Publicidade />

Pesca artesanal é debatida com técnicos do ProRural no Pernambuco no Clima


Os técnicos do ProRural estiveram presentes, nesta quarta-feira (05), da quarta edição do evento Pernambuco no Clima, que engloba seminário e exposições e acontecem de 3 a 9 de agosto, no shopping Rio Mar. O objetivo da participação de representantes do Programa foi debater sobre os temas da economia verde, a mobilidade, as cidades inteligentes, a pesca artesanal e outros assuntos ligados ao meio ambiente e a sustentabilidade das cidades.

Para o técnico de Análise e Supervisão de Projetos de Pesca do ProRural, Sileno Alcantara, é de grande importância que os gestores públicos e a sociedade civil fomentem o debate sobre a pesca artesanal. “Muitos agentes públicos desconhecem a grandeza da piscicultura familiar, por exemplo. Só no Sertão do Estado, no lago de Itaparica e no Moxotó, a produção de tilápia chega a aproximadamente 250 toneladas por mês”, explica Sileno.

O ProRural, através do Banco Mundial, apoia seis projetos na região que já conta com aproximadamente 20 associações de pescadores das cidades de Jatobá, Petrolândia, Itacuruba, Belém do São Francisco e Floresta. O Programa já analisa também a viabilidade de outros seis projetos de produção do pescado que, além de ir para a mesa do pequeno produtor, ainda abastece parte das cidades circunvizinhas e de outros estados como o Ceará.

ProRural - Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária/Assessoria de Comunicação

Comentários

Publicidade