Publicidade
ESTE BLOG ESTÁ EM REFORMA. AGRADECEMOS A COMPREENSÃO.

Petrolândia: De Wilson a Genilson, uma história perto de um final feliz

Genilson com 'G' de generosidade e gratidão, acompanhado pela assistente social Ruty Sá e a artesã Fátima Belém, no Hospital Municipal Dr. Francisco Simões de Lima (Foto: Fátima Belém)

Durante muitos anos, ele viveu em situação de rua no município de Petrolândia, Sertão de Pernambuco. Podia ser visto elegantemente sentado no batente de alguma loja do centro da cidade, às vezes a fumar um cigarro. Nas ruas, falava sozinho, com voz firme, sotaque de outras terras e notável riqueza de vocabulário. Nunca pareceu ser um mendigo apenas, mas um mistério a solucionar, e não faltaram tentativas até agora, quando a longa e penosa história do homem conhecido como Wilson em Petrolândia parece estar perto de um final, ao que tudo indica, feliz. Será "muita falta de absurdo" (frase do intelectual e indignado "Wilson") se não for feliz.

O ex-Wilson, graças à persistência e insistência da artesã Fátima Belém, que o convenceu a cuidar da saúde e relembrar suas raízes familiares, está em tratamento. Com apoio do Centro de Referência em Assistência Social - CRAS, as informações sobre ele estão sendo checadas para que Genilson recupere sua cidadania e possa voltar à sua família.

"Genilson, conhecido por Wilson, muito bem cuidado no hospital Francisco Simões. Só temos a agradecer a essa equipe maravilhosa. [Ele] recebeu a visita da assistente social Ruty Sá para dar apoio a sua Identidade. Obrigada, Ruty! Ver Genilson bem é meu sonho e de muitos petrolandenses. Se Deus quiser, vai dar certo", declarou Fátima Belém, em postagem em rede social.

Parabéns a todos os envolvidos na busca de um passado e um futuro para Genilson!

Redação do Blog de Assis Ramalho

Comentários

Publicidade