sábado, 12 de dezembro de 2015

Conselho Estadual aprova nova Política da Saúde da Mulher em Pernambuco


O plenário do Conselho Estadual de Saúde (CES) aprovou, na última quarta-feira (09/12), o redesenho da Política da Saúde da Mulher em Pernambuco, que, a partir de então, passa a nortear a assistência na rede pública de Saúde do Estado. O documento, formulado por um Grupo Técnico, que contou com a participação de representantes do CES e da Secretaria Estadual de Saúde (SES), levou quatro meses para ser produzido.

“Antes, Pernambuco seguia as diretrizes nacionais. Hoje, temos uma política própria e estamos muito orgulhosas porque o documento que aprovamos é mais amplo e avançado”, explica a gerente de Atenção da Saúde da Mulher da SES, Letícia Katz. “Agora temos de fazer um planejamento e acompanhar a implementação do que ficou estabelecido”, diz. Após a aprovação da Política da Saúde da Mulher, a gerente de Vigilância em Riscos Ambientais da SES, Roselene Hans, traçou, para a plenária, um perfil epidemiológico atual das doenças epidemiológicas transmitidas pelo Aedes Aegypti no Estado.

De acordo com o último boletim, até o dia 28/11 haviam sido notificados 125.352 casos de dengue (43.245 confirmados), distribuídos em 185 municípios. Isso representa um aumento de 588,48% em relação ao mesmo período de 2014, quando foram notificados 18.207 casos suspeitos, confirmando 6.689 desses. Os municípios com o maior número de casos notificados são: Recife (26.379), Camaragibe (8.415), Jaboatão dos Guararapes (7.287), Caruaru (4.063), totalizando 46.144 (36,81% do total de casos). “A reunião foi muito proveitosa. Basta ver que antes mesmo do horário previsto para a segunda chamada, às 9h, já havia quórum para iniciar”, comemorou a secretária executiva de Coordenação Geral, Ana Callou, que representou o secretário estadual de Saúde, Iran Costa, na reunião.

Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco

Nenhum comentário:

Postar um comentário