sexta-feira, 20 de setembro de 2019

Petrolândia: Presidente do STR denuncia banco por mau atendimento aos aposentados; ''Não dá mais para suportar"



Em entrevista ao radialista e blogueiro Assis Ramalho, no 'Acordando com as Notícias', programa transmitido pela Web Rádio Petrolândia, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Petrolândia -STR, José Maurício, fez duras críticas ao atendimento dispensado pela agência local do Bradesco aos aposentados. De acordo com o sindicalista, no dia do pagamento, aposentados e pensionistas chegam a enfrentar filas de aproximadamente seis horas para receber o benefício.

''O Bradesco de Petrolândia, ele não é um local adequado, é uma guarita, tem quatro metros, praticamente não tem espaço e isso é falta de respeito com as pessoas. Então, não dá mais para a gente ouvir [as reclamações dos aposentados e pensionistas], ver e ficar calado. Pessoas de 60, 80 anos, as vezes até mais, passar seis horas em uma fila. Gente, não são seis minutos, são seis horas. Isso não dá mais para suportar. Como eu sou curto e grosso, eu vou avisar para o gerente do banco [Bradesco], que ele não deixe acontecer o que vem acontecendo no próximo pagamento, por que ele vai ver a fúria dos idosos. A gente vai fazer alguma coisa para chamar a atenção da sociedade do Brasil inteiro, se ele não tomar uma providência'', desabafou José Maurício, que mandou duro recado para o gerente da instituição bancária.

"Eu quero adiantar para ele o seguinte: o espaço é pequeno, a gente sabe. Ele tem esses dias para pensar, e no mínimo, no mínimo, ele vai ter que colocar um funcionário na frente dos caixas para atender permanente os senhores e as senhoras, para que não aconteça o que está acontecendo. Eu peço a ele que faça isso, por que o funcionário vem e passa dois minutos atendendo, volta lá para dentro e passa duas horas para voltar. É preciso um atendimento externo direto. Nós temos quatro municípios sendo atendidos em Petrolândia. Eu não sou contra os municípios, eu sou contra o banco que ganha muito em cima dos idosos. Em todo o sentido, bancos só ganham dinheiro, e não respeita ninguém. Então, está aqui o meu apelo, e praticamente uma ameaça para o gerente, que ele faça alguma coisa no próximo pagamento, por que a gente não vai suportar isso. Eu estou dizendo isso, e vou estar lá justamente para que a gente faça uma ação para que ele tome providência, por que é uma vergonha ficar como está e ninguém fazer nada'', disse.

Também participou da entrevista Natanael Caetano, vice-presidente do Sindicato dos Trabalhadores de Petrolândia. Ele que afirmou que STR passa por uma nova etapa para atender melhor aos trabalhadores rurais. De acordo com Natan, como popularmente é conhecido, foi firmada parceria, através da Fetape e INSS, nos dias 26 e 27 de agosto o STR recebeu uma capacitação técnica para sua diretoria e funcionários. A partir de agora, todas as etapas de benefícios e aposentadorias serão feitos diretamente na sede do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Petrolândia.

Assista abaixo a íntegra da entrevista.



Redação do Blog de Assis Ramalho

Petrolândia: Associação ABAMA convida para eleição que será realizada neste domingo(22) na sede do STR a partir das 9h00



Eleição será realizada ne sede do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Petrolândia (Fotos: Assis Ramalho)
A Associação dos Beneficiários do Projeto de Assentamento Dr. Miguel Arraes de Alencar (ABAMA) convida todos os associados para participarem da eleição da nova diretoria, que será realizada neste domingo, 22 de setembro de 2019, na sede do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Petrolândia (STR), a partir das 9 horas.

Desde já, agradece o comparecimento e colaboração de todos em prol do desenvolvimento da ABAMA.

Redação do Blog de Assis Ramalho
Informações da ABAMA

Petrolândia: Organização da Vaquejada do Parque Maria Victória agradece aos participantes e apoiadores do evento que será realizado neste sábado (21/09/2019)




NOTA DE AGRADECIMENTO

É com muito orgulho e sentimento de dever cumprido que a coordenação da 1ª TROPA DE ELITE DO PARQUE DE VAQUEJADA MARIA VICTORIA, em Petrolândia /PE, agradece a Deus e a todos os parceiros e patrocinadores, a oportunidade de realizar mais um evento.

