Publicidade

Delcídio diz em nota que não confirma teor de reportagem sobre delação


Novo delator da Operação Lava Jato, o senador Delcídio do Amaral (PT-MS) afirmou nesta quinta-feira (3), por meio de nota, que não confirma o conteúdo da reportagem publicada na edição desta semana da revista "IstoÉ", que traz detalhes sobre os depoimentos que ele prestou à Procuradoria Geral da República (PGR).

No comunicado, assinado conjuntamente por Delcídio e pelo advogado Antonio Augusto Figueiredo Basto, responsável pela defesa do parlamentar do PT, ressaltaram que, por não conhecer a origem dos documentos que basearam a reportagem da revista, não poderiam reconhecer a autenticidade do material.

"À partida, nem o senador Delcídio, nem a sua defesa confirmam o conteúdo da matéria assinada pela jornalista Débora Bergamasco. Não conhecemos a origem, tampouco reconhecemos a autenticidade dos documentos que vão acostados ao texto", diz trecho da nota divulgada por Delcídio.

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Em respeito ao povo brasileiro e ao interesse público, o Senado Delcídio Amaral e a sua defesa vêm se manifestar sobre a matéria publicada na Revista IstoÉ na data de hoje. À partida, nem o Senador Delcídio, nem a sua defesa confirmam o conteúdo da matéria assinada pela jornalista Débora Bergamasco. Não conhecemos a origem, tampouco reconhecemos a autenticidade dos documentos que vão acostados ao texto. Esclarecemos que em momento algum, nem antes, nem depois da matéria, fomos contatados pela referida jornalista para nos manifestarmos sobre fidedignidade dos fatos relatados. Por fim, o Senador Delcídio Amaral reitera o seu respeito e o seu comprometimento com o Senado da República.

Senador Delcídio Amaral - Antônio Augusto Figueiredo Basto

Do G1, em Brasília

Comentários

Publicidade