domingo, 17 de janeiro de 2021

Ministro da Saúde diz que começa a distribuir vacinas às 7h de segunda-feira para todos os estados e prevê início da vacinação para quarta às 10h

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, concede entrevista, para falar sobre a vacinação contra a covid-19 no país, Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (Into) - Tânia Rêgo/Agência Brasil

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse neste domingo (17) em entrevista coletiva no Instituto de Traumatologia e Ortopedia (Into) no Rio de Janeiro que o governo federal começa nesta segunda, às 7h, a distribuição de vacinas contra a Covid-19 para todos os estados. Ele também previu o início da campanha para quarta-feira, às 10h.

A distribuição, segundo o ministro, será feita pela FAB a "pontos focais" definidos por cada estado.

"Está dado o primeiro passo para o início da maior campanha de vacinação do mundo contra o coronavírus", afirmou, referindo-se à aprovação da Coronavac e a de Oxford/AstraZeneca pela Anvisa.

"Poderíamos num ato simbólico ou numa jogada de marketing iniciar a primeira dose em uma pessoa, mas em respeito a todos os governadores, prefeitos e todos os brasileiros, o Ministério da Saúde não fará isso", acrescentou o ministro. Ele afirmou que a aplicação da primeira dose da vacina em São Paulo é "uma questão jurídica".

"Todas as vacinas produzidas pelo Butantan estão contratadas de forma integral e de forma exclusiva para o Ministério da Saúde e para o PNI, todas, inclusive essa que foi aplicada agora. Isso é uma questão jurídica. Não vou responder agora, porque a Justiça que tem que definir. Como foi feita a entrega sem ter feito a liquidação nos nossos depósitos, para depois para a distribuição para o estado", afirmou Pazuello.

"Isso é uma questão que sai, vai para o lado do contrato efetuado.Tudo o que tem no Estado de São Paulo no Butantan é contratado pelo MS, pago pelo SUS, pago pelos senhores. E o contrato é claro, ele é de exclusividade, de 100% das doses", disse o general.

Pazuello disse que as 6 milhões de doses do Butantan serão distribuídas proporcionalmente aos estados. "Qualquer movimento fora desta linha está em desacordo com a lei".

O ministro disse que o "Ministério da Saúde vem trabalhando junto com o Butantan pelo desenvolvimento da vacina desde o início" e que "tudo o que foi comprado no Butantan", "todas as vacinas" foi com recursos do SUS: "Não foi com nenhum centavo de São Paulo".

Em São Paulo, onde concedia uma entrevista coletiva, o governador João Dória respondeu:

"Eu estou atônito com as declarações do ministro da saúde do Brasil. Diz o ministro Eduardo Pazuello: 'as vacinas foram compradas com dinheiro do SUS, do governo federal, e não com o dinheiro do governo de São Paulo'. Ministro, é inacreditável, como ministro do estado da saúde, sem o menor zelo com a saúde, sem ser médico, sem ter conhecimento nenhum da saúde, sem planejamento, um desastre completo na saúde, ainda mente ao dizer isso. A vacina do Butantan só está em São Paulo e no Brasil porque foi investimento do governo do Estado de São Paulo, ministro. Não há um centavo até agora, até agora, do governo federal, para a vacina, nem para o estudo, nem para a compra, nem para a pesquisa. Nada. Chega de mentira, ministro. Trabalhe pela saúde do seu povo, seja honesto", afirmou.

"Chega de mentira, ministro. Trabalhe pela saúde do seu povo, seja honesto, seja decente, aprenda aquilo que na escola militar o senhor aprendeu. Se o senhor não conhece medicina, não conhece programa de imunização, pelo menos o corpo técnico do seu ministério, e respeite a verdade", disse ainda Dória.

Vacina da Fiocruz

Pazuello disse ainda que "é muito provável" que Ministério consiga "coordenar a entrega" após início desta semana das 2 milhões de doses que foram adquiridas pelo Brasil da vacina de Oxford/AstraZeneca feitas pelo Instituto Serum, da Índia.

"Numa conversa ainda em nível diplomático ficou claro que a Índia ia começar sua vacinação no sábado (16) e que seria interessante que essa saída das doses da Índia após o início da vacinação, 1 dia, 2 dias. Hoje é o primeiro dia após o início da vacinação", afirmou.

Ministro diz que cuidados precisam continuar

O ministro afirmou ainda que os cuidados contra a transmissão da Covid-19 não devem ser interrompidos "em hipótese alguma", apesar do início da vacinação.

"Volto a dizer: não podemos em hipótese alguma relaxar as medidas preventivas. Uso de máscara, álcool em gel na mão, distanciamento social - situações como esta que estamos, por exemplo [entrevista coletiva]... [Evitar] aglomerações... As empresas e estabelecimentos que têm autorização para trabalhar e devem trabalhar, a economia não deve parar, elas devem ter as medidas de cuidados muito claras".

Aprovação

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou neste domingo (17), por unanimidade, o uso emergencial das vacinas Coronavac e da Universidade de Oxford contra a Covid-19. A reunião que discutiu o tema durou cerca de 5 horas.

Os diretores acompanharam o voto de Meiruze Freitas, relatora dos pedidos. No caso da Coronavac, a diretora condicionou a aprovação à assinatura de termo de compromisso e publicação em "Diário Oficial".

Depois da aprovação, o governo de São Paulo aplicou a primeira dose da CoronaVac na tarde deste domingo (17).

A enfermeira Mônica Calazans, de 54 anos, moradora de Itaquera, na Zona Leste da capital paulista, foi a primeira pessoa, fora dos estudos clínicos, a receber a vacina.

Por G1

Após aprovação da Anvisa, enfermeira de SP é a primeira vacinada; quem recebeu a 2ª dose foi também um enfermeiro


Primeira dose da CoronaVac é aplicada em SP — Foto: Rodrigo Rodrigues/G1

O governo de São Paulo aplicou a primeira dose da CoronaVac na tarde deste domingo (17), após a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovar o uso emergencial da vacina contra a Covid-19.

A enfermeira Mônica Calazans, de 54 anos, moradora de Itaquera, na Zona Leste da capital paulista, foi a primeira pessoa, fora dos estudos clínicos, a receber a vacina.

Mulher, negra, Mônica faz parte do grupo de risco para a doença, e atua na linha de frente contra Covid-19 no Instituto de Infectologia Emílio Ribas. Ela foi voluntária da terceira fase dos testes clínicos da CoronaVac realizados no país e tinha recebido placebo.

Após ser imunizada, ela recebeu do governador João Doria (PSDB) um selo simbólico com os dizeres “Estou vacinado pelo Butantan” e uma pulseira com a frase “Eu me vacinei”.

A aplicação foi feita no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) e acompanhada pelo governador João Doria (PSDB).

A enfermeira Jéssica Pires de Camargo, de 30 anos, funcionária do Controle de Doenças e Mestre de Saúde Coletiva pela Santa Casa de São Paulo, foi responsável por aplicar a dose.

Vacinação em SP

Logo após acompanhar a aplicação da primeira dose da CoronaVac, o governador de São Paulo disse, em coletiva de imprensa no Hospital das Clínicas, que a vacinação contra a Covid-19 no estado começa neste domingo (17) em hospitais de referência e nas populações indígenas. Entretanto, o governo paulista não detalhou quantas pessoas serão vacinadas.

