quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Nota de Pesar do MPPE


O procurador-geral de Justiça, Aguinaldo Fenelon de Barros, lamentou a morte prematura do ex-governador Eduardo Henrique Accioly Campos, na manhã desta quarta-feira (13), num acidente aéreo, em Santos, São Paulo.

"A trágica morte do ex-governador Eduardo Campos inundou de tristeza o Brasil inteiro. Perde Pernambuco. Perde o País. Perdemos todos nós um grande estadista. Este é um luto interminável", disse o procurador-geral de Justiça.

MPPE

''Eduardo do povo'': Veja fotos de sua última passagem por Petrolândia

Última passagem de Eduardo Campos por Petrolândia  


Em suas passagens por Petrolândia, Eduardo Campos sempre nos trouxe o carisma e a humildade que encantaram o povo da nossa terra. Homem de sonhos e convicções sociais, marcas que o credenciaram a disputar a sucessão presidencial com a garra herdada do avô, o lendário Miguel Arraes.

Prestando uma simples homenagem, o  Blog de Assis Ramalho publica fotos da última passagem de Eduardo Campos por Petrolândia. Na ocasião, no dia 20 de março deste ano, o então governador de Pernambuco se despediu de nossa cidade participando da inauguração do Posto Avançado de Bombeiros na cidade.

Clique>Fotos da última passagem de Eduardo Campos por Petrolândia

Redação do Blog de Assis Ramalho
Fotos: Assis Ramalho e Lúcia Xavier

Nota Oficial do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco


O presidente do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco, conselheiro Valdecir Pascoal, lamenta, profundamente, a morte do ex-governador e candidato à Presidência da República, Eduardo Campos, ocorrida hoje (13).

"Sua morte consternou não apenas Pernambuco, mas a nação inteira por se tratar de um cidadão honrado, uma liderança jovem e um idealista na política, de apenas 49 anos, e com relevantes serviços prestados à democracia e ao Brasil. Em meu nome e de todos os conselheiros e servidores da instituição, solidarizo-me com todos os familiares, especialmente com sua esposa, Renata Campos, auditora licenciada deste TCE, com sua mãe, Ministra Ana Arraes, seu irmão Antônio Campos, e todos os seus filhos".

Valdecir Fernandes Pascoal
Presidente do TCE-PE

Nota de Solidariedade de Isaac Carvalho, prefeito de Juazeiro (BA)


Ainda perplexo com o trágico falecimento de Eduardo Campos, candidato à Presidência da República, juntamente com o povo de Juazeiro, solidarizo-me com a dor de familiares, amigos e correligionários do jovem político pernambucano.

Eduardo Campos deixa um importante e significativo legado para a política nacional.

Isaac Carvalho

Nota de pesar de Aldo Santos e Neilda Pereira


É com a tristeza da alma que lamento a grande perda que tivemos neste 13 de agosto.
Como muitos já disseram, Eduardo Campos foi um líder, um político corajoso e determinado. Mas para mim, além de chefe, companheiro de luta por um Pernambuco melhor e por um Brasil melhor, foi o amigo a quem sempre tive uma profunda admiração e respeito.

A dor é incalculável, mas ele cumpriu sua missão e deixou muitos ensinamentos. Nos deixou principalmente sua coragem e energia para seguirmos adiante.

Meu amigo, por nossos filhos e por você não iremos desistir do Brasil! Siga em Paz...

Para dona Madalena, Antonio, Renata, João, Pedro, Eduarda, José e Miguel deixo o meu abraço e que Deus junto da Sua Mãe Santíssima os ilumine.

Dos amigos, Aldo e Neilda.

Nota de Pesar de Zeca Cavalcanti, ex-prefeito de Arcoverde


Pernambuco perdeu um dos seus ilustres filhos, uma revelação na política, um político forjado nas lutas e que a seu modo soube construir um caminho novo em nosso estado.

Como prefeito, tive a oportunidade de trabalharmos juntos, em diversas parcerias importantes para nossa terra, entre os anos de 2007 e 2012. Como político, tivemos nossas divergências, mas sempre o respeito e a admiração pelas posições tomadas.

A partida de Eduardo Campos, jovem da mesma geração que faço parte, deixa a política pernambucana e brasileira órfã de um homem que começava a construir um futuro na política nacional. A despeito das diferenças partidárias e políticas, ele tinha a firmeza e a determinação na defesa de suas ideias e ideais.

Pernambuco ficou mais triste. Nossos sentimentos a todos os seus familiares e aos familiares dos amigos e assessores que também foram vitimados por essa tragédia.

Zeca Cavalcanti
Ex-Prefeito de Arcoverde

Lourival Simões, prefeito de Petrolândia, divulga nota de pesar pelo falecimento de Eduardo Campos. Foi decretado luto oficial de três dias.

Eduardo Campos com Luís Eduardo, filho de Lourival Simões
Lourival Simões e Eduardo Campos 
 Fotos: Assis Ramalho


O prefeito de Petrolândia, Lourival Simões (PR), divulgou Nota de Pesar pelo falecimento de Eduardo Campos e decretou luto oficial de três dias.

Nota de Pesar

"Pernambuco foi dormir, ontem, vendo seu líder maior brilhar no Jornal Nacional, colocando o seu ponto de vista sobre o Brasil e o que esperava poder fazer para mudá-lo. Hoje, fomos surpreendidos com a tragédia que nos fez perder o tino. Morreu de forma trágica em busca do seu sonho, que ele mesmo conseguir tornar realidade no nosso Estado, morreu fazendo o que era um chamado para ele de MUDAR O BRASIL! O brilho de Eduardo Campos não se apaga com a sua morte, o seu brilho contagiante está em todos nós!

