terça-feira, 12 de janeiro de 2021

Banco do Brasil anuncia 14 novas agências para atendimento ao agronegócio e pagamento de R$ 103 bilhões para o plano Safra 20/21


O Banco do Brasil (BB) anunciou nesta terça-feira(12) a abertura de 14 novas agências para atuar no setor do agronegócio. Segundo a instituição, o segmento representa 26% da carteira de crédito total do banco e teve crescimento de 4,2% nos últimos 12 meses, chegando a R$ 190,5 bilhões.

O BB anunciou o pagamento de R$ 103 bilhões para o plano Safra 20/21, valor 11% superior ao da safra anterior. "Mesmo diante dos fortes impactos econômicos causadas pela crise da covid-19, as operações de investimento tiveram destaque, com contratação 41% superior ao mesmo período da Safra 19/20, enquanto as de custeio apresentaram aumento de 15%", destaca nota do banco.

No setor do agronegócio, o BB intensificará a atuação em 243 municípios e 71 mil clientes contarão com atendimento especializado. “A iniciativa faz parte de um conjunto de ações lançadas nesta semana para reforçar a competividade e a eficiência operacional do BB, buscando a melhoria da experiência e satisfação do cliente”, diz o comunicado.

O portal do BB disponibiliza uma página de produtos e serviços exclusivos para o agronegócio.

Por Agência do Brasil

Bolsonaro sanciona lei do programa Casa Verde e Amarela


O presidente Jair Bolsonaro sancionou nesta terça-feira (12) a Medida Provisória (MP) que institui o programa Casa Verde e Amarela, nova política habitacional do governo federal, lançada em agosto do ano passado para suceder o programa Minha Casa Minha Vida. 

A MP tramitou ao longo dos últimos meses no Congresso Nacional e teve sua versão final aprovada em dezembro pelo Senado Federal. O programa regulamenta a concessão de financiamento e subsídio para a compra da casa própria, com foco em famílias de áreas urbanas com renda mensal de até R$ 7 mil. Nas áreas rurais, o foco são famílias com renda anual de até R$ 84 mil.

A meta do governo é atender 1,6 milhão de famílias de baixa renda com financiamento habitacional até 2024, um incremento de 350 mil residências em relação ao que se conseguiria atender com os parâmetros atuais. Isso será possível em função de negociações com o Conselho Curador do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), que subsidia o programa, e com a Caixa Econômica Federal, que é o agente financeiro.

De acordo com o Ministério do Desenvolvimento Regional, as regiões Norte e Nordeste serão contempladas com a redução nas taxas em até 0,5 ponto percentual para famílias com renda de até R$ 2 mil mensais e 0,25 ponto para quem ganha entre R$ 2 mil e R$ 2,6 mil. Nessas localidades, os juros poderão chegar a 4,25% ao ano e, nas demais regiões, a 4,5% ao ano. 

Veto

Segundo a Secretaria Geral da Presidência da República, Bolsonaro vetou um dos dispositivos incluídos pelos parlamentares na nova lei, que estendia ao programa Casa Verde e Amarela as regras do regime tributário aplicáveis às construtoras atualmente submetidas ao regramento do Minha Casa Minha Vida. Esse regime tributário diferenciado prevê o recolhimento unificado de tributos equivalente a 4% da receita mensal auferida pelo contrato de construção. A lei sancionada com veto será publicada na edição do Diário Oficial da União (DOU) desta quarta-feira (13). 

"Apesar de meritória a intenção do legislador, a proposição encontra óbice jurídico por não apresentar a estimativa do respectivo impacto orçamentário e medidas compensatórias correspondentes, em violação às regras do art. 113 do ADCT, do art. 14 da Lei Complementar nº 101, de 2000 (LRF), bem como do art. 116 da Lei nº 13.898, de 2019 (LDO 2020). Ademais, a medida incorre na inobservância do art. 137, da Lei nº 14.116, de 2020 (LDO 2021), que estabelece que o prazo de vigência do benefício fiscal deve conter cláusula de, no máximo, cinco anos", informou a pasta, em nota.

Após a publicação do veto, os parlamentares precisam deliberar, em sessão conjunta do Congresso Nacional, a manutenção ou não da decisão presidencial. A partir de 30 dias do envio da Mensagem Presidencial ao Congresso, a análise de vetos passa a trancar a pauta legislativa. Para rejeição do veto é necessária a maioria absoluta dos votos de deputados (257) e senadores (41), computados de forma separada.

Por Agência Brasil

Suspeito de roubar e matar Policial Militar lotado na 4ª CIPM Petrolândia é localizado e troca tiros com a PM


Um dos suspeitos de roubar e matar um policial militar Washington Luiz Lima Silva, de 41 anos, lotado na 4ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM), na cidade de Petrolândia (PE), na cidade de Feira de Santana, foi localizado por equipes das Rondas Especiais (Rondesp) Leste.

O flagrante ocorreu, na tarde de segunda-feira (11), após denúncias anônimas. O homem, que possui envolvimento com uma facção e era investigado por pelo menos três homicídios na região, foi encontrado no bairro de Aeroporto, em Feira de Santana.

