sábado, dezembro 23, 2023

Petrolândia: Farmácia 2 Irmãos [Farmácia de Anselmo] deseja Feliz Natal aos clientes e amigos

 

Queridos clientes e amigos, obrigado pela parceria de sempre. Desejamos a você e sua família um Feliz Natal e um abençoado ano de 2024. São os votos de nós que fazemos a Farmácia 2 Irmãos, a farmácia de Anselmo.

Vacinas contra a Covid-19 deixadas por Bolsonaro quase sem validade são queimadas; prejuízo é de mais de R$ 1,4 bilhão


Chegada do primeiro lote das vacinas em Santa Catarina — Foto: Arquivo/Ricardo Wolffenbüttel/ Secom

O Brasil queimou R$ 1,4 bilhão em vacinas contra a Covid-19 desde 2021. O valor é referente a mais de 39 milhões de doses que venceram sem serem utilizadas e precisaram ser incineradas, de acordo com dados do governo aos quais o g1 teve acesso (veja gráfico abaixo).

O fim da validade e a necessidade de descartar quase 40 milhões de doses foram revelados pela "Folha de S. Paulo" em março. Agora, a incineração de insumos médicos é investigada pela Procuradoria-Geral da República (PGR). O órgão apura se houve improbidade administrativa (quando agentes públicos causam prejuízos aos cofres públicos).

O desperdício, na visão de especialistas (leia mais abaixo), é consequência da gestão do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), que demorou para comprar e distribuir as doses, enquanto o próprio Bolsonaro empreendia uma cruzada contra as vacinas, se recusando a se imunizar e disseminando desinformação, como fez quando associou a vacina da Covid com a Aids. A CPI da Covid, que investigou as condutas do governo federal ao longo da pandemia terminou com o pedido de indiciamento dele por 9 crimes.

O total de vacinas incineradas representa quase 5% do total comprado pelo país. Segundo especialistas em logística na saúde, é comum o descarte de medicamentos vencidos, mas o índice está acima do considerado aceitável de até 3%.

👉 As primeiras vacinas foram queimadas em 2021, mesmo ano em que começou a imunização no país, e aumentaram em número em 2022, durante o governo Bolsonaro. Neste ano, já no governo Lula, a quantidade foi maior porque mais lotes de vacina venceram sem que houvesse tempo para dar outro destino aos insumos, chegando ao montante bilionário.

Petrolândia: Laissa Tainara da Silva completa 15 anos: "Uma fase muito especial para mim"

 

Hoje é uma data muito especial estou passando por uma etapa e uma fase de vida muito especial para mim meus 15 anos

Laissa Tainara da Silva

Petrolândia: Funcionárias da Creche Vice-prefeito Raimundo Nonato realizam confraternização no restaurante Forna a Lenha

 

Fotos e vídeo: Assis Ramalho

A magia do Natal está no ar, despertando solidariedade, compaixão, espírito de paz, amor e união entre as pessoas nas confraternizações realizadas nos lares, nas instituições educacionais, entre amigos e colegas de trabalho, compartilha a emoção e a alegria da crença no menino Jesus e da gratidão pelas bênçãos da vida.

Foi neste clima que na tarde desta sexta-feira (22), funcionários da da Creche Vice-prefeito Raimundo Nonato, situado na Quadra 02 de Petrolândia, realizaram confraternização no Bar e Restaurante Forno a Lenha (Orla da cidade) com a tradicional troca de presentes

Veja abaixo vídeo e fotos








Redação do log de Assis Ramalho
Fotos e vídeo: Assis Ramalho

"Covardia de um tirano x brincadeiras no plenário vão acabar": Lira e Van Hattem discutem na Câmara; Presidente da Casa e parlamentar bateram boca e subiram o tom durante votação

Marcel van Hattem (Novo-RS) e Arthur Lira (PP-AL) - Foto: Luis Macedo e Marina Ramos/Câmara dos Deputados

Uma discussão acalorada entre o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e o deputado federal Marcel Van Hattem (Novo-RS) marcou a sessão realizada na noite desta quinta-feira. Enquanto os parlamentares debatiam a regulamentação do mercado de carbono, que acabaria aprovada na Casa, os dois políticos iniciaram um duro embate.

