quarta-feira, 3 de junho de 2020

Quase um mês após zerar ocorrências, Noronha volta a confirmar casos da Covid-19



Dois novos casos da Covid-19 foram registrados em Fernando de Noronha, quase um mês depois de as ocorrências da doença serem zeradas no arquipélago. A informação foi divulgada pelo secretário estadual de Saúde de Pernambuco, André Longo, em coletiva de imprensa realizada no Palácio do Campo das Princesas nesta quarta-feira (3).

No dia 8 de maio, a Administração de Noronha informou a cura clínica dos últimos dois casos restantes da Covid-19 na ilha. Com isso, todos os 28 pacientes contaminados pelo novo coronavírus no arquipélago estavam recuperados. Eram 17 homens e 11 mulheres, com idades entre 25 e 59 anos. Agora, a quantidade de registros subiu para 30 em Noronha.

"(Os dois pacientes dos novos casos) Já estão devidamente isolados e estamos fazendo inquérito sorológico na ilha, que foi importante para essa detecção", afirmou o secretário de Saúde. Segundo Longo, os dois novos casos estão ativos, ou seja, os pacientes ainda estão com o vírus no organismo.

Petrolândia/Jatobá: Professora Jussara Araújo participa da live "Papo de Genêro" da Secretaria da Mulher, nesta quinta (04), às 15h00


Nesta quinta-feira (04/06), vai acontecer um encontro virtual (live) para tratar sobre a importância da discussão de gênero nas escolas de Pernambuco. Participam do encontro a Secretária Estadual da Mulher, Silvia Cordeiro, e as professoras coordenadoras dos Núcleos de Estudos e de Enfrentamento da Violência de Gênero, professora Cristina Cordeiro, do NEG Wilma Lessa, da Região Metropolitana do Recife, e a professora Jussara Araújo, do NEG Dandara, do Sertão, da  EREM Maria Cavalcanti Nunes, cidade de Petrolândia. O evento será transmitido a partir das 15h00, através da página www.facebook.com/premionaideteodosio

A gerente de Formação em Gênero da Secretaria da Mulher de Pernambuco, Juliane Oliveira, destaca que Pernambuco é o único estado do Brasil com 175 Núcleos de Estudos de Gênero e Enfretamento da Violência Contra Mulher. “Essa iniciativa oportuniza um diálogo sobre o trabalho dos núcleos na perspectiva regional demonstrando a pluralidade e a disseminação dos estudos de Gênero no Estado, além de possibilitar espaço para exposição e o diálogo com as lideranças dos Núcleos, conhecer sobre os trabalhos realizados e o impacto dele no âmbito escolar e na comunidade”, esclarece.

Participe da live e saiba um pouco mais da história dessas mulheres militantes em prol da educação e do feminismo; a importância dos núcleos como política pública de prevenção da violência de gênero e estruturadora para que tenhamos uma sociedade que preze pela igualdade e bem-estar de todas as pessoas.

SecMulher-PE

Governador transforma Programa de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar em política de Estado

Lei foi sancionada na tarde desta quarta-feira, e vai beneficiar toda a cadeia produtiva familiar e a economia solidária. Medida era uma reivindicação antiga dos movimentos sociais ligados à agricultura familiar (Foto: Heudes Regis/SEI)

O governador Paulo Câmara sancionou hoje (03.06) a Lei que cria o Programa Estadual de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar (PEAAF) e que regulamenta a compra institucional de alimentos, contemplando a agricultura de base familiar e a economia solidária. Com a medida, a inclusão social, a modernização da produção, o consumo de alimentos saudáveis e a geração de emprego e renda no campo passam a ser reconhecidas como política de Estado.

Reivindicação antiga das entidades ligadas à agricultura familiar, o programa, aprovado por unanimidade na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), garante que pelo menos 30% dos recursos destinados à aquisição de alimentos pelo Estado sejam utilizados na compra de produtos agropecuários, extrativistas, produtos lácteos e resultantes da atividade pesqueira, in natura e beneficiados. Também se enquadram nessa categoria os artigos produzidos por agricultores familiares, pescadores artesanais, criadores de animais, povos indígenas, comunidades quilombolas e beneficiários da reforma agrária.

Em dois meses, 107 milhões de brasileiros pediram auxílio emergencial



Em quase dois meses depois de cadastramento, 107 milhões de brasileiros pediram o auxílio emergencial de R$ 600 (R$ 1,2 mil para mães solteiras), revelou hoje (3) o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães. Apenas nas últimas 24 horas, 100 mil pessoas se cadastraram para receberem o benefício.

O número de pessoas com o pedido do auxílio emergencial em análise subiu de 11 milhões ontem (2) para 11,1 milhões hoje (3). Desse total, 5,8 milhões de cadastros estão em primeira análise e outros 5,3 milhões em segunda ou terceira análise, quando o cadastro foi considerado inconsistente e a Caixa permitiu a contestação da resposta ou a correção de informações.

Dos 107 milhões de pedidos, 59 milhões tiveram o benefício aprovado e 42,2 milhões foram considerados inelegíveis, quando o cidadão não cumpre os requisitos estabelecidos pela lei que criou o benefício. O auxílio emergencial pode ser pedido desde 7 de abril pelo site auxilio.caixa.gov.br ou pelo aplicativo Caixa Auxílio Emergencial.

Covid-19: Deputados se dizem surpresos com veto a fundo de R$ 8,6 bi que seriam usados para ajudar estados e municípios


O presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia, afirmou nesta quarta-feira (3) que parlamentares se surpreenderam com o veto do presidente Jair Bolsonaro ao uso do saldo remanescente do extinto Fundo de Reservas Monetárias (FRM), de cerca de R$ 8,6 bilhões, para o combate ao novo coronavírus. Os recursos seriam usados para ajudar estados e municípios no enfrentamento à pandemia de covid-19. Com o veto, essa verba somente poderá ser usada no pagamento à dívida pública.

“Surpreendeu [o veto] em relação aos R$ 8 bilhões. Cabe ao Parlamento decidir agora [se mantém o veto]. A impressão que eu tive era de que tinha um acordo com o governo para votar a matéria, tanto que eles colocaram uma vinculação com o fim do isolamento”, afirmou o congressista.

A proposta foi enviada pelo Senado para sanção presidencial em maio, por meio de uma medida provisória que extinguiu o Fundo de Reservas Monetárias. A medida foi aprovada por votação simbólica na Câmara e por ampla maioria dos senadores.

Para Rodrigo Maia, o governo demorou a sancionar o projeto. No entanto, o auxílio dará um alívio fiscal para governadores e prefeitos quando chegar.

“A informação que recebi hoje é que será disponibilizado [auxílio aos estados e municípios] até 9 de junho. Demorou a sanção, agora é uma questão de fazer o ajuste baseado no que foi aprovado no Congresso e sancionado. Os governadores precisavam retirar as ações que tinham no STF. Essa semana teve 17 ações que foram retiradas e essa é uma das pré-condições que o governo decidiu”, argumentou o deputado.
Fake News

Rodrigo Maia reafirmou ainda que a Câmara dos Deputados deve voltar a discutir o assunto de Fake News. Ontem, Maia disse que vai conversar com o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), para tentar costurar um texto conjunto das suas Casas sobre o tema.

Segundo o deputado, a discussão deve respeitar a liberdade de imprensa, as plataformas, mas deve alcançar os financiadores de ataques e disseminações de notícias falsas. Atualmente, o assunto é tratado em uma Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) que reúne 15 deputados e 15 senadores. As atividades da comissão estão interrompidas desde 17 de março, quando, em decorrência da pandemia de covid-19, foi cancelada a última reunião prevista.

“A CPI tem que voltar a funcionar, tem que ter um basta no tema Fake News, mas com um texto que respeite a liberdade de imprensa, a plataformas, mas que também responsabilize e possa chegar naqueles que estão financiando esse ataque à imagem das pessoas e das instituições. Acho que o tema da Fake News precisa avançar e cabe à CPI que ela possa voltar a realizar o seu trabalho”, disse.

Para Rodrigo Maia, o tema deve ser discutido com cautela: “precisamos de uma lei em que o direito de todos seja respeitado. Hoje, grande parte das pessoas não têm o direito respeitado quando se paga robôs. Isso não é contra o governo, é a favor do governo porque é a favor do país. Uma lei que responsabilize as plataformas quando milhares de informações passam pelas plataformas. Estamos negociando com o Senado. Caso o projeto corra o risco de ser vetado, temos que estar bem organizados com as duas Casas para derrubar os vetos, caso eles ocorram”.

Por Agência Brasil

Veja o total de pacientes curados da Covid-19 em Petrolina e região no dia 3 de junho

Pacientes curados da Covid-19 no Sertão de Pernambuco — Foto: Reprodução / TV Grande Rio

Dos 702 casos de Covid-19 confirmados nos municípios da área de cobertura do G1 Petrolina e Região, 272 pacientes são considerados recuperados, de acordo com os boletins divulgados na noite da terça-feira (2 ) e nesta quarta-feira (3). Em comparação ao último levantamento, houve um aumento de 13 novos casos de cura na região.

Em Ipubi, quatro pacientes tiveram a cura clínica registrada na terça-feira. Agora o município contabiliza 45 casos confirmados de Covid-19 e 20 pacientes recuperados.

