Publicidade />

Policiais de PE e da PB são presos suspeitos de homicídios em Serra Talhada, no Sertão de Pernambuco

A cidade de Serra Talhada foi palco de uma série de homicídios no início deste ano / Foto: Diego Nigro / JC Imagem
A cidade de Serra Talhada foi palco de uma série de homicídios no início deste ano; Foto: Diego Nigro / JC Imagem

A Polícia Civil de Pernambuco desencadeou, na manhã desta quinta-feira (7), uma operação para combater o alto número de homicídios em Serra Talhada e cidades próximas no Sertão do Estado. Até o momento, três policiais militares foram presos, dois de Pernambuco e um da Paraíba. Ainda serão cumpridos 25 mandados de busca e apreensão.

Denominado "Paz no Sertão", o trabalho da polícia tem o objetivo de cumprir mandados de prisão e busca e apreensão em Pernambuco e na Paraíba. Ao todo, 193 policiais civis e 56 militares foram deslocados para a operação.

A cidade de Serra Talhada foi palco de uma série de homicídios no início deste ano. De janeiro a abril, nove casos foram registrados, o que levou a Secretaria de Defesa Social (SDS) a enviar um reforço policial para a região. Em resposta, o governador Paulo Câmara afirmou que acompanha com preocupação o aumento no número de assassinatos.

A polícia trabalha com a hipótese de que uma parte dos crimes tenha ligação direta com a execução do vereador Cícero Fernandes, conhecido como Cição, morto em março. Segundo o delegado Guilherme Caraciolo, é provável que algumas mortes tenham sido motivadas por vingança, em resposta ao assassinato do político, que também era policial militar da reserva.

A expectativa é que o saldo geral da operação, intitulada de “Sertão Seguro”, seja apresentado à imprensa na próxima segunda-feira (11), em Recife, com a participação do secretário estadual de Defesa Social, Alessandro Carvalho.

Do JC Online

Comentários

Publicidade