Publicidade

Programa 'Valorizando a Pele' beneficia artesãos e fabricantes de calçados em Petrolândia

Participantes se profissionalizaram desde a confecção até a venda de produtos derivados do couro. 'Valorizando a Pele' beneficiou 28 empreendimentos — Foto: Divulgação/Seteq

A Secretaria do Trabalho, Emprego e Qualificação de Pernambuco (Seteq), em parceria com o Sebrae e a prefeitura de Petrolândia, no Sertão de Pernambuco, concluíram, na quinta-feira (10), a última etapa do programa sertanejo "Valorizando a Pele". A ação incentiva a produção e a comercialização de produtos derivados da cadeia produtiva da ovinocaprinocultura e da tilápia.

A cerimônia restrita ocorreu no Centro de Informações Turísticas de Petrolândia. O projeto beneficiou diretamente 28 empreendimentos e indiretamente 140 pessoas, entre artesãos e pequenos fabricantes de calçados, que se profissionalizaram desde a confecção até a venda de produtos derivados do couro.

Os municípios que participaram do programa foram Petrolândia, Floresta e Tacaratu, todos no Sertão. Os participantes do "Valorizando a Pele" aprenderam a aperfeiçoar, aprimorar, comercializar e inovar seus produtos, fortalecendo a cultura do couro, seja ela do bode ou da tilápia.

Os artesãos participaram de cursos, palestras e oficinas, além de receber uma consultoria do Senai em “Assistência Técnica em Design e Desenvolvimento de Novos Produtos”. Representante da Associação Café com Arte, Fátima Belém, 62 anos, disse que há muito tempo lutava para adquirir uma melhor capacitação para seu empreendimento, que trabalha com o couro da tilápia, e que o curso abriu esta oportunidade.

G1 Caruaru

Comentários

Publicidade