domingo, 15 de maio de 2016

Petrolândia: Aniversariante do dia, Nara Mônica completa 9 aninhos e recebe os parabéns dos pais e irmã


Neste domingo (15), a pequena Nara Mônica completa idade nova. Seus pais, Jailson e Betinha, e a irmã Michaela Silva, felicitam a garota pela passagem do seu aniversário.

"9 Anos Faz agora eh de alegria que meus olhos choram meu pequeno anjo que agora fascina, para sempre Minha menina..... Quando você nasceu, filha, uma alegria imensa tomou conta de mim. Pegar você nos meus braços pela primeira vez sabendo que você chegou ao mundo perfeita e cheia de saúde, presenteou a minha vida com o meu melhor momento.

Esperada com muito amor desde o início, o passar dos dias só fez aumentar mais ainda este sentimento, me transformando numa mãe muito orgulhosa por tudo que envolve a filha linda que tenho.

Hoje é um dia muito especial e cheio de felicidade! Desejo que a cada manhã Jesus abençoe seus passos e coloque um colorido especial no seu sorriso tão lindo.

Receba esta mensagem com todo o amor do mundo!
Parabéns minha filha! Feliz aniversário! Mamãe te Ama, ‎Nara Mônica!‬ Que Deus te ilumine filha. bjs bjs"

Feliz aniversário, Nara!

Blog de Assis Ramalho
Foto: Arquivo/família

BA: Major matou mulher após espionar conversas dela no celular, afirma advogado


Aulas foram suspensas na unidade de ensino após crime (Foto: Ramon Ferraz / TV Bahia)


Valdiógenes Almeida Cruz Júnior, 45 anos, que matou a mulher, a professora Sandra Denise Costa Alfonso, de 40 anos, na sexta-feira (13), cometeu o crime ao descobrir uma suposta traição, depois de visualizar mensagens por meio do Whats App. A informação foi dada ao G1pelo advogado do major, Sérgio Reis, neste domingo (15).

O G1 tentou contatar um familiar da vítima mas, segundo uma amiga de Sandra, a família dela, que é do Pará, está abalada e prefere não comentar o crime.

Segundo o advogado, a Justiça já determinou a prisão preventiva do major, que está detido após se entregar no mesmo dia do crime. A defesa pretende pedir a liberdade provisória dele.

Pastora evangélica provoca polêmica no Canadá após declarar que não acredita em Deus

Igreja Unida do Canadá reúne quatro correntes protestantes, incluindo a presbiteriana e a metodista (Foto: Rafael Chache)

Numa manhã de frio típica do clima canadense, 90 moradores de Toronto vencem a chuva e o vento cortante para assistir a mais um culto evangélico.

Todos os domingos, o prédio de interior austero é palco de 1h30 de culto, durante o qual o público ouve sermões sobre os dilemas da vida moderna, canta e promove ações comunitárias.

Apesar da rotina comum a qualquer congregação, o local esconde uma improvável rebelião, que pode alterar para sempre a forma como os canadenses lidam com a espiritualidade.

Durante todo o culto, ouve-se a palavra amor 43 vezes. Mas não há qualquer menção a Deus. Isso é assim desde que Gretta Vosper, pastora responsável pela comunidade, assumiu ser ateia.

Todos os objetos religiosos foram removidos dali. A única cruz em seu interior foi escondida por uma série de feixes de panos coloridos, que formam uma espécie de arco-íris suspenso. Também não há mais orações ou citações bíblicas. Apenas uma conversa em que Vosper faz perguntas e convoca seu público a dividir experiências.

"Não vejo qualquer evidência de que Deus exista, especialmente aquela figura benevolente que tem tudo sob seu controle", diz ela à BBC Brasil.

Entenda a crise econômica


Do fim dos anos 90 até o início de 2012 houve um aumento significativo no preço das commodities* no mercado internacional, impulsionado pela crescente demanda chinesa. Foi um momento muito positivo para a economia brasileira, historicamente dependente da exportação de matérias-primas e produtos agrícolas.

Em 2011, as exportações brasileiras alcançaram o recorde de US$ 256 bilhões, 14% do Produto Interno Bruto (PIB). A China já era o maior parceiro comercial do Brasil. As exportações para o país asiático cresceram quatro vezes mais que as exportações totais entre 2000 e 2010, com destaque para soja, café, minério de ferro e petróleo.

O Brasil surfava na onda dos altos preços das commodities e o consequente crescimento gerou euforia. “A popularidade do governo Lula estava associada a esse momento de sorte”, afirma Carlos Primo Braga, ex-diretor do Banco Mundial e professor adjunto da Fundação Dom Cabral.

Ajudado pelo boom das commodities, Lula encorajou as exportações e estimulou a liberação de crédito pelos bancos públicos para financiar o desenvolvimento, criando milhões de empregos. As relações diplomáticas com outros países em desenvolvimento foram reforçadas e o Brasil ganhou relevância no cenário internacional.