Em Araripina, mais um paciente é considerado recuperado. O município soma agora 60 casos confirmados da doença, 26 curas clínicas, três óbitos e dois casos em investigação.

Petrolina, onde o número de casos confirmados subiu para 284, mais dois pacientes são considerados recuperados. Agora o município contabiliza 99 curas clínicas.

Trindade também soma mais duas curas clínicas. O número de pacientes recuperados subiu de 43 para 45. Em Salgueiro foram confirmadas mais duas curas, passando para 33. O município tem 83 casos da Covid-19.

Afrânio, passando de quatro para cinco, e Orocó, que subiu de um para dois, são outros municípios que tiverem aumento no numero de curados.

Nos demais municípios da região, o número de curados permanece estável.

Por G1 Petrolina

Governo decide exonerar novo presidente do Banco do Nordeste um dia após a posse


Um dia depois de tomar posse como presidente do Banco do Nordeste (BNB), em Fortaleza, Alexandre Cabral será exonerado do cargo, informa fonte do Palácio do Planalto.

"Ele está cheio de problemas", disse um importante auxiliar do presidente, sem explicitar que o maior problema de Cabral é ser alvo de investigação conduzida pelo Tribunal de Contas da União (TCU) sob suspeita de irregularidades no período em que foi presidente da Casa da Moeda, em 2018, conforme revelou a edição desta quarta-feira (3) do jornal "O Estado de S. Paulo".

Cabral foi indicado pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, na tentativa de evitar uma indicação do PL de Valdemar da Costa Neto. Assessores do presidente garantem que o nome não foi indicação política.

"A imprensa fala que é indicação do Centro Democrático – eu não mais falo em Centrão, que é muito pejorativo – e isso nos traz problemas, mas não foi", afirmou o ministro da Articulação Política, general Luiz Eduardo Ramos.

Blog da Cristiana Lôbo/G1

Provas de concursos públicos não devem ser realizadas durante pandemia, recomendam TCE e MPC em Pernambuco

 
Uma nova recomendação expedida em conjunto pelo Tribunal de Contas do Estado e pelo Ministério Público de Contas sugere a não realização de provas de concursos públicos enquanto perdurar a pandemia do novo coronavírus.

A orientação foi publicada no Diário Oficial do TCE desta terça-feira (2) e tem como interessados os titulares dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário e a todos os seus órgãos, bem como ao do Ministério Público do Estado de Pernambuco.

Vários motivos foram considerados nesta recomendação, a exemplo da ocorrência do estado de calamidade pública em Pernambuco, da suspensão dos eventos de qualquer natureza com público, da proibição da concentração de pessoas num mesmo ambiente e, ainda, da garantia da saúde como direito de todos e dever do Estado.

Além desta recomendação, outras seis já foram emitidas em conjunto pelo TCE e MPCO desde o início da pandemia, orientando os gestores públicos sobre a garantia do pleno funcionamento da Rede de Atenção Básica dos municípios, sobre o reajuste salarial para os servidores públicos, com exclusão dos profissionais do magistério público da educação básica e os agentes comunitários de saúde, a concessão de isenção temporária e emergencial da Contribuição para o Custeio do Serviço de Iluminação Pública – COSIP e sobre a transparência na aplicação dos recursos públicos.

A recomendação foi assinada pelo presidente do Tribunal de Contas, Dirceu Rodolfo, e pela procuradora-geral do Ministério Público de Contas, Germana Laureano, e encaminhada aos gestores públicos e à AMUPE (Associação Municipalista de Pernambuco).

Por TCR-PE

MPPE recomenda que municípios não podem descumprir normas federais e estaduais destinadas a evitar a propagação da Covid-19


O Ministério Público de Pernambuco (MPPE), por meio do Gabinete de Acompanhamento da Pandemia do novo coronavírus, emitiu nesta quarta-feira, 3, a Recomendação PGJ n.º 28/2020, que fala sobre a competência legislativa suplementar dos municípios de tornar mais restritivas as medidas concebidas pela União e pelo Estado de Pernambuco. A medida assinada pelo procurador-geral de Justiça, Francisco Dirceu Barros, alerta os gestores municipais de que é possível restringir ainda mais as medidas preconizadas, mas não é possível relaxá-las.

Segundo a Recomendação, o PGJ orienta que os membros do MP pernambucano adotem as medidas necessárias para fazer cumprir as normas sanitárias federal e estadual, notadamente as medidas de isolamento social já impostas pelo Estado de Pernambuco. Com o objetivo, principal de fazer prevalecer as normas emanadas de caráter federal e estadual. Segundo o texto da Recomendação os gestores municipais podem suplementá-las de forma a intensificar o nível de proteção à população sendo indevida qualquer redução de patamar de cuidado.

“São conhecidas as reiteradas tentativas de contenção da pandemia da Covid-19 realizadas. Ainda assim, tem chegado ao conhecimento deste órgão que alguns prefeitos promovem movimentos de flexibilização, ou até mesmo de descumprimento, das normas restritivas emanadas das autoridades sanitárias no âmbito federal e estadual”, disse o procurador-geral de Justiça, Francisco Dirceu Barros.

Ainda segundo ele o MPPE já emitiu, anteriormente, a Recomendação PGJ n.º 16/2020, dispondo sobre a impossibilidade dos prefeitos municipais determinarem a reabertura do comércio local e outros atos administrativos que contrariem a Lei Federal n.º 13.979/2020 e, por consequência, os decretos Federal n.º 10.282/2020 e Estadual n.º 48.809/2020 e suas alterações.

Caso as representações sejam instaurados, os membros do MPPE devem encaminhar o conteúdo à Procuradoria-Geral de Justiça com cópia do ato normativo que descumpre as legislações federal e estadual sobre o tema e da notificação devidamente assinada pelo Prefeito Municipal para o ajuizamento de Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI), bem como ajuizamento de outras ações cíveis e criminais com escopo de defender a harmonia da ordem jurídica.

“A adoção de qualquer medida legislativa pelos Municípios que se afaste das diretrizes estabelecidas pela União e pelo Estado de Pernambuco configura violação ao pacto federativo e à divisão espacial do poder instrumentalizada na partilha constitucional de competências, colocando em risco os direitos fundamentais à saúde e à vida, sobretudo pela sobrecarga e colapso do sistema de saúde, em razão do descontrole na disseminação viral”, reforçou o procurador no texto da Recomendação.

Por: Ministério Público de Pernambuco (MPPE)

Prefeitura de Petrolândia divulga programação da Semana do Meio Ambiente; confira!


Se liga na programação da Semana Meio Ambiente 2020 em Petrolândia, que vai ser pra lá de especial! Confira no cartaz acima.

SEMANA DO MEIO AMBIENTE 2020
O Dia Mundial do Meio Ambiente é comemorado em 5 de junho, a principal data da ONU para promover conscientização ambiental. Ao longo dos anos, celebrada por milhões de pessoas em mais de 100 países, tornou-se a maior plataforma global de sensibilização pública sobre o tema. Tradicionalmente, o Governo do Estado, por meio da Secretaria do Meio Ambiente (SEMA), todo ano realiza, em parceria com os município cearenses, a Semana do Meio Ambiente no Ceará.

Este ano, por conta da situação excepcional da pandemia de COVID-19 em curso, a Coordenadoria de Educação Ambiental (Coeas/SEMA), em parceria com a Coordenadoria de Biodiversidade (Cobio/SEMA), adaptaram a comemoração da Semana do Meio Ambiente 2020 ao formato virtual e programaram quatro lives e um grande seminário sobre Educação Ambiental.

Os encontros poderão ser acompanhados pelas redes sociais da SEMA – Facebook, Instagram – e pela plataforma YouTube. “O objetivo é buscar alternativas para as questões ambientais no período de isolamento e pós-isolamento social provocado pela quarentena, desenhando cenários e perspectivas futuras para o Meio Ambiente através da Educação Ambiental”, afirma Artur Bruno, secretário estadual do Meio Ambiente. O seminário virtual encerrará a Semana.

Governo veta R$ 8,6 bi de fundo extinto para combate a coronavírus


O presidente Jair Bolsonaro vetou o repasse de R$ 8,6 bilhões de um fundo extinto para o combate à pandemia do novo coronavírus. Com o veto, os recursos poderão ser usados apenas para o pagamento à dívida pública, como constava do texto original da Medida Provisória 909, editada em dezembro e aprovada em maio pela Câmara e pelo Senado.

Durante a tramitação no Congresso, os parlamentares costuraram um acordo para incluir uma emenda que mudava a destinação dos recursos do Fundo de Reserva Monetária do Banco Central (FRM). Os recursos, que estavam parados, seriam usados para ajudar estados e municípios no enfrentamento à pandemia de covid-19.

Na justificativa para o veto, o presidente alegou que a mudança de destinação dos recursos viola a Constituição, que proíbe emendas parlamentares de aumentar despesa em projetos de iniciativa exclusiva do presidente da República. Bolsonaro alegou ainda que a medida descumpre o teto de gastos, ao não demonstrar o impacto orçamentário e financeiro da despesa no ano corrente e nos dois anos seguintes.

Criado em 1966, o FRM recebia recursos de sobras de verbas do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) usados para intervir nos mercados de câmbio e de títulos. O fundo deixou de receber aportes após a promulgação da Constituição de 1988 e foi considerado irregular pelo Tribunal de Contas da União (TCU) em 2016, o que levou o governo a editar a medida provisória de extinção do fundo.