Queremos agradecer aos nossos patrocinadores e apoiadores da I Tropa de Elite Edson da Silvia Móveis (In memoriam), que será realizado neste sábado, 21 de setembro de 2019.

São eles,

Jane Souza
Vereador Silvio Rogério
Clinica e Laboratório Jaques
Vereador Louro do Vidro
Tico Vidro
Vereador Dedé de França
DRº Magnum Aurélio
Vereador Delano Santos
DRª Késia Catão
SS AUTO( Bruno do Caldinho)
DRª Rayla França
Vidraçaria Nogueira
DRº Jeovane
Mercadinho Gbarbozinha( Mama)
DRº Tony Ferraz
Ismael Menezes ( O Rei do Melão)
DRº Sylvia Raquel
Lourival Simões
DRº Luiz Carvalho
Dário Transporte
Bernardo Maniçoba
Gilvan da água de Coco
Cachoeirinha
Otaviano ( JP Rações)
Binho do Ar- condicionado
Tarcísio Menezes
Ricardo Caramelo
Mauro Brasil
Transcione Viagens e Turismo
Salgateria São Francisco

A todos que acreditaram em nosso trabalho, o que reforça a importância e a credibilidade da EQUIPE DO PARQUE DE VAQUEJADA MARIA VICTORIA.

Queremos agradecer a VOCÊ, que vai prestigiar nosso evento que acontecerá neste sábado (21/09/2019).

Obrigado pela sua presença e desde já, reforçamos nosso convite para o próximo ano.
Tenham coragem e fé para persistir na caminhada, afinal já dizia a poetisa Cora Coralina “O que vale na vida não é o ponto de partida e sim a caminhada. Caminhando e semeando, no fim terás o que colher!”

Sem mais, obrigado a todos.
.
Atenciosamente,

Coordenação da 1ª TROPA DE ELITE – PARQUE DE VAQUEJADA MARIA VICTÓRIA


Informações e fotos: Maria Victória Brasil

Deputado Clodoaldo Magalhães busca soluções para o transporte alternativo de PE


O deputado Clodoaldo Magalhães está acompanhando de perto junto às secretarias estaduais de Desenvolvimento Social de Infraestrutura a solução para o transporte alternativo em Pernambuco. As duas pastas integram a comissão criada pelo governo de Pernambuco para ouvir sugestões que viabilizem a manutenção da atividade. A categoria reivindica, por exemplo, a regularização da profissão de loteiros, a legalização do deslocamento entre as cidades, o cadastramento individual dos profissionais e a descentralização da Empresa Pernambucana de Transporte Municipal.

“É fundamental que se ache uma saída consensual. Trata-se de um setor que movimenta bastante os municípios e estamos preocupados para que não se prejudique a atividade e que não se eleve mais ainda o nível de desemprego”, destaca Clodoaldo Magalhães.

A comissão foi criada depois do protesto da categoria, realizado na última segunda-feira (9 de outubro), por causa da Lei federal 13.855, que estabelece a ampliação das sanções para o transporte alternativo sem autorização, seja de ônibus, van escolar ou transporte remunerado de pessoas ou bens. A Lei, sancionada em 9 de julho pela Presidência da República, vai entrar em vigor em 9 de outubro deste ano. A punição começa com a classificação de infração gravíssima, com multa e perda de sete pontos na carteira, até a retirada do veículo de circulação como medida administrativa.

Assessoria de Imprensa

Petrolândia: Curso de atualização em pacientes com pé diabético será realizado em outubro; faça já a sua inscrição


O pé diabético consiste em uma das complicações do Diabetes mellitus e se caracteriza por alterações anatômicas, vasculares e neurológicas que dificultam a cicatrização das lesões e favorecem a infecção. Esse problema é resultante da falta de controle dos níveis glicêmicos em pacientes diabéticos e suas manifestações podem ser desencadeadas por calos, micoses, frieiras, unha encravada, pequenos ferimentos e outros.

As inscrições estão sendo feitas na loja Frank Eletro, localizada na avenida Valgueiro Barros, em frente a lotérica Nogueira.

