Publicidade

Petrolândia: Loja Pisebem Revestimentos adota árvores no canteiro da Avenida Manoel Borba




Assis Ramalho conversou com Marcelo, proprietário da Pisebem Revestimentos sobre a iniciativa



Com o plantio de apenas três mudas de árvores, a loja Pisebem Revestimentos fez a ação mais louvável dos últimos tempos para contribuir com o paisagismo de Petrolândia, a preservação de espécies nativas e o embelezamento da cidade. Em primeiro lugar, pela maior importância, a árvore escolhida não foi o exótico neem indiano (Azadirachta indica), do qual o município tem sofrido intensa e incessante invasão, mas uma espécie da flora brasileira. Em segundo lugar, porque na Avenida Manoel Borba várias mudas de palmeira imperial foram plantadas pela Prefeitura de Petrolândia, mas, poucas resistiram e os canteiros costumam ser usados para depósito de lixo e entulhos. Além disso, as árvores ainda podem ser vítimas impunes da prática do vandalismo.

Nesse contexto, a iniciativa da Pisebem Revestimentos é salutar. Com três canteiros abandonados em frente à loja, há poucos dias, funcionários realizaram o plantio de mudas de oitizeiro. As plantas foram protegidas por cercados, com identificação da Pisebem Revestimentos, para indicar que as árvores foram adotadas. Assim, onde havia um problema público, a empresa enxergou oportunidades e transformou a solução em merecida promoção do nome da Pisebem.

Na manhã desta segunda-feira (18), Assis Ramalho conversou com Marcelo, proprietário da Pisebem Revestimentos sobre a iniciativa. Segundo o empresário, a adoção de árvores em Petrolândia reproduz a experiência bem sucedida realizada pela empresa em Delmiro Gouveia, Alagoas, onde é localizada a matriz da Pisebem. Marcelo afirma também que a iniciativa reflete a preocupação da Pisebem com o meio ambiente e o bem-estar social, neste momento em que as mudanças climáticas devem ser uma preocupação de todos. Confira o depoimento do empresário Marcelo em entrevista a Assis Ramalho, no vídeo abaixo.


Oficialmente, o município de Petrolândia, localizado no Sertão de Pernambuco, a quase 500 km de distância do Recife, não tem nenhum projeto de adoção de árvores ou praças pelo setor privado. O plantio de árvores nativas também não é incentivado, muito pelo contrário. Hoje, o neem é a árvore mais disseminada no "paisagismo" dos logradouros públicos da cidade, em total discordância científica, por exemplo, daquilo que é esperado de um município localizado na caatinga, com supostas pretensões de desenvolver a apicultura.  

De acordo com fontes consultadas, o oitizeiro (Licania tomentosa) é uma espécie originária da Mata Atlântica, muito utilizada na arborização de várias cidades brasileiras do Nordeste e outras diversas regiões do país. Além de dar frutos comestíveis, a árvore tem copa frondosa, produz excelente sombra e efeito ornamental. As raízes são profundas e, diferentemente do neem, não agressivas. O oitizeiro também pode ser usado em reflorestamentos, regeneração de áreas degradadas e como bioindicador da qualidade do ar em espaços urbanos.



Fotos do plantio das árvores na Avenida Manoel Borba, realizado por funcionários da Pisebem Revestimentos.
Redação do Blog de Assis Ramalho
Fotos: Assis Ramalho e Pisebem Revestimentos
Fonte: Wikipedia e Jardineiro.Net

Comentários

Publicidade