Fico a pensar no que dizer aos meus filhos no futuro, contar a história de Eduardo será fácil, pois sentimos as mudanças que ele fez pelo povo pernambucano! Me lembrei de todas as conversas que tive com ele ao longo dos anos! O seu jeito de olhar, a sua forma de pensar, a forma como conduzia tudo em sua vida, com uma intensidade e uma paixão que era contagiante! Perdemos o líder! Eu particularmente perdi um amigo, uma referência pessoal e política. Porém temos de ter a responsabilidade de continuar a fazer o que ele muitas e muitas vezes fez, principalmente pelos mais humildes, aqueles que não têm quem defender, que é trabalhar para que os abismos sociais sejam diminuídos! Meu amigo, fique com Deus! Aqui, continuaremos as batalhas que vierem pela frente sempre defendendo os que não pode se defender! 

A Renata, seus filhos e familiares meus sinceros sentimentos, estendendo a todos aqueles que também faleceram nesse trágico acidente! Como você bem disse ontem, Eduardo, ao encerrar suas palavras no Jornal Nacional: "Nós não vamos desistir do Brasil" e nós, que ficamos aqui, jamais desistiremos de Pernambuco e do Brasil!

Lourival Simões
Seu amigo, Prefeito de Petrolândia"

Entidades lamentam morte de Campos e prestam solidariedade à família

O Greenpeace comunicou que tirou do ar o programa Camarim dos Candidatos, que fazia uma paródia dos presidenciáveis

Manifestações de pesar pela morte de Eduardo Campos, uma das sete vítimas de acidente com avião em Santos (SP), partiram também de entidades que atuam em diversos setores. Em nota, o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) destacou que Campos foi um grande aliado na defesa dos direitos de crianças e adolescentes no Brasil.

“Ao longo de sua trajetória como gestor público, demonstrou compromisso exemplar com a infância e adolescência, compreendendo a urgência e a necessidade de fazer com que os avanços conquistados nesse campo fossem uma realidade para cada criança”, destacou o Unicef.

O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) também se referiu a Eduardo Campos como um amigo e apoiador da luta pela terra e pela reforma agrária. Em nota, o movimento destacou que Campos “agiu com ousadia e coragem a favor da luta dos sem-terra contra o latifúndio pernambucano, desapropriando áreas históricas reivindicadas pelo MST”.

De acordo com o MST, o político que governou o estado de Pernambuco por dois mandatos estava comprometido com o desenvolvimento sustentável para o Semiárido brasileiro, em uma das regiões mais pobres e com maior concentração de terras do país.

Prefeitura de Tacaratu decreta luto oficial de três dias e feriado municipal nesta quinta-feira (14)


O Prefeito do Município de Tacaratu, José Gerson da Silva, considerando os últimos acontecimentos que vitimaram fatalmente, em acidente aéreo, o ex-governador e líder político pernambucano Dr. Eduardo Henrique Accioly Campos, candidato à Presidência da República, neste dia 13 de agosto, quer expressar seus sentimentos pelo ocorrido em nome do Governo Municipal e do povo tacaratuense.

Em decorrência, o Prefeito do Município decretou luto oficial de três dias, informando a todos os funcionários efetivos, comissionados e contratados, que não haverá expediente na sede desta Prefeitura, na quinta-feira, dia 14 de agosto de 2014.

Prefeitura Municipal de Tacaratu

“Pernambuco hoje fica órfão do seu maior líder político", destaca André de Paula


O deputado federal André de Paula lamenta profundamente a tragédia aérea que, na manhã desta quarta-feira, 13, tirou a vida do ex-governador e candidato à Presidência da República, Eduardo Campos, e de outras seis pessoas que também estavam a bordo.

“Eduardo Campos era um político diferente, e foi, sem dúvida, o político mais brilhante da minha geração. Tive o privilégio de conviver com ele na Assembleia Legislativa e na Câmara dos Deputados, sempre em campos políticos opostos. Pernambuco hoje fica órfão do seu maior líder político. Uma perda irreparável. Um líder, cujo talento e brilho pessoal deram dimensão nacional à sua atuação. Um ser humano extraordinário, um amigo inexcedível e um pai de família que todos admirávamos. Neste momento, em que as palavras nos faltam, pedimos a Deus que conforte os seus familiares e os pernambucanos”, destacou Andre de Paula.

Assessoria de André de Paula

Lewandowski é eleito presidente do STF


Em votação simbólica, o plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) elegeu hoje (13) o ministro Ricardo Lewandowski para a presidência da Corte. Lewandowski ocupava a vice-presidência do Supremo desde o início deste mês, devido à aposentadoria do ministro Joaquim Barbosa.

Em rápido discurso, o novo presidente comprometeu-se a "honrar as tradições mais que seculares do STF e também a cumprir a consagrada liturgia desta casa de Justiça”.

Nasceu do Rio de Janeiro, Lewandowski tem 66 anos e foi nomeado para o STF pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em 2006. Ele terá mandato de dois anos.

Lewandowski formou-se em direito pela Universidade de São Paulo (USP). No Supremo, o ministro foi o revisor da Ação Penal 470, o processo do mensalão, e relatou processos sobre a proibição do nepotismo no serviço público e das cotas raciais nas universidades federais.

A ministra Cármen Lúcia ocupará a vice-presidência da Corte nos próximos dois anos.

Agência Brasil

Dilson Peixoto divulga nota de pesar pelo falecimento do ex-governador Eduardo Campos


É com muito pesar que recebemos a notícia do falecimento do ex-governador de Pernambuco e candidato à presidência do Brasil, Eduardo Campos. No momento em que fomos comunicados do fato, estava em visita ao Mercado do Cordeiro junto ao candidato a senador, João Paulo, e os candidatos a deputado estadual, Sergio Leite e Sérgio Goiana, quando paramos a nossa atividade eleitoral. Estamos em estado de choque até agora.

Conheci Eduardo desde quando ele era jovem, pois já convivia com o seu avô, Miguel Arraes, que como foi publicado aqui hoje, há exatamente 9 anos, também nos deixou.

Desejo serenidade no coração da família e muita força para continuar a caminhada.

