Publicidade

Aprimoramentos na gestão e operacionalização do Programa Nacional de Crédito Fundiário em Pernambuco é destaque em reunião no Iterpe

Foto: Mirthis Novaes/ASCOM Iterpe

Em atendimento ao pleito da gestão do Programa Nacional de Crédito Fundiário (PNCF) em Pernambuco, operacionalizado pelo Instituto de Terras e Reforma Agrária do Estado, mais uma reunião técnica foi realizada, na última quarta-feira (8), na sede do órgão, com a participação do consultor do departamento de gestão do PNCF (SAF/MAPA), Cleiton Borges. O objetivo da reunião foi o alinhamento das informações e do redimensionamento do convênio firmado entre o Iterpe e a União para atender as demandas do PNCF no Estado.

“Compreendemos que o diálogo realizado de forma sistemática é o elemento estratégico para alavancar as ações do crédito fundiário em Pernambuco, por representar uma política pública que possui um complexo processo de execução, considerando tanto os aspectos da sua normativa quanto à construção institucional coletiva que permeia o programa”, enfatizou o presidente do Iterpe, Altair Correia, durante a reunião.

Durante o encontro, as diretrizes de operacionalização e gestão do Programa foram amplamente discutidas, bem como foram realizados alguns encaminhamentos solicitados pelo Iterpe na última reunião, realizada em março deste ano. Na ocasião, a gestão havia reforçado a necessidade de ampliação do diálogo em prol da sustentabilidade do Crédito Fundiário no Estado, política de âmbito Nacional criado para promover o acesso à terra às famílias de agricultores que não têm ou possuem pouca terra.

“A reunião foi muito produtiva e os encaminhamentos possibilitaram um norteamento para executar o convênio em Pernambuco e contribuir para compreender as informações sobre as mudanças no fluxo das novas propostas de aquisições de terras”, comemorou a gestora do Crédito Fundiário do Iterpe, Alcineide Oliveira, otimista com o encontro.

Foram expostos, ainda, o panorama de atividades realizadas em Pernambuco, entre eles o trabalho realizado junto às instituições parceiras na execução do programa, a exemplo do encontro com as empresas de Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER), realizada no início de abril.

Ao final da reunião, Altair Correia reforçou a necessidade da equipe do Iterpe realizar visita técnica, em Brasília, à nova gestão do programa, que atualmente integra a Secretaria de Agricultura Familiar e Cooperativismo do Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). Estiveram presentes ainda o gestor de Ações Fundiárias do Iterpe, Ivison Silva, e o assessor de Acompanhamentos de Programas e Projetos do órgão, Cleodon Ricardo.

Ascom Iterpe

Comentários

Publicidade