Na tentativa de abordagem, o criminoso disparou com arma de fogo e acabou ferido no confronto. Ele foi socorrido para o Hospital Geral Clériston Andrade. Com o traficante foram apreendidos um revólver calibre 32, munições e celulares.

O patrulhamento na cidade de Feira de Santana segue reforçado com unidades especializadas.

O caso

O policial Washington foi assassinado no início da tarde de sábado (9) dentro de seu estabelecimento, uma casa de eventos situada no loteamento Veredas no bairro SIM, em Feira de Santana, Bahia.

A delegada Daniele Matias informou que no momento do assassinato, o PM estava sozinho no local, que seria alugado para uma pessoa. Ainda segundo a delegada, levaram os documentos, o celular e a arma dele. Washington Luiz foi atingido na cabeça, peito e braço e morreu no local.

Imagens de câmeras de segurança mostram quando três homens chegam ao local em uma motocicleta. Dois descem do veículo, entram no estabelecimento, efetuam cerca de quarto disparos e saem. Depois um deles volta para dentro da casa de eventos e dispara mais tiros.

Por Fonte: Ascom/Alberto Maraux ´PA4 (Blog de Ozildo Alves)

Paulo Afonso (BA): COVID 19 - Novo decreto da prefeitura mantém horários de funcionamento do comércio, bares e serviços, mas fiscalização será rigorosa


O Decreto nº 5.919 publicado no Diário Oficial desta terça-feira (12), pela Prefeitura, ressalta as medidas restritivas adotadas no município com a pandemia do novo coronavírus. O documento, que já havia sido publicado em agosto e estava em vigência, foi republicado para que os estabelecimentos cumpram o que está determinado.

A medida visa ainda promover o rigor na fiscalização do cumprimento do decreto, com aplicação de notificação, multa e interdição. De novidade, o texto enfatiza que os estabelecimentos comerciais deverão fixar na entrada placa, adesivo ou cartaz, com dimensão não inferior a 0,5 metro quadrado, de forma legível e em destaque, informando o número máximo de pessoas permitidas para ingressar e circular no seu interior ao mesmo tempo. O cálculo é baseado em uma pessoa por cada 20 metros quadrados de salão de vendas.

O decreto enfatiza ainda que os bares e restaurantes, a partir de 22h, deverão comunicar aos clientes que o seu funcionamento encerrará, improrrogavelmente, às 23h. Entre as medidas que terão continuidade está a restrição de aulas presenciais em todas as instituições de ensino, pública ou privada, dentre outras restrições, como atividades de lazer, centros de beleza, academias, pilates e afins, profissionais liberais e autônomos, instituições financeiras, clínicas, consultórios médicos e odontológicos, atividades religiosas, transporte público e obrigatoriedade do uso de máscara.

A Vigilância em Saúde reforça a fiscalização a partir desta quarta-feira (13), com aplicação de sanções caso haja o descumprimento.

O descumprimento das medidas de biossegurança e proteção individual sujeitará o infrator as sanções previstas na Lei Federal de n. 6.437/77.

Sem prejuízo das sanções de natureza civil ou penal cabíveis, as infrações sanitárias serão punidas, alternativa ou cumulativamente, com as penalidades de: advertência; multa; interdição parcial ou total do estabelecimento; cancelamento de autorização para funcionamento da empresa; cancelamento do alvará́ de licenciamento de estabelecimento.

Com informações da ASCOM_PMPA, via PA4

Floresta: Prefeita Rorró Maniçoba reivindica ao Governo do Estado melhorias para o município e região

 


A Prefeita de Floresta, Rorró Maniçoba (PSB), participou hoje (12) de reuniões importantes em Recife para reivindicar ao Governo do Estado melhorias paras as áreas indígenas e investimentos em infraestrutura e abastecimento de água.

Ao coordenador do DSEI-PE, Antônio Fernando, Rorró apresentou projetos que contemplam a população indígena da região (Floresta, Itacuruba e Carnaubeira da Penha). Juntos, Rorró e Antônio deverão ter audiência em Brasília com a sertaneja Maria Rita, da FUNAI, a fim de trazer recursos e melhorias para essa população.

A Prefeita também participou de reunião com a Secretária de Infraestrutura de Pernambuco, Fernanda Batista, solicitando a sinalização das estradas na região da Varjota e Serra Negra. “Tem me preocupado o número de acidentes nesses locais. Precisamos melhor as condições para os motoristas possam transitar com segurança”, destacou.

Ainda firmará parceria com a Compesa. Pauta que também teve a participação do Prefeito Carnaubeira da Penha, Elizinho (MDB), para melhoria do abastecimento de água dos municípios, com atenção especial às comunidades da zona rural. Outra demanda importante foi a retomada das obras da PE 425, que liga Floresta à Carnaubeira da Penha. “Precisamos de todo esforço para que essa obra seja de fato finalizada”, completou Rorró.

Blog de Assis Ramalho
Com informações e fotos da Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Floresta

Governo decide antecipar 13º de aposentados do INSS e abono salarial


Diante do aumento no número de casos de Covid-19 neste início de ano, o governo Jair Bolsonaro decidiu antecipar novamente os pagamentos do 13º de aposentados do INSS e do abono salarial. A medida já havia sido adotada em 2020.

