sexta-feira, 3 de julho de 2020

Petrolândia tem 56 casos confirmados e 10 suspeitos nesta sexta-feira (03/07); Confira os locais

 Prefeitura de Petrolândia

Com 113 casos confirmados e 50 suspeitos, Tacaratu divulga boletim epidemiológico desta sexta (03/07)

 .
A Secretaria Municipal de Saúde notifica hoje (03) mais treze casos de Covid-19 em nosso município.
.
Surgiram também mais treze casos SUSPEITOS. Apresentando sintomas de Síndrome gripal leve.
.
Foram DESCARTADOS mais onze casos suspeitos.
.
Confirmamos mais cinco casos RECUPERADOS.
.
Estaremos postando as atualizaçõés dos boletins a qualquer momento, sempre que houver alterações manteremos toda população informada.

Prefeitura de Tacaratu

Em Inajá, Associação Provida e Coletivo Voluntários do Bem entregam alevinos a beneficiários do Sistema Embrapa/UFU/Fapemig



O Coletivo Voluntários do Bem e a associação PROVIDA estiveram nas sete comunidades rurais da cidade de Inajá, no Sertão de Pernambuco, para realizar uma nova entrega de alevinos para famílias beneficiadas com o SISTEMINHA EMBRAPA UFU FAPEMIG. Na oportunidade, os envolvidos também realizaram visitas técnicas nas comunidades beneficiadas anteriormente, que já têm sisteminha completo. 

A coordenadora do projeto, Claudia Leal, aproveita o espaço para agradecer aos parceiros da CODEVASF, o Gerente Regional de Gestão Estratégica Jaques Souza, ao Superintendente Aurivalter Cordeiro, e a Rozzanno, chefe do Centro Integrado de Recursos Pesqueiros e Aquicultura de Bebedouro de Petrolina PE, pela doação.

Cláudia também externa sua gratidão, e de todos que fazem a ASSOCIAÇÃO PROVIDA e o Coletivo Voluntários do Bem, ao Movimento Bem Maior e ao Instituto PHI, pelo apoio e a rica oportunidade de proporcionar essa mudança de vida aos moradores da zona rural de Inajá-PE.
SISTEMINHA EMBRAPA UFU FAPEMIG, uma realidade no sertão nordestino, mudando realidades, mudando vidas.

Mais informações e mais fotos no site da PROVIDA

Blog de Assis Ramalho
Texto/foto: Provida

Quilombolas, povos de terreiros e guias de turismo recebem cestas básicas do Governo de Pernambuco


Grupos vulneráveis recebem 3.278 kits alimentares, além de mais de 7,8 toneladas de produtos de higiene, cuja distribuição foi iniciada ontem, dia 2/07

O Governo de Pernambuco, através da Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude (SDSCJ), iniciou, nessa quinta-feira (02), uma nova rodada de entregas de cestas básicas a grupos em situação de vulnerabilidade social. Desta vez, recebem a concessão comunidades quilombolas, povos de terreiros e guias de turismo. Ao todo, as entregas serão feitas em 16 municípios da Região Metropolitana do Recife, Agreste e sertões de Moxotó, São Francisco e Itaparica.

Nesta etapa, serão distribuídas 3.278 cestas básicas, sendo para as comunidades quilombolas de Cabrobó, Carnaubeira da Penha, Floresta, Itacuruba, Petrolândia, Betânia, Manari, São Caitano, Cabo e Bezerros. As comunidades de terreiros de Moreno, Olinda, Recife, Jaboatão dos Guararapes e Paulista receberão 938 cestas básicas. Os guias de turismo de Ipojuca, Recife e Cabo recebem uma segunda rodada de cestas, com 491 unidades.

PSB aciona STF para mudança no calendário do auxílio emergencial

Foto: Chico Ferreira

O PSB ajuizou uma uma ação, com pedido de liminar, no Supremo Tribunal Federal (STF) para que o Ministério da Cidadania elabore um novo calendário para pagamento do auxílio emergencial e para proibir a cobrança de taxas aos beneficiários que desejem realizar transferência do valor da conta da Caixa Econômica Federal para outras instituições financeiras. A ação foi distribuída para o ministro Celso de Mello.

“Queremos que garantir que o auxílio para as pessoas em situação de vulnerabilidade por causa da Covid-19 seja pago de acordo com sua natureza emergencial e não seja transformado em um auxílio a prazo”, explicou o deputado federal Danilo Cabral, vice-presidente nacional do PSB. O Ministério da Cidadania, ao regulamentar o pagamento da renda básica emergencial, através da portaria 428/2020, o fez de forma a restringir o acesso das pessoas ao pagamento do auxílio.

TIM Beta e outros planos da TIM perdem ligações ilimitadas via WhatsApp


Chamadas de voz e vídeo do mensageiro passam a descontar da franquia de internet. Medida também afeta ligações pelo Facebook Messenger.

A TIM modificou o popular plano TIM Beta para retirar o benefício de ligações ilimitadas via WhatsApp. A partir de 31 de julho, os megabytes usados neste tipo de comunicação serão descontados da franquia de internet. A medida também afeta os planos TIM Pré Top, TIM Controle e TIM Black. A alteração no regulamento foi revelada pelo site especializado Tecnoblog e confirmada pelo TechTudo.

A empresa informou que a carência do uso de redes sociais nos planos permanece valendo, mas que as chamadas de voz e de vídeo realizadas pelo WhatsApp e também pelo Facebook Messenger deixam de ser à vontade.

Única cidade livre de Covid-19 em Pernambuco, Manari divulga o Boletim Epidemiológico desta sexta-feira (03/07); confira

Manari continua sendo o único município sem casos confirmados da Covid-19 em Pernambuco - veja abaixo o boletim divulgado pela prefeitura nesta sexta-feira (03/07/2020)


A Secretaria de Saúde de Manari informa o boletim epidemiológico dessa sexta-feira (03). Hoje não temos alteração, lembrando que os 3(três) casos suspeitos para coronavírus (covíd-19), são 2(dois) profissionais de saúde e 1(um) contato de profissional de saúde, ambas as pessoas apresentam sintomas de síndrome gripal e estão em isolamento domiciliar, mas de acordo com a nota técnica 16/2020 do Ministério da Saúde (MS) esses casos entram como casos suspeitos para covid-19.

Contamos com a conscientização de nossa população e reforçamos o dever de manter o isolamento social, as ações estratégicas na prevenção contra o coronavírus continuam, seguindo os protocolos estabelecidos pelo Ministério da Saúde e pela Secretaria Estadual de Saúde.

Se puder fique em casa, se precisar sair, use máscara.

Blog de Assis Ramalho
Informação: Prefeitura Municipal de Manari
Crédito da foto: Andre Julio Lacerda

Cabrobó recebe doação de álcool 70% e amplia enfrentamento à Covid - 19







Começou nesta sexta-feira (3) em Cabrobó – PE, a distribuição, entre as unidades e serviços de saúde, de 5 mil litros de álcool 70% para o combate ao novo Coronavírus (Covid – 19). O produto, amplamente utilizado nesta pandemia na higienização e assepsia, foi uma doação da Agrovale, que fica em Juazeiro e é considerada hoje a maior empresa produtora de açúcar, etanol e bioeletricidade da Bahia.

De acordo com o prefeito, Marcílio Cavalcanti, a doação do álcool 70% teve a intermediação do deputado federal Gonzaga Patriota e chegou em boa hora uma vez que o número de casos da Covid-19 tem aumentado bastante no município. O último boletim oficial, divulgado na noite de quinta-feira (2) revela que Cabrobó tem 84 casos confirmados, 32 pacientes recuperados e 2 óbitos.

“Com a doação do álcool 70 % vamos reforçar as ações de enfrentamento à pandemia que começam com barreiras sanitárias colocadas nas entradas principais da cidade”, ressaltou. O prefeito enfatizou ainda, a distribuição de mais de 30 mil máscaras, instalação de lavatórios no centro comercial e higienização das ruas e avenidas, além da disponibilização de testes rápidos nas UBS (Unidades Básicas de Saúde) e aquisição de um ventilador pulmonar adulto e infantil e tipo transporte para o Hospital Municipal Dr. Arnaldo Vasconcelos de Alencar.

Decreto

Também nesta sexta-feira (3), Marcílio Cavalcanti baixou decreto que estabelece novas medidas de disciplinamento, para o acesso dos moradores da cidade e do interior, ao comércio local. Entre as principais medidas, ficam suspensos eventos públicos e particulares, funcionamento dos estabelecimentos comerciais, as aulas nas redes pública e particular e determinado até o toque de recolher no horário das 20h às 5h. O novo horário bancário no município é das 8h às 13h. Confira o decreto na íntegra no site da prefeitura: cabrobo.pe.gov.br.

Por Assessoria
Prefeitura Municipal de Cabrobó


Escolas privadas propõem volta das aulas em Pernambuco a partir de 21 de julho

Pernambuco tem cerca de 2.400 escolas privadas. As aulas estão suspensas desde 18 de março - FOTO: LEO MOTTA/ACERVO JC IMAGEM

21 de julho. Essa é a data proposta pelo sindicato das escolas particulares de Pernambuco para início da reabertura das unidades de ensino para aulas presenciais, começando com a educação infantil, o 1º e o 9º ano do ensino fundamental e as três séries do ensino médio. A sugestão é que as turmas comecem com 50% dos alunos. A outra metade ficaria em casa, com aula remota

O cronograma apresentado pela entidade ao governo do Estado coloca mais duas datas: 28 de julho para os demais anos iniciais do ensino fundamental (do 2º ao 5º ano) e na terceira etapa, em 4 de agosto, para as 6ª, 7ª e 8ª séries do fundamental. A proposta vale para todas as escolas e não somente para as da rede privada.