O mundo pode estar rindo às nossas custas - Artigo de Luce Pereira

Pesquisas elegem personalidades mais admiradas do país e Sílvio Santos ganha até de Jesus. Joaquim Barbosa é segundo colocado.

Por Luce Pereira

A imagem do Brasil lá fora deve divertir muito a opinião pública de países desenvolvidos, que geralmente se surpreende com o resultado do baixo nível de educação e politização dos habitantes do lado de baixo do Equador. O portal inglês YouGov acaba de divulgar pesquisa com os 60 nomes mais admirados pelos brasileiros e a primeira personalidade da lista é o apresentador Sílvio Santos, que noutra pesquisa, de 2011, feita para a revista Forbes, havia ganho até de Jesus Cristo. O Filho de Deus amargou um modesto 5º lugar, perdendo, também, para Bill Gates (segundo do ranking), um político e uma atriz de cinema norte-americana que hoje faz menos sucesso pelos lábios carnudos do que pelas causas humatárias que abraça. É a única mulher entre os dez eleitos, como se o Brasil fosse de uma pobreza franciscana quando se trata de eminências femininas.

Na sondagem do site inglês, cujo objetivo era descobrir quais são as pessoas mais admiradas do planeta, o juiz Sérgio Moro – apesar dos holofotes da Operação Lava-Jato – está três posições abaixo do ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa (segundo da lista) e cinco acima do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que na pesquisa da Forbes ocupava um confortável terceiro lugar. Naturalmente, onde faltam cultura e conhecimento sobram despropósitos: Jair Bolsonaro (PP-RJ), considerado o político mais abominável do mundo pelo site australiano News, no último dia 6, aparece desfilando em uma honrosa 14ª posição. O texto anunciava: “Senhoras e senhores, conheçam o Donald Trump do Brasil. Pensando bem, isso não é justo com Trump. Ao lado de comentários do congressista brasileiro Jair Bolsonaro, a observação infame de Donald Trump sobre ‘construir um muro para manter os mexicanos fora’ é suave como uma cantiga para crianças”. E ali, mais uma vez, o mundo gargalhou às nossas custas, com uma risada extra para o fato de o ultraconservadorismo de Silas Malafaia estar 20 degraus acima do talento e dignidade da atriz Fernanda Montenegro. Em tempo: o magnata que defende as maiores bandeiras do conservadorismo e virou o pesadelo do Partido Republicano, na escolha da candidatura à Casa Branca, não poderia ficar de fora, claro: foi o 34º nome mais admirado.

OAB critica nomeação e defende saída de ministros investigados na Lava Jato

Conselho Federal da entidade apoiou impeachment de Dilma Rousseff (Foto: Diego Vara/Agencia RBS)

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Claudio Lamachia, criticou a nomeação de ministros investigados ou citados na Operação Lava Jato pelo presidente interino, Michel Temer, e disse que poderá avaliar o uso de instrumentos jurídicos para pedir o afastamento de ministros que venham a se tornar réus.

“Quem é investigado pela Operação Lava Jato não pode ser ministro de Estado, sob o risco de ameaçar a chance que o Brasil tem de trilhar melhores rumos. Faço o alerta de que a nomeação de investigados contraria os anseios da sociedade e não deveria ser feita”, disse Lamachia em nota.

“No futuro, se necessário, a Ordem avaliará o uso dos instrumentos jurídicos cabíveis para requerer o afastamento das funções públicas dos ministros que se tornarem réus. Foi com base nesse entendimento que a OAB pediu o afastamento do deputado Eduardo Cunha e do então senador Delcídio do Amaral”, completou.

Charge do dia

Fonte: Diario de Pernambuco

Velha Petrolândia, uma saudade que não passa; momentos de recordação neste domingão 15/05/2016

 

Neste domingão, 15 de maio de 2016, o Blog de Assis Ramalho vai no fundo do Baú, e mostra três fotos para nos lembrar da nossa saudosa velha Petrolândia, hoje submersa as águas do Rio São Francisco.

Redação do Blog de Assis Ramalho
Fotos: Petrolândia ontem, hoje e sempre

H1N1: a dimensão do problema

Nova série do Saúde com Ciência esclarece os riscos das infecções pelo vírus H1N1 e outros tipos de gripe e as principais formas de prevenção. Os episódios diários são transmitidos de segunda a sexta pela Web Rádio Petrolândia, durante intervalos da programação.

O vírus Influenza A H1N1 é responsável por mais de 2 mil casos de infecção no Brasil em 2016, segundo boletim divulgado pelo Ministério da Saúde (MS) no dia 9 deste mês e que apresenta registros até 30 de abril. Mais da metade desses casos se concentra na Região Sudeste, sobretudo em São Paulo, com 411 óbitos. Apesar dos números, não existe uma epidemia nem diferenças significativas entre o H1N1 e outros subtipos do vírus da gripe.