Doria destacou que a partir desta segunda (18), "entra em operação o plano logístico de distribuição de doses, seringas e agulhas”, para a vacinação de profissionais de saúde em seis hospitais de referência: HCs da Capital e de Ribeirão Preto (USP), HC da Campinas (Unicamp), HC de Botucatu (Unesp), HC de Marília (Famema) e Hospital de Base de São José do Rio Preto (Funfarme).

Em seguida, as vacinas e insumos serão enviados para as prefeituras do estado, "com recomendação de prioridade a profissionais de saúde que atuam no combate à pandemia".

O governador disse que determinou o envio imediato das doses da CoronaVac ao Ministério da Saúde e rebateu as críticas feitas pelo Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, em coletiva de imprensa feita no mesmo horário.

"Quero dizer que autorizamos há 35 minutos a imediata distribuição da vacina do Butantan para todos os estados brasileiros através do Ministério da Saúde. Após a aprovação pela Anvisa, determinamos que o Instituto Butantan inicie imediatamente a distribuição da vacina ao Ministério da Saúde, os caminhões com as primeiras doses serão carregados rapidamente e ainda hoje serão encaminhados para o depósito do Ministério da Saúde, no Aeroporto de Guarulhos", afirmou João Doria.

"Nós não estamos aqui fazendo nenhuma conta diferente, nós estamos atendendo o entendimento do Plano Nacional de Imunização", defendeu o governador.

Ainda durante a coletiva, o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, disse que das 6 milhões de doses, 4.636.936 serão enviadas para o governo federal. As outras 1.357.640 serão distribuídas pelo estado de SP.

Doses para o Amazonas

Na coletiva, João Doria afirmou que irá enviar 50 mil doses para os profissionais de saúde do Amazonas na manhã desta segunda-feira (18). A declaração foi dada após o governador afirmar que o imunizante não recebeu nenhum investimento do governo federal.

“Porque eu já não confio no Ministério da Saúde, esta capacidade de produzir mentiras, assaques, quando deveria estar agradecendo que os cientistas conseguiram viabilizar uma vacina”.

Outros vacinados

Enfermeiro Wilson paes de Pádua, do hospital Vila Penteado, é segunda pessoa a ser vacinada no Brasil — Foto: Rodrigo Rodrigues/G1

O segundo a ser vacinado foi o enfermeiro Wilson Paes de Pádua, de 57 anos, do hospital Vila Penteado, na Zona Norte. “Estou muito feliz, acho que nós temos que lutar pela vacina, lutar pela ciência, para melhorar a saúde e sair dessa pandemia. Me sinto muito orgulhoso e feliz desse momento”.

Ele contou que perdeu colegas e foi infectado pela Covid-19 em junho, enquanto atuava na linha de frente da pandemia. “Pensei que ia morrer, tinha momentos que rezei para Deus pensando que estava partindo”.

No evento, foi vacinada a primeira indígena do país. Vanusa Kaimbé, de 50 anos, é técnica de enfermagem e assistente social, presidente do conselho dos indígenas kaimbe do estado de São Paulo. Ela vive na "aldeia Kaimbé filhos da terra", em Guarulhos.

“Eu vim aqui hoje representar a população indígena e falar a importância da vacina. A vacina salva vidas. Fui a primeira indígena a ser vacinada e recomendo para todos os meus parentes”.

Primeira indígena a ser vacina no Brasil, com CoronaVac, na tarde deste domingo (17) — Foto: Rodrigo Rodrigues/G1

Aprovação

Na tarde deste domingo (17), a diretoria da Anvisa aprovou, por unanimidade, a liberação do imunizante para uso emergencial, seguindo a recomendação apresentada pela área técnica.

Os diretores acompanharam o voto de Meiruze Freitas, relatora dos pedidos. No caso da Coronavac, a diretora condicionou a aprovação à assinatura de termo de compromisso e publicação em "Diário Oficial".

A decisão passa a valer a partir do momento em que houver a comunicação oficial ao laboratório. Ela será publicada no portal da Anvisa, no extrato de deliberações da Diretoria.

O pedido sobre a Coronavac foi apresentado em 8 de janeiro pelo Instituto Butantan e é referente a 6 milhões de doses importadas, produzidas pela farmacêutica chinesa Sinovac. O Butantan também desenvolve a vacina no Brasil.

Durante a apresentação dos dados, o gerente de medicamentos da Agência, Gustavo Mendes, fez críticas ao atraso no envido de dados do Instituto Butantan.

Ele também considerou como pontos de incerteza o número de idosos testados, a falta de informações sobre os intervalos entre a primeira e a segunda dose de todos os pacientes testados.

Com a aprovação o Brasil, se tornará o quarto país a iniciar o uso emergencial do fármaco, após China, Indonésia e Turquia.

Ministério da Saúde

Após a recomendação favorável da área técnica, o governador João Doria disse, em postagem nas redes sociais, que o Instituto Butantan irá entregar as vacinas ao Ministério da Saúde, responsável pela distribuição do imunizante no país.

"Determinei que tão logo a Anvisa aprove o uso emergencial da Vacina do Butantan, o Instituto Butantan entregue imediatamente as vacinas ao Ministério da Saúde para que sejam distribuídas a SP, DF e todos os estados brasileiros. O Brasil tem pressa para salvar vidas", diz a publicação.

Nesta sexta (15), o Ministério da Saúde pediu ao Butantan a entrega 'imediata' de 6 milhões de doses prontas da Coronavac, que estão em poder do instituto e foram importadas do laboratório Sinovac, da China, parceiro do Butantan na produção do imunizante.

Através de ofício, o ministério informou que o montante é referente ao contrato de R$ 2,6 bilhões, firmado entre o órgão federal e o laboratório paulista para a inclusão da Coronavac no Programa Nacional de Imunização (PNI).

O Butantan já tinha prometido entregar as doses após a Anvisa autorizar o uso emergencial da vacina, mas questionava o Ministério da Saúde sobre quantas doses da CoronaVac serão destinadas ao estado de São Paulo no PNI.

A gestão João Doria (PSDB) estima que o estado de São Paulo tem direito a cerca de 1,5 milhão de doses – o cálculo é feito com base no tamanho da população do estado.

Disputa política

A CoronaVac envolve uma disputa política entre o governador de São Paulo, João Doria, e o presidente Jair Bolsonaro. Em outubro, o presidente chegou a dizer que o governo federal não compraria a Coronavac.

No começo de janeiro, porém, o Ministério da Saúde informou assinou um contrato com o Instituto Butantan para adquirir todas as 100 milhões de doses que o órgão produzir.

A proposta anunciada pelo Ministério da Saúde a prefeitos era começar a vacinação na quarta-feira (20) após a liberação do uso emergencial pela Anvisa. O governo pretendia iniciar a vacinação com as duas milhões de doses da vacina da AstraZeneca, produzidas na Índia.

Um avião brasileiro estava previsto para decolar na sexta-feira (15) para a Índia, mas o voo foi adiado por “problemas logísticos internacionais”. O adiamento ocorreu depois que o governo indiano dizer que não poderia dar uma data para a exportação de vacinas produzidas no país.

