sexta-feira, 1 de junho de 2018

Delegacias do interior de PE estão abandonadas pelo poder público, diz presidente do Sinpol-PE em entrevista a Assis Ramalho


Presidente do Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (Sinpol-PE), Áureo Cisneiros, em entrevista ao radialista e blogueiro Assis Ramalho, na Web Rádio Petrolândia.


As delegacias de Polícia Civil no interior de Pernambuco estão funcionando de forma caótica, a maioria em prédios alugados, caso de Petrolândia, ou cedidos sem estrutura adequada. Além disso, policiais fazem limpezas em delegacias e 'vaquinhas' para pagar diarista. As denúncias foram feitas pelo presidente do Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (Sinpol-PE), Áureo Cisneiros, em entrevista ao radialista e blogueiro Assis Ramalho, no 'Acordando com as Notícias', programa transmitido pela Web Rádio Petrolândia.

Após visitar a delegacia de Petrolândia, Cisneiros afirmou ter constatado que o efetivo é insuficiente e os policiais trabalham no limite.

''Aqui em Petrolândia, nós temos dez policiais que ficam se revezando. Então, praticamente são dois policiais por dia, o que é um absurdo. Se você não tem efetivo, você não faz com efetividade o serviço da Polícia Civil, que é investigar os crimes. E se não há investigação dos crimes, vai rolar a impunidade, que é um incentivo a essa onda de violência que está aí sobre Pernambuco, que é considerado o terceiro estado mais violento do país. Ficamos até mesmo à frente do Rio de Janeiro, que é três vezes maior, em termo de população, do que Pernambuco''.

Áureo também criticou a estrutura "improvisada" da delegacia de Petrolândia que, segundo ele, não dá boas condições de trabalho aos policiais.

''Petrolândia está com uma delegacia improvisada e não é um prédio com todas as adequações. É quente e não tem ventilação. Inclusive as salas para reconhecimentos, as salas para prestar B.O. (boletim de ocorrência), são improvisadas, e a gente vai colocar no relatório''.

O sindicalista também criticou fortemente a delegacia de Tacaratu, segundo ele, a pior estrutura entre todas que ele visitou, enquanto cita delegacia de Floresta como modelo para as demais.

''A delegacia de Tacaratu é terrível. A policial que me recebeu lá disse 'olha, Áureo, os policiais que estão dormindo nesta delegacia, estão amanhecendo doentes'. É mofo por toda parede e infiltração. Com a chuva, ninguém pode trabalhar, com a goteira caindo, inclusive com o risco de perder informações, perder os inquéritos. É uma delegacia muito ruim'', disse Áureo, reprovando a estrutura das delegacias do Sertão de Itaparica, exceto a de Floresta. ''A delegacia de Floresta é um modelo, um padrão que deveria ser seguido''. 

Em recado ao governador Paulo Câmara (PSB), Cisneiros, que é pré-candidato a deputado estadual pelo PSOL, afirmou que o ''Pacto pela Vida'' está praticamente falido.

''Eu tenho sido considerado um grande crítico da gestão de Paulo Câmara na segurança pública, mas a gente aponta os erros, faz as críticas, mas críticas construtivas e, infelizmente, o 'Pacto pela Vida' está praticamente falido. Inclusive, eu conversei com populares aqui de Petrolândia, que disseram que ficam com medo de sair de casa à noite para um lazer, para um barzinho, para praticar um esporte, para a escola. Tudo isso por causa dessa violência absurda'', acrescentou.

Na entrevista, entre outros temas, o presidente do Sinpol -PE ainda fez outras duras críticas a segurança do Estado, as precárias condições de trabalho dos policiais e ao governador Paulo Câmara. Assista abaixo ao vídeo da entrevista.



Redação do Blog de Assis Ramalho


0 comentários:

Postar um comentário