terça-feira, 26 de março de 2019

Polícia Civil mira operação contra corrupção na Prefeitura de Camaragibe


A Polícia Civil de Pernambuco deflagrou, na manhã desta terça-feira (26), a Operação Harpalo. O objetivo é cumprir mandados contra uma organização criminosa suspeita de diversos crimes, entre eles fraude em licitação, corrupção, lavagem de dinheiro e associação criminosa. Pelo menos oito equipes estão na rua, são 90 policiais civis envolvidos na operação que é comandada pelo Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado (Draco).

A operação está sendo comandada pela delegada Jéssica Ramos tem como alvo principal o prefeito da cidade de Camaragibe, Demóstenes Meira.


Mandados

São dois mandados de medida protetiva, 11 mandados de busca e apreensão, dois mandados de afastamento cautelar e duas suspensões de atividades empresariais.

Equipes cumprem mandado de busca e apreensão na sede da Prefeitura de Camaragibe e também em São Lourenço da Mata, Jaboatão dos Guararapes, Gravatá, Rio Grande do Norte e no bairro de Boa Viagem, Zona Sul do Recife.

A operação Harpalo foi batizada com esse nome por causa de um caso que aconteceu na Grécia Antiga. De acordo com a delegada Jéssica Ramos, na época, viveu um grande orador chamado Demóstenes que foi condenado por corrupção e exilado.

Em nota, a Prefeitura de Camaragibe informou que "a respeito da Operação Harpalo da Polícia Civil em Camaragibe, a Prefeitura Municipal esclarece que todos os processos de licitação têm sido realizados de forma transparente e legal. O órgão municipal irá aguardar as investigações para que todas as medidas legais e necessárias sejam tomadas, a fim de que tudo seja esclarecido."

Por Rádio Jornal - NE10

Nenhum comentário:

Postar um comentário