Depois do adiamento do voo Ministério da Saúde pediu que o Instituto Butantan entregasse todas as 6 milhões de doses da Coronavac disponíveis.

Eficácia da CoronaVac

Os testes da CoronaVac no Brasil foram feitos em 12.508 voluntários – todos profissionais de saúde da linha de frente do combate ao coronavírus – e envolveram 16 centros de pesquisa.

A vacina registrou 50,38% de eficácia global nos testes realizados no país, índice que aponta a capacidade do imunizante de proteger em todos os casos – sejam eles leves, moderados ou graves.

O número mínimo recomendado pela OMS, e também pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), é de 50%.

Na prática, a CoronaVac tem potencial de:

reduzir pela metade (50,38%) os novos registros de contaminação em uma população vacinada;
reduzir a maioria (78%) dos casos leves que exigem algum cuidado médico.

Além disso, nenhum dos vacinados ficou em estado grave, foi internado ou morreu.

Por Lívia Machado, Paula Paiva Paulo e Rodrigo Rodrigues, G1 SP — São Paulo

Anvisa aprova uso emergencial de vacina de Oxford e da Coronavac

 Diretora da Anvisa, Meiruze Freitas (17 jan 2021)

Diretora da Anvisa, Meiruze Freitas


A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou neste domingo (17), por unanimidade, o uso emergencial das vacinas Coronavac e da Universidade de Oxford contra a Covid-19. A reunião que discutiu o tema durou cerca de 5 horas.

Os diretores acompanharam o voto de Meiruze Freitas, relatora dos pedidos. No caso da Coronavac, a diretora condicionou a aprovação à assinatura de termo de compromisso e publicação em "Diário Oficial".

Segundo a Anvisa, somente o termo de compromisso assinado pelo Instituto Butantan precisa ser publicado no "Diário Oficial da União", o que pode acontecer ainda neste domingo (17) em edição extra. De acordo com a agência, o termo já está pronto e será enviado ao instituto para ser assinado e publicado assim que assinado.

O termo de compromisso prevendo o envio, até o dia 28 de fevereiro, dos resultados sobre a imunogenicidade da CoronaVac foi uma das exigências da relatora do processo para o uso emergencial. A imunogenicidade é a capacidade que uma vacina tem de estimular o sistema imunológico a produzir anticorpos.

Ao proclamar o resultado, o diretor-presidente da Anvisa, Antônio Barra Torres, afirmou:

"A imunidade com a vacinação leva algum tempo para se estabelecer. Portanto, mesmo vacinado, use máscara, mantenha o distanciamento social e higienize suas mãos. Essas vacinas estão certificadas pela Anvisa, foram analisadas por nós brasileiros por um tempo, o melhor e menor tempo possível. Confie na Anvisa, confie nas vacinas que a Anvisa certificar e quando ela estiver ao seu alcance vá e se vacine."

Durante a reunião, a relatora Meiruze Freitas declarou:

"Quanto à vacina Coronavac, desenvolvida pelo instituto Butantan, voto pela aprovação temporária do seu uso emergencial condicionada a termo de compromisso e subsequente publicação de seu extrato no DOU. Quanto à vacina solicitada pela Fiocruz, voto pela aprovação temporária de seu uso emergencial referente a 2 milhões de doses", votou a relatora.

"Guiada pela ciência e pelos dados, a equipe concluiu que os benefícios conhecidos e potenciais dessas vacinas superam seus riscos. Os servidores vêm trabalhando com dedicação integral e senso de urgência", acrescentou Meiruze Freitas.

Segundo Leonardo Filho, estatístico da Anvisa, a eficácia da Coronavac é de 50,4%, em percentual arredondado. Segundo o gerente de Medicamentos, Gustavo Mendes, a eficácia da vacina de Oxford é de 70,42%.

Durante apresentação dos dados, Gustavo Mendes informou ainda que a área técnica da Anvisa recomendou a aprovação do uso emergencial das duas vacinas, "condicionada ao monitoramento das incertezas e reavaliação periódica". Mendes também ressaltou que há aumento no número de casos e ausência de alternativas terapêuticas.

O pedido sobre a Coronavac foi apresentado em 8 de janeiro pelo Instituto Butantan e é referente a 6 milhões de doses importadas, produzidas pela farmacêutica chinesa Sinovac. O Butantan também desenvolve a vacina no Brasil.

O pedido sobre a vacina de Oxford foi apresentado em 8 de janeiro pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e é referente a 2 milhões de doses importadas do laboratório Serum, da Índia, que produz a a vacina desenvolvida pela universidade do Reino Unido e pelo laboratório AstraZeneca. A Fiocruz também desenvolve a vacina no Brasil.

O voto da relatora

Durante o voto, a relatora destacou que o Brasil responde por 10% das mortes registradas no mundo por Covid-19 e lembrou que não há alternativa terapêutica para combater a doença (veia o vídeo abaixo).

“Até o momento não contamos com alternativa terapêutica aprovada para prevenir ou tratar a doença causada pelo novo coronavírus. Assim, compete a cada um de nós, instituições públicas e privadas, sociedade civil e organizada, cidadão, cada um na sua esfera de atuação tomarmos todas as medidas ao nosso alcance para no menor tempo possível diminuir o impacto sobre a vida do nosso país”.

Meiruze Freitas afirmou ainda que os benefícios das duas vacinas superam eventuais riscos.

"Ressalvadas algumas incertezas ainda existentes pelo estágio de desenvolvimento das vacinas em apreço, os benéficos conhecidos e potenciais das duas candidatas superam os riscos potenciais trazido em cada uma delas. Entretanto, ambas atendem aos critérios de qualidade e segurança para uso emergencial. Faço uma ressalva quanto a Coronavac, que requer dados complementares quanto à imunogenicidade", declarou.

Em seu voto, a relatora condicionou o uso emergencial da CoronaVac a um termo de compromisso do Instituto Butantan de enviar até o dia 28 de fevereiro os resultados sobre a imunogenicidade, que é a capacidade que uma vacina tem de estimular o sistema imunológico e produzir anticorpos.

A questão da imunogenicidade foi uma das ressalvas levantadas pela área técnica, que afirmou que não foi possível avaliar a quantidade de anticorpos produzidos após a vacina e a duração da imunização.
Comportamento social

No início da reunião deste domingo, o diretor-presidente da Anvisa, Antônio Barra Torres, fez um breve discurso no qual afirmou que, mesmo com o desenvolvimento de vacinas, a vitória sobre o coronavírus passa pela mudança do "comportamento social".

"O momento é de conscientização, união e trabalho. O inimigo é um só. A nossa chance, a nossa melhor chance nesta guerra passa, obrigatoriamente, pela mudança de comportamento social, sem a qual, mesmo com vacinas, a vitória não será alcançada", declarou.

Desde o início da pandemia, a Organização Mundial de Saúde (OMS), autoridades sanitárias e especialistas recomendam como formas de evitar a disseminação ainda maior do coronavírus o uso de máscara; a higienização das mãos; o distanciamento social; e evitar aglomerações, por exemplo.