Em sessão conjunta, o Congresso analisará o veto, que poderá ser mantido ou derrubado. Com amplo acordo nas duas Casas, a medida provisória havia sido aprovada por votação simbólica na Câmara (sem registro de votos no painel eletrônico). No Senado, o texto foi aprovado por unanimidade, com o voto de todos os 75 senadores presentes no dia.

Por Agência Brasil

Petrolândia; Clínica Mais Saúde divulga novo número de whatsapp para contato; confira!


Divulgação: Clínica Mais Saúde - Petrolândia

Corpo de homem é encontrado com marcas de tiro às margens da BR-316 em Floresta, PE


O corpo de um homem foi encontrado às margens da BR-316 na madrugada desta quarta-feira (3) em Floresta, no Sertão de Pernambuco. De acordo com informações da polícia militar, o corpo foi encontrado por volta da 0h30 com marcas de tiros.

Após buscas de uma equipe composta por agentes da PM de plantão, juntamente com agentes BEPI, o corpo foi encontrado com duas perfurações de arma de fogo, sendo uma delas na nuca e outra no lado direita da cabeça, próximo a orelha.

O corpo foi encaminhado para o Hospital Coronel Álvaro Ferraz para em seguida ser removido para o IML onde passará por autópsia. Até o momento não se tem informações da autoria do crime.

Via Blog do Elvis/NE10

Petrolândia; Na semana do meio ambiente o pré candidato a prefeito Fabiano Marques enaltece a importância da recuperação e arborização das praças, orla e academia das cidades!


Semana do Meio Ambiente, tema de grande relevância para nossa sociedade. A importância da construção de parques nessas estruturas urbanas é vital. Os parques funcionam como pulmões para a comunidade. A natureza trás vida para as cidades, lugares arborizados para nossa população desfrutar, estão em nossos projetos para uma sociedade mais forte.

#petrolandia #pernambuco #solidariedade #cuidado #fabianomarques #compromisso #sociedade #força

Fabiano Jaques Marques

Jatobá: Secretaria Municipal Saúde confirma o sexto caso positivo de coronavírus e mais dois suspeitos


A Prefeitura Municipal de Jatobá, através da Secretaria Municipal de Saúde divulgou nesta quarta-feira (03/06), o sexto caso positivo de coronavírus no município. O mais novo caso positivo se trata de uma pessoa do sexo masculino e reside no centro do município.

O paciente está em isolamento domiciliar, recebendo toda a assistência necessária da equipe de saúde da rede municipal. As pessoas que tiveram contato com o paciente estão em isolamento domiciliar e sendo monitoradas, como recomenda o Ministério da Saúde.

Por Portal Jatobá
Com informações da Secretaria Municipal de Saúde

Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) atualiza medidas sanitárias no transporte interestadual

Terminal Rodoviário de Petrolândia (Foto: Assis Ramalho/BlogAR)

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) publicou nesta quarta-feira (3), no Diário Oficial da União, resolução com medidas sanitárias a serem adotadas nos serviços de transporte rodoviário interestadual de passageiros e no ferroviário, para enfrentamento da pandemia do novo coronavírus. A resolução, que atualiza regras já determinada pela agência, vale até o dia 31 de agosto deste ano.

De acordo com a norma, as empresas que operam os serviços têm de adotar medidas para limpeza e desinfecção dos veículos por meio de métodos que impeçam a proliferação de microrganismos nocivos à saúde, como vírus, fungos e bactérias. As empresas também devem adotar estratégias para minimizar o contato entre os passageiros no veículo. No caso de veículos não climatizados, a ANTT recomenda que as janelas permaneçam abertas durante a viagem.

Segundo a ANTT, A frequência de viagens das linhas de transporte rodoviário interestadual poderá ser reduzida e ficar abaixo do mínimo prevista na legislação. Caso o passageiro queira pedir o reembolso do valor da passagem, as empresas devem reembolsar o valor do bilhete em até 120 dias, contados da data do pedido de devolução, sem cobrança de comissão de venda e multa compensatória.

O prazo máximo para o pedido de reembolso é de 90 dias de antecedência contados da data prevista para a viagem, ou 90 dias após a data de compra do bilhete, no caso de viagem sem data determinada.

Quanto ao transporte ferroviário interestadual, a ANTT determinou a suspensão das autorizações vigentes "para a prestação não regular e eventual de serviços de transporte ferroviário de passageiros, com finalidade turística, histórico-cultural e comemorativa".

A agência também determinou que as empresas de transporte ferroviário de passageiros enviem semanalmente uma planilha contendo os dados diários de demanda dos serviços operados.

Em março, a ANTT já havia determinado que, após cada viagem, fossem higienizados ou esterilizados pega-mãos, corrimãos, catracas, equipamentos de bilhetagem e demais superfícies onde há constante contato das mãos de passageiros, do motorista e do cobrador. Na ocasião, também foi recomendado que as empresas disponibilizassem álcool em gel 70% para motoristas, cobradores e passageiros e, se possível, máscaras.

Na resolução publicada nesta quarta-feira, a ANTT manteve a proibição do transporte rodoviário internacional de passageiros, regular, semiurbano e de fretamento, das empresas brasileiras e estrangeiras que têm licenças originárias, complementares e ocasionais.

"Excepcionalmente, a Agência Nacional de Transportes Terrestres poderá autorizar o transporte de passageiros, com a finalidade de garantir o retorno de brasileiros ou estrangeiros aos seus respectivos países de origem, o transporte de profissionais que atuem em serviços públicos e atividades essenciais e o deslocamento de pessoas com enfermidades para tratamento de saúde", diz ainda a resolução.

Por Agência Brasil

OMS anuncia retomada de testes com hidroxicloroquina para covid-19


Após a análise de um estudo publicado pela revista médico-científica The Lancet, Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), anunciou hoje (3) durante coletiva de imprensa que o grupo responsável retomará os protocolos com a cloroquina e sua variante mais recente, a hidroxicloroquina.

“Como vocês sabem, na última semana o Grupo Executivo dos Testes de Solidariedade [nome dado ao grupo de pesquisa que busca medicamentos eficazes contra o SARS-CoV-2] decidiu suspender o ramo de testes com hidroxicloroquina por preocupação no uso da droga. Essa foi uma decisão de precaução. Com base nos dados disponíveis, os membros recomendaram que não há razões para suspender o protocolo de testes”, afirmou Tedros.

A suspensão durou 10 dias (o anúncio foi feito em 25 de maio). Os testes com a hidroxicloroquina serão retomados com 3.500 pacientes em 35 países, informou o diretor-geral. Vários especialistas do mundo inteiro já haviam se manifestado contra a metodologia de mineração de dados usada pela Surgisphere - empresa responsável por coletar números para o estudo. “A OMS está comprometida em acelerar o desenvolvimento de terapias eficazes, vacinas e diagnósticos [contra a covid-19] como parte do nosso compromisso em servir o mundo com ciência, resolução de problemas e solidariedade”, complementou.
Remessa

A decisão vem logo em seguida ao anúncio da doação de 2 milhões de doses de hidroxicloroquina ao Brasil feita pelos Estados Unidos. O presidente americano, Donald Trump, também enviou respiradores mecânicos.

Por Agência Brasil

Petrolândia: Confira escala e nomes de médicos que atenderão nesta quinta [04/06] na Clínica Mais Saúde; ligue e marque sua consulta



A Clínica Mais Saúde, localizada na Av Auspício Valgueiro de Barros, em frente a Escola Delmiro Gouveia, informa atendimento para esta quinta-feira, 04 de junho de 2020; confira!

Confira abaixo profissionais médicos que atenderão na Mais Saúde de Petrolândia nesta quinta-feira (04/06).

Bate papo desta quarta (03/06): Bolsonaro fala da atitude do STF, PT, diz que não vai falar com Witzel e mais! (assista ao vídeo)


No tradicional encontro com apoiadores - na manhã desta quarta-feira (03/06) - no Palácio da Alvorada, o presidente Jair Bolsonaro fala da atitude do STF, PT, diz que não vai falar com Witzel, manda recado para a imprensa e muito mais! 

Assista acima a íntegra do vídeo do Canal YouTube Foco do Brasil.

Blog de Assis Ramalho
Vídeo: Canal YouTube Foco do Brasil

Dois mil brasileiros participarão de testes para vacina contra a Covid-19; país será o 1º fora do Reino Unido a começar a testar a eficácia da imunização

Imagem retirada de vídeo mostra voluntário recebendo injeção durante teste de vacina experimental de Covid-19 realizado pela Universidade de Oxford, em 25 de abril — Foto: University of Oxford via AP

Dois mil brasileiros participarão dos testes para vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela Universidade de Oxford. A estratégia faz parte de um plano de desenvolvimento global, e o Brasil será o primeiro país fora do Reino Unido a começar a testar a eficácia da imunização contra o Sars CoV-2.

Em entrevista exclusiva ao G1 na quinta-feira (28), a cientista brasileira e doutora pelo Instituto Butantan, Daniela Ferreira, já tinha adiantado o dilema da prova de eficácia: os responsáveis pela pesquisa em Oxford viam com preocupação o impacto da diminuição da curva de casos no Reino Unido (veja o vídeo abaixo). Já naquela época o grupo se organizava para ampliar os testes em uma região com altas taxas de circulação do Sars-Cov-2 para poder comprovar a possível eficácia da vacina.

