quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

STJ torna ex-ministro Mario Negromonte réu na Lava Jato

Na denúncia, apresentada pelo Ministério Público Federal (MPF) em outubro do ano passado, Negromonte é acusado de receber R$ 25 milhões em propina. STJ determina também afastamento dele do cargo de conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia.

A Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu hoje (21), por unanimidade, aceitar denúncia contra o ex-ministro das Cidades Mário Negromonte (PP-BA). Dessa forma, ele passa à condição de réu na Operação Lava Jato.

Na denúncia, apresentada pelo Ministério Público Federal (MPF) em outubro do ano passado, Negromonte é acusado de receber R$ 25 milhões em propina para beneficiar empresas do setor de rastreamento de veículos.

A acusação teve como ponto de partida a delação premiada do doleiro Alberto Yousseff e foi encaminhada ao STJ por Negromonte ocupar o cargo de conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia. A Corte Especial, colegiado do STJ responsável por julgar casos do tipo, decidiu também afastá-lo da função até que esteja concluída a fase de instrução penal do processo.

A Agência Brasil procurou a defesa de Negromonte para comentar a decisão, mas ainda não conseguiu contato.

Agência Brasil


0 comentários:

Postar um comentário