É o que afirma o infectologista e professor do Departamento de Clínica Médica da Faculdade, Dirceu Greco. Segundo ele, os números de óbitos causados pelo H1N1 e pela gripe “comum” são semelhantes em escala global, da mesma forma que os sintomas e grupos de risco. “A pessoa pode ter dificuldades respiratórias, febre alta que não melhora, pressão baixa”, destaca. “É necessário que haja cuidado com os grupos de risco, como crianças menores, idosos, pessoas com doenças crônicas ou institucionalizadas”, completa Greco.

Trump faz latinos baterem recorde de registro eleitoral nos EUA

Declarações do republicano estimulou reação dos hispânicos, que podem ser decisivos na disputa entre o magnata e Hillary. Donald Trump colocou a deportação de imigrantes sem documentos e a construção de um muro na fronteira com o México no centro de sua plataforma.

Ana Larios trocou El Salvador pelos Estados Unidos em 1992, mas só no ano passado decidiu pedir a cidadania americana. Sua principal motivação foi o desejo de participar das eleições presidenciais de novembro, nas quais pretende votar em Hillary Clinton. Mais do que uma opção pela democrata, sua escolha é uma rejeição ao republicano Donald Trump.

O candidato colocou a deportação de imigrantes sem documentos e a construção de um muro na fronteira com o México no centro de sua plataforma. A retórica estimulou uma reação de hispânicos em todo o país, com aumento no registro de eleitores e nos pedidos de naturalização - o primeiro passo para o exercício do direito ao voto. Nos seis meses encerrados em janeiro, o número de processos de cidadania subiu 14,5% em relação a igual período do ano anterior.

Os latinos são a parcela do eleitorado americano que cresce mais rapidamente e poderão ser decisivos para na disputa entre Trump e a provável candidata democrata. No ano 2000, eles representaram 7% dos que foram às urnas. Na reeleição de Barack Obama, em 2012, já eram 11%. A previsão é de que o porcentual chegue a 12% nas eleições de novembro.

Companhia farmacêutica Pfizer proíbe uso de suas drogas em execuções

Mais de duas dúzias de condenados esperam a pena de morte nos EUA, mas não há drogas para realizar o procedimento.

"A Pfizer faz seus produtos para melhorar e salvar vidas dos pacientes que servimos. De forma coerente com esses valores, a Pfizer se opõe fortemente ao uso de seus produtos em injeções letais para pena de morte", afirmou a companhia em comunicado publicado em seu website ontem.

Com a medida, aproximadamente 25 companhias certificadas pela Administração de Alimentos e Medicamentos dos EUA (FDA, na sigla em inglês) para a produção das drogas usadas em injeções letais bloquearam o uso de seus produtos, de acordo com a Reprieve, uma organização de defesa aos direitos humanos baseada em Nova York que é contrária à pena de morte. "A ação da Pfizer consolida a oposição da indústria farmacêutica os uso indevido de medicamentos", afirmou Maya Foia, diretora da Reprieve, em nota.

Humberto participa da inauguração do Hospital da Mulher de Recife


O senador Humberto Costa (PT) participou, nesta sexta-feira (13), da inauguração do Hospital da Mulher do Recife, unidade na qual foram investidos R$ 118 milhões, dos quais R$ 48,8 milhões repassados pelo Ministério da Saúde, durante a gestão da presidente Dilma Rousseff (PT). Os recursos foram empregados na construção da unidade e na aquisição de equipamentos.

O evento contou com a presença do governador do Estado, Paulo Câmara (PSB), do prefeito Geraldo Júlio (PSB), além de secretários, deputados federais e estaduais e outras lideranças políticas.

“Sempre fico muito feliz em participar de qualquer evento de ampliação do atendimento à população na área de Saúde, especialmente este que foi um exemplo da parceria do governo Dilma com a Prefeitura do Recife. Tenho certeza de que a unidade vai beneficiar mulheres não só do Recife, mas de toda a Região Metropolitana com um atendimento humanizado e de qualidade”, afirmou o senador, autor de uma emenda que destinou R$ 1 milhão para o hospital.

Da consulta à cirurgia, UPAE Garanhuns oferece atendimento em Dermatologia


A UPAE Garanhuns oferece diariamente atendimento na especialidade médica de dermatologia. para diagnóstico, tratamento e prevenção de doenças da pele, pelos, mucosas, cabelos e unhas. São mais de 3.000 doenças dermatológicas que afetam a pele de crianças, adultos e idosos. Trata-se de uma das especialidades mais procuradas na Unidade, que atende pacientes de 21 municípios do Agreste.

Quatro dermatologistas estão à disposição da população no atendimento ambulatorial: Dra. Grace Anne Monteiro, Dra. Danyelle Rego Barros, Dra. Sandra Kelm e Dr. Silvino Duarte. A estes ainda se somam, no Bloco Cirúrgico, os cirurgiões gerais: Dr. Alexandre Cesar e Dr. Mateus Albuquerque.