No Brasil, o presidente Jair Bolsonaro critica o uso de máscara e participa de aglomerações, contrariando as orientações médicas.
edicamentos da Anvisa recomenda a aprovação do uso emergencial da CoronaVac

Análise da Coronavac

O gerente-geral de medicamentos e produtos biológicos da Anvisa, Gustavo Lima Santos, afirmou durante a apresentação que, apesar das incertezas e dados ainda não apresentados pelo Instituto Butantan, a gerência de medicamentos recomenda a aprovação o uso emergencial da CoronaVac.

“Tendo em vista o cenário de pandemia, tendo em vista o aumento de número de casos e tendo em vista a ausência de alternativas terapêuticas. A situação que estamos vivendo é uma situação de muita preocupação e muita tensão por conta dos insumos necessários, a gerência-geral recomenda a aprovação do uso emergencial”, afirmou. Santos destacou que a recomendação é para a aprovação seja condicionada ao monitoramento e acompanhamento das incertezas e reavaliação periódica.

Durante a reunião, Santos destacou uma série de dados que ainda não foram apresentados para a Anvisa e outros que ainda precisam de mais análises.

Entre os dados que não foram apresentados, destacou, está a análise quantitativa da imunogenicidade, que é a capacidade que uma vacina tem de estimular o sistema imunológico e produzir anticorpos.

Segundo o gerente de medicamentos, os dados só mostram se houve a produção de anticorpos ou se não houve, mas não detalha a quantidade de anticorpos. “O único apresentado foi de qualitativa, se sim ou se não, e isso não foi considerado adequado para a nossa avaliação de imunogenicidade”, disse.


Santos também destacou que os dados apresentados não foram suficientes para permitir uma conclusão sobre o efeito em formas moderadas e graves da doença, já que o número de casos foi muito baixo.

Análise da vacina de Oxford

A Gerência-Geral de Medicamentos e Produtos Biológicos da Anvisa também recomendou a aprovação do uso emergencial da vacina de Oxford.

Gustavo Lima Santos fez as mesmas ponderações que apresentou ao recomendar a aprovação da Coronavac, destacando o cenário atual da pandemia da Covid-19, o aumento do número de casos e a ausência de alternativas terapêuticas.

Santos também destacou que é preciso monitorar as incertezas citadas durante a apresentação, entre elas o fato de que o uso emergencial foi pedido para a vacina produzida pelo Instituto Serum, que tem uma origem diferente da vacina do laboratório da AstraZeneca.

"O banco de semente de vírus mestre do Instituto Serum é diferente da AstraZeneca, o que significa que os produtos gerados por esses dois fabricantes têm origem direta diferente, e isso pode constituir produtos diferentes", afirmou.

Ele destacou, no entanto, que a empresa alega que as vacinas são comparáveis, mas a Anvisa ainda tem incerteza quanto a isso.

Outras dúvidas apresentadas durante a a apresentação referem-se à eficácia da vacina na população com mais de 65 anos e nas formas graves da doença. “Os dados são insuficientes, o que a gente pode afirmar é que existe uma tendência favorável contra as formas graves”, disse.

Análise dos pedidos

Conforme a Anvisa, os diretores analisam os pareceres elaborados por três áreas técnicas, que somam 50 pessoas.

Os pareceres são divididos entre as equipes que atuam em:

Registro de medicamentos;
Certificação de boas práticas de fabricação;
Farmacovigilância de medicamentos (monitoramento do produto no mercado).

De acordo com a Anvisa, após a votação da diretoria colegiada, a decisão passa a valer a partir da publicação do resultado e da notificação da entidade que apresentou o pedido. Durante a análise, os diretores vão avaliar os seguintes itens:

Qualidade;

Boas práticas de fabricação;
Estratégias de monitoramento e controle;
Resultados provisórios de ensaios clínicos.

Ainda de acordo com a agência, quem entrou com o pedido precisa comprovar que a fabricação e a estabilidade do produto garantem a qualidade da vacina.

Se aprovado, o imunizante com uso emergencial liberado não pode ser comercializado, somente distribuído no sistema público de saúde. A liberação pode ser revogada pela Anvisa a qualquer momento.

Disputas políticas

As vacinas também envolvem uma disputa política entre o governador de São Paulo, João Doria, e o presidente Jair Bolsonaro. Em outubro, o presidente chegou a dizer que o governo federal não compraria a Coronavac.

No começo de janeiro, porém, o Ministério da Saúde informou assinou um contrato com o Instituto Butantan para adquirir todas as 100 milhões de doses que o órgão produzir.

Um avião brasileiro estava previsto para decolar na sexta-feira (15) para a Índia, mas o voo foi adiado por “problemas logísticos internacionais”. O adiamento ocorreu depois que o governo indiano dizer que não poderia dar uma data para a exportação de vacinas produzidas no país.

Depois do adiamento do voo, que buscaria as duas milhões de doses, o Ministério da Saúde pediu que o Instituto Butantan entregasse todas as 6 milhões de doses da Coronavac disponíveis.

G1

Operação prende PMs e apreende 1,5 tonelada de cocaína, fuzis, pistolas e centenas de balas em Pernambuco

 
Cerca de 1.5 tonelada de cocaína, fuzis e pistolas foram apreendidas em Jaboatão, no Grande Recife, em ação que envolveu prisão de PMs — Foto: PM/Divulgação

Três policiais militares e outro homem foram presos, em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife, na madrugada deste domingo (17), em uma ação que resultou em uma apreensão de drogas e armas de grosso calibre. De acordo com a PM, as equipes recolheram 1,5 tonelada de cocaína em tabletes, dois fuzis, cinco pistolas e mais de 450 balas de vários calibres.

Por meio de nota divulgada neste domingo, a PM informou que entre os policiais militares presos há dois de Pernambuco, sendo um da reserva, e outro da Bahia. Eles foram autuados na Delegacia de Jaboatão Centro.

A PM disse, ainda, que os policiais de Pernambuco sob suspeita “serão submetidos não apenas a procedimentos na Justiça, mas a procedimentos investigativos internos de controle para apurar as circunstâncias dos seus envolvimentos no fato”. Eles podem ser expulsos da corporação.

Tabletes de cocaína foram encontrados em uma casa em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife — Foto: PM/Divulgação

Na nota, a PM explicou que tudo começou quando equipes do 25º Batalhão receberam uma denúncia da Central de Operações de uma ocorrência envolvendo reféns em um loteamento próximo ao condomínio Alphaville.

Diante disso, militares do Grupo de Apoio Tático Itinerante (GATI) e da Contra-resposta da unidade seguiram para o local. Eles perceberam a movimentação de um veículo, com quatro ocupantes, “em atitude suspeita”.

“Os policiais deram voz de parada e iniciaram a abordagem policial, momento este em que o Batalhão de Radiopatrulha, que acompanhava a situação via rádio, chegou no local em apoio”, disse a nota.

Ainda segundo a PM, no veículo estavam os PMs, o civil e os armamentos. Uma parte das equipe levou os presos para a delegacia. Enquanto isso, o GATI continuou as investigações.

Em Alphaville, os militares chegaram até uma casa. “Dois caseiros, que estavam no local, informaram que o grupo, preso instantes atrás, havia entrado e revirado toda a casa em busca de armas e drogas”, disse a PM no comunicado.

Então, a equipe pediu apoio do policiamento do cães para entrar na residência. Antes de receber o reforço, os militares localizaram os tabletes da cocaína no local.

