Publicidade

Governo do Estado publica decretos que regulamentam os dois novos Conselhos de Cultura


Foram publicados na última quinta-feira (28) os decretos que regulamentam as leis 15.429 e 15.430 que criam, respectivamente, o Conselho Estadual de Política Cultural e o Conselho Estadual de Preservação do Patrimônio Cultural, no âmbito de Pernambuco. O CEPC, segundo texto da lei, terá por finalidade “propor princípios, normas, diretrizes e linhas de ação da Política Pública de Cultura do Estado”. Já o Conselho de PPC objetiva “proporcionar a participação democrática da sociedade no desenvolvimento de políticas, programas, projetos e ações conjuntas no campo da Cultura e do patrimônio cultural”.

Os preceitos de ambos os conselhos atendem princípios e diretrizes do Sistema Nacional de Cultura, por meio de uma gestão compartilhada entre o Governo e a Sociedade Civil. O Conselho de Política Cultural será formado por 40 membros, sendo 20 representantes do poder público e 20 da sociedade civil. No caso do Conselho de Preservação e Patrimônio Cultural serão 14 membros, divididos também de forma paritária, entre poder público e sociedade civil. A composição dos assentos de cada conselho foi amplamente debatida e definida após uma agenda de audiências públicas, que passou pelo Recife, Caruaru e Salgueiro e envolveu diversos agentes da cultura.

Após a publicação dos regulamentos, nos próximos dias, se dará a publicação de duas portarias – uma para cada Conselho – que nomeará comissão para tratar dos detalhes operacionais do processo eleitoral. A metodologia de votação, no caso do Conselho de Políticas Culturais, prevê a instalação de vinte (20) fóruns específicos (sendo um para cada segmento de que trata o regulamento). Cada fórum elegerá cinco (5) delegados, os quais comporão a plenária final. O mesmo se dará com o Conselho de Preservação, que terá sete (7) fóruns, cada qual elegendo 5 delegados.

Saiba mais

Blog de Notícias do Governo de Pernambuco

Comentários

Publicidade