domingo, 21 de janeiro de 2018

Revisão do tempo especial turbina a aposentadoria

O Jornal Agora traz exemplos de como ficaria o benefício de quem já se aposentou, mas não incluiu o período de atividade de risco

O aposentado do INSS que consegue revisar o seu benefício ao comprovar o direito ao tempo especial tem chance de aumentar, e muito, o valor da renda mensal.

Ao obter o reconhecimento do trabalho insalubre –com risco à saúde–, o segurado acrescenta ao seu benefício até R$ 1.355, se homem, e R$ 2.005, se mulher, segundo cálculos realizados pela reportagem, com a ajuda do Ieprev (Instituto de Estudos Previdenciários).


Esses valores foram obtidos em simulações com perfis de homens que se aposentaram com 57 anos de idade e 35 anos de contribuição ao INSS, e de mulheres aposentadas aos 52 anos de idade e com 30 anos de recolhimentos.

Os dois exemplos consideram trabalhadores com ao menos 80% das contribuições pelo teto e aposentadorias concedidas a partir de dezembro de 2017. Em ambos, a revisão comprova 24 anos de tempo especial.

Agora


0 comentários:

Postar um comentário