quinta-feira, 25 de julho de 2013

AL: Índios e sem-terra fecham rodovias no interior e pistas em Maceió

Vários protestos liderados por trabalhadores rurais sem-terra e comunidades indígenas interditaram trechos de diferentes rodovias federais e estaduais em Alagoas, na manhã desta quinta-feira (25). Protestos também fecharam pistas em Maceió, nos bairros do Centro e Bebedouro.

Neste Dia do Trabalhador Rural, 25 de julho, líderes sem-terra prometeram interditar trechos de rodovias nos municípios de Novo Lino, Maragogi, Porto Calvo, Barra de Santo Antônio, Rio Largo, Capela e Jequiá da Praia.



A Polícia Rodoviária Federal (PRF) confirmou, no entanto, apenas o bloqueio em Novo Lino, na altura do quilômetro 8,8, nas proximidades do antigo posto policial. Além disso, a PRF comunicou que, em Joaquim Gomes, no Km 24 da BR-101, índios da aldeia Wassu Cocal interditaram a pista nos dois sentidos.

Já em Maceió, houve protestos no bairro de Bebedouro, próximo à estação ferroviária. No Centro, os sem-terra fecharam ruas na Praça Sinimbu, em frente à sede do Incra. Eles cobram mais políticas de reforma agrária por parte do governo federal.

Por causa disso, líderes dos movimentos Via do Trabalho (MVT) e Luta pela Terra (MLT) reivindicam uma audiência com o ministro do Desenvolvimento Agrário, Pepe Vargas, que está em Maceió para uma cerimônia política.  

Da Redação do Blog de Assis Ramalho
Fonte: Gazeta Web
Foto: Ilustrativa  

Nenhum comentário:

Postar um comentário