Publicidade />

Chesf anuncia redução na vazão do reservatório de Sobradinho

Vazão será reduzida de 900 para 800 metros cúbicos por segundo. A Chesf ainda não determinou uma data para a mudança.

O Superintendente de Operações da Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf), João Henrique Franklin, informou, nesta terça-feira (10), que recebeu a recomendação de reduzir a vazão de água do reservatório de Sobradinho, na Bahia. A informação foi repassada durante uma coletiva de imprensa, realizada em Petrolina, no Sertão de Pernambuco.

Segundo o superintendente, o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) orientou que a Chesf reduza de 900 para 800 metros cúbicos a vazão de água no reservatório de Sobradinho. A data da mudança ainda não foi definida. Mas, estudos já estão sendo feitos para que a Companhia consiga a autorização da Agência Nacional das Águas (ANA) e do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama).“Ainda não começou a chover na bacia, daí essa necessidade da redução. Esse pleito já foi feito, nós estamos estudando em conjunto com o Ibama e com a ANA e esperamos que de fato essa autorização seja emitida”, explicou.

Durante a entrevista, João Henrique Franklin disse que até o começo do próximo mês, o volume útil de Sobradinho deve chegar ao fim e a barragem deve começar a operar no volume morto. “O impacto dessa redução, acentua uma necessidade de que todos os usuários tenham que se adequar a essa situação da Bacia do São Francisco. O abastecimento urbano, os projetos de irrigação, a navegação e a própria energia elétrica. Quando a gente reduz a geração de 900 para 800 metros cúbicos por segundo, você tem também uma redução na geração da natureza hídrica e tem que ser compensada pela geração eólica e pela geração térmica”, detalhou.

A recomendação da Chesf para os usuários e entidades é de que todos estejam preparados para a redução da vazão. “As captações de água precisam ser readequadas para esse novo patamar de vazão. O que é importante é que a gente tenha uma preocupação em relação a maximizar a água no reservatório e aguardar que o período chuvoso aconteça. Historicamente sempre chove na Bacia do São Francisco. E ai, com essas chuvas você vai ter novamente a elevação de nível no reservatório de Sobradinho”, disse João Henrique.

G1 Petrolina

Comentários

Publicidade