Ainda foram apreendidos diversos carregadores e munições, além de rádios comunicadores, celulares, coletes balísticos, balaclavas e maçaricos e uniformes da polícia. Todo o material foi levado para a delegacia de Prazeres, também em Jaboatão.

Por G1 PE

Auxílio emergencial: 10,4 milhões de brasileiros ainda poderão sacar dinheiro em espécie esta semana


Não estão sendo feitos novos depósitos de auxílio emergencial acabou desde o fim do ano passado. Mas ainda há milhões de brasileiros que não tiveram acesso pleno aos últimos pagamentos. Nesta semana que se inicia será a vez de 10,4 milhões - os nascidos em agosto, setembro e outubro - poderem sacar em espécie ou fazer transferência bancária do dinheiro originalmente depositado nas contas de Poupança Social Digital.

Os valores se referem a até duas parcelas, recebidas nos Ciclos 5 e 6, que foram pagos em novembro e dezembro. A data do saque é de acordo com o nascimento dos beneficiários.

Nascidos entre janeiro e julho já tiveram os saques e transferências liberados.

Nascidos em agosto terão o dinheiro liberado amanhã (18), enquanto quem nasceu em setembro e outubro terá o dinheiro liberado nos dias 20 e 22 de janeiro, respectivamente. Os aniversariantes de novembro e dezembro encerram o calendário de saques e transferências nos dias 25 e 27 deste mês.

Calendário de saques e transferências do Auxílio Emergencial - Janeiro de 2021

Nascidos em Quantos recebem Saques em dinheiro e transferências
março 3,6 milhões de pessoas 4 de janeiro
abril 3,4 milhões de pessoas 6 de janeiro
maio 3,5 milhões de pessoas 11 de janeiro
junho 3,4 milhões de pessoas 13 de janeiro
julho 3,4 milhões de pessoas 15 de janeiro
agosto 3,4 milhões de pessoas 18 de janeiro
setembro 3,5 milhões de pessoas 20 de janeiro
outubro 3,5 milhões de pessoas 22 de janeiro
novembro 3,3 milhões de pessoas 25 de janeiro
dezembro 3,3 milhões de pessoas 27 de janeiro

O valor dos saques é de R$ 600 (R$ 1,2 mil para mães chefes de família) ou de R$ 300 (R$ 600 para mães chefes de família) da extensão do auxílio emergencial.
Simulador de crédito imobiliário

Onde posso sacar o auxílio emergencial?

O saque do auxílio emergencial pode ser feito nas agências da Caixa Econômica Federal (CEF), das 8h às 12h. A Caixa diz que não é preciso madrugar nas filas à espera de atendimento. Todas as pessoas que comparecerem às agências serão atendidas no mesmo dia. O saque em dinheiro também poderá ser feito em casas lotéricas, caixas eletrônicos ou nos correspondentes Caixa Aqui.

Como realizar o saque em dinheiro?

Para realizar o saque em dinheiro do auxílio emergencial é preciso fazer o login no aplicativo Caixa Tem, selecionar a opção saque sem cartão e gerar o código de saque.

Depois, o trabalhador deve inserir a senha para visualizar o código de saque na tela do celular. O código, que tem validade de uma hora, deve ser utilizado nos caixas eletrônicos da CAIXA, nas unidades lotéricas ou nos correspondentes Caixa Aqui.

Pelo aplicativo Caixa Tem também é possível transferir o dinheiro para outra conta, mas o limite para movimentação é de até R$ 600 por dia.

Por G1

Petrolândia: Quer saborear uma boa pizza neste domingo (17/01)? Faça seu pedido a Pizzaria Delivery C&J sem sair de casa, com entrega grátis

 

Hoje é domingo, 17 de janeiro de 2021 e é dia de saborear uma boa Pizza em família!
Fique em casa e faça seu pedido pelo telefone (87) 9 9802-3309 (Zap) - preço R$ 10,00, Delivery Gratis!

A Pizzaria Delivery C&J avisa que aceita cartão de credito, debito e refeição.
Organização: Carlos.

 

Da Redação do Blog de Assis Ramalho

Petrolândia: Veja as 15 notícias regionais mais acessadas da semana do Blog de Assis Ramalho

Neste domingo, 17 de janeiro de 2021, o Blog de Assis Ramalho agradece aos milhares de acessos da semana, e publica a relação das 15 notícias regionais mais lidas da semana -  no período de
11 a 16 de janeiro de 2021 [de segunda a sábado]. veja abaixo

Petrolândia: ''Vereador Joilton Pereira ex Presidente da Câmara dos Vereadores deixou de débito para o exercício 2021/ 2022 R$ 213,515,06'', denuncia atual presidente Dedé de França


Por: Dede de França.
Presidente da Câmara dos Vereadores de Petrolandia-PE, em 15 de janeiro de 2021

O Vereador Joilton Pereira ex Presidente da Câmara dos Vereadores de Petrolandia-PE deixou de débito para o exercício 2021/ 2022 o valor total de 213,515,06 ( Duzentos e dez mil, quinhentos e quinze reais e seis centavos)

Vale esclarecer a sociedade o detalhamento dos débitos deixados pela gestão anterior.

Chefes de Gabinetes

Valor: 11,660,92

Comissionados

Valor: 33,597,67

Celpe
Cinco contas de energias atrasadas.
Valor : 8,305,80

DESPESAS ORÇAMENTÁRIAS

Despesas e Restos a pagar

PASEP: 2,980,00

INSS Patronal Dezembro: Valor: 36,457,77

INSS Patronal 13° / 2020

Valor : 36,539,80

Sub Total: 75,977,57

DESPESAS EXTRA ORÇAMENTÁRIA

IRRF devido a Prefeitura

Valor: 17,031,65

IRRF devido a Prefeitura Dezembro/ 2020

Valor: 17,031,65

IRRF da folha de 13° /2020

Valor: 18,218,37

INSS Servidores Dezembro/ 2020

Valor: 14,651,71

INSS Funcionários 13/2020

Valor: 16,998,06

Sub Total: 83,973,11

Total: 159,950,57 Das despesas extras orcamentarias

É importante esclarecer que o débito total deixado ficou de 213,515,06 (Duzentos e treze mil quinhentos e quinze reais e seis centavos).

Fui eleito prometendo uma gestão de transparência, prometi levar a Câmara a um novo rumo e assim estamos fazendo justamente com os novos Vereadores eleitos. As despesas emergências como as contas atrasada de energia da Celpe irei pagar, caso contrário corre o risco de cortar o fornecimento e pararmos o atendimento da casa do povo. Os demais débitos estamos vendo como proceder, aquilo que compete a minha gestão, farei o máximo para honrar dentro do limite prudencial, já que é a minha obrigação. Devo está pedindo um parecer técnico ao Tribunal de Contas do Estado para agir dentro da legalidade.