As aulas presenciais no Estado estão suspensas desde 18 de março por causa da pandemia do novo coronavírus. Por isso, muitas redes adotaram o ensino remoto. A expectativa agora é pela divulgação, pelo governo, do plano de retomada das aulas presenciais. A previsão é que esse planejamento seja liberado ainda este mês.

A justificativa para começar em datas que caem na terça-feira é para reservar a véspera (segunda-feira) para check list de todo o protocolo de retorno.

"A proposta de reabertura para aulas presenciais é progressiva, iniciando com dois grupos que não compartilham os mesmos espaços, têm acessos distintos, e os horários de entrada, saída e intervalo de aulas também são distintos", enfatiza o Sinepe.

O documento foi entregue nesta sexta-feira (03) para a assessoria do governador Paulo Câmara e para os secretários de Saúde e de Educação de Recife e de Pernambuco.

"A nossa proposta é bastante simples, partindo do princípio da gradação, começando com a educação infantil e o ensino médio. O princípio que adotamos na proposta é que a data existirá para todas as escolas, mas somente aquelas que estiverem prontas, atendendo todos os protocolos, vão iniciar as aulas. Não serão todas de uma vez", explica o presidente do sindicato, José Ricardo Diniz.

"Contamos com a sensibilidade das autoridades sanitárias e de educação do Estado. Nada foi feito de maneira açodada, fora do contexto. Aguardamos um retorno positivo do governo", complementa José Ricardo.

A Secretaria de Educação de Pernambuco informa que recebeu a proposta, assim como outras entidades apresentaram também sugestões de datas. Afirma também que o plano de retomada das atividades educacionais está sendo elaborado.

Proposta das escolas privadas

1ª etapa - 21 de julho
Turmas da educação infantil (2, 3, 4 e 5), 1º ano do ensino fundamental, 9º ano do ensino fundamental e as três séries do ensino médio

2ª etapa - 28 de julho
Turmas do 2º ao 5º ano do ensino fundamental

3ª etapa - 4 de agosto
Turmas do 6º ao 8º ano do ensino fundamental

Por Margarida Azevedo
Jornal do Commercio

Aumento do nível do São Francisco volta a alagar barracas em Pão de Açúcar

 


Semelhante ao que aconteceu no final do ano passado, e que foi noticiado pelo site Alagoas na Net, a elevação do nível do Rio São Francisco provocou mais uma vez o alagamento de barracas que ficam às margens no município de Pão de Açúcar, no médio Sertão de Alagoas.

Imagens obtidas pela reportagem mostram cenas que foram registradas nesta quinta-feira (3), quando proprietários de alguns estabelecimentos se depararam com o local totalmente tomado pelas águas do Velho Chico.

Aumento da vazão

No último dia 29 de junho, a Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf) elevou a vazão da Usina Hidrelétrica de Xingó (AL/SE) para 1.800 m³/s. A ação atende ao cronograma emitido pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).

No dia 25, a vazão defluente média diária foi elevada de 1.100 para 1.300 m³/s. No dia 26, passou para 1.500 m³/s, chegando aos atuais 1.800 m³/s, devendo permanecer nessa média até nova reavaliação.

Este aumento ocorreu para atender ao Sistema Interligado Nacional (SIN), considerando a recuperação dos níveis de armazenamento dos reservatórios da Bacia do São Francisco. Atualmente, o lago de Sobradinho (BA) está com 87,58% de sua capacidade e Itaparica (PE) com 84,86%.

Por Alagoas na Net

Covid-19: MPPE alerta que deve prevalecer a Lei Estadual no que for mais protetiva à saúde do que a Lei Federal

Uso de máscaras de proteção permanece obrigatório em Pernambuco, em todos os espaços públicos e privados acessíveis ao público

O advento da Lei Estadual nº 16.918, de 18 de junho de 2020, que determina a obrigatoriedade do uso de máscaras no Estado de Pernambuco, aliada às notícias chegadas ao Ministério Público do Estado de Pernambuco (MPPE) da desobediência das medidas restritivas do combate à proliferação do contágio pela Covid-19, especialmente quanto à aglomeração de pessoas e ao uso obrigatório de máscaras, fez com que o procurador-geral de Justiça, Francisco Dirceu Barros, expedisse Recomendação para que os membros do MPPE alertem os prefeitos em suas Comarcas quanto a necessidade de realizar campanha de conscientização para o uso obrigatório de máscaras. Além da autuação dos infratores no art. n.º 268 do Código Penal, em caso de descumprimento.

Após a edição da norma estadual, foi sancionada a Lei Federal nº 14.019, de 2 de julho de 2020, que altera a Lei Federal n.º 13.979, de 6 de fevereiro de 2020, para dispor sobre a obrigatoriedade do uso de máscaras de proteção individual para circulação em espaços públicos e privados acessíveis ao público, em vias públicas e em transportes públicos, sobre a adoção de medidas de assepsia de locais de acesso público, inclusive transportes públicos, e sobre a disponibilização de produtos saneantes aos usuários durante a vigência das medidas para enfrentamento da emergência de saúde pública de importância internacional decorrente da pandemia da Covid-19.

Governo destinará R$ 500 milhões para proteger mata nativa da Amazônia


O Ministério do Meio Ambiente criou nesta sexta-feira (3) o Programa Floresta+ para valorizar quem preserva e cuida da floresta nativa do país. O projeto-piloto vai começar destinando R$ 500 milhões para conservação da Amazônia Legal. O programa conta com a participação do setor privado e de recursos de acordos internacionais.

"Esse é o maior programa de pagamento por serviços ambientais no mundo, na atualidade. Os R$ 500 milhões recebidos do Fundo Verde do Clima vão remunerar quem preserva. Vamos pagar pelas boas práticas e reconhecer o mérito de quem cuida adequadamente do meio ambiente", disse o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, em reunião virtual nesta sexta.

Podem participar do programa pessoas físicas ou jurídicas, de direito público ou privado, grupo familiar ou comunitário que, de forma direta ou por meio de terceiros, executam atividades de serviços ambientais em áreas mantidas com cobertura de vegetação nativa ou sujeitas à sua recuperação.

A conferência apresentou o programa Floresta+ para representantes do governo federal, dos estados da Amazônia Legal, além de instituições públicas, universidades, fundações, centros de inovação, doadores do Fundo Verde do Clima e de povos indígenas.
Cadastro Nacional

O Brasil conta com 560 milhões de hectares de floresta nativa no território brasileiro e o próximo passo do governo é criar o Cadastro Nacional de Serviços Ambientais e a regulamentar o pagamento por serviços ambientais, previstos no Código Florestal.

Dentre os serviços ambientais considerados essenciais estão o monitoramento, vigilância, combate a incêndio, pesquisa, plantio de árvores, inventário ambiental e sistemas agroflorestais para conservação e a proteção da vegetação nativa. Dentre os benefícios estarão a conservação da biodiversidade, a proteção do solo e das águas e a regulação do clima.

*Com informações do Ministério do Meio Ambiente

TSE adia prazos eleitorais de julho em 42 dias


O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) anunciou hoje (3) que todos os prazos previstos no calendário eleitoral para o mês de julho serão prorrogados em 42 dias. A medida foi feita para adequar as datas com as mudanças provocadas pela aprovação da emenda constitucional que adiou as eleições municipais para novembro em função da pandemia da covid-19.

Os 36 prazos que foram postergados para agosto envolvem restrições que impedem agentes públicos de fazerem contratações, aumentar despesas públicas, inaugurar obras, além das datas para o eleitor com deficiência pedir atendimento especial e para as convenções partidárias dos candidatos a prefeito, vice-prefeito e vereadores.

Em agosto, após o fim do recesso no Judiciário, novas alterações nos prazos dos meses seguintes do calendário eleitoral serão divulgadas pelo TSE.

Ontem (2), o Congresso Nacional promulgou a Emenda Constitucional 107, que adia as eleições municipais de outubro para novembro deste ano. Dessa forma, os dois turnos eleitorais, inicialmente previstos para os dias 4 e 25 de outubro, serão realizados nos dias 15 e 29 de novembro. O adiamento contou com o aval do TSE.

Por Agência Brasil

Leonardo Martins em encontro com FBC, garante obras e ações para Inajá e Manari


Com objetivo de buscar benefícios para a população por meio de emendas parlamentares e acelerar a liberação de recursos para diversas obras e ações em Inajá e Manari, o ex-prefeito de inajá Leonardo Martins(PP), esteve nesta sexta-feira( 03.07.2020), em Petrolina.

Leonardo se reuniu com o senador e líder do Governo Federal no senado, Fernando Bezerra Coelho(MDB). FBC confirmou com a presidência da CODEVASF, a perfuração de (15) poços artesianos no município de Inajá, através da ação do deputado estadual Antônio Coelho(DEM).