Dilson Peixoto

Nota de Solidariedade de Ricardo Teobaldo e José Humberto


Ricardo Teobaldo e José Humberto, perplexos e profundamente consternados, desejam prestar total solidariedade à família do ex-governador Eduardo Campos, pelo prematuro e inesperado falecimento, ocorrido hoje, 13 de agosto, em Santos, no Estado de São Paulo.

Candidato a Presidência da República pelo PSB, EDUARDO CAMPOS, representava uma das mais expressivas lideranças jovens do país, pronto para alçar voos no cenário nacional, cheio de esperança e vigor e uma incontida vontade de mudar o país.

Solidarizam-se, pois, com todo o povo de Pernambuco, em particular e com muitos brasileiros que aprenderam a admirá-lo.

Essa tragédia que se abateu sobre todos nós, interrompe a trajetória de um homem publico admirável, de um pai de família exemplar e, sobretudo, de um projeto político ardorosamente construído e perseguido.

Que Deus o guarde e dê força aos seus familiares. Para os que ficam vale seguir com a bandeira da esperança e lutar por um Brasil melhor.

Ricardo Teobaldo e José Humberto

Mulher e filho voaram para PE; Veja como foram os últimos momentos de vida de Eduardo Campos


Na terça-feira, antes de conceder a entrevista ao “Jornal Nacional”, o candidato do PSB à Presidência, Eduardo Campos, chegou ao Sofitel, no Posto 6 da Praia de Copacabana, na Zona Sul do Rio, e, distribuindo sorrisos, cumprimentou funcionários. A um dos manobristas, ele deu um santinho com sua foto ao lado da vice, Marina Silva. Os funcionários não conseguem precisar a hora em que Campos chegou ao hotel. Marina estava com ele no Rio, mas não estava no avião.

Hoje, às 7h40m, o socialista saiu apressadamente do hotel. E caminhou para um dos dois carros de sua comitiva, que, naquele momento, era de quatro pessoas — sendo três homens.

Campos esteve no Rio acompanhado de sua esposa, Renata Campos. Ela foi com o marido ao estúdio do Jornal Nacional. Hoje de manhã, Renata embarcou em voo de carreira para Recife com o bebê do casal, Miguel, e o assessor Rodrigo Molina.

Campos e sua comitiva embarcaram pelo acesso norte do Aeroporto Santos Dumont, no setor de desembarque. Ele e mais quatro passageiros passaram pelo Raio-X no local e, em seguida, seguiram de van até a aeronave Cessna 560XL. O atendimento aos passageiros foi feito pela empresa Líder. Segundo a Infraero, o plano de voo foi entregue pessoalmente por um dos pilotos, ontem às 22h26. O avião decolou 9 minutos antes do que estava previsto no plano.

A Infraero informou também que não vai divulgar imagens das câmeras internas do aeroporto, que são liberadas apenas para órgãos de segurança.

O Globo

Irmão diz que Eduardo Campos morreu lutando por seus ideais

Corpo de Eduardo Campos será enterrado no túmulo do avô, Miguel Arraes

O advogado Antônio Campos, irmão de Eduardo Campos, disse hoje (13), em entrevista diante da residência da família, no Recife, que o irmão morreu lutando por seus ideais.

"Perdi um irmão muito amado, que foi muito amigo. Eduardo morreu no mesmo dia em que meu avô [Miguel Arraes, ex-governador de Pernambuco] morreu, há nove anos, mas morreu por seus ideais. Morreu tentando melhorar o Brasil. Eduardo deixa esse legado de luta", afirmou Antônio Campos.

Muito emocionado, Antônio Campos informou apenas que a família participará do velório e que o corpo do irmão será enterrado em Recife, no Cemitério Santo Amaro, no mesmo túmulo do avô, onde está sepultado também um tio. "Ele [Eduardo Campos] vai nos braços do meu avô."

Eduardo Campos morreu aos 49 anos em um acidente aéreo na manhã desta quarta-feira em Santos, no litoral paulista. Mais seis pessoas morreram no desastre.

Candidato do PSB à Presidência da República, Campos governou Pernambuco de 2006 a 2014, foi ministro da Ciência e Tecnologia no primeiro mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e deputado federal por Pernambuco, onde exerceu também mandato de deputado estadual.

Agência Brasil

Nota de pesar de Armando Monteiro: “Pernambuco perde um grande homem”


Nesse momento de grande tristeza que se abateu no coração de todos os pernambucanos, o meu sentimento mais profundo se volta para a família de Eduardo Campos. A perda para Renata, sua esposa, e para seus filhos Maria Eduarda, João, Pedro, José e do pequenino Miguel, é inestimável. Guerreira como ele, certamente ela saberá encontrar forças para superar tamanha dor e sofrimento. Dirijo especialmente a eles a minha solidariedade, de Mônica e da minha família nesse momento tão triste.

Ao longo da minha vida pública, o meu caminhar em vários momentos se cruzou com o de Eduardo e, em que pese divergências ocasionais, naturais da política, eu sempre tive a compreensão dos seus atributos e qualidades indiscutíveis como homem público. Pernambuco perde um grande líder, de caráter combativo e obstinadamente dedicado ao trabalho. Ele deixa um legado, como político e como administrador, sobretudo pela maneira competente com que governou o nosso Estado por oito anos, inquestionavelmente um marco na nossa história. E foi exatamente esse conjunto de qualidades que o fez se destacar como uma nova e natural liderança no cenário nacional.

Há de se buscar agora, num momento em que todos compartilhamos essa sensação de perda, a inspiração para todos aqueles que continuarão a militar na vida pública. A dimensão humana de Eduardo ia muito além da sua atividade e do seu cotidiano político. O que sempre guardei foi a maneira como ele dedicou-se à família com devoção e amor. Mesmo em meio ao turbilhão de compromissos que a vida pública impõe, ele sempre encontrou tempo para dedicar aos que mais amava.

Pernambuco reverencia a memória de Eduardo Campos, independente de circunstâncias políticas ou partidárias, que nesse momento ficam muito pequenas diante da dimensão dessa grande perda.