Até o dia 24/09 o preço da inscrição é de 160,00 dividido no cartão, com vagas limitadas.

Da Redação do Blog de Assis Ramalho
Informação: Jardel Enfermeiro

Alô, Bolsonaro! Ação contra Bezerra tem cara, jeito e cheiro de ameaça. E é

AS ESTRELAS: Emilinha Borba era a favorita da Marinha, e Marlene, da Aeronáutica. Barroso é o favorito de uma banda da PF e da LJ 

O ministro da Justiça, Sergio Moro, a quem está subordinada a Polícia Federal, e a Lava Jato arreganharam os dentes para o presidente Jair Bolsonaro e para o Congresso. E contaram com a ajuda de Roberto Barroso, ministro do Supremo, que disputa com Edson Fachin a condição de braço da operação no tribunal. O troço, no entanto, foi tão truculento e injustificado que a ação mal esconde seu aspecto desesperado. 

O líder do governo do Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), e seu filho, o deputado federal Fernando Coelho Filho (DEM-PE), foram alvos de mandados de busca e apreensão no âmbito da operação "Desintegração", que apura supostos desvios de verbas em obras de infraestrutura no Nordeste. Tais desvios teriam acontecido entre 2012 e 2014. Ao todo, foram expedidos 52 mandados. 

A ação é especialmente excrescente porque a Procuradoria Geral da República já havia rejeitado esse tipo de expediente no caso do senador. Quem lê a acusação se surpreende com as ações mirabolantes atribuídas aos acusados para tentar ocultar a suposta movimentação de R$ 5,538 milhões que seriam oriundas de obras na região — incluindo a transposição do Rio São Francisco. O senador foi ministro da Integração Nacional entre janeiro de 2011 e outubro de 2013.

Havia afirmado a PGR sobre Bezerra Coelho: "Em relação a este investigado, [a PGR] sustenta que 'não há indícios de que ele registrasse os atos praticados, pois, ao contrário, adotou todas as medidas para manter-se longe deles, de modo que a medida invasiva terá pouca utilidade prática". Barroso discordou e escreveu um dos trechos notáveis de seu notório não-saber jurídico na área penal: "na criminalidade organizada econômica, porém, o natural é que todos os envolvidos tentem ocultar provas e não evitar deixar (sic) registros de seus atos. A medida cautelar serve justamente para tentar encontrar documentos mantidos sigilosamente, longe dos olhos do público e das autoridades de investigação".

Trata-se de um formidável amontoado de bobagens mal redigidas. A ser assim, todo acusado, por princípio, será alvo de mandado de busca e apreensão, existam ou não critérios técnicos que sustentem a medida porque, partindo-se do pressuposto óbvio de que eventuais malfeitores não trazem as provas estampadas no peito, então o procedimento será sempre necessário. A função do juiz, no caso, é ser mero despachante da Polícia Federal.

Não é a primeira vez. Em março de 2018, atendendo a pedido do delegado Cleyber Lopes e contra o parecer da PGR, Barroso quebrou o sigilo bancário do então presidente Michel Temer, no tal inquérito dos portos, estendendo o procedimento até o ano de 2013. Ora, no exercício do cargo, segundo dispõe a Constituição, o presidente não pode ser investigado por atos anteriores ao mandato. Temer assumiu a Presidência em 2016. Barroso deu de ombros. Não quis nem saber. Se delegado pede, ele despacha. Emilinha Borba era a favorita da Marinha; Marlene, da Aeronáutica. Barroso é o favorito da PF e da Lava Jato.

Assistiu-se, na verdade, sob o pretexto de cumprir a lei, a uma verdadeira invasão do Poder Legislativo, com o recado óbvio sendo endereçado ao Palácio do Planalto. Tenham paciência! Bezerra assumiu como senador em 2015. Será que esconderia no gabinete da liderança do governo, sete anos depois, como quer o ministro, "registros de seus atos" e "documentos mantidos sigilosamente, longe dos olhos do público e das autoridades de investigação"?

