domingo, 6 de dezembro de 2020

Petrolândia: Confira escala e nomes de médicos que atenderão nesta semana (de 07 a 11) na Clínica Mais Saúde; ligue e marque sua consulta


A Clínica Mais Saúde, localizada na Av Auspício Valgueiro de Barros, em frente a Escola Delmiro Gouveia, informa atendimento para a esta próxima semana, de 07 a 11 de dezembro de /2020; confira!

Confira acima profissionais médicos que atenderão na Mais Saúde de Petrolândia nesta próxima semana de segunda a sexta;

A Clínica Mais Saúde realiza Exames Laboratoriais de segunda a sexta-feira (veja abaixo).









Adquira já o seu cartão de desconto SYSTEM SAÚDE e ganhe excelentes descontos!SAIBA SOBRE O SYSTEM SAÚDE

Adquira já o seu!





Redação do Blog de Assis Ramalho
Informação: Clinica Mais Saúde

Redação do Blog de Assis Ramalho
Informação: Clinica Mais Saúde





Comentários



Minas Gerais/Mata Grande (AL): Passageiro de Pariconha(AL) manda vídeo 40 minutos antes de morrer na queda do ônibus (assista)


Um dos 19 mortos na queda de um ônibus de turismo do viaduto conhecido como Ponte Torta, em João Monlevade (MG), enviou um vídeo para a família 40 minutos antes do trágico acidente.

O pedreiro Clemilton Santos do Nascimento, 40, fez uma filmagem dentro do coletivo em que mostrava parte dos passageiros. Natural do povoado Campinhos, em Pariconha (AL), ele morava em Guarulhos (SP). De acordo com Geovana Melo, sobrinho de Clemilton, ele voltou à cidade natal para tirar uma carteira de habilitação e também visitar a família. Assista ao vídeo

 

“Todo ano (ele) vem visitar a gente e, por causa da pandemia, ele não ia vir, mas resolveu de última hora. Ele veio tirar a carteira de habilitação porque aqui é mais barato do que em São Paulo e aproveitou pra ver a família na cidade. Pra gente está muito difícil isso tudo”, contou Geovana.

Clemilton passou um mês na cidade. A volta pra casa começou tranquila na manhã da última quinta-feira (3). Por volta das 12h50, o pedreiro, de dentro do ônibus, enviou um vídeo para a família e algumas mensagens. Ele mencionou que a viagem estava correndo tudo normal e que iriam fazer uma parada.

“Ele disse que a viagem estava tranquila. Mandou o vídeo mostrando o pessoal dormindo dentro do ônibus e disse que que as mulheres ficavam na frente e os homens atrás. Eles iriam fazer uma parada para tomar banho e comer algo. Mas não deu tempo”, disse a sobrinha chorando ao UOL.

De acordo com a PRF (Polícia Rodoviária Federal), o acidente aconteceu por volta das 13h30 de ontem. Testemunhas viram o motorista do coletivo dando ré antes de o veículo cair. Sete pessoas pularam do ônibus, sendo que a PRF informou que o motorista foi uma delas e ainda está desaparecido.

A sobrinha da vítima afirmou que o tio morava desde os 15 anos em São Paulo. Ele deixou Alagoas para ajudar a família após o pai morrer. Ela disse que Clemilton era uma pessoas muito carinhosa e que vai deixar muita saudade. “De todos os três tios que tenho, ele era o único que visitava a gente. Sempre muito carinhoso. Vai fazer muita falta aqui para nós”, frisou Geovana.

Uol/PA4

Prefeitos eleitos têm futuro incerto no TSE. Ao menos 104 municípios poderão sofrer mudanças em relação aos gestores escolhidos pelo voto popular

Eleições na Justiça: futuro é incerto para 104 prefeitos eleitos


As eleições municipais terminaram recentemente, mas ao menos 104 municípios poderão sofrer mudanças em relação aos prefeitos escolhidos pelo voto popular. Nessas cidades, as candidaturas eleitas estão sub judice no Tribunal Superior Eleitoral. Em 2020, o número de prefeitos em situação indefinida aumentou mais de 40% na comparação com o pleito de 2016, quando 71 candidatos eleitos ainda precisavam regularizar suas situações com a Justiça Eleitoral. De acordo com o TSE, caso essas candidaturas venham ser impugnadas depois da posse, que ocorre em 1º de janeiro de 2021, essas cidades terão novas eleições.

