quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

Pente-Fino do INSS cancela 4.490 benefícios em Alagoas


Um pente-fino realizado pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) no ano passado, nos auxílios-doença e aposentadoria por invalidez, cancelou 4.490 benefícios em Alagoas em 2017.

Dados do Ministério do Desenvolvimento Social disponibilizados para a Gazeta de Alagoas revelam que dos 5.111 beneficiários alagoanos que foram convocados para perícia, 75,7% tiveram o benefício cortado. Na prática, significa dizer que 7 em cada 10 beneficiários do INSS que foram revisar o benefício voltaram sem ele.

Outros 617 contribuintes não compareceram à perícia, o que acarretou também no cancelamento. De acordo com o ministério, a economia anual estimada aos cofres públicos com estes cortes é de R$ 58,4 milhões.


De acordo com os dados do ministério, as perícias de revisão converteram 1.147 benefícios em aposentadoria por invalidez. Outros 11 foram convertidos em auxílio-acidente e 8, em aposentadoria por invalidez com acréscimo de 25% no valor do benefício. Além disso, outras 71 pessoas saíram da perícia encaminhadas para reabilitação profissional.

O pente-fino nos benefícios do INSS começou em agosto de 2016 e foi anunciado como um mecanismo de economia para “tampar ralos que estão abertos”, de forma que venha a eliminar pagamentos a pessoas que não têm direito a receber benefício.

A consulta de revisão é obrigatória e atesta se permanece ou não a condição que impede o beneficiário de trabalhar. Já no caso da aposentadoria por invalidez, deve passar pela revisão quem tem menos de 60 anos de idade e está há dois anos ou mais sem passar por perícia.

Ficam de fora pessoas com mais de 60 anos e quem tiver 55 anos e receber o benefício há pelo menos 15 anos.

Por: Gazeta de Alagoas


0 comentários:

Postar um comentário