quarta-feira, 3 de setembro de 2014

Bovinocultura e Apicultura do Agreste recebem incentivo do ProRural

 

Representantes das redes produtivas da bovinocultura leiteira e da apicultura e meliponicultura de três territórios formados por municípios dos Agrestes Central, Setentrional e Meridional estiveram reunidos nesta terça-feira (02), no município de Garanhuns. O evento foi promovido pelo ProRural com a finalidade de pactuar as matrizes de ações e investimentos dos Planos Territoriais das respectivas redes.

Para os próximos três anos, as duas redes da bovinocultura do Agreste Meridional – formadas pelos municípios de Águas Belas, Buíque, Bom Conselho, Brejão, Caetés, Capoeiras, Correntes, Garanhuns, Iati, Lagoa do Ouro, Palmeirina, Paranatama, Pedra, Saloá, Terezinha, Tupanatinga e Ventura – receberão recursos para projetos produtivos e de infraestrutura de R$ 49 mi, beneficiando 46 organizações produtivas.

Para a rede da apicultura do território composto pelas cidades de Alagoinhas, Bezerros, Belo Jardim, Brejo da Madre de Deus, Bonito, Caruaru, Santa Cruz do Capibaribe, Gravatá, Pesqueira, Riacho das Almas, Tacaimbó e Venturosa, serão aplicados até 2016, R$ 8 mi, atendendo 21 grupos associativos.

No encontro, a superintendente do ProRural, Rita Guilhereme, falou sobre o objetivo dos Planos direcionados ao fortalecimento das redes produtivas por meio da integração e articulação de ações com a participação dos governos estadual, municipais, instituições não-governamentais e sociedade civil organizada. “A meta do governo do Estado é contribuir para o desenvolvimento da agricultura familiar. Mudar a realidade dessas famílias, através do incremento da capacidade de produção e gestão das atividades”, disse.

Ela também destacou que na elaboração dos Planos de Redes é estimulado a efetiva participação da sociedade, por meio das organizações de produtores, Conselhos Municipais de Desenvolvimento Rural (CMDR), sindicatos de trabalhadores rurais , ONGs, além de prefeituras, instituições de ensino, pesquisa e financiamento. “ É uma grande oportunidade de um trabalho articulado, onde juntos, Estado e sociedade, decidem a aplicação dos recursos para melhoria da renda e qualidade de vida das famílias rurais”.

Entusiasmados e com boas expectativas diante na nova estratégia, os representantes dos trabalhadores presentes ao encontro destacaram as novas oportunidades que surgirão com a iniciativa. “Pela primeira vez, a agricultura familiar conta com um espaço para construir o crescimento das cadeias produtivas. Acredito que vamos tornar Pernambuco um exemplo de aplicação dos recursos públicos”, disse o representante da rede da bovinocultura, Nitalmo Silva, do município de Águas Belas.

Do município de Caruaru, o apicultor, Lula do mel, também ressaltou o importante significado da nova estratégia de desenvolvimento rural. “Estou muito feliz em participar da construção de um política pública voltada aos pequenos agricultores e em ver nossos anseios serem atendidos”.

Laticínios - Na ocasião, representantes da Cooperativa dos Agricultores Familiares do Vale do Ipanema- Coopanema, do município de Águas Belas, realizaram assinatura de convênio com o ProRural, para construção de um entreposto de beneficiamento de leite, que contará com investimentos da ordem de R$ 2,8 mi. “A partir deste convênio poderemos processar nossos produtos, como a fabricação de queijo, iogurtes e bebidas lácteas, e assim aumentar a renda de nossas 240 famílias associadas”, falou o presidente da cooperativa, Francisco Justino.

Participaram da reunião, representantes das organizações produtivas, secretarias municipais de Agricultura, sindicatos, CMDR, IPA e ITERPE.

Fonte: Programa ProRural - Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária - Governo de Pernambuco/Comunicação ProRural

Nenhum comentário:

Postar um comentário