Na maioria dos casos, os candidatos vencedores estão enquadrados na Lei da Ficha Limpa. A norma aprovada em 2010 proíbe políticos condenados em segunda instância judicial de serem eleitos. Mas também abre a possibilidade de que o réu apresente recursos a tribunais superiores e obtenha, por meio de decisão liminar, o direito de concorrer.

“O que acontece hoje é que você só comprova os requisitos de Ficha Limpa quando se registra a candidatura. Nesta situação, entramos na seara da interpretação. Alguns juízes entendem que não há, outros entendem que naquele contexto há aplicação da lei da Ficha Limpa. Com isso uma série de recursos vão sendo impetrados, e o candidato muitas vezes consegue se eleger”, explica Acácio Miranda, jurista e especialista em Direito Eleitoral.

A lei eleitoral prevê que todos os recursos que envolvam deferimento ou indeferimento
de candidaturas devem ser julgados 20 dias antes do primeiro turno pela Justiça Eleitoral. A finalidade é impedir que candidatos com problemas na Justiça Eleitoral concorram às urnas. Na prática, entretanto, isso não acontece.

“É humanamente impossível para o TSE (última instância) conseguir julgar os milhares de casos antes da eleição. Ainda mais com a redução do período de campanha e em uma eleição municipal com milhares de candidatos. Esses julgamentos só vão ocorrer depois do pleito.”, afirma Bruna Gonçalves, advogada e membro da Academia Brasileira de Direito Eleitoral e Político (Abradep).

Idoneidade

Segundo a especialista, a Justiça Eleitoral já trabalha com um calendário de eleições suplementares, pois muitos eleitos serão cassados depois dos julgamentos. Nesta semana, por exemplo, o TSE determinou que novas eleições sejam realizadas em Bom Jesus de Goiás (GO).

Os ministros revogaram o registro de candidatura de Adair Henriques da Silva (DEM) a prefeito do município goiano. Ele foi o candidato mais votado no primeiro turno das eleições, recebendo 50,26% dos votos válidos. Sem data para o novo pleito, o TSE determinou que o presidente da Câmara Municipal, da legislatura que inicia no próximo ano, exerça provisoriamente o cargo de prefeito na localidade.

“É comum que isso ocorra e novas eleições sejam realizadas neste período, justamente porque a Justiça só vai dando vazão aos casos durante o ano seguinte ao eleitoral”, completa Bruna Gonçalves.

Em 2016, o TSE teve de realizar novos pleitos em 183 municípios de todo o país. O estado de Minas Gerais teve o maior número de cidades nesta situação, 33 no total. Em seguida aparece São Paulo com 25 casos. Paraná e Rio Grande do Norte tiveram 13 eleições suplementares, cada.

Para Marina Fernandes, coordenadora do Politize!, a Lei da Ficha Limpa é um grande avanço da legislação, mas ainda depende de conscientização por parte do eleitor. “O principal desafio para a plena efetividade da Lei da Ficha Limpa é conscientizar a população da importância da idoneidade dos candidatos à cargos públicos. É preciso que as pessoas saibam mais sobre política e cidadania para poderem fazer melhores escolhas nas eleições”, defende.

Por Correio Braziliense

Vacina contra a covid-19 chega a Alagoas em fevereiro, diz secretário

 

Em live no Instagram da Associação dos Municípios Alagoanos (AMA), o secretário Estadual de Saúde, Alexandre Ayres, anunciou que a vacina contra a Covid-19 está prevista para chegar em fevereiro. A vacina será distribuída apenas pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e vai priorizar os grupos de risco.

“O compromisso do Ministério da Saúde é que as vacinas comecem a ser distribuídas para os Estados brasileiros em meados de fevereiro, vamos priorizar o grupo de risco e serão distribuídas apenas pelo SUS, não haverá nesse primeiro momento na rede privada”, destacou o Secretário.

