sexta-feira, 30 de maio de 2014

Os inconformados é que mudam o mundo - Artigo de Nelson Souto

O bom cidadão denuncia, mas também ajuda a preservar os bens públicos e o meio ambiente. 

Eu nasci em Petrolândia em 1961, uma cidade que naquela época tinha pouco mais de 2.000 habitantes, incluindo a área rural. Quando a cidade nova foi construída eu já morava no Rio de Janeiro-RJ, mas, nunca deixei de visitar nossa cidade. Recentemente, estive em Petrolândia e vi que o projetista da nova cidade destinou uma área comum para construção de uma praça em cada quadra. Esteticamente a cidade ficou bonita e humanizada, presenciei uma pessoa que trabalha na prefeitura cuidando de uma praça localizada na quadra 09 e vi que existe a preocupação sim, da prefeitura com os bens públicos.

Como leitor do blog do Assis, li um artigo que denunciava o acúmulo de lixo em uma praça na quadra 08 e a má conservação.

Em que pese o direito de o morador reclamar, temos que ponderar que as reclamações sempre são dirigidas ao gestor público. O poder público depende do cidadão para manter a cidade limpa e em ordem. A coleta de lixo, a manutenção das praças, a conservação dos prédios públicos destinados à educação e da saúde, precisam contar com a consciência e os bons costumes do cidadão para que as políticas públicas sejam eficazes.

No caso, o morador Francisco, um cidadão preocupado com a limpeza e o bem estar da comunidade, precisa ajudar o gestor público no sentido de criar na vizinhança o espírito de cidadania e respeito aos moradores. Considerando que a cidade tem pelo menos 22 praças públicas, é preciso que a população colabore e ajude a manter a ordem e a limpeza urbana.

Mais uma vez, a educação que falta na população adulta, pode ser aplicada nas escolas de primeiro grau, a necessidade de cuidar e respeitar o meio ambiente. O Sr. Francisco como um cidadão educado e preocupado, poderá levantar a bandeira em defesa da praça que é de todos e ajudar o gestor público que tem muitas atribuições, numa cidade que cresce em ritmo acelerado, criando uma associação de moradores.
Fica aqui uma clara evidência de que é preciso começar já a educar as crianças e reeducar os adultos, para o futuro, se quisermos viver num ambiente sustentável.

A educação e o meio ambiente são preocupações nacionais, mas, começa pelo bairro, que é onde moramos. Precisamos identificar o problema para levar adiante. Normalmente, a coleta de lixo é terceirizada. Se o problema é com a coleta, faça um ofício ao vereador que levará o caso ao prefeito. Se o problema é de falta de respeito por parte dos moradores fotografe, registre e denuncie.

Parabéns Sr. Francisco pela iniciativa. Os inconformados é que mudam o mundo. Vamos mudar para melhor!

Nelson Souto (Rio de Janeiro-RJ)

Matéria relacionada:

Nenhum comentário:

Postar um comentário