Barroso é um punitivista que não tem nem mesmo a destreza necessária no direito penal para justificar seus atos destrambelhados. Chegou ao Supremo pelas mãos do assassino Cesare Battisti, de quem foi advogado — não é mesmo, petistas? — e, quando a maré virou, reinventou-se como fanático da Lava Jato. Já ofereceu um coquetel sigiloso em sua casa para Deltan Dallagnol e Sergio Moro, e, como ainda revelarei aqui, atua como uma espécie de consultor ou Batman espiritual do Menino Prodígio da Lava Jato.

Não é curioso? O ministro é o pai da tese do fim do foro especial. Na sua formulação, são processados pelo tribunal os parlamentares cujos atos motivadores do inquérito tenham se dado no curso do mandato e em razão dele. Se Bezerra tinha foro especial no período do suposto desvio, este já estava extinto, e o caso deveria ser remetido para a primeira instância. A prerrogativa de agora começou a vigorar em 2015. Os fatos elencados no inquérito dizem respeito ao período que vai de 2012 a 2014.

Sergio Moro e a Lava Jato tentam exibir os músculos e contam, para tanto, com o concurso do ministro. A invasão do Parlamento, contra parecer da própria PGR, é um exotismo que parece próprio a quem está numa cruzada. E Barroso está. Nas suas palestras dentro e fora do Brasil, afirma-se como paladino da luta contra a corrupção. Não parece que o rigor técnico, ao contrário de uma nota ridícula que emitiu, seja a sua principal preocupação.

A intimidação se segue à aprovação da lei que pune abuso de autoridade. Dá-se ainda às vésperas de o Supremo se debruçar sobre ações que, em essência, contestam os escandalosos abusos cometidos pela Lava Jato.

Bezerra é o único líder eficiente e estável ligado ao governo no Congresso. Bolsonaro pegou carona na Lava Jato para se eleger e levou Moro, seu símbolo maior, para o governo. Percebeu que seu subordinado tinha a intenção de engoli-lo e tentou lhe botar freios. A espalhafatosa ação contra Bezerra tem cara de ameaça, jeito de ameaça e cheiro de ameaça. E é uma ameaça.

Reinaldo Azevedo
UOL

Prefeito denuncia esquema no Instituto de Previdência de Ibimirim, no Sertão de PE

Esquema desarticulado no Instituto de Previdência dos Servidores Municipais de Ibimirim culminou na prisão de cinco pessoas - Esquema foi descoberto após denúncia do prefeito
Divulgação/ Polícia Civil

Cinco pessoas foram presas suspeitas de envolvimento em organizações criminosas voltadas para a prática de crimes de lavagem de dinheiro e desvio de recursos públicos em Ibimirim, no Sertão do estado. A denúncia foi feita pelo prefeito da cidade. Ele chamou a Polícia Civil, que acionou o Tribunal de Contas do Estado.

Foi descoberta uma fraude no Instituto de Previdência dos Servidores Municipais de Ibimirim. O esquema já movimentava cerca de R$ 700 mil e envolvia o presidente do Instituto, o diretor e familiares deste último. Todos esperam a decisão da Justiça em presídios e penitenciárias do estado.

O delegado responsável pela Operação Centenária, Diego Pinheiro, detalha as investigações. “Foi identificado, primeiramente, que [para ] uma conta de uma idosa com mais de 100 anos estava indo esse dinheiro desviado e após isso começamos as diligências”, disse. “O Tribunal de Contas fez uma auditoria nas contas do instituto, foram identificadas cinco contas, todas vinculadas ao diretor financeiro e essas contas é que estava recebendo o dinheiro desviado”, completou.

Segundo o delegado, a auditoria identificou que eles estavam usando dados falsos de pessoas no sistema e alteravam os números na conta.

Apreensões

Com o grupo preso, foram apreendidos uma pistola calibre 32, sete aparelhos celulares, quatro notebooks, um tablet, um veículo e R$ 8 mil. Além disso, também foram apreendidos CRLVs, notas fiscais, certidões, declarações de imposto de renda, contratos de compra e venda, extratos bancários e cartões de crédito. O material recolhido será periciado em busca de novos indícios das fraudes.