A live sobre as orientações para os festejos de final de ano nos municípios reforçou o anúncio feito pelo secretário de Saúde, Alexandre Ayres, que o Governo de Alagoas decidiu manter a regra prevista no decreto de emergência vigente, em que só autoriza eventos com limite de até 300 pessoas. As grandes festas de réveillon públicas e privadas foram canceladas.

Outro assunto abordado pelo Secretário foi o retorno das aulas municipais. “Um protocolo será montado, mas acredito ser possível voltar as aulas no início do ano, entre janeiro e fevereiro”, afirmou Ayres, ao relembrar que o Estado não quer e não vai retroceder as fases do protocolo de combate à Covid, mas é preciso o empenho e cuidado de todos.

Ampliação de leitos

Hoje existem 550 leitos disponíveis com 46% taxa de ocupação, com o reaquecimento da transmissão e o anúncio de alguns hospitais públicos com 100% de ocupação nas UTIs, o secretário também anunciou que a partir de hoje vai retomar a ampliação dos leitos.

Por Portal Repórter Nordeste -  Alagoas

Primos de Água Branca (AL) estão entre mortos em acidente de ônibus que caiu de viaduto em Minas Gerais

Três pessoas de uma mesma família estavam no ônibus que caiu de um viaduto, na sexta-feira à tarde, na BR 381, em João Monlevade (MG) e matou 19 pessoas. Amanda Lima Rodrigues, de 16 anos, morava na Serra do Cavalo em Água Branca, no sertão alagoano e sonhava em ser modelo.

A estudante e os primos Marcondes Teixeira Lima, 26, e Izabel Cristina Melo Lima seguiam para São Paulo. Eles embarcaram no ônibus por volta da 11h de quinta-feira (3), para passar uma temporada no estado. Simone Lima, irmã da adolescente, disse que viu a notícia e chegou a ligar para Amanda.

“Ela saiu de manhã na quinta-feira para ir para a casa da nossa outra irmã em São Paulo. Vimos o acidente e tentamos ligar para ela, mas não atendeu. Aí descobrimos que todos estavam no IML (Instituto Médico Legal) em BH. A gente sabia que o ônibus era clandestino. É muito difícil essa perda. Uma dor grande”, contou Simone.

A cidade de Água Branca tem pouco mais de 20,4 mil habitantes e fica a 308 km de Maceió. A professora Antonia Batista Lima é prima das vítimas. Ela contou que todos moram em um sítio. Amanda era uma menina que gostava de estudar e tirar fotos.

“Amanda era uma pessoa maravilhosa, sempre dedicada aos estudos. Descobrimos que o sonho dela era ser modelo. A mãe dela morreu há um ano. O nosso primo Marcondes gostava de viajar e sempre ia a São Paulo. Uma pessoa muito carinhosa. Pra gente essa é uma notícia que abala toda a cidade”, disse Antonia ao UOL.

A dona de casa Izabel Cristina era casada com um primo da família Lima e também foi integrada à família. O marido mudou-se para São Paulo há um ano, para trabalhar numa empresa de transporte. Eles passariam o final de ano juntos no estado. Ela deixa o marido, cinco filhos e dois netos.

Liberação

Os familiares de Amanda, Marcondes e Izabel Cristina estão no IML de Belo Horizonte para liberar os corpos. Os parentes foram informados que as prefeituras de Água Branca e Mata Grande, cidade de onde o ônibus partiu, ajudariam com as despesas de translado.

Via Portal PA4.COM.BR e UOL


Saiba mais sobre o trágico acidente

Minas Gerais/Mata Grande (AL): Mais uma vítima do acidente de ônibus que caiu de um viaduto morreu na noite deste sábado (5). Com isso, subiu para 19 o número de óbitos no desastre



Mais uma vítima do acidente em que um ônibus caiu de um viaduto, em João Monlevade, na Região Central de Minas Gerais, morreu na noite deste sábado (5). Com isso, subiu para 19 o número de óbitos no desastre.

De acordo com o Hospital Margarida, a morte é de Maria Luiza de Oliveira, de 56 anos, que estava internada no Centro de Terapia Intensiva (CTI). O corpo será levado para o Instituto Médico Legal, em Belo Horizonte.

