Publicidade

Paulo Câmara autoriza contratação de 2.548 profissionais de saúde

Desse total, são 207 médicos e 487 enfermeiros. A convocação também inclui 428 trabalhadores de Nível Superior e 1.426 do Nível Médio

O governador Paulo Câmara autorizou, na manhã desta quinta-feira (03), a contratação de profissionais de saúde. Serão nomeados 2.548 servidores aprovados nos últimos dois concursos públicos (2013 e 2014) realizados pela administração estadual para a área.

Desse total, são 207 médicos e 487 enfermeiros. A convocação também inclui 428 trabalhadores de Nível Superior e 1.426 do Nível Médio, que vão fortalecer o atendimento em 17 unidades. A ampliação da mão de obra local dialoga com o aumento da demanda – devido à crise econômica, as epidemias de zika, chikungunya e dengue.


“Em 2015, fizemos um esforço grande para manter os níveis de atendimento da saúde. Começamos 2016 com o objetivo de melhorar uma situação que nós entendemos que não é ideal, mas que precisa ser trabalhada com muita responsabilidade. Temos novos desafios, como o tratamento das crianças com microcefalia, e vamos atuar para garantir o melhor atendimento”, afirmou Paulo.

O gestor destacou também a iniciativa do Governo do Estado em assumir contratações em um momento de retração econômica no País. “Ciente das dificuldades operacionais do setor e de que tínhamos que fazer um esforço adicional para termos mais profissionais, essa decisão nos leva a assumir, mais uma vez, o protagonismo na saúde, quando andamos com as nossas próprias pernas”, completou. O número de profissionais e alteração dos plantões será definido após a convocatória.

Para o secretário da pasta, Iran Costa, a chamada foi classificada como “histórica”. “Mais uma vez, Pernambuco avança na saúde. Essas contratações têm um grande significado para a nossa área, pois vivemos um momento delicado”, afirmou gestor, lembrando que os convocados iniciam suas atividades dentro de 60 dias.

“Sem dúvida nenhuma, um dos maiores desafios dos governos é relativo à saúde. Ela exige de todos nós atenção diária. Uma atenção que precisa ser redobrada a cada momento. Isso porque nós sabemos que a saúde envolve vidas. É uma situação que as pessoas não gostariam de estar vivendo, quando precisam dos serviços de saúde”, pontuou Paulo Câmara. Um novo concurso para a categoria já está em planejamento e tem previsão de lançamento para o segundo semestre.

NE 10

Comentários

Publicidade