Também gostaria de externar o meu profundo sentimento de pesar aos familiares de Carlos Percol, Geraldo da Cunha, Marcos Martins, Alexandre Severo Gomes, Marcelo Lyra e Pedro Valadares Neto, nesse momento tão doloroso e difícil.

Armando Monteiro Neto

Abelhas vigiadas

O Instituto Tecnológico Vale (ITV), em Belém, no Pará, desenvolveu em colaboração com a Organização de Pesquisa da Comunidade Científica e Industrial (CSIRO), na Austrália, microssensores, que são colados no tórax das abelhas da espécie Apis mellifera africanizada, para avaliação do seu comportamento sob a influência de pesticidas e de eventos climáticos

A população de abelhas registra um expressivo declínio em vários países, inclusive no Brasil. Em agosto do ano passado, a revista Time trazia na capa um alerta para o risco de desaparecimento das abelhas melíferas, com a chamada “O mundo sem abelhas” e o alerta: “O preço que pagaremos se não descobrirmos o que está matando as melíferas”.

O desaparecimento das fabricantes de mel preocupa não só pela ameaça à existência desse produto, mas também porque as abelhas têm chamado a atenção principalmente pelo importante papel que representam na produção de alimentos. Não é para menos. Elas são responsáveis por 70% da polinização dos vegetais consumidos no mundo ao transportar o pólen de uma flor para outra, que resulta na fecundação das flores.

Algumas culturas, como as amêndoas produzidas e exportadas para o mundo inteiro pelos Estados Unidos, dependem exclusivamente desses insetos na polinização e produção de frutos. A maçã, o melão e a castanha-do-pará, para citar alguns exemplos, também são dependentes de polinizadores.

Entre as prováveis causas para o desaparecimento das abelhas estão os componentes químicos presentes nos neonicotinoides, classe de defensivos agrícolas amplamente utilizados no mundo.

Além de pesticidas, outros fatores, como mudanças climáticas com maior ocorrência de eventos extremos, infestação por um ácaro que se alimenta da hemolinfa (correspondente ao sangue de invertebrados) das abelhas, monoculturas que fornecem pouco pólen como milho e trigo e até técnicas para aumentar a produção de mel, podem ser responsáveis pelo fenômeno conhecido como distúrbio de colapso de colônias (CCD, na sigla em inglês), que provoca a desorientação espacial desses insetos e morte fora das colmeias. O distúrbio já provocou a morte de 35% das abelhas criadas em cativeiro nos Estados Unidos.

Poder Legislativo de Garanhuns decreta luto oficial por três dias, pela morte do ex-governador Eduardo Campos


"O Presidente do Poder Legislativo de Garanhuns, vereador Audálio Ramos Machado Filho, no uso das suas atribuições que lhe são conferidas, pela Lei Orgânica do Município, e, sobretudo, pelo Regimento Interno da Câmara Municipal, decretou Luto Oficial por 3 (três) dias no âmbito do Poder Legislativo, pelo falecimento do Sr. Eduardo Henrique Aciolly Campos, Ex-Governador do Estado de Pernambuco, ocorrido nesta quarta-feira, 13 de Agosto de 2014.

Até a vigência do decreto, os pavilhões deverão ser hasteados a meio-mastro na sede da Câmara Municipal, em respeito à sua memória.

Audálio Ramos Machado Filho
Presidente"

Assessoria de Comunicação Câmara Municipal de Vereadores de Garanhuns

Pernambuco leva cultura e atrativos turísticos ao interior de São Paulo


Nos dias 15 e 16 de agosto, a Secretaria de Turismo de Pernambuco, por meio da Empresa de Turismo de Pernambuco (Empetur), participa da 18ª edição da Feira Avirrp – promovida pela Associação das Agências de Viagens de Ribeirão Preto e Região; onde apresentará seus principais destinos e atrativos turísticos aos profissionais do setor.

A Empetur contará com estande de 28 m², em parceria com a Prefeitura do Recife, com a Associação de Hotéis de Porto de Galinhas (AHPG) e com a Administração de Fernando de Noronha. Entre as ações desenvolvidas na feira estão, além da distribuição de material promocional, a realização de capacitações em turismo dos destinos indutores e um capacitação especial no estande do Ministério do Turismo, no dia 16.

“Em 2013, São Paulo foi o maior emissor de turistas para nosso Estado. Do total de visitantes nacionais que recebemos, mais de 30% são da capital e das cidades do interior paulista”, comenta a diretora comercial da Empetur, Maria Cláudia de Paula.

Pernambuco promove a festa de encerramento da feira em parceria com a Operadora Flytour. O tema da noite será “Festa Brega” – homenagem ao rei do brega pernambucano – Reginaldo Rossi - e terá como atração o cantor e compositor André Rio, que fará um show dedicado ao rei. A gastronomia pernambucana também será destaque na festa com cardápio elaborado pela típica culinária do Estado.

Eduardo Campos deixa lacuna enorme no Brasil, diz Humberto


O líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), lamentou nesta quarta-feira (13), em discurso na tribuna da Casa, a morte do colega Eduardo Campos, ex-governador de Pernambuco e candidato do PSB à Presidência da República. Chocado e triste com a notícia da tragédia, o parlamentar afirmou que os brasileiros, em especial os pernambucanos, perdem um dos maiores quadros da política do país.

“Eduardo Campos deixa uma lacuna enorme para o Brasil e, especialmente, para o povo de Pernambuco porque, como governador, fez uma administração revolucionária em nosso estado, em parceria com Lula e depois com Dilma. Ele se afirmou como líder político. Era alguém que pensava e vivia política 24 horas por dia. Sem dúvida, se mostrou um competente articulador”, declarou.

Segundo Humberto, o legado deixado por Campos é muito importante para o Brasil e a morte prematura dele interrompe "uma presença nacional forte que vinha construindo". “Perde o Brasil e perde a esquerda brasileira. É um episódio de muita tristeza para todos nós. Quero levar minhas condolências ao povo de Pernambuco, que, sem dúvida, está vivendo uma das maiores comoções da sua história recente”, afirmou.