Por Rádio Jornal/UOL

Paulo Câmara é o porta-voz do Nordeste para discursar na ONU em Nova York, Estados Unidos

Foto arquivo - Blog de Assis Ramalho/BlogAR

O governador Paulo Câmara (PSB) será um dos palestrantes na Cúpula do Clima, que acontecerá de 23 a 29 deste mês, em Nova York, Estados Unidos. Ele irá a convite da Organização das Nações Unidas (ONU) e terá a missão de representar o Nordeste. O socialista, que já estava na lista de convidados da ONU para falar por Pernambuco, teve o nome referendado pelos demais governadores nordestinos em uma carta assinada na última segunda-feira, durante a reunião do Consórcio Nordeste, em Natal (RN). Na avaliação dos gestores, o destaque para região é em razão do trabalho realizado pelos governos estaduais em defesa do meio ambiente.

Paulo Câmara, por exemplo, recebeu o convite da ONU, segundo sua assessoria, em razão do trabalho realizado no estado na recuperação e ampliação da reserva de caatinga e de Mata Atlântica, localizada na área próxima ao Horto de Dois Irmãos, entre outros projetos ambientais. O governador embarca para Nova York no próximo domingo, com retorno previsto para sexta-feira.

O discurso dele será no dia 23, primeiro dia do encontro. Entre os temas que serão abordado pelo socialista estão mudanças climáticas, desenvolvimento sustentável e estímulo à produção de energia limpa. Vale destacar que a ida do governador pernambucano contradiz com a situação enfrentada pelo governo federal. A ONU vetou o Brasil de discursar no evento, sob a alegação de que o país não apresentou plano para aumentar o compromisso com o clima. O pedido foi feito aos países e, com base nos documentos apresentados, foram escolhidos os discursos “mais inspiradores”.

A imagem do país lá fora, inclusive, tem levado autoridades estrangeiras a comentar com fortes argumentos a gestão de Jair Bolsonaro.

Na última quarta-feira, de acordo com informações de bastidores, o vice-ministro de Economia e Energia da Alemanha, Thomas Bareiss, em um encontro com o governador Paulo Câmara, no Palácio do Campo das Princesas, criticou as declarações que o presidente Jair Bolsonaro costuma postar nas redes sociais.

No Twitter, o socialista comentou a reunião, afirmando ter conversado com o ministro alemão sobre as agendas que estão compartilhando, como a proteção ao meio ambiente e o desenvolvimento sustentável. “Ao contrário do que, infelizmente, vemos no Brasil, aqui em Pernambuco apostamos na convergência para avançarmos conjuntamente. Que o futuro nos reserve muita cooperação e parceria”, postou o gestor.

A semana do clima, em Nova York, foi estrategicamente agendada para a véspera da Assembleia Geral da ONU, que começa na terça-feira, dia 24. A cúpula do clima foi convocada pelo secretário-geral da ONU, Antonio Guterres. As queimadas e o desmatamento que estão acontecendo na Amazônia, e que estão chamando a atenção no mundo, deverá entrar na pauta das reuniões que serão realizados com os chefes de Estado.

Por: Rosália Rangel - Diario de Pernambuco

Petrolândia: Maria Fumaça divulga agenda musical do FDS; programação começa com Heberty Henrique nesta sexta (20/09)


O Bar e Restaurante Maria Fumaça, fazendo cada vez melhor na avenida da Orla Fluvial de Petrolândia, divulgou a agenda de apresentações musicais deste final de semana, que começa hoje!

Confira


Sexta-feira (20/09): Heberty Henrique (21h00)

Sábado (21/09): Jhenifer Mello (21h00)

Domingo (22/09): Edy Ferreira (13h00) e Keven Vipr (17h00)

Maria Fumaça, o point da culinária regional e programação musical na Orla Fluvial de Petrolândia. Contato: 87 3851-0376.

Blog de Assis Ramalho
Com informações do Maria Fumaça

Bolsonaro mira ONU e analisará Fernando Bezerra Coelho após viagem


O presidente Jair Bolsonaro (PSL) está focado na viagem para participar da ONU (Organização das Nações Unidas) em Nova York, nos Estados Unidos e analisará o caso do líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), ao retornar a Brasília, afirmou hoje o porta-voz da Presidência, Otávio Rêgo Barros. "O presidente neste momento não comentará os fatos relativos a essa operação que você nos avançou. Ele tem o foco direcionado exclusivamente ainda a Nova York, onde vai fortalecer a posição do Brasil perante a Assembleia-Geral das Nações Unidas. Vai falar com o coração, como ele ontem mesmo ratificou por meio da live. Vai apresentar as questões ambientais. Enfim, o presidente hoje tem foco. O foco é Nova York. É importante para nosso país, nosso estado, nossa sociedade. Essa é uma questão que ele vai abordar, se assim o considerar, no retorno da viagem", declarou.

