segunda-feira, 17 de agosto de 2015

Petrolândia e Tacaratu recebem cursos FIC no IF Sertão PE



Petrolândia e Tacaratu, no Sertão de Itaparica receberão cursos FIC (Formação Inicial e Continuada) dos tipos Mulheres Mil e Pronatec Campo. Os cursos serão ministrados no Centro de Referência de Petrolândia do IF Sertão PE em Petrolândia, vinculado ao Campus Floresta da instituição.

Confira as oportunidades de capacitação, destinadas a público alvo específico. 

PETROLÂNDIA
Curso                                                Nº vagas Carga horária   Tipo
Criador de peixes em tanque rede      20             200 h/a        Mulheres Mil
Fruticultor                                           20             200 h/a        Mulheres Mil           
Reciclador                                           20             200 h/a        Mulheres Mil
Agente de Informações Turísticas      20             200 h/a        Mulheres Mil
Apicultor                                             20             160 h/a        Pronatec Campo
Caprinocultor                                      20             200 h/a        Pronatec Campo

TACARATU  
Agente de Desenvolvimento 
Cooperativista                                     20             160 h/a        Pronatec Campo

Os cursos de Formação Inicial e Continuada (FIC) capacitam, aperfeiçoam e atualizam o aluno que tem pressa para entrar ou reingressar no mercado de trabalho. 

Informações sobre o assunto ainda serão detalhadas em reuniões do Fernando César Silva, responsável pelo Instituto Federal do Sertão Pernambucano (IF Sertão) - Campus Floresta - Centro de Referência de Petrolândia, com representantes da Assistência Social de Petrolândia e Tacaratu.

Detalhamento dos programas e quem pode se inscrever

O Programa Mulheres Mil tem como objetivo oferecer cursos de profissionalização e complementação de estudos às mulheres em vulnerabilidade social. São cursos de formação inicial e continuada com carga horária mínima de 160 horas. O Programa é voltado para grupos de mulheres que ainda não acessam os cursos do Pronatec/Brasil Sem Miséria, devido às dificuldades encontradas por elas, decorrentes da extrema pobreza, tais como a baixa autoestima, a necessidade de cuidar da família, o machismo, a violência, a baixa escolaridade, entre outros fatores que as impedem essas mulheres de se qualificarem profissionalmente.

Esse programa atende um público específico de mulheres e utiliza uma Metodologia específica que privilegia temas como elevação da autoestima, saúde, direitos e deveres da Mulher, inclusão digital, cooperativismo, promovendo a inclusão produtiva, a mobilidade no mercado de trabalho e o pleno exercício da cidadania. Podem participar mulheres a partir de 16 anos, chefes de família, em situação de extrema pobreza, cadastradas ou em processo de cadastramento no CadÚnico, preferencialmente beneficiárias do Bolsa Família.

Pronatec Campo - O Pronatec Campo tem como objetivo promover a inclusão social de jovens e trabalhadores do campo por meio da ampliação da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica e da oferta de cursos de formação inicial e continuada para trabalhadores de acordo com os arranjos produtivos rurais de cada região.

Por meio do Pronatec, o PRONACAMPO promove o acesso à educação profissional e tecnológica aos jovens e trabalhadores do campo e quilombolas, disponibilizando vagas nos cursos de formação inicial e continuada (FIC) e no Programa Escola Técnica Aberta do Brasil (e-Tec). O Ministério do Desenvolvimento Agrário/MDA é o demandante desta ação e Institutos Federais, escolas vinculadas às Universidades federais, CEFET e redes estaduais são instituições ofertantes. 

Redação do Blog de Assis Ramalho
Fontes: IF Sertão PE/Prefeitura Municipal de Petrolândia, MDS e MEC

Nenhum comentário:

Postar um comentário