O senador lembrou que a morte trágica ocorre exatamente nove anos depois do falecimento do ex-governador de Pernambuco Miguel Arraes, avô e grande inspirador de Campos. “Quero manifestar meu profundo pesar, minhas condolências e sentimentos à família de Eduardo, à sua esposa, Drª Renata, que está profundamente abalada com a notícia, assim como todos os seus filhos. Eles formavam uma bonita família”, disse.

Humberto lamentou ainda a morte de outros três amigos seus que estavam no avião: o jornalista Carlos Percol, o fotógrafo Alexandre Severo e o ex-deputado federal Pedrinho Valadares.

TCE julga ilegais contratações feitas pelo Condepe/Fidem


A Segunda Câmara do TCE julgou ilegais 48 contratações temporárias realizadas pelo Condepe/Fidem no exercício de 2010 e aplicou uma multa no valor de R$ 7.000,00 ao responsável, Luiz Quental Coutinho. O relator do processo (TC n° 1205456-2) foi o conselheiro Dirceu Rodolfo, cujo voto foi aprovado por unanimidade e com parecer favorável do Ministério Público de Contas (MPCO).

Segundo o relatório técnico de auditoria, as contratações foram feitas para as seguintes funções: administrador, advogado, analista de tecnologia da informação, arquiteto urbanista, assistente social, contador, economista, engenheiro cartográfico, engenheiro civil, estatístico, geógrafo, geólogo, pedagogo e sociólogo, além de outras para cargos de nível médio.

O TCE indeferiu o pedido de registro das contratações devido à seleção ter sido feita por meio de “entrevista técnica”, que fere o princípio da impessoalidade, pela utilização de numeração de contrato já utilizada anteriormente no mesmo exercício, e por contratação acima do número de vagas.

Para resultados dos julgamentos de hoje clique aqui.

Gerência de Jornalismo (GEJO), 13/08/2014

Para Figueiró, Eduardo Campos 'morre como um herói'


O senador Aécio Neves (PSDB-MG) declarou, em nota, que foi com enorme tristeza que recebeu a notícia do acidente que tirou a vida do ex-governador e amigo Eduardo Campos. De acordo com Aécio, também candidato a presidente, o Brasil perdeu um dos mais talentosos políticos, que lutava com idealismo por aquilo em que acreditava.

Veja a íntegra da nota:

"É com imensa tristeza que recebi a notícia do acidente que vitimou o ex-governador e meu amigo Eduardo Campos. O Brasil perde um dos seus mais talentosos políticos, que sempre lutou com idealismo por aquilo em que acreditava.

A perda é irreparável e incompreensível. Nesse momento, minha família e eu nos unimos em oração à família de Eduardo, seus amigos e a milhões de brasileiros que, com certeza, partilham a mesma perplexidade e pesar.

Aécio Neves"

O senador Ruben Figueiró (PSDB-MS) também divulgou em seu site nesta quarta-feira (13) nota lamentando o falecimento de Eduardo Campos.

Em suas palavras, “o Brasil perde uma das suas grandes esperanças de renovação na política”. O senador classifica a morte do candidato como “uma perda lamentável” e lembra as realizações de Eduardo Campos como governador de Pernambuco

“Para mim, ele morre como um herói porque estava servindo a Pátria. Não é apenas o partido, Pernambuco e a família que perdem. Perde o Brasil, que fica de luto por ver um político jovem interromper sua trajetória de forma trágica", declarou Figueiró.

Agência Senado

Em nota, PSB destaca luta de Eduardo Campos por justiça social


O primeiro-vice-presidente do PSB, Roberto Amaral, divulgou nota hoje (13) em que lamenta a morte do presidente do partido, Eduardo Campos, vítima de um acidente aéreo em Santos (SP). Campos, candidato do PSB à Presidência da República, era um dois sete ocupantes da aeronave que caiu na manhã de hoje, sem deixar sobreviventes.

“Eduardo Campos vivia o auge de sua brilhante carreira política: deputado estadual, secretário de Estado de Pernambuco, deputado federal, ministro de Estado, governador de Pernambuco reeleito por consagradora maioria, oferecia sua experiência e juventude ao serviço do país”, afirmou Roberto Amaral.

Em nota, Amaral ainda destacou a coerência política do pernambucano com princípios como o da justiça social. “Perdemos Eduardo Campos quando mais o Brasil precisava de seu patriotismo, seu desprendimento, seu destemor e sua competência. Não é só Pernambuco e sua gente que perdem seu líder; não é só o PSB que perde seu líder. É o Brasil que perde um jovem e promissor estadista”.

Agência Brasil

IPA inicia ciclo de palestras do Programa Garantia Safra 2014/2015 em Calumbi


O Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA) inicia, em Calumbi, ciclo de palestras do programa Garantia Safra 2014/2015. O objetivo é atualizar os dados dos agricultores que pretendem se inscrever no programa.

A atividade foi iniciada com a apresentação do programa, com ênfase na necessidade de atualizar os dados dos beneficiários no tocante a receitas para enquadramento, mudanças no estado civil, retiradas dos beneficiários falecidos ou que já não se enquadram nas normas do programa.

Após expor os temas ao Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural Sustentável de Calumbi, a equipe do IPA agendou reuniões em todas as comunidades trabalhadas e vem mostrando a importância da atualização e adequação dos dados dos inscritos, como forma de garantir que o seguro chegue para quem de fato apresente as condições normativas adequadas, como também tornar o processo transparente, facilitando a controle social.

Vale salientar que a mesma orientação de procedimento vem sendo recomendada para os demais municípios da Gerência Regional de Serra Talhada, que em sua área emite as DAPs - 9.2 e IGS - Inscrições do Garantia Safra para cerca de 18 mil famílias todos os anos.