Uol

Concursos e seleções com inscrições abertas reúnem mais de 800 vagas em Pernambuco


Ao menos quatro concursos e seleções simplificadas no Grande Recife estão com inscrições abertas nesta sexta-feira (20), reunindo 863 vagas em todos os níveis de escolaridade. As oportunidades são nas prefeituras do Recife, Chã Grande e Cabo de Santo Agostinho e na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Os salários chegam a R$ 11.406,43, para o cargo de procurador do município do Cabo. Veja abaixo as informações de cada concurso:

Prefeitura do Cabo de Santo Agostinho

Inscrições: até 24/09/2019
737 vagas
Salários de até R$ 11.406,43
Cargos de nível médio e superior
Veja o edital

Prefeitura de Chã Grande

Inscrições: até 24/09/2019
100 vagas
Salários de até R$ 10 mil
Cargos de nivel superior, médio/técnico e fundamental
Veja o edital

Prefeitura do Recife

Inscrições: até 28/09/2019
Sete vagas
Salário de R$ 5.911,99 com gratificações
Cargo de nível superior (médico psiquiatra)
Veja o edital

Universidade Federal de Pernambuco

Inscrições: até 22/10/2019
19 vagas
Salários de até R$ 9.616,18
Cargos de nível superior (professor adjunto)

Veja o edital

Por G1 PE

Petrolândia: Lançamento do Projeto da Expo Sertão/2019 - Feira de Empreendedorismo e Negócios - acontece nesta segunda (23), no Centro Cultural


Assessoria da Prefeitura de Petrolândia

Servidores que ingressaram até 2013 terão direito a aposentadoria integral


Servidores públicos foram os únicos beneficiados pela mais recente versão da reforma da Previdência, anunciada nesta quinta-feira (19) pelo relator no Senado, Tasso Jereissati (PSDB-CE). Das 77 emendas apresentadas no plenário com sugestões de mudanças no texto, apenas uma foi aceita: a que permite a quem ingressou no serviço público antes de 2003 e recebe, além do salário, gratificação por desempenho, tenha direito a aposentadoria integral.

Com a mudança, proposta pelo senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG), o tempo mínimo de contribuição deixa de ser exigido constitucionalmente nesses casos de rendimento variável. Para receber os valores integrais, os funcionários em questão não vão mais precisar completar 35 anos de serviço, no caso dos homens, ou 30, se forem mulheres, como estava previsto no parecer anterior. Continua valendo a regra de hoje: cada estado decide o critério de proporção para o cálculo desse tipo de aposentadoria.

A mudança vale para servidores federais, estaduais e municipais e não prejudica a economia esperada com a reforma em 10 anos, que continua estimada em R$ 876,7 bilhões. No relatório, Jereissati afirma que “o impacto é virtualmente nulo para a União”, porque trata de casos em que o servidor tem vantagens que variam de acordo com os indicadores de desempenho ou produtividade — critérios de avaliação incomuns, segundo ele, em âmbito federal.

Por ser uma emenda de supressão, que apenas retira um trecho e não altera o mérito, pode ser votada apenas pelo Senado, sem precisar voltar para a Câmara em seguida. Se os senadores concordarem, o trecho suprimido pode ser inserido na Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 133/2019, a chamada PEC paralela, que também muda as regras previdenciárias e já começou a tramitar no Senado.

O relator rejeitou as outras 76 emendas dos senadores, que sugeriam desde mudanças em regras de cálculo de benefícios até diminuição de idade mínima de aposentadoria. Mas aproveitou para fazer um ajuste de texto a fim de manter a criação de uma alíquota mais baixa para trabalhadores informais e acabar com a controvérsia sobre se essa mudança tocaria no mérito da reforma, o que obrigaria que a reforma voltasse à Câmara.