Segundo assessores presidenciais, a intenção é pagar a primeira parcela do 13º dos aposentados e pensionistas do INSS em fevereiro e a segunda, em março. O mesmo calendário seria usado no pagamento do abono salarial.

A equipe do ministro da Economia, Paulo Guedes, já providencia a formalização da medida e avalia se realmente será possível fazer a primeira antecipação já no próximo mês. A medida não tem custo extra para o governo, porque há verba prevista no Orçamento de 2021.

"Como houve um recrudescimento da doença, em vez de ficarmos esperando, vamos agir e seguir o mesmo protocolo do ano passado, quando antecipamos o 

13º dos aposentados e o abono salarial. Vamos fazer o mesmo agora, já está decidido, provavelmente em fevereiro e março", disse ao blog um assessor presidencial.

Segundo esse assessor, essa antecipação vai atender, neste momento, a uma parcela da população que sofre mais diretamente com o coronavírus, como os idosos.

Auxílio emergencial

Em relação ao auxílio emergencial, a equipe do Ministério da Economia continua avaliando que ainda não é caso de estudar a prorrogação de um novo modelo do benefício. A avaliação é que a vacinação em massa garantirá um retorno seguro ao trabalho e permitirá uma retomada mais intensa da economia, fazendo com que o auxílio emergencial não seja mais necessário.

"Por enquanto, no curto prazo, como a contaminação voltou a apresentar altas, a antecipação dos benefícios para aposentados e do abono salarial já ajuda a fazer uma transição até a vacinação. Com a volta do Congresso, em fevereiro, aí governo e parlamentares vão discutir se vamos aprovar um novo programa social, sempre respeitando o teto dos gastos públicos", afirmou o assessor presidencial.

O governo prepara ainda a volta dos beneficiários do Bolsa Família ao programa. No ano passado, durante o pagamento do auxílio emergencial, eles passaram a receber o valor deste benefício, que foi de R$ 600 numa primeira fase e de R$ 300 numa segunda. Agora, com o fim do auxílio emergencial, precisam voltar a receber o Bolsa Família.

No retorno ao programa, o governo planeja um aumento do valor do benefício, de R$ 190 para algo na casa de R$ 300. Além de incluir mais cerca de 300 mil famílias, algo na casa de um milhão de pessoas, ao programa, que hoje já atende 14 milhões de famílias.

Por G1

Faltou a Ford dizer a verdade. Querem subsídios', diz Bolsonaro sobre saída da empresa do Brasil



O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou hoje, em conversa com apoiadores, que a Ford não 'falou a verdade' sobre a decisão de fechar as fábricas no Brasil. Na avaliação do presidente, a empresa queria subsídios para continuar produzindo veículos no país.

Segundo a Ford, a decisão faz parte da reestruturação global e também no mercado sul-americano. Além disso, a montadora alegou que a pandemia de covid-19 "ampliou a persistente capacidade ociosa da indústria e a redução das vendas, resultando em anos de perdas significativas"


Bolsonaro, no entanto, disse que a Ford queria subsídios para continuar fabricando carros no país. Ele citou um valor de R$ 20 bilhões que teria sido concedido à empresa nos últimos anos, mas não foi específico sobre o período ao qual esse subsídio corresponderia.
Do UOL, em São Paulo... - Veja mais em https://www.uol.com.br/carros/noticias/redacao/2021/01/12/bolsonaro---ford.htm?cmpid=copiaecola
Mas o que a Ford quer? Faltou a Ford dizer a verdade, né? Querem subsídios. Vocês querem que eu continue dando R$ 20 bilhões para eles como fizemos nos últimos anos? Dinheiro de vocês, impostos de vocês, para fabricar carro aqui? Não. Perdeu a concorrência. Lamento.

Bolsonaro ainda disse que encara a decisão da Ford como consequência da concorrência de outras montadoras. Ele disse lamentar a estimativa de ao menos 5 mil demissões de funcionários.

"Há três anos, a Ford anunciou que não ia mais produzir carro de passeio nos Estados Unidos. A falta de ambiente de negócios, na verdade, eles tiveram subsídios nossos ao longo dos últimos anos de R$ 20 bilhões. Queriam renovar subsídio para fazer carro para vender. Agora, tem a concorrência também... Chinesa, entre outras. Saiu porque, em um ambiente de negócio, quando você não tem lucro, você fecha", disse o presidente.

Ontem, em entrevista à CNN Brasil, o vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) afirmou que se surpreendeu com a decisão. "Não é uma notícia boa. Acho que a Ford ganhou bastante dinheiro aqui, no Brasil, né? Me surpreende essa decisão [de deixar o Brasil] que foi tomada pela empresa, que está há mais de 100 anos no Brasil, desde 1921. Eu acho que a empresa poderia ter retardado isso mais, e aguardado, até porque o nosso mercado consumidor é muito maior do que outros por aí.".

Procurada pelo UOL Carros, a Ford afirmou que não se manifestará sobre as declarações do presidente.