Uma outra vítima recebeu alta e oito permanecem internadas em João Monlevade.

Outras três pessoas continuavam no Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, em Belo Horizonte, de acordo com o último boletim médico pela instituição de saúde, divulgado na noite de sábado.

Familiares de feridos em busca de informações podem procurar a Polícia Civil pelo telefone (31) 3851-2411.

Traslado dos corpos

O governador de Alagoas, Renan Filho (MDB), anunciou neste sábado (5) nas redes sociais, que uma aeronave da Força Aérea Brasileira (FAB) fará o traslado dos corpos das vítimas. A polícia afirmou que os corpos serão encaminhados para onde a família desejar.

A Polícia Civil disse, no fim da tarde deste sábado (5), que tenta identificar o motorista que pulou do ônibus que caiu de viaduto na BR-381.

"Ele ainda não pode ser considerado foragido, já que não tem mandado de prisão contra ele. Estamos o identificando com a ajuda de testemunhas".

A polícia ainda afirmou que o veículo tinha outro condutor e que ele morreu no acidente.

Investigação

A Polícia Civil ouviu oito pessoas que estavam no ônibus para dar sequência as investigações das causas do acidente. Segundo a corporação, as vítimas foram ouvidas no Albergue Municipal, para onde foram levadas após atendimento médico.

De acordo com o último balanço disponibilizado pela polícia, 46 pessoas se envolveram no acidente.

Lista de mortos no acidente

Caio Lucas Santos
Cícero Jeferson Andrade da Silva
Cícero Oliveira Lima
Clemilton Santos Nascimento
Denise Maria do Nascimento
Elias Vieira Batalha
Joelson Queiroz dos Santos
José Ricardo da Silva
José Roberto Santos da Silva
Lázaro Santos Barbosa
Manoel José da Silva
Marcondes Teixeira lima
Maria Luiza de Oliveira
Maria Silma da Silva Batalha

Cinco mortos ainda não haviam sido identificados.

Transporte irregular

Somente em 2019, foram três ocorrências registradas pela polícia envolvendo o veículo de placa "DTD-7253", de Mata Grande (AL), na altura de Montes Claros (MG). Os autos de infração foram lavrados nos dias 8 de fevereiro (BR-135), 18 de abril (BR-251) e 8 de julho (BR-251), em operações contra o transporte irregular.

Nas três ocasiões, "em virtude da indisponibilidade de meios para realização do transbordo dos passageiros", motoristas e passageiros foram liberados para seguir viagem. As pessoas pagaram entre R$ 200 e R$ 250 pelo transporte.

O destino, nessas três ocorrências, era o mesmo: São Paulo. Em nenhuma delas, segundo os registros do Sistema de Segurança Pública do estado de Minas Gerais, foi apresentada autorização do órgão competente para realização de "viagem remunerada de caráter interestadual".

A Localima Turismo emitiu uma nota na qual expressa pesar e tristeza pelas vítimas e familiares e que deve prestar “total assistência” a eles. A empresa afirmou, ainda, que os fatos estão sendo apurados e diz estar à disposição para suporte “humano, digno, com compaixão e empatia”.

A ANTT informou que, em 2020, até o dia 4 de dezembro, registrou 2.490 autos de infração contra o transporte clandestino no país, gerando prejuízo de R$ 13,2 milhões para as empresas irregulares. Ao todo, 1.188 veículos foram apreendidos.

Segundo a agência, os veículos flagrados nessas condições costumam ter problemas como para-brisas trincados, bagagens e malas transportados junto com passageiros, pneus carecas e motoristas sem o curso obrigatório para condução do transporte coletivo de passageiros.

Por Alex Araújo e Flávia Ayer, G1 Minas e TV Globo — Belo Horizonte
Fotos das vítimas: Redes sociais via Portal PA4

Minas Gerais/Mata Grande (AL): Mais uma vítima do acidente de ônibus que caiu de um viaduto morreu na noite deste sábado (5). Com isso, subiu para 19 o número de óbitos no desastre


Mais uma vítima do acidente em que um ônibus caiu de um viaduto, em João Monlevade, na Região Central de Minas Gerais, morreu na noite deste sábado (5). Com isso, subiu para 19 o número de óbitos no desastre.