"É uma situação um pouco bizarra, porque você quer que o coronavírus desapareça, não quer que as infecções continuem", diz a chefe do departamento de ciências clínicas da Escola de Medicina Tropical de Liverpool. Para provar mais rapidamente se a fórmula é eficaz, é preciso que os voluntários tenham contato com o vírus e, atualmente, o Brasil é considera o epicentro da pandemia.

"Um dos fatores limitantes de tudo isso é se a gente vai continuar a ter, nos países em que as vacinas estão sendo testadas, um número de infecção que permite que você teste essa vacina rapidamente", explicou Daniela Ferreira.

Testes aprovados pela Anvisa

Para ser conduzido no Brasil, o procedimento foi aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), com o apoio do Ministério da Saúde. Em São Paulo, os testes serão feitos em mil voluntários e conduzidos pelo Centro de Referência para Imunológicos Especiais (Crie) da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). A Fundação Lemann está financiando a estrutura médica e os equipamentos da operação.

Os voluntários serão pessoas na linha de frente do combate ao coronavírus, com uma chance maior de exposição ao Sars CoV-2. Eles também não podem ter sido infectados em outra ocasião. Os resultados serão importantes para conhecer a segurança da vacina.

Testes já começaram no Reino Unido

Com a previsão otimista de ficar pronta ainda em 2020, a vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford ofereceu proteção em um estudo pequeno com seis macacos, resultado que levou ao início de testes em humanos no final de abril.

Em humanos, os testes têm apenas 50% de chance de sucesso. Adrian Hill, diretor do Jenner Institute de Oxford, que se associou à farmacêutica AstraZeneca para desenvolver a vacina, disse que os resultados da fase atual, envolvendo milhares de voluntários, podem não garantir que a imunização seja eficaz e pede cautela.

A vacina já está sendo aplicada em 10 mil voluntários no Reino Unido. A dificuldade para provar a possível eficácia está no fato de os cientistas dependerem da continuidade da circulação do vírus entre a população para que os voluntários sejam expostos ao coronavírus Sars-Cov-2.

Outras vacinas em andamento

Relatório publicado no site da Organização Mundial de Saúde (OMS) com dados até esta terça-feira (2) mostra que estão em desenvolvimento pelo menos 133 candidatas a vacina, sendo que dez delas estão na fase clínica, ou seja, sendo testadas em humanos.

Embora os estudos avancem em todo o planeta, muitos especialistas acreditam que a vacina não estará disponível em 2020. Projeções otimistas falam num prazo de 12 a 18 meses, que já seria recorde. A vacina mais rápida já criada, a da caxumba, levou pelo menos quatro anos para ficar pronta.

Outra hipótese contra a qual todos os pesquisadores lutam é a de que uma vacina efetiva e segura nunca seja encontrada. O vírus do HIV, que causa a Aids, é conhecido há cerca de 30 anos, mas suas constantes mutações nunca permitiram uma vacina.

"Está todo mundo muito otimista, mas estudo de vacina é algo muito complicado. A maioria deles para na fase 3, de testes clínicos, pelos problemas que aparecem. É importante discutir essa possibilidade (de não se ter uma vacina)", admite Álvaro Furtado Costa, médico infectologista do HC-FMUSP.

Gustavo Cabral, imunologista que lidera um estudo na USP e no Incor concorda: “A vacina é o melhor caminho profilático (preventivo), mas não é o único caminho, há também os tratamentos. Para o HIV não há vacina e as pessoas que têm o vírus podem ter uma vida normal. Sabemos que aproximadamente 80% das pessoas infectadas com o Sars-CoV-2 não desenvolvem a Covid-19 ou têm sintomas leves. O problema são os outros 20% e o risco de fatalidade, hoje de 6%. Mas há centenas de estudos sobre medicamentos neste momento”, disse.

A busca pela vacina

Para chegar a uma vacina efetiva, os pesquisadores precisam percorrer diversas etapas para testar segurança e resposta imune. Primeiro há uma fase exploratória, com pesquisa e identificação de moléculas promissoras (antígenos). O segundo momento é de fase pré-clínica, em que ocorre a validação da vacina em organismos vivos, usando animais (ratos, por exemplo). Só então é chegada à fase clínica, em humanos, em três fases de testes:

Fase 1: avaliação preliminar com poucos voluntários adultos monitorados de perto;
Fase 2: testes em centenas de participantes que indicam informações sobre doses e horários que serão usados na fase 3. Pacientes são escolhidos de forma randomizada (aleatória) e são bem controlados;
Fase 3: ensaio em larga escala (com milhares de indivíduos) que precisa fornecer uma avaliação definitiva da eficácia/segurança e prever eventos adversos; só então há um registro sanitário.

Depois disso, as agências reguladoras precisam aprovar o produto, liberar a produção e distribuição. Das dez vacinas em testes em fase clínica, algumas aparecem em estágio mais avançado, como a desenvolvida por Oxford, em fase 3.

A vacina do Reino Unido é produzida a partir de um vírus (ChAdOx1), que é uma versão enfraquecida de um adenovírus que causa resfriado em chimpanzés. A esse imunizante foi adicionado material genético usado para produzir a a proteína Spike do SARS-Cov-2 (que ele usa para invadir as células), induzindo a criação de anticorpos.

A empresa AstraZeneca já fechou com EUA e Reino Unido para cuidar da produção em escala mundial. O CEO da farmacêutica disse à rede britânica BBC, no domingo, que a população pode ter acesso a 100 milhões de doses da vacina já em setembro.

"De forma prática: é possível que uma vacina fique disponível em cerca de 18 meses por causa do investimento no mundo inteiro. O mundo parou. Mas eu diria que é impossível até setembro", opina o brasileiro Gustavo Cabral.

Álvaro Furtado Costa também recomenda cautela com anúncios muito otimistas sobre vacinas. Ele acredita que não se pode desprezar, por exemplo, que uma novidade nesse campo impulsiona as ações da empresa que a anuncia.

“Quando se começa um estudo de vacina, a fase 1 tem resultados bem preliminares e rápidos, para começar a avaliar se é segura, se não tem grandes efeitos adversos, mas você testa pouca gente. Nas fases 2 e 3 você testa 10 mil, 20 mil pessoas, isso é mais demorado. Aí você vê se realmente protege. O mundo testou vacinas de HIV que chegaram à fase 3 e aí falharam. É preciso ter calma”, disse Costa.

As iniciativas brasileiras

Duas pesquisas feitas no Brasil aparecem na fase pré-clínica no relatório da OMS.

Um dos projetos é liderado por cientistas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) e pelo Laboratório de Imunologia do Instituto do Coração (Incor). A pesquisa é financiada pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp).

Pesquisador responsável pelo estudo, Gustavo Cabral é imunologista pela USP e pós-doutor pela Universidade Oxford e na Universidade de Berna, na Suíça. Seu grupo trabalha com plataforma de vacina baseada em partículas semelhantes ao vírus (VLP, em inglês). Já há testes com animais.

"Quando um vírus entra nosso corpo, o sistema imunológico ataca. Não queremos utilizar o vírus, queremos usar partículas semelhantes ao vírus. Fizemos com chikungunya, Streptococcus e agora Covid-19. Essas partículas são apenas uma base que estimula o sistema imunológico. Nele, a gente coloca alguns pedaços do coronavírus, fragmentos proteicos ou proteína inteira, dando estímulo ao sistema imunológico para produzir anticorpo."

Também em fase pré-clínica está uma vacina pesquisada pelo INCTV (Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Vacinas), que tem base técnica elaborada pelo Grupo de Imunologia de Doenças Virais da Fundação Oswaldo Cruz-MG.

"Nossa técnica consiste em usar o vírus da influenza como vetor vacinal. Como se trata de um vírus defectivo para a multiplicação, ele não causa a doença, mas gera produção de anticorpos. Com esse processo, uma das possibilidades é desenvolver uma vacina bivalente, que possa ser usada contra influenza e contra o coronavírus", explica o pesquisador Ricardo Gazzinelli, líder do Grupo de Imunopatologia da Fiocruz Minas e coordenador do INCTV.

Por G1

ANS suspende a venda de sete planos de saúde



A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) suspendeu, temporariamente, a comercialização de sete planos de saúde, devido a reclamações referentes à cobertura assistencial. Os planos, cuja lista pode ser conferida no site da ANS, são todos da operadora Unimed Norte/Nordeste.

A suspensão faz parte do monitoramento periódico da agência para acompanhar o desempenho dos planos de saúde. A proibição da comercialização para novos clientes passa a valer a partir de 10 de junho, mas os 40.600 beneficiários desses planos não são afetados pela medida, já que continuam sendo atendidos por sua rede assistencial.

E por apresentarem melhoria no atendimento, a ANS autorizou a comercialização de nove planos de saúde das operadoras Unimed Norte/Nordeste, Unimed de Manaus, Ameplan, Hospital Bom Samaritano e Halsa. A lista pode ser conferida no site da ANS.