Fonte: Instituto Agronômico de Pernambuco

Petrolândia: FAEXPE declara luto de 3 dias pela morte de Eduardo Campos. Não haverá aulas nesta quarta e quinta-feira

Magda Barros, representante em Petrolândia da FUNESO/UNESF/FAEXPE

Em nota divulgada nesta quarta-feira, 13, a coordenadora da Funeso/FAEXPE Polo Petrolândia, Magda Barros, declara que a instituição de ensino adotou luto de três dias pela morte do presidenciável Eduardo Campos e avisa que não haverá aula nesta quarta e quinta na Escola José Araújo. Confira abaixo:

''É com grande pesar que posto este aviso de luto de três dias pela morte de Eduardo Campos. Portanto, estamos comunicando a todos os alunos que não haverá aula hoje (13) nem amanhã, quinta."

Redação do Blog de Assis Ramalho

Estado abre processo licitatório para construção da Escola Técnica Estadual de Garanhuns


A Secretaria Estadual de Educação através da Comissão Permanente de Licitação de Obras e Serviço de Engenharia-CPLOSE publicou o Processo Licitatório Nº 016/13, na modalidade Concorrência para a construção da Escola Técnica Estadual de Garanhuns. A abertura do certame está previsto para o dia 27 de agosto e estima o valor da obra em R$ 10.616.362,43 (Dez milhões, seiscentos e dezesseis mil, trezentos e sessenta e dois reais e quarenta e três centavos) e o prazo de execução é de 360 (trezentos e sessenta) dias.

A implantação em 2014 da ETE-Garanhuns foi confirmada no final do ano passado pelo secretário Estadual de Educação, Ricardo Dantas, em resposta ao Requerimento Nº 612/13 do vereador Audálio Filho que solicitou a implantação da referida escola no município (Ofício GAB/SEE-PE Nº 2076/2013).

Naquela ocasião o secretário ainda confirmou ao vereador que a escola técnica de Garanhuns irá ofertar cursos que atendam os arranjos produtivos locais, integrando o ensino médio à qualificação profissional, tendo ainda as modalidades de ensino presencial e à distância.

Assessoria de Comunicação Câmara Municipal de Vereadores de Garanhuns

Câmara Municipal de Petrolândia manifesta pesar por morte de Eduardo Campos

Reunião que estava marcada para esta quarta-feira (13) foi adiada

A Câmara Municipal de Petrolândia manifesta pesar pela pela morte trágica do candidato do PSB à presidência, Eduardo Campos, e ao mesmo tempo comunica à população que a reunião que estava marcada para esta quarta-feira (13), às 19 horas, foi adiada para uma outra oportunidade.

Redação do Blog do Assis Ramalho
Informações: Câmara Municipal de Petrolândia

Cancelada posse solene de desembargadores do TJPE nesta quarta-feira (13/8)


TJPE completa 192 anos nesta quarta, dia 13 de agosto (Foto: Assis Lima)


Em virtude da morte do ex-governador do Estado, Eduardo Campos, na manhã desta quarta-feira (13/8), o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) cancelou a posse solene dos novos desembargadores que aconteceria nesta tarde, às 17h. Os desembargadores Carlos Frederico Gonçalves de Moraes, Eudes dos Prazeres França e Fábio Eugênio Dantas de Oliveira Lima foram eleitos no dia 9 de junho deste ano.

O TJPE completa 192 anos nesta quarta-feira. O evento aconteceria no Palácio da Justiça, no Bairro de Santo Antônio.

Ascom TJPE

Presidente da Câmara dos Deputados divulga nota de pesar pela morte de Eduardo Campos


O presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves, divulgou uma nota de pesar pela morte de Eduardo Campos, que faleceu em um acidente aéreo no litoral da São Paulo na manhã desta quarta-feira (13), junto com outros pessoas que estavam em um avião fretado pela campanha do PSB, partido pelo qual Campos disputava a Presidência da República.

Leia a íntegra da nota:

Com extremo choque, profundo pesar e imensa consternação recebi a informação da morte de Eduardo Campos. Fomos colegas na Câmara por três mandatos e afirmo que Eduardo foi um homem público digno, que honrou o estado de Pernambuco, o Nordeste e o Brasil.

Minhas condolências à família e ao povo brasileiro, que lamentam a perda de um homem tão jovem, em seu auge político e com tantos sonhos para a vida. Sua morte deixa uma lacuna irreparável. Somente Deus para confortar os familiares e amigos neste momento de insuportável dor.

Henrique Eduardo Alves
Presidente da Câmara dos Deputados

Fonte: Agência Câmara Notícias

Dilma decreta luto de três dias por morte de Eduardo Campos ''Perdemos hoje um grande brasileiro''


A presidente Dilma Rousseff (PT) decretou luto oficial de três dias pela morte do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB), que era candidato a presidente nas eleições deste ano. A presidente disse ainda estar "tristíssima" e declarou que Campos era uma "grande liderança política".

Dilma, que concorre à reeleição e enfrentaria Eduardo Campos nas urnas em outubro, afirmou ainda que "eventuais divergências políticas" sempre seriam "menores que o respeito mútuo" entre eles. Campos fazia parte do governo Dilma Rousseff até 2013, quando seu partido, o PSB, entregou os cargos no governo federal.

"O Brasil inteiro está de luto. Perdemos hoje um grande brasileiro, Eduardo Campos. Perdemos um grande companheiro.Neto de Miguel Arraes, exemplo de democrata para a minha geração, Eduardo foi uma grande liderança política. Desde jovem, lutou o bom combate da política, como deputado federal, ministro e governador de Pernambuco, por duas vezes.

Tivemos Eduardo e eu uma longa convivência no governo Lula, nas campanhas de 2006, 2010 e durante o meu governo.

Estivemos juntos, pela última vez, no enterro do nosso querido Ariano Suassuna. Conversamos como amigos. Sempre tivemos claro que nossas eventuais divergências políticas sempre seriam menores que o respeito mútuo característico de nossa convivência.

Foi um pai e marido exemplar. Nesse momento de dor profunda, meus sentimentos estão com Renata, companheira de toda uma vida, e com os seus amados filhos. Estou tristíssima.

