizações do estado, Ana Catarina de Melo, informou que, para se vacinar, a população deve estar munida do CPF ou cartão SUS.

Insumos

Na última terça-feira (12), foram enviadas 1,5 milhão de seringas para todos os municípios pernambucanos iniciarem a campanha.

O estado afirmou que há mais 2,5 milhões em estoque, além da previsão de receber ainda em janeiro outras 2,8 milhões e da aquisição de mais 7,5 milhões, totalizando 14,2 milhões de unidades.

Por G1 PE

Técnica de Enfermagem do Hospital Oswaldo Cruz é a primeira pessoa vacinada em Pernambuco


Um momento histórico, que reacende a esperança dos pernambucanos. A técnica de Enfermagem Perpétua do Socorro Barbosa dos Santos, de 52 anos, foi a primeira pernambucana vacinada contra a Covid-19 no Estado. O ato aconteceu nesta segunda-feira (18.01), no auditório da faculdade de Ciências Médicas do Hospital Universitário Oswaldo Cruz (HUOC), em Santo Amaro, no Recife. As 270 mil doses da CoronaVac – Instituto Butantan chegaram à capital às 19h40, vindas de São Paulo, e seguiram para a sede do Programa Estadual de Vacinação, no bairro de Casa Amarela, onde foram separadas para serem enviadas às 12 Gerências Regionais de Saúde do Estado nas próximas 24 horas.

“É um momento histórico, que vai ficar marcado nas nossas mentes. É fruto de um trabalho de articulação que, hoje, se torna realidade no Brasil e em Pernambuco. Mas sabemos que ainda precisamos de definições sobre os próximos lotes de vacina a serem enviadas aos Estados e municípios brasileiros. Isso faz parte do Plano Nacional de Imunização e temos que ter esse plano na sua completude, com prazos e datas, para que a gente possa vacinar todos”, afirmou Paulo Câmara, após o ato de imunização.

O governador também agradeceu às pessoas que, desde o início, ainda em março de 2020, têm se dedicado a salvar vidas, sobretudo os profissionais de saúde, e reforçou que, embora esse momento seja fundamental, é importante que a população continue mantendo os cuidados necessários. “Ainda precisamos usar máscaras, manter o distanciamento social e sempre higienizar as mãos”, disse, complementando que é preciso ter um pouco mais de paciência até que todos sejam vacinados. “Precisamos ter respeito à vida do outro até vacinarmos todos os pernambucanos e, assim, continuar incansavelmente salvando vidas”.

Há 30 anos trabalhando no HUOC, Perpétua dos Santos sempre quis atuar na área da saúde para “ajudar as pessoas a diminuírem seus sofrimentos”. Ela, que sempre lidou com pacientes com tétano, leptospirose e HIV, contou que viveu “dias de guerra” nos últimos meses, devido à pandemia da Covid-19, e que o medo de pegar a doença bateu por diversas vezes enquanto trabalhava para salvar vidas. “Não tínhamos tempo para pensar em nada. Eu arrisquei a minha vida para salvar a de milhares de pessoas”, afirmou a profissional, ao lembrar do tratamento com os inúmeros pacientes. Após receber a primeira dose do imunizante, Perpétua se disse esperançosa com um novo tempo que se inicia a partir da vacinação. “Estou animada, ansiosa e feliz. Para mim, é uma vitória. Vitória dos pernambucanos e dos brasileiros”, concluiu.

O secretário estadual de Saúde, André Longo, reforçou o dia histórico marcado pela chegada da vacina e o início da imunização dos pernambucanos. “Este dia deverá ser um divisor de águas para o enfrentamento da pandemia em nosso Estado, e certamente mudará o curso da doença em Pernambuco”, previu Longo, destacando que a chegada da CoronaVac – Instituto Butantan simboliza a importância do papel da ciência e da tecnologia no País. “Sempre apostamos na ciência e no acompanhamento do processo com muita disposição e força por parte de toda a equipe liderada pelo governador Paulo Câmara. Então, este momento nos deixa emocionados”, comentou.

Além de Perpétua dos Santos, também foram vacinados a auxiliar de farmácia Wanessa Correia, o técnico de laboratório Marcos Alexandre Correia, a enfermeira de UTI Joyce Mendes, o nutricionista Rodrigo Silveira, a fisioterapeuta Thatiana Vasconcelos, a enfermeira de saúde indígena Penha Atikum – da etnia Atikum – e o médico da UTI pediátrica José Carneiro Leão Filho.

PRIORIDADES – O Plano Nacional de Imunização (PNI) estabeleceu que o grupo prioritário 1 englobaria idosos com mais de 75 anos, indígenas aldeados, idosos com mais de 60 anos que moram em asilos e profissionais de saúde. Em Pernambuco, isso corresponde a cerca de 630 mil pessoas. Para garantir as duas doses a todos eles, seriam necessárias 1.260.000 vacinas. Como o Ministério da Saúde está enviando 270 mil doses para Pernambuco neste lote, não será possível atender o primeiro grupo prioritário por completo. Por isso, a nova recomendação do Ministério é que as primeiras doses sejam destinadas a profissionais da saúde que atuem na ponta, idosos que vivem em asilos, pessoas com deficiência que vivam em instituições de longa permanência e indígenas aldeados.

Serão utilizados na logística de distribuição seis caminhões, sendo quatro refrigerados, adequados para longas distâncias. Os veículos não refrigerados não ensejam qualquer risco às vacinas, pois elas estão armazenadas em caixas térmicas a uma temperatura entre quatro e oito graus, garantindo uma durabilidade de no mínimo 48 horas.

Também estiveram presentes no ato de vacinação a vice-governadora Luciana Santos, o secretário estadual de Ciência e Tecnologia, Lucas Ramos, o reitor da Universidade de Pernambuco (UPE), Pedro Falcão, a vice-prefeita do Recife, Isabella de Roldão, e a secretária de Saúde do Recife, Luciana Albuquerque.

Por Assessoria do governo de Pernambuco