Ataque a Rui Costa 

Na conversa, Bolsonaro também rebateu o governador da Bahia, Rui Costa (PT), dizendo que faltou "capacidade de se antecipar aos problemas". Uma das três fábricas que foram fechadas fica em Camaçari (BA).

Ontem, o petista disse que a decisão era reflexo de 'um país que não cuida da sua economia, não garante segurança institucional a seus investidores e não faz as reformas necessárias".

"E deixar bem claro. A Ford ficou, por exemplo, na Bahia, que o governador está me criticando lá... Ficou por uma decisão do então senador Antônio Carlos Magalhães, o tal do ACM, que podia ter todos os defeitos do mundo, mas era uma pessoa amada na Bahia. E ele lutou, a Ford ficou lá. Agora, o governador, que tem senadores com ele, não teve a capacidade de se antecipar ao problema e buscar possíveis soluções", disse Bolsonaro.

Além de Camaçari, a Ford anunciou ontem o fechamento das fábricas de Horizonte (CE) e Taubaté (SP), além do fim da produção de veículos no país.

A marca, que já foi uma das quatro maiores do país em volume de vendas, já tinha fechado a unidade de São Bernardo do Campo (SP) em meados de 2019, onde produzia sua linha de caminhões e o Fiesta, já descontinuados.

Custo Brasil 

A decisão da Ford teve forte repercussão no meio político e empresarial. A Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores), por exemplo, disse que o fechamento de fábricas e fim da produção de veículos da montadora no Brasil apenas confirma alertas feitos pela entidade a respeito do setor automotivo e dos custos para a produção no país.

O custo Brasil, citado pela entidade, corresponde a uma medida do quanto é mais caro produzir aqui do que em outros países em função de ineficiências e outros custos da economia brasileira.

No ano passado, um estudo estimou que as empresas instaladas no Brasil têm um custo R$ 1,5 trilhão superior a uma média de países da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico). Esse levantamento comparou os custos brasileiros aos do exterior em 12 dimensões, como infraestrutura, tributos, integração com cadeias produtivas globais, capital humano, entre outros.

Em novembro passado, o governo federal divulgou que esperava zerar o custo Brasil num prazo de cinco anos.

Do UOL, em São Paulo

Petrolândia: Agora é oficial! Fundarpe acata proposta de tombamento das ruínas da igreja submersa de Petrolândia

 

Um dos principais destinos turísticos do Estado de Pernambuco, igreja agora é considerada patrimônio

Em publicação na edição desta terça-feira (12) do Diário Oficial do Estado, a Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe) deferiu a proposta de tombamento das ruínas da Igreja do Sagrado Coração de Jesus, em Petrolândia, no Sertão de Pernambuco.

A igreja foi submersa em 1987, quando a antiga sede do município de Petrolândia foi inundada para a construção da Usina Hidrelétrica Luiz Gonzaga. Apenas o topo do templo ficou visível e o ponto, localizado no Lago Itaparica, se tornou um dos principais destinos turísticos pernambucanos, sendo conhecida como a "Atlântida Brasileira", em referência à lendária ilha submersa cuja origem remonta a Platão.

No texto publicado no Diário Oficial, a Fundarpe define que o tombamento foi deferido em razão da relevância histórica e simbólica da igreja. "A ação visa assegurar ao bem em exame até a resolução final, o mesmo regime de preservação dos bens tombados de acordo com a legislação estadual", traz o texto.

No fim de novembro, o Instituto Geográfico e Histórico de Petrolândia (IGH), entidade que busca preservar a memória da cidade, protocolou o pedido de tombamento junto à Fundarpe. A iniciativa contou com um abaixo assinado que recolheu mais de mil assinaturas.

No pedido, é destacado que a edificação histórica corre riscos de preservação, uma vez que, sem a regulamentação, visitantes podem subir na estrutura, fazer fotos e até saltar das ruínas.

Para a presidente do IGH, Paula Rubens, o tombamento da igreja era urgente. “Antes, a gente não podia nem denunciar, mas agora podemos. Ninguém pode fazer nada sem pedir autorização da Fundarpe. Se algum evento precisar ser feito, precisará de autorização da Fundarpe”, contou Paula, por telefone, à Folha de Pernambuco.

“O mundo todo quer visitar e queremos muito isso. Entendemos que a cidade pode ter essa vocação ao turismo, mas queremos um turismo responsável. Esperamos muito tempo achando que estava ali de certa forma protegida, o pessoal que transporta também tem interesse que seja preservada”, acrescentou Paula Rubens.

O pedido foi protocolado no final de novembro, após o uso do espaço para a gravação de um clip do DJ Bhaskar, irmão gêmeo do também DJ Alok. O show provocou revolta na cidade de 37 mil habitantes.

Segundo a Fundarpe, quando há um pedido de tombamento, existe um processo inicial chamado de tombamento prévio. É feita uma coleta de dados, que gera relatórios do conselho de preservação.

Em seguida, essa equipe de preservação confirma se o patrimônio será ou não tombado. Quando há o deferimento, como o da igreja de Petrolândia, o bem passa a compor o rol de patrimônios tombados no Estado. Não há um prazo específico para a finalização do processo.

