Publicidade
ESTE BLOG ESTÁ EM REFORMA. AGRADECEMOS A COMPREENSÃO.

Dia da Árvore: reeducandos fazem plantio de mudas em bairros do Recife


A iniciativa é fruto de uma parceria entre a SJDH e a Prefeitura do Recife (Foto: Ray Evllyn)

A arborização das vias urbanas da cidade do Recife, além de visar uma cidade menos poluída, com mais sombra e garantir às pessoas melhor qualidade vida, também evidenciam a responsabilidade social e o recomeço. Uma parceria entre a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH) e a Empresa de Limpeza e Manutenção Urbana do Recife (Emlurb), empregam 161 reeducandos que cumprem pena em regime aberto, onde dois deles atuam plantando mudas de árvores em toda cidade. Nesta quarta-feira (19), eles semearam 10 mudas nos bairros de Boa Viagem, Areias, Afogados, Várzea e Cordeiro. As espécies mais comuns nos plantios são sapoti do mangue, craibeira, saboneteira, sibipiruna, ipê e mororó.

Os ex-detentos trabalham durante todo o ano, de segunda a sexta, oito horas por dia na Sementeira de Casa Amarela, na Zona Norte, que contribui no papel de preservar espécies através do cultivo e distribuição de mudas nativas das mais diferentes partes do mundo.

Para se reintegrar à sociedade e retornar ao mercado de trabalho, os apenados são assistidos pelo Patronato Penitenciário, órgão ligado à SJDH responsável pelo acompanhamento daqueles que estão cumprindo pena no regime aberto e livramento condicional. Os trabalhadores têm seu comportamento avaliado e passam por entrevista que cursos de formação. A remuneração é de um salário mínimo, além do vale refeição e passagens.

Depois de passar 17 anos preso, Robeval Santana, 38, descobriu no trabalho a chance de mudar de vida. “Já estou há sete meses trabalhando e percebendo diariamente que posso contribuir com algo de positivo, não só na sociedade, mas também nas despesas da minha casa. Nunca é tarde para refazer a vida pelo suor do trabalho e longe do crime”, conta o reeducando.

Os convênios de empregabilidade entre o Governo de Pernambuco, por meio da SJDH, e empresas públicas e privadas, possibilitam atualmente quase 800 postos de trabalho e tem o objetivo de garantir oportunidades de trabalho aos egressos do sistema carcerário e também de reduzir a reincidência criminal. “Através dessa ação de recuperar a arborização da cidade, os reeducandos contribuem para a preservação das espécies nativas, ajudam a embelezar a cidade e ficam longe da criminalidade”, pontua o Secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico.

Adotando o verde – Quem mora na Capital pernambucana pode solicitar o plantio de mudas na sua rua ou no seu bairro gratuitamente ligando para o número 156. A Secretaria de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente do município faz uma avaliação técnica e agenda o plantio. O órgão também instrui os moradores a cuidar da saúde da planta. 

SJDH

Comentários

Publicidade