Minhas condolências aos familiares de todas as vítimas desta tragédia.

Decretei luto oficial de 3 dias em homenagem à memória de Eduardo Campos. Determinei a suspensão da minha campanha por 3 dias.

Dilma Rousseff"

Deputado Aluísio Lessa registra aniversário da morte de Miguel Arraes


Os nove anos da morte do ex-governador Miguel Arraes foram registrados, nesta quarta (13 de agosto), pelo deputado Aluísio Lessa, do PSB. O parlamentar ressaltou o perfil do político, que faleceu aos 88 anos, no Hospital Esperança, vítima de infecção pulmonar. Segundo Lessa, Arraes foi um homem público exemplar, que defendeu os mais pobres e os interesses de Pernambuco.

O deputado lembrou a trajetória do ex-governador, que começou em 1948, quando Arraes ocupou o cargo de secretário estadual da Fazenda, a convite do então governador Barbosa Lima Sobrinho. Foi também deputado estadual, federal e governador de Pernambuco por três vezes. No dia primeiro de abril de 1964, foi deposto pelo Golpe Militar, ficando exilado por 14 anos na Argélia, e retornado ao Brasil, em 1979, com a Lei da Anistia.

De acordo com o parlamentar, Miguel Arraes lutou em favor dos excluídos, conseguindo avanços importantes, como a equiparação do salário mínimo rural ao dos trabalhadores urbanos e a implantação da eletrificação rural e de programas de distribuição de renda, como o Projeto Chapéu de Palha.
Em aparte, os socialistas Diogo Moraes, Ângelo Ferreira e Laura Gomes reafirmaram a importância da postura política de Arraes, considerado, por eles, um visionário.

ALEPE

Armando Monteiro cancela agenda de campanha para os próximos dias


A assessoria de imprensa de Armando Monteiro (PTB), candidato ao governo de Pernambuco, comunica que toda a sua agenda desta quarta-feira (13) e dos próximos dias está suspensa.

Eduardo Campos foi entrevistado por Assis Ramalho em março deste ano

Eduardo Campos em entrevista a Assis Ramalho

Sempre atencioso com a nossa reportagem - por várias vezes tivemos a honra de entrevista-lo - Eduardo Campos concedeu a sua última entrevista com exclusividade a esse blogueiro no dia 21 de março deste ano. Confira:





Redação do Blog de Assis Ramalho

Mulher e filho não estavam no avião: veja a lista de vítimas no acidente que matou Eduardo Campos

Jato caiu sobre casas em Santos (SP) com sete pessoas a bordo. Presidenciável do PSB tinha viajado para cumprir agenda de campanha.

Ao contrário do que parte da imprensa anunciou, a esposa e filho de Eduardo Campos não estavam no avião que caiu e matou o presidenciável.

Confira a relação dos sete mortos no acidente

Eduardo Campos, candidado à presidência
Alexandre da Silva, fotógrafo
Carlos Augusto Leal Filho (Percol), assessor
Geraldo da Cunha, piloto
Marcos Martins, piloto
Pedro Valadares Neto
Marcelo Lira

Blog de Assis Ramalho
Com informações do G1 Santos e Região

Trajetória política de Eduardo Campos começou com o seu avô Miguel Arraes que também morreu em 13/8

Novembro de 1987 - Eduardo Campos (esq.) deixa a casa do deputado Ulysses Guimarães em São Paulo ao lado de seu avô, o então governador do Pernambuco, Miguel Arraes (centro) (Foto: Newton Aguiar/Estadão Conteúdo/Arquivo)

De família tradicional na política em Pernambuco, o ex-governador Eduardo Campos, 49 anos, nasceu no Recife em 10 de agosto de 1965. Ele era casado e pai de cinco filhos. Filho de Maximiliano Arraes e da ex-deputada federal e ministra do Tribunal de Contas da União Ana Arraes, Campos se formou em economia na Universidade Federal de Pernambuco, onde atuou como presidente do Diretório Acadêmico da faculdade.

O contato com a política começou cedo, em 1986, quando trabalhou ativamente na campanha que elegeu seu avô, Miguel Arraes, ao governo de Pernambuco. Na época, Campos tinha apenas 21 anos. Quatro anos depois, em 1990, ele se filiou ao PSB.

Em 1994, com apenas 29 anos, foi eleito deputado federal, cargo para o qual foi reeleito em 1998 e em 2002. No início do terceiro mandato como deputado, Campos se aproximou do então presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ajudando a mobilizar a base governista para aprovar a Reforma da Previdência.

Em janeiro de 2004, foi nomeado por Lula ministro de Ciência e Tecnologia, onde trabalhou pela aprovação da lei que autoriza pesquisas com células tronco embrionárias. Em 2006, Eduardo Campos foi eleito governador de Pernambuco em primeiro turno, com mais de 60% dos votos válidos e foi reeleito, em 2010, com 83% dos votos válidos.

A gestão à frente do estado foi marcada pelos esforços em modernizar industrialmente a região. Durante a maior parte dos dois mandatos, Campos apoio os governos de Luiz Inácio Lula da Silva e da presidente Dilma Rousseff.

Em 2013, ele passou a reforçar críticas ao governo de Dilma, especialmente com relação à gestão da economia e a aliança com o PMDB. Em 18 de setembro do ano passado, o PSB entregou os cargos no governo federal, inclusive o comando do Ministério da Integração, e passou a se posicionar de forma independente nas votações. A decisão de se afastar do governo e lançar candidatura própria motivou a saída do partido e filiação ao PROS do governador do Ceará, Cid Gomes, e do irmão dele, Ciro Gomes.

Em outubro, Eduardo Campos se aliou à ex-senadora Marina Silva na disputa presidencial, após o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) rejeitar o registro da Rede Sustentabilidade, partido que ela tentava criar para concorrer às eleições. Em 4 de abril deste ano, Eduardo Campos renunciou ao governo de Pernambuco para se dedicar à campanha para a Presidência da República.