Leonardo aproveitou o encontro e solicitou ao senador, empenho junto ao Ministério dos Transportes para tratar sobre o asfaltamento da “Reta do Peba”. A rodovia liga Ibimirim à Inajá e Petrolândia.

A pedido do ex-deputado Claudiano Martins, Leonardo ainda tratou sobre a construção de uma barragem de grande porte no município de Itaíba, cujo projeto está pronto há anos e a construção vai beneficiar todos os moradores.

Leonardo ainda discutiu com FBC a destinação de equipamentos para sindicatos rurais dos municípios e a entrega de títulos de posse do INCRA para produtores assentados.

“O senador se colocou à disposição para ajudar os municípios nas demandas apresentadas. Ajudando as prefeituras, estaremos contribuindo com a melhoria da qualidade de vida da nossa população”, explicou Leonardo.

O bom relacionamento do ex-prefeito com as forças políticas de Pernambuco e nacionais, gera frutos para Inajá, Itaíba e Manari.

Por Assessoria

INSS prorroga antecipação do BPC e auxílio-doença até 31 de outubro


O governo federal publicou um decreto autorizando o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) a pagar antecipações de auxílios-doença e do Benefício de Prestação Continuada (BPC). A medida, publicada em seção extra do Diário Oficial da União (DOU) dessa quinta-feira (2), determina que as antecipações serão pagas até o dia 31 de outubro.

A Lei nº 13.982, que trata da autorização para antecipar o pagamento, estabeleceu o prazo de três meses, a partir de abril, para o pagamento de um salário-mínimo por mês para beneficiários do BPC e do auxílio-doença. A prorrogação publicada ontem tem por objetivo evitar a aglomeração de pessoas para atendimento presencial nas agências do INSS, em razão da pandemia do novo coronavírus (covid-19).

De acordo com o decreto, a concessão da antecipação do auxílio-doença no valor de um salário mínimo (R$ 1.045,00) se dará sem a realização de perícia médica. Para solicitar o benefício, o segurado deve anexar atestado médico junto ao requerimento, mediante declaração de responsabilidade pelo documento apresentado, por meio do portal ou aplicativo Meu INSS.

"O atestado médico deverá ser legível e sem rasuras e deverá conter as seguintes informações: assinatura e carimbo do médico, com registro do Conselho Regional de Medicina (CRM); informações sobre a doença ou a respectiva numeração da Classificação Internacional de Doenças (CID); e prazo estimado do repouso necessário", informou o INSS.

O INSS informou ainda que a concessão do auxílio-doença continuará considerando os requisitos necessários, como carência, para que o segurado tenha direito ao benefício. Caso o valor do auxílio doença devido ao segurado ultrapasse um salário mínimo, a diferença será paga posteriormente em uma única parcela.

No caso do BPC, o INSS disse que a antecipação do benefício será paga com base nos dados de inscrição no Cadastro Único do Governo Federal (CadÚnico) e no Cadastro de Pessoas Físicas (CPF).

"Além disso, para ter direito à antecipação, o requerente deve se enquadrar nas regras de renda relacionadas ao grupo familiar, que pode ser de até um quarto do salário-mínimo. Vale destacar que a antecipação do valor acima mencionado se encerrará tão logo seja feita a avaliação definitiva do requerimento de BPC", informou o INSS.

Por Agência Brasil

IF SERTÃO-PE Campus Floresta realiza Seminário sobre Agroecologia e Produção Orgânica


Nos dias 09 e 10 de julho o Instituto Federal do Sertão Pernambucano, Campus Floresta, realiza a primeira edição do Seminário do Núcleo de Estudos Agroecológicos e Produção Orgânica – I SENEAS: Semeando Agroecologia no Sertão Pernambucano. O evento é direcionado para produtores rurais, comerciantes, estudantes, pesquisadores, e pessoas interessadas em agroecologia e produção sustentável.

O I SENEAS será realizado de forma virtual, via Google Meet, e a programação é composta de mesas de conversa e palestras. As inscrições estão abertas e podem ser realizadas por meio da plataforma IF Eventos no endereço: https://ifeventos.ifsertao-pe.edu.br/public/event/247 . Fazem parte da programação temas como transição agroecológica, certificação de produtos orgânicos, logística de compra e venda, agroecologia e pesca artesanal, e controle de insetos. O evento poderá ser acessado a partir das 14h, do dia 09 de julho, no endereço: https://meet.google.com/kyc-ktiu-kco .

Economia e divulgação de técnicas de comercialização durante o período de isolamento social decorrente da pandemia mundial da Covid-19 também serão temas debatidos no I SENEAS, os produtores e comerciantes poderão se informar sobre as novidades em plataforma on-line para comercialização, logística de vendas e produção de orgânicos, além de dicas que facilitam a compra e venda de produtos orgânicos.

De acordo com a organização do evento o foco é a divulgação para produtores e consumidores sobre a possibilidade de uso de produtos saudáveis e livres de agrotóxicos, “atualmente por conta dos perímetros irrigados o sertão pernambucano tem aumentado o uso de defensivos químicos, enquanto muitos países estão retirando dos campos produtivos estes agentes químicos o Brasil vai na contramão, por isso a importância da realização deste evento, buscar a divulgação de tecnologias alternativas”, disse Luenda Sá, professora do IF Sertão-PE Campus Floresta e coordenadora do evento.

Após o I SENEAS haverá a emissão de certificados com carga horária total de 5h para os participantes inscritos para àqueles que acompanharem 75% da programação, ou certificado individual por palestra assistida.

Programação do I SENEAS:
--09 de junho--

14h às 14h30 - Palestra: Transição Agroecológica Palestra
Profº Antonio Roberto Mendes Pereira
Serviço de Tecnologia Alternativa - SERTA

14h30 às 14h59 – Palestra Certificação de Produtos Orgânicos
Profª Felizarda Viana Bebé
IF Baiano Campus Guanambi

15h às 15h29 - Palestra Agroecologia e Pesca Artesanal: Elaboração de Projeto Extrativista Sustentável e Orgânico

Profº Diogo Martins Nunes (UFRPE / UAST)

15h30 às 15h59 – Palestra Plataformas On-Line para Comercialização de Produtos Orgânicos
Profº Severino do Ramo de Paiva (IFPB Campus Monteiro)

16h às 16h30 –Mesa Redonda: Debate Agroecológico e mostra de vídeo com Guardiões de Sementes

--10 de julho--
14h às 14h29 – Palestra Controle de Insetos na Produção Orgânica
Engº Agrônomo Leandro Venturin
Terra do Futuro Consultoria e Planejamento Ambiental

14h30 às 14h59 – Palestra Logística de Produção e Venda de Orgânicos
Engº Agrônomo Júlio Militão dos Santos Neto
FRUTHORGANICA

15H –Palestra Bioconstrução na Agroecologia
Téc. Agropecuária Ricardo Diangele Scalco
Bioconstrução Guaraciaba

15h30 - Produção Orgânica: Do Campo a Mesa Uma Experiência de Produção
Produtor Engº Agrônomo Ismar José de Matos
Biosalitre Produtos Orgânicos

16h- Debate Agroecológico e mostra de vídeo com Guardiões de Sementes

Ministério Público de Pernambuco alerta que circulação de pessoas sem uso de máscaras é crime


Após terem chegado ao Ministério Público de Pernambuco (MPPE) notícias do desobedecimento da população das medidas restrititivas de combate à proliferação do contágio por Covid-19, especialmente quanto à alglomeração de pessoas e ao uso obrigatório de máscaras, o procurador-geral de Justiça, Francisco Dirceu Barros, recomendou aos membros do MPPE que alertem aos prefeitos de suas comarcas para que se realize uma campanha de conscientização para o uso obrigatório de máscaras.

O procurador-geral de Justiça lembrou que a Lei nº 16.918, de 18 de junho de 2020, determina a obrigatoriedade do uso de máscaras no Estado de Pernambuco. Ele ainda salienta que, mesmo após uma semana da campanha educativa, caso ainda persista a desobediência ao uso de máscaras, que se recomende à Polícia Militar de Pernambuco a autuação dos infratores nas tenazes do artigo 268 do Código Penal.

José Serra critica ação da Lava Jato em sua casa em SP: 'medidas agressivas e ilegais'


Denunciado pela força-tarefa da Operação Lava Jato em São Paulo por lavagem de dinheiro, o senador e ex-governador de São Paulo José Serra (PSDB) criticou, em nota à imprensa, a operação realizada pela Polícia Federal e o Ministério Público Federal (MPF) nesta sexta-feira (3), afirmando que a busca e apreensão realizada em sua residência foram "medidas invasivas e agressivas".

Serra também afirmou acreditar na Justiça e e disse que todos os atos de sua vida pública foram com base "na licitude e na integridade". (veja, abaixo, a íntegra da nota do senador sobre o caso).

Nesta manhã, a PF fez buscas na casa em que ele e a filha Verônica Allende Serra, que também foi denunciada, moram em Alto de Pinheiros, Zona Oeste da capital paulista. Segundo os investigadores, os agentes foram recebidos apenas pela ex-mulher de Serra, Mônica. No local foram apreendidos pen-drives, HDs e computadores.

Serra, que tem 78 anos, foi eleito governador do estado no pleito de 2006, tendo assumido e governado de 1º de janeiro de 2007 até abril de 2010. Ele não estava no local no momento da operação.