De acordo com o Hospital Margarida, a morte é de Maria Luiza de Oliveira, de 56 anos, que estava internada no Centro de Terapia Intensiva (CTI). O corpo será levado para o Instituto Médico Legal, em Belo Horizonte.

Uma outra vítima recebeu alta e oito permanecem internadas em João Monlevade.

Outras três pessoas continuavam no Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, em Belo Horizonte, de acordo com o último boletim médico pela instituição de saúde, divulgado na noite de sábado.

Familiares de feridos em busca de informações podem procurar a Polícia Civil pelo telefone (31) 3851-2411.

Traslado dos corpos

O governador de Alagoas, Renan Filho (MDB), anunciou neste sábado (5) nas redes sociais, que uma aeronave da Força Aérea Brasileira (FAB) fará o traslado dos corpos das vítimas. A polícia afirmou que os corpos serão encaminhados para onde a família desejar.

A Polícia Civil disse, no fim da tarde deste sábado (5), que tenta identificar o motorista que pulou do ônibus que caiu de viaduto na BR-381.

"Ele ainda não pode ser considerado foragido, já que não tem mandado de prisão contra ele. Estamos o identificando com a ajuda de testemunhas".

A polícia ainda afirmou que o veículo tinha outro condutor e que ele morreu no acidente.

Investigação

A Polícia Civil ouviu oito pessoas que estavam no ônibus para dar sequência as investigações das causas do acidente. Segundo a corporação, as vítimas foram ouvidas no Albergue Municipal, para onde foram levadas após atendimento médico.

De acordo com o último balanço disponibilizado pela polícia, 46 pessoas se envolveram no acidente.

Lista de mortos no acidente

Caio Lucas Santos
Cícero Jeferson Andrade da Silva
Cícero Oliveira Lima
Clemilton Santos Nascimento
Denise Maria do Nascimento
Elias Vieira Batalha
Joelson Queiroz dos Santos
José Ricardo da Silva
José Roberto Santos da Silva
Lázaro Santos Barbosa
Manoel José da Silva
Marcondes Teixeira lima
Maria Luiza de Oliveira
Maria Silma da Silva Batalha

Cinco mortos ainda não haviam sido identificados.

Transporte irregular

Somente em 2019, foram três ocorrências registradas pela polícia envolvendo o veículo de placa "DTD-7253", de Mata Grande (AL), na altura de Montes Claros (MG). Os autos de infração foram lavrados nos dias 8 de fevereiro (BR-135), 18 de abril (BR-251) e 8 de julho (BR-251), em operações contra o transporte irregular.

Nas três ocasiões, "em virtude da indisponibilidade de meios para realização do transbordo dos passageiros", motoristas e passageiros foram liberados para seguir viagem. As pessoas pagaram entre R$ 200 e R$ 250 pelo transporte.

O destino, nessas três ocorrências, era o mesmo: São Paulo. Em nenhuma delas, segundo os registros do Sistema de Segurança Pública do estado de Minas Gerais, foi apresentada autorização do órgão competente para realização de "viagem remunerada de caráter interestadual".

A Localima Turismo emitiu uma nota na qual expressa pesar e tristeza pelas vítimas e familiares e que deve prestar “total assistência” a eles. A empresa afirmou, ainda, que os fatos estão sendo apurados e diz estar à disposição para suporte “humano, digno, com compaixão e empatia”.

A ANTT informou que, em 2020, até o dia 4 de dezembro, registrou 2.490 autos de infração contra o transporte clandestino no país, gerando prejuízo de R$ 13,2 milhões para as empresas irregulares. Ao todo, 1.188 veículos foram apreendidos.

Segundo a agência, os veículos flagrados nessas condições costumam ter problemas como para-brisas trincados, bagagens e malas transportados junto com passageiros, pneus carecas e motoristas sem o curso obrigatório para condução do transporte coletivo de passageiros.

Por Alex Araújo e Flávia Ayer, G1 Minas e TV Globo — Belo Horizonte
Fotos das vítimas: Redes sociais via Portal PA4