G1

Morre Eduardo Campos em acidente aéreo em Santos



Está confirmada a presença do candidato a presidente pelo PSB, Eduardo Campos, no jato que caiu por volta de 10 horas desta manhã, em Santos, no litoral paulista. O prefixo da aeronave é o mesmo da alugada pela campanha do presidenciável e não se consegue contato com Eduardo Campos desde as 9 horas. O acidente deixou dois mortos e ao menos dez feridos até o momento.

A aeronave caiu em uma casa, ao lado de uma academia, na cidade litorânea. A aeronáutica confirmou que a aeronave era um jato particular, que saiu do aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, e voava rumo ao Guarujá. O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), cancelou a agenda na capital por conta do acidente e voou para Santos. A suspeita é de que a causa do acidente tenha sido o mau tempo. O candidato cumpriria agenda hoje no Guarujá.

Eduardo Henrique Accioly Campos teve uma carreira de sucesso na política pernambucana, chegou a ser ministro e tentava o voo mais alto, a presidência da República. Formado em 1985 Economia pela Universidade Federal de Pernambuco.

Neto do ex-governador de Pernambuco Miguel Arraes, ainda na universidade ele começou a militância política, como presidente do Diretório Acadêmico da Faculdade de Economia.

Em 1986, participou ativamente da campanha que elegeu para o Governo de Pernambuco o seu avô.

Ele entrou no PSB em 1990 --onde permaneceu até sua morte-- quando foi eleito deputado estadual. Quatro anos depois, chegou ao Congresso Nacional, mas não chegou a assumir, ficando no Estado nos cargos de Secretário da Fazenda entre 1995 e 1998.

Ainda em 1998, voltou a vencer a disputa para Câmara, sendo o mais votado do Estado (173 mil votos). Em 2002, fez campanha para o então candidato à presidência Luiz Inácio Lula da Silva. No Congresso, Eduardo Campos destacou-se como articulador do Governo Lula. No ano seguinte, tomou posse como ministro de Ciência e Tecnologia..

Em 2005, Eduardo Campos assumiu a presidência nacional do PSB, onde permanecia até o acidente desta quarta-feira (13). Em 2006, numa disputa acirrada, venceu a eleição para o Governo de Pernambuco. Em 2010, disputou a reeleição e obteve a vitória no primeiro turno com mais de 82% dos votos válidos.
SP 247 / Uol

Conacat chega ao terceiro dia

Entre os palestrantes, destaque para Mariângela Cônsoli, Presidente da Associação Guadalupe, instituição Pró-Vida beneficiada pelo Conacat

O Congresso Nacional Católicos Online (Conacat), que começou dia 11 e terminará dia 17, no www.catolicoemrede.com.br/programacao, chega ao 3.º dia e está com uma turma boa de palestrantes, esperada durante todo o período de divulgação do evento, dentre eles o Professor Felipe Aquino, que falará sobre o ser cristão; Alexandre Varela, do blog O Catequista, que coordenou o Centro de Imprensa da Jornada Mundial da Juventude e falará sobre 10 coisas que deram certo na JMJ e vão ajudar você e sua comunidade a crescer na fé; Fabiano Farias, do Blogueiros com el Papa , que falará sobre network frutífero na internet e Mariângela Cônsoli, da Associação Guadalupe, Presidente da Associação Guadalupe (www.associacaoguadalupe.blogspot.com.br), uma das instituições beneficiadas pelo Conacat, que falará sobre o tema “Conquistar benfeitores: aprenda como conquistar pessoas de bem para ajudar na sua causa”.

As palestras do Conacat serão vendidas após o encontro e 50% será doado para as Casas Pró-Vidas São Frei Galvão (RJ) e Associação Guadalupe (SP), que ajudam mulheres grávidas vítimas de violência sexual e moral e apoiar as que têm medo de ser mãe.

Outros temas também são aguardados pela pertinência, como “Testoterona e fé: como levar homens a vida de oração”, ministrada pelo professor Michel Pagiossi, Preceptor da Milícia de Santa Maria no Brasil e bem atual em uma época onde o conceito de masculinidade para a Igreja precisa ser enfatizado.

Avião com Eduardo Campos cai sobre casas em Santos, diz fonte do PSB


O ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos está desaparecido desde a manhã desta quarta-feira. De acordo com aliados próximos ao ex-governador, “todos os indícios apontam” para a ocorrência de um acidente com o avião que transportava o candidato do PSB à Presidência. “Tudo indica que foi isso mesmo o que ocorreu. Estamos aguardando, mas não temos confirmação”, disse o deputado Márcio França (PSB-SP).

Campos cumpriria agenda em Santos. Estava prevista uma entrevista na Praia do Mercado, na região portuária de Santos. Em seguida, o socialista seguiria para o Guarujá, para participar do fórum SantosExport.

O clima é de que preocupação em toda a campanha de Eduardo Campos. Outros aliados do socialista ouvidos pelo iG confirmaram que a vice Marina Silva está, neste momento, reunida com alguns poucos aliados, para acompanhar o noticiário sobre o assunto, à espera de informações oficiais sobre o caso.

A aeronave de pequeno porte caiu na manhã de hoje (13) sobre uma residência na cidade de Santos, litoral sul de São Paulo. Segundo o Corpo de Bombeiros, a aeronave caiu, por volta das 10h, em uma casa na altura do número 50 da Rua Vahia de Abreu, na esquina com a Rua Alexandre Herculano, no bairro do Boqueirão.

De acordo com o Comando da Aeronáutica, a aeronave é um Cessna 560XL, prefixo PR-AFA, que decolou do Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, com destino ao Aeroporto de Guarujá (SP). Quando se preparava para pouso, o avião arremeteu devido ao mau tempo. Em seguida, o controle de tráfego aéreo perdeu contato com a aeronave.

A Aeronáutica informou que já iniciou as investigações para apurar os fatores que possam ter contribuído para o acidente.

Portal Ig e Agência Brasil