Em nota divulgada à imprensa por meio de sua assessoria, Serra afirmou ainda que a operação, "em meio à uma pandemia", é "desarrazoada".

"A operação realizou busca e apreensão com base em fatos antigos e prescritos e após denúncia já feita, o que comprova falta de urgência e de lastro probatório da acusação", disse Serra na nota.

Veja a íntegra da nota de José Serra sobre a operação e a denúncia:

"Causa estranheza e indignação a ação deflagrada pela Força Tarefa da Lava Jato de São Paulo na manhã desta sexta-feira (3) em endereços ligados ao senador José Serra. Em meio à pandemia da Covid-19, em uma ação completamente desarrazoada, a operação realizou busca e apreensão com base em fatos antigos e prescritos e após denúncia já feita, o que comprova falta de urgência e de lastro probatório da acusação.

É lamentável que medidas invasivas e agressivas como a de hoje sejam feitas sem o respeito à Lei e à decisão já tomada no caso pela Suprema Corte, em movimento ilegal que busca constranger e expor um senador da República.

O senador José Serra reforça a licitude dos seus atos e a integridade que sempre permeou sua vida pública. Ele mantém sua confiança na Justiça brasileira, esperando que os fatos sejam esclarecidos e as arbitrariedades cometidas devidamente apuradas".

Acusação

Segundo o Ministério Público Federal, a Odebrecht pagou a Serra cerca de R$ 4,5 milhões entre 2006 e 2007, supostamente para usar na sua campanha ao governo do estado de São Paulo; e cerca de R$ 23 milhões, entre 2009 e 2010, para a liberação de créditos com a Dersa, estatal paulista extinta no ano passado.

Os procuradores concluíram que houve lavagem de dinheiro usando a técnica "follow the money" ("siga o dinheiro", em tradução livre).

A denúncia diz que Serra e a filha Verônica Allende Serra praticaram lavagem de dinheiro de obras do Rodoanel Sul no exterior de 2006 a 2014.

O atual senador não vai responder a crimes atribuídos a ele até 2010, como corrupção, por exemplo, porque tem mais de 70 anos e os crimes prescreveram – o tempo de prescrição cai à metade quando a pessoa tem mais de 70 anos.

O tucano, entretanto, responderá por supostos crimes de lavagem de dinheiro que ocorreram após essa data, e que, segundo o MPF, foram cometidos até 2014. Segundo a denúncia, a cadeia de transferência e ocultação do dinheiro ocorreu de 2006 a setembro de 2014 e foi controlada pela filha Verônica.

Em nota, a Odebrecht diz colaborar com a Justiça. “A Odebrecht, hoje comprometida com atuação ética, íntegra e transparente, colabora com a Justiça de forma permanente e eficaz para esclarecer fatos do passado”.

Veja quem foi denunciado

José Serra: hoje senador, ex-governador de SP foi denunciado duas vezes por lavagem de dinheiro
Verônica Allende Serra, filha de Serra, foi denunciada duas vezes por lavagem de dinheiro.

Como funcionou o esquema, segundo o MPF

No fim de 2006, conforme apontado na denúncia, Serra – que ainda não era governador de SP – solicitou ao executivo da Braskem Pedro Novis, que intermediava a relação com a Odebrecht e hoje é colaborador da Justiça, o pagamento de R$ 4,5 milhões e pediu para receber o montante não no Brasil, mas no exterior, por meio da offshore Circle Techincal Company, indicada pelo empresário José Pinto Ramos, amigo do tucano por anos.

Ainda de acordo com a operação, Ramos e Verônica constituíram empresas no exterior, ocultando seus nomes, e por meio delas receberam os pagamentos que a Odebrecht destinou a Serra. Ramos é citado como responsável pela operação das transferências, mas não foi denunciado pelo MPF porque tem mais de 70 anos e os crimes atribuídos a ele também prescreveram.

O MPF ainda afirma que Ramos e Verônica realizaram transferências para dissimular a origem dos valores e os mantiveram em uma conta de offshore controlada pela filha de Serra, de maneira oculta, até o final de 2014, quando os valores foram transferidos para outra conta de titularidade oculta, na Suíça. O MPF obteve autorização na Justiça Federal para o bloqueio de cerca de R$ 40 milhões em uma conta no país europeu.

Por G1 SP — São Paulo

Entrevista: veja as prioridades de Renato Feder como ministro da Educação


Prestes a ser confirmado como novo ministro da Educação pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) nesta sexta-feira (3/7), Renato Feder conversou com o Correio sobre os pontos que considera mais importantes para receber o aval do chefe do Executivo após uma sequência de escândalos envolvendo os ministros anteriores.

Antes da nomeação de Carlos Decotelli, que acabou anulada pelo presidente da República, Feder era o mais cotado a suceder Abraham Weintraub no Ministério da Educação (MEC). Atual secretário de Educação do Paraná, o economista enfatizou a intenção de restabelecer o diálogo com as secretarias de educação e colocou a votação do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) no Congresso Nacional como prioridade. Veja os principais pontos da entrevista, realizada na semana passada, após encontro entre Feder e Bolsonaro.

Após tantas polêmicas com o Ministério da Educação, quais os desafios ao próximo ministro que comandará a pasta?

Eu prefiro sempre falar de futuro. O que me cabe é falar de um possível futuro. O desafio do MEC é dialogar, construir com as universidades e com as secretarias estaduais e municipais um bom suporte. O que uma secretária ou uma universidade precisa? Obviamente, além da parte financeira, é de uma ferramenta de tecnologia, de parcerias, de boas práticas pedagógicas, de formação de professores? Por exemplo, o Brasil tem 150 mil escolas públicas, então temos 150 mil diretores de escolas públicas. Que tipo de apoio esses gestores precisam e que tipo de apoio técnico-pedagógico é necessário? E fornecer isso. Esse é o grande desafio.

Como foi o primeiro encontro com o presidente Jair Bolsonaro?

Foi uma conversa principalmente sobre educação. O presidente Bolsonaro quer muito que o Brasil se torne uma potência em educação. Ele visitou o Japão, Taiwan, Singapura, conversamos sobre educação nesses países e quais os caminhos para o Brasil chegar lá. Eu contei um pouquinho do que estamos fazendo no Paraná. Lá a educação está indo muito bem, mesmo durante a quarentena. Estamos com aulas virtuais pela televisão e pelo celular, sempre aulas gratuitas. Os alunos assistem às aulas na televisão e fazem as atividades propostas no celular. E, pelo celular, ele também fala com professor dele, com os colegas e posta as lições de casa. Está funcionando bem. Temos 1 milhão de alunos lá e as aulas ocorrem normalmente todos os dias.

Bolsonaro se interessou pelo projeto?

O presidente ficou muito interessado e quis saber se é possível fazer isso para o Brasil todo. Eu comentei que sim, é possível, obviamente com muito diálogo com as secretarias municipais e estaduais. Sempre dialogando e vendo a necessidade de cada secretaria. Porque o MEC praticamente não tem alunos na educação básica. A grande maioria dos alunos está nas secretarias municipais e estaduais, então o grande papel do MEC para nos tornarmos um país desenvolvido em educação, que esteja no topo do ranking, é construir junto a quem tem os alunos e os professores, ou seja, apoiar essas secretarias.

Quais outras medidas o senhor considera essenciais agora para o MEC? Está incluso um plano para tratar do ensino na pandemia?

Sim, o presidente se preocupou com isso. Conversamos também sobre o Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica), que é muito importante a aprovação no Congresso. É um fundo em que os recursos federais vão para a educação pública, nos estados e municípios. Outra preocupação do presidente é o retorno às aulas. De saber como foi o retorno nos outros países, como ajudar os município e estados, qual o protocolo a seguir que minimiza o risco de contaminação de toda a comunidade escolar, o respeito ao momento correto de cada localidade do Brasil de retornar. Tudo isso o presidente está preocupado e querendo ver como o ministério pode ajudar as secretárias.

Em meio à pandemia, fala-se em um gasto maior das secretarias de educação com alimentação e uma possível ajuda com pacotes de dados de internet para viabilizar o ensino remoto a estudantes da rede públiva. Como o governo deve tratar isso?
Continua depois da publicidade

No geral, o orçamento na educação, mesmo durante a pandemia, não precisa aumentar. Porque existem economias, como o transporte escolar e a limpeza da escola, que não precisaram ser feitos. Já a merenda é focada nos estudantes que mais precisam. No Paraná, por exemplo, dos 1 milhão de estudantes da rede pública, a merenda é distribuída para os 200 mil que mais precisam. Sobre as novas tecnologias, elas não são caras. Para se montar uma estrutura de tecnologia, a escala permite se fazer isso com um custo muito econômico. Tem muitas ferramentas gratuitas que usamos da Google, da Microsoft, então não precisa de um gasto grande. É óbvio que o MEC deve fazer, sendo necessário, esse aporte neste momento de pandemia. Com certeza é papel do MEC fazer esse investimento e o presidente entende que o recurso para a educação sempre vai ser realizado respeitando o orçamento.

O ex-ministro Abraham Weintraub fazia ataques recorrentes a universidades e institutos federais. Qual a sua visão sobre o papel do MEC em relação a essas instituições?