Agência Brasil

Bolsonaro: 'Pelo que tenho conhecimento, ninguém faleceu por falta de UTI'


Em meio à pandemia do novo coronavírus, o presidente Jair Bolsonaro disse não ter conhecimento de pessoas que tenham morrido em decorrência da covid-19, doença causada pelo vírus, por falta de leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) ou respiradores.

"Pode ver que ninguém faleceu, pelo que eu tenho conhecimento, pode ser que esteja equivocado, por falta de UTI ou respirador. Então, o vírus é uma coisa que vai pegar todo mundo. Não precisava ter, grande parte da imprensa, criado esse estado de pânico", afirmou na noite de terça-feira (2/6).

Desde maio, fala-se sobre a situação de colapso no sistema de saúde em diversos estados, com falta de leitos de UTI e equipamentos, dentre eles, respiradores. O estado a anunciar colapso foi o Amazonas, que recebeu inclusive visita do ex-ministro da Saúde, Nelson Teich. No estado, houve relatos de falta de respiradores e leitos, situação amplamente falada desde abril.

Polícia cumpre mandados no Recife e em Paudalho em operação que apura suposta fraude em licitações da covid-19

A Operação está sendo coordenada pela DIRESP e supervisionada pela Chefia de Polícia. - FOTO: Foto: Reprodução

A Polícia Civil de Pernambuco desencadeou, na manhã desta quarta-feira (3), a 'Operação Inópia', para apurar possíveis irregularidades em contrato elaborado com recursos públicos destinados ao combate do novo coronavírus (covid-19).

De acordo com a investigação, há indícios da suposta existência de organização criminosa voltada para a prática de crimes relacionados à fraude em licitação.

Durante a operação, estão sendo cumpridos cinco mandados de busca e apreensão, expedidos pela Vara de Crimes contra a Administração Pública e Ordem Tributária. No entanto, a polícia ainda não informou quem são os alvos na operação e alegou que as informações serão divulgadas posteriormente.

Três mandados estão sendo cumpridos em Pernambuco pela Polícia Civil, nas cidades de Recife e Paudalho; e os outros dois estão sendo cumpridos pela Polícia Federal em Goiás e no Distrito Federal. A Operação fora deflagrada com o apoio da Polícia Federal, Controladoria Geral da União e Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado - MPPE.
APNEIA

Na última semana a Polícia Federal chegou a cumprir mandados de busca e apreensão na Prefeitura do Recife investigando supostas irregularidades em contratos celebrados para aquisição de 500 respiradores pulmonares, por meio de dispensas de licitação, pela Secretaria de Saúde do Recife. O material seria usado no tratamento de pacientes com a covid-19.

Na ocasião, a prefeitura informou que a referida compra foi cancelada pela Secretaria de Saúde e o único valor pago, de R$ 1,075 milhão, já foi devolvido pela empresa à Prefeitura no último dia 22. "Portanto, não há possibilidade de haver qualquer prejuízo à Prefeitura do Recife. Todos os procedimentos da Secretaria de Saúde estão sendo realizados dentro da legalidade".

Em meio à pandemia, as polícias estão desencadeando diversas operação que pram possiveis desvios em recursos destinados ao coronavírus. Na Bahia, por exemplo, três pessoas foram presas na última segunda-feira (1º) durante uma operação da Polícia Civil contra uma empresa que vendeu e não entregou respiradores ao Consórcio do Nordeste.

Por Jornal do Commercio Online

Superintendente do Incra Kaio Maniçoba é exonerado do cargo


Superintendente do Incra em Pernambuco, Kaio Maniçoba foi surpreendido, ontem, com uma portaria no Diário Oficial contendo a sua exoneração do cargo.

Segundo o que apurou o Blog do Magno, junto a bancada Federal no Estado, nenhum parlamentar sabe o motivo para sua demissão, nem mesmo o deputado Augusto Coutinho (SD), que foi quem o indicou para o cargo.

Nesta quinta-feira (03/069), o Blog do Magno divulgou matéria onde afirma que o deputado federal Augusto Coutinho, presidente estadual do SD e padrinho do ex-superintendente do Incra em Pernambuco, soube da demissão de Kaio pelo blog. Veja abaixo a íntegra

Em entrevista gravada, há pouco, para o Frente a Frente, o deputado Augusto Coutinho, presidente estadual do SD e padrinho do ex-superintendente do Incra em Pernambuco, Kaio Maniçoba, disse que tomou conhecimento do afastamento do aliado por este blog (Blog do Magno Martins). “Nem um telefonema sequer me deram”, queixou-se, revelando desapontamento com o tratamento de adversário recebido no episódio por parte do Palácio do Planalto.

Guga, como é mais conhecido, também ficou igualmente surpreso com a notícia de que o substituto de Kaio foi indicado pelo líder do Governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB). “Esse cargo, pelo que ficou acertado, é de indicação da bancada federal”, afirmou. Sem ter a certeza do que classificou de retaliação, o deputado disse, ainda, que a única desconfiança que lhe resta para tal reação do Governo pode ter relação com o fato de o seu partido ter se negado a compor o Centrão.

Formado por um conjunto de partidos de centro-direita, o Centrão passou a ser o braço direito do Governo na construção da sua base de apoio do Congresso. A decisão de ficar fora foi do presidente da legenda, Paulinho da Força Sindical (SP), que andou, nos últimos dias, tendo comportamento de adversário com críticas veladas ao presidente Bolsonaro no caso Governo x Supremo.

A entrevista vai ar ao longo do programa que começa às 18 horas, tendo como cabeça de rede a Rádio Hits 103,1 FM, no Grande Recife. Se você quer ouvir pela internet, clique no botão Rádio acima ou baixe o aplicativo da Rede Nordeste de Rádio entrando no Play Store. E bom programa!

As informações são exclusiva do Blog do Magno

Ex-prefeito de Custódia, Nemias Gonçalves, morre após ataque de abelhas


Morreu nesta quarta-feira (03/06) o ex-prefeito de Custódia, Nemias Gonçalves (PSB). Ele foi atacado por abelhas em sua propriedade rural. Alérgico a picadas, foi levado às pressas para o Hospital de Custódia.

O veneno causou uma reação alérgica fatal chamada anafilaxia. Isso ocorre porque o sistema imunológico considera o veneno inoculado como um invasor prejudicial e reage liberando uma substância química chamada histamina. A liberação de histamina e outras substâncias químicas é o que causa sua reação.

A informação é de que foram muitos picadas. O prefeito já teria dado entrada em parada cardiorrespiratória na unidade de saúde de Custódia, a unidade Mista Elizabete Barbosa. Médicos tentaram reanimá-lo, sem sucesso. Nemias vivia na comunidade rural por ser de grupo de risco, prevenindo contrair a Covid-19.

A filha de Nemias, Luciara Frazão é atual vice-prefeita. O prefeito Emmanuel Fernandes, o Manuca soube da morte quando dava uma entrevista à Rádio Panorama FM e não conteve as lágrimas. A cidade decretou luto oficial.

Nemias foi prefeito de Custódia por dois mandatos. Tinha 67 anos. Era ligado ao grupo do ex-deputado estadual José Aglailson, pai do prefeito de Vitória de Santo Antão, Aglailson Júnior (PSB). Na última eleição, Gonçalves apoiou o deputado federal André de Paula (PSD). A cidade está em choque.

Por Blog do Nill Júnior

Motorista da Secretaria de Saúde de Glória-BA é o primeiro caso de óbito causado pela Covid-19; prefeitura divulga nota e decreta luto oficial de 3 dias

A prefeitura de Glória, Bahia, informou o primeiro óbito pela covid-19 no município. “Nossos corações e nossas orações estão, neste momento, com a família e com os amigos do querido Danilson da Conceição Silva, o ‘Faustão’, diz em nota a gestão.

No dia 15 de abril, “Faustão” foi levado numa Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Aérea do Aeroporto de Paulo Afonso ppara Hospital do Subúrbio em Salvador-BA.

No dia 11 de abril o paciente foi internado no Hospital de Urgência Covid-19 de Paulo Afonso/BA, em respiração mecânica. O quadro se agravou necessitando urgentemente fazer diálise.

No dia da remoção, o secretário de Saúde de Glória, Flávio Souza, informou ao site pa4 que o paciente apresentou uma disfunção renal e o Hospital Covid não possui a aparelhagem para esse tipo de tratamento. “O Hospital Covid não tinha os aparelhos, a aparelhagem para esse tipo de tratamento. Por isso, o prefeito David Cavalcanti e o deputado Mário Júnior acionaram o Estado para que as providências fossem tomadas em defesa da vida do nosso amigo para transferi-lo numa UTI aérea.”, relatou Flávio.

Por PA4.COM.BR - Blog de Ozildo Alves

Saiba como pedir concessão e prorrogação do auxílio-doença durante pandemia


Muitos segurados estão com dúvidas sobre a concessão e prorrogação do auxílio-doença, devido à suspensão do atendimento presencial nas agências do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), provocada pela pandemia de covid-19. A Secretaria de Previdência selecionou, por meio das redes sociais e dos comentários da página eletrônica, as dez perguntas mais frequentes feitas pelos segurados sobre a perícia médica.

A prorrogação será feita automaticamente pelo INSS enquanto durar a pandemia, e o segurado recebe antecipação no valor de um salário mínimo (R$ R$ 1.045) por até três meses. O restante do valor, para aqueles com direito a mais de um salário mínimo, será pago posteriormente, após a reabertura das agências do INSS, quando serão emitidas as orientações de como proceder para solicitar a diferença de valores.