A partir da publicação no Diário Oficial, ressalta a Fundarpe, o "bem já se encontra protegido legalmente contra destruição e/ou descaracterizações até que haja a homologação do tombamento com inscrição no Livro do Tombo específico e averbação em cartório de registro de imóveis onde esse bem estiver registrado".

“O cenário é muito bonito, tem muita gente fazendo ensaio fotográfico, mas queremos que a Fundarpe envie seus técnicos. Podemos fazer 10 visitas por dia, 20 vai complicar, por exemplo”, completou a presidente do IGH.

Paula finaliza ressaltando que este projeto de tombamento foi fruto de um trabalho coletivo. “Há alguns anos tentamos essa questão porque não tinha sido feito dentro das normas. O pessoal das Juntas ajudou muito, colocou o Jurídico à nossa disposição, do [grupo] Direitos Urbanos também. A geógrafa Milena Gomes, que representa a sociedade civil, assina o documento junto ao IGH”, completou a presidente do instituto.

De acordo com a gestora de Patrimônio Histórico da Fundarpe, Neide Fernandes de Sousa, o próximo passo do processo é apresentar o tombamento ao proprietário do patrimônio - neste caso, a Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf).

"A legislação não existe tempo. Às vezes, por várias razões, os processos demoram mesmo. Nesse caso, não deve demorar muito. Dois anos é um tempo razoável. Temos uma lista, precisamos fazer pesquisas, a gente nem sabe o que vai exigir, porque é um bem que está submerso. Vamos fazer análises o que vai acarretar a proteção de um bem submerso, não é algo que fazemos todo dia", explicou, reiterando que a igreja já conta com a proteção dos bens tombados com a publicação do edital.

Por Fabio Nóbrega

Em São Paulo, petrolandense Fabiano Oliveira recebeu troféu e certificado de reconhecimento nacional por profissionalismo

Em São Paulo, Fabiano Oliveira recebeu troféu e certificado de reconhecimento nacional por profissionalismo 

O advogado petrolandense Fabiano Oliveira recebeu na capital paulista o prêmio Selo Referência Nacional e, por isso, foi contemplado com um troféu e um certificado que lhe dão reconhecimento profissional em todo o Brasil.

Fabiano Oliveira dedica essa honraria a todo o povo de Petrolândia, que a cada dia tem acreditado em seus talentos, profissionalismo, competência e honestidade.

É um filho de Petrolândia que recebe destaque nacional em sua área de atuação.

Viva Petrolândia!

Confira vídeo


Blog de Assis Ramalho

Jovem sequestrada em Ibimirim, no Sertão de Pernambuco, é resgatada em Arapiraca (AL)

Arma apreendida no cativeiro

Policiais militares de Arapiraca, após levantamentos das polícias de Pernambuco e Santa Catarina, resgataram uma jovem vítima de tortura em um cativeiro localizado em Arapiraca. Segundo as primeiras informações, a jovem fora sequestrada na cidade de Ibimirim, sertão de Pernambuco e trazida para Alagoas.

Os militares encontraram a jovem em uma residência na Rua Maritina Gomes, no bairro Batingas. De acordo com a PM, a vítima foi encontrada bastante debilitada e precisou receber atendimento do Samu e posteriormente foi encaminhada para o Hospital de Emergência do Agreste.

Três pessoas foram presas em flagrante acusadas de participação nos crimes, entre elas, uma mulher de 24 anos e dois homens de 25 e 20 anos. Os presos serão acusados de extorsão mediante sequestro com lesão grave, tortura, porte ilegal de arma, resistência, tráfico e associação criminosa.

No cativeiro, a polícia apreendeu R$ 190 em espécie, telefones celulares, maconha em pequena quantidade, um veículo Gol de cor prata, uma pistola Taurus 380, além de 15 munições do mesmo calibre. Caberá à polícia judiciária determinar o que motivou o sequestro.

Por Alagoas 24 Horas

Chegou em Petrolândia a Odonto Primus, a maior rede de clínicas odontológicas do Brasil

 

Odonto Primus, nova parceria de anúncio do Blog de Assis Ramalho e da Web Rádio AO LADO DE VAVÁ DO OURO - AGENDA PARA CONSULTAS 87 - 9.9968-3998. 

Alô Petrolandia , chegou na cidade a maior rede de clínicas odontológicas do Brasil a Odonto Primus . A Odonto está em 9 estados do Brasil oferecendo o que tem de melhor na odontologia nos serviços de restauração , tratamento de canal , estética , implantes , limpeza , extração dentaria , lentes de contato , harmonização facial , clareamento dentário.

A Odonto Primus está ocalizada na rua São Francisco ,07 - próximo a loja de Vavá do Ouro

Contato (87)9.9968.3998




Redação do Blog de Assis Ramalho

Governo de Pernambuco inicia distribuição de mais de 1,5 milhão de seringas aos municípios

Quantitativo é suficiente para aplicar a primeira dose nos públicos prioritários nas duas primeiras fases da campanha de vacinação contra a Covid-19

O Governo de Pernambuco começou, nesta terça-feira (12.01), a distribuir seringas e agulhas para os municípios pernambucanos se prepararem para as duas primeiras fases da campanha de vacinação contra a Covid-19. Ao todo, serão distribuídas 1.537.126 unidades, a serem utilizadas na aplicação da primeira dose da vacina. Os insumos serão repassados pelo Programa Estadual de Imunização (PNI-PE) às 12 Gerências Regionais de Saúde (Geres) até a próxima sexta (15.01). Ao chegar às Geres, cada cidade ficará responsável por retirar seu quantitativo.