Dede de França.
Presidente da Câmara dos Vereadores de Petrolandia-PE


Petrolândia: ''Respeitando a vontade do povo, desmontamos o palanque e fizemos uma transição de forma transparente, responsável e propositiva até o último dia de nossa gestão'' Diz nota da ex-prefeita Jane Souza

ENFRENTAMOS A CRISE MANTENDO OS EMPREGOS, PAGANDO OS SALÁRIOS E SENDO TRANSPARENTES

A respeito de informações que circulam nas redes sociais e blogs da cidade sobre a situação financeira do município cumpre-me esclarecer o seguinte:

1) Respeitando a vontade do povo, desmontamos o palanque e fizemos uma transição de aproximadamente 40 dias de forma transparente, responsável e propositiva até o último dia de nossa gestão, ouvimos inclusive elogios e agradecimentos da equipe atual.

2) Durante os 41 meses de nossa atuação nunca escondemos as dificuldades financeiras. Cada mês foi um desafio para o pagamento das contas. Funcionários, prestadores de serviços e fornecedores sempre estiveram informados das dificuldades. Medidas de contenção de despesas foram tomadas, mantivemos o essencial. Com a pandemia a situação piorou e tivemos a atitude, inclusive com orientação do Tribunal de Contas de não demitir nenhum servidor durante esses tempos de enormes dificuldades.

Restos a pagar é uma realidade não somente de nossa gestão. Os salários há algum tempo já vinham sendo pagos com recursos do mês subsequente, bem como fornecedores e prestadores de serviços que também mantivemos com muita dificuldade. O ajuste das contas públicas passa pela demissão em massa de servidores comissionados, contratados e parte dos concursados, além da redução e/ou suspensão de alguns serviços, o que seria desumano.

3) Vale ressaltar que nos últimos dias de nossa gestão tivemos funcionários que testaram positivo para a covid19 e isso atrasou o fechamento das contas e a conciliação bancária que já é prevista para entrega posterior. Entretanto, o trabalho está em andamento e não é impedimento para que a gestão atual possa movimentar as contas. A propósito é importante informar que deixamos cerca de 5,5 milhões em contas vinculadas e diversos da saúde, educação, desenvolvimento social e algumas de obras que podem ser utilizados pela gestão atual mediante os objetivos de cada uma, além dos valores que já ficaram retidos em contas da saúde e educação provenientes de receitas de arrecadação ainda do ano de 2020, dentre outros.

4) Fizemos tudo que estava ao nosso alcance e fora dele no sentido de buscar soluções para os problemas. Pagamos 40 meses de salários e obrigações sociais e esperamos que a atual gestão continue cumprindo esse dever. Informamos ainda que os pagamentos efetuados através de cheques e TEDs no final do ano passado e não cumpridos pelo Banco do Brasil, não tem qualquer razão de natureza legal para terem sido suspensos, pois tudo seguiu as normas, e deixamos saldo para os pagamentos. Quanto a isso, estamos tomando todas as providências legais contra essa interferência em nossa gestão;

5) Por fim, quero dizer que compreendo a angústia e a frustração do atual gestor em relação a situação financeira do município, até porque fui gestora e "senti na pele" essas dificuldades por mais de 3 anos. Esse não é um problema criado pela nossa gestão e muito menos pela gestão atual. Trata-se da realidade de Petrolândia ampliada pela pandemia mundial.

É preciso admitir o nosso esforço em fazer o máximo possível e desejar que a atual gestão continue avançando e melhorando o município. Enquanto cidadã, me somo aos demais para unirmos esforços em prol da melhoria desejada, na esperança de que tudo dê certo!

Abraço,
Jane Souza
Ex-prefeita de Petrolândia


Petrolândia: Prainha reúne petrolandenses e turistas (Confira entrevista com Gilberto, proprietário do Trailer Rio Lindo, que anuncia novidades do empreendimento)



O ano de 2021 começou como terminou 2020, ou seja, com muito calor. O tempo abafado fez com que o rio São Francisco fosse uma das grandes opções de curtição no segundo domingão do ano 2021. Para conferir isso, nossa reportagem visitou neste domingo (10/01/2021) o principal ponto de banhos na Orla Fluvial de Petrolândia, a Prainha, onde estava o Trailer Rio Lindo, do amigo Gilberto, que concedeu entrevista ao radialista e Blogueiro Assis Ramalho. De acordo com o proprietário do empreendimento, vem novidades por aí. (Confira a íntegra da entrevista, onde vários assuntos são abordados - vídeo abaixo).

 

Trailer Rio Lindo, Petrolândia-PE
A barraca atrai muitos turistas que visitam a cidade e aproveitam para se refrescar às margens do São Francisco. Por lá encontramos pessoas de outras cidades. Os visitantes, junto com os petrolandenses, se divertiam em clima de muita satisfação.

Trailer Rio Lindo

Além de peixe com baião-de-dois, o Trailer Rio Lindo serve carne de bode, assada na hora, tira-gostos e salgadinhos, e, claro, a tradicional cerveja gelada. O Trailer Rio Lindo do amigo Gilberto, funciona somente aos domingos e feriados.

Conheça Petrolândia, conheça o Trailer do Gilberto, localizado na Orla Fluvial da cidade.

Veja abaixo fotos registradas pela nossa reportagem no segundo domingo de 2021





Petrolândia: Secretária de Saúde, Dra. Patrícia Marques, apresenta a reativação do setor odontológico no UBSF Renascer, na quadra 17 (Vídeo)



A Secretária de Saúde do município de Petrolândia, Dra. Patrícia Jaques Marques, apresenta a reativação do setor odontológico no UBSF Renascer, na quadra 17. Assista ao vídeo acima)

Se tem trabalho, tem saúde!

Divulgação/Prefeitura Municipal de Petrolândia



Petrolândia: Agora é oficial! Fundarpe acata proposta de tombamento das ruínas da igreja submersa de Petrolândia
 
Um dos principais destinos turísticos do Estado de Pernambuco, igreja agora é considerada patrimônio

Em publicação na edição desta terça-feira (12) do Diário Oficial do Estado, a Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe) deferiu a proposta de tombamento das ruínas da Igreja do Sagrado Coração de Jesus, em Petrolândia, no Sertão de Pernambuco.A igreja foi submersa em 1987, quando a antiga sede do município de Petrolândia foi inundada para a construção da Usina Hidrelétrica Luiz Gonzaga. Apenas o topo do templo ficou visível e o ponto, localizado no Lago Itaparica, se tornou um dos principais destinos turísticos pernambucanos, sendo conhecida como a "Atlântida Brasileira", em referência à lendária ilha submersa cuja origem remonta a Platão.

No texto publicado no Diário Oficial, a Fundarpe define que o tombamento foi deferido em razão da relevância histórica e simbólica da igreja. "A ação visa assegurar ao bem em exame até a resolução final, o mesmo regime de preservação dos bens tombados de acordo com a legislação estadual", traz o texto.

No fim de novembro, o Instituto Geográfico e Histórico de Petrolândia (IGH), entidade que busca preservar a memória da cidade, protocolou o pedido de tombamento junto à Fundarpe. A iniciativa contou com um abaixo assinado que recolheu mais de mil assinaturas.

No pedido, é destacado que a edificação histórica corre riscos de preservação, uma vez que, sem a regulamentação, visitantes podem subir na estrutura, fazer fotos e até saltar das ruínas.

Para a presidente do IGH, Paula Rubens, o tombamento da igreja era urgente. “Antes, a gente não podia nem denunciar, mas agora podemos. Ninguém pode fazer nada sem pedir autorização da Fundarpe. Se algum evento precisar ser feito, precisará de autorização da Fundarpe”, contou Paula, por telefone, à Folha de Pernambuco.