Confira as perguntas e respostas feitas pela secretaria:

Como sei se tenho direito ao auxílio-doença?

Para ter direito ao auxílio-doença, o segurado deve ter contribuído para a Previdência Social por, no mínimo, 12 meses. No entanto, se o afastamento for decorrente de acidente de trabalho, não há carência para receber o benefício. Confira mais detalhes no site do INSS.

Como faço para receber auxílio-doença enquanto as agências do INSS estiverem fechadas por causa da pandemia do coronavírus?

Neste momento em que há suspensão do atendimento presencial, bem como da perícia médica, quem requerer o auxílio-doença deve enviar o atestado médico pelo Meu INSS, site ou aplicativo, para que seja feita a antecipação no valor de R$ 1.045. Caso o atestado esteja em conformidade, após verificação pela perícia médica federal, o INSS faz o processamento do pedido e procede com o pagamento da antecipação do benefício, que será feito junto com o calendário de pagamento mensal. O INSS tem um passo a passo de como enviar o atestado.

Fiz perícia antes do fechamento das agências do INSS, mas não recebi o resultado. Como saberei se tenho direito ao benefício?

O segurado que faz qualquer requerimento ao INSS deve acompanhar o status da análise do benefício pelo Meu INSS ou pela central telefônica 135, que funciona de segunda a sábado, das 7h às 22h.

Tinha perícia agendada, mas foi cancelada por causa do fechamento das agências. O que faço?

Basta entrar no aplicativo Meu INSS para fazer o envio do atestado médico, caso o segurado queira solicitar a antecipação do auxílio-doença, no valor de R$ 1.045.

Como faço para registrar o atestado médico?

Acesse o Meu INSS ou use o aplicativo para celular e selecione a opção “Agendar Perícia”. Selecione “Perícia Inicial” e quando aparecer a pergunta “Você possui atestado médico?”, responda sim e anexe no portal.

Preciso prorrogar meu auxílio-doença. O que devo fazer?

Em atendimento à Ação Civil Pública nº 2005.33.00.020219-8, os pedidos de prorrogação de auxílio-doença serão feitos automaticamente pelo INSS enquanto durar o fechamento das agências, em função da Emergência de Saúde Pública de nível internacional decorrente do coronavírus. A regra está prevista na Portaria 552. De acordo com a portaria, os pedidos de prorrogação serão efetivados de forma automática a partir da solicitação, por 30 dias, ou até que a perícia médica presencial retorne, limitado a seis pedidos. Para resguardar o direito do segurado, o INSS também informa que prorrogará automaticamente aqueles auxílios que foram concedidos por decisão judicial, ou em que a última ação tenha sido de estabelecimento, ou ainda, por meio de recurso médico.

Por quanto tempo posso receber a antecipação de um salário mínimo?


A antecipação para o auxílio-doença, no valor de R$ 1.045, será paga pelo período de três meses, incluindo as possíveis prorrogações.

Meu auxílio-doença foi prorrogado automaticamente, mas já estou apto para voltar ao trabalho. Como cancelo a prorrogação?

Nesses casos o segurado que teve a antecipação liberada, mas está apto para retornar ao trabalho, deve solicitar a alta a pedido, para que seja suspensa a antecipação do benefício.

Recebi um salário mínimo de antecipação, mas meu auxílio-doença teria um valor maior. Vou receber a diferença?

Se o segurado tiver direito a um benefício maior do que R$ 1.045, após a reabertura das agências do INSS serão emitidas as orientações de como proceder para solicitar a diferença de valores.

Serei comunicado caso tenha que comparecer a uma perícia médica para manter o benefício ou receber o complemento do valor devido?

Quando houver o retorno do atendimento presencial, o INSS notificará os segurados sobre os procedimentos necessários para realização de perícia. Isso acontecerá pelo Meu INSS ou por contato telefônico feito pelos atendentes da Central 135. Por isso,é importante manter todos os dados de contato atualizados. Basta acessar o Meu INSS e conferir se os contatos telefônicos e e-mail estão corretos. Além disso, toda informação importante para o segurado do INSS é publicada na página oficial do órgão.

Por Agência Brasil

Petrolândia tem Ouvidoria da Mulher 24hs - Em caso de violência, ligue!


 Divulgação/Prefeitura de Petrolândia

Boletim desta quarta [03/06]: Com mais 79 óbitos e 955 novos casos, Pernambuco ultrapassa 3 mil mortes por Covid-19


Pernambuco ultrapassou 3 mil mortes confirmadas por Covid-19 nesta quarta-feira (3). Segundo o boletim da Secretaria Estadual de Saúde (SES), foram contabilizados 79 novos óbitos, elevando o número total de mortes de pacientes com a doença para 3.012. Com mais 955 casos de pessoas com o novo coronavírus, o estado tem, ao todo, 36.463 confirmações.

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES), 252 dos 955 casos confirmados nesta quarta (3) se enquadram como Síndrome Respiratória Aguda Grave. Outros 703 pacientes têm quadro considerado leve.

Do total de 36.463 casos registrados desde o dia 12 de março, 15.049 são considerados graves e outros 21.414 foram registrados como leves.

Outras informações sobre o boletim epidemiológico devem ser repassadas ainda nesta quarta (3) pela SES.

Por G1 PE
Imagem: JC

Dois homens são detidos com 105 kg de maconha na BR-232, em São Caetano-PE

Dois homens foram detidos com 105 kg de maconha em São Caetano — Foto: PRF/Divulgação

Dois homens, de 57 e 23 anos, foram detidos na noite da terça-feira (2), na BR-232, em São Caetano, no Agreste de Pernambuco, transportando 105,4 kg de maconha. O flagrante foi realizado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) durante uma ronda no quilômetro 149 da rodovia.

Os policiais viram um carro com fardos no banco traseiro. Foi dada ordem de parada ao motorista, que reduziu para o passageiro pular do veículo em movimento. Em seguida, o condutor acelerou para tentar fugir da abordagem. O veículo foi alcançado e o condutor foi detido.

Dentro do carro e no porta-malas foram encontrados sete fardos com cerca de 15 kg da droga cada. Foi solicitado apoio do 1º Batalhão Integrado Especializado da Polícia Militar (1º BIEsp), que localizou o passageiro pedindo carona na rodovia. Ele foi encaminhado junto com o motorista à Delegacia de Polícia Civil de Belo Jardim.

Por G1 Caruaru

Bolsonaro bate-papo com apoiadores e jornalistas, revela decisão sobre próxima reunião ministerial e diz que participará de inauguração de Hospital de Campanha em Goiás nesta sexta [assista ao vídeo]


O presidente Jair Bolsonaro teve um bate-papo descontraído com apoiadores e jornalistas no Palácio da Alvorada, na noite desta terça-feira.

No vídeo, Bolsonaro revela decisão sobre próxima reunião ministerial (aberta a imprensa), anuncia novidades e responde a jornalistas. Também adianta que participará na próxima sexta-feira (5/06) da inauguração do Hospital de Campanha de Águas Lindas, em Goiás

Assista a íntegra do vídeo do Canal YouTube Foco do Brasil


Assista a íntegra do vídeo do Canal YouTube Foco do Brasil

Ministério da Saúde libera R$ 1,66 bilhão referente à 2ª parcela da ajuda financeira às santas casas e hospitais filantrópicos


O Ministério da Saúde liberou R$ 1,66 bilhão referente à 2ª parcela do auxílio financeiro emergencial de R$ 2,2 bilhões às santas casas e aos hospitais filantrópicos sem fins lucrativos, com o objetivo de atuar no controle do avanço da pandemia da covid-19.

O dinheiro é direcionado para a compra de medicamentos, suprimentos, insumos e produtos hospitalares para o atendimento adequado aos pacientes, segundo informação do ministério.

Também fica aberta a possibilidade de aquisição de equipamentos e a realização de pequenas reformas e adaptações físicas para aumento da oferta de leitos de terapia intensiva.

Ao todo, o auxílio financeiro beneficia 1.651 entidades filantrópicas que participam de forma complementar ao Sistema Único de Saúde (SUS), no ano de 2020. A primeira parcela já havia sido liberada no final de maio, no valor de R$ 340 milhões.

Com informações do Ministério da Saúde

Bolsonaro formaliza general Eduardo Pazuello como ministro interino da Saúde

Eduardo Pazuello assumiu o Ministério da Saúde interinamente após a saída de Nelson Teich

O presidente Jair Bolsonaro formalizou no Diário Oficial da União (DOU) desta quarta-feira (3) o nome do general Eduardo Pazuello para exercer, interinamente, o cargo de ministro de Estado da Saúde. O decreto que nomeia Pazuello ministro interino também exonera o general do cargo anterior na pasta, o de secretário executivo.

A confirmação de Pazuello no posto ocorre 19 dias depois da saída do então ministro, Nelson Teich, do governo. Na prática, o general já estava no comando da Saúde desde o dia 15 de maio e, nas palavras do presidente Bolsonaro, "vai ficar por muito tempo" no cargo.