A visão é que o MEC deve apoiá-las. As universidades têm a independência, que é muito importante. O papel das universidades é formar bons arquitetos, bons engenheiros, bons pedagogos, bons cientistas, isso em todas as profissões. O conteúdo precisa ser passado, esse é o papel das universidades e ao MEC cabe o papel de auxiliar nisso. Ver o que está dando certo e o que a universidade precisa para que ela sempre possa melhorar, crescer e dar um aprendizado melhor para os jovens que estudam lá. O MEC tem de construir com a universidade sempre e auxiliar no que ela entende ser necessário para que o aprendizado seja melhor.

A inadimplência nas escolas particulares cresceu e muitas instituições particulares estão decretando falência. Qual a perspectiva que esse setor pode ter?

As escolas particulares têm de ter a liberdade de escolher as suas aulas remotas. Foi isso que funcionou no Paraná. E também o Conselho Nacional de Educação decidiu que as aulas à distância são válidas e cada escola particular tem de achar a melhor solução virtual para seus alunos e para a satisfação dos seus pais. No Paraná, tivemos um grande aumento de matrículas na rede estadual. Os pais saíram da rede privada e foram à rede pública, mas os relatos que temos é que não foi somente por uma questão financeira, mas por causa da qualidade da educação pública também. São 9 mil novos estudantes no Paraná matriculados na rede pública que não estavam no começo da pandemia, majoritariamente pela qualidade da educação pública virtual.

Há expectativa de um auxílio financeiro para as escolas particulares?

Não existe uma conversa nesse sentido de auxílio às instituições privadas. O foco maior é a educação pública, obviamente dando liberdade para o mercado, para as escolas conseguirem dar o atendimento aos pais que optarem pelas escolas particulares.

Por Correio Braziliense

Bolsonaro confirma Renato Feder, secretário do Paraná, para assumir Ministério da Educação


O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) convidou o secretário de Educação do Paraná, Renato Feder, para comandar o Ministério da Educação após a dupla polêmica da saída de Abraham Weintraub e da desistência de Carlos Decotelli. Antes de Carlos Decotelli ser anunciado, na semana passada, Feder chegou a ser um dos mais cotados para chefiar o ministério.

Na ocasião, pesou contra o seu nome o fato de ele ter sido um dos principais doadores da campanha de João Doria ao governo de São Paulo, em 2018. Nesta semana, após Decotelli pedir demissão do cargo, o secretário do Paraná voltou a se mexer. Feder telefonou para o ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, falando sobre seu interesse em ser ministro.

O empresário também buscou contato com Olavo de Carvalho por meio de alunos do escritor, mas o considerado guru ideológico do governo não deu retorno a ele, segundo aliados. Além de Feder, Anderson Correia, atual reitor do ITA (Instituto Tecnológico de Aeronáutica), foi sondado por assessores de Bolsonaro e enviou o currículo para análise, mas não teve resposta positiva do governo.

Outros nomes também fora cotados. Entre eles, o ex-assessor do Ministério da Educação Sérgio Sant'Ana e o conselheiro do CNE (Conselho Nacional de Educação) Antonio Freitas, que é pró-reitor na FGV e cujo nome aparecia como orientador do doutorado não realizado por Decotelli.

Por Folhapress

Boletim desta sexta [03/07]: Com mais 100 mortes, Pernambuco passa de 5 mil óbitos por Covid-19


Pernambuco confirmou, nesta sexta-feira (3), mais cem mortes pela Covid-19 e, com isso, o estado chegou a 5.068 óbitos pela doença. Também foram registrados 1.243 novos casos de pacientes com o coronavírus, totalizando 62.362 confirmações desde o começo da pandemia, em março.

O estado ultrapassou a marca de 4 mil mortes pela doença no dia 17 de junho. Pernambuco superou os 3 mil óbitos no dia 3 de junho. A marca de 2 mil mortes foi atingida no dia 22 de maio. As mil mortes foram ultrapassadas no dia 10 de maio.

A mortes confirmadas pela Secretaria Estadual de Saúde (SES) no boletim desta sexta-feira (3) foram registradas desde o dia 4 de maio. A maior parte, que são 67 óbitos, ocorreu até o dia 29 de junho. As outras 33 foram de pacientes que faleceram nos últimos três dias.

Dos 1.243 novos casos do boletim divulgado pela SES, 1.114 são casos leves, ou seja, pacientes que não precisaram ser internados e que estavam na fase final da doença ou já curados. Outros 129 foram contabilizados como Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag).

Ao todo, Pernambuco dos 62.362 casos já confirmados, 19.908‬ são pacientes considerados graves e 42.454, leves.

Por G1 PE

Bate papo do presidente Bolsonaro com apoiadores na manhã desta sexta (03/07); assista ao vídeo


Em conversa com apoiadores - na manhã desta sexta-feira (03/07/2020) - o presidente Jair Bolsonaro falou sobre CNH para 10 anos, Executivo x Legislativo e mais!

Assista abaixo!


O presidente Jair Bolsonaro afirmou na manhã desta sexta-feira (3/07) que o Senado deve aprovar a nova Carteira Nacional de Habilitação (CNH) com validade de 10 anos. A fala ocorreu durante conversa com apoiadores na saída do Palácio da Alvorada. “Está conversado com Davi Alcolumbre aprovar. Talvez até hoje”, apontou.

O chefe do Executivo completou: “Passa de 10 em 10 anos até 50 anos de idade. Eu havia proposto 65, mas tudo bem. A gente vê no futuro. E o número de pontuação na carteira que vai atingir sim os caminhoneiros, de 20 para 40 pontos”.

Após uma apoiadora comentar que a medida era uma promessa do presidente, Bolsonaro rebateu: “Não é promessa. A gente tem ideias. Durante a pré campanha eu dizia que não basta eu querer, depende do parlamento. Então levou 6, 7 meses, está nascendo o projeto. Então chegando pra gente, sanciona imediatamente”.

Blog de Assis Ramalho
Informação e vídeo: Canal You-Tub Foco Brasil

Petrolândia: Blog de Assis Ramalho parabeniza os aniversariantes amigos do Facebook desta sexta-feira, 03 de julho; veja lista

A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas sorrindo

Mudam de idade hoje (Sexta-feira 03 de julho de 2019) e queremos aqui dedicar este dia especial a Luciana Caú Lu Cau, Marcilene Lisbôa de Morais , Socorro Souza, Allana Tereza , Marquinhos do Gaz, Edna Ferreira , Ligia Carla da Silva, Edson Eraldo, Italo Olavo, Marcus Quidute e Ednaldo Alves Bedor

Veja abaixo fotos de aniversariantes de hoje que compõe o Grupo dos 5 mil amigos de Facebook do Blog de Assis Ramalho

Com digitalização de salas de aula, pandemia acentua exclusão escolar


Em relatório divulgado na última semana de junho, a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) informou que 40% de um grupo de mais de 200 países não têm como oferecer apoio a estudantes no ensino a distância, durante a pandemia. Na descrição sobre o Brasil, foram feitas observações quanto a escolas que aprovam estudantes que não assimilaram de fato os conteúdos e a barreiras enfrentadas pela parcela negra, definidas como “legado de oportunidades limitadas de educação”.

Em abril, o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e o Programa Mundial de Alimentação (PMA) estimaram que cerca de 370 milhões de crianças poderiam ficar sem merenda, como resultado do fechamento das escolas ao longo da crise sanitária. Os números mostram como alunos socialmente vulneráveis acabam enfrentando mais obstáculos no contexto atual. Agora, a exclusão escolar se amplia com a falta de acesso à internet. Apesar de ser adotada pelas redes públicas de ensino, como forma de garantir que os estudantes possam dar continuidade aos estudos, a ferramenta não está ao alcance de todos, que precisam utilizá-la para complementar materiais impressos, assistir a aulas online, resolver exercícios ou manter contato com os professores.

Em algumas unidades federativas, como o Distrito Federal, a volta às aulas já foi anunciada.

O governo estadual de São Paulo programou o retorno das aulas presenciais para 8 de setembro Na primeira etapa, a ocupação das salas de aula deve ser de, no máximo, 35%. Até que todos os alunos possam voltar, a orientação é de que acompanhem as aulas remotas, a partir da plataforma virtual Centro de Mídias SP, e se cadastrem para ter acesso gratuito à internet, possível por meio de aplicativo.
Percepção dos estudantes

Para a médica Talita Amaro, que coordena o cursinho pré-vestibular popular Mafalda, vinculado à Associação Beneficente Meraki, o que as secretarias municipais e estaduais de Educação estão oferecendo aos estudantes não pode ser classificado como ensino a distância, porque ele pressupõe a existência de uma "construção do conhecimento em fases". Em um levantamento do qual participaram 192 alunos matriculados, a organização do cursinho apurou que 48% têm aulas regulares (ensino médio ou técnico) e exercícios online, 16% apenas algumas disciplinas ou exercícios online e 3% não têm nem aulas, nem exercícios disponibilizados pela escola. Outro dado importante é que 67% declararam que não têm aprendido tanto em ambiente virtual quanto presencialmente.

As maiores dificuldades citadas foram concentração e disciplina (74%), privacidade (51%), cumprir a carga horária (44%) e cansaço com a rotina de aulas pela internet (43%). A dependência dos recursos tecnológicos e o distanciamento dos educadores foram fatores indicados como negativos pela maioria dos entrevistados - 75% e 96%, respectivamente.

