terça-feira, 1 de abril de 2014

Petrolândia: Projeto de Educação Ambiental da ARBio visita o Sítio Letreiro do Sobrado






A ARBIO-Associação de Reciclagem Biológica em parceria com a Escola Estadual de Jatobá promoveu no domingo, 30 de março, um dia de pesquisa de campo no assentamento da ABAMA-Associação de Beneficiários do Projeto de Assentamento Dr. Miguel Arraes e no Sítio do Letreiro do Sobrado, na zona rural de Petrolândia, às margens do rio São Francisco. Participaram o Prof. George Novaes (ARBio), Prof. Samuel Sales (Escola de Jatobá), Prof. Daniel Filho (EREM Mª Cavalcanti Nunes), Profª. Niedja Batista (ARBio) e Prof. Ramon Nunes (Escola Municipal Sete de Setembro), além dos estudantes de Biologia da Funeso/Unesf/Faexpe (Petrolândia) Sebastiana Silva, Fábio Santos e Michelle Siqueira e alunos de várias escolas estaduais e municipais da cidade. No total, 46 pessoas participaram do projeto de Educação Ambiental, entre elas o presidente da ABAMA, Juracy Cruz, dona Elita Ramalho e seu esposo Antonio Leal, o técnico agrícola Cláudio Ramalho e sua esposa, Profª. Ana Paula, e Lúcia Xavier, do Blog de Assis Ramalho.

De acordo com o prof. George Novaes, "os Grupos de Trabalho discorreram sobre o bioma Caatinga (Fauna e Flora) e políticas públicas para o camponês (Reforma Agrária), ABAMA e história dos reassentamentos pós-barragem para conhecimento dos alunos sobre nossa região. A pesquisa contou com uma equipe multidisciplinar composta por biólogos, professores, reassentados e estudantes da rede de ensino pública municipal e estadual. Num total de 46 pessoas envolvidas no processo que foram divididas em três Grupos de Trabalho, sendo estes sobre, fauna, flora e aspectos socioeconômicos do local."

"A metodologia utilizada foi a de check-list, por ser de fácil compreensão e eficiência na hora de coletar e analisar os dados.O contato direto dos jovens com a natureza deve ser estimulado, para que conheçam o lugar em que vivem, compreendendo a necessidade de cuidar do solo e da água, desenvolvendo uma consciência ambiental. Dar asas ao invés de gaiolas para estes jovens. Uma criança que cresce em contato com a natureza será um adulto que cuidará do planeta na certeza de que está cuidando de si próprio. A Educação Ambiental ensina a criança a ter autonomia desde cedo, estimulando uma relação saudável e sustentável com o meio em que ela vive. Ao aprender a ver as situações numa perspectiva diferente, teremos uma criança mais sensível e mais atenta ao que está acontecendo ao seu redor. Além de fazer bem à saúde, esse contato despertará sua atenção para os problemas causados pelo homem e germinará um sentimento de cuidado e responsabilidade com o meio ambiente", conclui o professor George Novaes, um dos maiores defensores do meio ambiente em Petrolândia.

Após as atividades escolares, os visitantes divertiram-se na praia do Letreiro do Sobrado, às margens do Lago de Itaparica. Infelizmente, a paisagem de um dos cartões postais de Petrolândia tem-se modificado drasticamente. Um dos motivos é a redução no nível das águas, revelando resquícios da vegetação existente antes da inundação do local e estreitamento/assoreamento da faixa propícia ao banho. O recuo das águas do São Francisco é provocada pela redução na vazão das represas de Sobradinho ao Xingó. O segundo motivo é a poluição causada pela grande afluência de frequentadores que não tomam o cuidado de trazer de volta o lixo que produzem na área.

O Blog de Assis Ramalho agradece à ARBio e à ABAMA pela nova oportunidade de participar de visita ao Sítio Letreiro do Sobrado.

Álbuns de fotos:



Redação do Blog de Assis Ramalho
Com informações do Prof. George Novaes/ARBio
Fotos: Lúcia Xavier e George Novaes

Nenhum comentário:

Postar um comentário