segunda-feira, 17 de agosto de 2015

Incra participa de reunião do Comitê Gestor do Canal do Sertão em AL

Canal do Sertão abrange assentamentos de 1.211 famílias no Alto Sertão e Semiárido de Alagoas. Captação de água pelo pequeno agricultor vai ser subsidiada.

O Comitê Gestor do Canal do Sertão se reuniu pela primeira vez na manhã de quarta-feira passada (12), no Palácio República dos Palmares, em Maceió (AL), para discutir o gerenciamento e o planejamento do uso das águas do canal e apresentar o termo de referência que define sua gestão. Além do Incra/AL, participaram da reunião representantes da Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos de Alagoas (Semarh), do Instituto de Inovação para o Desenvolvimento Rural Sustentável de Alagoas (Emater), da Associação dos Municípios de Alagoas (AMA), da Agência de Fomento de Alagoas (Desenvolve) e da Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal).

O presidente do Comitê e secretário estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Alexandre Ayres, disse que o termo de referência apresentado nesse primeiro encontro deve definir as políticas de gestão do uso das águas do canal, como manuais de operação, serviços de limpeza e vigilância e o custo de uso do potencial hídrico. “O governo não vai cobrar. A captação de água pelo pequeno agricultor vai ser subsidiada”, garantiu.

A superintendente do Incra/AL, Lenilda Lima, destacou a importância da participação do Incra nos debates. “Temos 1.211 famílias em assentamentos no Alto Sertão e Semiárido abrangidas pelo canal, e é imprescindível a discussão com a sociedade para que sejam garantidas a produção e o desenvolvimento dessas comunidades”, disse.

No mês de setembro serão realizadas 12 audiências públicas onde a sociedade civil poderá participar e apresentar sugestões ao termo de referência apresentado pelo Comitê Gestor.

Canal

A primeira e a segunda etapa da obra foram entregues em 2013, com 65 km de extensão. A obra tem uma extensão total de 287 km e terá 35 municípios em sua área de influência, com potencial para beneficiar mais de um milhão de habitantes.

Assessoria de Comunicação Social do Incra/AL

Nenhum comentário:

Postar um comentário