quinta-feira, 21 de junho de 2018

Ministério da Educação e FNDE fazem pesquisa sobre transporte escolar


O Ministério da Educação (MEC) quer saber o que gestores municipais, diretores e coordenadores de escolas de todo o país acham do transporte escolar oferecido pela pasta. Estão disponíveis três questionários na internet, que podem ser preenchidos até o dia 15 de agosto.

Entre outras questões, o MEC pergunta se as revisões e os reparos do transporte escolar foram feitas e se o município teve alguma dificuldade de acessar os recursos repassados para serem usados no transporte dos alunos.

As pesquisas, foram lançadas pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), autarquia vinculada ao ministério, e têm como objetivo avaliar o Programa Caminho da Escola e o Programa Nacional de Apoio ao Transporte Escolar (Pnate).

Devem responder aos questionários os gestores do transporte escolar dos municípios brasileiros, os integrantes do Conselho de Acompanhamento e Controle Social do Fundeb e os diretores e coordenadores de escolas que recebem estudantes residentes em área rural.

Os formulários estão disponíveis nos links: http://www.wikiportes.com.br/pesquisa, para gestores; http://www.wikiportes.com.br/cacs, para conselheiros; e http://www.wikiportes.com.br/diretores, para diretores.

Atualmente, segundo o FNDE, mais de 4,6 milhões de estudantes que residem ou estudam nas áreas rurais do país utilizam os transportes bancados pelos programas para terem acesso às escolas. A intenção, com a pesquisa, é conhecer os desafios a serem superados.

Centro colaborador

As duas avaliações fazem parte dos seis produtos que compõem o plano de trabalho do primeiro Centro Colaborador de Apoio ao Transporte Escolar do Brasil (Cecate), localizado na Universidade Federal de Goiás. O Cecate foi lançado esta semana pelo MEC e FNDE.

O plano de trabalho prevê também a elaboração de curso de capacitação dos gestores, em relação ao planejamento e regulação do transporte escolar, e dos conselheiros do CACs; a aplicação do curso em novas turmas; o desenvolvimento de cartilhas do transporte escolar, bem como de software e plataforma de gestão do transporte escolar.

O modelo de centro colaborador já é aplicado para a alimentação escolar. O FNDE tem parceria com 41 instituições federais de Ensino Superior, no âmbito do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), para desenvolver ações de pesquisa, ensino e extensão.

Nove instituições formaram os chamados Centros Colaboradores em Alimentação e Nutrição Escolar, que são unidades de referência e apoio constituídas para desenvolver ações de interesse e necessidade do Pnae, com estrutura e equipe para execução das atividades em áreas prioritárias definidas pelo FNDE.

Agência Brasil


0 comentários:

Postar um comentário