"O ensino a distância tem estrutura pedagógica específica. Você não chega simplesmente, dá uma aula para o aluno e acha que aquilo substitui qualquer outra atividade. É um ensino progressivo. Toda vez que você se matricula em um curso online, ele tem uma estrutura preconcebida, que foi pensada no seu desenvolvimento. Então, você inicia com texto-base, faz algumas atividades avaliativas, assiste a aula, mas tem, constantemente, um feedback", afirma.

Kayume da Silva, de 26 anos, concluiu o ensino médio em 2013, com supletivo. Sua avó materna não teve a oportunidade de estudar e sua mãe completou apenas a 4ª série do ensino fundamental. Atualmente, a jovem, que é mãe de três filhos, diz que é difícil conciliar cuidados domésticos com a maternidade e uma rotina de estudos.

Seu plano é ter o diploma de um curso técnico em gestão pública que, para ela, pode ser um atalho para ingressar no mercado de trabalho. Atualmente, ela é uma das alunas matriculadas no cursinho pré-vestibular da Rede Emancipa, movimento social de educação popular com unidades em todo o Brasil.

"Gosto de estudar na parte da tarde, mas ontem, por exemplo, vi que tinha de lavar roupa, fazer almoço. Quando vi, estudei muito pouco. Tenho uma filha de 4 anos e isso me atrapalha muito. Não consigo estudar três, quatro, cinco horas, focar", conta Kayume.

Para a universitária Heloisa Ramos, que cursa química industrial e dá aulas no cursinho da Rede Emancipa desde 2018, é bastante perceptível a quantidade de desistência de alunos. As turmas, segundo ela, reuniam cerca de 400 pessoas matriculadas, número que já chegou a cair para 15 com a pandemia. Durante os intervalos das aulas, que duravam 50 minutos e eram dadas quinzenalmente, aos sábados, ela tirava dúvidas das turmas. Hoje, as aulas ocorrem uma vez por semana. Na sexta-feira, Heloisa abre um espaço para que os alunos tirem dúvidas sobre a matéria dada.

"Se antes da pandemia já existia evasão, com ela é uma coisa absurda. A gente perguntou a eles: o que está acontecendo? É por causa da plataforma? É a forma? É por falta de acesso à internet? As respostas foram variadas. Muitos trabalham no horário das aulas, outros têm um pacote de dados que não permite que possam participar de tantas lives [transmissões ao vivo], além de dificuldades financeiras, porque muita gente perdeu o emprego e não tinha como pagar pela internet, tinha familiares doentes. Não há somente a questão financeira, mas também a psicológica e, para os alunos periféricos, isso se agrava muito mais", acrescenta.

"No cursinho tem muito aluno do ensino médio, mas também gente que já saiu da escola há muitos anos ou que veio da EJA, Educação de Jovens e Adultos. São alunos que têm muitas dificuldades. Então, às vezes, a gente está falando de um assunto que o aluno nunca viu na vida, ele fica desesperado, acaba desanimando e desiste", afirma.
Distribuição de materiais

Minas Gerais foi um dos pontos do país onde a exclusão escolar pela falta de internet ficou mais patente. Nas redes sociais, uma professora de escola pública do estado comentou que as apostilas do Plano de Estudo Tutorado (PET), feitas no âmbito do Regime de Estudo Não Presencial, parecem ter sido preparadas às pressas e sem esmero. Em uma das postagens, que teve milhares de visualizações, a docente questiona, entre outros aspectos, como os alunos terão condições de fazer os exercícios, se muitos deles dependem de links que direcionam a páginas da web.

A Secretaria Estadual de Educação de Minas Gerais garantiu que distribuiria uma versão impressa das apostilas aos alunos que não tivessem conexão de internet em casa. A pasta lembrou que as apostilas são utilizadas como "guia para nortear as atividades", e não como são livros didáticos". A professora, por sua vez, criticou a qualidade do material e ressaltou que somente se sentiu segura de dar as aulas com algo produzido por ela mesma.

Procurada pela reportagem, a secretaria ressaltou que também está transmitindo teleaulas no programa “Se Liga na Educação”, que vai ao ar pela Rede Minas e pela TV Assembleia, e que disponibilizou o aplicativo Conexão Escola, que inclui um chat para interação aluno-professor. "Mais de 97% dos estudantes da rede estadual de ensino tiveram acesso, seja virtualmente ou de forma impressa, aos planos de Estudos Tutorados. O aplicativo Conexão Escola já contabiliza mais de 1,2 milhão de downloads na loja virtual. Já o programa Se Liga na Educação chega a cerca de 1,4 milhão de alunos por TV aberta. A média diária de visualizações no Youtube da Rede Minas, que também transmite o conteúdo do programa, chega a 700 mil visualizações por dia", informou a secretaria em nota.

O Ministério da Educação lançou uma página para divulgar informes sobre as medidas tomadas durante a pandemia.
  
Por Agência Brasil

Petrolândia: É AMANHÃ! Com participação da prefeita Jane, Revista Turismo na Serra realiza live com o tema Planejamento da retomada do turismo no município


Amanhã o bate papo será com Jane Souza - prefeita de Petrolândia. Fiquem ligados que será às 16h no Instagram @turismonaserra contamos com a participação de todos!

Da Redação do Blog de Assis Ramalho
Informação: Assessoria de Comunicação da Revista Turismo na Serra

Homem mata namorada durante briga em SP; arrependido chama amiga para reanimá-la


Um homem de 38 anos foi preso suspeito de matar a namorada, Stephanie Oliveira Barbosa, de 28, em Praia Grande, no litoral de São Paulo. Segundo apurado pelo G1, a morte da jovem aconteceu após uma briga entre o casal. O caso, registrado a princípio como morte suspeita, será investigado como feminicídio, já que a vítima foi esganada. Após matá-la, o suspeito teria se arrependido e chamado uma amiga, da área da saúde, para reanimá-la.

De acordo com a Polícia Civil, o suspeito foi preso nesta quinta-feira (2). Segundo informações do boletim de ocorrência, policiais militares foram até o local após serem acionados e encontraram a vítima já sem vida, dentro da própria casa. No apartamento, estava o rapaz e uma amiga da jovem, que foi chamada por ele para ajudá-lo a tentar reanimar a namorada, que trabalhava na área da saúde.

Em entrevista ao G1, a delegada titular da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Praia Grande, Lyvia Bonella, explicou que, no dia da morte, os policiais ouviram vizinhos e amigos de Stephanie. Nenhum dos vizinhos do apartamento escutou qualquer discussão, mas o irmão da jovem, que morava junto com ela, relatou que, no dia anterior à morte dela, o casal havia brigado.

O irmão da vítima estava na residência junto com o casal, mas deixou a casa na manhã da morte da jovem para ir ao trabalho. Ele teria saído meia hora antes, e no momento da morte, os dois ficaram sozinhos no apartamento. Com a chegada da polícia, o próprio suspeito alegou que fez massagem cardíaca para tentar reanimá-la.


O corpo de Stephanie foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML), onde foi comprovada a causa da morte. "O médico legista disse que foi uma morte por asfixia mecânica, por esganadura. Como tem imagens dele [suspeito] subindo ao apartamento junto com a vítima, e como houve briga, tudo leva a crer que ele é o autor do crime, é o principal suspeita do caso", reitera a delegada.

"O mais curioso é que esse suspeito informou que, quando encontrou a vítima, em vez de chamar o Samu, chamou uma amiga dela que era da área da saúde. Algumas situações geraram estranheza. Foram alguns rastros que ele foi deixando [que encaminharam a investigação]", complementa a delegada.

Com o andamento das investigações e o resultado do laudo, foi pedida a prisão temporária do namorado da vítima. Apesar disso, as investigações vão continuar, e a inspeção nos celulares dos envolvidos será o próximo passo para entender como tudo ocorreu na manhã da morte da jovem, já que foram encontradas mensagens enviadas do celular dela para amigas, como se ela estivesse passando mal.

Ainda segundo a Polícia Civil, foram encontrados remédios na casa, e será apurado se eles foram utilizados para dopá-la, de forma que os vizinhos não escutassem nenhum barulho.

Relacionamento abusivo

Uma amiga de Stephanie, que preferiu não se identificar, contou ao G1 que já sabia que o relacionamento entre os dois era abusivo. Ela relata que a colega havia comentado sobre o namoro deles uma vez e um comportamento estranho da parte dele.

"Eu fui muito crítica com ela, e a partir desse momento ela nunca mais me contou mais nada sobre os dois", relatou a amiga. O comportamento dele já foi denunciado por uma outra vítima, que registrou um boletim de ocorrência o acusando de violência doméstica.

Ainda segundo a Polícia Civil, o suspeito parecia manter relacionamento com a ex-mulher, que tem um filho dele e está grávida de cinco meses. Apesar da informação, a polícia ainda apura para entender como era a relação do casal e se o antigo relacionamento motivou ou não a discussão.

Por G1 Santos SP

Bolsonaro veta uso de máscara obrigatória no comércio e templos

Bolsonaro sanciona, com vetos, lei que obriga uso de máscaras em locais públicos pelo país. Presidente alegou 'violação de domicílio' para vetar a obrigatoriedade de máscaras em estabelecimentos comerciais, industriais, templos religiosos e demais locais fechados em que haja reunião de pessoas.