Contrários à medida, deputados da oposição — entre eles Van Hattem — tentavam obstruir a sessão para que o tema não fosse votado. Lira, porém, permaneceu avançando com a pauta, o que irritou o grupo.

Um dos primeiros a se manifestar foi Sargento Gonçalves (PL-RN), parlamentar de primeiro mandato, que frisou ser iniciante e reclamou do procedimento: "Alguma coisa que está errada não está certa", disse. O presidente da Câmara retrucou afirmando que o político potiguar ainda "vai ter tempo de aprender".

Van Hattem, então, saiu em defesa do colega. "Uma forma completamente inadequada para quem está sentado na presidência dessa Casa, foi tratado como iniciante um parlamentar", criticou, pouco antes de subir ainda mais o tom:

— Vossa excelência acha que pode muito, mas não pode tudo, inclusive chantagear e ameaçar parlamentares aqui.

Em meio à fala do deputado do Novo, Lira tomou a palavra e pediu que ele se ativesse ao tema em discussão, acusando-o de descumprir o regimento interno. Aos gritos, já fora do microfone, Van Hattem disparou: "Covardia de um tirano nesta Casa".

Lira reagiu de imediato: “As brincadeiras no plenário vão acabar, deputado”. O presidente da Câmara, no entanto, não esclareceu o que quis dizer com a ameaça.

Por Agência O Globo

Flávio Bolsonaro elogia aplicativo do governo Lula para bloquear celular roubado



Flávio Bolsonaro elogia iniciativa do governo Lula em medida sobre segurança, mas não cita o ex-presidente ou o ministro Flávio Dino, líder do Ministério responsável pela implementação do projeto - Edilson Rodrigues/Agência Senado

Após o lançamento do programa Celular Seguro, programa apresentado nesta terça-feira (19) que busca garantir um bloqueio rápido de celulares roubados ou furtados, o senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ) elogiou Ricardo Cappelli, o secretário-executivo do Ministério da Justiça e Segurança Pública responsável pelo aplicativo.

Segundo a coluna de Paulo Cappelli no Metrópoles, Flávio Bolsonaro elogiou a proposta de Ricardo Cappeli, chamando-a de "iniciativa inteligente para tentar reduzir uma prática que aterroriza a população".

O senador também afirmou que havia protocolado um projeto de lei com proposta semelhante ao Celular Seguro que tinha o objetivo de solicitar que as autoridades policiais comunicassem casos de roubos e furtos para Anatel para que bloqueios fossem mais rápidos.

Flávio Bolsonaro relata ter expectativa de que a popularização do aplicativo faça com que seu projeto seja aprovado mais rapidamente.

Petrolândia: Sábado é dia de saborear a melhor feijoada da região no Bar e Restaurante César da Feijoada, que também avisa que estará servindo a deliciosa buchada

 

Hoje os pedidos podem ser feitos através do site. Façam seus pedidos.



O Bar e Restaurante César da Feijoada, localizado na rua Francisco Soares dos Santos, na Quadra 03, próximo à Orla Fluvial de Petrolândia, informa que neste sábado, 23 de dezembro de 2023, também estará servindo a deliciosa buchada!

Veja o cardápio completo abaixo





Blog de Assis Ramalho
Informação:César da Feijoada

Governo de Pernambuco oferece 445 vagas em concurso público para Polícia Civil com salários de até R$ 10,9 mil; saiba como se inscrever

O governo de Pernambuco oferece 445 vagas de emprego no concurso público para Polícia Civil, nos cargos de agente de polícia, delegado e escrivão. Os salários chegam a até R$ 10.930,51. As inscrições começam nesta sexta-feira (22) e podem ser feitas até 15 de janeiro.

