sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

Barragem do ProRural em Aldeia Velha faz moradores sonharem com tempos melhores


Ter acesso à água em maior quantidade é sonho de todo nordestino, especialmente no Sertão Pernambucano. Em Arcoverde, no Povoado de Aldeia Velha, a implementação de subprojeto de infraestrutura hídrica está fazendo a comunidade sonhar com tempos melhores, com novos projetos de vida que serão possíveis com a conclusão da barragem que será entregue pelo ProRural até meados de 2018. A obra está em plena execução.

O Governo de Pernambuco, através da Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária (SARA), está investindo cerca de R$ 160 mil para suprir a insuficiência de água para o consumo humano e animal, e também para a irrigação de pequenas áreas produtivas. Ao todo, são 66 famílias beneficiadas diretamente com a obra. Mas os aproximados 780 metros de espelho d’água que formará depois de concluído e cheio, o açude beneficiará também comunidades próximas como Cocau, Pedreira e Queimada da Onça, entre outras.

Para a presidente da Associação Comunitária dos Moradores do Povoado Aldeia Velha, Quitéria dos Santos Andrade, o maior sonho da comunidade é ter água encanada em casa. “Hoje todos vivemos com a água acumulada nas cisternas que chegaram também na localidade com o apoio do ProRural, mas ter água nas torneiras dentro de casa é sonho de todos, especialmente das mulheres”. Para o planejamento do uso futuro da barragem, Quitéria já discute com os associados e técnicos do ProRural, os desejos de todos e as possibilidades para o consumo de forma sustentável e ambientalmente segura para todos.

Morador da região desde a infância, Adilson Galindo Ferro, de 61 anos, que aproveitou os benefícios de uma barragem pequena que existia no local quando era criança, lembra da importância do reservatório também para a alimentação e maior qualidade de vida das pessoas. “Quando tínhamos esse açude cheio, tínhamos como produzir alimentos para o consumo, como milho, feijão, jerimum e melancia, por exemplo, além dos peixes que criávamos aqui. Depois que o reservatório secou a vida ficou muito mais difícil, especialmente nesse longo período de estiagem que passamos nos últimos anos, agora a vida vai ficar melhor”, animou-se.

Assessoria de Comunicação
ProRural - Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária


0 comentários:

Postar um comentário