“O mundo todo quer visitar e queremos muito isso. Entendemos que a cidade pode ter essa vocação ao turismo, mas queremos um turismo responsável. Esperamos muito tempo achando que estava ali de certa forma protegida, o pessoal que transporta também tem interesse que seja preservada”, acrescentou Paula Rubens.

O pedido foi protocolado no final de novembro, após o uso do espaço para a gravação de um clip do DJ Bhaskar, irmão gêmeo do também DJ Alok. O show provocou revolta na cidade de 37 mil habitantes.

Segundo a Fundarpe, quando há um pedido de tombamento, existe um processo inicial chamado de tombamento prévio. É feita uma coleta de dados, que gera relatórios do conselho de preservação.

Em seguida, essa equipe de preservação confirma se o patrimônio será ou não tombado. Quando há o deferimento, como o da igreja de Petrolândia, o bem passa a compor o rol de patrimônios tombados no Estado. Não há um prazo específico para a finalização do processo.

A partir da publicação no Diário Oficial, ressalta a Fundarpe, o "bem já se encontra protegido legalmente contra destruição e/ou descaracterizações até que haja a homologação do tombamento com inscrição no Livro do Tombo específico e averbação em cartório de registro de imóveis onde esse bem estiver registrado".

“O cenário é muito bonito, tem muita gente fazendo ensaio fotográfico, mas queremos que a Fundarpe envie seus técnicos. Podemos fazer 10 visitas por dia, 20 vai complicar, por exemplo”, completou a presidente do IGH.

Paula finaliza ressaltando que este projeto de tombamento foi fruto de um trabalho coletivo. “Há alguns anos tentamos essa questão porque não tinha sido feito dentro das normas. O pessoal das Juntas ajudou muito, colocou o Jurídico à nossa disposição, do [grupo] Direitos Urbanos também. A geógrafa Milena Gomes, que representa a sociedade civil, assina o documento junto ao IGH”, completou a presidente do instituto.

De acordo com a gestora de Patrimônio Histórico da Fundarpe, Neide Fernandes de Sousa, o próximo passo do processo é apresentar o tombamento ao proprietário do patrimônio - neste caso, a Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf).

"A legislação não existe tempo. Às vezes, por várias razões, os processos demoram mesmo. Nesse caso, não deve demorar muito. Dois anos é um tempo razoável. Temos uma lista, precisamos fazer pesquisas, a gente nem sabe o que vai exigir, porque é um bem que está submerso. Vamos fazer análises o que vai acarretar a proteção de um bem submerso, não é algo que fazemos todo dia", explicou, reiterando que a igreja já conta com a proteção dos bens tombados com a publicação do edital.



Petrolândia: Morador denuncia desperdício de água no Projeto Apolônio Sales


Olá Assis.
Meu nome é Bruno Capelii, e venho por meio desta mensagem fazer uma denuncia sobre desperdício de água.

O fato acontece no Projeto Apolônio Sales, em Petrolândia-PE. Um vazamento d'água de proporção significativa decorre nas imediações da estrada que dá acesso ao chamado "Cinturão Verde" (estrada do Limão Bravo), próximo ao lote de seu Elias. Vazamento que já perdura por mais de três meses sem interrupção e que até hoje ninguém tomou as providências cabíveis.

É inaceitável que nos dias de hoje haja tanta irresponsabilidade quanto ao desperdício de água, visto às condições que o nosso perímetro vem sofrendo já a um bom tempo, tão quanto ao cenário mundial.

Segue as imagens






Floresta (PE): Prefeita Rorró Maniçoba anuncia antecipação dos salários dos servidores
Floresta (PE): Prefeita Rorró Maniçoba anuncia antecipação dos salários dos servidores

Com apenas 15 dias que assumiu a prefeitura de Floresta, a prefeita Rorró Maniçoba anunciou em vídeo postado em suas redes sociais, ao lado da vice-prefeita, Bia Numeriano, a antecipação dos salários dos servidores públicos. O pagamento terá início já no dia 25 de janeiro.
Segundo Rorró, a urgência no pagamento é uma tentativa de minimizar a crise financeira que se instalou na cidade, devido à falta de pagamento dos salários de dezembro pela gestão anterior, o que era sua obrigação.

“Foi muita irresponsabilidade da gestão passada não ter pago os salários dos servidores. Essas famílias precisam de dinheiro para pagar suas contas, o aluguel, a farmácia, fazer a feira. O comércio também está sofrendo com a falta de dinheiro em circulação. Antecipar o pagamento é uma saída para diminuir os impactos dessa crise”, explicou Rorró.

Quanto aos salários de dezembro, Rorró garantiu que dialogará em breve com as classes envolvidas para juntos chegarem a uma solução.

Blog de Assis Ramalho
Por Assessoria da Prefeitura de Floresta-PE


Bhaskar se apresenta na Igreja Submersa de Petrolândia em Pernambuco; Confira live set do DJ e produtor
Fotos: @filipemiranda
Confira live-set gravada em Petrolândia no canal de Bhaskar no Youtube

Apresentando seu primeiro set de 2021, Bhaskar surpreende mais uma vez com a autenticidade e beleza do local escolhido: a Igreja Submersa Sagrado Coração de Jesus, localizada na cidade de Petrolândia, em Pernambuco. Seguindo a linha de sets gravados em locações em meio a natureza e de beleza abundante, o DJ e produtor apresenta sua sonoridade em um long-set de 4 horas, presenteando os fãs.

Definido como um "oásis no meio do sertão nordestino" por Bhaskar, DJ e produtor que alcançou o auge de sua carreira no último ano com produções musicais impecáveis e projetos que fugiram do padrão, a Igreja que foi submersa há mais de 30 anos por conta de uma construção elétrica foi a localização escolhida aleatoriamente pelo artista e sua equipe. "Começamos a pesquisar locais bonitos e inusitados no Brasil, quando nos deparamos com Petrolândia. Em julho fizemos uma visita técnica para entender as dificuldades e no final das contas foi mais difícil do que a gente imaginava. Tentamos fazer a gravação em um dia e não deu certo, tivemos que fazer no dia seguinte e confesso que quando terminamos de gravar, me deu vontade de chorar", conta o DJ sobre o cenário tão desafiador, que acabou se tornando tão especial.
Além de toda a história que a Igreja carrega, que será contada em um making off liberado em breve, o local tem grande apego na região. Diante de todo o valor emocional que as ruínas têm para os moradores, Bhaskar e sua equipe buscaram tornar esse momento especial também para quem mora nas redondezas, engrandecendo a Igreja e respeitando os limites da estrutura.

Quando questionado se acontecerão mais live sets este ano, o produtor afirmou que esse é o primeiro de muitos. "Independente da pandemia acabar e a gente começar a fazer o Follow The Sun ao vivo, vou continuar gravando também os sets para a galera", confirma Bhaskar, completando que 2021 promete!


Assessoria de Imprensa Bhaskar


Jatobá: Família procura por homem desaparecido desde a última terça-feira (12/01)


O senhor Alessandro Bezerra Belarquino (Sandro), 43 anos, está desaparecido desde a última terça-feira (12/01), no Bairro de Itaparica, em Jatobá, sertão de Pernambuco.

