Publicidade

Ex-prefeito alagoano é preso, acusado de não pagar pensão alimentícia


Foi preso, na tarde desta quarta-feira (29), o ex-prefeito do município de Porto Calvo, em Alagoas, Carlos Eurico Leão e Lima, o Kaíka, acusado de não pagar a pensão alimentícia dos filhos. O atraso no pagamento teria levado policiais a cumprirem mandado de prisão em Porto Calvo, onde o ex-gestor reside e administra um posto de combustível de sua propriedade.

Kaíka foi encaminhado à Delegacia Regional de Matriz de Camaragibe, onde prestou esclarecimentos ao delegado Belmiro Cavalcanti. Ao delegado, ele teria garantido que não está com pagamentos em atraso e solicitou a presença do advogado.

O delegado, por sua vez, garantiu que o ex-prefeito só será liberado caso comprove que não está devendo o valor referente à pensão.

Alagoas 24 horas

Publicidade