Publicidade

Médico do IMIP participa de evento sobre o vírus Zika na Áustria

 Fotos: O.Yusuf/IAEA

O médico infectologista do Instituto Materno-Infantil de Pernambuco (IMIP) Luiz Cláudio Arraes participou de um treinamento oferecido aos profissionais de saúde de países da América Latina, Caribe, África e Ásia sobre o diagnóstico do vírus da Zika. O médico viajou a convite da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), um organismo da ONU (Organização das Nações Unidas). O treinamento foi realizado nos laboratórios da Agência, em Seibersdorf, na Áustria, entre os dias 4 e 15 de abril.

Ao todo, seis professores foram convidados pela AIEA para conduzirem a capacitação oferecida. Entre o grupo, apenas dois brasileiros: além do médico do IMIP, um pesquisador da Fiocruz também participou do evento.

Todos os países da América Latina têm registrado casos de pessoas infectadas pelo vírus. No entanto, segundo Luiz Cláudio Arraes, existe uma preocupação no mundo inteiro. “O zika vírus tomou hoje uma proporção mundial. Treinou-se primeiramente as pessoas de países que já conheceram casos. Então, a primeira turma foi de países latino-americanos e Caribe, o segundo grupo foi de países africanos, asiáticos”, destacou.

O profissional realizou cinco apresentações formais sobre o tema, além de desenvolver oficinas e treinamentos em laboratório. “Esses treinandos eram pessoas muito bem capacitadas. Todos com algum grau institucional em seus países, como, por exemplo, pessoas de referência em arboviroses”, destacou. “Eu acho que aprendi mais do que ensinei”, avaliou o profissional.

Ascom IMIP

Comentários

Publicidade