A declaração de Bolsonaro foi feita para um grupo de funcionárias do sistema de coleta de lixo que trabalhavam nas proximidades do Palácio da Alvorada no último dia 20 de maio. "Ele (Eduardo Pazuello) vai ficar por muito tempo, esse que está lá. Isso aí não vou mudar, não. Ele é bom gestor e vai ter uma equipe boa de médicos abaixo dele", declarou Bolsonaro na ocasião.

Desde o mês passado, no entanto, cargos estratégicos do ministério vêm sendo ocupados por militares. A primeira nomeação de destaque foi a próprio Pazuello, e segundo o Estadão apurou, cerca de 40 postos do ministério deverão ser entregues a militares. Desses, 20 já foram preenchidos.

Por: Estado de Minas

Flexibilização do isolamento pode elevar casos de coronavírus em 150% - A projeção é de um grupo de cientistas de universidades


Os municípios brasileiros que reduziram o distanciamento social nesta semana podem ter, em dez dias, um aumento de 150% no número de infectados e mortos pelo coronavírus. A projeção é de um grupo de cientistas de universidades de São Paulo, que alerta para o risco da explosão de casos de doença e morte por Covid-19.

O especialista em modelagem computacional Domingos Alves, do portal Covid-19 Brasil, que reúne cientistas e estudantes de várias universidades brasileiras, explica que as projeções são baseadas nos números oficiais e nas taxas de crescimento de casos registradas em cidades que afrouxaram o relaxamento, como Blumenau (SC) e Milão, na Itália, em fevereiro, o que levou a Covid-19 a explodir no país europeu em março. Em Blumenau, o número de infectados aumentou 160% cinco dias após a reabertura de shoppings e lojas de rua.

Segundo Alves, os municípios do Rio e de Guarulhos têm a situação mais crítica devido à falta de leitos e à tendência de aumento de casos já antes da flexibilização.

Estima-se que, das pessoas infectadas pelo coronavírus, 30% não terão sintomas; 55% apresentarão sintomas de leves a moderados; 10%, sintomas graves; e 5% serão casos críticos — destes, metade morrerá. Como os sintomas costumam surgir de cinco a sete dias após a infecção, os cientistas projetam que 15% dos novos infectados vão precisar ser internados daqui a uma semana. No estado de São Paulo, se o percentual de distanciamento social, hoje em 50%, cair para 25%, haverá dentro de dez dias mais 11 mil casos excedentes e 56 mil internações.

— Isso esgotará os leitos disponíveis e levará ao caos. O único distanciamento que vemos neste momento é aquele entre o que falam governadores e prefeitos e o que dizem os comitês científicos que os assessoram. O relaxamento social só tem motivação política. Não existe ciência nisso. Os estados de Rio de Janeiro, São Paulo e Amazonas terão um massacre — afirma Alves, integrante do portal Covid-19 Brasil e líder do Laboratório de Inteligência em Saúde (LIS) da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, da USP.

Análises do grupo integrado por Alves mostram que a curva de crescimento do Brasil é a que mais acelera no mundo e a única que a partir do 50° dia após o surgimento de casos continua a acelerar. “De fato, a partir do 54º dia, o Brasil é o país com a maior taxa de crescimento de casos confirmados. No Brasil, as curvas da taxa de aceleração dos casos confirmados ainda estão aumentando desde o início da pandemia”, frisa nota técnica.

Em quase todos os estados, o crescimento da Covid-19 continua a acelerar. A exceção é o Ceará, que nos últimos quatro dias tem mantido desaceleração.

— Não estamos falando do que vai ocorrer em um ou dois meses, mas de uma semana a dez dias. Até agora, temos acertado nossas projeções e, por isso, estamos tão preocupados — destaca Alves.

Os pesquisadores dizem que cidades como Manaus, Belém, Rio e São Paulo deveriam entrar em lockdown e não em relaxamento.

— A palavra é dura, mas será um genocídio — diz Alves.

Por Extra-RJ



Senado adia votação sobre combate às fake news para a semana que vem


Sem consenso sobre o Projeto de Lei 2630/2020, que sugere medidas para combater a propagação de fake news, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), deixou a discussão para a próxima semana. O assunto começaria a ser debatido, ontem, no plenário, mas o autor da matéria, Alessandro Vieira (Cidadania-SE), e o relator, Angelo Coronel (PSD-BA), pediram o adiamento. O motivo foi a falta de consenso em alguns pontos.

Os líderes das bancadas no Senado concordaram que é preciso mais tempo para amadurecer o debate, intensificado nos últimos dias com a abertura do inquérito do Supremo Tribunal Federal (STF) que apura assédio virtual e fake news contra ministros da Corte. O objetivo do projeto é impedir esse tipo de ataque e garantir transparência na divulgação de informações em redes sociais, como Facebook e Twitter, e em aplicativos de troca de mensagens, como WhatsApp e Telegram.

Não há entendimento, no entanto, sobre como isso pode ser feito. As regras e os limites que serão estabelecidos na nova Lei Brasileira de Liberdade, Responsabilidade e Transparência geram controvérsias, pelas lacunas e por medo de eventuais abusos. Os senadores deixaram clara a insatisfação: até ontem, haviam apresentado 63 sugestões de mudanças no texto, por emendas.

O Senado tende a aprovar uma versão mais enxuta do texto inicial, apresentado em 13 de maio. Mas, como o relator não emitiu o parecer, que é a matéria a será pautada no plenário, os parlamentares ainda não têm como avaliar o teor e decidir o voto. “Considerando que o relatório não foi apresentado até o momento e que é importante que todos tenham segurança quanto ao seu conteúdo, solicitei a retirada de pauta do PL 2630”, explicou Vieira, no Twitter.

O autor da proposta sugeriu mudanças a Angelo Coronel, na última segunda-feira, com o objetivo de facilitar um acordo entre os parlamentares — inclusive, na Câmara, para onde a matéria vai depois que passar pelos senadores. Vieira defende, entre outros pontos, que o texto deixe de definir o que é “desinformação”, conceito que determinaria que conteúdos poderiam ser deletados.

Regras

Apesar de não ter divulgado o parecer, o relator antecipou pontos. Os conteúdos publicados, segundo ele, vão ser checados por verificadores independentes somente quando houver denúncia dos usuários das redes. O relatório não vai proibir a criação de contas anônimas, mas pode exigir que elas tenham acesso a menos recursos. Na sessão deliberativa de ontem, Angelo Coronel fez questão de negar que o texto cria mecanismos de censura nas redes.

Pela proposta, as plataformas não poderão remover publicações, ainda que sejam mentirosas, de usuários verificados. A responsabilidade das empresas deve ser evitar que as contas distribuam esse tipo de conteúdo, o que poderá ser feito pela checagem de CPFs e pela limitação de atividade de usuários anônimos. “A Constituição não está sendo cumprida. É vedado o anonimato. Não podemos permitir que a pessoa entre numa plataforma, crie um nome falso e saia ferindo a honra das pessoas”, disse o relator.

O parecer deve sugerir que as plataformas solicitem a identidade dos usuários antes da criação de perfis e limitem o número de contas por pessoa. Isso poderia ser feito por exigência de CPF, a mais comentada, RG ou outros documentos. Os parlamentares também propuseram ao relator que as contas de “robôs” que disparam mensagens em massa sejam identificadas para a plataforma e para os usuários.

Outro ponto que pode ser inserido no projeto é a exigência de que operadores e administradores de contas vinculadas ao poder público sejam identificados publicamente. Com isso, toda a sociedade deverá saber quem usa as contas oficias da Presidência da República, por exemplo. Além disso, o uso de verbas públicas para promover qualquer ação proibida pela lei será classificado como improbidade administrativa.

Urgência

No Twitter, Vieira reiterou “a urgência de que (o projeto) seja apreciado e votado pelo Senado, mas garantindo ampla publicidade e debate”. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), acredita que “este é o melhor momento” para votar o PL. Ele se comprometeu a tentar construir, com Alcolumbre, um texto de consenso entre deputados e senadores. “A sociedade está cansada de fake news, uso de robôs para disseminar ódio, informações negativas contra adversários e instituições”, argumentou.

Algumas entidades, no entanto, pedem que o assunto seja discutido depois, pela necessidade de mais debate sobre o tema. Se for mal formulado, o projeto pode restringir liberdades individuais, alegam. “Sem a existência de comissões, o debate aprofundado sobre o tema se mostrou comprometido desde o início”, dizem, em nota.

O documento é assinado por entidades como a Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) e o Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (FNDC), além de empresas, a exemplo de Facebook, Instagram, Whatsapp e Twitter.

Por Correio Braziliense

O inquérito sobre fake news no STF não tem sequer finalidade clara - Por: Alexandre Garcia


Em agosto de 1954, o major-aviador Rubem Vaz, guarda-costa voluntário do jornalista Carlos Lacerda, foi morto por um tiro no atentado que visava Lacerda, praticado por integrantes da segurança do presidente Getúlio Vargas. A Aeronáutica tomou a si a investigação do fato, instalando uma espécie de tribunal na Base Aérea do Galeão, que entrou para a história como República do Galeão. A Força Aérea se sentiu agredida, ignorou os caminhos legais, fez o inquérito e julgou. Dois dias depois, Getúlio se matou. Não creio que o Supremo de hoje queira se comparar à República do Galeão, para tirar um presidente. A arma mais persistente já tem 14 meses nas mãos de Alexandre de Moraes, é o inquérito das Fake News. Ironicamente, essa denominação em si já é uma fake news.