Segundo informações dos seus familiares, a esposa de Alessandro, Cristiane chegou por volta das 22h na residência de sua mãe que reside no Bairro de Itaparica no nível III, pediram para o chamar, o homem entrou no veículo e até a finalização desta matéria não tinha retornado nem dado notícias.

Ainda segundo o filho de Sandro, a mãe de Cristiane recebeu uma ligação, a qual foi para a caixa postal, onde a mensagem eram gritos de pessoas como se estivessem em perigo.

Quem tiver qualquer informação entrar em contato com nossa redação ou através do WhatsApp (87) 99982-6704.



Em São Paulo, petrolandense Fabiano Oliveira recebeu troféu e certificado de reconhecimento nacional por profissionalismo
Em São Paulo, Fabiano Oliveira recebeu troféu e certificado de reconhecimento nacional por profissionalismo 

O advogado petrolandense Fabiano Oliveira recebeu na capital paulista o prêmio Selo Referência Nacional e, por isso, foi contemplado com um troféu e um certificado que lhe dão reconhecimento profissional em todo o Brasil.

Fabiano Oliveira dedica essa honraria a todo o povo de Petrolândia, que a cada dia tem acreditado em seus talentos, profissionalismo, competência e honestidade.

É um filho de Petrolândia que recebe destaque nacional em sua área de atuação.

Viva Petrolândia!


Confira vídeo




Prefeito de Belém do São Francisco, Gustavo Caribé, é eleito Presidente do Consórcio dos municípios do Sertão de Itaparica e Moxotó; cargos de vice-presidente e secretário serão ocupados por Washington Ângelo, prefeito de Tacaratu, e Rogério Ferreira, prefeito de Jatobá

Aconteceu, nesta segunda (11), e eleição que definiu os membros que irão compor a direção do Consórcio dos Municípios do Sertão de Itaparica e Moxotó - COMSIM para o biênio 2021-2022. Para o cargo de presidente, Gustavo Caribé, atual prefeito de Belém do São Francisco, foi o escolhido. Washington Ângelo, prefeito de Tacaratu, e Rogério Ferreira, prefeito de Jatobá, ocuparão os cargos de vice-presidente e secretário, respectivamente. A nova diretoria tem em comum um forte aliado, o deputado estadual Fabrizio Ferraz, que, mais uma vez, demonstra sua força política na região.

COMSIM – O Consórcio dos Municípios do Sertão de Itaparica e Moxotó- COMSIM é responsável por promover ações que contribuam para o desenvolvimento local e abrange temas como gestão administrativa, meio ambiente, resíduos sólidos e saneamento básico, economia, agricultura familiar, educação, saúde e outros. Os municípios consorciados são: Belém do São Francisco, Carnaubeira da Penha, Floresta, Ibimirim, Itacuruba, Jatobá, e Tacaratu.



Mulher morre vítima de choque elétrico em Floresta (PE)



Uma mulher identificada como “Luzia” faleceu na manhã desta segunda-feira (11) vítima de choque elétrico em Floresta, no Sertão de Pernambuco. De acordo com informações apuradas pelo Blog do Elvis, a fatalidade aconteceu numa casa no bairro DNER numa área que pertencia ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT). O acidente aconteceu por volta das 12h.
Após tomar o choque a mulher chegou a ser socorrida para o Hospital Coronel Álvaro Ferraz, no centro da cidade, mas já chegou sem vida. O corpo será encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML). As causas do acidente ainda são desconhecidas.



Colisão entre carro de passeio e carreta deixa vários feridos na BR-316 entre Petrolândia e Floresta


O Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco, através da SB Petrolândia, na manhã do dia 10 de janeiro de 2021, foi acionado para uma ocorrência de colisão entre um auto Passeio e uma carreta. Prontamente, a equipe se dirigiu para as imediações do km 28 dos Mandantes entre Petrolândia e Floresta, no Sertão de Pernambucoda BR 316, local do acidente.

No local, a guarnição verificou que existiam quatro vítimas presas nas ferragens. Dessa forma, foram empregadas as técnicas de desencarceramento e resgate veicular para retirada das vítimas com segurança.

Registramos também que o Corpo de Bombeiros recebeu importante apoio de duas ambulâncias, junto a respectiva equipe de saúde, do Hospital Municipal de Petrolândia, hospital este, onde as vítimas foram entregues, com vida, aos devidos cuidados médicos.

Blog de Assis Ramalho
Com informações e foto do Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco, através da SB Petrolândia




Suspeito de roubar e matar Policial Militar lotado na 4ª CIPM Petrolândia é localizado e troca tiros com a PM
Um dos suspeitos de roubar e matar um policial militar Washington Luiz Lima Silva, de 41 anos, lotado na 4ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM), na cidade de Petrolândia (PE), na cidade de Feira de Santana, foi localizado por equipes das Rondas Especiais (Rondesp) Leste.

O flagrante ocorreu, na tarde de segunda-feira (11), após denúncias anônimas. O homem, que possui envolvimento com uma facção e era investigado por pelo menos três homicídios na região, foi encontrado no bairro de Aeroporto, em Feira de Santana.

Na tentativa de abordagem, o criminoso disparou com arma de fogo e acabou ferido no confronto. Ele foi socorrido para o Hospital Geral Clériston Andrade. Com o traficante foram apreendidos um revólver calibre 32, munições e celulares.

O patrulhamento na cidade de Feira de Santana segue reforçado com unidades especializadas.

O caso

O policial Washington foi assassinado no início da tarde de sábado (9) dentro de seu estabelecimento, uma casa de eventos situada no loteamento Veredas no bairro SIM, em Feira de Santana, Bahia.

A delegada Daniele Matias informou que no momento do assassinato, o PM estava sozinho no local, que seria alugado para uma pessoa. Ainda segundo a delegada, levaram os documentos, o celular e a arma dele. Washington Luiz foi atingido na cabeça, peito e braço e morreu no local.

Imagens de câmeras de segurança mostram quando três homens chegam ao local em uma motocicleta. Dois descem do veículo, entram no estabelecimento, efetuam cerca de quarto disparos e saem. Depois um deles volta para dentro da casa de eventos e dispara mais tiros.

Por Fonte: Ascom/Alberto Maraux ´PA4 (Blog de Ozildo Alves)


Chegou em Petrolândia a Odonto Primus, a maior rede de clínicas odontológicas do Brasil




 Odonto Primus, nova parceria de anúncio do Blog de Assis Ramalho e da Web Rádio fica localizada na rua São Francisco, próximo a Ótica Santa Luzia - AGENDA PARA CONSULTAS 87 - 9.9968-3998.




Alô Petrolandia , chegou na cidade a maior rede de clínicas odontológicas do Brasil a Odonto Primus . A Odonto está em 9 estados do Brasil oferecendo o que tem de melhor na odontologia nos serviços de restauração , tratamento de canal , estética , implantes , limpeza , extração dentaria , lentes de contato , harmonização facial , clareamento dentário.

A Odonto Primus está ocalizada na rua São Francisco ,07 - próximo a loja de Vavá do Ouro
Contato (87)9.9968.3998








 


Redação do Blog de Assis Ramalho