Para resolver o impasse, Jereissati substituiu o termo “os que se encontram em situação de informalidade” por “trabalhadores de baixa renda”. Com isso, “não cabe mais a interpretação de que seja um grupo adicional”, explicou.

Paralela
Os senadores já apresentaram 189 emendas à PEC paralela, que reúne mudanças excluídas da original para que a tramitação não atrasasse. A presidente da CCJ, Simone Tebet, disse nesta quinta-feira (19/9) que negocia um plano de trabalho para tratar do assunto. A primeira fase de tramitação da PEC paralela foi simultânea à da PEC 6/2019. As duas passaram pelo plenário em conjunto e, agora, se separam: a original vai ser votada pela CCJ, na próxima terça-feira, e segue para avaliação do plenário. Já a paralela precisa ser avaliada pela Câmara quando acabar o trâmite no Senado.

Por: Correio Braziliense

Fernando Bezerra Coelho pode ter sido vítima de complô armado por Onyx e Moro


Por: Coluna do Blog do Magno

O líder do Governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB), que teve, ontem, o seu gabinete e o do filho, deputado Fernando Filho (DEM), vasculhados numa operação muito estranha da Polícia Federal, pode ter sido vítima de um complô armado pelo ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, coma anuência do ministro da Justiça, Sérgio Moro.

Apurei, ontem, em Brasília, que Lorenzoni e Moro aguardavam apenas a manutenção de Valeixo no comando da Polícia Federal para destruir de vez a reputação de Fernando Bezerra. A invasão aos gabinetes de pai e filho coincidiu no dia seguinte a efetivação de Valeixo e após o Senado, com o voto de FBC, rejeitar a recondução de procuradores para o Ministério Público Federal, figurões ligados a Moro.

FBC vivia momento de fortalecimento no Governo, elogiado pelo presidente e estava cotado para assumir a Casa Civil, justamente no lugar do seu suposto algoz. Há cheiro de molecagem no ar.

O dedo de moro – Moro ficou muito mal no episódio. Se não sabia, perdeu completamente o controle da Policia Federal. Se estava a par de tudo, foi de uma deslealdade extrema com Fernando Bezerra e ao mesmo tempo expôs o presidente Bolsonaro. Afinal, FBC até ontem não era um senador comum, mas o escudo do Governo para missões até quase impossíveis como líder na chamada Casa Alta.

Agenda em PE – Há dez dias, Sérgio Moro pediu ao senador Fernando Bezerra para agendar sua ida a Paulista para ontem, dia da operação da PF. Queria vistoriar o plano de combate à violência e a estrutura montada na cidade. Na terça-feira passada, ligou para o líder e cancelou a programação, sem apresentar motivos. O avião da FAB já estava reservado para levá-los a Pernambuco.

E Bolsonaro? – A invasão ao gabinete do senador e do seu filho provocou reações as mais diversas. Pego de calças curtas, FBC emitiu de imediato uma nota, através do seu advogado, estranhando o episódio. Mais tarde, diante de jornalistas, comunicou ter colocado o cargo de líder no Senado ao presidente Bolsonaro. A armadilha pode ter sido obra também de Bolsonaro.

Do contra – Da bancada pernambucana, não foi apenas o líder do Cidadania, Daniel Coelho, que votou contra as mudanças no fundo eleitoral no texto enviado pelo Senado. Seguiram o mesmo caminho os deputados Raul Henry (MDB), Ricardo Teobaldo (Podemos), Felipe Carreras (PSB), Pastor Eurico (PSB) e Túlio Gadelha (PDT).

Sem projeto – O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), reclamou a deputados que teve que remontar, de última hora, com base no que já passou no Congresso, uma proposta de reforma tributária, porque o Governo, simplesmente, não enviou nenhum projeto para discussão na Casa.

RIDÍCULO – Sem obras para inaugurar, nem muito menos projetos para levar à discussão da população, o prefeito de Carpina, Manoel Botafogo (PDT), caiu na galhofa depois de enviar convites para inauguração de uma filial do Atacadão se apropriando como tal como conquista do seu desgoverno.

Perguntar não ofende: Que mal o senador Fernando Bezerra fez ao ministro Onyx Lorenzoni para sofrer perseguição implacável?