Para se inscrever, é necessário pagar a taxa de R$ 350 para o cargo de delegado e R$ 250 para agente de polícia e escrivão. Candidatos que desejam pedir a isenção da taxa de inscrição podem solicitá-la até quarta-feira (27).

Confira, abaixo, o número de vagas e os salários de cada cargo:

Concurso da Polícia Civil de Pernambuco

* Cargos Vagas de ampla concorrência Vagas para pessoas com deficiência Salário

*Agente de polícia 237 13 R$ 4.700

*Delegado 42 3 R$ 10.930,51

* Escrivão 142 8 R$ 4.700

As provas para os cargos de escrivão e agente acontecem em 25 de fevereiro. Os testes para o cargo de delegado ocorrem no dia 3 de março. Ainda de acordo com o governo do estado, os exames serão aplicados no Recife, e os resultados serão divulgados em 1º de abril.

A portaria que autoriza a abertura do concurso foi publicada no Diário Oficial do Estado desta sexta-feira. O edital também será publicado no site da banca examinadora.

Requisitos e etapas

BYD brasileira vai criar 10 mil empregos na Bahia; fábrica de Camaçari terá capacidade de produzir 150 mil veículos por ano

Dois mil e vinte e três entra para a história como o ano em que a BYD chacoalhou o setor automotivo no Brasil. Do lançamento do primeiro carro elétrico realmente acessível ao consumidor brasileiro – o BYD Dolphin – ao anúncio de investir R$3 bilhões no complexo de Camaçari, na Bahia, a empresa de tecnologia adiantou o futuro para hoje.

A oficialização da chegada da greentech no nordeste brasileiro é um divisor de águas para a indústria automotiva nacional, que volta a investir e produzir na região, desta vez fabricando veículos elétricos e híbridos com a mais alta tecnologia e eficiência. A produção no Brasil vai permitir preços ainda mais competitivos e tornar realidade o sonho do brasileiro de ter um veículo elétrico na garagem.

A contagem regressiva já começou e a partir de fevereiro de 2024 as obras para instalação da primeira fábrica de carros da BYD fora da Ásia vão começar. A boa notícia é que a expectativa de geração de empregos dobrou e agora devem ser gerados 10 mil postos de trabalho diretos e indiretos com as instalações na Bahia.

Como uma empresa sediada no Brasil e com foco nos brasileiros, a BYD vai priorizar a contratação de mão de obra local. A ideia é capacitar os trabalhadores para uma fábrica com a mais alta tecnologia e levar os brasileiros para se especializar na China. Também será criado um grupo de fornecedores locais para atender os mais diversos tipos de demanda da indústria, fortalecendo a economia local e gerando ainda mais oportunidades.

150 mil carros por ano poderão ser fabricados no Complexo de Camaçari, na Bahia

“Pretendemos começar a construção da fábrica em fevereiro, e vamos começar em breve os processos de seleção e qualificação. Quero deixar uma mensagem para vocês, estejam preparados, com bons hotéis, bons restaurantes e boa estrutura em torno da fábrica”, destaca Stella Li, Vice-Presidente Executiva Global e CEO da BYD Américas.

“Vamos construir nosso sonho de transformar a região em um centro de inovação, não só para o Brasil, mas para toda a América Latina. Nós também vamos oferecer bolsas de estudo para que estudantes da região possam ir à China adquirir aprendizado e aplicar na sua realidade”, completa a CEO da BYD.

Na primeira fase, a fábrica de Camaçari terá capacidade de produzir 150 mil veículos por ano, podendo expandir para até 300 mil. Pelo menos quatro modelos serão totalmente fabricados no país para atender a demanda local e dos países vizinhos.

“Esse investimento de R$ 3 bilhões vai tornar o Brasil o maior polo industrial da BYD fora da China e é uma mensagem clara de como a companhia acredita, aposta e investe a longo prazo no potencial do mercado brasileiro, um dos mais importantes do mundo” dia Alexandre Baldy, conselheiro especial da BYD.

Líder de vendas no Brasil