“Estamos iniciando hoje a distribuição de 1,5 milhão de seringas para todo o Estado, sendo um milhão para o interior e 500 mil para a Região Metropolitana. Tão logo as vacinas cheguem, já estamos preparados, com cronogramas definidos de recebimento de novas seringas, para que, assim que haja disponibilização da vacina, não falte esse insumo fundamental. Vamos avançar e dar condições a todas as pessoas em Pernambuco de serem imunizadas contra o novo coronavírus”, afirmou Paulo Câmara.

Atualmente, o Estado conta com 3,9 milhões de seringas e agulhas em estoque. Mais 2,8 milhões estarão disponíveis até o fim deste mês, e outros 7,5 milhões serão distribuídos a partir de fevereiro, totalizando 14,2 milhões de insumos disponibilizados. Na primeira fase da campanha, serão imunizados trabalhadores de saúde, população indígena aldeada, idosos a partir dos 75 anos e idosos a partir de 60 anos internados em abrigos e instituições, totalizando mais de 627 mil pessoas. Já na segunda fase, com público superior a 910 mil, serão beneficiados os idosos entre 60 e 74 anos.

“Estamos, na nossa Central de Distribuição, estruturando da melhor maneira a logística para essa entrega. Esse planejamento está sendo feito a partir de um plano de segurança, que também está sendo compartilhado com a Secretaria de Defesa Social, para que a gente tenha a chegada, com tranquilidade, desse insumo que é fundamental a todas as cidades. Tão logo a gente tenha a vacina aprovada pela Anvisa, esperamos, num menor período de tempo, iniciar a vacinação em todos os 184 municípios de Pernambuco, para que a gente comece efetivamente a resolver o problema da pandemia no nosso Estado”, detalhou o secretário estadual de Saúde, André Longo.

A distribuição das seringas foi definida na manhã desta segunda-feira (11.01), durante reunião extraordinária da Câmara Técnica, envolvendo a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) e o Conselho dos Secretários Municipais de Saúde (Cosems-PE). O encontro contou com a presença virtual do secretário André Longo e dos secretários municipais, além de diversas áreas técnicas da SES-PE.

Por Assessoria do Governo de Pernambuco

Boletim desta terça (12/01/2021): Mais 1.482 casos da Covid-19 e 38 óbitos fazem Pernambuco totalizar 234.238 infectados e 9.889 mortes



Pernambuco confirmou, nesta terça-feira (12), mais 1.482 casos da Covid-19 e 38 óbitos causados pela doença. Com esse acréscimo, o estado passou a totalizar 234.238 infectados pelo novo coronavírus e 9.889 mortes na pandemia. A contagem teve início em março de 2020.

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) informou que as novas confirmações da Covid-19 dividem-se entre 83 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag) e 1.399 quadros leves da doença. Isso fez o estado chegar a um total de 29.924 pacientes graves e 204.314 pacientes leves.

Com relação às 38 mortes, elas aconteceram entre o dia 25 de outubro de 2020 e a segunda-feira (11). "Os detalhes epidemiológicos serão repassados ao longo do dia pela Secretaria Estadual de Saúde", informou o governo estadual, em nota.

Seringas

O governo de Pernambuco deu início, nesta terça-feira (12), à distribuição de seringas e agulhas para as cidades do estado se prepararem para as duas primeiras fases da campanha de vacinação contra a Covid-19. Está prevista a distribuição, até sexta-feira (15), de um total de 1.537.126 seringas, a serem utilizadas na aplicação da primeira dose da vacina.

As unidades são repassadas pelo Programa Estadual de Imunização para as 12 Gerências Regionais de Saúde (Geres), onde cada município fica responsável por retirar seu quantitativo.

Em nota, o governo estadual informou que Pernambuco tem 3,9 milhões de seringas e agulhas em estoque. "Mais 2,8 milhões estarão disponíveis até o fim deste mês, e outros 7,5 milhões serão distribuídos a partir de fevereiro, totalizando 14,2 milhões de insumos disponibilizados", disse no texto.

O comunicado também trouxe informações sobre os grupos prioritários para a vacinação da Covid-19 em Pernambuco. "Na primeira fase da campanha, serão imunizados trabalhadores de saúde, população indígena aldeada, idosos a partir dos 75 anos e idosos a partir de 60 anos internados em abrigos e instituições, totalizando mais de 627 mil pessoas. Já na segunda fase, com público superior a 910 mil, serão beneficiados os idosos entre 60 e 74 anos", declarou o governo.

Por G1 PE

Justiça nega pedido para adiar o Enem 2020 e diz que cada cidade deve decidir se há condições para realizar a prova

 

A Justiça Federal negou o pedido de adiamento das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020. Com isso, estão mantidas as datas de realização da prova, marcadas para 17 e 24 de janeiro.
De acordo com a decisão, caso uma cidade tenha elevado risco de contágio que justifique medidas severas de restrição de circulação, caberá às autoridades locais impedirem a realização da prova. Se isso acontecer, o Inep, responsável pela prova, terá que reaplicar o exame.