Contrariando o Ministério Público desde o tempo de Raquel Dodge, está embutida na investigação uma intimidatória censura, proibida pela Constituição, que garante a liberdade de opinião e de expressão. Injúria, calúnia e difamação são crimes, não fake news. Se alguém posta a intenção de tocar fogo no Supremo ou enfiar outra faca em Bolsonaro, isso não é notícia falsa –– é ameaça, crime previsto no Código Penal. E fake news não são exclusividade das redes sociais, onde, aliás, uma notícia falsa é detectada e desmentida em minutos.

Em agosto de 1954, o major-aviador Rubem Vaz, guarda-costa voluntário do jornalista Carlos Lacerda, foi morto por um tiro no atentado que visava Lacerda, praticado por integrantes da segurança do presidente Getúlio Vargas. A Aeronáutica tomou a si a investigação do fato, instalando uma espécie de tribunal na Base Aérea do Galeão, que entrou para a história como República do Galeão. A Força Aérea se sentiu agredida, ignorou os caminhos legais, fez o inquérito e julgou. Dois dias depois, Getúlio se matou. Não creio que o Supremo de hoje queira se comparar à República do Galeão, para tirar um presidente. A arma mais persistente já tem 14 meses nas mãos de Alexandre de Moraes, é o inquérito das Fake News. Ironicamente, essa denominação em si já é uma fake news.

Contrariando o Ministério Público desde o tempo de Raquel Dodge, está embutida na investigação uma intimidatória censura, proibida pela Constituição, que garante a liberdade de opinião e de expressão. Injúria, calúnia e difamação são crimes, não fake news. Se alguém posta a intenção de tocar fogo no Supremo ou enfiar outra faca em Bolsonaro, isso não é notícia falsa –– é ameaça, crime previsto no Código Penal. E fake news não são exclusividade das redes sociais, onde, aliás, uma notícia falsa é detectada e desmentida em minutos.

Alexandre Garcia
Estado de Minas

É AMANHÃ! Prefeitura de Petrolândia responde ofício do IBVASF e Dr João anuncia LIVE URGENTE nesta quinta, às 20h:00 '' DESCUBRA A VERDADE!''

''O Hospital e Maternidade IBVASF em Petrolândia sofre com mais de 13 meses de atraso nos repasses do Governo do Estado. São mais de 70 funcionários diretos que hoje estão desempregados, são mais de 250 cirurgias por mês que não mais acontecem, São pessoas, seres humanos, que estão desassistidas em Petrolândia e região'' informa a direção do hospital. Foto: Assis Ramalho/BlogAR)

LIVE URGENTE

Prefeitura de Petrolândia responde ofício protocolado pelo hospital e maternidade IBVASF.

Contradição, perseguição e despreparo.

Acompanhe para saber a verdade.

Data: quinta-feira (04/06)
Horário: 20:00 horas
Participação: Said Souza

#Live #Urgente #Oficio #COVID19 #Saúde #Petrolândia

Por Assessoria de Dr João

Veja abaixo notícia relacionada ao tema

Coronavírus: 52% das pessoas que se infectaram em Pernambuco estão recuperadas


O boletim epidemiológico da covid-19 desta terça-feira (2), em Pernambuco, traz recorde diário de pacientes que já se recuperaram da doença no Estado. Nas últimas 24 horas, foram registradas 2.158 pessoas que passaram por todo o ciclo da doença e não apresentam mais sintomas. Com isso, sobe para 18.590 o número de pacientes curados da covid-19 no Estado (4.967 são de pacientes que chegaram a apresentar um quadro grave da doença e outros 13.623 tiveram sintomas leves). Esse total de recuperados representa mais da metade (52%) das pessoas que se infectaram em Pernambuco pelo novo coronavírus.

Até agora, Pernambuco totaliza 35.508 pessoas que, desde o início da epidemia, adoeceram pelo novo coronavírus: 14.797 graves e 20.711 leves. Dos casos graves, 1.068 evoluíram bem, receberam alta hospitalar e estão em isolamento domiciliar. Outros 5.829 estão internados, sendo 223 em unidade de terapia intensiva (UTI) e 5.606 em leitos de enfermaria, tanto na rede pública quanto privada.

Além disso, o Estado tem 2.933 pessoas que morreram em decorrência da covid- 19.

Por Jornal do Commercio

Com participação da prefeita de Petrolândia (Jane Souza), Governador Paulo Câmara discute com gestores regionalização do plano de convivência com o coronavírus


A Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe), promoveu nesta terça-feira, 02/06, mais uma assembleia extraordinária de prefeitos, com a presença do Governador Paulo Câmara. O encontro teve por objetivo apresentar aos prefeitos as novas recomendações dispostas no plano de convivência com o coronavírus em Pernambuco, além de receber sugestões dos gestores pernambucanos para a construção de planos regionalizados.

Gestora do município de Petrolândia, Jane Souza também participou da assembléia.

É claro que cada região pernambucana possui suas particularidades. Foi seguindo esse aspecto que a cidade de Petrolina, no Sertão do São Francisco, foi a primeira a divulgar o seu plano de retomada da economia. Segundo o prefeito Miguel Coelho “todo o estudo foi discutido e teve o consentimento do Governo do Estado. Petrolina é a segunda cidade no Estado que mais realiza testes, seguindo critério populacional, testamos 1.700 pessoas a cada 100.000 habitantes, só ficamos atrás do Recife. Além da nossa proximidade com Juazeiro, na Bahia, que também está flexibilizando o isolamento. Toda retomada seguirá as recomendações das organizações sanitárias e será gradativa”, frisou o prefeito.

A curva do coronavírus em Pernambuco está em movimento de estabilização, segundo o governo. No entanto, para o governador Paulo Câmara, “ainda temos um grande percurso dessa maratona pela frente. Ao longo desses dias fizemos esforços importantes e isso pode mostrar, ao longo das próximas semanas, que tudo aquilo que planejamos pode se concretizar. Além do mais, o isolamento ainda é uma questão necessária”, concluiu o governador.

O Secretário de Planejamento de Pernambuco, Alexandre Rebêlo, apresentou aos prefeitos o plano de convivência com o coronavírus em Pernambuco. Segundo ele, “em Pernambuco, a tendência da curva é de estabilização da pandemia. Nós trabalhamos com três índices, o número de novos casos, o número diário de óbitos e a capacidade do sistema de saúde, por meio da quantidade de leitos de enfermaria e UTI, e os três também mantém a tendência de estabilização”, enfatizou.

Os prefeitos pernambucanos opinaram sobre os investimentos do Estado na saúde no interior, a abertura de templos religiosos, a situação dos transportes complementares, a concepção de um plano que tenha medidas regionais. O secretário de Saúde, André Longo, “nesse momento nós preferimos ser conservadores e decidimos não fazer nenhuma flexibilização regional pelo menos durante essa semana. No entanto, a partir da próxima semana tudo isso será levado em conta”, disse o secretário.

O governador Paulo Câmara sugeriu reuniões, na próxima semana com os municípios das macrorregiões de Pernambuco. “Esses encontros ajudarão na discussão das peculiaridades de cada região. Desde o início é nosso intuito buscar essa regionalização, tenho discutido isso com a área da saúde. Evidentemente não dá pra discutir o plano município por município, mas dá pra gente montar por macrorregião”, afirmou o governador.

Para o presidente da Amupe, José Patriota, que também é prefeito de Afogados da Ingazeira, no Sertão, “a situação é nova para todos os gestores e o diálogo entre Estados e Municípios é fundamental. A discussão regionalizada nos deixa mais próximo do problema e, consequentemente, mais próximo de acertar e vencer essa pandemia o mais rápido possível, seguindo as orientações das organizações sanitárias internacionais”, concluiu Patriota.

Por Assessoria de Imprensa da Amupe

Serra Talhada amarga o 5º óbito por covid-19 nesta terça, totalizando 139 casos



A Prefeitura de Serra Talhada, através da Secretaria de Saúde, informou nesta terça-feira (2) que foram confirmados mais 15 casos positivos para Covid-19 no município, totalizando 139 casos, sendo 81 pacientes do sexo feminino e 58 do sexo masculino.

Os 15 novos casos se tratam de onze pacientes do sexo feminino de 12, 16, 18, 23, 29, 34, 39, 42, 53 e 59 anos e quatro pacientes do sexo masculino de 13, 20, 33 e 34 anos.

Setenta e nove pessoas estão recuperadas, 53 pessoas estão em isolamento domiciliar, 03 permanecem em leitos de internamento hospitalar, 14 casos suspeitos aguardam resultados e 835 casos foram descartados.

O município registrou mais um óbito na tarde desta terça-feira, se tratando de uma mulher de 44 anos, que estava internada no Hospam.

A mulher deu entrada nessa segunda (1º) na unidade de saúde com suspeita de AVC, os médicos desconfiaram de uma tosse que a paciente apresentava e realizaram o teste rápido para Covid-19, e o teste foi positivo para o novo coronavírus.

Dos diagnósticos de Covid-19, 47 testes foram realizados no Lacen-PE, 85 no Laboratório Municipal José Paulo Terto e 07 particulares.

Portanto, Serra Talhada contabiliza 139 casos confirmados, 14 em investigação, 835 descartados, 79 recuperados e 5 óbitos.

Por Farol de Notícias