Do Blog do Magno Martins

Petrolândia: Conheça a modelo fotográfica da loja Minas que foi destaque na campanha primavera-verão. confira


A coleção primavera verão na loja Minas em Petrolândia está com tudo. O Grande destaque pertence a Bárbara por possuir grande desenvoltura no trabalho de modelo.

Seu charme incomparável, perfil ideal para a campanha e sobretudo, elegância fazem de Bárbara ser a referência nessa campanha.

Afinal de contas, nada melhor do que a empresa valorizar seus colaboradores com o talento que possuem. Ou seja, sua simpatia, ética profissional, integridade e ainda poder contar com a beleza que irradia toda a campanha primavera-verão não poderia ser diferente.

A loja Minas destaca em suas palavras de gratidão " Estamos orgulhosos por seu talento e felizes poder contar humildemente com a desenvoltura, certamente é muito gratificante".

É tempo de florescer sensualidade e poder. Essa é a assinatura carimbada da campanha na Ilha de Rarrá. Já que foi escolhida como cenário ideal, para promover a campanha Primavera Verão.

Ver fotos abaixo

Paulo Afonso (BA): “Segurança da estrutura pode está sendo comprometida”, alerta engenheiro ao ver fotos com fissuras na Ponte Metálica



Nos últimos dias algumas imagens das estruturas metálica e de concreto da Ponte Dom Pedro II, mais conhecida como Ponte Metálica, localizada sobre o Rio São Francisco nas divisas da Bahia (Paulo Afonso) com Alagoas (Delmiro Gouveia), ganharam as redes sociais deixando preocupada a população ribeirnha.

É que as fotos apresentam algumas fissuras na concretagem que sustenta a estrutura metálica da ponte. Devido à grande repercussão, o portal PA4.COM.BR enviou as imagens para o especialista Francisco de Souza, que é engenheiro químico e civil, mestre e doutor em engenharia de produção.

Francisco mora hoje na Paraíba e trabalhou na Chesf durante o período de 1972 e 1994. No CREA/BA e AL encontra-se registrado um elenco de atividades desenvolvidas por ele nas áreas de tecnologia do concreto e execução direta de obras civis. Além disso, participou como engenheiro na construção das duas usinas hidrelétricas da Chesf.

Veja abaixo, o parecer do engenheiro baseado no que viu através das fotos:

“As fissuras do concreto mostradas nas fotos da ponte Dom Pedro II (Ponte Metálica) que me foram enviadas levam a crê que a segurança da estrutura pode está sendo comprometida. Tanto em relação à ferragem existente no interior do concreto, que pode está sendo enfraquecida pela ação das intempéries que penetram pelas fissuras, como em relação ao próprio concreto que pode está sofrendo um processo de deformação, provocada por uma reação química, deletéria, existente entre os álcalis do cimento e o quartzo que faz parte do granito usado como agregado.”

O engenheiro finalizou sua análise dizendo que o órgão responsável pela manutenção da ponte deve ser acionado para estudar o caso:

“Diante dessa situação, o órgão público, responsável pela manutenção da ponte Pedro II deve ser acionado para estudar o caso e resolver o problema. Nas páginas 26 a 29 do meu livro Memórias de um pioneiro, eu faço registros de um trabalho que participei em Paulo Afonso, sobre deformação do concreto de uma usina hidrelétrica sob o efeito da reação alcalis agregado.”

Com uma altura de 84 metros, a ponte foi construída em 1958 pelo então presidente Juscelino Kubitschek. Desde setembro de 2017, ela passa por restauração e reforço estrutural, mas, devido algumas paralisações, a conclusão das obras prevista para janeiro desse ano, teve que ser adiada.

PA4 tentou ouvir empresa responsável pelas obras

Semana passada, a equipe do site PA4 esteve acompanhando o andamento das obras. No local, registramos trabalhadores fazendo a reposição de algumas placas de concreto na passarela. Também tivemos acesso ao representante da empresa responsável pela reforma, porém, ele informou que não podia falar nada sobre as imagens com as fissuras compartilhadas nas redes sociais, nem tampouso sobre as obras.

Veja o registro, com imagens de Carlos Alexandre (PA4.COM.BR):