A decisão é da juíza Marisa Claudia Gonçalvez Cucio, da 12ª Vara Cível Federal de SP. A realização do Enem 2020 colocará 5,78 milhões de candidatos em circulação.

O exame terá 14 mil locais de prova e 205 mil salas em todo o país. O balanço com número de cidades que terão Enem só será divulgado após a aplicação, segundo o Inep. Em relação aos estados, SP é o que tem o maior número de inscritos (910.482), seguido por MG (577.227) e BA (446.978). Os estados com menor número de inscritos são RR (16.897), AC (41.841) e AP (47.279).

Originalmente, o exame seria feito em novembro, mas foi adiado devido à pandemia. Com o aumento no número de casos de transmissão no país, entidades estudantis e a Defensoria Pública da União pediram um novo adiamento da prova.


O texto da decisão da Justiça cita que a pandemia varia em cada região do país e que fica a cargo das autoridades sanitárias locais decidirem se há segurança para a realização da prova.

"A situação da pandemia em uma cidade pode ser mais ou menos grave do que em outra e as peculiaridades regionais ou municipais devem ser analisadas caso a caso, cabendo a decisão às autoridades sanitárias locais, que podem e devem interferir na aplicação das provas do ENEM se nessas localizações específicas sua realização implicar em um risco efetivo de aumento de casos da Covid-19", diz um trecho da decisão.

A decisão também cita os cuidados dos candidatos para minimizar possíveis contágios e diz que as medidas adotadas pelo Inep, órgão responsável pelo exame, são "adequadas" para fazer a prova na data prevista. No início da semana passada, o presidente do Inep, Alexandre Lopes, afirmou que está "preparado" para fazer a prova em plena pandemia.

"Entendo que as medidas adotadas pelo Inep para neutralizar ou minimizar o contágio pelo coronavírus são adequadas para viabilizar a realização das provas nas datas previstas, sem deixar de confiar na responsabilidade do cuidado individual de cada participante e nas autoridades sanitárias locais que definirão a necessidade de restrição de circulação de pessoas, caso necessário.", diz outro trecho da decisão.

"Se o risco maior de contágio em determinado município ou localidade venha a justificar eventuais restrições mais severas de mobilidade social ou mesmo de “lockdown” por parte das autoridades sanitárias locais ou regionais, que impeçam a realização de provas, ficará o Inep obrigado à reaplicação do exame diante da situação específica", afirma o documento.

Pedido de adiamento
Na última sexta (7), a Defensoria Pública da União pediu à Justiça o adiamento do Enem, frente ao aumento no número de casos no Brasil. A ação é com conjunto com a União Nacional dos Estudantes (UNE), a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes) e as entidades Campanha Nacional pelo Direito à Educação e Educafro.

Na mesma sexta, mais de 45 entidades científicas publicaram uma carta endereçada ao ministro da Educação, Milton Ribeiro, em que expressam preocupação pela realização do exame.

Encabeçam a manifestação a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), a Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (Anped) e a Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco).

Segundo a carta, as medidas do Inep e do governo federal "não são suficientes para garantir a segurança da população brasileira, num momento de visível agravamento da pandemia no país".

Avaliação de infectologistas

O G1 procurou no último domingo (10) a avaliação de especialistas sobre a data marcada para o Enem nesse momento da pandemia nas condições descritas pelo Inep.

Márcio Sommer Bittencourt, da Clínica Epidemiológica do Hospital Universitário da USP, diz que, "de forma bem subjetiva", o risco com "pessoas em silêncio, usando máscara, com distanciamento e janelas abertas poderia ser considerado moderado" nas condições anunciadas pelo Inep.

Em sua avaliação, a decisão de manter ou adiar o Enem é "muito complicada, mas acho que estamos fazendo o exame no pior momento da pandemia no Brasil. Está pior do que na data em que foi adiado [maio do ano passado]".

Para o infectologista Jamal Suleiman, do Instituto Emílio Ribas, de São Paulo, "o risco de transmissão nesse cenário é mínimo, porque a possibilidade de disseminação de gotículas é praticamente zero. Não há comunicação oral nem contato físico durante a permanência nas salas".

Ressalta Suleiman afirma que "atenção especial deve ser dada aos momentos entrada e saída da prova para que não ocorra aglomeração". "O ponto central é que, se o processo seguir rigorosamente protocolo de segurança, estaremos executando a flexibilização de maneira correta."

Miriam Dal Ben, infectologista do hospital Sírio-Libanês, de São Paulo, diz que as medidas adotadas pelo Inep "são as indicadas para mitigar o risco, mas o risco não é zero".

G1

Chegou em Petrolândia a Odonto Primus, a maior rede de clínicas odontológicas do Brasil

Odonto Primus, nova parceria de anúncio do Blog de Assis Ramalho e da Web Rádio AO LADO DE VAVÁ DO OURO - AGENDA PARA CONSULTAS 87 - 9.9968-3998. 