O presidente Jair Bolsonaro sancionou, com vetos, a lei que obriga o uso de máscaras em espaços públicos, transportes públicos como táxis, carros de aplicativos, ônibus, aeronaves e embarcações fretadas. A sanção foi publicada na madrugada desta sexta-feira (3) no Diário Oficial da União.

Bolsonaro vetou, porém, a obrigatoriedade do uso de máscaras em órgãos e entidades públicos e em estabelecimentos comerciais, industriais, templos religiosos e demais locais fechados em que haja reunião de pessoas. O presidente argumentou que o trecho “incorre em possível violação de domicílio".

Os estabelecimentos também não serão obrigados a fornecer máscaras gratuitamente aos funcionários.

O presidente vetou, ainda, o trecho que obrigava o poder público a fornecer máscaras à população vulnerável economicamente.

Bolsonaro também excluiu do texto a proposta do Congresso que agravava a punição para infratores reincidentes ou que deixassem de usar máscara em ambientes fechados.

O projeto foi aprovado na Câmara dos Deputados no dia 9 de junho, após voltar do Senado com algumas mudanças.

O texto prevê multa a quem descumprir a medida, mas o valor será definido pelos estados e municípios.

Diversos governos locais têm adotado o uso obrigatório de máscara em locais públicos. Não havia, contudo, uma lei nacional sobre o tema. O uso é recomendado pelas autoridades de saúde como uma das formas de evitar a disseminação do novo coronavírus.

Autoridades já descumpriram normas locais

Autoridades como o próprio presidente da República, no entanto, têm aparecido em público sem usar máscara. No Distrito Federal, onde decreto local já exigia o uso da máscara, o presidente apareceu sem em várias ocasiões. O caso foi para a Justiça, que nesta semana, após a Advocacia-Geral da União recorrer da decisão, derrubou liminar que obrigava Bolsonaro a usar o acessório.

Nesta quinta-feira (2), o governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB), fez uma visita a uma UPA e também foi flagrado sem usar máscara de proteção.

Por G1

Lava Jato denuncia José Serra por lavagem de dinheiro e PF cumpre mandado de busca contra o ex-governador


A força-tarefa da Operação Lava Jato em São Paulo denunciou o senador e ex-governador de São Paulo José Serra (PSDB) por lavagem de dinheiro. A Polícia Federal começou a fazer, no início da manhã desta sexta-feira (3), buscas contra ele em uma nova fase da operação.

O G1 ligou para a assessoria de Serra às 7h27, mas a ligação não foi atendida. A reportagem também tentou contato com a assessoria do PSDB.

De acordo com a denúncia, Serra usou o cargo de governador entre 2006 e 2007 para receber da Odebrecht pagamentos indevidos em troca de benefícios relacionados às obras do Rodoanel Sul.

Segundo a força-tarefa, a Odebrecht pagou milhões de reais por meio de uma rede de empresas no exterior, para que o real beneficiário dos valores não fosse detectado pelos órgãos de controle.

Ainda de acordo com a operação, o empresário José Amaro Pinto Ramos e Verônica Serra, filha do ex-governador, constituíram empresas no exterior, ocultando seus nomes, e por meio delas receberam os pagamentos que a Odebrecht destinou ao então governador de São Paulo.

O MPF afirma que Ramos e Verônica realizaram transferências para dissimular a origem dos valores, e os mantiveram em uma conta de offshore controlada, de maneira oculta, por Verônica Serra até o final de 2014, quando foram transferidos para outra conta de titularidade oculta, na Suíça. O MPF obteve autorização na Justiça Federal para o bloqueio de cerca de R$ 40 milhões em uma conta no país.

Na operação desta sexta, a PF cumpre 8 mandados de buscas e apreensão em São Paulo e no Rio de Janeiro.

A denúncia é uma das etapas das investigações. Após ela ser apresentada, a Justiça decide se a aceita ou não. Posteriormente, se aceitar, decide se condena ou absolve os réus.

Por G1 SP — São Paulo

Auxílio Emergencial: Caixa credita benefício a 6,8 milhões de trabalhadores nesta sexta; veja quem recebe

Imagem de: Auxílio Emergencial: governo confirma pagamento de mais 2 parcelas

A Caixa Econômica Federal (CEF) credita nesta sexta (3) o Auxílio Emergencial a mais 6,8 milhões de beneficiários, todos fora do programa Bolsa Família.

Veja quem recebe:

*5,2 milhões de trabalhadores do primeiro lote (que receberam a 1ª parcela até 30 de abril), nascidos em setembro e outubro, recebem a terceira parcela

*1,4 milhão de trabalhadores do segundo lote (que receberam a 1ª parcela entre os dias 16 e 29 de maio), nascidos em setembro e outubro, recebem a segunda parcela

*200 mil novos aprovados, nascidos em setembro e outubro, recebem a primeira parcela

Os recursos serão liberados em um primeiro momento por meio da poupança social digital, de maneira escalonada, conforme o mês de aniversário do trabalhador, para pagamento de contas, boletos e compras por meio do cartão de débito digital. Saques e transferências serão liberados em datas posteriores (veja ao final da reportagem os calendários de crédito e saque)

>>Veja o calendário completo de pagamentos do auxílio emergencial de R$ 600
>>Tira dúvidas sobre o Auxílio Emergencial
>>SAIBA TUDO SOBRE O AUXÍLIO EMERGENCIAL

Na quinta-feira, terminou o prazo para se cadastrar para receber o Auxílio Emergencial.

"A partir desse dia, o cadastramento estará fechado e todas as pessoas que estão em análise pela Dataprev terão uma resposta. Todas as pessoas que se cadastrarem e forem validadas receberão todas as parcelas. Mesmo que sejam aprovadas lá pro meio de julho, receberão as três parcelas", disse o presidente da Caixa, Pedro Guimarães.

G1

Com 90% de profissionais de saúde recuperados, Pernambuco tem força de trabalho renovada contra covid-19


Desde o início da epidemia de covid-19, 35.571 profissionais de saúde foram testados para a doença em Pernambuco, e 15.844 (44,5%) tiveram diagnóstico positivo. Entre esses que foram infectados, 90% estão recuperados, segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SES). “Isso ressalta o trabalho planejado e comprometido realizado pelo governo de Pernambuco. Mobilizamos cerca de 10 mil profissionais para a nossa rede direta, entre concursados, contratados e remanejados nas unidades. Graças a isso, diferentemente de outros locais, a força de trabalho não foi, em nenhum momento, impeditivo para abrirmos leitos e garantirmos a assistência à população”, destacou ontem o secretário Estadual de Saúde, André Longo, em coletiva de imprensa transmitida pela internet. As testagens abrangem trabalhadores de unidades de saúde das redes pública (estadual e municipal) e privada.

Primeiro do País a criar um protocolo para testar os profissionais da Saúde, Pernambuco passou por um momento da epidemia, em maio, em que esses trabalhadores chegaram a representar 71% do total diário de infectados confirmados. Também naquele mês, quase 2 mil trabalhadores de saúde da rede estadual chegaram a ficar afastados da linha de frente no Estado. "Quero, mais uma vez, registrar o meu reconhecimento e agradecimento a todos os profissionais de saúde que atuam na linha de frente. São os verdadeiros heróis desta batalha contra a covid-19", ressaltou Longo.

Entre os que adoeceram por covid-19 em Pernambuco, auxiliares e técnicos de enfermagem fazem parte da categoria que mais positivou para o vírus devido à exposição decorrente do contato próximo com o paciente – 3.992 deles receberam diagnóstico da doença, o que representa 25,7% das confirmações. Em seguida, vêm enfermeiros (10,5%), biomédicos (8,4%) e médicos (7,3%).

Apesar de a maioria dos profissionais de saúde infectados ter se recuperado, 53 infelizmente não resistiram às complicações decorrentes do novo coronavírus e foram a óbito. Também entre o total que adoeceu, 114 permanecem em leitos de hospitais lutando pela vida. Além disso, 54 estão com a doença ativa em isolamento domiciliar; são os casos mais leves de covid-19 que não precisam de internamento. Em outros mais de 1,2 mil casos (8% das confirmações), segundo a SES, não foi possível identificar como os profissionais de saúde evoluíram (recuperados, internados, isolamento domiciliar ou óbito).
Pesquisa

O estudo Avaliação de riscos de profissionais de saúde que cuidam de pessoas com covid-19, coordenado pela médica epidemiologista Fátima Militão, traz os primeiros resultados sobre o perfil dos profissionais de saúde expostos ao novo coronavírus em Pernambuco. Pesquisadora da Fiocruz Pernambuco, Fátima tem se debruçado sobre questões que avaliam o risco constante vivenciados pelos trabalhadores de saúde ao longo da epidemia de covid-19. “Entre os principais riscos citados, pelos participantes da pesquisa, estão os procedimentos diretos com pacientes doentes, o processo de desparamentação e principalmente a reutilização de máscaras N95”, destaca Fátima, que se preocupa com um dos achados da pesquisa: 60% dos profissionais de saúde reutilizam a máscara N95 por sete dias e 40% por 15 dias.

