Publicidade

Petrolândia: Emoção, lágrimas, dor e aplausos na despedida de Pepê

Pepê, que hoje completaria 23 anos, em competição de motocross realizada em Petrolândia, em 2012 (Fotos: Assis Ramalho)
À entrada do cemitério, um corredor de motos foi formado para a passagem do féretro, recebido com salvas de palma

Sob forte comoção, familiares, parentes e amigos se despediram de Petrônio Francisco Soares Neto, conhecido como Pepê, na manhã desta quinta-feira (23). A dor do sepultamento do corpo do jovem foi ainda maior porque nesta data ele completaria 23 anos. Pepê faleceu ontem, vítima de astrocitoma anaplásico (tumor cerebral).

Ainda na adolescência, Pepê se tornou uma das referências e promessas do motocross de Petrolândia, cidade do Sertão pernambucano que sediou há alguns anos, etapas do campeonato estadual de motocross.

O corpo foi velado na residência da família, localizada na Avenida Manoel Borba, no centro de Petrolândia, de onde saiu o cortejo fúnebre em direção ao Cemitério São Francisco, na Quadra 14, por volta das 08h30.

No dia em que poderiam desejar parabéns pelo aniversário do jovem, centenas de pessoas - a pé, de moto e automóveis -, alguns com bandeiras de Pepê #37, número dele no motocross, acompanharam o doloroso percurso de último adeus ao rapaz.

À entrada do cemitério, um corredor de motos foi formado para a passagem do féretro, recebido com salvas de palmas. Ao adentrar o jazigo, mais aplausos ao rapaz que, em sua breve vida, distribuiu alegria, carinho e entusiasmo, e conquistou amigos para sempre.

Nossas condolências a familiares e amigos pela imensa perda.

Ver todas as fotos>Familiares e amigos dão último adeus a Pepê



Redação do Blog de Assis Ramalho
Fotos: Assis Ramalho

Comentários

Publicidade