Alô Petrolandia , chegou na cidade a maior rede de clínicas odontológicas do Brasil a Odonto Primus . A Odonto está em 9 estados do Brasil oferecendo o que tem de melhor na odontologia nos serviços de restauração , tratamento de canal , estética , implantes , limpeza , extração dentaria , lentes de contato , harmonização facial , clareamento dentário. 

A Odonto Primus está ocalizada na rua São Francisco ,07 - próximo a loja de Vavá do Ouro

Contato (87)9.9968.3998





Redação do Blog de Assis Ramalho



Petrolândia: Confira o cardápio diário do Restaurante Ket's

 

Todos os dias o Ket's, situado na Av. Pref. José Gomes de Avelar, em frente ao consultório de Dr. Eudes, serve um buffet diferenciado, repleto de sabores de diversas regiões, em culinária contemporânea, com muita variedade no almoço self-service.

O Ket's, organização da empresária Ket, está situado na Av. Pref. José Gomes de Avelar, em frente à Clínica de Dr. Eudes (Odontomedic) e loja Bekas.

Blog de Assis Ramalho

MEC abre inscrições para seleção de bolsistas do ProUni


Interessados em participar da primeira seleção de bolsistas do Programa Universidade Para Todos (ProUni) podem se inscrever a partir de hoje (12), até a próxima sexta-feira (15).

Segundo o Ministério da Educação (MEC), as instituições particulares de ensino superior que participam do programa oferecerão 162.022 bolsas de estudo, sendo 76.855 integrais e 85.167 parciais, com 50% de desconto sobre o valor do curso.

A relação das instituições e dos cursos disponíveis pode ser consultada na página do programa na internet. Também é possível pesquisar as opções ofertadas por cidades e por tipo de bolsa (integral e parcial), modalidade (presencial e a distância).

De acordo com o MEC, os estados com os maiores números de bolsas ofertadas são São Paulo, Minas Gerais, Paraná e Rio Grande do Sul.

Veja abaixo a tabela de oferta de vagas por estado:

EstadoBolsas integraisBolsas parciaistotal
SP24.56416.77341.337
MG7.05611.19018.246
PR5.8228.84514.667
RS5.2725.25310.525
BA3.9935.9299.922
RJ3.0904.9798.069
GO2.2215.0727.293
SC3.7932.1385.931
MA1.3204.6085.931
PE2.2983.0135.311
PA2.9711.3404.311
ES1.9172.6694.162
CE1.9172.1864.103
DF1.4982.4803.978
PB1.1801.3172.497
RO9591.3482.307
MT1.3329652.297
PI7371.0921.829
MS9298531.782
AC5547921.346
RN7294631.192
AM1.0081471.155
SE2977031.000
AL513462975
TO566298864
AP378132510
RR365120485
TOTAL76.85585.167162.022

Para concorrer às bolsas integrais, o estudante deve comprovar que sua renda familiar bruta mensal não excede 1,5 salário mínimo (R$ 1.650) por pessoa. Para as bolsas parciais, a renda familiar bruta mensal deve ser de até três salários mínimos por pessoa (R$ 3.300). O candidato também precisa ter feito a edição mais recente do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), ter alcançado, no mínimo, 450 pontos de média das notas e não ter tirado nota zero na redação.

Além disso, o interessado deve ter cursado o ensino médio completo em escola da rede pública ou em escola da rede privada, desde que na condição de bolsista integral da respectiva instituição. Professores da rede pública de ensino também podem disputar uma bolsa – e, nesse caso, não se aplica o limite de renda exigido dos demais candidatos.

Como o resultado do Enem de 2020 só será divulgado após o término do processo seletivo, neste semestre, excepcionalmente, os interessados serão selecionados de acordo com as notas do Enem de 2019. O Enem 2020 será aplicado na versão impressa nos dias 17 e 24 de janeiro e, na versão digital, nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro. Algumas entidades, no entanto, entre elas a União Nacional dos Estudantes (UNE) e a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), tentam obter, na Justiça, o adiamento das provas em virtude dos reflexos da pandemia de covid-19.

O resultado da primeira chamada será divulgado neste mês, no dia 19. O ProUni oferece mais duas oportunidades para os candidatos concorrerem às bolsas de estudo, que são a segunda chamada e a lista de espera. O cronograma completo também pode ser consultado na página do programa.

* Com informações da assessoria de imprensa do MEC

Veja calendário de pagamento do IPVA em cada estado e no DF


Após as festividades de Ano Novo, chega o mês de janeiro e com ele, o pagamento de taxas e impostos, entre eles o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA). A cobrança do imposto, realizada anualmente, tem calendários diferentes de vencimentos, definidos em cada estado.

O pagamento do IPVA é obrigatório e a alíquota apresenta variação conforme o modelo e o ano de fabricação do veículo e também o estado em que o contribuinte mora.

Em alguns estados, o IPVA pode ser pago com desconto, por quem optar pela chamada cota única. Quem não optar pela parcela única, pode pagar o imposto em parcelas que variam de estado para estado.

Confira abaixo o calendário para o pagamento do imposto em cada um dos estados e no Distrito Federal.

(Clique abaixo nos estados para ver o conteúdo)