“Em algumas situações até reutilizamos máscaras, como em casos de atendermos pacientes com tuberculose bacilífera. Mas essa é outra situação. Agora, lidamos com um vírus que é extremamente infeccioso. A transmissibilidade dele pelo ar é bem mais intensa que a da microbactéria. A OMS (Organização Mundial de Saúde) recomenda usar (a máscara N95) em todas as situações que provoca aerolização, e nem todos os profissionais de saúde responderam que usam em 100% dessas situações”, ressalta Fátima. Ela acrescenta ainda que a OMS recomenda troca da máscara sempre que houver umidade na peça. “Em 15 dias de uso, dificilmente a máscara não ficará úmida pela respiração do usuário ou pelo suor.”

Outro achado preocupante da pesquisa é a falta de uso da máscara N95, por 34% dos entrevistados, durante todos os momentos de prestação de cuidados aos pacientes com covid-19. Só 66% deles dizem usar sempre a peça. "O fato de os profissionais assumirem que não usam, a todo o momento, a N95 e outros equipamentos chama a atenção. Isso quer dizer que, de certa forma, eles podem estar expostos a risco quando não utilizam a máscara e demais itens, nos momentos em que há indicação para utilizá-los", reforça o médico infectologista Demócrito Miranda, professor da Universidade de Pernambuco (UPE) e um dos integrantes da equipe da pesquisa.
Confira os casos da covid-19 em Pernambuco por município:

Por Jornal do Commercio

Vacinas poderão controlar a Covid-19, diz diretor do Butantan


As vacinas em desenvolvimento no mundo contra o novo coronavírus, oficialmente denominado SARS-CoV-2, poderão conseguir controlar a doença causada por ele, a covid-19. No entanto, nenhuma delas será capaz de acabar com a circulação do coronavírus no planeta. A declaração é do médico Ricardo Palacios, diretor de Pesquisa Clínica do Instituto Butantan, um dos centros de pesquisa do mundo que participa do desenvolvimento de vacinas contra o vírus.

“Nós queremos gerar uma expectativa correta para a população. Nós não vamos acabar com o coronavírus com uma vacina. Qualquer uma que seja a vacina. O coronavírus veio e veio para ficar. Ele vai nos acompanhar. Durante todo o tempo de nossas vidas, nós teremos coronavírus circulando”, disse hoje (2), em um debate virtual promovido pela Agência Fapesp e o Canal Butantan.

De acordo com o diretor, as vacinas que estão em desenvolvimento no mundo pretendem controlar a covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus. O pesquisador faz uma analogia entre a covid-19 (causada pelo coronavírus), e a gripe, causada pelo vírus influenza.

Pessoas vacinadas contra o vírus influenza podem chegar a desenvolver a gripe, mas, na maioria das vezes, a doença não se desenvolve de forma grave, que poderia levar à morte. Segundo ele, o mesmo deverá ocorrer com as vacinas contra o novo coronavírus. Elas serão pouco eficientes em impedir a infecção das pessoas com o novo coronavírus, mas deverão proteger as pessoas de desenvolver a covid-19 em sua forma grave.

“O vírus influenza não desapareceu e segue conosco. Seguirá, talvez, durante toda a nossa vida. Mas a gente tem uma doença [a gripe] controlável. A maior parte das pessoas vacinadas consegue controlar a doença. Se chegar a se infectar, não terá uma doença grave, não morrerá dessa doença”, explicou.

Segundo Palacios, o objetivo de todas as vacina é proteger contra a doença e não contra a infecção. “Proteger contra a infecção é uma coisa a mais que, eventualmente, pode acontecer e até pode acontecer por um tempo limitado”, disse.

O Instituto Butantan, na capital paulista, é um dos centros do mundo que participa das pesquisas de construção de uma vacina contra o novo coronavírus. O instituto firmou uma parceria, no dia 10, com o laboratório chinês Sinovac Biotech, que possuiu uma vacina em fase avançada de desenvolvimento, a Coronavac – que utiliza o coronavírus inativado para estimular uma resposta imunológica do organismo.

Governo de Pernambuco anuncia retomada dos esportes individuais a partir de segunda-feira (6)

5 DICAS DE ESPORTES INDIVIDUAIS

O secretário de Educação e Esportes de Pernambuco, Fred Amancio, anunciou, por meio de coletiva do Governo do Estado, nesta quinta-feira (2), que a partir da próxima segunda-feira (6), praças, parques, praias, orlas fluviais e marítimas receberão a retomada dos esportes individuais ao ar livre, com exceção das lutas. O conjunto de medidas, elaborado por meio de discussão com representantes do setor, está em conformidade com as diretrizes indicadas pelas autoridades sanitárias. O documento contém orientações específicas para a prática dessas atividades, que deve ainda respeitar o Protocolo Geral do Estado de Pernambuco para todas que estão em funcionamento.

O protocolo geral de esportes, criado em parceria com a equipe da Secretaria de Saúde de Pernambuco, contém três eixos: distanciamento social, mantido de acordo com a especificidade de cada modalidade esportiva, sendo sugerido nos protocolos de cada federação; higiene, permitindo apenas a entrada nos espaços esportivos utilizando máscaras (retirando somente quando estiver em atividade ou treinamento), lembrando de trocá-la sempre que estiver úmida, além de garantir que os participantes façam higienização frequente das mãos com água e sabão ou álcool a 70% sempre que possível, e também a desinfecção dos materiais e equipamentos esportivos de uso compartilhado após cada manuseio; e monitoramento, com aferimento de temperatura antes do acesso aos espaços/equipamentos esportivos e a orientação para que mantenham em atividade ou treinamento remoto os atletas, paratletas, profissionais e praticantes em geral enquadrados no grupo de risco. Vale destacar que as federações de cada modalidade esportiva elaboraram um protocolo de acordo com suas atividades, apresentando-os à pasta.

“O esporte é um importante instrumento social, que tem impacto direto na qualidade de vida das pessoas. Acreditamos que com a retomada de muitas dessas atividades, de maneira segura e respeitando as normas do protocolo, haverá uma grande contribuição para a saúde dos pernambucanos”, comentou o secretário.

Entre os espaços que estarão aptos para o retorno dessas atividades está o Parque e Centro Esportivo Santos Dumont, em Boa Viagem, que também estará à disposição dos atletas individuais a partir da próxima semana. “Importante demais esse início das atividades para todas as pessoas, não só do ponto de vista da saúde física e mental, mas também para os atletas e paratletas que precisam voltar a uma melhor condição técnica e física, para as futuras competições nacionais e internacionais, depois de um período longo de inatividade”, complementou o secretário executivo de Esportes de Pernambuco, Diego Pérez.

Confira Boletim Epidemiológico de Manari, que continua sendo a única cidade livre de Covid-19 em Pernambuco


A Secretaria Municipal de Saúde de Manari informa o boletim epidemiológico dessa quinta-feira (02). Hoje temos 3(três) casos suspeitos para coronavírus (covíd-19), são 2(dois) profissionais de saúde e 1(um) contato de profissional de saúde, ambas as pessoas apresentam sintomas de síndrome gripal e estão em isolamento domiciliar, mas de acordo com a nota técnica 16/2020 do Ministério da Saúde (MS) esses casos entram como casos suspeitos para covid-19.

Contamos com a conscientização de nossa população e reforçamos o dever de manter o isolamento 
social, as ações estratégicas na prevenção contra o coronavírus continuam, seguindo os protocolos estabelecidos pelo Ministério da Saúde e pela Secretaria Estadual de Saúde.

Blog de Assis Ramalho
Informação: Prefeitura de Manari

Floresta [Boletim de quinta-feira (02/07]: Com mais 5 casos confirmados e 1 descartado prefeitura divulga Boletim Epidemiológico e localidade onde moram pacientes diagnosticados com o novo coronavírus; confira


A Secretaria de Saúde de Floresta, com o compromisso de ser transparente em relação ao Coronavírus, vem atualizar o boletim epidemiológico.

Hoje tivemos um caso descartado para Covid-19, bem como surgiram três novos casos em investigação.

Cinco pacientes tiveram resultado positivo para a Covid-19. Onde um, do sexo masculino, encontra-se em cura, os demais estão em isolamento domiciliar.

Os bairros com casos confirmados são:

- Zona rural 01
- DNER 07
- Centro 17
- Santa Rosa 12
- AABB 02
- Caetano II 12
- Caetano I 04
- Caraibeiras 04
- Cohab 03

A colaboração da comunidade é uma das principais formas de combater a Covid-19. Fiquem em casa, se for necessário sair use máscaras.

Prefeitura Municipal de Floresta.

Jatobá/Itaparica: Live bate-papo entre Ivaldo Júnior x Marcinho acontece nesta sexta às 19:15


Por prof. Ivaldo Júnior - Diretor da Escolinha de Futebol Bom de Bola de Jatobá/Itaparica

Esterei realizando essa live em meu instagram nesta sexta-feira (03/07).Esse é um projeto voltado para as crianças, para que elas tornem a alimentar o sonho de ser jogador de futebol. Hoje elas estão muito presas às tecnologias. 

Até entendemos, por conta desse tempo conturbado em que estamos vivendo, mas não podemos deixar que elas percam o seu sonho de ser jogador de futebol, e é preciso que se inspirem em quem já conseguiu realizar o seu sonho.

Ivaldo Júnior